EMBRAER

  • 160 Respostas
  • 32810 Visualizações
*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9448
  • Recebeu: 308 vez(es)
  • Enviou: 213 vez(es)
  • +17/-7
Re: EMBRAER
« Responder #60 em: Março 11, 2016, 11:43:26 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #61 em: Abril 12, 2016, 03:24:45 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #62 em: Abril 12, 2016, 03:25:56 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #63 em: Abril 12, 2016, 03:54:11 pm »
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4788
  • Recebeu: 786 vez(es)
  • Enviou: 538 vez(es)
  • +37/-16
Re: EMBRAER
« Responder #64 em: Maio 20, 2016, 09:41:45 am »
http://www.aereo.jor.br/2016/05/17/gripen-para-botswana-pode-se-transformar-super-tucano/
Citar
Super Tucanos

No início do processo de aquisição de um novo caça para Botswana, em 2014, o país procurou auxílio dos Estados Unidos e sondou a possibilidade de comprar algum caça norte-americano via programa FMS (Foreign Military Sales). Os Estados Unidos se recusaram terminantemente a vender caças a jato para o país africano, que passou a estudar outras propostas.

Em fevereiro deste ano o mesmo periódico de Botswana que anunciou as conversas com os suecos também informou que brasileiros haviam estado no país africano para demonstrar o Super Tucano da Embraer.

Também foi informado que o presidente Ian Khama visitou a Coreia do Sul no ano passado e um dos assuntos tratados foi a possível venda do jato KAI T-50/FA-50.

Segundo a The Business Weekly & Review de Botswana um Super Tucano custa metade do preço de um T-50. Já um Gripen custaria cinco vezes mais que um Super Tucano.

O presidente de Botswana pretende decidir pelo novo avião até o final deste ano.


Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #65 em: Maio 25, 2016, 01:55:26 am »
E2 First Flight - Best Moments

 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #66 em: Maio 25, 2016, 01:57:37 am »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #67 em: Maio 25, 2016, 02:01:04 am »
TAP Express é o primeiro operador de E-Jets em Portugal



Lisboa, Portugal, 24 de maio de 2016 – A TAP é a companhia aérea mais recente a operar a família de E-Jets da Embraer na Europa. A empresa iniciou ontem voos regulares com o jato E190 a partir de Lisboa para vários destinos da sua Rede intra-europeia. O primeiro voo, TP488, partiu de Lisboa com destino a Nice, na França. A companhia aérea iniciou a incorporação de nove jatos usados deste modelo à frota nos últimos meses. Os aviões vão operar sob a marca TAP Express.

“É com extrema satisfação que adicionamos a TAP Express à crescente família de operadores de E-Jets”, disse Paulo Cesar Silva, Presidente & CEO, Embraer Aviação Comercial. “Com o melhor custo operacional na categoria de jatos até 100 assentos, o E190 trará muito mais eficiência e flexibilidade às operações da TAP Express, além de oferecer um conforto sem igual aos passageiros.”

A entrada em serviço do E190 faz parte da estratégia de renovação da frota regional da TAP, que passa assim a operar sob a nova marca comercial TAP Express, em substituição da designação Portugália PGA Airlines, cujo objetivo é dar maior consistência à marca e produto TAP, reforçando a sua identidade comercial.

“No âmbito da renovação integral da sua frota regional e da melhoria do produto e serviços oferecidos, é com grande expectativa que a TAP lança em operação os novos E190, os quais proporcionam uma nova dimensão de conforto e modernidade que vai surpreender os nossos passageiros. Os novos E190 são aviões extremamente atuais, de tecnologia avançada e maior autonomia, que nos permitem abrir novas rotas e chegar a novos mercados, garantindo uma operação mais fiável e mais flexível, com melhores níveis de economia e eficiência. Com a sua entrada em serviço, a TAP Express passa a dispor da frota mais nova no segmento de mercado que serve, posicionando-se assim mais competitivamente face às congéneres”, afirmou Fernando Pinto, Presidente Executivo da TAP.

A companhia aérea utilizará os E190 para substituir jatos Fokker 100, aviões que tinham mais de 25 anos de serviço na empresa. Os E190 estarão configurados com 106 assentos.

A Embraer é a única fabricante a desenvolver uma moderna família de quatro aviões especificamente para o segmento de 70 a 130 assentos. Desde o lançamento do programa, a Embraer registrou cerca de 1.700 encomendas e mais de 1.200 entregas, com os E-Jets redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais, operando em toda uma gama de aplicações de negócios, com cerca de 70 clientes de 50 países. Coletivamente, os E-Jets já acumularam mais de 15 milhões de horas de voo.

FONTE:   http://www.aereo.jor.br/2016/05/24/tap-express-e-o-primeiro-operador-de-e-jets-em-portugal/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Jorge Pereira

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #68 em: Julho 03, 2016, 03:46:35 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #69 em: Julho 03, 2016, 03:59:13 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #70 em: Julho 11, 2016, 01:50:14 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #71 em: Janeiro 24, 2017, 01:32:05 pm »
S7 Airlines, da Rússia, é o novo integrante da família de E-Jets



Citar
Amsterdã, Holanda, 22 de dezembro de 2016 – Poucas semanas após receber os Certificados de Tipo das autoridades russas para os jatos E170 e E175, a Embraer anuncia que a S7 Airlines será a primeira operadora do E170 no país. A companhia aérea assinou um acordo com a GE Capital Aviation Services (GECAS) para o leasing de 17 jatos usados E170, não afetando, portanto, a carteira de pedidos da Embraer. A companhia aérea começará a receber as aeronaves no primeiro trimestre de 2017.

“Novamente, Embraer e GECAS se unem para fornecer aeronaves ao mercado russo”, disse Arjan Meijer, Chief Commercial Officer, Embraer Aviação Comercial. “Damos as boas-vindas à S7 Airlines à crescente família de operadores de E-Jets. Estamos muito satisfeitos em ver o E170 em operação com uma das maiores empresas aéreas russas, apoiando-a na expansão das rotas pela Rússia. A S7 é agora a operadora com a maior malha fora de Moscou servindo mercados regionais e intra-regionais.”

“Os novos E170 nos permitirão ganhar impulso no desenvolvimento do transporte aéreo regional. Vemos grande potencial nesse segmento. Hoje, o transporte aéreo está concentrado em Moscou, e os passageiros das cidades da região de Ural muitas vezes têm de voar para o Extremo Oriente por meio de uma conexão em Moscou. Os primeiros Embraer serão baseados no aeroporto Novosibirsk Tolmachevo, que está muito bem localizado para servir como eficiente ponto de conexão para outras regiões. O novo tipo de aeronaves nos permitirá lançar voos a partir de cidades pequenas e difíceis de alcançar, onde o uso de aviões de médio alcance é impossível”, disse Vladimir Obyedkov, CEO da S7 Airlines.

“A introdução do E170 na frota da S7 é o resultado de nossa análise aprofundada das crescentes necessidades da companhia aérea”, disse Alec Burger, Presidente e CEO da GECAS. “O E170 oferece um firme desempenho operacional e é adequado para ajudar a S7 a servir o mercado russo.”

Os E-Jets já estão bem estabelecidos em vários países da região, como Polônia, Finlândia e Bulgária, e também nos países da CEI (Comunidade de Estados Independentes), com clientes da Embraer operando E-Jets no Cazaquistão, Azerbaijão, Bielorrússia, Ucrânia e Moldávia. O E190 e o E195 foram certificados pela Rússia em 2012, e a Saratov Airlines vem voando o E195 desde 2013.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais de até 130 assentos. A Companhia possui 100 clientes em todo o mundo operandos os jatos das famílias ERJ e de E-Jets. Somente para o programa de E-Jets, a Embraer já registrou mais de 1.700 pedidos firmes e 1.300 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais por meio da operação em uma gama de aplicações de negócios.

FONTE: http://www.embraer.com/pt-BR/ImprensaEventos/Press-releases/noticias/Paginas/S7-Airlines,-da-R%C3%BAssia,-%C3%A9-o-novo-integrante-da-fam%C3%ADlia-de-E-Jets.aspx
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #72 em: Janeiro 24, 2017, 01:34:38 pm »
Embraer assina contrato com a Widerøe, da Noruega, para até 15 aeronaves E2



Citar
Dublin, Irlanda, 16 de janeiro de 2017 – A Embraer assinou um contrato com a norueguesa Widerøe, maior companhia aérea regional da Escandinávia, para até 15 jatos da família E2. O contrato consiste de três pedidos firmes para o E190-E2 e direitos de compra para outras 12 aeronaves da família E2. A flexibilidade nos direitos de compra para os jatos E175-E2, E190-E2 e E195-E2 dará à Widerøe a capacidade de aumentar sua frota com uma nova geração de aeronaves de 80 a 130 assentos, de forma a melhor ajustar a capacidade às necessidades do mercado.

O pedido tem um valor potencial de até USD 873 milhões, a preço de lista, se todos os direitos de compra forem exercidos. Os três pedidos firmes para jatos E190-E2 foram incluídos na carteira da Embraer do quarto trimestre de 2016.

“É sempre um momento importante para a Embraer quando adicionamos uma nova companhia aérea à nossa família de operadores. É ainda mais gratificante fazer parte de uma mudança de patamar nas operações desse cliente, já que a nova geração E190-E2 também representará a primeira adição de aviões a jato na frota da Widerøe. As oportunidades que se apresentam no futuro, tanto para a Embraer como para a Widerøe, à medida que a companhia aérea busca crescer e ir além das operações com aviões turboélice, são promissoras. Uma ótima maneira de começar 2017”, disse Arjan Meijer, Chief Commercial Officer (CCO) da Embraer Aviação Comercial.

Sobre a Widerøe

A Widerøe é a maior companhia aérea regional da Escandinávia, com uma equipe de 3.000 funcionários e um faturamento de 4,4 bilhões de coroas norueguesas (NOK). A empresa transporta cerca de 3 milhões de passageiros por ano e voa para 46 destinos nacionais e internacionais.
A Widerøe opera mais de 450 voos diários e opera para um número de aeroportos mais de duas vezes maior na Noruega do que qualquer outra companhia aérea. Hoje, nossa rede é composta por 60% de rotas comerciais e 40% de rotas PSO (Obrigações dos Serviços Públicos, na sigla em inglês).

FONTE: http://www.embraer.com/pt-BR/ImprensaEventos/Press-releases/noticias/Paginas/Embraer-assina-contrato-com-a-Wider%C3%B8e-da-Noruega-para-at%C3%A9-15-aeronaves-E2.aspx
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #73 em: Janeiro 24, 2017, 01:37:25 pm »
Embraer atinge metas com entrega de 108 jatos comerciais e 117 executivos em 2016

Citar
São José dos Campos - SP, 13 de janeiro de 2017 – A Embraer entregou 32 jatos para o mercado de aviação comercial e 43 para o de aviação executiva, sendo 25 jatos leves e 18 jatos grandes, ao longo do quarto trimestre de 2016 (4T16). Assim, a Empresa encerrou o ano com 108 aeronaves entregues para o mercado de aviação comercial e 117 para o mercado de aviação executiva, sendo 73 jatos leves e 44 jatos grandes, cumprindo as estimativas informadas ao mercado ao longo do ano (de 105 a 110 jatos comerciais, de 70 a 80 jatos executivos leves e de 35 a 45 jatos executivos grandes).

O total de 225 aeronaves para esses dois mercados representa o maior volume de entregas dos últimos seis anos. Em 31 de dezembro, a carteira de pedidos firmes a entregar (backlog) totalizava USD 19,6 bilhões.

FONTE: http://www.embraer.com/pt-BR/ImprensaEventos/Press-releases/noticias/Paginas/Embraer-atinge-metas-com-entrega-de-108-jatos-comerciais-e-117-executivos-em-2016.aspx
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3404
  • Recebeu: 252 vez(es)
  • Enviou: 198 vez(es)
  • +112/-33
Re: EMBRAER
« Responder #74 em: Janeiro 24, 2017, 01:40:48 pm »
Airlink se torna primeira companhia aérea da África do Sul a adquirir os E-Jets



Citar
Amsterdã, Holanda, 19 de janeiro de 2017 – A Airlink, maior companhia aérea regional independente da África do Sul, está se unindo à família de operadores de E-Jets. A empresa aérea adquiriu cinco E-Jets, sendo três E170 e dois E190 da ECC Leasing, subsidiária integral da Embraer. A Airlink começará a receber os aviões no primeiro semestre de 2017.

A Airlink já opera uma grande frota de jatos ERJ – em dezembro, a empresa aérea começou a adicionar 11 jatos ERJ 140 à sua frota. Até o final de 2017, a empresa estará operando 30 ERJs, incluindo os três modelos – ERJ 135, ERJ 140 e o ERJ 145.

Rodger Foster, CEO da Airlink, afirmou: “este é o início da implementação de uma bem planejada estratégia de crescimento e modernização da Airlink que inclui a substituição de nossa frota atual de Avros RJ85 nos próximos três anos. A estratégia exige um total de 13 E-Jets e estamos no processo de buscar no mercado o restante dessa frota, o que exigirá oito jatos E190 adicionais. As características de desempenho únicas da família de E-Jets permitirão que a Airlink atue no ambiente desafiador da região, incluindo operações em pistas curtas, altas temperaturas e altitudes elevadas (“hot and high”), ao mesmo tempo em que se adequa à capacidade e prevê crescimento.”

A Embraer está presente no continente africano desde 1978, quando entrou em operação o primeiro turboélice Bandeirante. Atualmente, existem 127 aeronaves da Embraer em operação com 39 companhias aéreas em 19 países africanos, desempenhando um papel vital na conectividade da região.

A Embraer é líder mundial na fabricação de jatos comerciais até 130 assentos. A Companhia possui 100 clientes em todo o mundo operando os jatos das famílias ERJ e de E-Jets. Somente para o programa de E-Jets, a Embraer já registrou mais de 1.700 pedidos firmes e 1.300 entregas, redefinindo o conceito tradicional de aeronaves regionais por meio da operação em uma gama de aplicações de negócios.

Sobre a Airlink

A Airlink é a maior companhia aérea regional independente no sul da África, conectando mais passageiros a cidades pequenas e médias, além de centros regionais, do que qualquer outra companhia aérea local. A Airlink liga 36 destinos em nove países africanos.

A companhia transporta atualmente mais de 1,4 milhão de passageiros em 44.800 voos por ano. A Airlink mostrou crescimento em cada ano de sua existência. O perfil dos passageiros da empresa representa aproximadamente 30% de lazer e 70% de negócios.

Os destinos de negócios da Airlink incluem várias capitais africanas, como Antananarivo, Lusaka, Harare; capitais de províncias como Pietermaritzburg, Polokwane, Bloemfontein, Kimberley e Nelspruit; e cidades industriais como Upington, Phalaborwa, Ndola, Tete, Sishen, Nampula, Beira, Pemba e Bulawayo. Além disso, a Airlink oferece alguns destinos turísticos exóticos como Cidade do Cabo, Mthatha, George, Windhoek, Delta do Okavango (Maun), Chobe River (Kasane), Livingston, Skukuza, Vilanculos e Nosy Be.

O principal centro de operações da Airlink é Joanesburgo, onde o cronograma de voos tem como objetivo atender às complexidades da demanda do mercado e é especificamente concebido para satisfazer as necessidades de viagem ponto a ponto, ao mesmo tempo em que compatibiliza a conectividade com as chegadas e partidas da sua principal parceira de 20 anos, a South African Airways, e todas as outras companhias aéreas associadas à IATA.

FONTE: http://www.embraer.com/pt-BR/ImprensaEventos/Press-releases/noticias/Paginas/Airlink-se-torna-primeira-companhia-a%C3%A9rea-da-%C3%81frica-do-Sul-a-adquirir-os-E-Jets.aspx