Aviação Naval Brasileira

  • 46 Respostas
  • 1193 Visualizações
*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Aviação Naval Brasileira
« em: Setembro 01, 2015, 09:19:52 pm »
Veja como será o cockpit do avião KC-2 Turbo Trader da Marinha do Brasil



A imagem mostra como deve ficar o novo “glass cockpit” dos futuros KC-2 da Aviação Naval da Marinha do Brasil. A Elbit Systems of America LLC está modernizando 4 aviões em San Antonio no Texas. Os aviões serão remotorizados com turboélices e novos equipamentos.

O voo do primeiro protótipo tem previsão para novembro de 2017 e a entrega da primeira Aeronave KC-2 no Brasil está prevista para dezembro de 2018.

Os KC-2 darão apoio logístico à Esquadra, tanto na área de pessoal como de material, e também farão o reabastecimento em voo dos caças AF-1/1A “Skyhawk”.



Fonte: http://www.naval.com.br/blog/2015/09/01 ... do-brasil/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #1 em: Setembro 02, 2015, 04:28:14 pm »
Novo sistema de autoproteção para os Super Lynx da Marinha



A Selex ES foi contratada para fornecer novos sistemas eletrônicos de autoproteção para a frota de helicópteros Agusta Westlanda Super Lynx Mk 21A da Marinha do Brasil.

O escopo de fornecimento inclui sistema de suporte eletrônico Sage para contramedidas (ESM), juntamente com sistema controlador de medidas de defesa (DAS) e sistema dispensador de contramedidas. O Sage proporcionará ampla capacidade de alerta radar que tem como objetivo principal a proteção da plataforma, enquanto o controlador DAS acionará dispositivos de contramedidas. Adicionalmente, o Sage disponibilizará precisas coordenadas de navegação e geolocalização com vistas a missões de vigilância e inteligência. O Sage também coleta emissões de frequências de radar de diversas fontes para comparar com os registros armazenados em seu computador, afim de identificar ameaças.



De acordo com a Selex ES, esses equipamentos estarão em operação nos helicópteros Lynx da Marinha do Brasil em 2017. A Força possui 12 helicópteros Super Lynx Mk21A em seu inventário. Desse lote, oito serão modernizados pela Agusta Westland no Reino Unido. O contrato, cujo valor anunciado gira ao redor de US$ 160 milhões, inclui troca dos motores Rolls-Royce Gem pelos LHTEC CTS800-4N.

Os equipamentos selecionados para os Super Lynx também foram escolhidos para outras plataformas de asas rotativas e fixas em serviço no mundo ou em processo de entrega, entre elas, os helicópteros AW 159 Wildcat da Marinha da República da Coreia do Sul.

Fonte:  http://tecnodefesa.com.br/novo-sistema- ... a-marinha/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #2 em: Setembro 19, 2015, 11:51:52 pm »
Esquadrão HU-2 Pegasus, completa 29 anos de criação



 Segundo Esquadrão de Helicópteros de Emprego Geral (HU-2), Esquadrão Pegasus, completou na data de ontem (18/09) 29 anos de criação, por ordem do Decreto nº 93.274 em 18 de setembro de 1986 e tendo sua ativação sendo feita em 25 de fevereiro de 1988, com sede na Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia.

Desde a sua criação o Esquadrão utiliza os helicópteros UH-14 Super Puma e Cougar, estando capacitado para as mais diversas missões, principalmente o transporte de cargas e de tropa, esclarecimento aéreo, lançamento de paraquedistas e de mergulhadores de combate, guarda de aeronaves no NAe São Paulo, busca e salvamento (SAR), evacuação aeromédica (EVAM) e transporte VIP.

Os helicópteros Super Puma e Cougar são tecnicamente iguais e ambos recebem a denominação UH-14 na Marinha do Brasil. Equipados com duas turbinas Turbomeca Makila com potência máxima de 1.870 hp cada. Possuem sofisticados equipamentos de bordo, tais como: computador de bordo Nadir Mk.2, radar Doppler, Flight Direct Coupler FDC 155 SFIM e radar meteorológico Bendix 1400C, o que permite realizar voos sob condições meteorológicas adversas, identificando alvos mesmo sobre o mar agitado.

Em dezembro de 2010 como parte do Programa H-XBR, a Marinha do Brasil recebeu o primeiro Helibras EC725 (agora H225M) Super Cougar, equipados com dois motores Turbomeca Makila 2A1 de 2.415 hp de potência cada, torretas FLIR (Forward Looking Infra-Red) e modernos sistemas de navegação, os H225M receberam a designação UH-15, mas mantiveram o nome Super Cougar, devendo substituir gradativamente os UH-14.

A missão do Esquadrão é “Aprestar os meios no cumprimento das tarefas que lhe são inerentes no âmbito das Operações Navais, a fim de contribuir para o preparo e aplicação do Poder Naval”.























Fonte: http://www.revistaoperacional.com.br/ma ... e-criacao/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #3 em: Outubro 12, 2015, 07:20:40 pm »
A modernização dos Lynx Mk21A da Marinha



Os oito helicópteros Lynx Mk 21A da Marinha do Brasil que serão modernizados pela Agusta Westland serão transportados desmontados para o Reino Unido pela norte-americana XPO Logistics. Familiarizada com regulamentos aduaneiros e procedimentos navais de exportação e importação, a XPO opera nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A XPO é uma organização que possui relações de longa data com a Agusta Westland no transporte de partes de helicópteros. As aeronaves serão transladas para as instalações da Agusta Westland em Yeovil, Reino Unido. A medida que a modernização for sendo concluída, a XPO irá realizar o translado de retorno para o Brasil por via aérea ou marítima. O retorno do primeiro Lynx Mk21A modernizado esta previsto para o segundo semestre de 2017.



O contrato de modernização dos Lynx Mk 21A, cujo valor anunciado gira ao redor de US$ 160 milhões, inclui troca dos motores Rolls-Royce Gem pelos LHTEC CTS800-4N.

Fonte:  http://tecnodefesa.com.br/a-modernizaca ... a-marinha/
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3571
  • Recebeu: 1590 vez(es)
  • Enviou: 621 vez(es)
  • +348/-44
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #4 em: Outubro 12, 2015, 08:34:45 pm »
Citação de: "Vitor Santos"
A modernização dos Lynx Mk21A da Marinha



Os oito helicópteros Lynx Mk 21A da Marinha do Brasil que serão modernizados pela Agusta Westland serão transportados desmontados para o Reino Unido pela norte-americana XPO Logistics. Familiarizada com regulamentos aduaneiros e procedimentos navais de exportação e importação, a XPO opera nos estados de São Paulo e Rio de Janeiro.

A XPO é uma organização que possui relações de longa data com a Agusta Westland no transporte de partes de helicópteros. As aeronaves serão transladas para as instalações da Agusta Westland em Yeovil, Reino Unido. A medida que a modernização for sendo concluída, a XPO irá realizar o translado de retorno para o Brasil por via aérea ou marítima. O retorno do primeiro Lynx Mk21A modernizado esta previsto para o segundo semestre de 2017.



O contrato de modernização dos Lynx Mk 21A, cujo valor anunciado gira ao redor de US$ 160 milhões, inclui troca dos motores Rolls-Royce Gem pelos LHTEC CTS800-4N.

Fonte:  http://tecnodefesa.com.br/a-modernizaca ... a-marinha/

Que a modernização dos helis corra bem e que voltem para a base mãe para cumprir as missões ASAP, são os meus desejos, mas ó Vitor Santos, deixa lá as duas M Holandesas para os Tugas pois daqui a uns anitos vamos ás compras e se calhar ou as duas M Holandesas ou três MEKOS/ANZAC irão ser as opções que nos restam !!!  :lol:  :lol:  :wink:  :wink:  :wink:

Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Vitor Santos

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #5 em: Dezembro 20, 2015, 06:24:43 pm »
A-4 Skyhawk (AF-1)











« Última modificação: Dezembro 21, 2015, 12:52:19 pm por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #6 em: Dezembro 20, 2015, 06:30:21 pm »


 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #7 em: Dezembro 22, 2015, 07:24:20 pm »














« Última modificação: Dezembro 22, 2015, 07:30:04 pm por Vitor Santos »
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #8 em: Janeiro 27, 2016, 11:53:40 am »
Primeiro voo do protótipo (biposto) do Programa de Modernização das Aeronaves AF-1



Em continuidade ao Programa de Modernização das Aeronaves AF-1, foi realizado, no dia 20 de janeiro, nas instalações da EMBRAER em Gavião Peixoto (SP), o primeiro voo de ensaio para a certificação da aeronave protótipo biposto modernizada AF-1C N-1022. O voo marca uma importante etapa do projeto e mostra a perseverança e o comprometimento da Embraer e da Marinha do Brasil (MB) na condução do Programa de Modernização.

Apesar das aeronaves mono e biposto serem aparentemente similares, somente 20% dos projetos coincidem e os estudos de engenharia desenvolvidos pela Embraer, para que estas aeronaves dispusessem de uma mesma arquitetura de aviônica, integração de armamentos e capacidades operacionais, exigiram um considerável esforço.

Tal fato representa um importante marco no cronograma do programa e, apesar das atuais restrições orçamentárias, há a previsão de entrega de duas aeronaves modernizadas ao Esquadrão VF-1 ao longo do ano de 2016, ampliando para três o número de aeronaves em uso no setor operativo.

Segundo a MB, a imagem do alto, publicada juntamente com os parágrafos acima, mostra o protótipo biposto AF-1C N-1022 em voo realizado nas instalações da Embraer, em Gavião Peixoto-SP.


http://www.naval.com.br/blog/2016/01/26/primeiro-voo-do-prototipo-biposto-do-programa-de-modernizacao-das-aeronaves-af-1/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #9 em: Março 10, 2016, 12:52:00 pm »










 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #10 em: Abril 28, 2016, 08:33:27 pm »
Marinha do Brasil libera vídeo da Operação MISSILEX 2016

 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #11 em: Julho 26, 2016, 10:31:35 pm »
Caça AF-1 Skyhawk da Marinha do Brasil cai no mar e piloto está desaparecido



Um caça da Marinha do Brasil caiu no mar da Região dos Lagos do Rio na tarde desta terça-feira (26). O acidente foi durante um treinamento padrão que era feito junto com outra aeronave, a 24 milhas da costa, cerca de 44 Km de distância do litoral.

Segundo a Marinha, o piloto ejetou da aeronave e caiu no mar com vida, mas ele ainda não foi encontrado. Uma grande operação de resgate está em curso com navios, helicópteros e outras embarcações.

A aeronave que caiu no mar é do modelo AF-1 Skyhawk da Marinha do Brasil. O outro caça que fazia o treinamento, do mesmo modelo, voltou com segurança para a Base Aérea Naval de São Pedro da Aldeia, de onde eles tinham saído. As causas do acidente ainda são desconhecidas.

NOTA DA MARINHA SOBRE O ACIDENTE

“A Marinha do Brasil (MB) lamenta informar que, na tarde desta terça-feira (26), ocorreu um acidente envolvendo uma aeronave da Força, modelo AF-1B, obrigando o piloto a se ejetar. A aeronave caiu no mar, nas proximidades de Saquarema – RJ.

A Marinha deu início às buscas pelo piloto e está prestando todo o apoio necessário à família do militar.

O acidente aconteceu quando a aeronave retornava de exercícios operativos e suas circunstâncias estão sendo apuradas”.

FONTE: G1

http://www.aereo.jor.br/2016/07/26/caca-af-1-skyhawk-da-marinha-do-brasil-cai-no-mar-e-piloto-esta-desaparecido/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #12 em: Agosto 18, 2016, 09:04:18 pm »
Helicóptero MH-16 pousa no NDM Bahia



Na última semana foi realizado o primeiro pouso de um helicóptero MH-16 Seahawk no Navio Doca Multipropósito (NDM) Bahia. A missão ocorreu em prol do apoio à Vistoria de Segurança de Aviação (VSA) do navio, além de realizar também a primeira qualificação de dois pilotos de MH-16 do Esquadrão de Helicópteros Anti-Submarino (HS-1) para pouso a bordo do Bahia.

Desta forma, o Comando da Força Aeronaval (ComForAerNav) contribuiu para a continuidade das atividades de verificação da capacidade operacional do NDM Bahia, em especial na condução das operações aéreas.



O NDM Bahia incorporado oficialmente à frota da Marinha do Brasil no dia 15 de dezembro de 2015 atracou no porto de Salvador (BA) no dia 03 de abril deste ano, procedente da França.

Fonte: http://tecnodefesa.com.br/helicoptero-mh-16-pousa-no-ndm-bahia/
 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #13 em: Agosto 23, 2016, 07:28:52 pm »
23 de agosto de 1916 - 2016: Cetenário da Aviação Naval

Citar
o dia 23 de agosto de 2016 a Aviação da Marinha do Brasil completa 100 anos de história. Nessas dez décadas a Aviação Naval esteve presente em momentos importantes da história brasileira, criando a primeira escola militar de aviação do País e, portanto, tornando-se o berço da nossa aviação militar.

Como pioneira no Brasil, a Aviação Naval contribuiu com o desbravamento das rotas aéreas do litoral e em operações de patrulha durante a Primeira Guerra Mundial. Em 1941, a Aviação da Marinha cedeu pessoal, bases aéreas navais e aviões para a criação da Força Aérea Brasileira.

Atualmente, além de patrulhar nossos mares e águas interiores, nossos aviões e helicópteros são rotineiramente requisitados para diversas missões, tais como atividades de busca e salvamento, assistência hospitalar aos ribeirinhos da Amazônia e Pantanal Matogrosense, além de apoio à defesa civil em situações de calamidade pública, tais como enchentes, incêndios florestais e desastres ambientais.  FONTE: http://www.naval.com.br/blog/2016/08/22/centenario-da-aviacao-naval/















No Ar, os Homens do Mar

 

*

Vitor Santos

  • Moderador Global
  • *****
  • 3843
  • Recebeu: 302 vez(es)
  • Enviou: 256 vez(es)
  • +436/-471
Re: Aviação Naval Brasileira
« Responder #14 em: Outubro 28, 2016, 02:27:04 am »
Helibras apresenta o primeiro H225M Naval armado

Helicóptero em versão operacional, o mais complexo já desenvolvido pela empresa, foi apresentado à Marinha do Brasil nesta terça-feira

Citar
A Helibras abriu as portas de sua fábrica nesta terça-feira, 25, para o voo de apresentação do primeiro H225M armado da Marinha do Brasil, o mais complexo helicóptero que está sendo produzido e desenvolvido pelo Centro de Engenharia da empresa dentro do programa H-XBR.

O protótipo BRA-05 conta com o Sistema Tático de Missão Naval, desenvolvido pela Helibras especialmente para as missões da Marinha, com radar de patrulha APS-143, sistema Chaff & Flare de contramedidas e sistema de inteligência com dois mísseis Exocet AM39 B2M2 de última geração.

O primeiro voo da aeronave reuniu o presidente da Helibras Richard Marelli, o Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Eduardo Bacellar Leal Ferreira, além de convidados da Marinha, Aeronáutica, Exército e empresas parceiras, que puderam acompanhar o andamento do projeto. “É uma honra e uma satisfação imensa apresentar esta nova versão, pois estive a frente de todo o projeto do H225M no Brasil, antes de assumir a presidência da Helibras. Tenho plena confiança e orgulho do trabalho que a nossa equipe está realizando aqui, em estreita colaboração com as Forças Armadas e nossos parceiros, que têm nos ajudado a construir essa versão naval, única no mundo”, ressaltou Marelli.

A aeronave BRA-05 será o primeiro H225M em versão operacional a ser entregue para a Marinha, em 2018. Antes disso, já no próximo ano, os novos sistemas desta versão passarão pela avaliação e certificação da autoridade militar, o Departamento de Ciência e Tecnologia Aeroespacial (DCTA-IFI).

O helicóptero faz parte do contrato de 50 unidades do programa H-XBR encomendadas pelo Ministério da Defesa e Forças Armadas que estão sendo produzidas no Brasil com transferência de tecnologia e de conhecimento no país, no projeto de Cooperação & Offset, que vem sendo cumprido pela Helibras.

A empresa já entregou 26 aeronaves desse pacote que já somaram mais de 14 mil horas de voo. Sete deles estão em operação na Marinha do Brasil, dez na FAB, incluindo duas unidades do GTE e nove no Exército Brasileiro.

http://www.naval.com.br/blog/2016/10/25/helibras-apresenta-o-primeiro-h225m-naval-armado/