Estarão os EUA a ficar para trás?

  • 250 Respostas
  • 39466 Visualizações
*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14269
  • Recebeu: 717 vez(es)
  • Enviou: 718 vez(es)
  • +53/-33
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #225 em: Fevereiro 27, 2018, 05:40:30 pm »
Professores contra ideia das armas de Donald Trump



How Texas is a model for Trump's gun-toting teachers
The state created a program to intensively train and arm 'school marshals.' Its creator thinks it could well be the inspiration for the president's endorsement of arming educators.

By BENJAMIN WERMUND

President Donald Trump’s vision of a force of armed teachers, “highly trained” and ready to stop school shooters, already exists — in Texas.

State lawmakers have created a program to train and arm “school marshals” — teachers, principals, coaches, custodians and others ready to defend a school. And the program’s creator thinks it could well be the inspiration for Trump’s endorsement of armed teachers, following the murder of 17 people at Marjory Stoneman Douglas High School in Parkland, Fla.


“I was watching the press conference ... and realized quickly he was talking about our bill, and had described in exquisite detail what the bill does, even going so far as to use our talking points,” state Rep. Jason Villalba, a Dallas Republican, told POLITICO. “It looks like the president of the United States is looking to Texas as a model for the nation.”

Villalba said that he texted Energy Secretary Rick Perry, who, as Texas governor, signed the bill that created the school marshal program, and “congratulated him.” Perry did not respond.

“I know he’s got the president’s ear. In Texas when we’ve got a good idea, we share it,” Villalba said. “We’re excited about expanding what we believe to be the model for the nation.” Perry aides did not respond to a request for comment on Friday.

Under the program, schools in districts that participate can designate marshals who undergo background checks and active-shooter training. “This is not some insignificant, go-to-a-weekend class and all of a sudden you’re Rambo,” Villalba said. “This is a serious requirement.”

It's not clear how many marshals there are because it is a secret force. The few districts that are thought to have authorized them typically won’t even say they have done so — so gunmen can’t target them. Students don’t know if their teacher is a marshal. Neither do parents. It’s based on the theory of secret flight marshals — which Trump has also referenced.

But its backers insist it’s been effective, pointing to the lack of active shooter assaults at schools in the state, though there's no research or concrete evidence to make the case.

Supporters concede it wouldn’t be right in school districts where parents and teachers object to the concept, which likely would be many.

Texas already was one of a handful of states that allow districts to choose whether to let teachers carry guns at school, even without the intensive training that comes along with the school marshals program. Lawmakers in at least a half-dozen other states — including Florida — are considering legislation this year that would ease restrictions on firearms on campus.

"When we declare our schools to be gun-free zones it just puts our students in more danger, far more danger — well-trained, gun-adept teachers and coaches should be able to carry concealed firearms," Trump said Friday. He added that if concealed carry had been allowed at Marjory Stoneman Douglas High School when the gunman entered last week, “a teacher would have shot the hell out of him before he knew what happened."

After the Sandy Hook mass school shooting in 2012, Villalba, who had children in kindergarten at the time, had feelings similar to Trump’s: If people had been armed in that school, maybe they could have stopped it sooner.

“The problem is, most school districts and parents and trustees are not comfortable with that,” Villalba said. “We wanted something that would give parents some comfort.”

That led to the marshals program, signed into law in 2013. Schools can designate one marshal for every 400 students, or one per building in schools that don’t have that many students. Marshals go through a series of background checks and psychological evaluations and undergo the same active shooter training as police — an 80-hour program created by the same state agency that enforces standards for law enforcement. And they do that every two years.

The full process cost between $5,000 and $7,000 per marshal. Districts are allowed to offer marshals a stipend, if they choose. The state initially created a small grant program to help districts that took part cover training costs or stipends, but the money ran out and lawmakers have not reauthorized the funding.

The marshals are technically a new class of police officer who are deputized only in an active shooting situation. They are not legally authorized to break up fights, for instance. If students are around, they have to keep their guns in a lockbox. They can only use frangible ammo, which breaks apart upon impact — theoretically stopping bullets from blasting into other classrooms.

Because of the anonymity required, there aren’t solid numbers on the size of the program. Villalba said there are roughly 100 marshals in the state.

Some estimates put the number of districts with marshals at about 20. Villalba said he believes it’s more districts than that, but fewer than 50. Most of them are smaller, more rural districts that don’t have their own police forces, and in some cases are far from law enforcement. The state has nearly 1,300 districts.

In addition, Texas districts have long been allowed to let school staff carry guns, with or without the marshal training.

The tiny Harrold school district, near the Oklahoma border, decided to let some staff carry more than a decade ago, after the Virginia Tech shooting.

These staffers aren’t marshals, so they don’t follow the same rules. But David Thweatt, the superintendent, said they’re also trained by local law enforcement. The staff who carry guns (Thweatt wouldn’t say how many) have to keep their guns on them, though hidden, at all times.

The district is in a fairly large county, geographically, and Thweatt says his schools are all on one campus, which is about 30 minutes from first responders. He thought arming his staff was necessary.

Thweatt said he picks the staff members who he thinks would be best for the job and the school board approves them.

“The problem we hear from opponents to our plan — they all picture that absent-minded teacher they had in high school who couldn’t find her pens on a regular basis,” he said. “We aren’t doing that. We have personalities in mind. It would be people who are good in a crisis, would run in direction of gunfire, are willing to protect others.”

The district drew a lot of attention when it created the program and Thweatt says he “would be hard-pressed to say I have not spoken to people over the last 11 years in every state.”

But many doubt how effective arming teachers would be. Teachers’ unions have said educators have too much on their plate already.

A school resource officer at Marjory Stoneman Douglas High School, meanwhile, resigned Thursday after it was revealed he stayed outside of the school as the shooting unfolded inside. Trump on Friday told reporters the officer "trained his whole life but when it came time to do something he didn't have the courage."

None of the Texas officials POLITICO interviewed were aware of teachers or other school staff having to respond to an active shooter situation. Thweatt said “the only thing we have are wild hogs that on occasion we have to discourage.”

But proponents of the Texas programs argue the lack of shootings is evidence they’re working — that they’re deterring would-be shooters.

They also concede it might not be right for all schools.

“It’s just based on the needs of our community, the wishes of our school board. I think if there’s not parental support for it, it’s not going to be effective,” said Kevin Dyes, the superintendent of the Holliday school district, about an hour east of Harrold, which has a similar program.

Their program works, in part, because the town is small enough for law enforcement to know virtually everyone in the school, Dyes said. That would cut down on confusion for police responding to a school shooting, he argued.

But also, he pointed out: “We know if there ever is a situation when law enforcement are coming, we’re somewhat at risk. If one of our employees is running around with a gun and law enforcement has been told there’s someone with a gun, they’re looking for someone with a gun.”

Dyes said he carries a gun, but only at work. He sees it as part of his job, and he locks the gun away when he goes home.

“There’s a lot of people with a lot of guns out there and there are a lot of people out there who are unstable,” Dyes said. “We don’t believe everybody ought to be toting guns or anything, but let’s be practical. If somebody harbors ill will and comes on our campus, how are we going to stop that person?”

https://www.politico.com/story/2018/02/24/armed-teachers-texas-trump-362397
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #226 em: Março 01, 2018, 10:23:13 am »
Diretora de comunicação de Donald Trump demitiu-se


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #227 em: Março 03, 2018, 12:45:16 pm »
UE prepara retaliação sobre produtos icónicos dos EUA


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #228 em: Março 07, 2018, 11:28:01 am »
Atriz pornográfica "Stormy Daniels" decide processar Donald Trump


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #229 em: Março 08, 2018, 01:43:10 pm »
Flórida: Projeto-lei sobre controlo de armas mais perto de ser aprovado


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #230 em: Março 08, 2018, 11:30:26 pm »
Donald Trump anuncia taxas sobre importação de aço (25%) e alumínio (10%)


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #231 em: Março 10, 2018, 12:05:46 pm »
"Lobby" das armas dos EUA processa estado da Florida


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #232 em: Março 10, 2018, 11:12:54 pm »
Vai mesmo haver uma parada militar em Washington (mas sem tanques)


Trump pediu e o Pentágono concedeu. Só há uma limitação: não haverá tanques na parada militar de Washington para minimizar estragos nas "infra-estruturas". Não se sabe ao certo quanto vai custar aos contribuintes norte-americanos.

Em Janeiro, Trump pediu uma parada como a do Dia da Bastilha, em Paris, com tanques, armas e aviões a sobrevoar Washington. O Pentágono concedeu a parada – mas sem tanques, para minimizar estragos nas ruas. A data já está marcada: 11 de Novembro, Dia dos Veteranos nos EUA, fez saber um memorando do Pentágono, tornado público esta sexta-feira.

De acordo com o memorando do Departamento de Defesa norte-americano, a parada de Novembro pode incluir “veículos com rodas”, com excepção de tanques, de forma a “minimizar os perigos às infra-estruturas locais”, cita a AP. Apesar desta proibição, há autorização para “incluir uma componente aérea no final da parada”, fez saber o secretário norte-americano da Defesa, Jim Mattis, no memorando.

Esta parada vai ser parte integrante de uma celebração que já existe, dedicada aos veteranos de guerra norte-americanos. O comunicado do Pentágono desenha ainda um rascunho para o chefe do Estado-maior, o general Joseph Dunford, cuja equipa vai planear o desfile, escreve a CNN. Fica a saber-se que a parada vai percorrer a totalidade da Avenida da Pensilvânia, da Casa Branca ao Capitólio, e vai celebrar as contribuições dos veteranos norte-americanos na História das Forças Armadas, desde a Guerra da Independência, com “ênfase no preço da liberdade”, lê-se no memorando. O destaque irá também para a evolução das mulheres veteranas desde a 2.ª Guerra Mundial até ao presente. A música vai ficar a cargo dos Old Guard Fife and Drums, um grupo musical conhecido por desfilar com uniformes de época.

O Presidente vai assistir à parada na companhia de veteranos e condecorados com a medalha de honra, a maior distinção atribuída a elementos das Forças Armadas norte-americanas.

O memorando do Pentágono não avança quaisquer valores para esta demonstração. Contudo, o director de Orçamento da Casa Branca estimou que o custo total se situasse entre os 10 milhões e os 30 milhões de dólares (entre oito e 24 milhões de euros, aproximadamente), de acordo com os valores disponibilizados ao Congresso. Os críticos (incluindo a maioria dos democratas) afirmam que é um valor muito elevado numa altura em que as Forças Armadas norte-americanas são obrigadas a apertar o cinto. “Que desperdício de dinheiro”, tweetou o representante democrata Jim McGovern, em Janeiro, quando a ideia do Presidente foi conhecida.

Já o secretário da Defesa, Jim Mattis, considera que a parada demonstra “o carinho do Presidente e o respeito pelas Forças Armadas”, cita a BBC.

O pedido desta parada foi feito numa reunião com o Pentágono, a 18 de Janeiro. Meses antes, em Julho, Trump foi convidado por Macron para estar presente no desfile militar de celebração da tomada da Bastilha, o Dia Nacional em França. A mais antiga e a maior parada militar na Europa impressionou de tal forma o Presidente norte-americano que este quis replicá-la. “Vamos ter de experimentar também e fazer ainda melhor”, disse, segundo a BBC.

Trump não esconde a sua admiração pelas Forças Armadas, uma das prioridades de financiamento da sua Administração.

As paradas militares são raras nos EUA. A última foi há quase 27 anos, em Junho de 1991. Nessa altura, o inquilino da Casa Branca era George Bush e festejava-se a vitória na Guerra do Golfo, travada entre os EUA e o Iraque, contra as forças de Saddam Hussein.


>>>>>>>>  https://www.publico.pt/2018/03/10/mundo/noticia/vai-mesmo-haver-uma-parada-militar-em-washington-mas-sem-tanques-1806209
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14269
  • Recebeu: 717 vez(es)
  • Enviou: 718 vez(es)
  • +53/-33
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #233 em: Março 13, 2018, 03:22:58 pm »
EUA. Donald Trump despede Rex Tillerson

Será substituído por Mike Pompeo, até agora diretor da CIA.

O Presidente norte-americano anunciou a substituição de Rex Tillerson por Mike Pompeo à frente do Departamento de Estado dos EUA.

Donald Trump anunciou a saída de Rex Tillerson através de uma publicação no Twitter e avançou que este será substituído pelo até agora diretor da CIA, Mike Pompeo.

“Mike Pompeo diretor da CIA, vai ser o nosso novo secretário de Estado. Ele vai fazer um trabalho fantástico! Obrigado a Rex Tillerson pelos seus serviços!”, escreveu Trump.

Gina Haspel, que tinha sido nomeada como subdiretora da CIA há um ano, assumirá o papel de líder dos serviços secretos externos dos EUA. Será a primeira vez que a agência terá uma mulher como diretora.

“Gina Haspel vai ser a nova diretora da CIA e a primeira mulher a ser escolhida. Parabéns a todos!”, acrescentou no Twitter o Presidente americano.

Citar
Mike Pompeo, Director of the CIA, will become our new Secretary of State. He will do a fantastic job! Thank you to Rex Tillerson for his service! Gina Haspel will become the new Director of the CIA, and the first woman so chosen. Congratulations to all!

— Donald J. Trump (@realDonaldTrump) 13 de março de 2018

https://ionline.sapo.pt/artigo/604066/eua-donald-trump-despede-rex-tillerson?seccao=Mundo_i
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #234 em: Março 13, 2018, 07:10:02 pm »
Trump sobre Rex Tillerson: "nós não estávamos em sintonia"


 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14269
  • Recebeu: 717 vez(es)
  • Enviou: 718 vez(es)
  • +53/-33
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #235 em: Março 14, 2018, 10:49:43 am »
Gina Haspel: primeira mulher à frente da CIA liderou uma prisão secreta na Tailândia

Veterana da agência, Haspel, de 61 anos, é muito respeitada pelos colegas. Vai substituir Mike Pompeo, nomeado por Donald Trump para substituir Rex Tillerson

Em 2002, Gina Haspel era a responsável pela prisão secreta da CIA na Tailândia conhecida pelo nome de código Cat's Eye. Ali encontravam-se vários suspeitos de terrorismo, detidos pelos EUA depois dos atentados de 11 de Setembro de 2001, entre os quais Abd al-Rahim al-Nashri e Abu Zubaydah. Relatórios do Senado mais tarde divulgados revelam que ambos foram sujeitos a afogamento simulado (waterboarding) e a outras técnicas de interrogatório hoje proibidas e consideradas tortura. Tudo isto sob a supervisão de Haspel, hoje nomeada para substituir Mike Pompeo à frente da CIA, tornando-se a primeira mulher a dirigir a agência secreta americana.

Segundo um perfil publicado pelo New York Times, Haspel, de 61 anos, terá mais tarde dado ordens para apagar os vídeos de torturas praticadas na Tailândia.

O desaparecimento das gravações, em 2013, impediu a promoção de Gina Haspel a diretora das operações clandestinas dos serviços de informações norte-americanos, um cargo que tinha de ser confirmado pelo Senado dos Estados Unidos, e desencadeou uma longa investigação, que terminou sem acusações.

Em fevereiro de 2017, Haspel, que entrou para a agência em 1985, foi nomeada vice-diretora da CIA, dando um sinal de que com a Administração Trump o seu passado ligado ao programa de extraordinary renditions, a captura de suspeitos de terrorismo (os chamados combatentes inimigos) em vários locais do mundo sem passar pelos tribunais, não travou a sua carreira.

Em declaçaões ao The Washington Post, Haspel agradeceu a oportunidade para liderar a CIA. "Após 30 anos como agente da CIA, foi uma honra servir como vice-diretora com Mike Pompeo no último ano.

Com Lusa
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #236 em: Março 14, 2018, 10:55:38 am »
Trump examina protótipos do muro entre protestos


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #237 em: Março 14, 2018, 07:45:38 pm »
Estudantes viram as costas a Donald Trump


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #238 em: Março 20, 2018, 08:37:25 pm »
Príncipe saudita promete a Trump investimentos chorudos nos EUA


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9236
  • Recebeu: 301 vez(es)
  • Enviou: 209 vez(es)
  • +15/-5
Re: Estarão os EUA a ficar para trás?
« Responder #239 em: Março 21, 2018, 10:22:11 am »
Analista militar sai da Fox alegando que esta é máquina de propaganda


Coronel reformado estava na estação há dez anos, mas agora diz estar envergonhado

Um analista militar da cadeia televisiva norte-americana Fox News revelou na terça-feira a sua saída da estação, porque acredita que esta se tornou numa máquina de propaganda do governo de Donald Trump.

Ralph Peters, um coronel reformado do Exército, afirmou que disse à Fox, no início do mês, que não queria o seu contrato renovado.

"Ao longo da minha década na Fox, estive muito orgulhoso da associação", escreveu Peters, em mensagem de correio eletrónico que foi distribuída internamente na Fox News, e noticiada em primeiro lugar pelo sítio noticioso BuzzFeed News.

"Agora, estou envergonhado", contrapôs.

Em comunicado, a Fox declarou que Peters tinha direito à sua opinião, "apesar do facto de ele ter escolhido usá-la como forma de obter atenção".

Peters justificou a sua decisão por entender que a Fox "degenerou, ao passar de uma muito necessária plataforma de vozes conservadoras para uma máquina de propaganda de um governo destrutivo e eticamente em ruínas".

Peters criticou ainda os apresentadores do horário nobre por "ataques profundamente desonestos" à polícia federal (FBI, na sigla em Inglês), o Departamento de Justiça, a comunidade das informações e o procurador especial Robert Mueller, que está a dirigir a investigação às relações do governo de Trump com a Federação Russa.


>>>>>>>>>  https://www.dn.pt/media/interior/analista-militar-da-fox-sai-da-estacao-alegando-ser-maquina-de-propaganda-de-trump-9202564.html
« Última modificação: Março 21, 2018, 10:27:33 am por Lusitano89 »
 

 

Novo "bicho" para os "Nighstalkers"

Iniciado por Ricardo NunesQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 3
Visualizações: 3207
Última mensagem Maio 14, 2004, 07:44:34 pm
por Spectral
Novos Radares para as "Novas" "M"?

Iniciado por SintraQuadro Marinha no ForumDefesa.com

Respostas: 6
Visualizações: 4886
Última mensagem Maio 23, 2007, 08:52:59 pm
por Sintra
Winchester "vem" para Portugal

Iniciado por LusoQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 0
Visualizações: 2462
Última mensagem Janeiro 31, 2006, 08:52:09 pm
por Luso
CIOFE - Apoio para Militares e Ex-militares das FA's

Iniciado por tenentecarlosQuadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 1
Visualizações: 3064
Última mensagem Março 21, 2009, 09:24:21 am
por Ranger Rebelde
DE COIMBRA PARA O MUNDO / FROM COIMBRA TO THE WORLD

Iniciado por Miguel Silva MachadoQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 0
Visualizações: 1423
Última mensagem Abril 17, 2011, 12:12:33 pm
por Miguel Silva Machado