Artilharia do Exército

  • 340 Respostas
  • 109885 Visualizações
*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +3/-8
Artilharia do Exército
« em: Junho 08, 2006, 12:22:00 am »
Que tipo de equipamento tem hoje em dia o exército Português?
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Junho 08, 2006, 08:23:14 am »
Bem, temos os obuses autopropulsados M-109 A2/A5 de 155mm na BMI; os  obuses (ou será canhões :?: ) L-119 de 105mm na BAI,  os obuses M-101 de 105mm, verdadeiras peças de museu; os OTO-Melara 56 de 105mm que já li por aqui que estão a ser substituidos e enviados para as RA; os obuses M-114 de 155mm, outras velhas glórias, acho que para instrução........
Falta os  morteiros e a AA........

Sites recomendados:
www.areamilitar.net - do forista papatango
www.geocities.com/militaryzone_portugal - do forista Pedro Monteiro
www.emgfa.pt - este parece que está em baixo
http://pt.wikipedia.org/wiki/Equipament ... ugu%C3%AAs
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Junho 08, 2006, 04:02:18 pm »
Pois, o velho M-40A1 de 106mm montado noutro velho jipe Cournil..............
Nem o canhão sem recuo dispara, nem a Cournil pega :twisted:
apesar dos esforços do pessoal do parque auto do RG3
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Junho 08, 2006, 09:33:20 pm »
Deve estar a falar do "Zarco 05" com o Rh202 bitubo de 20mm a fazer fogo na Ponta do Pargo......
« Última modificação: Junho 08, 2006, 09:35:15 pm por Bravo Two Zero »
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6629
  • Recebeu: 234 vez(es)
  • Enviou: 172 vez(es)
  • +31/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Outubro 12, 2006, 10:32:26 pm »
Artigo do Jornal do Exército, história da Artilharia Antiáerea na Madeira:
http://www.exercito.pt/portal/exercito/ ... LHARIA.pdf
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 2883
  • Recebeu: 69 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +31/-18
(sem assunto)
« Responder #5 em: Novembro 10, 2006, 09:25:56 pm »
Para quando uns M777 UltralightHotwizer?
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Novembro 10, 2006, 09:35:59 pm »
Já ficava feliz com isto:




Denel G7 de 105 mm, alcance máximo de 32km

http://www.denel.co.za/Landsystems/LS_A ... wedGun.pdf
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

*

TazMonster

  • Membro
  • *
  • 149
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Novembro 11, 2006, 09:11:24 pm »
Citação de: "Bravo Two Zero"
Já ficava feliz com isto:




Denel G7 de 105 mm, alcance máximo de 32km

http://www.denel.co.za/Landsystems/LS_A ... wedGun.pdf


B20... ficava voçê e ficava eu.

Neste momento o Exército dispõe dos seguintes meios de Artilharia de Campanha:
14 Obuses M109A5 155mm AP (12 GAC/BM e 2 EPA)
21 Obuses LG M119A1 105mm Reb (18 GAC/BRR/RA4 e 3 EPA, e creio que mais um ou dois no depósito)
Os M109A2 155mm AP estão no GAC/BM mas não estão operacionais. Para os colocar no padrão A5 é preciso muito dinheiro, pois têm de ir aos EUA. A solução para equipar o GAC/BM com os 18 obuses que lhe pertencem (3 baterias a 6 obuses) é mandar vir mais 4 dos EUA e enviar os da EPA para Sta Margarida.

M101A1 105mm Reb, OM 105mm Reb e M114A1 155mm Reb estão fora de serviço. Ainda se encontram alguns na EPA que servem sobretudo para instrução de quadros (os procedimentos tácticos são os mesmos que em qualquer outro material).

Está em estudo a aquisição de M777 155mm Reb, mas... ainda vai demorar tempo.
A opção do M777 em deterimento do LG M119 105mm tem a ver com a standardização ao nível das munições. Hoje em dia os grandes avanços na Artilharia de Campanha fazem-se nas munições e cargas propulsoras. Em resumo, um projéctil 105mm não tem tamanho suficiente para as tarefas que se esperam da futura Artilharia.
Mas... concordo que o LEO está uma grande máquina, aliás como qualquer um dos obuses produzidos pela DENEL.
Taz
 

*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 621
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
(sem assunto)
« Responder #8 em: Novembro 12, 2006, 03:41:51 pm »
Saudações guerreiras

Justifica-se o sistema «ASTROS» para Portugal?

Cumprimentos
 

*

TazMonster

  • Membro
  • *
  • 149
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Novembro 12, 2006, 08:10:04 pm »
Uma das lacunas da Artilharia Portuguesa é  precisamente a falta de um sistema que permita a contra-bateria.
No entanto, e embora seja um bom sistema, não creio que o ASTROS fosse a melhor escolha para Portugal. A simples razão é que não utiliza a munição padrão da NATO (foguete de 227mm).
Assim o melhor sistema seria sem duvida o MLRS que é largamente utilizado pelos países da NATO (EUA, GBR, Alemanha, França entre outros). O próprio MLRS tem algumas lacunas graves (Ex. se só disparar um foguete de um pod de 6, tem de substituir o pod completo). O desenvolvimento que se esta a efectuar ao nível das munições para este sistema, também o torna numa boa aposta para o futuro.
Taz
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2414
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +3/-6
(sem assunto)
« Responder #10 em: Novembro 12, 2006, 08:37:18 pm »
TazMonster

Creio que actualmente a Artilharia é composta por:

GAC/BriInt/RAC com 18 obuseiros L119 (3 Batarias)
GAC/BriMec com 12 M109A5 e 6 M109A2
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +12/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #11 em: Novembro 12, 2006, 10:22:18 pm »
Pelas informações que tenho, de facto há 14 M-109A5

Dos M-109A2 mais antigos, a última informação que tenho que já tem algum tempo, diz que dos seis iniciais, é possivel utilizar/recuperar três unidades.

A modernização do M-109A2, é possivel, mas provavelmente fica mais barato "arranjar" algumas unidades usadas e já convertidas.

A alteração principal do M-109A2 para o M-109A5, é a modificação da peça e além disso, neste momento as modernizações que os americanos fazem, é do M-109A5 para o M-109A6 Paladin.
E essa evidentemente é mais cara.

Cumprimentos
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7476
  • Recebeu: 339 vez(es)
  • Enviou: 115 vez(es)
  • +71/-171
(sem assunto)
« Responder #12 em: Novembro 12, 2006, 10:41:21 pm »
Porque não G6 sul-africanos?
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

TazMonster

  • Membro
  • *
  • 149
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Novembro 13, 2006, 04:59:19 pm »
Citação de: "Luso"
Porque não G6 sul-africanos?

Seria excelente caro Luso.
Mas ainda recentemente adquirimos o sistema AFATDS que tem a desvantagem de só "reconhecer" material norte americano (já está pronto para o M777).
Essa é a principal desvantagem do sistema. Pode ser que daqui a uns anos, quando desenvolvermos um sistema nosso, seja mais fácil adaptá-lo à utilização de material de origem não EUA.

E para informação geral, os M109A2 estão para lá de qualquer recuperação, seria necessário trocar não só o Tubo canhão como tambem o motor (o do M109A5 é diferente). Basicamente o M109A5 é o M109A6 mas sem o sistema automático de calculo de tiro e sem a navegação inercial (que é essencial para se poder fazer tiro em qualquer altura, tipo ir em deslocamento, parar e fazer tiro).
Taz
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #14 em: Novembro 13, 2006, 05:23:11 pm »
E a opinião do nosso "artilheiro" de serviço TazMonster sobre sistemas montados em chassis 6X6 / 8X8 como o CAESAR francês e o  Archer da BAE System ?

http://www.forumdefesa.com/forum/viewtopic.php?t=4401
http://www.army-guide.com/eng/product.php?prodID=1470

Quem não tem cão, caça com gato.... :lol:
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

 

Unidades do Exército a "criar"

Iniciado por PereiraMarques

Respostas: 0
Visualizações: 2366
Última mensagem Junho 16, 2006, 01:28:18 pm
por PereiraMarques
Qual deveria ser a prioridade para o Exército até 2015-2020?

Iniciado por HSMW

Respostas: 265
Visualizações: 41033
Última mensagem Maio 04, 2016, 04:47:56 pm
por paraquedista
Novo sistema Anti-Carro para o Exército

Iniciado por typhonman

Respostas: 2
Visualizações: 2049
Última mensagem Julho 27, 2004, 09:27:57 pm
por Spectral
Exército Português volta a querer adquirir o EC 635T1

Iniciado por coleccionador

Respostas: 8
Visualizações: 5445
Última mensagem Setembro 20, 2004, 07:11:29 pm
por Ricardo Nunes
Qual o helicóptero para o gale? - Helicópteros do Exército

Iniciado por antoninho

Respostas: 49
Visualizações: 17768
Última mensagem Junho 24, 2006, 10:15:48 am
por fealcap