Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa

  • 4625 Respostas
  • 846831 Visualizações
*

RuiMurteira

  • Membro
  • *
  • 20
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #90 em: Novembro 18, 2004, 02:27:55 pm »
Citação de: "miguel"
ja tivemos melhor, vejam o Fernando Nogueira no passado,
foi nessa altura que tivemos :
1 esquadra F16 NOVA
3 fragatas e helis NOVAS
carros combate M60TTS
misseis CHAPPARAL,
e além disso a coisa com mais senso ão nivel do éxercito à varias decadas, que foi a constitução da BRIGADA AEROTRANSPORTADA

 :wink:
vem ai 2 cascos velhos,com misseis  :idea:
O que digo é que para aquilo que já tivemos desde o 25 de Abril, está a fazer muito comparativamente.
 

*

snakeye25

  • Membro
  • *
  • 133
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #91 em: Novembro 18, 2004, 02:37:52 pm »
Citação de: "P44"
Quanto mais não seja, em sonhos... :mrgreen:


Pois... então parece que todos os que assistiram hoje ao telejornais da SIC, SIC Notícias e da TVI (não consegui a apanhar a RTP) estiveram a sonhar.
Em imagens da visita do MDN aos ENVC vêem-se os primeiros blocos do NPO, e segundo os jornalistas, o primeiro tem previsão de lançamento no final de 2005.
Um abraço,

André Carvalho
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7699
  • Recebeu: 335 vez(es)
  • Enviou: 596 vez(es)
  • +232/-205
(sem assunto)
« Responder #92 em: Novembro 18, 2004, 03:13:58 pm »
Citar
Em imagens da visita do MDN aos ENVC vêem-se os primeiros blocos do NPO, e segundo os jornalistas, o primeiro tem previsão de lançamento no final de 2005.


Snake, peace! :wink:

Eu não vi o noticiário :oops: mil perdões

cumprimentos
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1262
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +1/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #93 em: Novembro 18, 2004, 04:15:18 pm »
Miguel, não quero defender Paulo Portas como pessoa - acho que não era capaz - mas como ministro da defesa penso que tem feito um trabalho extraordinário.

Desde os NH-90 para o exército, passando pelos submarinos, pelas novas fragatas, pelos novos blindados, pelo avanço na substituição da G-3, pela substituição dos P-3P, pelo lançamento do sucessor do Aviocar, pelos NPO, pelo fim do SMO e por um sem-número de outros pequenos programas. É verdade que alguns destes programas poderiam já remontar a governos anteriores  mas também é verdade éque a taxa de execução da LPM é a maior de todo o pós-25 de Abril, e que finalmente começa-se a ver obra feita.

Tão bom que era que todos os ministros da defesa tivessem sido como este.   :wink:

Cumprimentos,
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2439
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +13/-16
(sem assunto)
« Responder #94 em: Novembro 18, 2004, 04:31:21 pm »
caros amigos

pelo aquilo que sei afinal os nossos NPO estão no nivel europeu, os patrulhas NPO da marinha Francesa tem como armamento principal apenas 1 peça 40mm, e uma plataforma heli,no caso da Classe OPV54 tem como unico armamento 2 metrelhadores 12.7mm e 54 metros de cumprimento com tripulação de 30 elementos e 2 botes.
existem 3 OPV54 e 10 P400, os outros não tem valor nenhum (typo centauro armada )
Esses patrulhas tem por missão vigilãncia ZEE alias como os nossos portanto :wink:

cumprimentos
 

*

Pedro Monteiro

  • Analista
  • ***
  • 847
  • Recebeu: 93 vez(es)
  • Enviou: 10 vez(es)
  • +9/-11
    • http://www.pedro-monteiro.com
(sem assunto)
« Responder #95 em: Novembro 18, 2004, 05:37:27 pm »
Não que eu queira defender o actual Ministro da Defesa - o seu trabalho fala por si, tecnicamente é um excelente ministro - mas o Dr. Fernando Nogueira fez os seus erros:
- note-se, por exemplo, o que a revista Visão noticiava na sua edição de 24 de Fevereiro de 1994. Portugal pagou, então, 20 milhões de dólares (3,5 milhões de contos) por cada caça F-16. Infelizmente, a notícia dava conta que os EUA começaram a vender caças F-16 a 2,1 milhões cada. Ou seja, Portugal perdeu com este negócio cerca de 21,4 milhões de contos, segundo a mesma fonte.
- a desactivação dos Comandos sem ocorrer a criação na BAI de uma capacidade idêntica foi um erro, ainda para mais numa época que - com o fim da Guerra Fria - as ameaças de baixa intensidade ganhavam um peso maior.
- a aquisição das Meko apenas representou um investimento de 1/3 do valor total para o Governo. Creio que, na altura, o custo foi de 750 milhões de euros, portanto, faça-se as contas e compara-se com os submarinos.
- a aquisição de carros de combate M60 A3 TTS e mísseis Chaparral foi feita num contexto altamente vantajoso em que tais equipamentos estavam disponíveis em grandes quantidades. Pouca gente sabe, mas alguns dos M60 de "Stª Guida" andaram no Golfo, em 1991. E então? Acontece que para economizar os EUA preferiram cedê-los aos aliados a transportá-los...  :P ). Claro está, pela sua lógica ele seria um mau ministro, pois apenas "recebeu" o primeiro F-16 AM em cerimónia oficial. Mas o que tem feito para preparar novas recepções, isso é um outro tanto.
Cumprimentos,
Pedro Monteiro


Citação de: "miguel"
Citar
Mal por mal que venham nos próximos anos ministros da defesa que façam tanto como este.

ja tivemos melhor, vejam o Fernando Nogueira no passado,
foi nessa altura que tivemos :
1 esquadra F16 NOVA
3 fragatas e helis NOVAS
carros combate M60TTS
misseis CHAPPARAL,
e além disso a coisa com mais senso ao nivel do exercito à varias decadas, que foi a constitução da BRIGADA AEROTRANSPORTADA

 :wink:
vem ai 2 cascos velhos,com misseis  :?:
e muitos projetos, verdade mais quando?

cumprimentos
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #96 em: Novembro 18, 2004, 05:38:33 pm »
Bem eu também não suporto o homem, mas tenho que admitir que é no seu consulado estão a ser processadas finalmente algumas aquisições muito atrasadas.

Fernando Nogueira ??? :roll: Brilhante!
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

lf2a

  • Membro
  • *
  • 103
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #97 em: Novembro 18, 2004, 05:41:11 pm »
Citar
Miguel, não quero defender Paulo Portas como pessoa - acho que não era capaz - mas como ministro da defesa penso que tem feito um trabalho extraordinário.

Desde os NH-90 para o exército, passando pelos submarinos, pelas novas fragatas, pelos novos blindados, pelo avanço na substituição da G-3, pela substituição dos P-3P, pelo lançamento do sucessor do Aviocar, pelos NPO, pelo fim do SMO e por um sem-número de outros pequenos programas. É verdade que alguns destes programas poderiam já remontar a governos anteriores mas também é verdade éque a taxa de execução da LPM é a maior de todo o pós-25 de Abril, e que finalmente começa-se a ver obra feita.

Tão bom que era que todos os ministros da defesa tivessem sido como este.

Completamente de acordo!!!

Citar
caros amigos

pelo aquilo que sei afinal os nossos NPO estão no nivel europeu, os patrulhas NPO da marinha Francesa tem como armamento principal apenas 1 peça 40mm, e uma plataforma heli,no caso da Classe OPV54 tem como unico armamento 2 metrelhadores 12.7mm e 54 metros de cumprimento com tripulação de 30 elementos e 2 botes.


Miguel,
Quanto ao resto da Europa não sei, mas os nossos NPO (Classe Viana do Castelo) serão claramante superiores aos actuais NPO franceses, quer da classe OPV54, quer da classe P400. :oops:  Estamos a falar de navios que deslocarão 1.600t e que terão 83m contra as 400t e 54m dos NPO franceses. :wink:

Dito isto, é óbvio que os P400 franceses (ao contrário dos Classe Viana do Castelo) não têm plataforma heli mas sim uma plataforma VERTREP.

Cmpts,
LF2A
 

*

TestDummie

  • Membro
  • *
  • 20
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #98 em: Novembro 18, 2004, 05:44:32 pm »
Citar
Miguel, não quero defender Paulo Portas como pessoa - acho que não era capaz - mas como ministro da defesa penso que tem feito um trabalho extraordinário.


Na minha humilde opinião, as forças armadas tiveram sorte por terem o elo mais forte da coligação governativa (presidente do partido minoritário) como ministro.
A razão pela qual o Paulinho das Feiras tem feito um "grande" trabalho (aspas - porque existem decisões que não compreendo e desperdiçam-se oportunidades incríveis) deve-se ao facto de o governo tudo fazer para o manter bem contente e com boa imagem num vá ele se chatear e destruir a coligação.

Cumps a todos
 

*

snakeye25

  • Membro
  • *
  • 133
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #99 em: Novembro 18, 2004, 05:50:11 pm »
Citação de: "Spectral"
e outros negócios espantosos como a lata velha que são os Chaparral ( porque não vieram mais Stingers ou 1 bateria de HAWK em vez destas peças de museu???).


Será que não vieram MAIS Stinger, porque ainda usávamos Blowpipe ? Deixe-me recordá-lo que os primeiros Chaparral chegaram em 1990. No mesmo momento foram prometidos para breve tanto os Stinger como os Hawk.
Confesso que não sei qual foi a data de introdução do Stinger e, até ao momento, nunca foi confirmada qualquer entrega de Hawk.

Quanto aos M60 vieram como excedentes CFE (assim como M113 de diversas proveniências - Holanda, Alemanha, US Army Europe). Não me recordo que no início da década de 90 existissem assim tantos Leo2A4 para ceder, visto que a maioria dos exércitos ainda estava a reestructurar-se com o fim da guerra fria.
Um abraço,

André Carvalho
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #100 em: Novembro 18, 2004, 06:08:07 pm »
Sempre tive a ideia que a utilização dos Blowpipe foi pouco mais que residual. E o número de Stingers também não me parece ser muito grande. Mas posso estar errado, ( não tenho números sobre ambos os sistemas).
De qualquer maneira o Chaparral já estava desactualizado em 1990. Por volta dessa altura a Alemanha já estava desfazer-se de HAWKs...

Acho que já discutimos essa "bateria fantasma" de HAWK no FMC há uns tempos atrás. Parece que efectivamente nunca houve entregas.

Quanto aos M60, quando chegaram ? 92 ? Também gostava de saber promenores sobre a sua aquisição ( já era planeada, ou foi completamente de ocasião ?).
Em 94 já a Suécia e a Áustria receberam Leo2, logo seguindo-se a Espanha e a Dinamarca. Uma espera de um ou dois anos compensaria. E vários destes países também adquiriram M60s numa primeira altura, e depois Leo2 quando viram o excelente negócio que era !
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2439
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +13/-16
(sem assunto)
« Responder #101 em: Novembro 18, 2004, 06:40:55 pm »
:wink:

estamos melhor que em 1980 com apenas 12 lançadores blowpipe e Fiat G91 e canhoes dca

ou seja temos forças armadas com menos homens, mas melhor material
 :P
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #102 em: Novembro 18, 2004, 10:53:17 pm »
Citação de: "Pedro Monteiro"
note-se, por exemplo, o que a revista Visão noticiava na sua edição de 24 de Fevereiro de 1994. Portugal pagou, então, 20 milhões de dólares (3,5 milhões de contos) por cada caça F-16. Infelizmente, a notícia dava conta que os EUA começaram a vender caças F-16 a 2,1 milhões cada. Ou seja, Portugal perdeu com este negócio cerca de 21,4 milhões de contos, segundo a mesma fonte.


Será que isto é verdade, ou não passa de ser pura invenção? Não digo da sua parte, mas dos jornalistas. Provavelmente só os sistemas eletrónicos no avião custam mais de US$2M.

E tendo em conta que a um preço tão barato para o F-16, que continua a ser usado pela USAF, como poderiam os generaís Americanos justificarem o desenvolvimento de um novo avião a preço tão exorbitante como é o F-22 e os JSF, para substituir o uso do F-16.

Acho que essa notícia é treta.

===============================================

Quanto ao NPO, que bom que de novo se constrói barcos de guerra em Portugal. Tomara que seja o começo de uma nova era de construção marítima no nosso país. Pessoalmente ficaria feliz de saber que no futuro, toda a frota usada pela marinha de guerra Portuguesa, foi construida por Portugueses, em Portugal.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1178
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #103 em: Novembro 19, 2004, 02:46:48 am »
Acho que era 2,1 milhões de contos. Comparando com os tais 3,5 milhões de contos, seria poupar 1,4 milhões de contos por aparelho.
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

*

tsahal

  • Perito
  • **
  • 580
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
NPO.
« Responder #104 em: Novembro 19, 2004, 08:15:27 am »
De facto, o NPO esta actualmente a ser construido nos ENVC. Quando estive em Outubro nos ENVC vi os blocos e os planos na sala de projectos/desenhos e tenho aqui os pormenores de todos os equipamentos que correspondem a propulsao que sao fornecidos pela Wartsila. Nessa visita, foram inclusive divulgadas informacoes sobre este navio. Por isso o NPO e uma realidade e nao apenas uma simples promessa. Deveria era ser equipado com lanca misseis Harpoon ou Exocet e com uma peca Oto Melara.
 

 

Passos quer Marinha com nova "abertura ao mar"

Iniciado por zawevo

Respostas: 4
Visualizações: 3478
Última mensagem Maio 15, 2012, 09:42:43 am
por P44
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 11837
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Fragatas e Corvetas Portuguesas a vela da Marinha 1815/1860

Iniciado por mkorobok

Respostas: 9
Visualizações: 3726
Última mensagem Julho 12, 2011, 12:13:30 pm
por mkorobok
Fará sentido comprar mais EH-101 para a marinha?

Iniciado por papatango

Respostas: 28
Visualizações: 10201
Última mensagem Setembro 12, 2005, 05:04:26 pm
por Rui Elias
Novo artigo sobre a Esquadrilha de Helicópteros da Marinha

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 1831
Última mensagem Maio 06, 2009, 09:03:24 pm
por Pedro Monteiro