U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos

  • 458 Respostas
  • 91315 Visualizações
*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2122
  • Recebeu: 909 vez(es)
  • Enviou: 454 vez(es)
  • +178/-44
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #450 em: Março 20, 2019, 10:43:22 am »
A USAF pretende mesmo levar por diante a compra do F-15EX. Há óbvias vantagens face ao F-35A que podem ser lidas no link abaixo.



https://nationalinterest.org/blog/buzz/boeings-f-15ex-we-have-air-forces-master-plan-new-warplane-48182


De facto seria uma opção bem interessante para a FAP no pós-MLU, se não houvesse uma certa aversão dentro da cúpula do ramo a caças bimotores.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2275
  • Recebeu: 837 vez(es)
  • Enviou: 1917 vez(es)
  • +137/-2
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #451 em: Março 20, 2019, 01:08:28 pm »
Pois, mas quando chegarem à conclusão que custa menos a adquirir (provavelmente 2/3 do flying cost de um F-35), menos de metade a operar e dura duas ou três vezes mais, aí talvez mudem de ideias.

Há, no entanto, alguns detalhes neste artigo que são contraditórios com notícias anteriores. Neste artigo dizem que todos os aparelhos a adquirir vão ser EX. Faz sentido que os primeiros sejam bilugares (EX), mas de acordo com outras publicações, a maioria dos aparelhos a adquirir seriam CX (monologares). Quanto ao preço, a maioria das notícias davam o custo dos 80 aparelhos do primeiro lote na casa dos 7.900 milhões de USD. Este artigo dá a mesma quantia para 144 aparelhos, o que me parece demasiado baixo.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2122
  • Recebeu: 909 vez(es)
  • Enviou: 454 vez(es)
  • +178/-44
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #452 em: Março 20, 2019, 02:21:06 pm »
Há, no entanto, alguns detalhes neste artigo que são contraditórios com notícias anteriores. Neste artigo dizem que todos os aparelhos a adquirir vão ser EX. Faz sentido que os primeiros sejam bilugares (EX), mas de acordo com outras publicações, a maioria dos aparelhos a adquirir seriam CX (monologares).

Creio que a ideia do monolugar CX está gradualmente a perder força em prol do bilugar EX. Tal como os F-15SA sauditas, QA qataris e IA israelitas, o EX Super Eagle terá dois lugares e poderá operar tanto como interceptor como aeronave multi-role.

O mais curioso é que, se virmos bem, o nosso pequeno rectângulo à beira-mar plantado poderá encontrar-se daqui a uns anos, aquando da substituição da frota F-16 MLU, no meio da guerra entre a Lockheed Martin e a Boeing face aos últimos desenvolvimentos [i.e., inclinação recente para o F-35A vs unidades fabris da Embraer em Portugal passarem à chancela da Boeing]. Assim houvesse alguém inteligente o suficiente no MDN para reparar nisso... ::)
« Última modificação: Março 20, 2019, 03:30:49 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 638
  • Recebeu: 72 vez(es)
  • Enviou: 548 vez(es)
  • +35/-0
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #453 em: Março 20, 2019, 02:34:26 pm »
Custo / beneficio como se comporta hipótese F-15EX vs upgrade aos nossos F-16 para a versão V...? Claro que aviões novos são sempre outra loiça... 
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2275
  • Recebeu: 837 vez(es)
  • Enviou: 1917 vez(es)
  • +137/-2
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #454 em: Março 20, 2019, 09:41:39 pm »
Para nós, acho que a versão EX estaria fora do baralho. Se já não há tripulações suficientes para um caça monolugar, imagina agora o que seria com um bilugar.

Quanto ao custo benefício é complicado. Mas se um upgrade completo de todos os 30 aparelhos para versão V (com AESA incluído) ficar na casa dos 311 milhões (os gregos vão pagar 873 milhões por 84 aparelhos mais modernos que os nossos), então a aquisição de 30 F-15X (baseado nos valores americanos) ficaria na casa dos 2.600 milhões de euros. Claro que os americanos já operam o F-15, o que diminui custos em treino, integração, manutenção e outros. No entanto, o mais importante é a diferença em longevidade. Se os F-16 fossem actualizados em 2025 e durassem até 2040, ficávamos com um custo de 311 milhões para 15 anos de operação, o que dá cerca de 21 milhões/ano. No caso dos F-15, que devem durar cerca de 80 anos, teríamos um custo de 32 milhões/ano. Se optássemos por 20 F-35A ao mesmo custo (2.600 milhões), com uma vida útil de 30 ou 40 anos, tínhamos uma cifra de 65 milhões/ano.

Mas, contabilisticamente, as contas não podem ser feitas assim. Além disso, há uma enorme disparidade entre as capacidades de um F-15X novo versus um F-16V usado e o anterior MDN mencionou, salvo erro, uma cifra de 500 milhões para actualizar os nossos MLU para Viper. Mas o mais cómico é tentar imaginar como é que iríamos armar os F-15. Se só dispomos de duas dúzias de AMRAAM para os actuais MLU, o que fazer com um aparelho que pode levar 20 mísseis desses de uma só vez? Mais vale optar pelos F-35 que levam 4 mísseis e voam de dois em dois dias.  :mrgreen:

Mas se baralharmos tudo e dermos de novo, utilizando o custo de 500 milhões avançado pelo Magoo, dá um custo de 33 milhões/ano. E se optarmos por adquirir somente 20 F-15, a 1.730 milhões, ficamos com um custo ano de cerca de 22 milhões.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Charlie Jaguar

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2122
  • Recebeu: 909 vez(es)
  • Enviou: 454 vez(es)
  • +178/-44
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #455 em: Março 21, 2019, 09:56:00 am »
Custo (apenas) da célula de um F-15EX:




Custo completo, ou flyaway cost (i.e. com motores, aviónicos, sensores, etc, etc instalados):


https://www.saffm.hq.af.mil/Portals/84/documents/FY20/PROCUREMENT/FY20_PB_3010_Aircraft_Vol-1.pdf?fbclid=IwAR3sQy-M6I9CRmnRKSGJYTUtIO7CT1_yAHclJQlH-vKNlogs_gkd1x_OpGg


Ora se há quase uma década o Robert Gates cancelou mais F-22A com um flyaway cost de $107M, e para o FY2020 o F-35A está estimado em $90M, como é que vão conseguir enfiar o F-15EX à USAF por este preço? Será que é por causa do actual Secretário da Defesa norte-americano ter trabalhado na Boeing durante 30 anos? ::)


P.S. Politicamente incorrecto: a Boeing sempre se juntou ao coro daqueles que, na América e um pouco por todo o mundo, rotulavam a Lockheed Martin como uma espécie de malfeitor todo-poderoso no panorama político-militar. Agora, com o que se sabe dos anedóticos testes da FAA ao Boeing 737 Max levados a cabo por funcionários da Boeing e pagos pela Boeing, e juntando esta do F-15EX tendo o promotor da ideia, o Acting Secretary of Defense Patrick Shanahan, trabalhado para eles de 1986 a 2017, o silêncio impera para os lados de Seattle. É inegável que o F-15EX trará uma lufada de ar fresco bem necessária a USAF e ANG, mas a que custo? ::)
« Última modificação: Março 21, 2019, 10:17:30 am por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

MATRA

  • Membro
  • *
  • 83
  • Recebeu: 19 vez(es)
  • Enviou: 168 vez(es)
  • +8/-0
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #456 em: Março 21, 2019, 11:39:36 am »
Li algures na apresentação do orçamento d2 2020 ao Congresso, que, o F15EX, embora tivesse um valor pouco inferior ao F35, tinha 50% menos nos custos operacionais e o dobro, pelo menos, das horas de voo.

A cereja no topo do bolo veio um dias destes  com um general da USAF a dizer que como teoricamente o F15EX pode chegar a mach 3  :-X , e que assim, este poderia ser a plataforma de lançamento para os misseis hipersónicos, uma vez que, permitiria reduzir os tamanhos dos "boosters" etcetc.

É o que dá ter orçamentos como os da USAF, aquilo dá para tudo, ou quase tudo.
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2122
  • Recebeu: 909 vez(es)
  • Enviou: 454 vez(es)
  • +178/-44
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #457 em: Março 22, 2019, 09:37:12 am »
A cereja no topo do bolo veio um dias destes  com um general da USAF a dizer que como teoricamente o F15EX pode chegar a mach 3  :-X , e que assim, este poderia ser a plataforma de lançamento para os misseis hipersónicos, uma vez que, permitiria reduzir os tamanhos dos "boosters" etcetc.

Sim, é verdade: serão novas armas que o F-35A é incapaz de carregar a nível interno e talvez mesmo externo. Alguém escreveu ontem algures no Twitter que o F-15EX seria uma espécie de "intelligent bomb truck", e apesar do mau momento da Boeing e de algumas prácticas menos recomendáveis, não há dúvida que o F-15EX trará de novo capacidade credível de combate a uma USAF que está a ficar velha, cansada e na perspectiva de receber um presente envenenado sob a forma do Lightning II.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

goldfinger

  • Membro
  • *
  • 192
  • Recebeu: 57 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +12/-0
Re: U.S.A.F. - Força Aérea dos Estados Unidos
« Responder #458 em: Março 25, 2019, 01:19:08 pm »
Los dos próximos aviones
presidenciales “Air Force One”
pueden costar casi como un
portaaviones clase Nimitz



Pocos programas de defensa han recibido tanta atención en los últimos
años como el programa de reemplazo de los aviones presidenciales Air
Force One. Esto se debe principalmente a las persistentes declaraciones del
presidente Trump que pidió alcanzar directamente un acuerdo con Boeing,
que ahorraría enormes sumas de dinero de los contribuyentes. Estas
afirmaciones se han demostrado repetidamente que son huecas y ahora
queda claro que el precio del programa ha subido considerablemente.
Marcus Weisgerber, de Defense One, ha hecho un excelente trabajo para
mantenerse al día del siempre cambiante programa de reemplazo del Air
Force One. En uno de sus artículos más recientes, señala que el coste total
del programa, que incluye proyectos de infraestructura para hangares y una
serie de elementos auxiliares necesarios, se calcula ahora en la friolera de
5.300 millones de dólares. Esto es aproximadamente un tercio más que la
cifra que la Fuerza Aérea ha estado manejando en el pasado para este
programa. Pero lo que es aún más preocupante es que el sólo coste de los
propios aviones y su conversión a VC­25B militarizados, ha subido a 4.680
millones de dólares.

Esto es aproximadamente 780 millones más que el coste estimado del
programa inicial de alrededor de 3.900 millones que la Fuerza Aérea había
informado.

En 2018, la Casa Blanca dijo que el supuesto acuerdo de Trump con Boeing
se había recortado en aproximadamente 1.500 millones de dólares del coste
total, más tarde se ha conocido que el acuerdo de Trump no había cambiado
sustancialmente la cantidad que la Fuerza Aérea siempre ha manejado.
Esa cifra de 4.680 millones de dólares es para sólo dos aviones, los cuales
ni siquiera son exactamente nuevos. Han estado parados en el desierto de
Mojave, en California, durante años. Los dos 747­8 se construyeron para la
desaparecida aerolínea rusa Transero, que quebró en 2015. Aeroflot compró
la mayoría de sus activos, pero no tuvo ningún interés en los 747­
8. Entonces, Boeing voló los aviones al Aeropuerto Logístico del Sur de
California en Victorville, donde han estado almacenados al aire libre desde
entonces.

Después de que Trump asumiera el cargo y convirtiera el programa en uno
de sus proyectos favoritos , se anunció que esos aviones se utilizarían como
aviones de base para los futuros aviones de la Fuerza Aérea y se compraron
a Boeing a un precio increíble que aún no se ha revelado.
Aunque la misión de los Air Force One es sumamente importante, la
adquisición de dos aviones a un precio que se aproxima al coste de
un portaaviones nuclear de la clase Nimitz parece preocupante. Además de
comprar los aviones que no son realmente nuevos, se han reducido las
capacidades críticas para ahorrar dinero, incluyendo la capacidad para
reabastecerse de combustible en vuelo desde los cisternas de la Fuerza
Aérea, una característica que si tienen los actuales VC­25A de 30 años de
antigüedad que se van a reemplazar.



Tomando la cifra más baja para el avión, su conversión y entrada en
servicio, estos aviones deberían superar al bombardero furtivo B­2A
Spirit como el avión más caro jamás construido. De hecho, según Defence
One, su coste combinado, incluyendo los proyectos de infraestructura y
algunos otros costes adicionales asociados con el programa, excede de lo
que la Marina dice que cuesta un portaaviones de propulsión nuclear de
clase Nimitz que es de alrededor de 4.500 millones de dólares.
Incluso las estimaciones más altas del último portaaviones clase Nimitz que
le dan al barco un precio de 6.200 millones de dólares, ni siquiera mil
millones más que el programa de reemplazo del Air Force One. La cifra más
grande que presenta Defence One, que incluye infraestructura y otros

http://galaxiamilitar.es/los-dos-proximos-aviones-presidenciales-air-force-one-pueden-costar-casi-como-un-portaaviones-clase-nimitz/
A España servir hasta morir
 

 

Componente aérea da Guarda Costeira de Cabo Verde

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 1
Visualizações: 1846
Última mensagem Dezembro 02, 2005, 02:49:44 pm
por Cabeça de Martelo
Defesa aérea da Lituania

Iniciado por JLRC

Respostas: 0
Visualizações: 988
Última mensagem Agosto 18, 2004, 04:47:51 pm
por JLRC
CAÇAS DE SUPERIORIDADE AÉREA

Iniciado por Instrutor

Respostas: 17
Visualizações: 9283
Última mensagem Junho 08, 2009, 03:39:54 pm
por nelson38899
Força Aérea Americana não aprova avião comprado por Portugal

Iniciado por papatango

Respostas: 2
Visualizações: 2473
Última mensagem Dezembro 13, 2004, 12:28:09 am
por emarques
Força Aérea, Alemanha, França,Inglaterra, TOPS Pesquisa

Iniciado por Heer.Skuda

Respostas: 2
Visualizações: 4348
Última mensagem Junho 19, 2007, 02:58:26 pm
por papatango