Tensão em Timor Leste

  • 485 Respostas
  • 114708 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15017
  • Recebeu: 1004 vez(es)
  • Enviou: 945 vez(es)
  • +171/-168
(sem assunto)
« Responder #420 em: Fevereiro 12, 2008, 02:44:25 pm »
O ataque contra Ramos Horta

Eram 6h15 da manhã em Díli, menos 9 horas em Lisboa. Um grupo de homens dispara a partir de dois carros contra a casa de Ramos Horta.


video: http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?he ... 12&tema=31
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15017
  • Recebeu: 1004 vez(es)
  • Enviou: 945 vez(es)
  • +171/-168
(sem assunto)
« Responder #421 em: Fevereiro 12, 2008, 02:45:01 pm »
Polícia da ONU "atrasa" assistência a Ramos Horta
Tudo indica que a polícia das Nações Unidas não terá socorrido o Presidente timorense de imediato.

Os elementos da ONU estavam a 300 metros. Viram Ramos Horta estendido no chão e nada terão feito. O apoio médico chegou com a GNR.


video: http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?he ... 10&tema=31


PS: se não fosse a GNR e o INEM tipo se calhar já estava morto! :roll:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 15017
  • Recebeu: 1004 vez(es)
  • Enviou: 945 vez(es)
  • +171/-168
(sem assunto)
« Responder #422 em: Fevereiro 12, 2008, 02:46:08 pm »
Matan Ruak diz que alertou para a possibilidade de um ataque

O comandante das forças de Defesa de Timor-Leste, o brigadeiro-general Taur Matan Ruak, afirmou ter alertado há uma semana os responsáveis da segurança do país para a possibilidade de um ataque ao presidente e ao primeiro-ministro.


video: http://ww1.rtp.pt/noticias/index.php?he ... 90&tema=31
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7699
  • Recebeu: 335 vez(es)
  • Enviou: 596 vez(es)
  • +232/-205
(sem assunto)
« Responder #423 em: Fevereiro 12, 2008, 03:39:11 pm »
No jornal da Tarde da SIC mostraram UMA DESTASa passear ao largo de Timor...
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #424 em: Fevereiro 12, 2008, 04:29:11 pm »
Obama condena «ataque selvagem» e saúda Ramos-Horta

Citar
O candidato presidencial norte-americano Barack Obama descreveu hoje a tentativa de assassinato do Presidente de Timor-Leste, José Ramos-Horta, como um «ataque selvagem» e apelou para a «notável coragem» que caracteriza o povo timorense.
Num comunicado hoje emitido, em Washington, Obama afirma que os seus «pensamentos e orações estão com Ramos-Horta, a sua família e o povo de Timor-Leste».

«Saúdo os soldados australianos e o pessoal médico que forneceram cuidados ao presidente ferido em Díli e que depois o transportaram para Darwin onde está a receber cuidados intensivos», lê-se no comunicado do candidato à nomeação pelos Democratas para as presidenciais norte-americanas, que saúda também o primeiro-ministro australiano pela sua decisão de enviar reforços militares e policiais para Timor-Leste.

Obama descreve Ramos Horta como «uma das vozes mais claras e infatigáveis pela independência e pelos direitos humanos».

«Os últimos cinco anos foram difíceis para o povo de Timor-Leste onde persistem problemas políticos e económicos», salienta o candidato do Partido Democrático, apelando depois ao povo timorense para manter «a resistência e a coragem notável» que o caracterizam, «qualidades encarnadas na jornada heróica de José Ramos-Horta».

José Ramos-Horta foi ferido a tiro segunda-feira, na sua residência em Díli, num ataque em que morreu o major Alfredo Reinado, e menos de uma hora depois, Xanana Gusmão escapou ileso a uma emboscada quando se dirigia da sua residência para a capital.

Depois de operado no hospital militar australiano em Díli, Ramos-Horta foi transferido para o Royal Hospital de Darwin, Norte da Austrália, cujo director, Len Notaras, admitiu hoje à Lusa a possibilidade de uma nova intervenção cirúrgica, embora manifestando-se confiante que o presidente timorense deverá recuperar plenamente.

Na sequência da dupla tentativa de assassínio dos chefes de Estado e do Governo, o presidente interino, Vicente Guterres, decretou o «estado de sítio» por 48 horas.

Diário Digital / Lusa

 

*

Lusitanus

  • 193
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #425 em: Fevereiro 12, 2008, 04:41:54 pm »
Sinceramente como Português,sinto-me culpado do estado em que se encontra Timor,como ex-colónia,deveriamos ter feito muito mais para não ter deixado as coisas chegarem a este ponto durante anos e anos.
Antes de termos declarado a independencia de Timor devia se ter verificado que condições o país tinha para se governar sozinho,em vez de o abandoná-lo,graças á nossa Republica que Timor foi invadido pelos indonesios.
Se a nossa Monarquia tivesse poder em Timor,acredito que teria uma governação totalmente diferente da que é hoje,e mto melhor.Não haveria esta fantochada toda que temos estado a ver.

Acho que deveriamos ter a obrigação de já ter enviado reforços para Timor,em vez de se estar a perguntar o que precisam,como socrates quis dar a entender : "Tudo faremos para o que for preciso",isto não ajuda numa altura destas,a Austrália não perguntou,reagiu imediatamente.
« Última modificação: Fevereiro 12, 2008, 04:58:02 pm por Lusitanus »
"Cumpriu-se o mar e o império se desfez
Senhor, falta cumprir-se Portugal"
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4144
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • +60/-0
(sem assunto)
« Responder #426 em: Fevereiro 12, 2008, 04:51:48 pm »
Portugal nunca declarou Timor independente.
A Monarquia ignorou Timor durante 400 anos - como o fez depois a República durante 65.
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #427 em: Fevereiro 12, 2008, 06:44:11 pm »
A Traição de Timor
Pedro Curvelo

Citar
As tentativas de assassinato de Ramos-Horta e Xanana Gusmão constituem uma traição de Timor a milhões de pessoas.

Em primeiro lugar, a tentativa de, parafraseando Luís Delgado, decapitar o país constitui uma traição aos timorenses, muitos dos quais ainda vêem Ramos-Horta e Xanana como dois dos principais obreiros da tão difícil independência.

Para além dos timorenses, muitos portugueses sentem-se traídos quando assistem à ruína de um país que acreditavam ser um exemplo de sucesso na transição para a democracia após longos anos de ocupação, quer portuguesa quer indonésia.

Os tristes episódios de ontem, tal como os incidentes do ano passado, mostram-nos ainda que Timor não é um país estável e com um futuro risonho como nos quiseram fazer crer.

A desconfiança da população face às recém criadas instituições, os jogos de interesse entre indonésios, australianos, portugueses, norte-americanos e muitos mais, a extrema pobreza em que vive grande parte do povo timorense, as disputas étnicas, tudo isto contribuiu para o clima que agora se vive no território.

A presença da ONU no país não é, manifestamente, suficiente para o sucesso de Timor. Esperemos que os timorenses consigam, de facto, construir um país solidário e estável e não venham dar argumentos aos que defendem que a democracia apenas é viável no Ocidente...

Diário Digital

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #428 em: Fevereiro 12, 2008, 07:25:10 pm »
Rui Pereira diz que é «prematuro» falar em reforço da GNR

Citar
O ministro da Administração Interna, Rui Pereira, disse hoje que é «prematuro» falar num reforço do contingente da GNR em Timor-Leste, considerando, no entanto, que tem de ser tomada uma decisão no âmbito das Nações Unidas.

«É prematuro falar em reforço. Temos que ponderar e fazer uma avaliação da situação», referiu Rui Pereira aos jornalistas no final de um almoço-debate na Universidade Lusíada, em Lisboa.

O ministro adiantou que Portugal não pode tomar uma decisão «sem que ela seja enquadrada no âmbito da missão das Nações Unidas».

Rui Pereira elogiou ainda a actuação dos elementos da GNR em Timor-Leste, particularmente na operação de socorro, na segunda-feira, ao Presidente da República timorense, José Ramos Horta.

«A GNR goza de um prestígio enorme em Timor-Leste e tem levantado bem alto o nome de Portugal», disse.

José Ramos-Horta foi ferido a tiro na segunda-feira, na sua residência, nos arredores de Díli, num ataque em que morreu o major Alfredo Reinado, e menos de uma hora depois, Xanana Gusmão escapou ileso a uma emboscada, quando se dirigia da sua residência para a capital timorense.

Diário Digital / Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #429 em: Fevereiro 12, 2008, 09:30:04 pm »
Estado de Direito não funciona diz Juiz português Ivo Rosa

Citar
Os órgãos de soberania timorenses não funcionam, pelo que é natural que o Estado de Direito seja posto em causa, considerou hoje em entrevista à TSF o juiz português Ivo Rosa, colocado em Timor-Leste ao serviço das Nações Unidas.

"Os órgãos de soberania não funcionam, e é natural que o Estado de Direito seja posto em causa", disse aquele magistrado.

Ivo Rosa emitiu em Maio de 2007 um mandado de captura do major rebelde Alfredo Reinado, considerado um dos responsáveis pelos atentados de segunda-feira contra os chefes de Estado e de governo timorenses.

No entanto, a ordem de detenção nunca foi cumprida, nem mesmo quando o juiz contactou as forças das Nações Unidas e a Força Internacional de Estabilização (ISF), liderada pela Austrália, para cumprirem a decisão judicial.

Para Ivo Rosa, o não cumprimento dessa ordem prova que o Estado de Direito não funciona em Timor-Leste.

Por outro lado, considerou ainda Ivo Rosa, caso Alfredo Reinado tivesse sido detido, o duplo atentado de segunda-feira contra José Ramos-Horta e Xanana Gusmão teria sido evitado.

Lusa

 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3553
  • Recebeu: 29 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +10/-5
(sem assunto)
« Responder #430 em: Fevereiro 12, 2008, 09:38:19 pm »
O Estado de Direito não funciona  :roll: , o Reinado era uma pedra no sapato, mas já não é :roll: , como perdeu 8 litros de sangue, embora esteja estável, pode criar infecções  c34x

Este tópico conta o resto :idea:  

O "pitróleo" é tramado.............
Potius mori quam foedari
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #431 em: Fevereiro 12, 2008, 10:59:03 pm »
Citação de: "ricardonunes"
O "pitróleo" é tramado.............


E ainda é mais tramado quando aquele país é jovem, fraco e rodeado de "tubarões" (Indonésia e Austrália) ... :roll:

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #432 em: Fevereiro 12, 2008, 11:01:28 pm »
Deputado federal português apela ao Canadá para ajudar jovem país

Citar
O deputado português no Parlamento do Canadá, Mário Silva, apelou hoje ao governo canadiano para ajudar Timor-Leste, na sequência do atentado contra o presidente Ramos-Horta, em Díli.

"Apelo ao governo e a todos os canadianos para providenciarem o apoio que for possível para ajudar o povo de Timor-Leste e o seu governo, nestes tempos difíceis", exortou Mário Silva, durante uma curta intervenção no plenário da Câmara dos Comuns, em Otava.

"Já escrevi ao primeiro-ministro (canadiano] a pedir mais ajuda do Canadá para colaborar com o resto da comunidade internacional e especialmente com outros países da lusofonia, como Portugal e Brasil, na estabilização política de Timor-Leste", referiu ainda o parlamentar luso-canadiano, de acordo com uma nota enviada à Imprensa.

Mário Silva considerou "inaceitáveis" os ataques contra o presidente e o primeiro-ministro timorenses, preconizando uma intervenção de ajuda "rápida e eficaz" da comunidade internacional,

"O sucesso da democracia em Timor-Leste é essencial para este país poder atingir níveis de prosperidade e coesão social aceitáveis", sublinhou.

O Governo canadiano condenou oficialmente, na segunda-feira, o ataque perpetrado contra o presidente timorense Ramos-Horta e manifestou confiança no governo do país.

Lusa

 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1705
  • Recebeu: 188 vez(es)
  • Enviou: 433 vez(es)
  • +7/-1
(sem assunto)
« Responder #433 em: Fevereiro 13, 2008, 12:40:55 am »
Citação de: "ricardonunes"
como perdeu 8 litros de sangue, embora esteja estável, pode criar infecções  c34x
...
Citação de: "Pedro Cruz e Rui do Ó, SIC Online"
Médicos temem infecções pós-operatórias de Ramos-Horta
O Presidente timorense José Ramos-Horta continua internado no Royal Hospital de Darwin, Austrália. Está em estado de coma, induzido pelos médicos, que temem o desenvolvimento de infecções pós-operatórias.

Ramos-Horta já foi submetido a várias cirurgias, depois de ter sido baleado na zona do estômago, segunda-feira de manhã, quando fazia jogging perto da casa onde vive em Díli.

O estado de saúde do Presidente de Timor-Leste é ainda de prognóstico reservado, mas Ramos-Horta apresenta uma condição clínica “grave mas estável”. Os médicos admitem voltar a operar Ramos-Horta por mais duas ou três vezes nos próximos dias, segundo contou aos jornalistas a irmã do Presidente timorense.

A presença do líder timorense em Darwin, internado num hospital privado dos arredores da cidade, parece estar a passar despercebida.

O taxista que conduziu a equipa da SIC do aeroporto ao hotel perguntou mesmo o que fazia em Darwin uma televisão portuguesa. Explicamos-lhe que vínhamos por causa do atentado a Ramos-Horta.

Na resposta, nova pergunta do taxista: “E o que é que Portugal tem a ver com Timor?”. Explicamos em seguida que Timor-Leste tinha sido uma colónia portuguesa e que por isso interessava a Portugal. O assunto ficou encerrado.

Fonte: http://sic.sapo.pt/online/noticias/mundo/20080212+Medicos+temem+infeccoes+pos-operatorias+de+Ramos-Horta.htm


Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3553
  • Recebeu: 29 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +10/-5
(sem assunto)
« Responder #434 em: Fevereiro 13, 2008, 12:52:20 am »
Citação de: "Get_It"
O taxista que conduziu a equipa da SIC do aeroporto ao hotel perguntou mesmo o que fazia em Darwin uma televisão portuguesa. Explicamos-lhe que vínhamos por causa do atentado a Ramos-Horta.

Na resposta, nova pergunta do taxista: “E o que é que Portugal tem a ver com Timor?”. Explicamos em seguida que Timor-Leste tinha sido uma colónia portuguesa e que por isso interessava a Portugal. O assunto ficou encerrado.


Estão mesmo ao nível da ignorância dos americanos :!:  :idea:
Potius mori quam foedari
 

 

Timor, transferência de território ou Portugal o Idiota útil

Iniciado por Luso

Respostas: 20
Visualizações: 12317
Última mensagem Setembro 13, 2007, 07:51:04 pm
por comanche
Crise em Timor - o que pode fazer Portugal?

Iniciado por Rui Elias

Respostas: 49
Visualizações: 19195
Última mensagem Junho 23, 2006, 10:22:37 am
por Rui Elias
Austrália praticou «extorsão» no Mar de Timor, diz livro

Iniciado por comanche

Respostas: 0
Visualizações: 2251
Última mensagem Junho 02, 2007, 04:41:20 pm
por comanche
Tensão em Moçambique

Iniciado por Cabecinhas

Respostas: 27
Visualizações: 7487
Última mensagem Agosto 19, 2019, 02:51:10 pm
por HSMW
Timor-Leste: Ramos Horta Eleito Presidente

Iniciado por P44

Respostas: 0
Visualizações: 2209
Última mensagem Maio 10, 2007, 01:32:29 pm
por P44