Fiasco espanhol?

  • 141 Respostas
  • 35810 Visualizações
*

3520

  • Membro
  • *
  • 158
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #45 em: Setembro 10, 2006, 07:02:22 pm »
Ená... Isso das F100 é que não estava a espera  :shock:
 

*

Viriato - chefe lusitano

  • Membro
  • *
  • 140
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #46 em: Setembro 10, 2006, 07:42:38 pm »
Bem, sem palavras :!:  :!:  :!:  :!:

Tudo o que vem de Espanha.............vai lá vai.
"Viriato, ao Pretor romano Caio Vetílio lhe degolou 4000 soldados; a Caio Lucitor matou 6000; a Caio Plaucio matou Viriato mais de 4000 e prendeu 2000 soldados, Pretor Cláudio Unimano lhe deu batalha e de todo foi destruído por Viriato da Lusitânia..."
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #47 em: Setembro 10, 2006, 08:09:21 pm »
Perante factos não há argumentos...

A não ser que a tinta que a NAVANTIA use seja de uma empresa norueguesa :twisted:
 

*

Yosy

  • Especialista
  • ****
  • 1086
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #48 em: Setembro 10, 2006, 09:58:48 pm »
Eu não sei o que se passa na Armada Espanhola - estive a trabalhar na Regata dos Grandes Veleiros quando passou por Lisboa e haviam de ver o casco do Sebastian Del Cano - o navio-escola espanhol. Se eu fosse o comandante...
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 929 vez(es)
  • +161/-151
(sem assunto)
« Responder #49 em: Setembro 10, 2006, 10:16:51 pm »
Metias o pessoal de rabiosque para o ar a limpar aquilo?!  :?
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Yosy

  • Especialista
  • ****
  • 1086
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #50 em: Setembro 10, 2006, 10:19:14 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Metias o pessoal de rabiosque para o ar a limpar aquilo?!  :twisted:
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #51 em: Setembro 10, 2006, 10:30:41 pm »
Bom, não nos podemos esquecer de que a nossa marinha só tem três barcos :mrgreen:

É facil mante-los limpinhos.
 

*

sierra002

  • Perito
  • **
  • 434
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #52 em: Setembro 10, 2006, 10:45:25 pm »
La queja no de es que se oxiden, sino que lo hagan en el viaje inaugural, como le paso a la Nansen.

La tinta portuguesa tiene una fama estupenda y por ello la compra la US Navy. Ahora bien, no es lo mismo poner una foto de una fragata que vuelve a puerto despues de una misión, que unas fotos publicitarias como las que puso Tiger. También las fragatas portuguesas tienen manchas de oxido a pesar de estar mucho mejor pintadas (que noruegas y españolas)a mi modo de ver:







Edito para quitar las fotos que rompen el foro.

Si en Navantia se cometido una chapuza, tranquilo que al responsable se le caerá el pelo, porque las fragatas están en garantia y la entregada solo es la primera de serie.
« Última modificação: Setembro 13, 2006, 08:24:38 pm por sierra002 »
 

*

Tiger22

  • Perito
  • **
  • 567
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #53 em: Setembro 10, 2006, 11:08:49 pm »
Citação de: "sierra002"
La queja no de es que se oxiden, sino que lo hagan en el viaje inaugural, como le paso a la Nansen.

La tinta portuguesa tiene una fama estupenda y por ello la compra la US Navy. Ahora bien, no es lo mismo poner una foto de una fragata que vuelve a puerto despues de una misión, que unas fotos publicitarias como las que puso Tiger. También las fragatas portuguesas tienen manchas de oxido a pesar de estar mucho mejor pintadas (que noruegas y españolas)a mi modo de ver:

Vamos por partes:



Sabe quantas décadas tem este navio a navegar? Mesmo assim parece-me que tem menos oxido que as F-100.



Aqui não vejo nada de especial. Impacto da âncora e um minúsculo fio de oxido. Perfeito, nada a assinalar.




Aqui não vejo nada de anormal.

http://img522.imageshack.us/img522/1086/fragata18dr.jpg

Volto a repetir: Sabe quantas décadas tem este navio a navegar?

http://img525.imageshack.us/img525/7998/comandadesacaduracabral4mm.jpg

Citar
Volto a repetir: Sabe quantas décadas tem este navio a navegar?


Sierra002,  siga o link das imagens e veja quando é que as fotos das F-100 foram tiradas :shock:
"you're either with us, or you're with the terrorists."
 
-George W. Bush-
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 929 vez(es)
  • +161/-151
(sem assunto)
« Responder #54 em: Setembro 10, 2006, 11:57:56 pm »
Não são as melhores fotos do mundo, mas é o que eu pude arranjar  :wink: :

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/c ... 2R-030.jpg

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/c ... 4O-027.jpg
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

manuel liste

  • Especialista
  • ****
  • 1053
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #55 em: Setembro 11, 2006, 09:42:34 am »
Citação de: "Yosy"
Eu não sei o que se passa na Armada Espanhola - estive a trabalhar na Regata dos Grandes Veleiros quando passou por Lisboa e haviam de ver o casco do Sebastian Del Cano - o navio-escola espanhol. Se eu fosse o comandante...


El Elcano llevaba 4 meses y medio navegando fuera de su base cuando llegó a Lisboa, tras recorrer 12000 millas náuticas.

77º Crucero de Instrucción del Juan Sebastián Elcano
 

*

JQT

  • Membro
  • *
  • 265
  • Recebeu: 11 vez(es)
  • +0/-0
Re:
« Responder #56 em: Setembro 13, 2006, 07:40:02 pm »
Meus senhores...

É caso para se dizer: tanta "tinta" a correr só por causa de uma tinta!

Para ser franco nem me dei ao trabalho de ler as mensagens todas.

1. A Navantia (ex-Bazán) é uma empresa centenária e actualmente um dos construtores navais mais prestigiados do Mundo. E com toda a justiça. Já há décadas que fazem navios magníficos (lembro os contratorpedeiros Oquendo modificados, para mim dos melhores do seu género construídos na Europa do pós-guerra). Não me lembro da última vez que a Navantia construíu um navio que se dissesse que era mau. Não é uma tinta de má qualidade (culpa de quem a fabricou; que eu saiba não foi a Bazán) que põe isso em causa a credibilidade de um estaleiro. Quem dera, por exemplo, aos ingleses gabarem-se do mesmo: nos anos 60 e 70 os disparates foram constantes, com fragatas sem canhões (T22), com canhões mas sem torpedos (T21), entre outras maravilhas.

2. A qualidade de construção do estaleiros espanhóis é em geral muito boa, e ao nível do melhor que há na Europa (tal como os portugueses, acrescento; a diferença é o tempo e o preço). Os estaleiros espanhóis há decadas que têm três grandes argumentos para se afirmarem no mercado: boa qualidade, rapidez na construção e baixo preço. Só que não há milagres e há uma razão para isso: subsídios estatais. Os polacos também fazem bom, barato e rápido, mas a mão de obra é bastante mais barata e o aço polaco está apenas ao nível de qualidade especificada, nada mais que isso. Mas esta é a realidade na Europa: é muito difícil sobreviver à concorrência asiática sem subsídios. Por cá tem sido a mesma coisa: até há poucos anos, os ENVC vendiam navios abaixo do preço de custo, ou seja era o contribuinte português que andava a oferecer navios a armadores. E mesmo assim, os navios não eram baratos face aos preços de mercado.  A DCN e muitos outros estaleiros funcionavam da mesma maneira. Como vêm, não há razão para crucificar Espanha por isto.

3. Corrosão num navio novo em folha é de facto embaraçoso, mas como diz o ditado, no melhor pano cai a nódoa. Quais são as consequências disto? As fragatas são inúteis? A Marinha Norueguesa vai mandá-la para a sucata? É obvio que não.

4. As corvetas portuguesas, lamentavelmente, não foram construídas em Portugal como era intenção inicial. Mas a culpa está nos estaleiros portugueses: não eram produtivos, eficientes, com tecnologia à altura, e - mais importante - não se interessaram em construí-las porque não acharam comercialmente interessante ocuparem-se de navios de relativo baixo custo e com preços calculados pelo Estado que davam pouco margem de negociação e pouco lucro. Além disso, na altura tínhamos o império, tínhamos uma marinha mercante grande e não havia falta de encomendas nos estaleiros portugueses. A solução foi optar pela Blohm+Voss (que era um estaleiro muito avançado e fez o plano de construção) e pela Bazán (que teve acesso à tecnologia da B+V e que construía rápido e barato). A Bazán de facto modificou os planos das corvetas para construir um modelo que chamou próprio. A B+V fez o mesmo com as Meko 140. Não é bonito mas é prática corrente na indústria desde que existe indústria, e toda a gente o faz. A culpa é de quem partilha tecnologia e é ingénuo o suficiente para pensar que os outros não a vão usar em seu benefício.

5. Mostrar fotos de F-100 com ferrugem: todos os navios construídos em aço sofrem de corrosão mais tarde ou mais cêdo. Por isso de vez em quando lá têm que ir ao estaleiro para lhes ser retirada a ferrugem e levarem uma camada de tinta. Não interessa de que país são.

JQT
 

*

garrulo

  • Perito
  • **
  • 545
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #57 em: Setembro 13, 2006, 08:05:59 pm »
Por fín alguien con sentido. Gracias.
España tiene el 107% de la renta de la UE, Portugal el 75%, entramos al mismo tiempo. No seremos tan tontos.
 

*

sierra002

  • Perito
  • **
  • 434
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #58 em: Setembro 13, 2006, 08:32:45 pm »
He editado las fotos que rompian el tamaño del tópico, pido que Tiger 22 haga lo mismo.

Por otro lado y viendo las fotos de las F100 españolas, a mi modesto entender, en cuanto a la pintura de los barcos se refiere creo que deberian estar mejor de lo que están. No se oxidaron en el viaje inaugural como la fragata noruega, pero tampoco creo que esten como debieran. En Portugal pintan los barcos mejor.

Es lógico que los noruegos se preocupen y reclamen todo lo que crean conveniente ya que es un contrato enorme, luego que los expertos diluciden qu¡en es el culpable real si la calidad de las tintas o los tintadores. Si es culpa de la división de pintura de Navantia espero que rueden cabezas. No pueden destrozar la buena imagen de toda la empresa.
 

*

MERLIN

  • Membro
  • *
  • 254
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #59 em: Setembro 14, 2006, 01:12:44 pm »
Amigos do forum,
faço minhas as palavras de JQT, o aparecimento de ferrugem em unidades navais, mesmo novas, é perfeitamento normal, sobretudo quando passam um longo periodo no mar. Alias, para quem conhece a problematica, muitas vezes os navios recebem uma camada de tinta, estilo operação de cosmetica, antes de fazerem escala. Basta ver as fotografias por exemplo das HORIZON francesas para ver que navios, mesmo novos, apos longos periodos de ensaio no mar aparecem ferrugentos. Acho que no caso em apreço, o que se passa é que os noruegueses estão a tentar arranjar argumentos para não cumprir o resto do contrato. As novas fragatas são demasiado caras para o valor militar que têm. Foi um projecto mal conduzido desde inicio (afinal não somos so nos!!!), são bonitas é verdade, mas é a primeira vez que vejo fragatas ASW equipadas com AEGIS, e somente ESS!!!
Cumptos
"Se serviste a patria e ela te foi ingrata, tu fizestes o que devias, ela o que costuma"
Padrea Antonio Vieira
 

 

Harrier espanhol a aterrar no "Galicia"

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 0
Visualizações: 1242
Última mensagem Outubro 31, 2004, 02:19:21 pm
por Ricardo Nunes
Fiasco espanhol II

Iniciado por Tiger22

Respostas: 42
Visualizações: 18656
Última mensagem Maio 17, 2010, 04:07:05 pm
por canardS