Gripen

  • 407 Respostas
  • 90526 Visualizações
*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 621
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
(sem assunto)
« Responder #15 em: Setembro 12, 2006, 11:43:45 pm »
Saudações guerreiras

Citação de: "Hollywood"
Dado o nosso orçamento, era a melhor aposta da FAP para a substituição do F-16 que desde que esteve nas nossas mãos nunca foi uma arma actual.

A vantagem de ser mais barato e com boa capacidade de operação faz toda a diferença!


Caro Hollywood, o Grippen é mais pequeno que o F-16 por isso, não tem tanta autonomia e não consegue levar tanto armamento como o F-16. Portugal não é só o continente.

Lá por o F-16 conseguir levar á volta de 6000 kg de armamento, não significa que na prática isso possa ser viável, a não ser que seja só para bombardiar as Berlengas. O combustivel também pesa.

Mas se me garantir um Grippen bimotor, então aí já poderei pensar duas vezes.   :jaja2:  

Cumprimentos
 

*

MAMA SUMAE

  • Membro
  • *
  • 32
  • +0/-0
Jas 39 Gripen
« Responder #16 em: Setembro 16, 2006, 12:27:44 pm »
No meu entender e como é um caça mais ligeiro e nao poder por esse fato levar armamento pesado como no caso do F 16 sugeria uma compra de 12 unidades para substituir os 12 F 16 que querem vender, e ficamos com 3 escuadras 2 F 16 mais 4 de reserva e de JAS 39 Gripen até no meu etende essa esquandra poderia ir para os Açores e ai mantermos om força resoavel para aquela zona que bem precisa .

Cumprimentos  :snip:
Que Nunca Por Vencidos se Conheçam
 

*

Viriato - chefe lusitano

  • Membro
  • *
  • 140
  • +0/-0
Re: Jas 39 Gripen
« Responder #17 em: Setembro 16, 2006, 12:33:54 pm »
Citação de: "MAMA SUMAE"
No meu entender e como é um caça mais ligeiro e nao poder por esse fato levar armamento pesado como no caso do F 16 sugeria uma compra de 12 unidades para substituir os 12 F 16 que querem vender, e ficamos com 3 escuadras 2 F 16 mais 4 de reserva e de JAS 39 Gripen até no meu etende essa esquandra poderia ir para os Açores e ai mantermos om força resoavel para aquela zona que bem precisa .

Comprimentos  :wink:
"Viriato, ao Pretor romano Caio Vetílio lhe degolou 4000 soldados; a Caio Lucitor matou 6000; a Caio Plaucio matou Viriato mais de 4000 e prendeu 2000 soldados, Pretor Cláudio Unimano lhe deu batalha e de todo foi destruído por Viriato da Lusitânia..."
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #18 em: Setembro 16, 2006, 12:34:46 pm »
Caro MAMA SUMAE, eu também sou um amante do Gripen, mas já que não temos dinheiro para os comprar agora, secalhar vamos a tempo de comprar uma versão desenvolvida do Gripen, que se fala que terá 2 motores e uma dimensão maior.

Relativamente à tua ideia, forças aéreas pequenas normalmente apostam num só tipo de caça-bombardeiro pelos reduzidos custos logísticos e de formação que isso acarreta. Não quer dizer que o contrário não se possa fazer, é só que poupa dinheiro :wink:
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 470
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #19 em: Setembro 18, 2006, 07:35:12 pm »
Citar
secalhar vamos a tempo de comprar uma versão desenvolvida do Gripen, que se fala que terá 2 motores e uma dimensão maior.


 Se os motores forem ej200 vai chamar-se SAAB Typhoon, se forem M88 vai chamar-se o SAAB RAFALE  :twisted:
 Agora a sério Marauder, essa informação veio de aonde?
 

*

Hollywood

  • 31
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #20 em: Setembro 18, 2006, 08:01:16 pm »
Eu acredito no Gripen e nos reabastecimentos aéreos (cuidado eles andem ai a distribuir combustivel pelo ar....shhhh...cuidado)  c34x

Agora mais a sério leonidas, o F-16 ainda tem muita carta para dar mas não é eterno, apesar do Gripen ter pequenas limitações não deixa de ser uma oferta interessante, e se por acaso está previsto uma versão bimotor que eu por acaso desconheço, seria um perfeito substituto, na minha opinião acho que a FAP devia desligar-se de alguma aquisição de material americano...já se torna chato estarmos sempre a receber material velho e usado e tudo mais, mas as políticas por de trás disto são muito complexas e manhosas.

 Acho que todos aqui presentes a ler o meu post gostavam que a nossa FAP tivesse bom material em vez do velho usado e obsoleto. Mas só acredito que tal possa acontecer qd tivermos uma política mais séria.
Apto mais Apto não há!
 

*

Viriato - chefe lusitano

  • Membro
  • *
  • 140
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #21 em: Setembro 18, 2006, 08:33:01 pm »
E uns €€€€€ a mais. :wink:
"Viriato, ao Pretor romano Caio Vetílio lhe degolou 4000 soldados; a Caio Lucitor matou 6000; a Caio Plaucio matou Viriato mais de 4000 e prendeu 2000 soldados, Pretor Cláudio Unimano lhe deu batalha e de todo foi destruído por Viriato da Lusitânia..."
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #22 em: Setembro 18, 2006, 09:22:29 pm »
Citação de: "Sintra"
Citar
secalhar vamos a tempo de comprar uma versão desenvolvida do Gripen, que se fala que terá 2 motores e uma dimensão maior.

 Se os motores forem ej200 vai chamar-se SAAB Typhoon, se forem M88 vai chamar-se o SAAB RAFALE  :twisted: ..acabei de descubrir que também sou fonte de desinformação. Fiz confusão com a posibilidade de receber o motor F414. A parte do aumento de dimensão e payload é verdadeira, basta só consultar os links ja postados.

REPITO: O Gripen bimotor é 1 boa ideia mas não é oficial, eu é que me devia estar a sonhar e a teclar ao mesmo tempo.

Desculpem lá por isso.

Obrigado Sintra por chamares a atenção..pois eu não tinha reparado nisso.
 

*

Sintra

  • Perito
  • **
  • 470
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #23 em: Setembro 19, 2006, 02:15:58 pm »
Citação de: "Marauder"
Citação de: "Sintra"
Citar
secalhar vamos a tempo de comprar uma versão desenvolvida do Gripen, que se fala que terá 2 motores e uma dimensão maior.

 Se os motores forem ej200 vai chamar-se SAAB Typhoon, se forem M88 vai chamar-se o SAAB RAFALE  :twisted: ..acabei de descubrir que também sou fonte de desinformação. Fiz confusão com a posibilidade de receber o motor F414. A parte do aumento de dimensão e payload é verdadeira, basta só consultar os links ja postados.

REPITO: O Gripen bimotor é 1 boa ideia mas não é oficial, eu é que me devia estar a sonhar e a teclar ao mesmo tempo.

Desculpem lá por isso.

Obrigado Sintra por chamares a atenção..pois eu não tinha reparado nisso.


 De nada, acontece aos melhores.  :wink:

 Tu gostas mesmo do Gripen, ou é impressão minha?
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #24 em: Setembro 19, 2006, 02:54:00 pm »
Citação de: "Sintra"
Tu gostas mesmo do Gripen, ou é impressão minha?


 :wink:

Epá...podemos dizer que uma versão maior dos Gripen, maior alcance, maior payload, com uma melhor função de ataque ao solo, como irá acontecer no futuro, seria ouro sobre azul na força aérea, tendo em conta as restrições económicas que as FA sofrem. (Na minha opinião)

Se pudessem ser F-35 e F-22 seria melhor, mas quem não tem cão caça com gato!!

Relativamente a ter 1 ou 2 motores, esse facto para mim é desprezível. Só para citar um caso, o F-16 também tem apenas um motor e não temos tido muitos problemas com este. O único F-16 que se perdeu foi no ensaio de uma manobra para um espectáculo aéreo, um Looping se não me engano.

Mas dava jeito o motor F414.....mais 25% de força adicional para um Gripen.

A nível estético...o Gripen para mim é o auge...
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7503
  • Recebeu: 383 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +132/-194
(sem assunto)
« Responder #25 em: Setembro 19, 2006, 05:29:56 pm »
Creio que um Grippen bimotor não é própriamente um sonho mas sim faz parte de um dos cenários considerados pela Saab para o desenvolvimento de uma versão mais capaz...
Há por aí um comunicado oficial sobre isso.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 621
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
(sem assunto)
« Responder #26 em: Setembro 27, 2006, 01:09:30 am »
Saudações guerreiras

Citar
Eu acredito no Gripen e nos reabastecimentos aéreos (cuidado eles andem ai a distribuir combustivel pelo ar....shhhh...cuidado)  

Agora mais a sério leonidas, o F-16 ainda tem muita carta para dar mas não é eterno, apesar do Gripen ter pequenas limitações não deixa de ser uma oferta interessante, e se por acaso está previsto uma versão bimotor que eu por acaso desconheço, seria um perfeito substituto, na minha opinião acho que a FAP devia desligar-se de alguma aquisição de material americano...já se torna chato estarmos sempre a receber material velho e usado e tudo mais, mas as políticas por de trás disto são muito complexas e manhosas.

Acho que todos aqui presentes a ler o meu post gostavam que a nossa FAP tivesse bom material em vez do velho usado e obsoleto. Mas só acredito que tal possa acontecer qd tivermos uma política mais séria.

Eu também acredito nos reabastecedores aéreos, mas isso não passam de sonhos na FAP. Aquilo que escrevi no tópico (*) para o F-16 serve para o Grippen também. F-16 ultrapassado? É só esperar por mais uns contratos assinados e já vai no Block 60.

A escolha dos F-16 para as FA portuguesas foi, para mim, uma boa decisão e uma decisão acertada. Como já escrevi, penso que, da maneira como as opções foram tomadas, pressupunham uma alteração inevitável dada a já obsolescência na configuração do avião mesmo como novo. Só assim faz sentido o adquirir a versão (OCU) e não a mais avançada na altura que creio terem sido os Block 40.

O que faz sempre a diferença neste caso em Portugal - e especificamente para o que temos e também para o que já deveríamos ter – para pior, nunca pode ser para melhor, é a incoerência, a falta de responsabilidade e total ausência de sentido de estado de uma classe politica sem soluções para Portugal. As políticas não são integradas e contínuas o que acaba por deitar por terra qualquer esperança de se construir algo que faça o mínimo de sentido. É por isso que a credibilidade de Portugal na NATO tem vindo a ser posta em causa desde há uma série de anos.

Pelos visto parece que se gosta de desempenhar o papel de “coitadinho”. Mas, naquilo que me cabe para mim, “coitadinhos” são os pobres de espírito, por isso digo que não me revejo em muitos políticos deste país. Isto também é extensível a outros setores deste país, não necessariamente ás FA. Estas só são também mais um reflexo da demasiada incompetência e mediocridade que se cultiva neste país, portanto nada a acrescentar de novo.

Como a psicologia humana só pode ser descortinada sem qualquer tipo de engano por uma entidade supra-humana, ou seja, Deus, é-nos difícil senão quase impossível entender (sem praguejar), porque razão num programa como o MLU, foi possível mandar tudo ás urtigas, sabendo-se o que isso representa em termos tecnológicos e já estando praticamente tudo pronto para que tudo decorresse com a normalidade prevista!!  :roll:

Veja só a questão dos NPO também!!! Como vê, Portugal no seu melhor. Mas enfim, decerto que haverá coisas bem piores e assim podemos ficar com a consciência bem mais tranquila.  

O material velho ir-se-á(?)/ía(?) transformar em tecnologia de ponta. Não pense que irai acontecer a mesma coisa que aconteceu com os A-7P. Eu também acredito no Grippen, mas penso não ser a melhor opção para Portugal como também já referi. Se é para optar pelo Grippen então acho melhor continuarmos com os F-16 que são melhores. Desconheço se tá previsto uma versão bimotor para o Grippen. Talvez no futuro e com outro nome.

(*)http://www.forumdefesa.com/forum/viewtopic.php?t=3468&postdays=0&postorder=asc&start=60
 
Citação de: "Luso"
Estava a imaginar um Grippen bimotor e "bi-deriva à F22" (mais furtivo).

Pelo que os experts dizem, a utilização de uma ou duas derivas é uma questão de cultura e não acrescentará nenhuma vantagem operacional significativa para que, depois de se  ter descoberto o fenómeno, todos optarem automáticamente por duas e não por uma só. Penso que se prende com a necessidade de se arranjar mais espaço ou um espaço diferente para albergar sensores.

Citação de: "Marauder"
Relativamente a ter 1 ou 2 motores, esse facto para mim é desprezível. Só para citar um caso, o F-16 também tem apenas um motor e não temos tido muitos problemas com este. O único F-16 que se perdeu foi no ensaio de uma manobra para um espectáculo aéreo, um Looping se não me engano.


Os bimotor caiem com outro qualquer e não está em causa a fiabilidade 99,9% que um motor de avião tem que ter. Outra coisa não seria de esperar quando o salto tecnológico é abismal desde que se começaram a operar com motores a jato. Talvez as questão da segurança mais acrescida e maior porte de armamento possam não ser assim fatores tão despreziveis. Mas também, é verdade que se não tevessem um motor sequer, não passava de uma autêntica abécula.  :D

Veja o caso dos EH-101. Porque têm 3 motores garatem que pelo menos não necessitem de mais meios para se efctuar uma operação de resgate em operações SAR, por exemplo.

Cumprimentos
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14980
  • Recebeu: 988 vez(es)
  • Enviou: 938 vez(es)
  • +171/-167
(sem assunto)
« Responder #27 em: Novembro 20, 2007, 12:03:03 pm »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4163
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 261 vez(es)
  • +54/-13
(sem assunto)
« Responder #28 em: Agosto 28, 2008, 09:49:03 am »
Citar
HELSINKI - Sweden's Saab has responded to the Dutch government's F-16 replacement questionnaire offering 85 Gripen multi-role fighters. The response is part of Saab's inclusive package comprising 85 Gripen next-generation aircraft, training, spares, simulators and technical support.

Saab's offering includes industrial cooperation to the Netherlands' industry for a minimum 100 percent of the contract value in its submission to the Dutch Ministry of Defense (MoD) and the Royal Netherlands Air Force. The MoD is due to reach a decision on the fighter by the end of 2010.

The estimated $8.2 billion Dutch fighter investment program is aimed at replacing the Air Force's aging fleet of F-16s. The Gripen NG, an upgrade to the Gripen D, was presented by Saab on April 23. The aircraft made its maiden flight May 27, reaching a maximum altitude of 2.66 miles.

The Gripen NG was added to the Air Force's list of fighter options in May, after a heated debate in the Dutch parliament that opened the contest to aircraft types other than Lockheed Martin's F-35 Lightning II, although the present focus is on the F-35, the F-16 Block 60 and the Gripen NG.

The May options list also included the F-16 Block 60, Dassault Rafale, Eurofighter Typhoon and Boeing Super Hornet. The Netherlands joined the F-35 development and demonstration program as a Level 2 partner.

Saab has reiterated its goal of selling 200 Gripen NGs worldwide by 2020. In addition to Sweden, Gripen customers include NATO members Hungary and the Czech Republic, and the U.K. Empire Test Pilots School uses Gripen as its training platform. In February, Thailand placed an order for Gripen, and deliveries to South Africa have been underway since April.

Binding tenders for Gripen NG have been made to Denmark, Norway, India, Romania and Switzerland.

http://www.defensenews.com/story.php?i= ... =EUR&s=AIR
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

bokaido

  • 56
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #29 em: Setembro 03, 2008, 05:03:26 am »
Na AviationWeek de Junho08 fala do novo Gripen NG que já começou os testes. Recebeu o motor do Super Hornet, o GE F414G, ficou mais pesado mas capaz de levar quase 10 ton entre armas e combustível. O aumento da capacidade interna de combustível foi de 40%. A Saab diz que irá ser capaz de "supercruise". Vai ainda receber um novo radar AESA da Thales/Saab no próximo ano.



       http://www.aviationweek.com/aw/generic/ ... 052708.xml
Ó Estrela, queres cometa?
 

 

Primeiro vôo do Sistema Recce Pod a bordo de um Gripen

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 0
Visualizações: 1707
Última mensagem Março 31, 2005, 09:51:06 pm
por J.Ricardo
JAS 39 Gripen sueco despenha-se no Mar Báltico

Iniciado por soultrain

Respostas: 0
Visualizações: 1620
Última mensagem Junho 01, 2005, 11:48:37 am
por soultrain
Comercialização do Gripen

Iniciado por JLRC

Respostas: 1
Visualizações: 1705
Última mensagem Outubro 04, 2004, 06:19:09 pm
por JLRC