Que futuro queremos para Portugal?

  • 23 Respostas
  • 5581 Visualizações
*

Miguel Roque

  • Membro
  • *
  • 43
  • +0/-0
Que futuro queremos para Portugal?
« em: Setembro 10, 2005, 05:37:27 pm »
Para chegarmos aos dias de hoje é necessário fazer uma incursão na história pátria. Assim, em pinceladas rápidas, vou considerar os seguintes períodos:


- O período de 1128 a 1297 – que é o da fundação de Portugal, alargamento do reino e criação de uma identidade e individualidade próprias, a fim de se formar como entidade geopoliticamente viável.
- período de 1297 a 1415, em que se dá a consolidação da nação e a germinação do projecto nacional de expansão.
- O período de 1415 a 1521 (fim do reinado de D. Manuel I), é o período da expansão ultramarina dos portugueses que começou em Ceuta, em 1415, e que atingiu o seu apogeu no reinado de D. Manuel I .
- O período de D. João III à perda da independência (1580)  onde se verifica a tentativa de destruição do “projecto nacional” e que vai levar à perda da independência sem embargo da tentativa frustrada de D. Sebastião, que tem o seu epílogo em Alcácer Quibir, em 1578;
- O período que vai de 1580 a 1640, e que é o da dominação filipina, onde se destruiu quase por inteiro o projecto português, se depauperou o reino e se voltaram contra Portugal, alguns países que não eram até então nossos inimigos;
- O período de 1640 a 1707 (início do reinado de D. João V e fim da Guerra de Sucessão de Espanha); Restauração (que obrigou a mais um período de guerra de 28 anos); e luta política interna; perde-se a maior parte do Oriente e inicia-se o grande desenvolvimento do Brasil;
- O período de 1707 a 1807 (1.ª invasão francesa), verifica-se um segundo esforço no Brasil, desafogo financeiro e desenvolvimento;
- Período de 1807 a 1822, ocorreram as invasões francesas, entra em vigor a primeira Constituição Política e dá-se a independência do Brasil, Portugal falha a I Revolução Industrial;

- Período de 1822-1910, verifica-se:

. guerra civil quase permanente até 1851;
. Portugal “falha” a II Revolução Industrial;
. dá-se o lento “apodrecimento” do regime monárquico;
. revolução republicana e mudança de regime, o qual até hoje nunca foi referendado.

- período de 1910-1926 – verifica-se a falência política, económica e social da I República; participação algo desastrada na I Guerra Mundial;
- Período de 1926-1974, em que se deve considerar um sub período de 26 a 32, onde se verifica uma ditadura militar seguida de ditadura financeira e depois política, até que, em 1933 é referendada uma nova Constituição.

Seguiu-se:

. Institucionalização do “Estado Novo”;
. Renascimento do espírito nacional;
. Forte recuperação financeira e social e relativa recuperação económica;
. Virtuosismo político e diplomático durante a Guerra Civil de Espanha e a II Guerra Mundial;
. Verdadeiro início da industrialização do país nos anos 50;
. Ataque internacional concertado ao Ultramar português;

1974 – ? Revolução do 25 de Abril, III República menos parlamentar que a primeira e mais liberal que a segunda;

. Abandono da vocação ultramarina dos últimos 600 anos;
. Aposta na Comunidade Económica Europeia, mais tarde Comunidade Europeia, depois União Europeia, a caminho de algo que não se sabe muito bem o que vai ser.


Após esta síntese histórica, pode-se colocar novamente a pergunta: Que futuro queremos para Portugal?


Após o 25 de Abril esqueceu-se um passado quase milenar, é essencial que façamos as pazes com a História, isto é, não se pode meter tudo no mesmo saco e os heróis serem confundidos com os traidores!

Em suma,  nós (portugueses) temos que voltar a ter uma Ideia de Portugal e assumi-la!

Afirmo ainda as três maiores ameaças para Portugal:

- o perigo da união ibérica;
- o federalismo europeu;
- o relaxamento nacional;


Portugal só poderá ter futuro se... continuar a ser Portugal!
Garantir a soberania nacional, a integridade do território e a segurança das populações é o objectivo nacional, primordial.
  :Tanque: :Tanque: :Tanque: :Tanque:
Portugal, ontem, hoje e Sempre!
 

*

NBSVieiraPT

  • Perito
  • **
  • 348
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #1 em: Setembro 10, 2005, 06:13:49 pm »
:Palmas:
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #2 em: Setembro 10, 2005, 10:20:48 pm »
Conclusão : nos últimos 200 anos Portugal esteve melhor no período de 1926-1974.


Está realmente de parabéns pela sua análise lúcida e objectiva :roll:
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

Doctor Z

  • Analista
  • ***
  • 831
  • +1/-0
    • http://www.oliven
(sem assunto)
« Responder #3 em: Setembro 11, 2005, 12:16:45 pm »
Olá a todos.

Pessoalmente o futuro que quero para Portugal :

- retrocessão do concelho de Olivença no território nacional
- aumento do desenvolvimento do país
- baixar as occurrências de acidentes de viação duma vez para sempre
- baixar as occurrências de incêndios duma vez para sempre
- destruír a corrupção
- estructurar Portugal
- maior eficácia do sistema de saúde
- aumentar o nivél de conhecimento da população
- aumentar o destaque de Portugal a nivél mundial
- divulgação dos productos portugueses a nivél mundial

...
Blog Olivença é Portugal
"Se és Alentejano, Deus te abençoe...se não
és, Deus te perdoe" (Frase escrita num azulejo
patente ao público no museu do castelo de
Olivença).

:XpõFERENS./
 

*

Miguel Roque

  • Membro
  • *
  • 43
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Setembro 11, 2005, 06:27:36 pm »
Concordo consigo amigo

Olivença é um assunto que nós não deixaremos morrer, quer aqui quer nos nossos blogs e grupos, em parceria com o grupo amigos de Olivença e o Forum Olivença.
Por Olivença, Por Portugal
Miguel Roque
 :Soldado2:
Citação de: "Doctor Z"
Olá a todos.

Pessoalmente o futuro que quero para Portugal :

- retrocessão do concelho de Olivença no território nacional
- aumento do desenvolvimento do país
- baixar as occurrências de acidentes de viação duma vez para sempre
- baixar as occurrências de incêndios duma vez para sempre
- destruír a corrupção
- estructurar Portugal
- maior eficácia do sistema de saúde
- aumentar o nivél de conhecimento da população
- aumentar o destaque de Portugal a nivél mundial
- divulgação dos productos portugueses a nivél mundial

...
 

*

Miguel Roque

  • Membro
  • *
  • 43
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Setembro 11, 2005, 06:31:09 pm »
E claro com este nosso Forum Defesa, peço desculpa pelo esquecimento...
 :Soldado2:
Citação de: "Doctor Z"
Olá a todos.

Pessoalmente o futuro que quero para Portugal :

- retrocessão do concelho de Olivença no território nacional
- aumento do desenvolvimento do país
- baixar as occurrências de acidentes de viação duma vez para sempre
- baixar as occurrências de incêndios duma vez para sempre
- destruír a corrupção
- estructurar Portugal
- maior eficácia do sistema de saúde
- aumentar o nivél de conhecimento da população
- aumentar o destaque de Portugal a nivél mundial
- divulgação dos productos portugueses a nivél mundial

...
[/quote]
 

*

Sobrevivente

  • 20
  • +0/-0
Re: Que futuro queremos para Portugal?
« Responder #6 em: Fevereiro 04, 2006, 09:32:55 pm »
Certamente, ser de direita ou de esquerda não invalida estas posições. Para voltarmos a ser o país que fomos temos que manter viva nossa dignidade, e recuperar a identidade perdida nos ultimos tempos.
VIVA PORTUGAL
Citação de: "Miguel Roque"
nós (portugueses) temos que voltar a ter uma Ideia de Portugal e assumi-la!

Afirmo ainda as três maiores ameaças para Portugal:

- o perigo da união ibérica;
- o federalismo europeu;
- o relaxamento nacional;


Portugal só poderá ter futuro se... continuar a ser Portugal!
Garantir a soberania nacional, a integridade do território e a segurança das populações é o objectivo nacional, primordial.
  :Tanque: :Tanque: :Tanque: :Tanque:
Portugal, ontem, hoje e Sempre!
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Fevereiro 04, 2006, 10:13:38 pm »
Voces tem o meu apoio na questao de Olivenca.
VIVA PORTUGAL.
cumprimentos
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Fevereiro 14, 2006, 10:45:35 am »
Epá....União Iberica devem tar a gozar...
    Federalismo europeu ...verdade...mas ainda estamos um pouco distantes dessa realidade, senão vá consultar o Art nº 1 do TUE ou TEU ( Tratado da União Europeia, 1992 Maastricht) em que refere "povos da europa" em vez de "povo europeu". Somente isto afasta por agora essa ideia.

    O relaxamento nacional...é natural desde que voltamos a escrever Filipe em vez de Felipe , expulsando este caramelo lá para Espanha.

      Cumprimentos
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14939
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 932 vez(es)
  • +163/-152
Re: Que futuro queremos para Portugal?
« Responder #9 em: Fevereiro 14, 2006, 02:24:20 pm »
Citação de: "Miguel Roque"
Para chegarmos aos dias de hoje é necessário fazer uma incursão na história pátria. Assim, em pinceladas rápidas, vou considerar os seguintes períodos:


- Período de 1926-1974, em que se deve considerar um sub período de 26 a 32, onde se verifica uma ditadura militar seguida de ditadura financeira e depois política, até que, em 1933 é referendada uma nova Constituição.

Seguiu-se:

. Institucionalização do “Estado Novo”;
. Renascimento do espírito nacional;
. Forte recuperação financeira e social e relativa recuperação económica;
. Virtuosismo político e diplomático durante a Guerra Civil de Espanha e a II Guerra Mundial;
. Verdadeiro início da industrialização do país nos anos 50;
. Ataque internacional concertado ao Ultramar português;

1974 – ? Revolução do 25 de Abril, III República menos parlamentar que a primeira e mais liberal que a segunda;

. Abandono da vocação ultramarina dos últimos 600 anos;
. Aposta na Comunidade Económica Europeia, mais tarde Comunidade Europeia, depois União Europeia, a caminho de algo que não se sabe muito bem o que vai ser.


Após esta síntese histórica, pode-se colocar novamente a pergunta: Que futuro queremos para Portugal?


Após o 25 de Abril esqueceu-se um passado quase milenar, é essencial que façamos as pazes com a História, isto é, não se pode meter tudo no mesmo saco e os heróis serem confundidos com os traidores!

Em suma,  nós (portugueses) temos que voltar a ter uma Ideia de Portugal e assumi-la!

Afirmo ainda as três maiores ameaças para Portugal:

- o perigo da união ibérica;
- o federalismo europeu;
- o relaxamento nacional;


Portugal só poderá ter futuro se... continuar a ser Portugal!
Garantir a soberania nacional, a integridade do território e a segurança das populações é o objectivo nacional, primordial.
  :Tanque: :Tanque: :Tanque: :Tanque:
Portugal, ontem, hoje e Sempre!


É impressão minha ou o amigo é um fã do Estado novo. Se comparar a industralização pós-2ª GM, verá que em todos os paises europeus houve um crescimento muito superior, tanto ao nível económico como ao nível social. Não se esqueça que ao contrário de Portugal, metade da Europa estava arrasada. Mesmo assim conseguiram superar-nos. E porquê? Porque estavamos sobre um regime ruralista e que não via com bons olhos o desenvolvimento dessa mesma industria que disse que se desenvolveu. Até a ponte Salazar (actual 25 de abril) foi feita contra a vontade do próprio Salazar.
Acho que o "culto" ao estado novo deve ser um pouco refreada porque Portugal é o que é graças a esse regime. Nós tivemos que passar de um pais rural e sem qualquer qualificação dos seus recursos humanos para um pais que tem que competir com outras nações que desde o pós-guerra têm sempre andadoa investir nos seus recursos humanos e onde a modificação da sua estrutura foi sendo feita de uma forma muito mais progressiva.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Sobrevivente

  • 20
  • +0/-0
Re: Que futuro queremos para Portugal?
« Responder #10 em: Fevereiro 27, 2006, 06:56:52 pm »
De maneira alguma concordo com o Fascismo de Salazar (a posição do Miguel Roque, desconheço-a) mas uma duvida me surge, não poderiam os politicos pós-entrada na CEE ter feito mais por Portugal???
veja-se o caso de Espanha que estava pior que nós e já nos passou e bem...  :n.idea:
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Nós tivemos que passar de um pais rural e sem qualquer qualificação dos seus recursos humanos para um pais que tem que competir com outras nações que desde o pós-guerra têm sempre andadoa investir nos seus recursos humanos e onde a modificação da sua estrutura foi sendo feita de uma forma muito mais progressiva.
 

*

Marauder

  • Investigador
  • *****
  • 2102
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #11 em: Fevereiro 27, 2006, 07:30:58 pm »
Sim, de facto deveriam ter feito mais, mas a população também de certeza que limitaria as decisões do governo. E as decisões nunca viriam de um governo de esquerda mas de direita, mais alinhado com os principios económicos (pelo menos esta é a ideia que se passa na actualidade).

    Atraiu-se muito investimento, mas de má qualidade, fábricas que nasceram para explorar somente a mão-de-obra barata e que..obviament já abandonaram ou devem estar neste momento em abandonar o país.

  O que a Espanha fez e muito bem foi "limpar" o seu sistema economico. O tecido economico espanhol era muito semelhante ao nosso, mas eles acabaram com as empresas inviáveis e que só sobreviviam com esmolas do estado. Desemprego aumentou, mas as empresas que sobreviveram demonstraram ser competitivas e fortes, e mais se juntaram. Em Portugal continuou o Laissez-faire...o nacionalizar para privatizar para depois voltar a nacionalizar...mantendo empresas inviáveis...mas aumentar o desemprego é sempre muito inpopular entre o povo. Mas os erros pagam-se normalmente no futuro. Caso de estudo PortugalVsEspanha hoje em dia.

  Cumprimentos
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #12 em: Março 01, 2006, 04:14:00 pm »
Gostaria de apelar para a seriedade e o cuidado com as afirmações.

Sobrevivente:

Em nenhum periodo da nossa história recente, excepto o periodo correspondente à guerra civil espanhola e o periodo até 1950, foi a Espanha mais pobre que Portugal.

A Espanha sempre foi mais rica que Portugal, nomeadamente desde as invasões francesas.

Temos os nossos problemas, mas eles não são de agora nem são todos responsabilidade dos governos pós 25 de Abril.

Em 1973/1974 havia em Portugal surtos de colera como no terceiro mundo, porque quase 75% do país não tinha agua canalizada e menos de 50% tinha electicidade em casa, quando em Espanha quase 66% das familias tinham televisão.

Não confunda a realidade de Lisboa, com a realidade de Portugal.
Se considerarmos apenas Lisboa e a grande-Lisboa, então estariamos entre os mais ricos.

Cumprimentos
 

*

Doctor Z

  • Analista
  • ***
  • 831
  • +1/-0
    • http://www.oliven
(sem assunto)
« Responder #13 em: Março 03, 2006, 01:44:19 pm »
Citação de: "papatango"
Não confunda a realidade de Lisboa, com a realidade de Portugal.
Se considerarmos apenas Lisboa e a grande-Lisboa, então estariamos entre os mais ricos.
Cumprimentos


O que vejo para Portugal para os próximos anos se nada for feito :
- Alentejo a 100 000 habitantes (Beja + Evora + Portalegre)
- Trás os Montes a 100 000 habitantes (Vila Real + Bragança)
- Algarve totalmente massacrado por causa do turismo
- Lisboa e Vale do Tejo com mais gente
- Porto e grande Porto com mais gente
- Mais portugueses a saírem do país ?

Os factos possitivos :
- Desenvolvimento de Braga, Viseu, Aveiro, Coimbra e Guarda
- Melhoramento no Minho

Para as ilhas, na faço ideias ...
Blog Olivença é Portugal
"Se és Alentejano, Deus te abençoe...se não
és, Deus te perdoe" (Frase escrita num azulejo
patente ao público no museu do castelo de
Olivença).

:XpõFERENS./
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
(sem assunto)
« Responder #14 em: Março 03, 2006, 05:40:44 pm »
Na minha opinião pessoal, o futuro de Portugal passa pelo esforço individual de cada um de nós para sermos bons cidadãos, bons maridos, bons país de família, bons professionais, bons amigos, bons vizinhos, dar boa educação aos filhos, continuamente cultivar as nossas capacidades individuaís, etc.

Quanto mais sucesso obtiverem nestas coisas que controem a nossa realidade individual, mais sucesso terá o nosso país.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

 

Portugal "sem fronteiras"

Iniciado por TOMKAT

Respostas: 6
Visualizações: 3618
Última mensagem Maio 10, 2006, 10:15:52 pm
por superbuzzmetal
"Erasmus militar" Portugal/Espanha

Iniciado por Lancero

Respostas: 8
Visualizações: 4994
Última mensagem Julho 22, 2009, 10:29:57 pm
por dannymu
Portugal «deve ser» país participante nas áreas militares

Iniciado por Fábio G.

Respostas: 29
Visualizações: 9165
Última mensagem Junho 17, 2004, 12:17:24 pm
por Rui Elias
Portugal e Espanha anunciam frente em questões europeias

Iniciado por Dinivan

Respostas: 1
Visualizações: 1593
Última mensagem Maio 22, 2005, 03:09:33 pm
por Yosy
Forças mecanizadas do exército Espanhol à beira de Portugal

Iniciado por dremanu

Respostas: 13
Visualizações: 5432
Última mensagem Maio 08, 2006, 12:40:15 pm
por carlovich