EMBRAER

  • 159 Respostas
  • 31634 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3316
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +71/-33
Re: EMBRAER
« Responder #150 em: Maio 12, 2018, 08:32:58 pm »
Embraer X Revela Primeiro Conceito do eVTOL


Citar
A Embraer X, uma organização da Embraer dedicada ao desenvolvimento de negócios disruptivos, revelou hoje o primeiro conceito do veículo elétrico de decolagem e pouso vertical, conhecido pela sigla em inglês eVTOL. A apresentação foi feita durante o evento Uber Elevate 2018, em Los Angeles, nos Estados Unidos. A Embraer X está envolvida em vários projetos, incluindo o desenvolvimento de conceitos do eVTOL por meio de uma cooperação com a Uber e outras empresas para explorar oportunidades de negócios no ecossistema Uber Elevate.

“Temos nos destacado em nossa jornada de quase 50 anos introduzindo inovações na indústria da aviação e entregando verdadeiro valor aos clientes”, disse Paulo Cesar de Souza e Silva, Presidente & CEO da Embraer. “Somos incansáveis em nossa busca pelo crescimento contínuo e por meio da Embraer X iremos gerar inovações disruptivas e acelerar a criação de novos negócios com o potencial de crescimento exponencial. A mobilidade urbana está prestes a ser transformada e estamos determinados a ter um papel fundamental nesse importante mercado”.

O conceito do eVTOL apresentado na Uber Elevate Summit 2018 representa uma aeronave com a missão de servir passageiros em um ambiente urbano, com base em segurança, experiência do passageiro, acessibilidade econômica e com baixo impacto para as comunidades, em termos de emissões e ruído.

“Estamos desenvolvendo soluções para trazer transporte aéreo sob demanda para áreas urbanas e assim melhorar a qualidade de vida de milhões de pessoas. Nossa colaboração com as principais partes interessadas irá acelerar a chegada desse novo ecossistema”, disse Antônio Campello, Presidente & CEO da Embraer X. “Esse é um exemplo de como a Embraer X está comprometida com a ampla exploração de produtos e serviços que possam revolucionar os negócios de transporte aéreo”.

O primeiro conceito de eVTOL da Embraer X revelado hoje é o resultado da extensa interação com potenciais passageiros urbanos de transporte aéreo sobre suas expectativas de experiência, da capacidade das equipes da Embraer e da colaboração com várias empresas e instituições. A Embraer X continuará a engajar comunidades para acelerar o desenvolvimento de soluções desejadas para esse novo mercado.

Ao longo das cinco últimas décadas, a Embraer projetou, desenvolveu e certificou perto de 50 modelos de aeronaves, entregando mais de 8.000 para 100 países. A frota da Embraer acumulou mais de 50 milhões de horas voadas. Com base na experiência da Embraer e de seus sólidos relacionamentos de longa data com autoridades de certificação de aeronaves em todo o mundo, a Embraer X irá assegurar que os requisitos de segurança do projeto atenderão e excederão os mais altos padrões da indústria.

FONTE: http://www.segurancaedefesa.com/index.php/using-joomla/extensions/components/content-component/article-categories/105-destaques/806-embraer-x-revela-primeiro-conceito-do-evtol

 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3316
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +71/-33
Re: EMBRAER
« Responder #151 em: Julho 07, 2018, 03:22:16 am »
Embraer e Boeing anunciam acordo para criação de nova empresa de aviação comercial


Companhias devem estabelecer parceria estratégica para acelerar crescimento aeroespacial global

Citar
CHICAGO & SÃO PAULO, 5 de julho, 2018 – A Boeing (NYSE: BA) e a Embraer (B3: EMBR3, NYSE: ERJ) anunciaram que assinaram um Memorando de Entendimento para estabelecer uma parceria estratégica que possa impulsionar seu crescimento no mercado aeroespacial global.

O acordo não-vinculante propõe a formação de uma joint venture que contempla os negócios e serviços de aviação comercial da Embraer, estrategicamente alinhada com as operações de desenvolvimento comercial, produção, marketing e serviços de suporte da Boeing. Nos termos do acordo, a Boeing deterá 80% da propriedade da joint venture e a Embraer, os 20% restantes.

“Ao formarmos essa parceria estratégica, estaremos muito bem preparados para gerar valor significativo para os clientes, empregados e acionistas de ambas as empresas – e para o Brasil e os Estados Unidos”, disse Dennis Muilenburg, presidente, chairman e CEO da Boeing. “Esta importante parceria está claramente alinhada à estratégia de longo prazo da Boeing de investir em crescimento orgânico e retorno de valor aos acionistas, complementada por acordos estratégicos que aprimoram e aceleram nossos planos de crescimento”, disse Muilenburg.

“Esse acordo com a Boeing criará a mais importante parceria estratégica da indústria aeroespacial, fortalecendo ambas as empresas e sua posição de liderança do mercado mundial”, disse Paulo Cesar de Souza e Silva, presidente e CEO da Embraer. “A combinação de negócios com a Boeing deverá gerar um novo ciclo virtuoso para a indústria aeroespacial brasileira, com maior potencial de vendas, aumento de produção, geração de emprego e renda, investimentos e exportações, agregando maior valor para clientes, acionistas e empregados”.

A transação avalia 100 por cento das operações e serviços de aviação comercial da Embraer em 4,75 bilhões de dólares e contempla o pagamento por parte da Boeing do valor de 3,8 bilhões de dólares pelos 80 por cento de propriedade na joint venture. A expectativa é que a parceria proposta seja contabilizada nos resultados da Boeing por ação, no início de 2020, e gere sinergia anual de custos estimada de cerca de 150 milhões de dólares – antes de impostos – até o terceiro ano.

A parceria estratégica reunirá mais de 150 anos de liderança combinada no setor aeroespacial e potencializará as linhas de produtos comerciais altamente complementares das duas empresas. A parceria é a evolução natural de um extenso histórico de colaboração entre Boeing e Embraer que remonta há mais de 20 anos.

Uma vez consumada a transação, a joint venture na aviação comercial será liderada por uma equipe de executivos sediada no Brasil, incluindo um presidente e CEO. A Boeing terá o controle operacional e de gestão da nova empresa, que responderá diretamente a Muilenburg.

A joint venture se tornará um dos centros de excelência da Boeing para o desenvolvimento de projetos, a fabricação e manutenção de aeronaves comerciais de passageiros e será totalmente integrada à cadeia geral de produção e fornecimento da Boeing.

A Boeing e a joint venture estarão aptas a oferecer uma linha abrangente e complementar de aeronaves de passageiros de 70 a mais de 450 assentos, além de aviões de carga, oferecendo produtos e serviços do mais alto nível para melhor atender uma base global de clientes.

Além disso, as empresas também irão criar outra joint venture para promoção e desenvolvimento de novos mercados e aplicações para produtos e serviços de defesa, em especial o avião multimissão KC-390, a partir de oportunidades identificadas em conjunto.

“Os investimentos conjuntos na comercialização global do KC-390, assim como uma série de acordos específicos nas áreas de engenharia, pesquisa e desenvolvimento e cadeia de suprimentos, ampliarão os benefícios mútuos e aumentarão ainda mais a competitividade da Boeing e da Embraer”, disse Nelson Salgado, vice-presidente executivo Financeiro e de Relações com Investidores da Embraer.

A finalização dos detalhes financeiros e operacionais da parceria estratégica e a negociação dos acordos definitivos da transação devem continuar nos próximos meses. Uma vez executados estes acordos definitivos de transação, a parceria estará, então, sujeita a aprovações regulatórias e de acionistas, incluindo a aprovação do governo brasileiro, bem como outras condições habituais pertinentes à conclusão de uma transação deste tipo. Caso as aprovações ocorram no tempo previsto, a expectativa é que a transação seja fechada até o final de 2019, ou seja, entre 12 a 18 meses após a execução dos acordos definitivos.

“Esta parceria estratégica é a evolução natural de um longo histórico de colaboração entre a Boeing e a Embraer em uma série de iniciativas no setor aeroespacial há quase três décadas”, afirmou Greg Smith, vice-presidente executivo Financeiro e vice-presidente de Estratégia e Desempenho da Boeing. “Ela está alinhada com a estratégia da Boeing de buscar oportunidades estratégicas de investimento que demonstrem valor real e acelerar nossos planos de crescimento orgânico. Esta parceria iráfortalecer as capacidades verticais da Boeing e aumentar o valor gerado para nossos clientes durante todo o ciclo de vida de produtos e serviços de ponta da indústria”.

A Boeing e a Embraer se beneficiarão de uma escala, recursos e presença mais amplos, incluindo uma cadeia global de fornecedores, vendas, marketing e serviços, que lhes permitirá obter benefícios com eficiências de alto nível em toda a organização. Além disso, a parceria estratégica permitirá compartilhar as melhores práticas de fabricação e desenvolvimento de aeronaves.

A transação não terá impacto nas projeções financeiras da Boeing e da Embraer para 2018, bem como na estratégia de implantação de capital e no compromisso da Boeing de retornar cerca de 100 por cento do fluxo de caixa livre para os acionistas.

DIVULGAÇÃO: Boeing e Embraer - https://www.aereo.jor.br/2018/07/05/embraer-e-boeing-anunciam-acordo-para-criacao-de-nova-empresa-de-aviacao-comercial
 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3316
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +71/-33
Re: EMBRAER
« Responder #152 em: Julho 13, 2018, 06:39:58 pm »
Embraer E190-E2 visita Aeroporto de London City pela primeira vez


Citar
Londres, Reino Unido, 13 de julho, 2018 – Na manhã desta sexta-feira, uma aeronave E190-E2, da Embraer, pousou pela primeira vez no Aeroporto de London City (LCY), na capital britânica. O avião da frota de testes da Embraer fez escala no local durante o trajeto para o Farnborough Air Show, na próxima semana. A nova aeronave, a mais silenciosa e eficiente em sua categoria, entrou em serviço em abril deste ano. A visita demonstra a importância da Embraer em oferecer capacidade operacional às companhias aéreas e a intenção da empresa em trabalhar com o aeroporto para certificar o E2, com o objetivo de atender demandas de clientes, o que provavelmente aumentará a conectividade regional do LCY.

FONTE: https://www.aereo.jor.br/2018/07/13/embraer-e190-e2-visita-aeroporto-de-london-city-pela-primeira-vez/
 

*

Vitor Santos

  • Investigador
  • *****
  • 3316
  • Recebeu: 245 vez(es)
  • Enviou: 193 vez(es)
  • +71/-33
Re: EMBRAER
« Responder #153 em: Julho 13, 2018, 06:44:11 pm »
190-E2 “Shark Head” & KC390 voam nos céus britânicos!


Farnborough International Air Show 2018, o Embraer E190-E2 “Shark Head” chega ao FIA 2018 em alto estilo, “Union Jack”(Union Flag) tremulando ao vento!








FONTE: http://tecnodefesa.com.br/a-embraer-invade-o-reino-unido-190-e2-shark-head-kc390-voam-nos-ceus-britanicos/
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 2210
  • Recebeu: 830 vez(es)
  • Enviou: 263 vez(es)
  • +58/-5
Re: EMBRAER
« Responder #154 em: Julho 13, 2018, 07:44:21 pm »
« Última modificação: Julho 13, 2018, 07:50:54 pm por HSMW »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Vitor Santos

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9261
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-7
Re: EMBRAER
« Responder #155 em: Julho 14, 2018, 04:50:06 pm »
 

*

ICE 1A+

  • Perito
  • **
  • 590
  • Recebeu: 376 vez(es)
  • Enviou: 37 vez(es)
  • +26/-0
Re: EMBRAER
« Responder #156 em: Agosto 02, 2018, 05:36:18 pm »
Vídeo de um Passageiro do voo da Aeroméxico que caiu

Reparem no vídeo as imagens da asa , um segundo antes do embate,
Os Flaps estão recolhidos!!!!!??????
Parece.
https://twitter.com/thenamesashleyy/status/1024555430331133952?s=20
 

*

Turlu

  • Membro
  • *
  • 79
  • Recebeu: 7 vez(es)
  • Enviou: 34 vez(es)
  • +2/-0
Re: EMBRAER
« Responder #157 em: Agosto 02, 2018, 05:51:37 pm »
Vídeo de um Passageiro do voo da Aeroméxico que caiu

Reparem no vídeo as imagens da asa , um segundo antes do embate,
Os Flaps estão recolhidos!!!!!??????
Parece.
https://twitter.com/thenamesashleyy/status/1024555430331133952?s=20

Parece. No entanto talvez alguém mais habilitado possa também dar a sua opinião.
Com gente tola e toiros, paredes bem altas!
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9261
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-7
Re: EMBRAER
« Responder #158 em: Setembro 19, 2018, 06:03:54 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9261
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-7
Re: EMBRAER
« Responder #159 em: Outubro 06, 2018, 05:03:47 pm »
 

 

WEBASAS-LABACE 2008-Embraer/Hawker/Cessna/Bombardier/Cirrus

Iniciado por WEBASASQuadro Internet-Jogos-Simulações

Respostas: 0
Visualizações: 1332
Última mensagem Agosto 26, 2008, 03:29:57 am
por WEBASAS
Lockheed Martin-Embraer, Vencem Aerial Common Sensor

Iniciado por Fábio G.Quadro Indústrias de Defesa

Respostas: 3
Visualizações: 2253
Última mensagem Agosto 18, 2004, 05:21:41 pm
por JLRC
Projecto Embraer/OGMA para Novo Avião de Transporte

Iniciado por Mar VerdeQuadro Indústrias de Defesa

Respostas: 26
Visualizações: 19756
Última mensagem Fevereiro 23, 2010, 01:17:04 pm
por pedro
WEBASAS - EMBRAER LINHA DE PRODUÇÃO PHENOM 100 - FOTOS!!

Iniciado por WEBASASQuadro Internet-Jogos-Simulações

Respostas: 0
Visualizações: 2460
Última mensagem Agosto 16, 2007, 05:21:15 am
por WEBASAS
Brasileira Embraer quer comprar 65% das OGMA

Iniciado por DinivanQuadro Indústrias de Defesa

Respostas: 13
Visualizações: 3663
Última mensagem Setembro 24, 2004, 06:22:02 pm
por J.Ricardo