Fenómeno do Neo-Nazismo

  • 13 Respostas
  • 8804 Visualizações
*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 621
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
Fenómeno do Neo-Nazismo
« em: Março 01, 2006, 02:34:50 am »
Citação de: "DD"
Espanha estima que existam entre 11 mil a 15 mil neo-nazis
A polícia espanhola estima que existam entre 11 e 15 mil jovens neo-nazis, a maioria integrado em organizações, tendo o número aumentado recentemente devido à imigração para o país.

Javier Fernández, inspector chefe da Secção Operativa da Brigada Provincial de Informação da Polícia Nacional, disse que os grupos neo-nazis activos no país estão a utilizar métodos cada vez mais sofisticados o que está a dificultar a sua localização pelas autoridades.
Os grupos, explicou, tem vindo igualmente a alargar a sua acção geográfica, movimentando-se para regiões mais periféricas das cidades onde a Guarda Civil e a Polícia têm menor capacidade de actuação.
 
O responsável policial falava aos jornalistas na apresentação do livro «Diário de um Skin», de António Salas, explicando que o movimento neo-nazi continua «muito vivo» em várias zonas do país, recrutando jovens de 13 e 14 anos, a maioria em acções junto de escolas e centros de ensino.
Segundo referiu tem havido numerosas acções policiais contra estes grupos, durante as quais foram encontradas armas de fogo, bastões extensíveis e ampla propaganda racista e xenófoba.

Fernández aludiu ainda ao facto de alguns dos grupos poderem estar vinculados a claques de clubes desportivos, admitindo que essas ligações são difíceis de provar.
O presidente do Movimento Contra a Intolerância, Esteban Ibarra, estima que as acções dos grupos neo-nazis estão actualmente espalhadas por mais de 150 municípios, usando redes clandestinas que mantém igualmente laços internacionais.

Segundo referiu registam-se anualmente mais de quatro mil agressões por alegados membros de grupos neo-nazis, com as vítimas, na sua maioria, a serem imigrantes e indigentes.
Ibarra apelou por isso ao governo para que adopte «legislação específica» para combater o problema, a par de uma forte «campanha de educação de valores» junto dos centros de ensino, como estratégias para evitar que a ideologia se difunda.

 
28-02-2006


Isto também é uma coisa que nos diz respeito. Isto também é sempre um problema de segurança (interna e externa) e deverá ser sempre encarado com seriedade e nunca com o subestimar deste fenómeno e as pessoas que propagandeiam esta ideologia criminosa e desumana. Faço votos que as autoridades competentes em Portugal estejam também atentas a este fenómeno.
Qual será a estimativa em Portugal?

Cumprimentos
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14548
  • Recebeu: 824 vez(es)
  • Enviou: 805 vez(es)
  • +92/-90
(sem assunto)
« Responder #1 em: Março 06, 2006, 09:05:46 pm »
Olha eu tenho amigos tanto de Extrema-direita como de Extrema-esquerda e posso dizer-te que há uns anos eles falavam baixinho as suas ideias politicas quase envergonhados. Neste momento já falam alto e sem complexos. Através deles dá para ver que o movimento está a crescer e a organizar-se de uma forma bastante profissional. Ao contrário dos outros movimentos politicos temos ppl que leva aquilo muito a sério e estão dispostos a sacrificar-se pelo seu ideal.
Eu não concordo com esse ideal, acho perigoso e não quero que tome as dimensões que atinge em alguns paises politicos...mas a verdade é que eles estão a ter muita saida é porque os partidos politicos actuais não inspiram confiança a toda uma camada da população. Por enquanto ainda não estamos numa Austria, mas se as coisas não melhorarem...quem sabe!  :(
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 621
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
(sem assunto)
« Responder #2 em: Abril 08, 2006, 06:21:33 pm »
Saudações guerreiras

Citação de: "Cabeça de Martelo"
Olha eu tenho amigos tanto de Extrema-direita como de Extrema-esquerda e posso dizer-te que há uns anos eles falavam baixinho as suas ideias politicas quase envergonhados. Neste momento já falam alto e sem complexos. Através deles dá para ver que o movimento está a crescer e a organizar-se de uma forma bastante profissional. Ao contrário dos outros movimentos politicos temos ppl que leva aquilo muito a sério e estão dispostos a sacrificar-se pelo seu ideal.
Eu não concordo com esse ideal, acho perigoso e não quero que tome as dimensões que atinge em alguns paises politicos...mas a verdade é que eles estão a ter muita saida é porque os partidos politicos actuais não inspiram confiança a toda uma camada da população. Por enquanto ainda não estamos numa Austria, mas se as coisas não melhorarem...quem sabe!
 :(


Aqui está algo em que podemos ter uma ideia do que esses meninos do coro (que é para não lhes chamar bestas2 - bestas quadradas) são capazes de fazer (no fundo da noticia): http://www.forumdefesa.com/forum/viewtopic.php?t=3525

Cumprimentos
 

*

AugustoBizarro

  • 50
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Abril 15, 2006, 06:50:27 am »
Vamos lá a desconstruir este fenómeno.


Eles proclamam-se Patriotas , ou até mesmo julgam ter exclusividade a esse respeito como que  "Somos os únicos que nos preocupamos! snif snif".


Há uma espécie de Fraternidade entre esta malta, que leva a situações caricatas como, um neo-nazi (ou o que quer que ele se considere) de Espanha , Portugal, Itália,etc  a sentir-se "irmão de luta" de neo-nazis
Alemães, Americanos, Ingleses, e por aí fora.
(ou skinheads(já sei que há uns skinheads que são mto bonzinhos etc, mas estou a referir-me aos violentos), se prefirirem)  


Mas então quer dizer, estes tipos são patriotas de Quê?  O patriotismo é algo exclusivo, a meu ver.  Eu não posso dizer que sou Patriota em relação a Portugal e em simultâneo Patriota em relação à Finlândia. Seria no mínimo estúpido.  A não ser que tivesse dupla nacionalidade, mas.. não entremos por aí.


Ora, o que se passa, é que esta gente, no fundo, quer brincar ao Patriotismo, um pouco como aquelas pessoas que usam óculos escuros para obter um ar de agente secreto ou qualquer coisa assim.

Gostam de música rock com letras violentas, dão-se com tipos de outros países, quer dizer, no fundo isto não tem nada a ver com patriotismo, isto no fundo é um clubinho. Uns tipos gostam de jogar xadrez ou cartas ao fim de semana, estes gostam disto.

Eu dividiria esta malta entre, uns que são pura e simplesmente broncos, que não percebem mínimamente o que estão a fazer (as implicaçoes históricas), e outros que sendo talvez um pouco menos broncos, pura e simplesmente aprenderam tudo errado.

Vejamos,  White Power e por aí fora,   então um neo-nazi do sul da europa aceita usar símbolos do norte da europa? Cruzes Celtas, Suásticas(refiro-me á suástica alemã, porque obviamente esta malta não está a usar a suástica em referência á India ou ao Budismo)?

Estes tipos não percebem mesmo nada, se o Governo Nazi, (O verdadeiro, não estas réplicas de má qualidade),  tivesse conseguido os seus intentos, eu suspeito que a população do Sul da Europa ia ter um futuro muito negro mesmo.

Depois, em relação á irmandade branca, estes tipos deviam meter na cabeça duma vez por todas, que não existe nada como tal.

Portugal era aliado dos Estados Unidos (Esse nosso Irmão Branco!),  e os Estados Unidos financiaram o FNLA,  que matou soldados portugueses.
Bom, e isto para nem recuar mais na história.

Então estes tipos, este neo-nazis portugueses, ou espanhois (bem, haveria tanto para dizer, a Guerra Hispano-Americana, com tanto podre pelo meio.) julgam-se irmãos de gente oriunda de países que nos prejudicuram enormemente.  Então que raio de Patriotismo é este?

Isto não é Patriotismo, isto é Traição

Um indivuduo que se considere Neo-Nazi, ou coisa do género em Portugal, não passa de um traidor, quer tenha consciência disso ou não.

Se querem fundar um movimento, bem pensado, e estruturado, ao menos que pensem pelas próprias cabeças, adoptem o símbolo da Cruz de Cristo (que ao menos é Português), e façam qualquer coisa própria, PORTUGUESA. E Por amor de Deus, deixem a maldita Cruz Celta para os Irlandeses ou outra malta qualquer. Isso nada tem a ver com Portugal.

Agora esta brincadeira de andar a reboque de ideias estrangeiras, é RIDÍCULA.

Estes tipos, no fundo, lembram-me os políticos portugueses que lêm jornais estrangeiros e repetem ideias.

É o ser humano versão Xerox. o Robot ou Clone, que repete ideias sem produzir uma própria.

E neste caso.. que mau gosto na escolha da ideia a repetir.


Sugestão:

Todo o indivíduo que se proclame Neo-Nazi,  é enviá-lo de avião com bilhete pago (de Ida!), para a Alemanha.

O Nazismo não é um fenómeno Português, por isso fora com esta malta.

Quanto aos violentos, que são um bando de cobardes que atacam em grupo, esses é mesmo metê-los na cadeia,  e se a polícia acidentalmente lhes desse uma valente tareia, podia ser que compreendessem. (ou não.)

A liberdade de expressão é uma coisa terrível, dá liberdade a tanto disparate. Antes da liberdade de expressão muitas outras noções deveriam ser ensinadas.

O Neo-nazismo, ou fenómeno skinhead, na Rússia, é algo extremamente preocupante. Lá até crianças de 9 anos são mortas, idosos, etc.

Estes tipos não prestam.
(Mas viva a cultura alemã hein!Que deu tantas coisas ao mundo! Ui que civilizados que eles são.)

É por estas e por outras que anseio por um renascimento do Sul da Europa, para que não se assistam a cenas tristes como estas.

Augusto.
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Abril 15, 2006, 10:37:40 am »
Não obrigado, aqui na Alemanha a sociedade também não os quer.

 O caso russo é deveras muito mau. Em São Petersburgo eles matam estudantes estrangeiros, principalmente africanos....na semana passada foi 1 senegalês.
 

*

fgomes

  • Perito
  • **
  • 476
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Abril 15, 2006, 11:04:57 pm »
E que tal mandá-los para o Irão? São arianos, querem varrer Israel do mapa e o Hitler até gostava de muçulmanos...

Falando a sério, as ideias e comportamentos destes tipos ultrapassam as fronteiras da política e entram no campo da psiquiatria!
 

*

Yosy

  • Especialista
  • ****
  • 1086
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Abril 16, 2006, 09:41:45 pm »
Citação de: "fgomes"
E que tal mandá-los para o Irão? São arianos, querem varrer Israel do mapa e o Hitler até gostava de muçulmanos...

Falando a sério, as ideias e comportamentos destes tipos ultrapassam as fronteiras da política e entram no campo da psiquiatria!


 :lol:
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Abril 26, 2006, 10:18:23 am »
Aparentemente Portugal não está imune também..

Citar
SIS alerta para neonazis e skinheads portugueses

O Serviço de Informações de Segurança (SIS) considera que os movimentos skinhead e neonazi portugueses representam um risco para a segurança interna do País e teme conflitos multiculturais entre militantes de extrema-direita e minorias étnicas oriundas dos bairros problemáticos das grandes cidades, como Lisboa e Porto.
A preocupação do SIS vem expressa, segundo a edição desta quarta-feira do jornal Correio da Manhã, no Relatório de Segurança Interna relativo a 2005, no qual é possível ainda ler-se que há cada vez mais jovens a aderir ao movimento nacionalista e que a Internet e as claques de futebol são os principais meios de angariação de militantes.

Na opinião do Serviço de Informações de Segurança, apesar destes grupos ainda não constituírem uma ameaça à democracia, são já «um factor de risco efectivo para a segurança interna, no tocante ao incitamento e promoção da violência política e racial».

A aumentar estão os contactos com as organizações de neonazis e skinheads a nível internacional, refere também o SIS, com Portugal a ser palco de muitos concertos de música e encontros.

Contrariamente à proliferação de manifestações nacionalistas, os Movimentos Alterglobalização e Anarco-Libertários, que defendem ideais opostos, não representaram, em 2005, segundo o SIS, preocupação acrescida, uma vez que «não foram registadas actividades que confirme a existência de grupo».

26-04-2006 8:14:59


de:
http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?s ... ews=225031
 

*

RedWarrior

  • 235
  • +0/-0
    • http://rouxinol.blogspot.com/
(sem assunto)
« Responder #8 em: Maio 06, 2006, 05:30:17 am »
Algumas citações do Mein Kampf para ajudar à compreensão do fenómeno.

 "Cada animal só se associa a um companheiro da mesma espécie. O abelheiro cai com o abelheiro, o tentilhão com o tentilhão, a cegonha com a cegonha, o rato campestre com o rato campestre, o rato caseiro com o rato caseiro, o lobo com a loba.
Só circunstâncias extraordinárias conseguem alterar essa ordem[...]Ai, porém, a Natureza começa a defender-se[...]Na maior parte dos casos, ela priva-os da faculdade de resistência contra moléstias ou ataques hostis ( Está hoje provado que a diversidade genética, favorece o ser humano, sobretudo a nível de defesas naturais )[...]: todo cruzamento entre dois seres de situação um pouco desigual na escala biológica dá, como produto, um intermediário entre os dois pontos ocupados pelos pais[...]o inferior, mas não atingirá entretanto à altura do superior em raça.

[...]O papel do mais forte é dominar[...]Mas a Natureza disso se encarrega, sujeitando o mais fraco a condições de vida difíceis

[...]A América do Norte, cuja população,, decididamente, na sua maior parte, se compõe de elementos germânicos, que só muito pouco se misturaram com povos inferiores e de cor, apresenta outra humanidade e cultura do que a América Central e do Sul, onde os imigrantes, quase todos latinos, se fundiram, em grande número, com os habitantes indígenas.[...]

Em poucas palavras, o resultado do cruzamento de raças é, portanto, sempre o seguinte:
A) Rebaixamento do n. 1 da raça mais forte;
B) Regresso físico e intelectual e, com isso, o começo de uma enfermidade, que progride devagar, mas seguramente. Provocar semelhante coisa não passa então de um atentado à vontade do Criador, o castigo também corresponde ao pecado.[...]

Tudo que hoje admiramos nesta terra, - ciência e arte, técnica e invenções - é o produto criador somente de poucos povos e talvez, na sua origem, de uma única raça.[...]
Se a humanidade se pudesse dividir em três categorias: fundadores, depositários e destruidores de Cultura, só o Ariano deveria ser visto como representante da primeira classe[...]

Se a partir de hoje, cessasse toda a influência ariana sobre o Japão[...]sobreviveria a preponderância do caráter japonês, e a cultura atual morreria, regressando ao sono profundo, do qual, há setenta anos, fora despertada bruscamente pela onda da civilização ariana.[...] Pode-se denominar uma tal raça depositária, nunca, porém, criadora de cultura.

[...]Genialidade verdadeiramente é sempre inata, nunca fruto de educação ou estudos.[...]

O ditado: "o negro fez a sua obrigação, pode se retirar", possui infelizmente uma significação profunda. Durante milênios, o cavalo teve que servir e ajudar o homem em certos trabalhos nos quais agora o motor suplantou, o que dispensou perfeitamente o cavalo[...]

Só depois da escravização de raças inferiores ê que a mesma sorte tiveram os animais, e não "vice-versa", como alguém poderia pensar[...]

O judeu é que apresenta o maior contraste com o ariano.[...]As qualidades intelectuais do judeu formaram-se no decorrer de milênios, Ele passa hoje por "inteligente" e o foi sempre até um certo ponto. Somente, sua compreensão não é o produto de evolução própria, mas de pura imitação.[...]Como então o judeu - por motivos que ressaltam à primeira vista - nunca possuiu uma cultura própria, as bases do seu trabalho espiritual sempre foram ditadas por outros. Em todos os tempos, seu intelecto desenvolveu-se por influências do mundo civilizado que o cerca.[...]O judeu só conhece a união, quando ameaçado por um perigo geral[...]Se os judeus fossem os habitantes exclusivos do Mundo não só morreriam sufocados em sujeira e porcaria como tentariam vencer-se e exterminar-se mutuamente[...]o judeu não é movido por outra coisa senão pelo egoísmo individual nu e cru[...]O judeu não possui força alguma suscetível de construir uma civilização[...]Tal não acontece com o judeu; este nunca foi nômade e sim um parasita incorporado ao organismo dos outros povos.[...]O judaísmo nunca foi uma religião, e sim sempre um povo com características raciais bem definidas.[...]". Com a ruína da personalidade e da raça, desaparece o maior reduto de resistência contra o reino dos medíocres, de que o judeu é o mais típico representante.[...]

A chefia do judeu na questão social se manterá até o dia em que uma campanha enorme em prol do esclarecimento das massas populares se exerça instruindo-as sobre sua miséria infinita, ou até que o Estado aniquile tanto o judeu como sua obra.[...]

O judeuzinho de cabelos negros espreita, horas e horas, com um prazer satânico, a menina inocente que ele macula com o seu sangue, roubando-a ao seu povo.[...]"

 Já por curiosidade, é importante lembrar que um dos principais movimentos neo-nazis a nível mundial, os hammerskins, estão ligados ao tráfico de droga e armas.

http://www.adl.org/learn/news/Skinhead_Arrested_Chicago.asp

http://www.rickross.com/reference/skinheads/skinheads32.html
A primeira vítima de todas as guerras é a verdade
 

*

sierra002

  • Perito
  • **
  • 434
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Maio 06, 2006, 09:32:09 pm »
Yo en este foro he leido comentarios racistas de Papatango hacia los españoles.
 

*

Leonidas

  • Analista
  • ***
  • 621
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +1/-2
(sem assunto)
« Responder #10 em: Janeiro 26, 2007, 02:05:50 am »
Saudações guerreiras

Citar
Sobreviventes Holocausto tentam proibir partido neonazi

Sobreviventes do Holocausto, o genocídio de seis milhões de judeus pelo regime nazi, lançaram esta quinta-feira em Berlim, com o apoio de algumas personalidades, uma campanha pela proibição do partido neonazi NPD.

Sob o lema «NPD_Verbot Jetzt!» (Proibição do NPD Já), os promotores, em que se inclui a Associação dos Perseguidos pelo Regime Nazi, quer recolher 100 mil assinaturas a favor da interdição do agrupamento neofascista até 9 de Novembro, data do início oficial das hostilidades contra os judeus na Alemanha, em 1939.

Entre os primeiros signatários da petição contam-se a actriz Hannelore Elsner, o actor Peter Sodann e o bispo de Regensburg, Ludwig Mueller.
«Vejo uma situação paralela à que havia naqueles tempos, em que o Estado também não combateu decididamente os primórdios do nazismo e subestimou o perigo», disse aos jornalistas na capital alemã Ernst Grube, ex-prisioneiro do campo de concentração de Theresienstad durante a II Guerra Mundial (1939-1945).

Condição para um novo processo de proibição do NPD é a retirada dos agentes dos serviços de inteligência no partido neofacista, como sublinharam os organizadores da iniciativa.
O primeiro processo de proibição do NPD, em 2003, foi indeferido pelo Tribunal Constitucional, depois de se constatar que numerosos dirigentes do partido trabalhavam para os serviços secretos alemães.

Após os sucessos eleitorais do NPD, que conseguiu ultrapassar a barreira dos 5% imposta pela lei e eleger deputados aos parlamentos regionais da Saxónia, de Bremen e, mais recentemente, de Mecklemburgo-Pomerânia, vários políticos exigiram um novo processo de proibição da força neonazi.
Outros dirigentes de forças democráticas alertaram, no entanto, para os riscos de um novo fracasso perante o Tribunal Constitucional, se a documentação para fundamentar a proibição não for cuidadosamente preparada e se os serviços secretos mantiverem os seus agentes no NPD.
Diário Digital / Lusa
25-01-2007 21:11:48


http://diariodigital.sapo.pt/news.asp?s ... ews=259999

Um dos maiores cancros jamais criados na história da humanidade: o nazismo e suas vertentes.

Para que a memória não seja curta.

NUNCA MAIS!

Cumprimentos
 

*

hellraiser

  • 261
  • +0/-2
(sem assunto)
« Responder #11 em: Janeiro 26, 2007, 03:11:01 am »
De um ponto de vista puramente filosófico e com uma certa analogia na física, os opostos atraem-se. Logo a extrema esquerda não fica muito a dever à extrema-direita.
Como Stephen King disse num livro, SSDN (Same Shit, Different Name). :roll:
"Numa guerra não há Vencedores nem Derrotados. Há apenas, os que perdem mais, e os que perdem menos." Wellington
 

*

Pantera

  • Perito
  • **
  • 399
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #12 em: Janeiro 26, 2007, 09:02:37 am »
então e a questão democrática?Até onde vai a democracia?
na holanda também foi criado um partido pedófilo.
e os partidos comunistas,porque não são abolidos por exemplo?

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #13 em: Janeiro 26, 2007, 09:20:24 pm »
Citar
Sobreviventes Holocausto tentam proibir partido neonazi


Desculpem lá, mas ainda há destes vivos? Porque é que estes não se manifestam contra o fascismo israelita? Ao menos a comunidade judaica não passava tanto por hipócrita.
"History is always written by who wins the war..."