O Reapetrechamento da Marinha

  • 118 Respostas
  • 10734 Visualizações
*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5466
  • Recebeu: 1098 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +375/-136
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #90 em: Maio 24, 2019, 02:37:22 pm »
Nós e eles (ah, são muito grandes para nós)...  ::)

https://www.defesaaereanaval.com.br/naval/as-novas-capacidades-das-fragatas-type-23-da-marinha-do-chile



Citar
As fragatas chilenas receberão no âmbito do Projeto de Defesa Aérea (ADP), o sistema de gerenciamento de combate CMS 330 da Lockheed Martin Canadá, o míssil de defesa antiárea CAMM da MBDA e o radar multifuncional naval TRS-4D da Hensoldt.

O primeiro destes navios, a fragata Almirante Cochrane (FF 05), chegou a Talcahuano em março de 2018 para uma extensa modernização de 18 meses. O programa de atualização atingiu vários marcos, entre os quais se destacam os principais testes de aceitação de fábrica e a entrega final do primeiro conjunto do navio. Nesta área incluem a atualização do sistema de guerra eletrônica ESM-RD-170, executado pela Lockheed Martin Canadá e a empresa chilena DTS. Espera-se que as obras terminem no mês de junho para ter início os testes de porto e de mar, que permitirão garantir o correto funcionamento do navio antes da entrega à Marinha do Chile.

A segunda unidade que será modernizada é a fragata Almirante Lynch (FF 07), e sua chegada à Talcahuano está prevista para o final deste ano.



É preciso é que haja dinheiro para Mercedes e BMWs novos, e passeatas e almoçaradas e jantaradas...

Navio ideal para nós. Com o que sobra até se podem comprar uns Maseratis e fazer uns spas de 5 estrelas á rapaziada de topo.  :mrgreen: :mrgreen:



Cumprimentos
« Última modificação: Maio 24, 2019, 09:54:35 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 412
  • Recebeu: 138 vez(es)
  • Enviou: 48 vez(es)
  • +20/-8
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #91 em: Maio 24, 2019, 02:39:23 pm »
Rídiculo, vai-se transferir 125 milhões de euros de outro programa para fazer um mero facelift que é mesmo o que vai ser feito em navios com 30 anos de idade, quando o primeiro navio tiver sido intervensionado já estará com cerca de 32 a 33 anos de idade, continuaram a ser navios obsoletos, com bastante idade e deitaram se ao lixo 125 milhoes de euros.

Acho que nem é facelift, é mesmo só porque os ditos sistemas devem estar na penúria e presos por arames, e para evitar incêndios com origem elétrica ou avarias de motores vão fazer a revisão só para garantir que ainda ficam a funcionar mais umas décadas.

Conheço um Sargento eletricista que me disse que é algo normal terem que fazer remendos na cablagem dos navios, não sei se depois quando vão para o Alfeite a cablagem é corrigida, mas senão imaginem quantos remendos não devem ter as VdG.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5466
  • Recebeu: 1098 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +375/-136
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #92 em: Maio 24, 2019, 02:42:21 pm »
Rídiculo, vai-se transferir 125 milhões de euros de outro programa para fazer um mero facelift que é mesmo o que vai ser feito em navios com 30 anos de idade, quando o primeiro navio tiver sido intervensionado já estará com cerca de 32 a 33 anos de idade, continuaram a ser navios obsoletos, com bastante idade e deitaram se ao lixo 125 milhoes de euros.

Acho que nem é facelift, é mesmo só porque os ditos sistemas devem estar na penúria e presos por arames, e para evitar incêndios com origem elétrica ou avarias de motores vão fazer a revisão só para garantir que ainda ficam a funcionar mais umas décadas.

Conheço um Sargento eletricista que me disse que é algo normal terem que fazer remendos na cablagem dos navios, não sei se depois quando vão para o Alfeite a cablagem é corrigida, mas senão imaginem quantos remendos não devem ter as VdG.

Imagino então o Bérrio...  :mrgreen: :mrgreen:

Citar
O NRP Bérrio é um navio de apoio logístico da Marinha Portuguesa. Foi adquirido ao Reino Unido onde integrava a Royal Fleet Auxiliary com o nome de RFA Blue Rover, tendo sido aumentado ao efetivo dos navios da Marinha de Guerra Portuguesa em 31 de março de 1993. Wikipédia
Comprimento: 141 m
Início da construção: 30 de dezembro de 1968
Lançamento: 11 de novembro de 1969
Calado: 7,32 m
Boca: 19 m
Velocidade: 19 nós



Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Stalker79

  • Especialista
  • ****
  • 994
  • Recebeu: 202 vez(es)
  • Enviou: 1011 vez(es)
  • +100/-11
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #93 em: Maio 24, 2019, 03:27:00 pm »
Por alguma razão é que ele passa a vida toda encostado no Alfeite....
Não é por estar 100% operacional de certeza. Por isso quando falam na substiuição em 2028 só me dá vontade de rir!
 c56x1
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1101
  • Recebeu: 205 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +52/-18
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #94 em: Maio 24, 2019, 03:36:14 pm »
Só não estou a perceber de onde está a vir a conversa toda de fragatas em segunda-mão... Há interesse nessa solução por parte da Marinha? Confesso que é a primeira vez que se fala nisso nos últimos tempos, ainda para mais falando em navios Australianos e Ingleses... Se é para adquirir navios em segunda mão, mais vale esperar pelas DZP holandesas, mais 5 anos menos 5 anos... que diferença faz por cá?  ???

Só de pensar que estes anos todos tivemos 300 milhões constantemente alocados ao LPD e nada se fez relativamente ao resto da Marinha, e agora nem LPD, nem nada mais, e os 300 milhões pouca ou nenhuma utilidade terão (mais provável é irem parar aos bolsos de alguns amigos).

Rídiculo, vai-se transferir 125 milhões de euros de outro programa para fazer um mero facelift que é mesmo o que vai ser feito em navios com 30 anos de idade, quando o primeiro navio tiver sido intervensionado já estará com cerca de 32 a 33 anos de idade, continuaram a ser navios obsoletos, com bastante idade e deitaram se ao lixo 125 milhoes de euros.

Isso por si só é ridículo de facto. Mais ridículo ainda é o que é que se faz aos 150 milhões do LPD que estão na LPM... nada?
 

*

Stalker79

  • Especialista
  • ****
  • 994
  • Recebeu: 202 vez(es)
  • Enviou: 1011 vez(es)
  • +100/-11
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #95 em: Maio 24, 2019, 03:46:57 pm »
Só não estou a perceber de onde está a vir a conversa toda de fragatas em segunda-mão... Há interesse nessa solução por parte da Marinha? Confesso que é a primeira vez que se fala nisso nos últimos tempos, ainda para mais falando em navios Australianos e Ingleses... Se é para adquirir navios em segunda mão, mais vale esperar pelas DZP holandesas, mais 5 anos menos 5 anos... que diferença faz por cá?  ???

Só de pensar que estes anos todos tivemos 300 milhões constantemente alocados ao LPD e nada se fez relativamente ao resto da Marinha, e agora nem LPD, nem nada mais, e os 300 milhões pouca ou nenhuma utilidade terão (mais provável é irem parar aos bolsos de alguns amigos).

Rídiculo, vai-se transferir 125 milhões de euros de outro programa para fazer um mero facelift que é mesmo o que vai ser feito em navios com 30 anos de idade, quando o primeiro navio tiver sido intervensionado já estará com cerca de 32 a 33 anos de idade, continuaram a ser navios obsoletos, com bastante idade e deitaram se ao lixo 125 milhoes de euros.

Isso por si só é ridículo de facto. Mais ridículo ainda é o que é que se faz aos 150 milhões do LPD que estão na LPM... nada?


Das duas três, ou se vai esperar por um usado, ou vão acabar por meter essa verba noutro sitio qualquer e bye bye LPD.
É uma estupidez estar a gastar dinheiro nas VDG tão tarde na vida delas, mais valia pôr o LPD a construir e pensar mas é num concurso pra substituir as fragatas.
 >:(
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1101
  • Recebeu: 205 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +52/-18
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #96 em: Maio 24, 2019, 03:59:44 pm »
Ou então pura e simplesmente metem os tais 300 milhões num programa novo. Este valor já paga uma boa percentagem dos navios novos, e a venda das 3 VdG mediante a sua substituição ajudava a cobrir a despesa. Não é muito difícil julgo eu!

Mas o estado da Marinha vai ficar muito precário nos próximos anos... VdG com um MLU ao casco e comunicações... BD com um upgrade duvidoso... Não me admirava nada que não viessem sequer os ESSM para as BD.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, NVF, Stalker79

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3046
  • Recebeu: 127 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +128/-32
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #97 em: Maio 24, 2019, 08:05:26 pm »
Ou então pura e simplesmente metem os tais 300 milhões num programa novo. Este valor já paga uma boa percentagem dos navios novos, e a venda das 3 VdG mediante a sua substituição ajudava a cobrir a despesa. Não é muito difícil julgo eu!

Mas o estado da Marinha vai ficar muito precário nos próximos anos... VdG com um MLU ao casco e comunicações... BD com um upgrade duvidoso... Não me admirava nada que não viessem sequer os ESSM para as BD.

https://www.lockheedmartin.com/en-ca/chile.html

Substituir as VdG pro 3 Type 23 mais este upgrade, não seria má ideia.

(Mas são grandes demais)...

Os  nossos almirantes e Ministros são mesmo iluminados.
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1101
  • Recebeu: 205 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +52/-18
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #98 em: Maio 25, 2019, 10:03:09 am »
Eu não sou muito fã da ideia dos Type-23. Gastar dinheiro por gastar, dava para fazer um super-MLU às VdG com um Smart-S Mk2, lançadores Mk-41 no lugar dos MK-29, ESSM, Harpoon Block 2 ou NSM, segundo CIWS, hangar modificado para Seahawk, etc. Mas ainda assim, com estes gastos em navios com alguma idade, ambos os Type-23 como as VdG, mais valia ir comprar novo, como 3 Meko A200 à nossa medida.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5466
  • Recebeu: 1098 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +375/-136
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #99 em: Maio 25, 2019, 02:45:32 pm »
Eu não sou muito fã da ideia dos Type-23. Gastar dinheiro por gastar, dava para fazer um super-MLU às VdG com um Smart-S Mk2, lançadores Mk-41 no lugar dos MK-29, ESSM, Harpoon Block 2 ou NSM, segundo CIWS, hangar modificado para Seahawk, etc. Mas ainda assim, com estes gastos em navios com alguma idade, ambos os Type-23 como as VdG, mais valia ir comprar novo, como 3 Meko A200 à nossa medida.

Mas a Marinha quer FREMM pelo que tudo o resto não servem. E podem ser duas em segunda mão que ficam bem com os F35 que estão como objectivo principal dos carolas da FAP.  :mrgreen: :mrgreen:





Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Stalker79

  • Especialista
  • ****
  • 994
  • Recebeu: 202 vez(es)
  • Enviou: 1011 vez(es)
  • +100/-11
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #100 em: Maio 25, 2019, 03:00:02 pm »
Só se forem FREMM´s como a de Marrocos, e mesmo assim seriam quase 500 milhões cada.



 :-\
« Última modificação: Maio 25, 2019, 03:00:25 pm por Stalker79 »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2338
  • Recebeu: 1131 vez(es)
  • Enviou: 635 vez(es)
  • +628/-172
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #101 em: Maio 25, 2019, 04:42:12 pm »
E por falar em FREMM, numa engraçada coincidência encontra-se desde ontem na Rocha do Conde d'Óbidos, em Lisboa, a FREMM-GP italiana F-590 Carlo Bergamini.



Nem parece ser um bicho de quase 145m de comprimento, e tanto a peça de 127mm na proa como os espaçosos convés de voo e hangar para 2 NH90 NFH ou 1 NH90 e 1 AW101 saltam de imediato à vista.

https://it.wikipedia.org/wiki/Carlo_Bergamini_(F_590)#/media/File:Nave_Bergamini.jpg
« Última modificação: Maio 25, 2019, 04:51:57 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Major Alvega, MATRA

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1101
  • Recebeu: 205 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +52/-18
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #102 em: Maio 25, 2019, 05:41:30 pm »
E por falar em FREMM, numa engraçada coincidência encontra-se desde ontem na Rocha do Conde d'Óbidos, em Lisboa, a FREMM-GP italiana F-590 Carlo Bergamini.



Nem parece ser um bicho de quase 145m de comprimento, e tanto a peça de 127mm na proa como os espaçosos convés de voo e hangar para 2 NH90 NFH ou 1 NH90 e 1 AW101 saltam de imediato à vista.

https://it.wikipedia.org/wiki/Carlo_Bergamini_(F_590)#/media/File:Nave_Bergamini.jpg

Se calhar alguém competente devesse fazer uma visita ao navio... e começar a apontar num bloco de notas o que se quer de uma fragata moderna...

E 500 ou 600 milhões por navio? Mas 50% desse valor já está incluído na LPM, são 300 milhões que actualmente não têm destino... mais uns 150 milhões (200 com sorte) da venda das VdG. Esquecendo o MLU das VdG, já teríamos praticamente uma fragata paga, depois era ajustar a LPM e seria um investimento do qual nos livrávamos por muitos e bons anos...

Depois a substituição das BD poderia ser pensada com mais calma, eventualmente por 2 DZP por exemplo.
 

*

Stalker79

  • Especialista
  • ****
  • 994
  • Recebeu: 202 vez(es)
  • Enviou: 1011 vez(es)
  • +100/-11
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #103 em: Maio 25, 2019, 06:18:36 pm »
As Italianas e as Francesas conta mais com perto de 700 milhões cada.
Vem com os "apetrechos" todos, não estão "nerfadas" como a Marroquina.
 c56x1
 

*

dc

  • Especialista
  • ****
  • 1101
  • Recebeu: 205 vez(es)
  • Enviou: 32 vez(es)
  • +52/-18
Re: O Reapetrechamento da Marinha
« Responder #104 em: Maio 26, 2019, 12:35:47 am »
É sem dúvida muito dinheiro. Mas é para isso que se vai ao mercado procurar o navio que melhor se adequa à nossa realidade. Não me parece impossível encontrar algo que totalmente equipado custe 500 milhões de euros.
 

 

Passos quer Marinha com nova "abertura ao mar"

Iniciado por zawevo

Respostas: 4
Visualizações: 3474
Última mensagem Maio 15, 2012, 09:42:43 am
por P44
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 11834
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Fragatas e Corvetas Portuguesas a vela da Marinha 1815/1860

Iniciado por mkorobok

Respostas: 9
Visualizações: 3725
Última mensagem Julho 12, 2011, 12:13:30 pm
por mkorobok
Fará sentido comprar mais EH-101 para a marinha?

Iniciado por papatango

Respostas: 28
Visualizações: 10197
Última mensagem Setembro 12, 2005, 05:04:26 pm
por Rui Elias
Novo artigo sobre a Esquadrilha de Helicópteros da Marinha

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 1831
Última mensagem Maio 06, 2009, 09:03:24 pm
por Pedro Monteiro