Israel vs Hezbollah no Libano

  • 674 Respostas
  • 100831 Visualizações
*

aero

  • 118
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #30 em: Julho 14, 2006, 08:38:49 pm »
Citação de: "Azraael"
Citação de: "Marauder"
A mim não me parece boa ideia que Israel ocupe território libanês...logo é natural que sejam atacados...relembra-te para o quê é que o Hizbollah foi criado...
Nem eu estou a defender que ocupe territorio libanes... apenas que destrua o mais possivel o Hezbollah e todos os que o apoiam (com o minimo de danos colaterais possivel, como e' obvio).



Pois mas é caso para perguntar o porquê de bombardear o aeroporto??? Até parece que o Libano têm Força Aerea  :?: Israel está a cometer um erro muito grande e os Estados Unidos sabem disso pq se isto continuar assim o governo libanês vai perder apoio da população e o helbollah vai ganhar força e o trabalho que a Rice andou a fazer vai para o tecto.
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #31 em: Julho 14, 2006, 08:39:02 pm »
Citação de: "Azraael"
Citação de: "Marauder"
pelas armas até se pode pensar que se tem uma vitória total no terreno (porque os israelitas já tiveram bastantes sucessos militares)...mas no medio/longo prazo não significam nada..
Tambem e' verdade... mas a meu ver, o que me parece que israel ta a fazer e' mostrar que qualquer accao violenta contra israel sofrera uma retaliacao com "overwhelming force" (como diria o Collin Powell), deixando o dialogo como unica opcao viavel, eliminando todo e qualquer apoio que os terroristas possam ter. Tambem ha a questao que, israel, faca o que fizer, sera sempre criticada, pelo que me parece que entrou na fase do "perdido por cem..."


Ambos os lados tem as mãos manchadas de sangue inocente..uns mais que os outros mas pronto.

O mal desse género de pensamento..."overwhelming force"...parte do principio que o outro lado ficará desmoralizado e mais cedo ou mais tarde cessará seus ataques..

No entanto, como o Collin Powell se lembra muito bem...quem ganhou a guerra do vietname foi...os vietnamitas do norte...apesar das inumeras baixas......tal como....israel até os pode matar (terroristas) aos milhares...mas eles vão continuar a vir...existe uma fonte insaciável de futuros mártires pela Palestina.

Aliás..o meu receio é que..num futuro longínquo..quando israel estiver em paz com todos os seus vizinhos e todos felizes...haja "al-qaedas" que se lembrem de simplesmente "riscar os zionistas do mapa".

Hum...e agora que me lembro...eles não usam essa estratégia nas ultimas décadas? Pelo menos nos conflictos recentes sempre deixaram os exércitos árabes KO...e mesmo assim os ataques continuaram..
 

*

aero

  • 118
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #32 em: Julho 14, 2006, 08:42:51 pm »
"Ambos os lados tem as mãos manchadas de sangue inocente..uns mais que os outros mas pronto" infelizmente assim é... :?
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7117
  • Recebeu: 522 vez(es)
  • Enviou: 637 vez(es)
  • +26/-10
(sem assunto)
« Responder #33 em: Julho 14, 2006, 09:02:10 pm »
Citação de: "aero"
Pois mas é caso para perguntar o porquê de bombardear o aeroporto??? Até parece que o Libano têm Força Aerea  :?: Israel está a cometer um erro muito grande e os Estados Unidos sabem disso pq se isto continuar assim o governo libanês vai perder apoio da população e o helbollah vai ganhar força e o trabalho que a Rice andou a fazer vai para o tecto.


Pelo que dá no telejornal, o bombardeamento das pistas do aeroporto (não é a mesma coisa que bombardeamento do aeroporto), o bloqueio naval e o bombardeamento da principal estrada que liga Beirute a Damasco é para imobilizar os terroristas do Hezbollah e impedi-los de enviar os soldados israelitas raptados para fora do Libano...

O Libano tem Força Aérea... ou tinha...
 

*

Azraael

  • Perito
  • **
  • 413
  • +0/-0
    • http://www.bgoncalves.com
(sem assunto)
« Responder #34 em: Julho 14, 2006, 09:17:31 pm »
Citação de: "Marauder"
O mal desse género de pensamento..."overwhelming force"...parte do principio que o outro lado ficará desmoralizado e mais cedo ou mais tarde cessará seus ataques..
Sim... ou pelo menos que pensaram duas vezes antes de os fazerem.

Citação de: "Marauder"
No entanto, como o Collin Powell se lembra muito bem...quem ganhou a guerra do vietname foi...os vietnamitas do norte...apesar das inumeras baixas......
A derrota americana talvez tenha sido mais politica do que militar... os protestos em casa e a consequente desmoralizacao das tropas e perda de popularidade presidencial levaram a retirada. Os norte vietnamitas tinham a vantagem de conhecerem bem o terreno, de serem mais teimosos, e de nao se preocuparem mt com o numero de soldados seus que vinham para casa dentro de sacos de plastico (coisa a que os americanos nunca acharam mt piada)...

Citação de: "Marauder"
Hum...e agora que me lembro...eles não usam essa estratégia nas ultimas décadas? Pelo menos nos conflictos recentes sempre deixaram os exércitos árabes KO...e mesmo assim os ataques continuaram..
Sim.. e foram parcialmente bem sucedidos... os exercitos que sairam KO dos conflitos, no minimo, demoraram alguns anos a recuperar a "consciencia" e entretanto deixaram israel em "paz"... O mal das "al-quaidas", "hezbollas" e afins, e' que ha sempre mais mentecaptos a voluntariarem-se para cometerem "suicide by IDF" :D
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #35 em: Julho 14, 2006, 09:37:09 pm »
Citação de: "Azraeel"
Citação de: "Marauder"
No entanto, como o Collin Powell se lembra muito bem...quem ganhou a guerra do vietname foi...os vietnamitas do norte...apesar das inumeras baixas......
A derrota americana talvez tenha sido mais politica do que militar... os protestos em casa e a consequente desmoralizacao das tropas e perda de popularidade presidencial levaram a retirada. Os norte vietnamitas tinham a vantagem de conhecerem bem o terreno, de serem mais teimosos, e de nao se preocuparem mt com o numero de soldados seus que vinham para casa dentro de sacos de plastico (coisa a que os americanos nunca acharam mt piada)...


Exacto..o lado mais motivado ganhou...(andar a receber sacos de plástico durante anos dá nisso)...palavras do general vietnamita que derrotou os franceses e os americanos....lutar pela independencia da pátria é um estimulo muito potente que os portugueses também conhecem.

O mal é que neste caso...provavelmente ambos os lados não têm nada a perder...portanto não se vão importar com sacos de plástico..
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3534
  • Recebeu: 24 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +4/-4
(sem assunto)
« Responder #36 em: Julho 15, 2006, 11:59:27 am »
Air strike kills Lebanese villagers
Citar
Saturday 15 July 2006, 13:27 Makka Time, 10:27 GMT    

Lebanese villagers, including women and children, were killed on Saturday in an Israeli air strike on vehicles fleeing a village in southern Lebanon, a witness said.

The convoy was leaving the border village of Marwahin when it was attacked.

An Associated Press photographer said he counted 12 bodies in two cars that were destroyed by the attack shortly after midday (0900GMT).

The Israeli strike targeted two cars and a pickup carrying elderly men, women and children, Aljazeera's correspondent said. Aljazeera was unable to immediately confirm the casualty figures.

Hours earlier, Israeli forces across the border told villagers by loudspeaker to leave the area or else the village would be destroyed. They did not give a reason for the ultimatum.

"Israeli forces threatened us on Saturday at 8 am to destroy our town if we do not evacuate it," Akram Ghannam, a resident of Marwahin, told Aljazeera on Saturday.  

Residents seeking refuge were turned away from a UN peacekeepers position, he said.

"People, including women and children, have gathered in the streets. They do not know where to go," Ghannam said.  

The convoy was hit near the border fence about 1 kilometer (0.62 miles) from the village.

There was no immediate confirmation from UN peacekeepers, who have a force in southern Lebanon.

Ghannam said there were no Hezbollah forces in Marwahin.


Sem comentários :cry:
Potius mori quam foedari
 

*

Yosy

  • Especialista
  • ****
  • 1086
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #37 em: Julho 15, 2006, 12:50:49 pm »
Citação de: "Marauder"
Citação de: "Yosy"
Citação de: "Hélder"
Acho que é mais assim...

Libaneses »»»:Esmagar:««« Merkavas Israelitas

 :!:  :?: Israel está a cometer um erro muito grande e os Estados Unidos sabem disso pq se isto continuar assim o governo libanês vai perder apoio da população e o helbollah vai ganhar força e o trabalho que a Rice andou a fazer vai para o tecto.

Pelo que dá no telejornal, o bombardeamento das pistas do aeroporto (não é a mesma coisa que bombardeamento do aeroporto), o bloqueio naval e o bombardeamento da principal estrada que liga Beirute a Damasco é para imobilizar os terroristas do Hezbollah e impedi-los de enviar os soldados israelitas raptados para fora do Libano...

O Libano tem Força Aérea... ou tinha...


Se Israel quiser, o Líbano será riscado do mapa. O actual Ministro da Defesa israelita (trabalhista) está até a ser criticado por ser demasiado cauteloso.
 

*

AugustoBizarro

  • 50
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #38 em: Julho 15, 2006, 07:34:06 pm »
Algumas ideias chave:


1. Os Estados Unidos ,(a Administração Bush), não podem iniciar outra guerra na região por motivos de política interna.

2.Se Israel entrar em Guerra com a Síria ou o Irão, os Estados Unidos serão forçados a intervir, portanto Bush não terá tanta dificuldade em convencer as massas da necessidade de proteger o aliado.

3. Rafik Hariri é assassinado. Ninguém sabe quem foi.  A Síria é acusada, e devido a isso, forçada sob enorme pressão internacional  a retirar as tropas do Líbano.

4. O Líbano é atacado.



Sou da opinião que foi a Mossad que assassinou Rafik Hariri, o único prejudicado pelo incidente (além do Líbano), foi a Síria. E o principal beneficiário, Israel. Não podia ser mais conveniente. Os eventos que assistimos agora apenas comprovam isso.

Poderia Israel atacar o Líbano, se Rafik Hariri ainda fosse vivo? e as tropas Sírias estivessem ainda em solo Libanês?

Coincidência ou não?

Nesta altura, o futuro é completamente imprevisível, tal como a Invasão do Iraque era díficil de prever em 1998 ou 2000.

Suspeito que a Síria vai ter problemas e não falta muito. Afinal de contas os Estados Unidos têm as tropas mesmo ao lado.
Tenho sérias dúvidas que o Irão cumpra a promessa que fez de se envolver no confilto caso a Síria seja atacada.

No pior cenário, vai ser um sarilho na região. Nas Bolsas já se começa a sentir algum receio. E o crude está a ficar perto dos 80 USD/ barril.

Contudo, em defesa de uma tese menos conspirativa, também é verdade que o rapto dos soldados Israelitas não foi propriamente planeado por Israel. Mas quem sabe, talvez um pretexto. Mas é dificil perceber porquê agora, principalmente na questão do Líbano.

De facto nos dias que correm ,para se ser empresário em qualquer país daquela região, é preciso gostar de emoções fortes.
Suspeito que o PIB do Líbano nos próximos anos vai ter umas fortes quedas.
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #39 em: Julho 15, 2006, 08:04:29 pm »
Citação de: "AugustoBizarro"
2.Se Israel entrar em Guerra com a Síria ou o Irão, os Estados Unidos serão forçados a intervir, portanto Bush não terá tanta dificuldade em convencer as massas da necessidade de proteger o aliado.


Muito improvável, o presidente é ceginho...mas não tanto. Por algum motivo nunca tal associação foi feita na história, por algum motivo os EUA pediram a Israel para se abster da 2ª Guerra do Golfo.

Algo desse género simplesmente meteria em causa TODAS as relações que os EUA tem com países muçulmanos. Para além de estes poderem repetir a gracinha de 73/75...afinal..o petróleo sempre pode ser arma política.

 De resto, realmente a sua ideia do assassínio de Hariri pela Mossad até tem a sua lógica. Pelo menos dá que pensar..
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3534
  • Recebeu: 24 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +4/-4
(sem assunto)
« Responder #40 em: Julho 15, 2006, 08:05:13 pm »
E se todo o Islão se levantar contra Israel?
Serão os Americanos e Europeus capazes de travar tal conflito?
Potius mori quam foedari
 

*

14_NS_88

  • 8
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #41 em: Julho 15, 2006, 08:25:15 pm »
Citação de: "Azraael"
Quem lhes deu a legitimidade para o fazerem foi precisamente o teu "tio" adolfo..

Eles não têm essa legitimidade.


Citação de: "AugustoBizarro"
Suspeito que a Síria vai ter problemas e não falta muito. Afinal de contas os Estados Unidos têm as tropas mesmo ao lado.

Sim, mas duvido que os EUA tenham condições para atacar a Siria. Depois do Afeganistão e do Iraque, os EUA perderam a pouca credibilidade que já tinham quando não conseguiram encontrar um motivo convicente para os ataques. E também não nos podemos esquecer que a economia Americana já viu melhores dias e que iniciar outra guerra não iria ajudar nada.


Citação de: "AugustoBizarro"
Contudo, em defesa de uma tese menos conspirativa, também é verdade que o rapto dos soldados Israelitas não foi propriamente planeado por Israel. Mas quem sabe, talvez um pretexto. Mas é dificil perceber porquê agora, principalmente na questão do Líbano.

Acho que bombardear uma região inteira, destruir estradas, aeroportos, centrais electrias, ect. não é a melhor maneira de resgatar soldados capturados. Aliás, é uma boa maneira de os matar porque os Libaneses que os capturaram (e isto se foram mesmo os Libaneses) tevem ter ficado um bocado chateados quando viram o que estava a acontecer.

Citação de: "ricardonunes"
E se todo o Islão se levantar contra Israel?
Serão os Americanos e Europeus capazes de travar tal conflito?


Não sei, mas não vejo que interesse é que os Europeus têm em defender Israel. Até temos muito mais a ganhar se formos amigos dos muçulmanos.
 

*

AugustoBizarro

  • 50
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #42 em: Julho 15, 2006, 08:32:16 pm »
Ricardo Nunes escreveu:
Citar
E se todo o Islão se levantar contra Israel?
Serão os Americanos e Europeus capazes de travar tal conflito?


Tal não acontecerá:

1. Egipto, o país mais forte da região é aliado dos EUA, basta ver a quantidade de M1 Abrams que têm. E tem boas relações com Israel. No máximo adoptariam uma posição neutra, nem que seja por interesse nacional.

Que interesse teria o Egipto, por muita simpatia que tenha com o Líbano, em ver o seu país ostracizado internacionalmente, e algumas infraestruturas bastante caras, destruídas?  
ver:
http://en.wikipedia.org/wiki/Aswan_Dam

E numa perspectiva bem mais egoísta, o que teria o Egipto a ganhar com isso?


2. Arábia Saudita,   um País intimamente ligado aos EUA, cuja economia práticamente depende dos EUA, nunca mas em situação alguma tomaria qualquer posição significativa contra Israel.


3. Jordânia,  também nunca tomará qualquer posição além de discursos apelando á calma, ou quem sabe uma censura aqui e ali.


Portanto, que este.. "todo o Islão",  não é assim muito "todo", já desde o tempo do Califa.

Líbia, Tunísia, Algéria, Marrocos , Iémen, Omã e outros que tal, é para esquecer.

Sobra somente a Síria e o Irão.

Mas vejamos, porque raio haveria a Síria de se envolver? Desde a Invasão do Iraque que os americanos andam á procura de um pretexto para invadir a Síria e mudar o regime. Se os Sírios fizerem a mínima coisa, vai ser a sorte grande para os Americanos e Israelitas.

Quanto ao Irão, então ainda á pouco tempo se anda a discutir a questão das armas nucleares,  se o Irão tomasse alguma atitude agressiva, era a desculpa perfeita para atacar o Irão , mesmo que fosse somente uns ataques a infraestruturas. (uma campanha Aérea portanto).
E isso seria bem mais fácil de explicar ao povo americano, visto que em campanhas aéreas morre um piloto aqui outro ali, pouco ou nada tem a ver com uma invasão terrestre onde as baixas põem o povo americano em estado de histeria nacional.

Eu penso que os Iranianos são demasiado inteligentes para cair nesta armadilha. Afinal de contas têm-se dado a tantos trabalhos para explicar ao mundo que não são uma ameaça para ninguém.
Se tentassem ser o Paladino do Líbano, ou da Palestina ,duma forma directa, nessa altura, até nem me admiraria que a maior parte da Europa apoiasse os EUA.

Em suma o Líbano está em apuros, ninguém sairá em sua defesa.

A única questão é se Israel escala o conflicto, e começa a bombardear a Síria, nomeadamente Damasco. Aí a Síria também pouco poderá fazer.
E o Irão engole as palavras.


De facto, a situação no médio Oriente é básicamente esta, Israel pode fazer o que lhe apetecer, e os únicos que podem travar Israel são os Americanos.

Mas a questão é que muito provávelmente os Israelitas pediram autorização aos Americanos antes de tudo isto ter começado.
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #43 em: Julho 15, 2006, 08:43:20 pm »
Caro AugustoBizarro, o apoio dos paises islamicos não seria por forças convencionais...

          Mas imagine mais no futuro próximo, os recursos que a Al-qaeda está a usar no Iraque e Afeganistão começarem a ser desviados para os países fronteiriços a Israel...com ajuda financeira e militar de alguns países que não querem dar o nome...

          É a ver os sudaneses, tunisinos etc....."olha..já não vou de ferias para o Iraque..vou para Jerusalem"

         Em guerras convencionais a tecnologia sobrepoem-se....em não convencionais...é tipo uma história interminável..até podes matar milhares...mas isso só vai encher o paraíso e esgotar as virgens...
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3534
  • Recebeu: 24 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +4/-4
(sem assunto)
« Responder #44 em: Julho 15, 2006, 09:02:15 pm »
Britain sends warships to Middle East
Citar
Saturday 15 July 2006, 22:09 Makka Time, 19:09 GMT    

Britain will not say if the ships will be used to evacuate Britons

Britain will be sending two ships to the Middle East as part of contingency plans to protect its interests as Israel's land, sea and air offensive against Lebanon continues, officials said Saturday.

A ministry of defence spokeswoman said the aircraft carrier Illustrious and the warship Bulwark would shortly be sent to the Middle East, but she would not comment on news reports that they would be used to evacuate Britons from the area.

"As you would expect we are monitoring the situation closely and are engaging in prudent contingency planning," said the spokeswoman, speaking on condition of anonymity in line with government policy.

"As part of this HMS Illustrious and HMS Bulwark will shortly head toward the region. They have been given no specific tasking."
Potius mori quam foedari
 

 

Israel aceita com condições a independência para a Palestina

Iniciado por Pimenta

Respostas: 1
Visualizações: 2136
Última mensagem Novembro 30, 2012, 09:01:02 am
por P44
Resolução do Conselho de Segurança condena Israel

Iniciado por JNSA

Respostas: 17
Visualizações: 3894
Última mensagem Junho 07, 2004, 12:51:26 pm
por Rui Elias
Israel e Palestina anunciam cessar-fogo

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 3
Visualizações: 1746
Última mensagem Março 22, 2005, 07:31:56 pm
por Normando
Estará Israel a ganhar a Intifada ?

Iniciado por fgomes

Respostas: 0
Visualizações: 992
Última mensagem Dezembro 10, 2004, 06:13:49 pm
por fgomes
Israel compra misseis Patriot PAC-3

Iniciado por antoninho

Respostas: 8
Visualizações: 4902
Última mensagem Setembro 16, 2008, 03:10:32 pm
por nelson38899