Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)

  • 883 Respostas
  • 230090 Visualizações
*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5445
  • Recebeu: 1089 vez(es)
  • Enviou: 599 vez(es)
  • +343/-136
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #840 em: Novembro 05, 2018, 10:09:29 am »
Made in Paquistan.  ;)

https://www.naval.com.br/blog/2018/11/04/marinha-do-paquistao-incorpora-navio-tanque-de-17-mil-toneladas/?fbclid=IwAR0Ry7nhoioHtfYg6vcwAMp3PG0YIu6Okw3ibM2IIC8zB7OkLXvEn10jGZw

Citar
A Marinha do Paquistão incorporou seu mais novo navio-tanque de 17 mil toneladas, o PNS Moawin, durante uma cerimônia realizada no estaleiro em Karachi, em 16 de outubro.

A cerimônia contou com a presença do Presidente Dr. Arif Alvi, do Ministro Chefe de Sindh, Murad Ali Shah, e do Chefe Naval, Almirante Zafar Mahmood Abbasi.


 
O navio-tanque, inicialmente denominado como Pakistan Navy Fleet Tanker (PNFT), foi projetado pelo estaleiro turco STM para atender às necessidades e exigências da Marinha do Paquistão, e construído pela Karachi Shipyard and Engineering Works (KS&EW) no Estaleiro Karachi.

O contrato para a construção local de um Fleet Tanker para a Marinha do Paquistão foi assinado em 22 de janeiro de 2013 entre o Ministério de Defesa do Paquistão (MoDP) e a empresa de defesa turca STM (Savunma Teknolojileri Mühendislik ve Ticaret A.Ş.). De acordo com o referido contrato, o projeto do navio, juntamente com o Kit de Material (KoM), seria fornecido pela STM, enquanto a construção completa, equipamentos e ensaios seriam realizados pela KS&EW.

A construção do PNFT foi iniciada em 27 de novembro de 2013 com a cerimônia de corte de aço e o subsequente batimento de quilha realizados em 7 de março de 2014. O navio foi lançado com sucesso pela KS&EW em 19 de agosto de 2016 e é o maior navio a ser lançado e construído no país até à data. O navio completou seus primeiros testes no mar em 31 de março deste ano.

A Marinha do Paquistão batizou o PNFT como o PNS Moawin, mesmo nome do seu ex-navio-tanque da classe “Poolster”.

O PNFT fornecerá não apenas apoio logístico às unidades da Marinha do Paquistão em alto mar, mas também poderá realizar operações de apoio de combate por meio de helicópteros embarcados. O PNFT cumpre os regulamentos da Organização Marítima Internacional (OMI) e de poluição marinha (MARPOL). Para isso, o navio conta com configuração de casco duplo.

Com comprimento total de 158,4 metros e boca máxima de 22,0 m, o navio tem um deslocamento de mais de 17.000 toneladas em carga máxima.

O PNFT é propulsado por dois motores diesel que fornecem uma potência total de 12 MW (16.000 hp), permitindo que o navio atinja uma velocidade máxima de 20 nós com uma hélice de passo controlável e uma autonomia de 10.000 milhas náuticas (19.000 km) a 15 nós. Está equipado com quatro geradores a diesel para geração de energia elétrica.

O navio-tanque da frota pode operar autonomamente no mar por um período de 90 dias. A tripulação é de cerca de 228, incluindo 20 oficiais, 208 subalternos, bem como pode transportar dois batalhões dos fuzileiros paquistaneses.

FONTE: DEFPOST









Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 722
  • Recebeu: 106 vez(es)
  • Enviou: 666 vez(es)
  • +91/-0
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #841 em: Novembro 05, 2018, 10:59:16 am »
Era algo deste género que, para a nossa "realidade", seria - na minha opinião de leigo - o ideal... com uma tripulação mais reduzida, de preferencia.

Cada vez mais julgo que não temos capacidade - ou é melhor usada para outros meios - em ter um LPD + AOR...     
« Última modificação: Novembro 05, 2018, 11:01:14 am por LM »
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3692
  • Recebeu: 1664 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +426/-68
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #842 em: Novembro 05, 2018, 11:56:11 am »
Made in Paquistan.  ;)

https://www.naval.com.br/blog/2018/11/04/marinha-do-paquistao-incorpora-navio-tanque-de-17-mil-toneladas/?fbclid=IwAR0Ry7nhoioHtfYg6vcwAMp3PG0YIu6Okw3ibM2IIC8zB7OkLXvEn10jGZw

Citar
A Marinha do Paquistão incorporou seu mais novo navio-tanque de 17 mil toneladas, o PNS Moawin, durante uma cerimônia realizada no estaleiro em Karachi, em 16 de outubro.

A cerimônia contou com a presença do Presidente Dr. Arif Alvi, do Ministro Chefe de Sindh, Murad Ali Shah, e do Chefe Naval, Almirante Zafar Mahmood Abbasi.


 
O navio-tanque, inicialmente denominado como Pakistan Navy Fleet Tanker (PNFT), foi projetado pelo estaleiro turco STM para atender às necessidades e exigências da Marinha do Paquistão, e construído pela Karachi Shipyard and Engineering Works (KS&EW) no Estaleiro Karachi.

O contrato para a construção local de um Fleet Tanker para a Marinha do Paquistão foi assinado em 22 de janeiro de 2013 entre o Ministério de Defesa do Paquistão (MoDP) e a empresa de defesa turca STM (Savunma Teknolojileri Mühendislik ve Ticaret A.Ş.). De acordo com o referido contrato, o projeto do navio, juntamente com o Kit de Material (KoM), seria fornecido pela STM, enquanto a construção completa, equipamentos e ensaios seriam realizados pela KS&EW.

A construção do PNFT foi iniciada em 27 de novembro de 2013 com a cerimônia de corte de aço e o subsequente batimento de quilha realizados em 7 de março de 2014. O navio foi lançado com sucesso pela KS&EW em 19 de agosto de 2016 e é o maior navio a ser lançado e construído no país até à data. O navio completou seus primeiros testes no mar em 31 de março deste ano.

A Marinha do Paquistão batizou o PNFT como o PNS Moawin, mesmo nome do seu ex-navio-tanque da classe “Poolster”.

O PNFT fornecerá não apenas apoio logístico às unidades da Marinha do Paquistão em alto mar, mas também poderá realizar operações de apoio de combate por meio de helicópteros embarcados. O PNFT cumpre os regulamentos da Organização Marítima Internacional (OMI) e de poluição marinha (MARPOL). Para isso, o navio conta com configuração de casco duplo.

Com comprimento total de 158,4 metros e boca máxima de 22,0 m, o navio tem um deslocamento de mais de 17.000 toneladas em carga máxima.

O PNFT é propulsado por dois motores diesel que fornecem uma potência total de 12 MW (16.000 hp), permitindo que o navio atinja uma velocidade máxima de 20 nós com uma hélice de passo controlável e uma autonomia de 10.000 milhas náuticas (19.000 km) a 15 nós. Está equipado com quatro geradores a diesel para geração de energia elétrica.

O navio-tanque da frota pode operar autonomamente no mar por um período de 90 dias. A tripulação é de cerca de 228, incluindo 20 oficiais, 208 subalternos, bem como pode transportar dois batalhões dos fuzileiros paquistaneses.

FONTE: DEFPOST









Saudações

A guarnição do navio está muito exagerada mais de 100 elementos para um navio destes era muito quanto mais duzentos !!
Será que é a remos ?????

Abraços
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7638
  • Recebeu: 326 vez(es)
  • Enviou: 563 vez(es)
  • +195/-204
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #843 em: Novembro 14, 2018, 10:20:07 am »
Egypt reportedly orders Meko A-200 frigates

Jeremy Binnie, London - IHS Jane's Defence Weekly
09 November 2018
   
Egypt has ordered Meko A-200 frigates from German company ThyssenKrupp Marine Systems (TKMS), according to French and German newspaper reports.

La Tribune reported on 5 November that the frigate deal was signed in September, is worth EUR2 billion (USD2.3 billion) and covers four A-200s, one of which will be built in Egypt.

Citing industry sources, Handelsblatt corroborated the report two days later, but said the contract was worth around EUR1 billion and had not yet come into effect. It did not say how many ships it covers.

Egyptian officials, TKMS, and the German government have not confirmed the existence of the deal.

https://www.janes.com/article/84416/egypt-reportedly-orders-meko-a-200-frigates
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3692
  • Recebeu: 1664 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +426/-68
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #844 em: Novembro 30, 2018, 10:09:11 am »
Sistemas 100% Navantia, dizem eles, los Hermanos…...




https://www.naval-technology.com/projects/avante-2200-combatant/



Abraços
« Última modificação: Novembro 30, 2018, 10:33:07 am por tenente »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11060
  • Recebeu: 376 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #845 em: Janeiro 05, 2019, 05:03:15 pm »
 

*

Lusitaniae

  • Membro
  • *
  • 173
  • Recebeu: 36 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +14/-154
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #846 em: Janeiro 06, 2019, 07:44:13 pm »
Novas Fragatas da Marinha Tailandesa

« Última modificação: Janeiro 06, 2019, 07:46:59 pm por Lusitaniae »
Abbati, medico, potronoque intima pande
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 929 vez(es)
  • +161/-151
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #847 em: Janeiro 12, 2019, 02:30:11 pm »
O primeiro submarino com baterias de lítio

o passado dia 04 de outubro deste ano, foi lançado à água em Kobe nos estaleiros Mitsubishi Heavy Industries (MHI), o submarino ORYU (SS-511), o décimo primeiro submarino da classe SORYU (SS-501).



A classe SORYU (“Dragão Azul”)
A classe SORYU de submarinos japoneses foi buscar o nome de um porta-aviões afundado na batalha de Midway. Todos os navios têm nomes que se referem a dragões. Esta classe, o projecto S131, também conhecido por projecto SS2.900 t devido à tonelagem, ou ainda por 16SS, tem previstas 14 unidades. Constituem uma versão melhorada da classe OYASHIO (com hidrodinâmica muito semelhante), e constituem actualmente os maiores submarinos do mundo (4.200 tem imersão e 2.950 t à superfície) de propulsão convencional (os designados SSK).



O ORYU na cerimónia de lançamento à água, que ocorreu no passado dia 4 de outubro de 2018, em Kobe (foto JMSDF)
Os 10 submarinos iniciais da classe possuem o sistema AIP (Air Independent Propulsion – as siglas em inglês que referem o sistema de Propulsão Independente do Ar atmosférico) assegurado por quatro motores Stirling – Kawasaki Kockuns V4-275R

Os 10 submarinos iniciais da classe possuem o sistema AIP (Air Independent Propulsion – as siglas em inglês que referem o sistema de Propulsão Independente do Ar atmosférico) assegurado por quatro motores Stirling – Kawasaki Kockuns V4-275R (que são fabricados sob licença da Kockuns Naval Solutions). Os motores Diesel são dois Kawasaki, modelo 12V 25/25 SB-type. Estima-se serem capazes de atingir os 500 metros operacionais em imersão. Têm sido construídos tanto pela MHI, como pela Kawasaki Shipbuilding Corporation.

O submarino ORYU (“Dragão Fénix”)

O ORYU (SS-511), ao contrário dos dez submarinos iniciais da classe, não possui os motores Stirling para AIP. Em vez disso, está equipado com baterias de iões de lítio de grande capacidade (é anunciada o dobro da energia armazenada), face às tradicionais de chumbo e ácido sulfúrico. Elas ocupam o espaço ocupado anteriormente pelas baterias convencionais, mais o espaço livre criado pela ausência dos motores Stirling, o que levou a uma remodelação interna do navio.



O novíssimo submarino ORYU em corte
A “performance” do sistema AIP com os motores Stirling é referida como sendo capaz de 15 dias em imersão, capacidade que agora se prevê semelhante com estas baterias de lítio, antes de ser necessário fazer “snort” para o seu carregamento. Portanto, uma baixíssima taxa de indiscrição. E, se as baterias corresponderem ao esperado, acrescenta-se ainda mais discrição ao conjunto, pois eliminam-se as baixas vibrações dos motores Stirling e qualquer possível assinatura térmica resultante do seu funcionamento. Pormenores que certamente terão incrementado ainda mais as já avançadas características furtivas destes submarinos.

As baterias de iões de lítio
As baterias são fabricadas pela conhecida GS Yuasa Corporation (empresa que resultou da fusão da GS com a Yuasa), sendo a GS o mais antigo fabricante japonês de baterias recarregáveis, fundada em 1895 em Kioto. No tocante a baterias de iões de lítio, é ainda de salientar que recentemente a própria GS Yuasa, a Mitsubishi Corporation e a Robert Bosch, estabeleceram uma parceria para o desenvolvimento de uma nova geração de baterias de iões de lítio para veículos eléctricos ou híbridos Plug-in. Essas baterias têm vindo a caracterizar-se pela elevada capacidade de carga e aumento da autonomia, aliada ao peso e dimensão muito mais reduzidos. As baterias manufacturadas para o submarino, certamente que terão beneficiado destas melhorias.

As expectativas japonesas sobre o projecto
Para os japoneses, esta inovação aplicada aos submarinos constituía também a esperança de uma grande exportação militar. Certamente que não demorará muito a ser copiada. Eles pretendiam ser os escolhidos pela Austrália, para a construção dos 12 submarinos que irão substituir a classe COLLINS. Para grande surpresa de todos os que acompanharam este concurso, os australianos optaram pelo “Shortfin Barracuda”, um projecto francês (mas ainda sem qualquer exemplar) derivado da nova classe Barracuda de submarinos nucleares. Depois, os japoneses também não terão ficado muito satisfeitos, porque “abriram demasiado o jogo” sob as totais capacidades dos submarinos, depois de embalados pelos elogios de Primeiro-Ministro australiano Malcolm Turnbull, que não se concretizaram em compra.

Há um gigante a recear, a nova China, que infelizmente também já possui a tecnologia Stirling, de igual modo cedida pelos suecos da Kockuns, e que tudo fará para conhecer ao pormenor estes submarinos.

Há um gigante a recear, a nova China, que infelizmente também já possui a tecnologia Stirling, de igual modo cedida pelos suecos da Kockuns, e que tudo fará para conhecer ao pormenor estes submarinos. Para já, correm rumores do interesse da Índia (“adversário” da China), que manifestou interesse em construir seis unidades sob licença, e de Taiwan. Quanto a esta última, e sabendo-se das pressões de todo o tipo que a China exerce sempre sobre os países que se atrevam a vender-lhe material militar, vamos aguardar pela evolução dos acontecimentos.

https://revistademarinha.com/o-primeiro-submarino-com-baterias-de-litio/?fbclid=IwAR0klITGomQsAgEJNzj5AvbMEsP1IrO6hAqPlJDaWb4Q8DsGzXelQqi2Pjs
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11060
  • Recebeu: 376 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #848 em: Janeiro 12, 2019, 05:05:31 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11060
  • Recebeu: 376 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #849 em: Janeiro 13, 2019, 07:35:30 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11060
  • Recebeu: 376 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #850 em: Janeiro 17, 2019, 04:45:49 pm »
« Última modificação: Janeiro 17, 2019, 04:46:13 pm por Lusitano89 »
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8488
  • Recebeu: 757 vez(es)
  • Enviou: 1246 vez(es)
  • +72/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #851 em: Janeiro 29, 2019, 01:38:49 am »


Citar
Indonesian Navy’ 6th Makassar-class LPD gets hospital ship configuration
On January 21, 2019, the Indonesian Navy (Tentara Nasional Indonesia – Angkatan Laut: TNI-AL) launched its sixth Makassar-class landing platform dock in Surabaya, the KRI Semarang (594). The ship, which became part of the 1st fleet of the Indonesian Navy (Koarmada I), has been configured as a hospital ship to carry out humanitarian missions, assist in natural disasters, and to provide medical assistance to people in remote areas.
https://www.navalnews.com/news/2019/01/indonesian-navy-6th-makassar-class-lpd-gets-hospital-ship-configuration/
 :bang:
« Última modificação: Janeiro 29, 2019, 01:39:19 am por HSMW »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11060
  • Recebeu: 376 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #852 em: Fevereiro 05, 2019, 09:05:26 pm »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3692
  • Recebeu: 1664 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +426/-68
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #853 em: Fevereiro 19, 2019, 01:32:49 pm »
« Última modificação: Fevereiro 19, 2019, 01:36:20 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11060
  • Recebeu: 376 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Notícias (Armadas/Sistemas de Armas)
« Responder #854 em: Fevereiro 19, 2019, 05:57:57 pm »
 

 

MB Libera Notícias / Fotos do Submarino Tikuna

Iniciado por ALX

Respostas: 1
Visualizações: 1930
Última mensagem Outubro 14, 2004, 01:45:09 pm
por J.Ricardo
Fotos Internacionais (Armadas/Sistemas de Armas)

Iniciado por Jorge Pereira

Respostas: 326
Visualizações: 95129
Última mensagem Maio 30, 2019, 01:39:17 pm
por P44
Vídeos (Armadas/Sistemas de Armas)

Iniciado por HSMW

Respostas: 66
Visualizações: 15663
Última mensagem Julho 22, 2019, 04:37:38 pm
por Lusitano89