Votação

O que deveria fazer Portugal?

Esperar para ver o evoluir da situação
3 (13%)
Caso a situação se agrave, solicitar a ajuda e apoio da Austrália
2 (8.7%)
Fazer avançar desde já uma fragata com um corpo de fuzileiros
9 (39.1%)
Enviar a fragata e 2 C-130H para ponte entre Dili e Darwin
9 (39.1%)

Votos totais: 23

Votação encerrada: Maio 09, 2006, 10:51:27 am

Crise em Timor - o que pode fazer Portugal?

  • 49 Respostas
  • 19174 Visualizações
*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #15 em: Maio 12, 2006, 09:55:33 am »
Caso a situação se agrave, solicitar a ajuda e apoio da Austrália

Foi a minha opção visto que, excluíndo a 1ª, as outras 2 referiam sempre o envio de uma fragata..

Citar
Timor-Leste:Marinha de guerra pronta a ajudar, diz Austrália
O primeiro-ministro australiano disse hoje que dois barcos da marinha de guerra estão de prevenção para seguir para Timor-Leste caso se registem novos incidentes, revelou a Australian Broadcasting Corporation.

O primeiro-ministro, John Howard, anunciou que os dois navios de transporte anfíbios, Kanimbala e Manoora, estão neste momento navegar em direcção ao norte da Austrália.

John Howard considerou que, caso seja feito um pedido de ajuda por parte de Timor-Leste, a marinha de guerra australiana está numa posição que lhe permite dar respostas imediatas.

«Não tivemos até ao momento qualquer pedido» confirmou, no entanto, o primeiro-ministro australiano.

John Howard referiu que a decisão da marinha «faz todo o sentido porque caso seja necessário poderá reagir rapidamente».

No início da semana, o ministro dos negócios estrangeiros australiano, Alexander Downer, considerou que a situação em Timor- Leste «continuava instável» depois dos incidentes ocorridos com militares.

Diário Digital / Lusa

12-05-2006 4:37:00


É que estes não demoram um mês...

Mas defendo o envio de um C-130 com 1 companhia de fuzileiros, ou GNR. Com a devida autorização do governo timorense, e caso a situação piore.

Também o reforço da missão da UE era algo importante neste periodo próximo..
 

*

TOMKAT

  • Especialista
  • ****
  • 1175
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #16 em: Maio 12, 2006, 02:46:29 pm »
Do Diário Digital

Citar
Ramos Horta espera poder contar com a GNR em Timor em Agosto

O ministro dos Negócios Estrangeiros de Timor-Leste, José Ramos-Horta, revelou esta sexta-feira que espera poder contar com a Guarda Nacional Republicana (GNR) em território timorense já a partir do próximo mês de Agosto, se possível, enquadrada num mandato da ONU.
A notícia é avançada pela edição online da Rádio Renascença, que salienta o facto de Ramos Horta estar preocupado com a substituição de conselheiros civis da polícia timorense, os únicos que tentaram ajudar a polícia timorense nos recentes episódios de violência em Gleno.

O MNE timorense garante, de resto, já ter protestado junto da ONU pelas alterações que estarão a ser preparadas sem conhecimento do Governo de Timor.

"O comissário nacional da polícia timorense manifestou o seu desagrado, surpresa e preocupação pelo facto das Nações Unidas estarem a querer substituir os conselheiros policiais portugueses e brasileiros por outros», garantiu Ramos Horta, numa altura em que o Conselho de Segurança deve prolongar a sua missão no território por apenas mais um mês, embora a ONU deva continuar em Timor até 2007, no âmbito de uma resolução seguinte.

Quanto a um noticiado pedido de ajuda feito à Austrália, país que tem dois navios de guerra a postos para qualquer eventualidade, o ministro timorense assegurou que tal nunca aconteceu, sentenciando que «tudo o que pedimos foi à ONU».

Ramos Horta revela ainda esperar novo período de instabilidade na próxima semana, quando tiver lugar o congresso da Fretilin, movimento do qual já fez parte, mas de que já não é militante, afirmou.

Com negociações sobre o tema agendadas para esta sexta-feira, em Nova Iorque, o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, já afirmou estar empenhado em conseguir uma solução para Timor-Leste, trabalhando em conjunto com Portugal.



A missão da ONU em Timor foi prolongada apenas mais um mês por imposoção dos EUA, ao contrário do que pretendiam o Governo timorense e o secretário-geral da ONU, Kofi Annan.

Sócrates já veio dizer que independentemente de ser no âmbito, ou não, da ONU, Portugal vai ajudar o governo timorense.

A ver vamos....
Até Agosto muita água vai passar sobre a ponte, se é que se vai esperar até Agosto para fazer qualquer coisa.

Acerca da votação proposta no tópico... não votei em nada.

Mandar uma fragata para Timor ?

Alguém se deu ao trabalho de fazer contas aos custos de tal operação ?
Temos disponibilidades financeiras para isso ?

Não foi proposta a opção lógica e ao alcance da nossa "carteira", o envio de dois C130 com uma companhia de Fuzos e forças da GNR, mais os equipamentos indespensáveis para uma missão desse tipo.

Forças navais,... os australianos que as disponibilizem, coisa que aliás já estão a fazer ao colocarem 2 navios de guerra de prevenção para qualquer eventualidade.

Se pretendessemos ser interventivos, os C130 já deviam de ter partido ontem.
IMPROVISAR, LUSITANA PAIXÃO.....
ALEA JACTA EST.....
«O meu ideal político é a democracia, para que cada homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado»... Albert Einstein
 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1697
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #17 em: Maio 12, 2006, 04:55:04 pm »
Mas uma companhia de fuzos e mais os GNR não cabiam em 2 C-130.    :?
 

*

TOMKAT

  • Especialista
  • ****
  • 1175
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #18 em: Maio 12, 2006, 06:59:38 pm »
Citação de: "Rui Elias"
Mas uma companhia de fuzos e mais os GNR não cabiam em 2 C-130.  :?  


Sim, tens razão Rui, mas é um problema fácilmente ultrapassável, com o fretamento de um avião civil para a transporte de meios humanos, ficando os C130 para o transporte de equipamentos, e ficando os 2 C130 estacionados na Austrália para qualquer eventualidade.

São apenas conjecturas teóricas, mas apesar de já ser um rombo considerável no nosso parco orçamento destinado à defesa (ou a outra coisa qualquer), ficaria muito mais barato e com uma eficácia muito maior do que a partida de uma fragata com destino a Timor.

A deslocação da própira fragata absorveria todos os meios financeiros provavelmente só em viagens.

E depois, havendo conflitos no terreno de que nos serviria uma fragata ao largo com 2 Linx que até estão práticamente desarmados.

A companhia de Fuzos (ou outra força qualquer) teria que estar sempre no terreno.

E os equipamentos ao serviço dessa mesma companhia?

Os C130 também não levarão grande coisa, mas no mínimo chegam lá rápido e poderão fazer uma ponte aérea entre Timor e a Austrália para levar equipamnetos para o terreno.

Levar os equipamentos para a Austrália ?
Fretando um avião de carga.

Mas ficarão sempre pontas soltas, que apenas põe a nu a nossa pequenez.

Agora, enviar uma fragata para Timor,... é dinheiro deitado fora.
IMPROVISAR, LUSITANA PAIXÃO.....
ALEA JACTA EST.....
«O meu ideal político é a democracia, para que cada homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado»... Albert Einstein
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #19 em: Maio 12, 2006, 07:59:07 pm »
Completamente de acordo Tomkat.
Se bem me lembro, neste tópico foi a única intervenção de jeito, e com lógica. Eu por acaso também não votei porque os cenários propostos não têm lógica nenhuma.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #20 em: Maio 12, 2006, 08:42:29 pm »
E ja agora dois f-16 para escoltar os c-130 e o aviao que fosse fretado?? :lol:  :lol:
 

*

Nuno Bento

  • Perito
  • **
  • 340
  • Recebeu: 7 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #21 em: Maio 17, 2006, 11:51:06 pm »
Citar
GNR está pronta para Timor
2006/05/17 | 23:17
Mas falta decisão política, revela comandante-geral
 
MAIS:
  Timor: ordem para envio das forças armadas
  Timor: «Respeito pela lei está em perigo»
  Timor: líder de ex-militares quer «negociar»

O Comandante-geral da GNR, Mourato Nunes, revelou hoje que aquela força militarizada tem uma companhia pronta para ir para Timor-Leste a qualquer momento, faltando apenas a decisão política.

Em entrevista à rádio TSF, Mourato Nunes adianta que a GNR está preparada «para qualquer teatro de operações», mas lembra que esta é «uma decisão do foro político e que passa, neste caso concreto, dado que as Nações Unidas ainda estão em Timor, por um processo de negociação entre o Governo timorense, a ONU e o Governo português».

«O nosso compromisso, no âmbito da Eurojendfor, é ter uma capacidade projectável de uma força até 120 elementos no prazo de 30 dias», acrescentou.

Na mesma entrevista, Mourato Nunes admite que, face a outras polícias internacionais, a GNR está em melhores condições para actuar em Timor.

«Portugal tem a vantagem do conhecimento da língua e do conhecimento local, sobretudo da imagem que deixou aquando das intervenções em Timor», disse.

As declarações de Mourato Nunes surgem depois do primeiro- ministro, José Sócrates, se ter reunido com o secretário-geral da ONU, Kofi Annan, na semana passada, tendo ambos concordado que a questão de Timor-Leste deve continuar a ser tratada no âmbito das Nações Unidas, incluindo o reforço da presença portuguesa em Díli.

Segundo o Estado-Maior general das Forças Armadas, estão actualmente em Timor-Leste 17 militares a desempenhar funções de assessoria à formação das componentes terrestres e naval das Forças de defesa timorenses.

Timor-Leste vive um período de tensão provocado por incidentes protagonizados por militares contestatários que alegam discriminação por parte da hierarquia das forças armadas.

Os confrontos com as forças da segurança no fim de Abril provocaram cinco mortos e o êxodo para as montanhas de cerca de 70 por cento da população da capital, de acordo com as Nações Unidas.

Nos últimos dias a população começou a regressar gradualmente à capital
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7456
  • Recebeu: 637 vez(es)
  • Enviou: 771 vez(es)
  • +101/-30
(sem assunto)
« Responder #22 em: Maio 18, 2006, 09:22:00 pm »
Eu votei na opção dos C-130 por ser a mais parecida com a minha opinião mas claro que faria algumas correções.

Penso que o governo de Timor já pediu a Portugal o envio da GNR para lá por isso enviava-se já uma companhia do Regimento de Infantaria, fariam manutenção da lei e ordem e caso fosse necessário seriam uma boa ajuda numa evacuação de civis.

Caso a situação se tornasse fora de controle enviava-se 1 ou 2 aviões C-130 mais forças terrestres (paras, fuzos, comandos) para em conjunto com as forças militares Australianas resgatarem os cidadãos estrangeiros.
A FAP tem 6 C-130 mas não sei quantos tão em manutenção e quantos tão operacionais e como vai um agora para o Congo será que teriamos 2 C-130 para enviar para a Austrália?

Acho muito irreal enviar um navio para o local por razões já aqui ditas e com as quais concordo completamente, fica muito longe, se acontecesse algo de grave quando a fragata lá chegasse já não teria nada para fazer e existe na região paises amigos que podem dar apoio naval a uma eventual evaquação muito mais facilmente.

Não sei porque houve pessoal que falou em tropas chinesas em Timor? Eles já participaram em missões de manutenção de paz em Timor?
Preferia que fossem Japoneses, Sul-Coreanos, Tailandeses, Filipinos.... agora chineses não:shock:
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7456
  • Recebeu: 637 vez(es)
  • Enviou: 771 vez(es)
  • +101/-30
(sem assunto)
« Responder #23 em: Maio 18, 2006, 09:23:59 pm »
Citação de: "pedro"
E ja agora dois f-16 para escoltar os c-130 e o aviao que fosse fretado?? :lol:  :lol:


e um submarino para ir com a Fragata já agora
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7505
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +135/-194
(sem assunto)
« Responder #24 em: Maio 18, 2006, 10:05:10 pm »
Eu proponho o recrutamento dos militares timorenses revoltosos.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7456
  • Recebeu: 637 vez(es)
  • Enviou: 771 vez(es)
  • +101/-30
(sem assunto)
« Responder #25 em: Maio 18, 2006, 10:06:53 pm »
Citação de: "Luso"
Eu proponho o recrutamento dos militares timorenses revoltosos.


eu recrutava-os como voluntários à força para irem para o Brasil fazer de guarda prisional? :twisted:  :twisted:
 

*

Nuno Bento

  • Perito
  • **
  • 340
  • Recebeu: 7 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #26 em: Maio 19, 2006, 03:01:45 am »
Está desde ontem atracada no porto de Dili uma fragata francesa F760 ? eu so vim de longe. Veio para as cerimonias do Aniversario da Independencia, eu vou tirar umas fotos e se alguem me ensinar a utilizar o imageshack eu posto aqui.
 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1697
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #27 em: Maio 19, 2006, 03:45:32 pm »
Vá lá...


Os franceses enviam uma fragata que estaria na zona para participar no aniversário e nós ficamos nas retrancas    :evil:
 

*

Nuno Bento

  • Perito
  • **
  • 340
  • Recebeu: 7 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #28 em: Maio 22, 2006, 06:33:26 am »
Pronto aqui vão as fotos tratava-se da fragata F-730 Floreal da classe com o mesmo nome.













 

*

Nuno Bento

  • Perito
  • **
  • 340
  • Recebeu: 7 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #29 em: Maio 22, 2006, 06:59:26 am »
Já agora tambem ponho uma foto da Base naval de Sidney eu tirei muitas fotos da base mas infelizmente perdias, e so me resta esta ao longe, se alguem a quiser na versão de 7 Mp é so pedir que eu mando por e-mail da para ver que é uma perry e a outra não sei.



Num futuro topico vou por fotos do Museu da Real Força Aerea Australiana em Darwin.
 

 

Uma aliança militar Brasil-Portugal-Angola-Moçambique

Iniciado por dremanu

Respostas: 52
Visualizações: 17198
Última mensagem Dezembro 22, 2010, 03:35:24 pm
por Cabeça de Martelo
União Portugal/Cabo-Verde

Iniciado por Ataru

Respostas: 226
Visualizações: 43466
Última mensagem Fevereiro 06, 2012, 07:47:55 pm
por PCartCast
Uma Lusitania (e talvez o futuro de Portugal)

Iniciado por Lusitanian

Respostas: 52
Visualizações: 9605
Última mensagem Março 11, 2011, 03:39:30 pm
por Lusitanian
Portugal Ultramarino

Iniciado por Lusitanus

Respostas: 307
Visualizações: 49401
Última mensagem Abril 13, 2015, 12:18:35 am
por HSMW
A CRISE NA GUINÉ E A CAPACIDADE MILITAR NACIONAL

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 10
Visualizações: 4207
Última mensagem Março 04, 2009, 10:01:01 am
por FoxTroop