Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa

  • 4285 Respostas
  • 734793 Visualizações
*

Lince

  • Moderador Global
  • *****
  • 245
  • +0/-0
    • http://forumdefesa.com
Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« em: Janeiro 08, 2004, 05:36:49 pm »
Proponho abrir aqui um debate sobre o projecto NPO 2000 da Marinha www.envc.pt/marinha.htm os chamados «patrulhões».
Será que é um projecto pouco ambicioso para um navio com 1600 Ton. de deslocamento?
E quanto ao armamento?
Fica aberto o debate.
Cumprimentos

 

*

Tiger22

  • Perito
  • **
  • 569
  • +0/-0
Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #1 em: Janeiro 09, 2004, 04:43:06 pm »
Na minha opinião é um projecto que apoio, sem dúvida alguma, até porque precisamos de projectos nacionais na área da defesa, mas há questões nele que não percebo  :G-sig:  (que são de uma utilidade primordial nos navios modernos). Sinceramente não percebo. Seria preferível fazer menos navios mas dotá-los de armamento capaz  :G-bigun:
« Última modificação: Janeiro 09, 2004, 10:38:23 pm por Tiger22 »
"you're either with us, or you're with the terrorists."
 
-George W. Bush-
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +3/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #2 em: Janeiro 09, 2004, 08:45:27 pm »
Visto de um ponto de vista geo-estratégico e ciêntifico, utilizando os metodos de análise mais conhecidos concluí:

O NPO-2000 é grande para poder andar á cachaporrada com os barcos espanhois ou marroquinos. Como aconteceu com os conflitos entre a Dinamarca e o Reino Unido há uns anos atrás. Ou seja, é um barco não para disparar (porque isso implicaría um conflito diplomático) mas sim para se atirar contra as patrulheiras espanholas. Mesmo que nos mandem as Descubierta, um NPO-2000 é maior, por isso levará a melhor.

Serviola -> :G-boxing:  <- NPO2000

Cumprimentos
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1676
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Janeiro 11, 2004, 01:06:09 am »
Ai sim... e contra submarinos tem alguma defesa? Ou áreas minadas? Ou a um ataque aéreo? :p
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1271
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +0/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #4 em: Janeiro 12, 2004, 04:12:23 pm »
O projecto dos NPO tem de certo pontos negativos e positivos. Mas acho que vale a pena salientá-lo pela positiva, nem que seja pela iniciativa nacional.

Sem dúvida que num combate moderno não teria grande hipótesse, mas também este não está a ser construído para lutar contra fragatas de países inimigos. É um patrulha. Sim deveria ser mais eficaz, deveria possuir uma quantidade de armas maior e mais avançadas. Sem dúvida que era melhor e teria mais utilidade.

Mas é um projecto nacional. É nosso. Foi desenhado por nós e irá ser construído por nós. E isso é muito positivo. Para 1º projecto ( após longos anos de inactividade ) não está nada mau.

E quem sabe, talvez exista espaço no futuro para lhe incluir uns updates em termos de armamento.

A 1ª reacção internacional já a tivemos, e muito positiva: o interesse marroquino.
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1676
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Janeiro 12, 2004, 09:10:46 pm »
Sem dúvida apoio qualquer projecto nacional, é também um meio de aquisição de experiência para futuros projectos, quem sabe de uma envergadura muito maior. :)
"History is always written by who wins the war..."
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +3/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #6 em: Janeiro 17, 2004, 06:04:40 pm »
Citação de: "komet"
Ai sim... e contra submarinos tem alguma defesa? Ou áreas minadas? Ou a um ataque aéreo?


Evidentemente, que não. O NPO-2000 só se pode comparar com outros navios patrulha "puros" feitos para aguentar condições oceânicas e mar tempestuoso.

De qualquer forma, pelo tamanho de tais embarcações, não me parece inviavel que se efectuem alterações ao projecto, como já foi feito com as actuais corvetas.

Cumprimentos
 

*

Tiger22

  • Perito
  • **
  • 569
  • +0/-0
Argentinos interessados em projecto de defesa português
« Responder #7 em: Janeiro 30, 2004, 01:25:57 pm »
Diário Digital 2004/01/29

Citar
A Marinha da Argentina está interessada no projecto de navios patrulhões que Portugal está a desenvolver nos estaleiros de Viana do Castelo, disse à Agência Lusa fonte do gabinete de Paulo Portas.
O interesse foi manifestado ao ministro de Estado e da Defesa, Paulo Portas, pelo seu homólogo argentino José Bautista Pampuro, durante uma deslocação a Buenos Aires realizada entre os dias 21 e 23, acrescentou a mesma fonte.
Na reunião com Paulo Portas, em Buenos Aires, o ministro da Defesa argentino, que tem em mãos um processo para a escolha de três navios patrulhões, anunciou a possibilidade da pedir a participação de Portugal no concurso internacional que vai ser aberto em breve e no qual a Espanha também está interessada.
Os navios que a Argentina pretende adquirir terão uma missão semelhante à daqueles que Portugal está a desenvolver, ou seja, a fiscalização oceânica e o combate à pesca clandestina, prosseguiu a fonte do Ministério da Defesa.
Durante a visita oficial de 3 dias a Buenos Aires, além de apresentar o projecto dos patrulhões, Paulo Portas manteve contactos com vários responsáveis políticos argentinos, entre os quais o vice-presidente da República e o ministro dos Negócios Estrangeiros, com quem discutiu a situação internacional e problemas específicos de segurança e defesa daquela região.
Portas propôs ao governo de Buenos Aires um contrato com a OGMA para a manutenção de aviões militares e um acordo de intercâmbio entre as Forças Aéreas dos dois países, para um melhor conhecimento das missões específicas que cada uma desenvolve.
Os projectos discutidos durante a visita do ministro da Defesa à Argentina serão aprofundados durante uma deslocação que José Bautista Pampuro deverá fazer em breve a Portugal.


Já temos dois interessados, Marrocos e Argentina...nada mau.
"you're either with us, or you're with the terrorists."
 
-George W. Bush-
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1271
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +0/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
eh lah
« Responder #8 em: Janeiro 30, 2004, 03:06:39 pm »
Confesso que não estava à espera de tanto interesse estrangeiro nos NPO. Especialmente quando ainda nenhum destes está construído.  :shock:
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net
 

*

JNSA

  • Analista
  • ***
  • 837
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Janeiro 30, 2004, 03:55:54 pm »
Pelos vistos os portugueses ainda não perderam o jeito a enganar o próximo  :lol:   :?

E se houver vendas para o estrangeiro, melhor, porque é a maneira de compensarmos o facto de construírmos um navio tão limitado...  :roll:
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1451
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #10 em: Janeiro 30, 2004, 10:24:35 pm »
alguém por acaso já viu os novos navios italianos na classe dos NPO ? ( infelizmente perdi o site que falava sobre elas)

para além de um excelente desenho do casco, com muitas características stealth e um hangar permanente ( talvez a maior falha do actual projecto dos NPOs), a sua maior vantagem é que vêm já em 2 versões:

-a básica, c/ peça de 76mm e radares e sistema de controlo básicos.
-outra mais avançada, apenas equipada de início tb com a OTO 76mm, mas com capacidade ( a nível de estrutura e sistemas de ocmbate) para  ser rapidamente "upgradada"  com radares + potentes, mísseis, torpedos ou sonares...

Não seria possível alguma coisa mais nesta direcção mais polivalente ?

cumptos
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

filcharana

  • 47
  • +0/-0
Re:
« Responder #11 em: Janeiro 31, 2004, 04:38:56 am »
"... um acordo de intercâmbio entre as Forças Aéreas dos dois países, para um melhor conhecimento das missões específicas que cada uma desenvolve."

Desculpem já estar a fugir um pouco ao tópico :oops: ....... mas esta parte é muito interessante!!!


Cumptos
 

*

Pedro Monteiro

  • Analista
  • ***
  • 840
  • Recebeu: 67 vez(es)
  • Enviou: 9 vez(es)
  • +4/-0
    • http://www.pedro-monteiro.com
Re: eh lah
« Responder #12 em: Janeiro 31, 2004, 11:18:55 am »
Citação de: "Ricardo Nunes"
Confesso que não estava à espera de tanto interesse estrangeiro nos NPO. Especialmente quando ainda nenhum destes está construído.  :shock:


Na verdade, falamos do NPO, que tal como o nome indica são patrulhas. Efectivamente, Portugal não os vende como corvetas, mas sim como patrulhas e como tal são um projecto bastante eficaz e moderno. Não são corvetas e para o que foram projectadas, considero que o foram bem. Agora, é errado pedir de um patrulha que faça o mesmo que uma corveta. Aliás, há que ter em conta que nem as nossas corvetas fazem o que se espera de uma corveta, portanto, não haverá um decréscimo real de capacidades! Como se poderá constatar os NPO substituirão, sobretudo, 3 classes: Cacine, Baptista Andrande e João Coutinho navios actualmente destinados sobretudo a patrulha, fiscalização e apoio a operações anfíbias. Ora, para tais missões os NPO 2000 estão mais que aptos a meu ver, podendo operar com custos inferiores, menor tripulação e armamento, equipamento e estructuras adequadas.
Não me parece, por isso, muito estranho que outros países se interessem por um projecto que satisfaz certas necessidades das suas armadas. E há que lembrar, que para missões mais militares quer Marrocos, quer a Argentina contam com corvetas.
Cumprimentos,
Pedro Monteiro
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1451
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Fevereiro 01, 2004, 10:51:14 pm »
Tb concordo, mas a que capacidade se resume a nossa Marinha  ?

3 vasos razoáveis ( apesar de o sonar de reboque faltar e ser bastante importante neste tipo de missões) para missões ASW, e que precisarão de um upgrade num futuro próximo. Mais talvez umas OHPs ferrugentas, piores na capacidade ASW, e indaquadas na capacidade AAW ( aliás até seriam piores se as VdG receberem os ESSM, o que espero que aconteça).

Se optássemos por um design mais polivalente, seria possível equipar algumas destas "corvetas" para missões mais musculadas, libertando as fragatas para missões mais exigentes. Este design manteria todas as características essenciais ao NPO ( bom alcance, pouca tripulação, bom comportamento em mares alterados, custos reduzidos).

E mesmo como navios apenas "patrulhas" existem projectos mais modernos. Basta terem um hangar, coisa que o NPO não tem.
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Tiger22

  • Perito
  • **
  • 569
  • +0/-0
Espanha também na corrida
« Responder #14 em: Fevereiro 02, 2004, 02:31:12 pm »
O jornal “Semanário”  desta semana anuncia também que, para além de Marrocos e Argentina a Espanha também mostra interesse em adquirir o NPO 2000.
Vamos ver se este interesse se concretiza em aquisições efectivas.
"you're either with us, or you're with the terrorists."
 
-George W. Bush-
 

 

"Revista de Marinha" online

Iniciado por P44Quadro Internet-Jogos-Simulações

Respostas: 0
Visualizações: 1887
Última mensagem Julho 07, 2009, 01:57:47 pm
por P44
Marinha Francesa com "Escoltas" antiquadas?

Iniciado por Rui EliasQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 10
Visualizações: 5193
Última mensagem Agosto 11, 2005, 03:52:05 pm
por smaerd
Livro " POLÍCIA à Portuguesa"

Iniciado por safurdaoQuadro Forças de Segurança

Respostas: 57
Visualizações: 15344
Última mensagem Dezembro 06, 2008, 12:21:55 pm
por Cabeça de Martelo
A IMPORTÂNCIA DA LÍNGUA PORTUGUESA E A GEOPOLÍTICA DA LÍNGUA

Iniciado por Paulo RamiresQuadro Portugal

Respostas: 0
Visualizações: 2395
Última mensagem Maio 31, 2014, 04:58:07 am
por Paulo Ramires
Passos quer Marinha com nova "abertura ao mar"

Iniciado por zawevoQuadro Marinha no ForumDefesa.com

Respostas: 4
Visualizações: 2702
Última mensagem Maio 15, 2012, 09:42:43 am
por P44