Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa

  • 4373 Respostas
  • 769143 Visualizações
*

ICE 1A+

  • Analista
  • ***
  • 623
  • Recebeu: 421 vez(es)
  • Enviou: 37 vez(es)
  • +33/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4185 em: Julho 24, 2018, 01:51:39 pm »
60 milhões custou o Viana do Castelo
Com todos os problemas que sabemos e com os custos do projeto em cima.
 O custo do projeto  caiu em cima dos dois primeiros , e mesmo assim o NRP Figueira da Foz não chegou aos 50 milhões.

Devem ser contas à António Costa!
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 2753
  • Recebeu: 1109 vez(es)
  • Enviou: 334 vez(es)
  • +81/-5
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4186 em: Julho 24, 2018, 02:07:35 pm »
60 milhões custou o Viana do Castelo
Com todos os problemas que sabemos e com os custos do projeto em cima.
 O custo do projeto  caiu em cima dos dois primeiros , e mesmo assim o NRP Figueira da Foz não chegou aos 50 milhões.

Devem ser contas à António Costa!

Pois, eu entendo-te..... :G-deal:
 

*

jpthiran

  • Membro
  • *
  • 234
  • Recebeu: 57 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +7/-9
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4187 em: Julho 24, 2018, 03:26:53 pm »
38,5 milhões/Navio...
foram as contas que eu fiz tambèm...
pelo que o custo por navio só pode baixar com a produção de novas cópias...
o valor avançado pelo Primeiro Ministro está enganado ou há história...
neste caso vou acreditar que está enganado!...
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2117
  • Recebeu: 665 vez(es)
  • Enviou: 1663 vez(es)
  • +37/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4188 em: Julho 24, 2018, 04:11:15 pm »
Como já tinha referido noutro post, não se esqueçam que material importante (motores, geradores, etc.) para os primeiros quatro navios foram adquiridos há muito, muito tempo atrás. O VdC como primeira unidade da classe, e devido as sucessivas alterações ao projecto, teve o custo inflacionado, mas  as restantes unidades, especialmente as duas últimas, beneficiaram bastante do facto de uma parte importante e bastante custosa do navios ter sido adquirida 14 anos antes. Hoje em dia, o mesmo equipamento vai ficar mais caro, por isso é natural que isso afecte o custo final dos futuros navios.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

LM

  • Perito
  • **
  • 589
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 471 vez(es)
  • +10/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4189 em: Julho 24, 2018, 04:31:17 pm »
Como já tinha referido noutro post, não se esqueçam que material importante (motores, geradores, etc.) para os primeiros quatro navios foram adquiridos há muito, muito tempo atrás. O VdC como primeira unidade da classe, e devido as sucessivas alterações ao projecto, teve o custo inflacionado, mas  as restantes unidades, especialmente as duas últimas, beneficiaram bastante do facto de uma parte importante e bastante custosa do navios ter sido adquirida 14 anos antes. Hoje em dia, o mesmo equipamento vai ficar mais caro, por isso é natural que isso afecte o custo final dos futuros navios.

Os geradores /motores NRP Sines e Sagres estão armazenados há 14 anos...?!
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7125
  • Recebeu: 524 vez(es)
  • Enviou: 642 vez(es)
  • +26/-10
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4190 em: Julho 24, 2018, 04:42:40 pm »
Não é Sagres, é Setúbal lololol.

O pessoal começa a dizer Sagres tantas vezes que um dia destes ainda vão ter que mudar o nome ao navio lool.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM

*

jpthiran

  • Membro
  • *
  • 234
  • Recebeu: 57 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +7/-9
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4191 em: Julho 24, 2018, 04:47:02 pm »
se isso é assim, só mostra a loucura e a teimosia que é precisa para levar para a frente projectos desta natureza!...
tornando extremamente difícil o que é fácil...
só pela coragem de quem está metido nisto merecem o nosso apoio!...
 

*

asalves

  • Membro
  • *
  • 238
  • Recebeu: 74 vez(es)
  • Enviou: 22 vez(es)
  • +5/-4
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4192 em: Julho 24, 2018, 04:56:32 pm »
se isso é assim, só mostra a loucura e a teimosia que é precisa para levar para a frente projectos desta natureza!...
tornando extremamente difícil o que é fácil...
só pela coragem de quem está metido nisto merecem o nosso apoio!...

E pelo que li algures, também houve material que ainda não tinha sido comprado e que não foi fácil encontrar/comprar igual aos 2 primeiros. Pelo que percebi houve até necessidade de fazer pequenas alterações para adaptar o material que era diferente da 1 versão.
 

*

LM

  • Perito
  • **
  • 589
  • Recebeu: 61 vez(es)
  • Enviou: 471 vez(es)
  • +10/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4193 em: Julho 24, 2018, 05:09:04 pm »
Eu - "chato como a potassa" 8) - venho recuperar um post sobre a minha desconfiança em tentar fazer dos NPO o que não são... não é só colocar "canhões de couraçados japoneses" e/ou sensores... há outras coisas em ter em atenção, que custam "vil metal", se queremos considerar o navio de combate (tipo corveta)... um navio preparado para combate tem (deve) de ter "detalhes" que não estão por vezes visíveis - como se explica no link, do River I para o River II não  foram só sensores...

Já sabem que não aprecio o conceito de corveta - pouco se deve poupar em "vil metal" para uma fragata (ligeira) e perde-se em capacidade "atlântica" e de melhoramentos posteriores (para além de resistência a danos).

Agora um radar militar decente e algo tipo "Altesse & Vigile LW"... isso sim, com o 30mm e podia ir ao Golfo da Guiné.         


"Não percebo nada de engenharia naval, mas não sei se do nosso NPO para um OPV tipo "River II" e deste  para um "navio de guerra" (corveta / fragata) não haverá muitos (pequenos grandes ) detalhes a alterar (vil metal necessário)...

Relembro que do River I para o River II houve várias alterações necessárias e mesmo este não sei se é uma verdadeira corveta:

https://www.thinkdefence.co.uk/2016/06/thoughts-batch-2-river-class/

"But why these changes? To me, improved watertight integrity, fire safety modifications, enhanced firefighting facilities, automatic emergency lights, magazine protection and the installation of a machinery space walkway (which will clearly give easier access to machinery at sea, allowing emergency repairs) suggest that the R2s, unlike the BAES OPVs, are designed to engage in battle and sustain damage. Or, in other words, they are real, if lightly armed, warships."

Ter alguns navios "fitting for but not with" podia permitir de forma mais rápida aumentar a nossa capacidade militar mas custa dinheiro..."
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

asalves

  • Membro
  • *
  • 238
  • Recebeu: 74 vez(es)
  • Enviou: 22 vez(es)
  • +5/-4
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4194 em: Julho 24, 2018, 05:12:49 pm »
se isso é assim, só mostra a loucura e a teimosia que é precisa para levar para a frente projectos desta natureza!...
tornando extremamente difícil o que é fácil...
só pela coragem de quem está metido nisto merecem o nosso apoio!...

E pelo que li algures, também houve material que ainda não tinha sido comprado e que não foi fácil encontrar/comprar igual aos 2 primeiros. Pelo que percebi houve até necessidade de fazer pequenas alterações para adaptar o material que era diferente da 1 versão.

Segue a informação:

Citar
(...)
Há que referir, no entanto, que com mais de uma década de hiato entre projeto e construção, a evolução tecnológica e logística tornou necessária a modernização e evolução de diversos equipamentos e sistemas, pelo que os NPO da segunda série apresentam, necessariamente, numerosas diferenças relativamente aos NPO da primeira série.
(...)
Mais: https://revistademarinha.com/provas-de-mar/
 

*

zawevo

  • Membro
  • *
  • 165
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 4 vez(es)
  • +2/-1
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4195 em: Julho 24, 2018, 05:20:31 pm »
https://www.dn.pt/edicao-do-dia/24-jul-2018/interior/primeira-piloto-aviador-naval-da-marinha-chumbou-para-a-forca-aerea-9625741.html

"o Sines, que representa um grande salto tecnológico em relação aos dois navios da mesma classe em serviço"

A minha pergunta é: Qual foi o salto tecnológico? Alguém consegue explicar-me sem estar e desvendar segredos de estado?
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2117
  • Recebeu: 665 vez(es)
  • Enviou: 1663 vez(es)
  • +37/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4196 em: Julho 24, 2018, 05:37:45 pm »
Dos motores originais Wartsilä, pelo menos, teve que se adquirir um novo para a segunda série devido ao 'caso das limalhas'.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: zawevo

*

faica

  • Membro
  • *
  • 103
  • Recebeu: 25 vez(es)
  • +1/-1
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4197 em: Julho 24, 2018, 08:19:50 pm »
Os geradores tambem nao sao iguais estes sao mais modernos e mais potentes.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: zawevo

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 2753
  • Recebeu: 1109 vez(es)
  • Enviou: 334 vez(es)
  • +81/-5
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4198 em: Julho 24, 2018, 08:42:51 pm »
os Turcos não sei mas as Gruas são diferentes das colocadas nos VdC e FdF.





Abraços
« Última modificação: Julho 24, 2018, 09:04:44 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: zawevo

*

ICE 1A+

  • Analista
  • ***
  • 623
  • Recebeu: 421 vez(es)
  • Enviou: 37 vez(es)
  • +33/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4199 em: Julho 24, 2018, 09:23:24 pm »
Como já tinha referido noutro post, não se esqueçam que material importante (motores, geradores, etc.) para os primeiros quatro navios foram adquiridos há muito, muito tempo atrás. O VdC como primeira unidade da classe, e devido as sucessivas alterações ao projecto, teve o custo inflacionado, mas  as restantes unidades, especialmente as duas últimas, beneficiaram bastante do facto de uma parte importante e bastante custosa do navios ter sido adquirida 14 anos antes. Hoje em dia, o mesmo equipamento vai ficar mais caro, por isso é natural que isso afecte o custo final dos futuros navios.

Os geradores /motores NRP Sines e Sagres estão armazenados há 14 anos...?!

Sim! Isso e mais “algumas coisas” linhas de veios caixas redutoras ., etc etc,etc ! estava tudo armazenado nos ENVC.

A chapa também já lá estava alguma já cortada. Já havia blocos do navio soldados quando  o contrato foi revogado. Foi  tudo vendido para a sucata.
Dessa chapa saíram alguns cruzeiros da Douro Azul na Navalria.

Foram gastos milhões de euros, em  extensões de garantias dos equipamentos junto dos fornecedores

Um dado curioso: o NRP Sines levou a linha de veio e a hélice que o NRP Figueira da Foz danificou há  uns anos atrás à saída aqui de Viana.


Não estava lá há 14 anos .....,,há 7 ou 8 talvez..........
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, zawevo

 

Passos quer Marinha com nova "abertura ao mar"

Iniciado por zawevo

Respostas: 4
Visualizações: 2855
Última mensagem Maio 15, 2012, 09:42:43 am
por P44
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 10868
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Fragatas e Corvetas Portuguesas a vela da Marinha 1815/1860

Iniciado por mkorobok

Respostas: 9
Visualizações: 3368
Última mensagem Julho 12, 2011, 12:13:30 pm
por mkorobok
Fará sentido comprar mais EH-101 para a marinha?

Iniciado por papatango

Respostas: 28
Visualizações: 9373
Última mensagem Setembro 12, 2005, 05:04:26 pm
por Rui Elias
Novo artigo sobre a Esquadrilha de Helicópteros da Marinha

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 1592
Última mensagem Maio 06, 2009, 09:03:24 pm
por Pedro Monteiro