Notícias da Força Aérea Brasileira

  • 853 Respostas
  • 205893 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #840 em: Janeiro 13, 2019, 04:12:35 pm »









 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #841 em: Janeiro 13, 2019, 04:17:03 pm »
OGMA recebe primeiro C-130 da Força Aérea Brasileira (Full Fleet Support)

A escolha da OGMA pela Força Aérea Brasileira é prova do reconhecimento internacional do know-how da empresa portuguesa neste tipo de aeronave, para a qual tem mais de 40 anos de experiência, contando nos seus efetivos com técnicos altamente especializados e preparados para responder às mais variadas necessidades de manutenção neste produto.

Citar
A primeira de 12 aeronaves Lockheed C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB), destinadas a um programa de Full Fleet Support, chegou às instalações da OGMA – Indústria Aeronáutica de Portugal , em Alverca do Ribatejo, na semana passada (dia 3 de janeiro).

Este é o primeiro passo de vários que serão dados ao longo dos próximos cinco anos na manutenção de frota e suporte logístico à frota de C-130 da Força Aérea Brasileira, anuncia um comunicado distribuída pela OGMA .

O contrato está avaliado em cerca de 85 milhões de euros (98 milhões de dólares) para a OGMA e terá a duração de cinco anos.

Inclui a gestão da frota, suporte logístico, realização de manutenções programadas, substituição e reparação de equipamentos e fornecimento de componentes.

Estão dentro do âmbito deste contrato as aeronaves operadas pela FAB, sediadas no Rio de Janeiro, no Brasil: oito C-130H, dois C-130H2 (aeronaves com equipamentos de combate a incêndios) e dois KC-130H (de reabastecimento aéreo).

A Força Aérea Brasileira escolheu a OGMA para a manutenção da sua frota de C-130 Hércules.

A empresa portuguesa superou a concorrência num concurso internacional promovido pela Comissão Aeronáutica Brasileira, sediada em Washington.

A escolha da OGMA pela Força Aérea Brasileira é prova do reconhecimento internacional do know-how da empresa portuguesa neste tipo de aeronave, para a qual tem mais de 40 anos de experiência, contando nos seus efetivos com técnicos altamente especializados e preparados para responder às mais variadas necessidades de manutenção neste produto.

A OGMA faz manutenção de aeronaves C-130 militares para as forças aéreas de vários países, nomeadamente da Europa, África e Ásia.

FONTE: http://tecnodefesa.com.br/ogma-recebe-primeiro-c-130-da-forca-aerea-brasileira-full-fleet-support/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 10378
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 222 vez(es)
  • +57/-32
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #842 em: Janeiro 26, 2019, 04:07:31 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #843 em: Janeiro 29, 2019, 12:54:24 pm »
FAB coordena cerca de 300 voos por dia nas buscas às vitimas em Minas Gerais


Citar
Toda a coordenação entre as aeronaves está sendo fornecida por militares da FAB

Os trabalhos continuam intensos no quarto dia de atuação da Força Aérea Brasileira (FAB) em apoio à operação de resgate às vítimas do desastre ocorrido em Brumadinho (MG).

Após a instalação de uma unidade de Serviço de Informações Aeronáuticas (AFIS) – também conhecida como estação-rádio – para dar suporte e garantir a segurança das aeronaves envolvidas nas ações de busca e salvamento, a FAB está atuando na coordenação dos voos, que chegam a 300 por dia.

A estrutura montada na região do desastre está sob a coordenação do Primeiro Grupo de Comunicações e Controle (1º GCC). De acordo com o Chefe da Divisão de Operações do 1º GCC e Chefe do Centro de Operações Aéreas em Brumadinho, Major Leonardo André Haberfeld Maia, estão sendo operadas, simultaneamente, em torno de 16 aeronaves.
 
O AFIS está localizado no terreno de uma igreja no Córrego do Feijão e conta com gerador, antena para enlace via satélite, computadores interligados em rede e sistemas de comunicação VHF, UHF e HF. Além do AFIS, também foi montado um Centro de Comando e Controle, alocado em uma universidade local.

“Nós estabelecemos uma área central coordenada entre esses dois pontos: o que fica alocado na universidade e o da igreja, sendo que o ponto da igreja fica mais próximo da área do desastre. São dois pontos distintos e a coordenada central entre esses dois pontos engloba 9 milhas, cerca de 16 km. É uma área considerada pequena, mas com um movimento muito intenso. São mais de 300 movimentos diários de pouso e decolagem”, afirma o Major Haberfeld.

Além da coordenação das aeronaves envolvidas nas operações de resgate, a FAB também está atuando para que o espaço aéreo da região de Brumadinho fique restrito apenas a essas aeronaves, sendo que os voos com drones também não estão autorizados.

Todo suporte na comunicação entre as aeronaves está sendo fornecido por 25 militares do 1º GCC e também do Primeiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA I).

Toda a ação para coordenar as aeronaves no espaço aéreo do município mineiro foi programada após articulação com a Presidência da República, Ministério da Defesa e Defesa Civil e não há previsão para o fim dos trabalhos na região.


FONTE:https://www.aereo.jor.br/2019/01/28/fab-coordena-cerca-de-300-voos-por-dia-nas-buscas-as-vitimas-em-brumadinho/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #844 em: Fevereiro 13, 2019, 08:40:35 pm »
Comandante da Aeronáutica recebe Comandante do Comando do Sul dos EUA

Objetivo foi estreitar relações entre os dois países


Citar
O Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez, recebeu, nesta segunda-feira (11), em Brasília (DF), a visita do Comandante do Comando do Sul dos Estados Unidos (SOUTHCOM), Almirante Craig Stephen Faller. O objetivo foi estreitar as relações entre os dois países.

"É muito importante essa visita para estarmos cada vez mais próximos e compartilharmos experiências nos assuntos comuns afetos aos dois países que são parceiros em diversas atividades", destacou o Tenente-Brigadeiro Bermudez.

O Brasil e os Estados Unidos já realizam diversas ações em comum na defesa, em áreas específicas como pesquisa e desenvolvimento, intercâmbio de informações, treinamento e educação, exercícios militares conjuntos e iniciativas comerciais relacionadas a questões de defesa.


A Academia da Força Aérea (AFA), por exemplo, recebe cadetes da Academia da Força Aérea dos Estados Unidos e cadetes brasileiros também estudam no país norte-americano. Além disso, são diversos os exercícios realizados em cooperação mútua, como a Cruzex, um exercício operacional realizado pela Força Aérea Brasileira (FAB), com a participação de diversos países. Este ano, inclusive, está prevista a ida de dois oficiais brasileiros ao Afeganistão para atuar com os americanos.

Após a reunião, a comitiva visitou o Comando de Operações Aeroespaciais (COMAE), que é o comando operacional conjunto, permanentemente ativado, responsável pelo planejamento, coordenação, execução e controle das operações aeroespaciais, tanto recorrentes quanto eventuais. Abarca as atividades de defesa aérea e antiaérea, conjugando ainda as ações de emprego de transporte aéreo-logístico, a busca e salvamento e a patrulha marítima, além das operações conjuntas determinadas pelo Ministério da Defesa.

O Almirante Faller, da Marinha dos EUA, assumiu o comando do SOUTHCOM em 26 de novembro de 2018 e é responsável por toda a cooperação de segurança do Departamento de Defesa nas 45 nações e territórios da América Central e do Sul e do Mar do Caribe.


Fotos: Cabo Feitosa / CECOMSAER - http://www.fab.mil.br/noticias/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 10378
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 222 vez(es)
  • +57/-32
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #845 em: Fevereiro 19, 2019, 09:11:21 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 10378
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 222 vez(es)
  • +57/-32
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #846 em: Fevereiro 27, 2019, 07:37:15 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #847 em: Março 24, 2019, 10:20:28 pm »
Esquadrão Joker recebe visita de pilotos suecos que operam o caça Gripen


O objetivo da visita foi a troca de experiências entre os pilotos de caça

Citar
Uma comitiva da Força Aérea da Suécia (SwAF) realizou uma visita ao Esquadrão Joker (2º/5º GAV), na última quinta-feira (21/03), para conhecer a formação dos pilotos de combate da Força Aérea Brasileira (FAB), em especial os da Aviação de Caça. O grupo, formado por nove pilotos de caça suecos, foi recebido pelo Tenente-Coronel Leandro Barbosa Ferreira Pinto, Comandante do Esquadrão Joker (2º/5º GAV).

Os visitantes conheceram a história do esquadrão de formação dos pilotos de caça brasileiros, sua missão e processo seletivo, além de receberem um panorama contextual sobre a atuação da Aviação de Caça da FAB no cenário nacional e internacional. Os suecos puderam acompanhar a rotina de estagiários e instrutores, visitar as aeronaves A-29 Super Tucano, operadas no esquadrão, bem como o simulador. Adicionalmente, os Esquadrões Rumba (1°/5° GAV) e Gavião (1°/11° GAV), explicaram aos visitantes como é a formação operacional na Aviação de Transporte e de Asas Rotativas, respectivamente.

Para o Tenente Erik Arvid Petterson, da SwAF, a viagem teve como objetivo conhecer a formação do piloto de caça brasileiro, uma vez que serão futuros parceiros estratégicos no programa da aeronave Gripen. Ele ministrou uma palestra sobre a formação dos pilotos de Gripen NG em seu país e contou que a visita superou suas expectativas. “Além de aprender sobre como é conduzida a formação dos pilotos de combate brasileiros, tanto na Aviação de Caça, quando na de Transporte e Asas Rotativas, por meio de palestras interessantes, pudemos conhecer pessoas incríveis e motivadas” ressaltou o tenente. Para ele, a formação é bem diferente da sueca, mas o nível de exigência e a qualidade do piloto são semelhantes.

De acordo com o Tenente-Coronel Barbosa, a visita é uma oportunidade para os pilotos da brasileiros trocarem experiências com pilotos de caça suecos, de maneira a identificarem as diferenças e semelhanças na aplicação de conceitos doutrinários da aviação, tanto na formação, quanto no decorrer da carreira operacional.

“Hoje no esquadrão temos os futuros pilotos da aeronave Gripen, sejam os nossos instrutores mais novos ou, ainda, os estagiários em formação. Dessa forma, é essencial essa interação com pilotos de um dos nossos parceiros estratégicos de defesa, de maneira que compreendamos as necessidades na formação e adequação para recebermos essa moderna plataforma de combate”, afirmou o comandante.

O grupo agora seguirá para a Ala 12, no Rio de Janeiro (RJ), onde visitarão o 1° Grupo de Aviação de Caça (1° GAVCA). Ao final da série de visitas, conhecerão a Academia da Força Aérea (AFA), em Pirassununga (SP), para entenderem a formação de oficiais e o treinamento básico de voo.


FONTE:  https://www.aereo.jor.br/2019/03/23/esquadrao-joker-recebe-visita-de-pilotos-suecos-que-operam-o-caca-gripen/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #848 em: Março 30, 2019, 08:56:10 pm »
Dois C-130 da FAB recebem suprimentos em BH rumo a Moçambique


Citar
Duas aeronaves C-130 Hércules da Força Aérea Brasileira (FAB) que integram a missão de assistência humanitária do Brasil em apoio às vítimas do ciclone Idai, em Moçambique, decolaram por volta das 18h desta sexta-feira (29) do Rio de Janeiro (RJ).

O primeiro pouso foi em Belo Horizonte (MG), onde embarcaram militares da Força Nacional e dos Bombeiros de Minas Gerais, além de materiais e equipamentos.

Da capital mineira as aeronaves seguem para Recife (PE), onde haverá a troca das tripulações para que os aviões possam prosseguir ao continente africano, com previsão de pernoite em Luanda, na Angola. “Preparamos as aeronaves para que tudo estivesse em condições de realizar o transporte da tripulação e do material com segurança”, disse o Major Aviador André Nicolazzi da Rocha, um dos tripulantes da missão.


Vinte bombeiros do Estado de Minas Gerais estão a bordo da aeronave para ajudar nos resgates às vítimas. O Chefe do Estado Maior do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais, Coronel Erlon Dias do Nascimento Botelho, destaca que a parceria com a FAB e outros órgãos é fundamental para o cumprimento da missão. “O primeiro passo a ser dado é contar com o apoio e cooperação de diversos órgãos e a FAB, principalmente, no apoio de transporte, do controle aéreo, como nos ajudou nas buscas às vitimas da tragédia em Brumadinho. Esse apoio é essencial para que possamos ajudar quem necessita”, comentou.

O ciclone tropical Ida é o pior desastre a atingir o sul da África em pelo menos duas décadas, deixando três milhões de pessoas desabrigadas e mais de 700 mortos.

Fonte: Agência Força Aérea, por Tenente Raquel Alves
Edição: Agência Força Aérea – Revisão: Major Alle
Fotos: Tenente Jonathan/Cecomsaer
FONTE: https://www.defesaaereanaval.com.br/geopolitica/dois-c-130-da-fab-recebem-suprimentos-em-bh-rumo-a-mocambique
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #849 em: Março 31, 2019, 12:26:26 am »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #850 em: Abril 02, 2019, 12:16:34 am »
LAAD 2019: Akaer vai revitalizar asas dos P-3AM da FAB


Citar
A Akaer – empresa certificada como EED (Empresa Estratégica de Defesa), com controle acionário nacional e gestão independente – participa da LAAD Defence & Security 2019, que acontece de 2 a 5 de abril, no Riocentro, Rio de Janeiro (RJ). A empresa, que está no estande H55, localizado no Pavilhão 3, destaca o projeto de revitalização das aeronaves P-3AM, da FAB (Força Aérea Brasileira).

O projeto de revitalização iniciou-se no final de 2018, quando equipes da Akaer participaram de treinamentos em uma empresa americana, parceira da ação. Os primeiros conjuntos de asas a serem revitalizadas serão levados para as modernas instalações da Akaer, localizada no complexo industrial da empresa em São José dos Campos (SP). Desmontagem e montagem serão realizadas na Base Aérea da FAB no Rio de Janeiro (RJ).

A revitalização estenderá a vida útil das aeronaves. Para isso, a Akaer fará a substituição de diversos elementos da asa – revestimentos superiores, longarinas dianteiras e traseiras, painéis superiores dos caixões centrais asa/fuselagem – entre outras ações. Esse projeto evita a fadiga estrutural das asas, o que limitaria o tempo de uso das aeronaves.

As aeronaves P-3AM de patrulha marítima são empregadas na vigilância das águas territoriais brasileiras e utilizam os mais modernos sensores eletrônicos embarcados. Conhecido como o “guardião do pré-sal”, o avião P-3AM possui capacidade de detectar, localizar, identificar e, quando necessário, atacar alvos de superfície e submarinos, contribuindo na manutenção da soberania nacional.


Além do patrulhamento, o P-3AM é o único vetor aéreo capaz de desempenhar as atividades de busca e salvamento em toda área marítima sob a responsabilidade do Brasil além de realizar importante papel na defesa do meio ambiente, identificando crimes ambientais.

“As Forças Armadas precisam cumprir suas missões e para isso necessitam de equipamentos operacionais. Num cenário de restrição orçamentária, a solução de melhor custo benefício é a Modernização & Revitalização que estende a vida útil e aumenta a disponibilidade dos equipamentos que as Forças Armadas já possuem.

A Akaer traz também uma abordagem diferente da normalmente trazida pelas OEM’s e/ou fornecedores de equipamentos isolados. No caso da Akaer, as soluções adotadas são focadas nas análises de engenharia que, em um primeiro momento, permitam a revitalização e/ou extensão da vida operacional das soluções existentes, com um mínimo de intervenção”, destaca o presidente e CEO da Akaer, Cesar Augusto Teixeira Andrade e Silva.


Sobre o Grupo Akaer

O Grupo Akaer, fundado em 1992, é especializado no fornecimento de soluções tecnológicas em diferentes áreas de atuação como aeroespacial, defesa, energia e automotiva. Com mais de 350 funcionários altamente capacitados, tem atuado no desenvolvimento em projetos estratégicos para o Brasil como o Gripen, KC-390, além de câmeras para satélites.

FONTE: https://www.aereo.jor.br/2019/04/01/laad-2019-akaer-vai-revitalizar-asas-dos-p-3am-da-fab/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 10378
  • Recebeu: 349 vez(es)
  • Enviou: 222 vez(es)
  • +57/-32
« Última modificação: Abril 06, 2019, 04:03:40 pm por Lusitano89 »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #852 em: Abril 18, 2019, 07:22:56 pm »
Princípio de incêndio atinge jato A-1M da FAB em Santa Maria

Bombeiros trabalharam por quatro horas no combate às chamas e no resfriamento da aeronave


Citar
Uma aeronave da Força Aérea Brasileira (FAB) teve um princípio de incêndio no final da tarde desta quarta-feira (17) em Santa Maria. O Corpo de Bombeiros levou quatro horas para combater as chamas.

Conforme a corporação, os bombeiros foram acionados pouco antes das 18h30min. O caça da Ala 4 (antiga Base Aérea) passava por testes quando o fogo atingiu a carenagem superior traseira – a lataria do avião – e também a entrada da turbina. Segundo a Ala 4, uma falha mecânica causou o início das chamas.

Uma equipe de bombeiros, com um caminhão, ficou até as 22h30min no local para conter as chamas e fazer o resfriamento do avião, para evitar novos focos de incêndio. A aeronave ficou parcialmente destruída e ninguém ficou ferido.

Conforme a Ala 4, “todos os procedimentos de precaução foram adotados para que o fogo não voltasse a ocorrer e a aeronave está agora sendo reparada para retornar a sua atividade de voo normal”.

“O problema ocorreu em área isolada, construída especificamente para esse tipo de teste. Os procedimentos de segurança se mostraram adequados e os danos materiais foram os menores possíveis”, diz nota enviada à reportagem.

FONTE: https://www.aereo.jor.br/2019/04/18/principio-de-incendio-atinge-jato-a-1m-da-fab-em-santa-maria/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3639
  • Recebeu: 279 vez(es)
  • Enviou: 244 vez(es)
  • +164/-143
Re: Notícias da Força Aérea Brasileira
« Responder #853 em: Abril 24, 2019, 07:28:24 pm »
MUSAL realiza giro do motor do P-47


Com presença do Comandante da Aeronáutica, MUSAL promoveu evento que reviveu som do Republic P-47 Thunderbolt

Citar
O Museu Aeroespacial (MUSAL), ligado ao Instituto Histórico-Cultural da Aeronáutica (INCAER), realizou nesta segunda-feira (22/04) a cerimônia do giro do motor do Republic P-47 Thunderbolt, aeronave de caça utilizada pela Força Aérea Brasileira (FAB) na Segunda Guerra Mundial. Realizada no MUSAL, no Campo dos Afonsos (RJ), a solenidade ocorreu em alusão ao Dia da Aviação de Caça, celebrado em 22 de abril, com a presença do Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Antonio Carlos Moretti Bermudez.

Para o Comandante da Força, o vetor é um marco dos primórdios da Aviação de Caça no Brasil. “Pilotos de caça de ontem, de hoje, e futuros pilotos prestigiaram o evento para ouvir o roncar do avião que, para nós, é o ‘Trator Voador’. Ele traz o simbolismo, a lembrança e, logicamente, uma significativa e merecida homenagem àqueles que nos antecederam, os veteranos do 1º GAVCA, que voaram nos céus da Itália e, depois, o trouxeram para o Brasil”, destacou o Comandante.

A restauração da aeronave foi promovida pelo Projeto Quatro Setinho, criado com o objetivo de recuperar e manter o propulsor de uma das aeronave pertencentes ao acervo do MUSAL. Foi realizada uma completa revisão dos seus sistemas operacionais com a participação da FAB, da Associação de Amigos do MUSAL, da Helisul Táxi Aéreo e de outros colaboradores. A última vez que o motor do P-47 havia sido acionado foi em 2016.

De acordo com o Diretor do MUSAL, Brigadeiro da Reserva Luiz Carlos Lebeis Pires Filho , quando foi idealizada a reforma do motor, era inevitável que o giro ocorresse no Dia da Aviação de Caça. “Um dia, apareceu um piloto comercial, Fernando Crescenti, e Gilson Campos, da Associação dos Amigos do Museu Aeroespacial, com a ideia de fazer voltar a girar o motor do P-47, que não acontecia desde 2016 por questões de segurança. Quando me perguntaram se havia um dia especial para que isso acontecesse, eles acharam estranho eu responder na mesma hora: 22 de abril. Não existe outra data para girar Clique aqui para baixar a imagem originalesse avião que não o Dia da Aviação de Caça. Foi muito prazeroso concluir esse projeto”, disse.

O Republic P-47 Thunderbolt, foi o maior e mais pesado caça na história da aviação a ser motorizado por um único motor de combustão interna. Durante a Segunda Guerra, foi um dos principais aviões de caça utilizados pela Força Aérea dos Estados Unidos e por outras Forças Aliadas, incluindo a FAB no 1º Grupo de Aviação de Caça (1º GAVCA). Equipado com quatro metralhadoras calibre .50 em cada asa, foi empregado pelo Brasil como caça-bombardeiro. Seu peso podia chegar a oito toneladas e tinha uma velocidade máxima de 704 km/h.

O exemplar de matrícula FAB 4184 foi entregue ao MUSAL em 1987. Em 1990, a pedido do Comandante do 1º GAVCA durante o conflito, Brigadeiro do Ar Nero Moura, foi pintado para representar o B4 do Tenente Luiz Lopes Dornelles, piloto abatido e morto na Itália quando executava sua 89ª missão, em 26 de abril de 1945.

Clique aqui para baixar a imagem originalO Dia da Aviação de Caça é celebrado em 22 de abril em alusão à mesma data em 1945, quando uma grande ofensiva do 1º GAVCA contabilizou 44 decolagens em 11 missões em um único dia. Ao fim do dia, o Grupo destruiu mais de 100 alvos. Foi o maior número de missões de combate despachadas em um mesmo dia durante a participação da FAB na Segunda Guerra Mundial.

FONTE: https://www.aereo.jor.br/2019/04/23/musal-realiza-giro-do-motor-do-p-47/

 

 

FAB e Força Aérea Portuguesa com um Caça de 5º Geração

Iniciado por Leonardo Besteiro

Respostas: 28
Visualizações: 11936
Última mensagem Outubro 04, 2015, 11:21:29 pm
por luis simoes
Reunião da Aviação de Caça (Força Aérea Brasileira)

Iniciado por jambock01

Respostas: 3
Visualizações: 1887
Última mensagem Maio 27, 2006, 11:21:18 am
por Cabeça de Martelo
Modernização da Força Aérea Brasileira

Iniciado por silversantis

Respostas: 50
Visualizações: 23051
Última mensagem Junho 22, 2011, 05:40:41 pm
por HSMW