Movimentos de Destaque nos Portos

  • 697 Respostas
  • 181341 Visualizações
*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #30 em: Outubro 01, 2006, 05:39:14 pm »
Encontra-se no porto do Funchal o navio cientifico Endurance, da Royal Navy.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

MERLIN

  • Membro
  • *
  • 254
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #31 em: Outubro 02, 2006, 03:03:18 pm »
Chegou hoje a Lisboa o navio da marinha francesa BSM "LOIRE3.
Cumptos
"Se serviste a patria e ela te foi ingrata, tu fizestes o que devias, ela o que costuma"
Padrea Antonio Vieira
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #32 em: Outubro 03, 2006, 02:06:58 pm »
Chegou hoje a Lisboa o navio escola Brasil.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2367
  • Recebeu: 1161 vez(es)
  • Enviou: 662 vez(es)
  • +654/-172
(sem assunto)
« Responder #33 em: Outubro 04, 2006, 09:19:18 pm »
Citação de: "MERLIN"
Chegou hoje a Lisboa o navio da marinha francesa BSM "LOIRE3.

Está ancorado frente a Santa Apolónia.  :wink:
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

MERLIN

  • Membro
  • *
  • 254
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #34 em: Outubro 24, 2006, 12:28:01 pm »
Esta atracado em Alcântara o caça-minas francês "Lyre".
Cumptos
"Se serviste a patria e ela te foi ingrata, tu fizestes o que devias, ela o que costuma"
Padrea Antonio Vieira
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4144
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
(sem assunto)
« Responder #35 em: Novembro 06, 2006, 07:26:31 pm »
Chega amanhã às 08h00 a Lisboa o USS Enterprise. Parte dia 10.
Está em Lisboa o Principe de Asturias (Terminal Passageiros Alcântara). Parte amanhã.
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

E-migas

  • Membro
  • *
  • 123
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #36 em: Novembro 06, 2006, 11:26:24 pm »
Citação de: "Lancero"
Chega amanhã às 08h00 a Lisboa o USS Enterprise. Parte dia 10.
Está em Lisboa o Principe de Asturias (Terminal Passageiros Alcântara). Parte amanhã.


Onde está o Enterprise?
Cumprimentos,
e-Migas
---------------------------------------------------
Una Salus Victus
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #37 em: Novembro 06, 2006, 11:46:35 pm »
Citar
Onde está o Enterprise?

Por norma fica fundeado entre a Trafaria e Belém.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

E-migas

  • Membro
  • *
  • 123
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #38 em: Novembro 07, 2006, 09:31:20 am »
Citação de: "luis filipe silva"
Citar
Onde está o Enterprise?
Por norma fica fundeado entre a Trafaria e Belém.


Obrigado! Vou ver se tiro algumas fotos!  :D
Cumprimentos,
e-Migas
---------------------------------------------------
Una Salus Victus
 

*

psychocandy

  • Membro
  • *
  • 109
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #39 em: Novembro 07, 2006, 10:29:01 am »
http://www.enterprise.navy.mil/Shuttle.pdf

Espero que haja visitas a convite da embaixada.. ;>
"The nation which forgets its defenders will be itself forgotten."
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4144
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
(sem assunto)
« Responder #40 em: Novembro 07, 2006, 12:07:44 pm »
O sueco HMS Falken está no Alfeite até dia 22. É um pequeno veleiro.

O norueguês Christian Radich também é um veleiro (um bom bocado maior que o Falken) e está até amanhã no Terminal de Passageiros de Sta. Apolónia.
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4144
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
(sem assunto)
« Responder #41 em: Novembro 07, 2006, 03:17:05 pm »
Citação de: "psychocandy"
http://www.enterprise.navy.mil/Shuttle.pdf

Espero que haja visitas a convite da embaixada.. ;>


Houve uma hoje de manhã para a Imprensa... Eis algumas fotos da Lusa
















LISBOA - LISBOA - PORTUGAL
O PortaAvioes Norte Americano USS Enterprise encontrase ao largo do Rio Tejo, Tercafeira, 7 Novembro 2006, em Lisboa. ANDRE KOSTERS/LUSA
LUSA / STF / ANDRE KOSTERS
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #42 em: Novembro 07, 2006, 06:59:15 pm »
Óptimas fotos Lancero. Obrigado por tê-las compartilhado connosco.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Fireman Sam

  • Membro
  • *
  • 21
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #43 em: Novembro 07, 2006, 07:06:05 pm »
Já agora uma questão, este movimento de tantos navios de guerra deve-se a algum exercício ao largo da nossa costa?


Cumprimentos

Sandro Magalhães

Cumprimentos

Sandro Magalhães

Litografia Asas de Portugal 30 Anos (1977-2007)

Em produção: Esq. 103, Esq. 201, Esq. 301, Esq. 501, Esq. 552, Asas de Portugal e Rotores
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4144
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
(sem assunto)
« Responder #44 em: Novembro 07, 2006, 08:36:19 pm »
Um texto com curiosidades:

Citar
Defesa: O desassossego do Tejo com o maior porta-aviões dos EUA em fundo

Lisboa, 07 Nov (Lusa) - Lançado ao mar em 1960, após o início da guerra do Vietname, o USS Enterprise, maior porta-aviões norte- americano, ainda consegue desassossegar o quotidiano dos portos por onde atraca. E Lisboa, onde estará até sexta-feira, não é excepção.

      Regressado do Iraque e do Afeganistão, onde apoiou os contingentes norte-americanos no terreno, o porta-aviões tinha esta manhã a sobrevoá-lo vários helicópteros e um "vaivém" privativo de cacilheiros ao seu serviço, transportando para terra parte dos cinco mil militares que habitualmente integram a guarnição do navio.

      Num enorme ancoradouro flutuante colocado na popa deste "gigante" dos mares (mais de 12 metros submersos, o porta-aviões está ancorado ainda longe da barra do Tejo) não faltam veleiros a anunciar cruzeiros pelo Tejo aos marinheiros que não estejam ainda cansados de mar e até lanchas de luxo.

      Em terra, uma "muralha" de contentores delimita um porto "improvisado" onde não falta um posto de controlo a quem entra ou sai dos cacilheiros apinhados de militares, uns que estão de regresso a casa, outros que simplesmente gozam a primeira paragem em terra firme depois de duas semanas de viagem desde o Dubai, onde o porta-aviões ancorou pela última vez.

      À saída do navio, os militares recebem um cartão a preto e branco com um pequeno Mapa da cidade, com a "Cais do Sodre Station" e a "Docas Liberty Area" em destaque, um conversor de dólares para euros e uma lista de áreas da cidade a evitar: Intendente, "Martim Muniz", "Eduardo VII Park" e Benfica ("late at night").

      O desassossego em que por este dias se transformou a barra do Tejo é proporcional à dimensão do navio que acolhe: uma babel de 18 andares e quase 350 metros de comprimento (por 80 metros de largura) - "uma pequena cidade", como sintetiza a tenente René Martinez.

      No hangar por onde se acede ao porta-aviões estão alinhados alguns dos 368 aviões que o navio transporta (oito esquadras de 46 aparelhos, entre caças F-18, aviões de guerra electrónica e helicópteros de ataque a submarinos). Nos andares em redor dispõem-se lojas, ginásios, barbearias, escritório de advogados e tudo o que pode ser encontrado em terra.

      "Este navio é completamente auto-suficiente", assegura René Martinez.

      Tal como em qualquer pequena cidade de cinco mil "habitantes", também no USS Enterprise - um dos 12 porta-aviões norte-americanos activos - se vota para eleições (para as de hoje votaram bastante antes dos seus concidadãos) e se esgrimem argumentos políticos antagónicos, incluindo a guerra no Iraque.

      Mas, atalha Ted Kleinberg, "shooter" no navio (asseguram o bom funcionamento da catapulta que lança os aviões na descolagem e os engancha na aterragem): "Toda a gente tem a sua opinião, mas nós estamos aqui para servir os contribuintes e os cidadãos dos Estados Unidos".

      No dia 11 de Setembro de 2001, as imagens das Torres Gémeas a serem atingidas por aviões comerciais comandados por terroristas chegaram em directo a bordo do USS Enterprise, que fez uma volta de 180 graus na viagem que realizava de regresso a Norfolk e estacionou em águas do sudeste asiático, tendo desempenhado um papel crucial nos primeiros ataques aéreos contra os talibã no Afeganistão em mais de 700 missões.

      Na pista de aterragem do navio, Sonia Rivera, responsável do sistema de comunicações e uma das cerca de mil mulheres do navio, confessa: "o mais difícil aqui é estarmos tanto tempo longe da família".

      Depois de meses em missão no mar em algumas das zonas mais conturbadas do Globo, é bem português o sentimento dominante neste "pequena cidade" flutuante de cinco mil militares norte-americanos, ancorada na barra do Tejo: saudade.
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

 

Portos de águas profundas?

Iniciado por Ricardo

Respostas: 6
Visualizações: 3951
Última mensagem Junho 25, 2008, 12:05:15 am
por »»Submarinista»»