Guerra entre Portugal e Espanha?

  • 1598 Respostas
  • 249908 Visualizações
*

Smoke Trails

  • Perito
  • **
  • 328
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +0/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1560 em: Agosto 10, 2011, 08:13:30 pm »
Boa tarde,

Citação de: "papatango"
Citar
Quando a França tivesse caído já tudo estava perdido. Logo após o ataque nuclear inicial do Pacto de Varsóvia a alvos por toda a Europa, as coisas já não estariam direitas em Portugal e Espanha.
Não haveria nenhum ataque nuclear por parte da União Soviética, nem faria sentido dado os russos disporem de grande superioridade numérica.
Foi a NATO que considerou um ataque nuclear para que os russos não ficassem com ideias.
Apesar disso, os russos continuavam com ideias. Todos os aviões soviéticos estacionados na Alemanha eram compatíveis com os sistemas de apoio da NATO.

Nas bases soviéticas todos equipamentos de radar e comunicação estavam prontos a ser embalados.

Existia uma lista de nomes de personalidades da Alemanha Federal para prender ou eliminar, uma lista de nomes de personalidades para ocupar cargos na nova Alemanha e uma nova moeda para substituir as moedas das duas Alemanhas.

Citação de: "YOMISMO"
Smoke Trails tranquilicese porque estamos haciendo un ejercicio teórico y técnico, para nada quiero entrar en el tema político porque podemos entrar en polémica (este topic va de una hipotética guerra entre los 2 paises).
É um exercício teórico e técnico, mas os foristas espanhóis gostam os elaborar: Portugal e Espanha contra Marrocos, Portugal, Espanha e Itália contra a França e a Alemanha etc. Perante isto (provavelmente sem se darem conta) demonstram uma grande “sede” de guerra. Há foristas aqui, e em fóruns espanhóis, que desprezam descaradamente Portugal.

Citação de: "YOMISMO"
Busque nuevas fuentes fiables de información ya que las actuales que utiliza no son las correctas (en cuanto al uso de las bases de Morón o Rota e incluso Torrejón).
Os espanhóis estão sempre a insinuar que os Americanos mandam nas Lajes, mas não mandam nas bases espanholas que utilizam. Parece que tudo o que é espanhol, para eles, é importante e o que é português é desprezável, sem qualquer valor.

O que é que tenho que pesquisar sobre Torrejón? Nos anos 80 houve muitas manifestações á porta a exigir a retirada dos americanos. Eles só saíram, nos anos 90, quando as coisas começaram a aquecer na ex-Jogoslávia, para Aviano e a 401 TFW foi redesignada 31 TFW. Por acaso, na Segunda Guerra Mundial, o 31st FG esteve em Aviano.

Citação de: "YOMISMO"
Lajes es importante pero siempre dentro de un contexto; quizás la USAF le saque más partido para vuelos de entrenamiento sin restricciones. Rota tiene mayor importancia estratégica para los USA, por lo menos un 50% más que Lajes. Morón puede ser cerrada para la USAF aunque presenta mejores conexiones para otro tipo de misiones que Lajes (eran más importante en otro tiempo ya que permitía vuelos intercontinentales pero actualmente, mediante reabastecimiento en vuelo y mayores rangos puede ser obviada por otras bases mejor situadas para las distintas operaciones de USA (Africom, Mediterráneo, etc).
Não queira comparar uma base situada no meio de um oceano com uma base situada em terra firme. Estão sempre a insinuar que as Lajes já não valem nada. Por muito modernos e sofisticados que sejam os meios aéreos, por maior que seja a sua autonomia, as Lajes poderão ser sempre um ponto seguro em caso de algum problema. Além disso, Africom e Mediterrâneo também proporcionam alternativas a Rota e Morón.

Citação de: "YOMISMO"
Perejil fue un "pulso" de poder entre Marruecos y España; la norma establecida por la OTAN es que cualquier incidente que no afecte a territorio europeo español no los obliga a intervenir)...
Espanha teve apenas o apoio da Itália e da Dinamarca e a abstenção dos Estados Unidos, eu não falei em apoio militar! Os restantes países europeus ignoraram o incidente. Isto revela que, no contexto europeu Espanha não é assim tão importante como apregoam.

Citação de: "YOMISMO"
La cultura marroquí ve como una debilidad la cesión de territorio,
Exactamente como Espanha vê Gibraltar.

Citação de: "YOMISMO"
…y hubieramos acabado en "guerra abierta".
Infelizmente, “Guerra aberta” é aquilo por que Espanha anseia. Espanha não se cansa de demonstrar que “despreza” os Marroquinos, mas Marrocos não tem respondido ás constantes provocações espanholas.

No ano passado, muitos espanhóis lamentaram a via diplomática escolhida pelo governo para resolver a crise, pois teriam preferido uma acção militar.

Citação de: "YOMISMO"
Marruecos solo busca $$$$ para mantener a su oligarquía monarquica.
Também outras nações africanas com as quais Espanha tém relações comerciais, Angola por exemplo. As democracias também querem $$$ e €€€ para manter a classe politica e os seus privilégios.

Citação de: "YOMISMO"
Cíclicamente saca sus historias coloniales para tapar el hambre y la dictadura a la que tienen sometida a su pueblo.
Marrocos vai sempre continuar a puxar o tema do colonialismo enquanto esses territórios forem espanhóis.

Até nas democracias existe fome! Será que Espanha não tem relações comerciais com ditaduras? Porque é que só falam de Marrocos?

Cumprimentos
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 930 vez(es)
  • +161/-151
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1561 em: Agosto 11, 2011, 11:39:30 pm »
Citação de: "whiskey01"
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Vai lá atrás, vê em que contesto a Guerra do Ultramar foi trazida ao debate. Como já percebi que o pessoal tem muita pouca capacidade ou vontade de pesquisar seja o que for, só vou dizer uma coisa, a UPA foi quem começou a guerra em Angola. Essa organização era apoiada fortemente pelos governo Norte-Americano. Esse apoio contabilizou um massacre sem precedentes em Angola de cerca de 7000 pessoas. Essas pessoas foram mortas à catanada, à machadada, retalhadas sem dó nem piadade. E depois leio pessoas a pensarem que os EUA fariam isto ou aquilo por Portugal porque nós somos aliados e eles têm uma base em Portugal.

Portanto, falando em gente a enterrar-se... Eu nunca falei bem dos EUA. Não sou anti-americano mas também não sou fã deles. E sim, eu sei que esses massacres aconteceram e sei quem foi a UPA. Tenho vários livros cá em casa acerca das guerras em que Portugal esteve envolvido. No da Guerra do Ultramar isso está lá mencionado e explicado. Mas pronto, sentes-te melhor em ter dito isso?

Eu sei que não, por isso é que não percebo porque é que ficaste picado. Eu não estava a falar para ti.

Citar
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Mais uma vez estás a enterrar, vai lá ver o contexto. Primeiro falam que os EUA apoiavam-nos em caso de guerra por causa das Lajes e nem sequer sabem que eles têm duas bases em Espanha.

Têm duas bases em Espanha. E depois? Claro que os EUA nunca nos apoiariam. Isso é mais do que óbvio. Mas se (por milagre) o fizessem, não seria por causa das Lajes. Em caso de guerra, assim que Portugal falasse com os americanos acerca disto e usasse as Lajes como moeda de troca, eles pura e simplesmente nos mandariam à me***. E nós faríamos o que acerca disso? Diríamos: "Cuidado, estás a violar leis do Direito Internacional ao invadir um território soberano"? A resposta era simples: "Olha, eu não queria ser incómodo, mas a tua capital está a arder...". Usar as Lajes como moeda de troca não revela audácia, mas sim estupidez suprema.

Os EUA na minha humilde opinião nem sequer são para aqui chamados. Antes disso tinhamos (nós e os Espanhóis) que nos explicar aos donos (4º Reich).

Citar
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Quantos países usam munições de urânio empobrecido? EUA e Israel.

Qual é o propósito do mesmo?
Perfurar as blindagens cada vez mais eficazes dos CC, bunkers, etc.
Recomendo-te que vejas com olhos de gente estes links:

Sabes que mais? Como queiras.
E como sabes que os russos não as usam? Desde quando é que eles se preocupam com a saúde dos outros? Os veículos deles não oferecem quase protecção nenhuma. Ainda hoje a táctica dos russos para invadir outros países seria a utilização em massa de veículos (o que revela descuido pela perda de vidas). E isto é irrefutável.

Não meu caro, o problema é que tu ainda não percebeste, os problemas de saúde são tanto das populações das zonas onde esse tipo de munições foi usada, como nas próprias tripulações dos CC que as usaram. Aposto que não viste os videos...

As táticas russas só a eles lhes diz respeito, enquanto à blindagem dos CC russos, tu por acaso sabes não conta só o aço, mas sim sistemas como o ERA e os respectivos sistemas de alerta? Os T-72 já tinham esse tipo de blindagem, por isso já têm décadas de experiência. Na minha opinião eles ficaram um pouco para trás por causa da falta de investimentos, é que depois da queda da URSS aquilo foi uma decadência sem limites. Mas as últimas versões são bastante interessantes e com todas as inovações dos CC ocidentais. Ok, reconheço, o Exército Russo apesar do que o Putin diz, tem recebido muito pouco material novo.

Citar
Citação de: "Cabeça de Martelo"
E tu és militar? És especialista em quê? Armamento não és de certeza! :lol:


Citar
Citar
"És militar?"... Há muitos assim. Estiveram no Exército, na Marinha ou na FA e nem que tivessem estado lá a assinar papéis ou a servir chá e bolachinhas aos Generais já pensam que sabem muito disto. Já disse aqui e volto a dizer: O que vem cá para fora é irrelevante e as informações acerca de coisas relevantes que estão disponíveis na Internet ou noutras fontes, ou estão incompletas, ou estão obsoletas ou são falsas. Portanto aquele que tudo sabe sobre falsidades sabe tanto como aquele que nada sabe.

Sem entrares em detalhes é dificil perceber o que relevante para ti. Para mim o que é relevante é termos unidades operacionais às moscas (coisas que pude comprovar quando fui ao dia da Casa Mãe no ano passado), o pessoal estar a receber material a conta gotas e só para as missões internacionais (como foram os novos coletes balisticos e táticos para o Afeganistão, viaturas, etc.); as novas vagas estarem congeladas ou perto disso, a profissionalização das Forças Armadas ter sido uma autêntica palhaçada, etc.

Atenção, em Espanha as coisas podem estar melhores mas não é um paraiso, longe disso. c34x
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

whiskey01

  • Membro
  • *
  • 188
  • +0/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1562 em: Agosto 12, 2011, 12:51:49 am »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Eu sei que não, por isso é que não percebo porque é que ficaste picado. Eu não estava a falar para ti.

Picado? Oh meu caro, de modo algum!

Citação de: "Cabeça de Martelo"
Os EUA na minha humilde opinião nem sequer são para aqui chamados. Antes disso tinhamos (nós e os Espanhóis) que nos explicar aos donos (4º Reich).

Eu falei dos EUA porque muita gente começou a debater acerca de uma possível atitude deles face a este hipotético conflito (passiva ou activa). Limitei-me a dar a minha opinião, não significa que ache que os EUA estejam relacionados com isto.

Citação de: "Cabeça de Martelo"
Não meu caro, o problema é que tu ainda não percebeste, os problemas de saúde são tanto das populações das zonas onde esse tipo de munições foi usada, como nas próprias tripulações dos CC que as usaram. Aposto que não viste os videos...

Apostas quanto? É que eu vi os vídeos, e não estou a perceber onde é que queres chegar com isso. Eu estou a falar dos problemas de saúde que os militares que usam esse tipo de munições têm, e não dos civis.

Citação de: "Cabeça de Martelo"
tu por acaso sabes não conta só o aço, mas sim sistemas como o ERA e os respectivos sistemas de alerta? Os T-72 já tinham esse tipo de blindagem, por isso já têm décadas de experiência. Na minha opinião eles ficaram um pouco para trás por causa da falta de investimentos, é que depois da queda da URSS aquilo foi uma decadência sem limites. Mas as últimas versões são bastante interessantes e com todas as inovações dos CC ocidentais. Ok, reconheço, o Exército Russo apesar do que o Putin diz, tem recebido muito pouco material novo.

Sim, sim, sei de tudo isso. E o T-72 é um carro incapaz de fazer frente aos modernos MBT's. Apenas o material russo mais avançado, como o T-80 ou o T-90 (que existem em números reduzidos, face ao país que é a Rússia) possuem sistemas de defesa e protecção mais sofisticados. O resto dos carros russos já foi mais do que visto em acção por todo o mundo, e o resultado nunca foi satisfatório. Não estou a dizer, no entanto, que os CC russos não prestam.

Citação de: "Cabeça de Martelo"
Pois, és apoiado por quem sabe mais do que um fórum com vários Sargentos e Oficiais QP no activo?! Certo... :twisted: c34x

Acho que te estás a trocar por aí...
Para mim, mais relevante do que guerras fictícias, tanques russos ou a cor preferida do Obama é, sem dúvida nenhuma, o estado degradado das nossas Forças Armadas, que muita gente vê com espanto. Isto já está assim há anos. Eu não queria concordar com o YOMISMO, mas ele tem razão: Há muito que Portugal renunciou às suas Forças Armadas. E só recebemos o material para missões internacionais porque isso é apoiado pela NATO. E enquanto a nossa economia não melhorar, isto há de continuar assim ou até piorar.
«Com quem saiba conduzi-los, eles irão a toda a parte e combaterão quem se quiser. Marcharão sujeitando-se às maiores fadigas, sem um murmúrio, vivendo apenas de pão e água com um dente de alho como condimento…»

Relato de um Oficial do Exército Britânico sobre os soldados portugueses (sec XVIII)
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 930 vez(es)
  • +161/-151
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1563 em: Agosto 13, 2011, 11:32:58 am »
Em relação aos textos de resposta acho que não vale a pena eu responder, porque por muito que eu tente tu não atinges...

Em relação à última parte, aí sim, podemos debater, porque é essa a questão fulcral neste tópico. Que tipo de Forças Armadas temos, e que tipo teremos no futuro?

Eu sou sincero, não vejo nada a não ser cada vez mais decadência, na minha tropa passou-se da maior operacionalidade possivel em Portugal, com recursos humanos e materiais do melhor que havia naquele tempo, para meia dúzia de gatos pingados mal equipados. É triste, mas é a realidade.

Noutras tropas não vejo grandes melhoras, todas estão a sofrer com a falta de investimentos e têm uma falta de voluntários tremenda. Ainda por cima o governo praticamente congelou as novas incorporações.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

whiskey01

  • Membro
  • *
  • 188
  • +0/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1564 em: Agosto 13, 2011, 04:02:56 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Em relação aos textos de resposta acho que não vale a pena eu responder, porque por muito que eu tente tu não atinges...

O sentimento é mutuo.

Relativamente à decadência das Forças Armadas, Portugal nunca teve o que realmente necessitava. A nossa Marinha precisava de mais navios para patrulhar a nossa enorme ZEE, o Exército tem poucos blindados de combate e a Força Aérea não tem aviões suficientes (creio que isto já foi debatido num dos tópicos aqui no fórum). A falta de material deve-se à pobre economia que temos e a política em nada ajuda. Recordo, por exemplo, o caso de uma arma portuguesa que até foi noticia nos telejornais, a Lusa A2, cuja patente foi vendida a uma empresa americana por um preço estupidamente baixo. Militares americanos chegaram mesmo a dizer que o seu desempenho era melhor que o da MP5. Poderíamos ter tido uma oportunidade de ter uma arma portuguesa no nosso exército, comprada cá em Portugal (através de acordos de armamento entre o Exército e a INDEP), e agora, se a quisermos, temos de a comprar aos americanos. Compramos aos americanos, uma arma desenhada por nós. É o cúmulo da palhaçada.

Outro exemplo é a OGMA, cuja capital é maioritariamente detida pela Embraer brasileira.

Os Estaleiros Navais de Viana do Castelo estão a sofrer uma crise de redução de pessoal. Isto é um circo. É a prova de que a politica quer destruir as nossas Indústrias de Defesa. E um país que não tem Indústrias de Defesa, ou melhor, um país que TEM Indústrias de Defesa mas tudo faz para as destruir, está claramente a renunciar às suas Forças Armadas. Daí a degradação. A falta de voluntários? Isso é porque muitos não fazem ideia do que é a tropa e tudo fazem para a evitar. Por mim, metam o SMO em vigor de novo. Instrução militar nunca fez mal a ninguém.
«Com quem saiba conduzi-los, eles irão a toda a parte e combaterão quem se quiser. Marcharão sujeitando-se às maiores fadigas, sem um murmúrio, vivendo apenas de pão e água com um dente de alho como condimento…»

Relato de um Oficial do Exército Britânico sobre os soldados portugueses (sec XVIII)
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 930 vez(es)
  • +161/-151
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1565 em: Agosto 13, 2011, 05:24:02 pm »
SMO de volta ou uma profissionalização a sério e não esta espécie de profissionalização. A continuar assim, vai haver muita unidade operacional a ficar sem a menor capacidade real (ex: BIParas).
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

old

  • Especialista
  • ****
  • 913
  • +1/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1566 em: Agosto 18, 2011, 05:38:32 pm »
La unica forma mas o menos logica de una intervencion armada sobre Portugal viene de la mano de un tercer pais con Espanha:

Imaginen un conflicto con X pais. Al ser esto una peniunsula y estar cerrada por el norte (Pirineos)  si llegaran carros de combate invasores lo tendrian que hacer desde el mar, algo casi imposible excepto para USA.

En ese sentido, un posible enemigo de Espanha lo tendria mas facil para atacar invadiendo Portugal dadas sus escasas defensas para luego adentrarse y plantar batalla a lo largo de toda la frontera terrestre.

 Por lo que supongo que existiran planes para  ocupar (o ayudar ) a Portugal por tierra  mar y aire, bien de forma amistosa para hacer frente común o bien de forma hostil, ante la amenaza de un ataque de esa magnitud en suelo propio por otra potencia extranjera
 

*

Smoke Trails

  • Perito
  • **
  • 328
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +0/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1567 em: Agosto 25, 2011, 12:46:17 pm »
Caro “old”

De uma vez por todas, quem é esse ‘possível inimigo’ de Espanha, de que os espanhóis tanto falam mas que mais ninguém vê?

Cumprimentos
 

*

VICTOR4810

  • Perito
  • **
  • 372
  • +0/-1
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1568 em: Agosto 29, 2011, 07:07:18 pm »
Hoy Portugal no tiene enemigos, ni tampoco los tiene España, formamos parte de una alianza económica y militar que nos impone obligaciones pero que nos garantiza una defensa común, por lo tanto nuestros enemigos son los enemigos de  esa alianza, enemigos fantasmales que no se mueve con miles de tanques u oleadas de aviones, son el terrorismo internacional y sus acólitos (emplezando por Al Quaeda), pero ese es poco enemigo, por mucho daño que nos quiera hacer.
El verdadero enemigo hoy de nuestros paises es la recesión económica, la déuda externa -y la corrupción política-.
No hay peores enemigos para el pueblo que esos.¡
Los demás dan poco miedo.¡
Estos son capaces de dejar sin pan al pueblo para años.¡
1.492, DESCUBRIMOS EL PARAISO.
"SIN MAS ENEMIGOS QUE LOS DE MI PÁTRIA"
 

*

ICE 1A+

  • Analista
  • ***
  • 669
  • Recebeu: 466 vez(es)
  • Enviou: 37 vez(es)
  • +101/-8
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1569 em: Setembro 25, 2011, 10:48:40 am »
VITOR$4810:

 :Palmas:  :Palmas:
 

*

urso bêbado

  • 75
  • +0/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1570 em: Março 27, 2012, 06:42:44 pm »
Eu não lhe daria muitas voltas ao confronto com a Espanha.

1.- O exército espanhol não faz mais do que perder guerras desde o desastre do 1898, e com elas, território.

2.- O exército espanhol é experte em ganhar guerras... contra o(s) povo(s) espanhóis (guerras civís, incluíndo sempre unidades estrangeiras --mouros de Franco ou legião-- contra os governos legítimos na altura), ou a ameaça permanente de "proteger" a unidade da pátria ante uma possível declaração de independência de bascos ou catalães; a última façanha do exército espanhol foi invadir nos oitenta o Congresso dos Deputados e acabar com as garrafas de uísque e as cervejas do bar, para empezarem a esfuracar o teito do Parlamento enquanto os mandos jogavam ao baralho...

3.- O dia apôs a invasão haviam surgir as guerrilhas e os comandos especiais, calculo (não sou militar). Portugal é muita nação para um débil construto como Espanha.

Cream-me: a hipótese de ganhar Espanha qualquer guerra no estrangeiro é tão certa como a aterragem em Barcelos dum comando jupiterino.

Palavra de galego.
 

*

VICTOR4810

  • Perito
  • **
  • 372
  • +0/-1
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1571 em: Março 30, 2012, 10:05:40 pm »
Tiene usted razón señor ursu, España no ha hecho mas que perder guerras desde el desastre de 1.898 (contra los Estados Unidos de América y su lacayo Inglaterra), y en consecuencia perder territorio.
Según usted:  ¿Portugal no ha hecho mas que ganar guerras?,  ¿ha aumentado el territorio?,  ¿lo ha disminuido?
Desengañesé Caballero:  Portugal es un país pobre que ocupa parte de la península ibérica, España es un país pobre tambien que ocupa otra parte de la península ibérica, no somos enemigos y compartimos mas cosas de las que nos parece son mucho mas fuertes nuestras afinidades (incluso raciales), que nuestras diferéncias, hoy el verdadero enemigo  de nuestros paises es la recesión económica, la déuda externa -y la corrupción política-..
No espere ver a soldados lusos combatiendo con extremeños o gallegos.
Tuvimos nuestras rivalidades cuando fuimos los amos del mundo (Españoles y Portugueses), hoy solo somos vecinos con los mismos intereses, TRABAJO PARA NOSOTROS Y FUTURO PARA NUESTROS HIJOS.¡
Boas Noites.¡
1.492, DESCUBRIMOS EL PARAISO.
"SIN MAS ENEMIGOS QUE LOS DE MI PÁTRIA"
 

*

urso bêbado

  • 75
  • +0/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1572 em: Abril 06, 2012, 11:27:03 pm »
Citação de: "VICTOR4810"
Tiene usted razón señor ursu, España no ha hecho mas que perder guerras desde el desastre de 1.898 (contra los Estados Unidos de América y su lacayo Inglaterra), y en consecuencia perder territorio.
Según usted:  ¿Portugal no ha hecho mas que ganar guerras?,  ¿ha aumentado el territorio?,  ¿lo ha disminuido?
Desengañesé Caballero:  Portugal es un país pobre que ocupa parte de la península ibérica, España es un país pobre tambien que ocupa otra parte de la península ibérica, no somos enemigos y compartimos mas cosas de las que nos parece son mucho mas fuertes nuestras afinidades (incluso raciales), que nuestras diferéncias, hoy el verdadero enemigo  de nuestros paises es la recesión económica, la déuda externa -y la corrupción política-..
No espere ver a soldados lusos combatiendo con extremeños o gallegos.
Tuvimos nuestras rivalidades cuando fuimos los amos del mundo (Españoles y Portugueses), hoy solo somos vecinos con los mismos intereses, TRABAJO PARA NOSOTROS Y FUTURO PARA NUESTROS HIJOS.¡
Boas Noites.¡

Venho de passar as férias de Semana Santa em Lisboa; a sede do Partido Comunista Português fica vizinha da embaixada espanhola; na sede do PCP aparecem duas bandeiras: a do PCP e a bandeira nacional. Pode o senhor pensar que na sede de qualquer força da esquerda real espanhola houvesse lugar para a bandeira nacional espanhola??... Discutiriam; polemizariam; colocariam a bandeira da república; mudariam para a da república mas com estrela encarnada... finalmente colocariam dezassete bandeiras --tantas como regiões/nações autónomas-- e ficariam, no fim, por apagá-las todas.

Essa é a ideia que lhe coloco de deixa para reflexionar sobre a hipótese de quem ganhar uma guerra.
::::::::::::::::::
A todos os que fazem piada de Portugal digo-lhes que, quanto galego, sinto vergonha de ser "espanhol" e tenho claro por quem havia dar meu sangue, de necessário, nessa guerra.

Portugal é o lugar onde a Galiza se faz República.
Portugal é o lugar onde a língua dos nossos ancestros se formalizou nacionalmente.

::::::::::::
Quando deixei o hotel, nesta manhã, começavam a ouvir-se vozes em espanhol de gentes de Andaluzia e Madrid, etc... e deu-me ganas de deitar o pequeno-almoço no chão; não fiz e traguei; para mim Portugal é cultura, respeito e amor à pátria; em Espanha quase ninguém está pronto a dar a vida por um construto artificial, com dezanove regiões/nações/cidades autónomas; com um sistema de des-soberanização que começou nos oitenta e ainda vai na metade do caminho.

::::::::::::::::::::
Eu verei Catalunha independente e País Basco independente; Canárias não vai sê-lo porque tem um vizinho a fazer-lhe olhos: Marrocos; Galiza também não vai ficar independente porque a língua foi na práctica apagada, e os poucos que a falamos falamo-la mal e escrevemo-la pior; Ceuta e Melilha vão ficar marroquinas e Gibraltar nunca vai voltar às mãos espanholas.

Se vocês querem ganhar uma guerra, vaiam apanhar Andorra, e ainda assim nem concedo inteiramente terem sucesso...  :roll:
 

*

urso bêbado

  • 75
  • +0/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1573 em: Abril 06, 2012, 11:49:22 pm »
Citação de: "urso bêbado"
Citação de: "VICTOR4810"
Tiene usted razón señor ursu, España no ha hecho mas que perder guerras desde el desastre de 1.898 (contra los Estados Unidos de América y su lacayo Inglaterra), y en consecuencia perder territorio.
Según usted:  ¿Portugal no ha hecho mas que ganar guerras?,  ¿ha aumentado el territorio?,  ¿lo ha disminuido?
Desengañesé Caballero:  Portugal es un país pobre que ocupa parte de la península ibérica, España es un país pobre tambien que ocupa otra parte de la península ibérica, no somos enemigos y compartimos mas cosas de las que nos parece son mucho mas fuertes nuestras afinidades (incluso raciales), que nuestras diferéncias, hoy el verdadero enemigo  de nuestros paises es la recesión económica, la déuda externa -y la corrupción política-..
No espere ver a soldados lusos combatiendo con extremeños o gallegos.
Tuvimos nuestras rivalidades cuando fuimos los amos del mundo (Españoles y Portugueses), hoy solo somos vecinos con los mismos intereses, TRABAJO PARA NOSOTROS Y FUTURO PARA NUESTROS HIJOS.¡
Boas Noites.¡

Venho de passar as férias de Semana Santa em Lisboa; a sede do Partido Comunista Português fica vizinha da embaixada espanhola; na sede do PCP aparecem duas bandeiras: a do PCP e a bandeira nacional. Pode o senhor pensar que na sede de qualquer força da esquerda real espanhola houvesse lugar para a bandeira nacional espanhola??... Discutiriam; polemizariam; colocariam a bandeira da república; mudariam para a da república mas com estrela encarnada... finalmente colocariam dezassete bandeiras --tantas como regiões/nações autónomas-- e ficariam, no fim, por apagá-las todas.

Essa é a ideia que lhe coloco de deixa para reflexionar sobre a hipótese de quem ganhar uma guerra.
::::::::::::::::::
A todos os que fazem piada de Portugal digo-lhes que, quanto galego, sinto vergonha de ser "espanhol" e tenho claro por quem havia dar meu sangue, de necessário, nessa guerra.

Portugal é o lugar onde a Galiza se faz República.
Portugal é o lugar onde a língua dos nossos ancestros se formalizou nacionalmente.

::::::::::::
Quando deixei o hotel, nesta manhã, começavam a ouvir-se vozes em espanhol de gentes de Andaluzia e Madrid, etc... e deu-me ganas de deitar o pequeno-almoço no chão; não fiz e traguei; para mim Portugal é cultura, respeito e amor à pátria; em Espanha quase ninguém está pronto a dar a vida por um construto artificial, com dezanove regiões/nações/cidades autónomas; com um sistema de des-soberanização que começou nos oitenta e ainda vai na metade do caminho.

::::::::::::::::::::
Eu verei Catalunha independente e País Basco independente; Canárias não vai sê-lo porque tem um vizinho a fazer-lhe olhos: Marrocos; Galiza também não vai ficar independente porque a língua foi na práctica apagada, e os poucos que a falamos falamo-la mal e escrevemo-la pior; Ceuta e Melilha vão ficar marroquinas e Gibraltar nunca vai voltar às mãos espanholas.

Se vocês querem ganhar uma guerra, vaiam apanhar Andorra, e ainda assim nem concedo inteiramente terem sucesso...  :)

Espanha hoje não ganharia nenhuma guerra pero o que os senhores não perceberam é que Espanha não existe; há dezassete Assembleias legislativas a ditarem leis, além das europeias e estatais. A corrupção é equiparável á de Itália e a gente vê apenas televisões-lixo. Ainda que Espanha apanha-se para si Portugal, outra coisa seria o validamento internacional: é como perguntar se Alemanha pode apanhar Dinamarca, ou EUA o Canadá. Ainda Itália poderia banir o Vaticano, ou Singapore ficar indonésia... mas qualquer aventura dessa índole havia durar apenas dois cafés e um telejornal da noite.
 

*

old

  • Especialista
  • ****
  • 913
  • +1/-0
Re: Guerra entre Portugal e Espanha?
« Responder #1574 em: Abril 09, 2012, 10:47:41 pm »
Claro hombre, Espanha no existe ni tampoco tiene ejercito. En realidad son aviones de juguete y barcos de papel  :roll:
 

 

Jogo de Alianças numa Guerra Global

Iniciado por urso bêbado

Respostas: 5
Visualizações: 3087
Última mensagem Julho 21, 2013, 03:11:49 pm
por HSMW
Possibilidade de *guerra nuclear* com a Rússia

Iniciado por Fernando Negro

Respostas: 92
Visualizações: 25878
Última mensagem Julho 06, 2019, 02:46:16 pm
por BlackFerdyPT
Artigo CNN (A guerra no futuro )

Iniciado por Malagueta

Respostas: 0
Visualizações: 1948
Última mensagem Fevereiro 24, 2015, 09:45:36 am
por Malagueta
Guerra neste Verão?

Iniciado por Luso

Respostas: 3
Visualizações: 2391
Última mensagem Agosto 27, 2015, 03:24:41 am
por GALO-CIDRÃO
Qual a futura ameaça externa a Portugal ? (10/20? anos)

Iniciado por Shar[K]

Respostas: 111
Visualizações: 48544
Última mensagem Novembro 28, 2017, 01:36:51 pm
por Daniel