Airbus C295 da FAB (C-105 Amazonas)

  • 9 Respostas
  • 111 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
« Última modificação: Junho 21, 2019, 02:52:58 pm por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #1 em: Julho 01, 2015, 07:30:11 pm »
Brasil receberá novas aeronaves SC-105 Amazonas em 2017

Modelo terá equipamentos específicos para a missão, como radar e sistema eletro-ótico



A frota da Aviação de Busca e Salvamento da Força Aérea Brasileira (FAB) vai ser reforçada: está previsto para 2017 o início da entrega de três SC-105 Amazonas projetados especificamente para missões de busca e salvamento (SAR). Os aviões terão equipamentos de bordo para aumentar as possibilidades de localizar aeronaves, embarcações ou pessoas desaparecidas, inclusive no período noturno.

Os três novos aviões, adquiridos da empresa europeia AIRBUS Defence & Space, contarão com um sistema eletro-óptico de busca por imagem e por espectro infra-vermelho. Isso permitirá realizar buscas pelo calor, permitindo detectar, por exemplo, uma aeronave encoberta pela vegetação, ou uma pessoa no mar.

No nariz, os aviões terão o radar EL/M-2022A(V)3, capaz de realizar buscas sobre terra ou mar, com alcance de até 360 quilômetros. Um sistema de comunicação via satélite também permitirá o contato com outras aeronaves ou centros de coordenação de salvamento (Salvaero), mesmo quando os SC-105 voarem a baixa altura.

Cada um dos SC-105 terá uma tripulação de pelo menos oito militares: dois pilotos, um mecânico, dois operadores de sistemas de missão (Radar e FLIR) e quatro observadores, especialistas que sentarão diante de quatro janelas em formato de bolha para poderem realizar a busca visual. Dependendo da missão, no entanto, podem ser levados mais militares para realizarem o revezamento nas posições durante os voos que podem durar até dez horas.

Também podem embarcar paraquedistas e um mestre de carga, loadmaster, responsável pelo lançamento de botes salva-vidas ou de mantimentos para sobreviventes localizados. A variação revela o caráter multimissão do SC-105: busca, transporte de carga, lançamento de paraquedistas, evacuação aeromédica e vigilância.

As aeronaves devem operar com o Esquadrão Pelicano (2°/10° GAV), sediado em Campo Grande (MS), de onde podem se deslocar para qualquer parte do território nacional. Os aviões são semelhantes aos dez C-105 Amazonas de transporte operados por unidades de Campo Grande e de Manaus e aos dois SC-105 Amazonas hoje em uso pelo Esquadrão Pelicano, mas de uma versão mais básica, com apenas duas janelas de observação e sem os equipamentos específicos para a missão SAR.

Ao lado dos P-3AM Orion e dos KC-390, os três novos SC-105 serão os principais aviões da FAB responsáveis por garantir o cumprimento do papel do Brasil nos acordos internacionais de busca e salvamento. Como signatário da Organização da Aviação Civil Internacional e da Organização Marítima Internacional, o Brasil é responsável por uma área que se estende até o meridiano 10. Somado ao território continental, são mais de 22 milhões de quilômetros quadrados sob responsabilidade brasileira.

Fonte: http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/2 ... as-em-2017
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #2 em: Julho 06, 2015, 04:16:31 pm »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #3 em: Maio 28, 2016, 12:24:06 am »
Esquadrão Arara faz ressuprimento aéreo para tropa do Exército na Amazônia

Tripulação da FAB lançou uma carga com 1.040 quilos



Uma tripulação do Esquadrão Arara (1º/9º GAV), sediado na Base Aérea de Manaus, realizou (22/05) um ressuprimento aéreo real a partir da aeronave C-105 Amazonas. Com um alvo aquático, a missão era suprir uma tropa do Exército Brasileiro que realizava um curso de operações na selva. Totalizando 1.040 quilos de carga a bordo, composta por rações operacionais e munições, o hidropallet - suporte onde a carga é acondicionada - teve sua montagem e supervisão executada em conjunto com os mestres de cargas do próprio esquadrão da Força Aérea Brasileira e a equipe de Dobragem, Manutenção de Paraquedas e Suprimento pelo Ar (DOMPSA) do Exército.

A missão que exige perícia dos militares foi realizada com êxito. A tripulação da FAB fez o ressuprimento na hora prevista e lançou a carga com precisão de 100 metros, garantindo o reabastecimento da tropa. Os militares do Exército participavam de um curso de operações ministrado pelo Centro de Instrução de Guerra na Selva (CIGS).



“O lançamento aéreo de carga é uma modalidade útil na Amazônia devido às peculiaridades da região, que muitas vezes impossibilita o pouso de aeronaves para realizar o suprimento. É necessário que haja a interoperabilidade entre as forças para que esse tipo de missão tenha sucesso”, ressaltou um dos pilotos da tripulação, Tenente Andrey Franklin.

Lançamento de carga – Uma das missões da Aviação de Transporte da FAB, a qual o Esquadrão Arara pertence, é o lançamento de cargas para suprir tropas, seja em tempos de paz ou em ambientes hostis. A atividade de lançamento depende não só dos pilotos, mas também do mestre de cargas ou load master, profissional responsável por controlar a carga e o pessoal transportados no avião.


Fonte: http://www.fab.mil.br/noticias/mostra/25911/OPERACIONAL
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #4 em: Setembro 19, 2016, 05:51:45 pm »
Voa o primeiro Airbus C295W da FAB



A Airbus completou o primeiro voo do primeiro avião C295W de busca e salvamento (SAR) para o Brasil, abrindo o caminho para entrega no primeiro trimestre de 2017. O Brasil encomendou 3 aviões C295W especialmente configurados para SAR em junho de 2014, e já opera uma frota de 12 aviões de transporte C295.

O C295W é equipado com um sistema tático integrado (FITS) de terceira geração, uma torreta L-3 Communications Wescam MX-15 com sensores eletroópticos/infravermelho, e um radar de cobertura 360°.

FONTE: http://www.aereo.jor.br/2016/09/16/voa-o-primeiro-airbus-c295w-da-fab/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #5 em: Junho 19, 2017, 04:28:54 am »
Brasil recebe primeiro Airbus C295 de busca e salvamento


Citar
Aeronave será exibida no Paris Air Show neste mês de junho antes de fazer um tour pela Ásia e América do Norte

Sevilha, 16 de junho de 2017 – O Brasil recebeu hoje a sua primeira aeronave Airbus C295 na configuração de busca e resgate (SAR – Search and Rescue). A entrega foi feita nas instalações da Airbus Defence and Space, em Sevilha, na presença de Raul Jungmann, ministro da defesa do Brasil, o Comandante da Aeronáutica, Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, e de Bernhard Brenner, vice-presidente de marketing e vendas da Airbus Defence and Space.

A aeronave será integrada em julho à frota existente de 12 C295s configurados para transporte, aumentando a frota da Força Aérea Brasileira para 13 modelos. Os termos do acordo também incluem um contrato de cinco anos para suporte completo durante a operação (FISS – Full In Service Support).

“Somos muito gratos por esta renovada demonstração de confiança vinda de um cliente de muitos anos, que usará o C295 para realizar tarefas críticas para a Força Aérea Brasileira. O C295 tem grande aprovação em missões de busca e resgate e representará um grande salto em capacidade para o Brasil”, diz Brenner.

Após a cerimônia, a nova aeronave voará para o Paris Air Show para ser exibida na área de exposição estática da Airbus durante o evento.

Depois, a aeronave será levada para um tour de um mês por países da Ásia e da América do Norte, demonstrando sua capacidade em diversos ambientes, antes de chegar ao Brasil para entrar em operação.

Além da frota de aeronaves, a FAB também utiliza um simulador de voo completo do C295 na base aérea de Manaus (BAMN), o que permite uma autonomia completa para o treinamento de sua tripulação.

Mais de 180 modelos C295 já foram encomendados por 25 países. Na América Latina, mais de 100 aeronaves Airbus de transporte militar de todos os tipos estão em operação.

FONTE:  http://www.aereo.jor.br/2017/06/16/brasil-recebe-primeiro-airbus-c295-de-busca-e-salvamento/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #6 em: Agosto 04, 2017, 02:29:38 pm »
Primeiro SC-105 SAR da FAB chega a Campo Grande


Citar
A primeira aeronave Airbus C295 (SC-105) da FAB na configuração de busca e resgate (SAR – Search and Rescue) chegou hoje à ALA 5 em Campo Grande, capital do Mato Grosso do Sul.

O avião, o primeiro de dois encomendados, tem equipamentos de bordo para aumentar as possibilidades de localizar aeronaves, embarcações ou pessoas desaparecidas, inclusive no período noturno.

Ele conta um sistema eletro-óptico de busca por imagem e por espectro infra-vermelho. Isso permitirá realizar buscas pelo calor, permitindo detectar, por exemplo, uma aeronave encoberta pela vegetação, ou uma pessoa no mar.

A aeronave está equipada com um radar EL/M-2022A(V)3, capaz de realizar buscas sobre terra ou mar, com alcance de até 360 quilômetros. Um sistema de comunicação via satélite também permite o contato com outras aeronaves ou centros de coordenação de salvamento (Salvaero), mesmo quando os SC-105 voarem a baixa altura.

Cada SC-105 tem uma tripulação de pelo menos oito militares: dois pilotos, um mecânico, dois operadores de sistemas de missão (Radar e FLIR) e quatro observadores, especialistas que sentam diante de quatro janelas em formato de bolha para poderem realizar a busca visual. Dependendo da missão, no entanto, podem ser levados mais militares para realizarem o revezamento nas posições durante os voos que podem durar até dez horas.

Também podem embarcar paraquedistas e um mestre de carga, loadmaster, responsável pelo lançamento de botes salva-vidas ou de mantimentos para sobreviventes localizados. A variação revela o caráter multimissão do SC-105: busca, transporte de carga, lançamento de paraquedistas, evacuação aeromédica e vigilância.

FONTE:http://www.aereo.jor.br/2017/08/03/primeiro-sc-105-sar-da-fab-chega-campo-grande/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #7 em: Agosto 09, 2017, 02:59:25 pm »
Esquadrões da FAB participam do exercício militar Air Mobility Guardian 2017 nos EUA


Citar
A Força Aérea Brasileira (FAB) está participando do Air Mobility Guardian 2017 (MG17), em Tacoma, no estado de Washington, nos Estados Unidos da América. O exercício militar internacional começou no dia 30 de julho e segue até 12 de agosto. A participação do Brasil conta com 17 militares, entre pilotos, mecânicos, mestres de carga e equipes de manutenção, pertencentes ao Primeiro Esquadrão do Décimo Quinto Grupo de Aviação (1°/15° GAV), Esquadrão Onça e ao Grupo Logístico, ambos sediados na Ala 5, em Campo Grande (MS), e ao Primeiro Esquadrão do Nono Grupo de Aviação (1°/9° GAV), Esquadrão Arara, sediado na Ala 8, em Manaus (AM).

O MG17 é o exercício multinacional conduzido pela Força Aérea dos EUA (USAF) dedicado ao adestramento da doutrina de Pronta e Rápida Mobilidade em apoio a populações necessitadas de ajuda humanitária ao redor do mundo. Foi idealizado com base em cenários realísticos de catástrofes naturais ou mesmo aquelas provocadas por terroristas em seus atos contra uma população, a exemplo da destruição de uma represa com intenção de inundar uma vila.


Com o objetivo de estar bem preparado para eventos catastróficos e prover o atendimento emergencial rápido, o grau de coordenação e o uso das aeronaves de transporte aéreo devem ser os melhores possíveis, uma vez que o emprego da massa se torna o fator principal de alívio do sofrimento das pessoas. Os aviões transportarão, no mais curto espaço de tempo, vários profissionais de saúde e seus hospitais de campanha; equipes de resgate em terra e na água; especialistas em engenharia de reconstrução e suas máquinas, assim como militares que atuarão também na segurança de todos os envolvidos na operação humanitária.

As principais ações de Força Aérea serão o transporte aéreo logístico, o lançamento aéreo de cargas e de paraquedistas, e a evacuação aeromédica. As ações serão executadas com as aeronaves disponíveis no exercício pertencentes aos países parceiros e da própria USAF, o que exigirá elevado grau de coordenação e planejamento.“Participar do exercício é um ensejo único. Vislumbra-se a oportunidade de a FAB, com a utilização do C-105 Amazonas, ser partícipe das ações de treinamento para as ocasiões em que a sociedade brasileira necessitar de rápida e efetiva resposta de apoio humanitário em larga escala, em momentos de catástrofes naturais”, ressaltou o Comandante do Esquadrão Onça, Tenente-Coronel Aviador Claudio Duarte Faria.


FONTE:  https://orbisdefense.blogspot.com.br/2017/08/esquadroes-da-fab-participam-do.html
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #8 em: Janeiro 25, 2018, 08:29:27 pm »
Brasil confirma compra do terceiro C295 SAR para a Força Aérea Brasileira


Citar
O Brasil encomendou mais uma aeronave Airbus C295 (C-105 Amazonas) de busca e salvamento (SAR) que, eventualmente, elevará a 15 o número total de células do tipo em serviço com a Força Aérea Brasileira (FAB).

Esse pedido constitui a reafirmação de uma opção inserida em um contrato anterior de 2014.

A encomenda foi assinada no final do ano passado e, portanto, será incorporada à carteira de pedidos de 2017.

As três aeronaves SAR servirão ao lado de doze C295s configurados para transporte que já foram entregues.

O primeiro dos três aviões SAR foi entregue no ano passado e realizou um tour muito bem-sucedido de cinco semanas por quatro continentes antes de chegar ao Brasil.

A aeronave demonstrou sua habilidade de patrulha marítima e recursos de busca e salvamento em uma ampla gama de ambientes, tendo registrado 100% de disponibilidade durante o tour.

Na região da América Latina, mais de 100 aeronaves de transporte militar da Airbus estão em operação.

FONTE:http://tecnodefesa.com.br/brasil-confirma-compra-do-terceiro-c295-sar-para-a-forca-aerea-brasileira/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3968
  • Recebeu: 313 vez(es)
  • Enviou: 266 vez(es)
  • +560/-695
Re: Casa C-295 da FAB
« Responder #9 em: Agosto 03, 2018, 09:09:54 pm »