Medieval Total War 2

  • 211 Respostas
  • 78112 Visualizações
*

superbuzzmetal

  • Membro
  • *
  • 128
  • +0/-0
Medieval Total War 2
« em: Janeiro 23, 2006, 11:34:15 am »
Umas das facções vai ser Portugal  :evil:
Peace through superior firepower.
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #1 em: Janeiro 23, 2006, 05:13:06 pm »
Lindo, tenho toda a saga total war e adoro  :D
"History is always written by who wins the war..."
 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Outubro 30, 2008, 06:43:27 pm »


Crónica do Reino (virtual) de Portugal

Apesar de alguns Reis e Emires da Península Ibérica defenderem e apioarem a tolerância religiosa,
os destinos cristãos e islâmicos não aparentam estar dísponíveis para partilhar estas terras pacificamente.

A Reconquista, processo em preparação e desenvolvimento, parece colocar os Mouros como inimigo do nosso Reino, pelo menos até
serem empurrados p'ra lá da montanha de Jebel Tariq, ou melhor dizendo, de Gibraltar.

Outro perigo bastante óbvio serão os outros reinos cristãos que habitando esta península, partilham a religião de Deus mas também a
ambição de poder.

Acredito porém que a missão de Deus para Portugal esteja para além de mares e oceanos desconhecidos, mais do que nas suas próprias fronteiras...


Ora ouvireis, senhores, a história do Reino (virtual) de Portugal, abençoado por Deus e valoroso em coragem, para que seus
feitos e acontecimentos ecoem por todo o ForumDefesa e acordem em
quem os leia cobiça de comprar este jogo, e seguir os meus passos.


Este bom português que vos fala é Pedro Ayres de Magalhães, um nome por sinal bem medieval, que está neste preciso momento
no Castelo de Guimarães, essa formosa terra que mais tarde se chamou de "Berço de Portugal".


Sim, sou eu...

-------------------------------------------------------------------------1143------------------------------------------------------------

5 de Outubro de 1143,
Hoje festeja-se. Foi assinado o tratado de Zamora entre o nosso rei D.Afonso Henriques e o rei Alfonso VII de Leão e Castela, tratado
esse que nos garante a independência como nação.


Aqui, meus senhores, poderão ver o Condado Portucalense, pequeno
em território mas grande na vontade da sua gente que se quis
independente de reino vilão.



Assim vereis o poderoso castelo de Guimarães, moradia real, e mais abaixo, a cidade de Coimbra, mui formosa.



Falarei-vos agora, de algumas gentes das quais tenho a honra de ser próximo, e que são essenciais para esta crónica.

Contam-nos viajantes que chegam do sul da península que existe uma grande e rica cidade moura, ao que dão o nome de al-Ushbuna,
perto de Coimbra.
Estas novas chegaram aos ouvidos de el-rei D. Afonso Henriques, que neste preciso momento está numa povoação cerca de Coimbra com
suas gentes de guerra, para lá dos 670 homens.


Em Guimarães, onde está o Infante D.Sancho, rapaz de apenas 16 anos mas com responsabilidades de adulto, organizam-se assuntos militares.

De lá saíram ordens directas a Geraldo Geraldes, velho companheiro
de D.Afonso Henriques, para que se dirigisse para sul, a fim de saber mais pormenores acerca desta cidade.

Enquanto isto, a irmã de D.Sancho, Princesa Urraca, jovem bela e
com qualidades diplomáticas, parte neste mesmo dia do Condado Portucalense, juntamente com seus pajens e criados,
para iniciar actividades diplomáticas com os restantes reinos cristãos.


E assim termino por hoje, de que é dia de festejar e não de escrever.
Brevemente vos elucidarei acerca das nossas gentes de guerra,
capitães, e outras cousas que terão valor de ser contadas.

Pedro Ayres de Magalhães,
Reino de Portugal, 1143

-------------------------------------------------------------------------------------

TOMSK,
Républica Portuguesa, 2008

Com esta "crónica" não pretendo falsear nem fazer pouco da verdadeira História de Portugal, história essa que muito me orgulho.
Apenas é uma maneira de dar a conhecer este excelente jogo, de uma forma diferente das comuns críticas.
Assim, é possível que a história aqui seja um pouco diferente.
 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Novembro 02, 2008, 01:58:36 am »
D. Afonso Henriques e os seus companheiros de armas

 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Novembro 02, 2008, 10:53:42 pm »
Lisboa arde sob cerco dos Portugueses

[/img]
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Novembro 02, 2008, 11:03:14 pm »
Citação de: "TOMSK"
Lisboa arde sob cerco dos Portugueses

[/img]


Isso não parece nada Lisboa, onde estão as colinas e o rio Tejo ...  :?:  :?

 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Novembro 02, 2008, 11:32:27 pm »
O rio até está lá ( à direita na imagem, apesar de não se ver bem...
Agora as colinas....estão lá mais para o fundo :P
O jogo não é português, apesar de o mod ser  :wink:
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #7 em: Novembro 03, 2008, 09:57:26 pm »
Estou a gostar da crónica Sr. Tomsk. Eu já pensei em utilizar o MT2 para simular a batalha de Aljubarrota, mas não tenho tempo(ou paciência, neste momento), com um mod que se chama "Stainless Steel", que em vez de ter Espanhoís, tem Castela, e Aragon. e seria o ideal para a recriar. Talvez um dia destes.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Novembro 03, 2008, 11:31:01 pm »
Eu tenho instalado o mod Portucale e estou a gostar bastante. Novas cidades, mais unidades, mais facções e uma maior precisão histórica.
E é feito por portugueses, por isso é sempre de louvar  :wink:
 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Novembro 04, 2008, 05:32:30 pm »
----------------------------------------1160----------------------------------------------------------

27 de Janeiro de 1160, Lisboa
Escrevo-vos hoje aqui, pouco depois de ter desembarcado em Al-Ushbuna, agora chamda Lisboa, depois da sua conquista cristã.

Tenho estado ausente do nosso reino pois fiz parte da guarda-pessoal do diplomata Rui da Costa que esteve em África para iniciar relações diplomáticas com a Sícilia.
Foram assinados acordos de comércio.


Por força da minha ausência, todas as novidades que vos contarei agora foram-me transmitidas por Tomás Moniz, pajem do Capitão Lourenço de Almeida.

Lisboa esteve sob cerco português durante cerca de 1 ano, durante o qual recebeu severa punição nas suas muralhas por parte das balistas portuguesas.
Assim, quando se abriram várias brechas no baluarte
infiel, foi decidido, por ordem de D.Afonso Henriques, que era
momento de atacar.

As forças portuguesas sob o comando de Lourenço de Almeida e
Afonso Henriques dividiram-se em dois pontos, de forma a alargar a vaga de ataque e dificultar a defesa aos Mouros.

Em 1155, sob o grito- Santiago!- os nossos entraram e em pouco
tempo estariam os mouros sitiados na centro da cidade.
A seguir segui-se uma chacina necessária para a conversão daquela cidade à cruz de Deus.
Estariam naquela peleja  1500 dos nossos e 1800 mouros.

Lisboa é agora formosa cidade cristã, com cerca de 1600 habitantes.

Contarei-vos agora, o ilustre feito do Infante D. Sancho.

Estando Geraldo Geraldes a sul de Lisboa soube por nova que grande exército mouro estaria saíndo de Silves em direcção a Córdoba,
que se encontrava sobre assédio do Reino de Castela e Leão.
Entrou assim Geraldo Geraldes na dita cidade de Silves, e encontrou
nela muito pequena guarnição.

Este recado chegou a D.Sancho, que sem dar informações a seu pai partiu com pequeno exército em direcção a Silves.
Com o Infante estariam não mais que 200 homens, apenas
a sua guarda pessoal e alguns mercenários contratados a um navio Veneziano que estava perto de Lisboa.
Em 18 de Setembro de 1156 a hoste portuguesa chegou ao Algarve.


Rapidamente, a cidade foi tomada e D.Afonso Henriques concedeu ao filho o título de governador daquela cidade,
que agora fazia parte de Portugal.


Contarei-vos ainda o episódio que se passou com o capitão Lourenço de Almeida.

Estando um exército mouro em Badajoz, exército esse que trazia
grandes senhores, foi-lhe dado batalha pelo capitão Lourenço de Almeida e alguns portugueses, dos poucos que se puderam juntar em Coimbra e Lisboa,
para enfrentar a hoste contrária.
Assim aconteceu em 2 de Novembro de 1159, e no meio da batalha, conseguindo um grupo de cavaleiros portugueses rodear a
posição moura apareceram vindos da rectaguarda, terminou assim como o aprisionamenro da maior parte dos mouros, entre eles, alguns membros da família do Sultão.
A todos estes Lourenço de Almeida libertou, sem pedir qualquer tipo de resgate e deixando-os partir com todos os seus estandartes e armas.

Este gesto muito aprazeu ao Sultão. Como forma de agradecimento enviou até Lourenço de Almeida um formoso Cavalo Árabe,
vindo desde Tânger.



»Alla Iêr-Hamu» era a mensagem do Sultão, leia-se «Deus o Tenha»

Pois assim vai a divisão de territórios na Penínusula:


O Reino de Castela e Leão têm vindo a mobilizar soldados para a região de Córdoba mas ao que parece sem qualquer efeito prático, já que nesta regiões encontram-se experientes corpos de tropas
mouras e o próprio Sultão.

O que se seguirá não sei, mas Geraldo Geraldes já foi enviado para Córdoba.

Brevemente darei notícias,

Por Santiago!
Por Portugal!
 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +15/-0
(sem assunto)
« Responder #10 em: Novembro 04, 2008, 07:33:29 pm »
Citação de: "TOMSK"
27 de Janeiro de 1160, Lisboa
Tenho estado ausente do nosso reino pois fiz parte da guarda-pessoal do diplomata Rui da Costa que esteve em África para iniciar relações diplomáticas com a Sícilia.


 :shock:

Alguma coisa tá mal ai, então o homem precisou de ir África para iniciar relações comerciais com a Sicilia ...  :lol:  :lol:  :lol:

 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Novembro 04, 2008, 07:39:23 pm »
Citação de: "André"
Citação de: "TOMSK"
27 de Janeiro de 1160, Lisboa
Tenho estado ausente do nosso reino pois fiz parte da guarda-pessoal do diplomata Rui da Costa que esteve em África para iniciar relações diplomáticas com a Sícilia.

 :shock:

Alguma coisa tá mal ai, então o homem precisou de ir África para iniciar relações comerciais com a Sicilia ...  :lol:  :lol:  :wink:  ( pelo menos no jogo )
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #12 em: Novembro 04, 2008, 09:24:16 pm »
Vamos a luta Rui Costa!  hehehe...

Ondo é que eu encontro esse mod Portucale?  O ideal seria um mapa exclusivo, e bem detalhado da Peninsula Ibérica para simular a re-conquista de Portugal.
« Última modificação: Novembro 04, 2008, 09:30:38 pm por dremanu »
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

TOMSK

  • Investigador
  • *****
  • 1469
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Novembro 04, 2008, 09:27:43 pm »
Podes encontrar este mod e outro, virado apenas para a reconquista, na seguinte página:

http://www.portclan.com/forum/index.php

Depois é só procurar os nomes:wink:
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #14 em: Novembro 04, 2008, 09:31:01 pm »
Citação de: "TOMSK"
Podes encontrar este mod e outro, virado apenas para a reconquista, na seguinte página:

http://www.portclan.com/forum/index.php

Depois é só procurar os nomes:wink:


Obrigado Tomsk!
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

 

Total war: The peninsular war

Iniciado por dremanu

Respostas: 17
Visualizações: 6271
Última mensagem Setembro 30, 2008, 09:47:46 pm
por dremanu
Empire Total War

Iniciado por TOMSK

Respostas: 185
Visualizações: 76320
Última mensagem Fevereiro 02, 2015, 06:34:25 pm
por jonas922
Rome Total War

Iniciado por cromwell

Respostas: 13
Visualizações: 7152
Última mensagem Abril 21, 2013, 04:19:12 pm
por psaa
Napoleon: Total War

Iniciado por cromwell

Respostas: 21
Visualizações: 10725
Última mensagem Março 13, 2013, 10:59:58 am
por Luís
Total War: Rome II

Iniciado por psaa

Respostas: 12
Visualizações: 5979
Última mensagem Agosto 21, 2013, 02:02:38 pm
por jocampeao