Nova LPM

  • 242 Respostas
  • 57026 Visualizações
*

TOMKAT

  • Investigador
  • *****
  • 1217
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #60 em: Maio 25, 2006, 03:11:42 am »
Mais uma bela conjugação do verbo adiar,... esta é a triste verdade...
A400,...Karel Doorman,... só vendo para acreditar.

Citar
Forças armadas - nova lei de programação militar
Defesa adia compra de submarinos

Inácio Rosa/Lusa

O ministro da Defesa, Luís Amado, já conta com o parecer favorável do Presidente da República
A contenção orçamental e as novas regras do Eurostat obrigaram o Governo a reduzir as verbas da Lei de Programação Militar (LPM) e a adiar a aquisição de alguns equipamentos. Entre eles, segundo disse ontem o ministro da Defesa, Luís Amado, estão os dois submarinos que deveriam estar disponíveis em 2009 e 2010.

“Há um ligeiro deslize”, reconheceu o ministro, garantindo que este será de apenas alguns meses.

Para reduzir o impacto financeiro no défice orçamental de 2009 e 2010 da compra destes dois submarinos, que custarão ao Estado cerca de 900 milhões de euros, Luís Amado optou por “dilatar no tempo” estes projectos. Assim, o primeiro submarino deverá ficar disponível em 2010, enquanto o segundo ficará em 2011. “Fizemos os ajustamentos necessários”, sublinhou o ministro.

Segundo apurou o CM, os submarinos não deverão ser os únicos projectos adiados, a substituição dos aviões C-130, a modernização da segunda esquadra de F16 e a aquisição de duas fragatas Perry também deverão ser adiadas. O impacto financeiro destes projectos já previstos na actual LPM, deverá ascender aos 900 milhões de euros.

As verbas destinadas para a Lei de Programação Militar vão ficar, segundo o ministro, “ligeiramente abaixo do tecto actual”, que é de 5350 milhões de euros. As alterações surgem por imposição das novas regras do Eurostat, que passou a exigir que o equipamento militar seja contabilizado, para efeito de despesa pública, de uma só vez e não à medida que é pago. Uma situação que trouxe alguns constrangimentos orçamentais, já que o Governo celebrava contratos de ‘leasing’ para financiar este tipo de investimentos.

A proposta de Lei de Programação Militar deverá ser aprovada hoje na generalidade no Conselho de Ministros.

PRESIDENTE CONFIANTE NA MODERNIZAÇÃO

O Presidente da República, Cavaco Silva, mostrou-se ontem confiante na modernização e reestruturação das Forças Armadas. “Tenho a ideia de que as nossas Forças Armadas caminham no sentido de adquirir as capacidades para responder com eficácia e com credibilidade às missões que lhe são atribuidas”, afirmou Cavaco Silva após a sua primeira visita ao Estado- -Maior General das Forças Armadas (EMGFA).

Depois de ter passado em revista os militares em parada, Cavaco Silva visitou as instalações do EMGFA acompanhado pelo ministro da Defesa, Luís Amado, e pelo Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas, almirante Mendes Cabeçadas. E assistiu a um ‘briefing’ sobre a actualidade e o futuro das Forças Armadas.

Cavaco Silva mostrou-se satisfeito no final da visita e enalteceu a importância das forças militares portuguesas ao nível da política externa.

O Presidente da República visitou no final de Abril os militares portugueses destacados na Bósnia-Herzgovina e no Kosovo e depois desta visita ao EMGFA, irá visitar os três ramos das Forças Armadas.

PROGRAMAS EM RISCO

C-130

A substituição de cinco aviões de carga C-130 deverá ser adiada por dez anos, permitindo poupar, para já, 600 milhões de euros aos Estado.

F-16

A modernização da segunda esquadra de F16 também poderá estar causa. Neste cenário, o Estado poupará cerca de 300 milhões de euros.

FRAGATAS

As duas fragatas Perry, de fabrico norte-americano, podem não ser adquiridas para já. Ambas viriam substituir três navios da classe ‘João Belo’.


fonte: Correio da Manhã
IMPROVISAR, LUSITANA PAIXÃO.....
ALEA JACTA EST.....
«O meu ideal político é a democracia, para que cada homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado»... Albert Einstein
 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1813
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #61 em: Maio 25, 2006, 10:35:18 am »
Relativamente aos 2 submarinos, já se esperava um ligeiro adiamento nas datas de entrega, e embora não tenha sido falado, é provável que o LPD não inicie a sua contrução antes de 2009 ou mais trade, o que pode significar que nunca seja entregue à Armada antes de 2015.

Quanto ao 6 C-130H (e não 5, como o CM referiu), o ministro aquando da assinatura para a compra dos C-295 já havia referido a possibilidade desse não ser um programa priritário.

Tenho pena que a 2ª esquadra dos F-16 não seja modernizada para já, e mais tarde, se o for, estaremos a modernizar aviões que face a novas ofertas que entretanto estão a surgir, façam com que a FAP tenha aviões de combate algo obsoletos.

Não entendo a questão da Perry referidas, já que os EUA já declararam que as 2 Perry disponibilizdas para Portugal só esperarão por uma resposta definitiva por parte do estado português até Outubro deste ano.

A menos que o Governo tenha renegociado com os EUA uma extensão para uma resposta, aquando da deslocação de Luís Amado fez ao EUA há uns meses.
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3576
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #62 em: Maio 25, 2006, 02:53:16 pm »
Acabou de ser publicado o comunicado do conselho de ministros, e a LPM não foi aprovada, como foi noticiado. Será que ainda vai ter mais atrasos.
Comunicado
Potius mori quam foedari
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3576
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #63 em: Maio 25, 2006, 04:51:50 pm »
Potius mori quam foedari
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7502
  • Recebeu: 283 vez(es)
  • Enviou: 100 vez(es)
  • +38/-36
(sem assunto)
« Responder #64 em: Maio 25, 2006, 09:47:45 pm »
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7207
  • Recebeu: 162 vez(es)
  • Enviou: 272 vez(es)
  • +12/-1
(sem assunto)
« Responder #65 em: Maio 26, 2006, 09:38:14 am »
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

TOMKAT

  • Investigador
  • *****
  • 1217
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #66 em: Maio 26, 2006, 05:32:38 pm »
Citação de: "P44"
www.e-se-fossem-gozar-com-as-maes-deles.apre


Não é possível apresentar a página

De momento, a mãe que procura não está disponível.  
O Night Club poderá estar com problemas técnicos ou talvez seja necessário ajustar as definições do porteiro.

 :mrgreen:
IMPROVISAR, LUSITANA PAIXÃO.....
ALEA JACTA EST.....
«O meu ideal político é a democracia, para que cada homem seja respeitado como indivíduo e nenhum venerado»... Albert Einstein
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7502
  • Recebeu: 283 vez(es)
  • Enviou: 100 vez(es)
  • +38/-36
(sem assunto)
« Responder #67 em: Maio 27, 2006, 03:53:54 pm »
Do "Expresso de 27 de Maio"...



 :mala:
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #68 em: Maio 27, 2006, 06:26:51 pm »
Rídiculo.

Ontem, num programa do canal NTV, quando perguntado se eventualmente portugal não foi apanhado de surpresa, porque esteve "distraido" um deputado do PS afirmou que "de maneira nenhuma".

Entretanto na assembleia, o Ministro Freitas do Amaral, informa a comissão parlamentar com uma notícia da Agência Lusa (Mais valia ouvir a rádio).

Entretanto, também há cerca de duas semanas que a Australia preparava uma força constituida por três navios de apoio logistico apoiadas por uma ou duas fragatas.

O governo português estava tão absolutamente ao corrente, que só ontem António Costa afirmou na TV que a força "tem que ser preparada".

Isto mete impressão.

Estas coisas não devem ser divulgadas quando se fazem, mas devem ser preparadas em "surdina" de maneira a que seja possível agir rápidamente quando é possível.

Timor pediu apoio a Portugal antes de o pedir à Australia.

Viemo-nos embora de Timor, mas mantemos tropas na ex Jugoslávia há praticamente dez anos sem que consigamos entender o que estão lá a fazer.

Quem é que é responsável por isto ?

Cumprimentos
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 2721
  • Recebeu: 26 vez(es)
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +7/-11
(sem assunto)
« Responder #69 em: Maio 27, 2006, 07:07:53 pm »
Deveriam ir os Italianos já que vão la buscar o petroleo.. :evil:

Isto so demonstra que os nossos politicos são uns "bananas", ja experimentaram situações parecidas várias vezes.

Angola .. Guiné 1998..Timor 1999.. Timor 2006..
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 13764
  • Recebeu: 580 vez(es)
  • Enviou: 623 vez(es)
  • +41/-11
(sem assunto)
« Responder #70 em: Maio 27, 2006, 07:34:49 pm »
Citação de: "TOMKAT"
Citação de: "P44"
www.e-se-fossem-gozar-com-as-maes-deles.apre

Não é possível apresentar a página

De momento, a mãe que procura não está disponível.  
O Night Club poderá estar com problemas técnicos ou talvez seja necessário ajustar as definições do porteiro.

 :lol:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7502
  • Recebeu: 283 vez(es)
  • Enviou: 100 vez(es)
  • +38/-36
(sem assunto)
« Responder #71 em: Maio 27, 2006, 07:46:13 pm »
Pois é, meus caros...
Para mim, já nem país somos.
O que demonstra tudo isto é que somos apenas moços de recados para os maiores.

Já agora, Papatango, viu o documentário transmitido ontem à 1 da manhã na 2 sobre a Península Ibérica no Séc. XX?
Apesar de espanhol, considerei-o bastante equilibrado.
E mostrou como os vende pátrias como o Afonso Costa então no exílio conspirava com Azaña para derrubar Salazar, chegando Azaña a patrocinar e equipar sublevados.
Esses dois - que defendiam o federalismo ibérico - eram maçons.

Tal como o comunismo, também há que combater outros tipos de internacionalismo: os das multinacionais "mineiras" e os do avental.
Atenção à internacional socialista!
Esses já demonstraram e continuam a demonstrar à saciedade que Portugal deve desaparecer.
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +1/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #72 em: Maio 27, 2006, 08:33:00 pm »
Citar
Já agora, Papatango, viu o documentário transmitido ontem à 1 da manhã na 2 sobre a Península Ibérica no Séc. XX?
Apesar de espanhol, considerei-o bastante equilibrado.

Não vi, infelizmente...

Mas não nos preocupemos, que deve ser tudo invenção...

É tudo mentira !!!

Quando o partido com mais ligações maçónicas (no mau sentido) manda as mulheres portuguesas "parir" a Espanha, é tudo mentira!
Quando diz que acredita na ibéria e que até temos uma lingua comum com os espanhóis é tudo mentira!
Quando o primeiro ministro afirma que as suas prioridades são Espanha, Espanha e Espanha,  isto é uma mera coincidencia, e o resultado de paranoias e medos antigos e atávicos.

Afirmar, que esta mesma familia politica, social-maçónica conspira desde meados do século XIX para vender Portugal pelo melhor preço e desde que lhes garantam bastantes lugares na administração, é também paranoia.

Devemos estar todos paranoicos.

Suspiros

Cumprimentos :roll:
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2127
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #73 em: Maio 30, 2006, 01:50:50 pm »
Citar
LPM: Força Aérea perde 1105 milhões em 2006
A Força Aérea é o ramo das Forças Armadas (FA) mais penalizado pela nova Lei de Programação Militar (LPM), com uma perda de 1105 milhões de euros relativamente ao encaixado em 2005.

A notícia faz manchete na edição desta terça-feira do jornal Correio da Manhã, que garante ainda que, nesta «guerra do deve e do haver», a Marinha acaba surgindo como o ramo mais beneficiado, registando um ganho de 191 milhões de euros – passa dos 1679 milhões de euros em 2005, para 1870 milhões em 2006.

Conforme recorda o diário, o assunto ainda vai ser debatido na especialidade no próximo Conselho de Ministros, mas o Chefe de Estado Maior da Força Aérea, general Taveira Martins, tem motivos para estar preocupado, correndo, inclusivamente, já os rumores, segundo o CM, de que não está posta de parte a possibilidade de demissão do cargo.

Quanto ao Exército, regista igualmente uma perda relativamente aos valores conseguidos em 2005, na ordem dos 412 milhões de euros – dos 1400 milhões de euros obtidos no ano passado, o maior ramo das FA desce para 981 milhões em 2006.

Na Força Aérea, o corte proposto pela nova LPM reduz o orçamento dos 2117 milhões de euros em 2005, para 1012 milhões em 2006.

Apesar destes emagrecimentos nos orçamentos dos diferentes ramos, a LPM que o Governo se prepara para aprovar na próxima quinta-feira prevê um investimento de 5450 milhões de euros nas Forças Armadas até 2023, ou seja, mais 110 milhões de euros do que previa o actual quadro financeiro aprovado pelo ex-ministro da Defesa, Paulo Portas.

30-05-2006 8:25:46


de:
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?s ... ews=229932

Isto quer dizer que tirando os programas que estão na LPM, não haverá mais nada de importante a adquirir/construir até 2023?
Se sim.... :cry:
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2138
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #74 em: Maio 30, 2006, 02:06:28 pm »
Marauder escreveu:

Citar
Isto quer dizer que tirando os programas que estão na LPM, não haverá mais nada de importante a adquirir/construir até 2023?


Como se tem visto, o que haverá de mais importante são cortes em certos programas de modernização e equipamento, especialmente na FAP,
e derrapagens nos orçamentos, devido às constantes alterações de prazos nas entregas. Tempo é dinheiro, e o Ministério da Defesa tem andado a comprar "tempo" aos diversos constructores envolvidos.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

 

Nova lei das Armas de 2008, armas de pressão de ar

Iniciado por soniarenardQuadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 2
Visualizações: 4792
Última mensagem Julho 26, 2010, 08:26:47 am
por Feinwerkbau
Vergueiro M904 - "Nova" variante?

Iniciado por LusoQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 5
Visualizações: 3348
Última mensagem Fevereiro 22, 2005, 08:00:05 pm
por Janus
"Lanceiro", disponivel em nova versão

Iniciado por Miguel Silva MachadoQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 0
Visualizações: 597
Última mensagem Agosto 28, 2009, 12:24:25 pm
por Miguel Silva Machado
Portugal e a nova directiva "Counterinsurgency"

Iniciado por Miguel Silva MachadoQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 0
Visualizações: 729
Última mensagem Agosto 31, 2009, 03:39:15 pm
por Miguel Silva Machado
Nova colecção do jornal "Público" - World at War

Iniciado por kometQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 1
Visualizações: 1281
Última mensagem Junho 29, 2005, 10:49:20 am
por Benny