Líbia - conflitos pós Khadafi

  • 45 Respostas
  • 2476 Visualizações
*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11078
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #15 em: Abril 11, 2019, 09:30:11 pm »
Confrontos prosseguem nos arredores da capital líbia


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11078
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #16 em: Abril 14, 2019, 07:55:45 pm »
Líbios dirigem-se para a fronteira com a Tunísia


 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8527
  • Recebeu: 781 vez(es)
  • Enviou: 1269 vez(es)
  • +82/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #17 em: Abril 18, 2019, 01:50:36 am »
« Última modificação: Abril 18, 2019, 01:56:35 am por HSMW »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11078
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #18 em: Abril 19, 2019, 11:17:22 am »
Violência na Líbia já provocou a morte de mais de 200 pessoas


« Última modificação: Abril 19, 2019, 11:44:03 am por Lusitano89 »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11078
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #19 em: Abril 20, 2019, 07:40:19 pm »
Nova vaga de confrontos na Líbia


 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11078
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #20 em: Maio 07, 2019, 02:37:19 pm »
Mercenário português abatido e capturado na Líbia




As forças do Exército Nacional Líbio (LNA, sigla em inglês) anunciaram esta terça-feira ter abatido um caça pilotado por um mercenário português.

O piloto do caça Mirage foi capturado. A Força Aérea disse ao DN desconhecer qualquer informação sobre o caso.

O Governo de União Nacional (GNA) líbio está em Tripoli e é reconhecido pelas Nações Unidas, enquanto o LNA do marechal Khalifa Haftar procura há várias semanas entrar na capital líbia.

Este é o segundo caça ao serviço do GNA que as forças do LNA reivindicaram ter abatido nas últimas duas semanas na Líbia.

O primeiro caso ocorreu a 22 de abril com um caça que tinha partido da cidade de Misrata, segundo informação veiculada pelas forças do marechal Haftar.

O piloto cujas imagens foram divulgadas pelo LNA poderá ser um antigo oficial da Força Aérea qualificado para operar os caças F-16.


:arrow: https://www.dn.pt/poder/interior/mercenario-portugues-abatido-e-capturado-na-libia-10870582.html?fbclid=IwAR2QEPG-tuL2dwcJRdZXzmWrbYM1cyiB04YHsKgXi_XQfXAwsa6bK8ca4Lw
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW

*

Lynx

  • Membro
  • *
  • 126
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +2/-0
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #21 em: Maio 07, 2019, 03:20:01 pm »
« Última modificação: Maio 07, 2019, 03:34:05 pm por Lynx »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW, MATRA

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11078
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #22 em: Maio 07, 2019, 04:03:33 pm »
Piloto português vai ser libertado. "Foi um erro", dizem líbios


O Exército Nacional Líbio, que esta terça-feira capturou um cidadão português que pilotava um avião militar na região de Tripoli, garante que o vai libertar.

"Vamos entregar o piloto português ao seu país imediatamente depois de ser tratado aos seus ferimentos. Nós apreciamos o trabalho dos irmãos europeus na luta contra a imigração ilegal", disse um porta-voz do movimento militar, citado pela televisão saudita Al Arabiya. O cidadão luso, que se diz chamar Jimmy Reis, faria parte da Operação Sofia, de vigilância de rotas de migrantes ilegais no Mediterrâneo.

"Preocupamo-nos com a segurança do piloto português e tratamo-lo como um convidado e não como um prisioneiro. O que aconteceu foi um erro em resultado do estado de guerra em que vivemos e vamos entregá-lo à operação europeia Sophia de imediato", disse Ahmed Mismari.

Antes, em comunicado divulgado pela agência turca de informação Anadolu, forças militares leais a Haftar - comandante do Exército Nacional Líbio - garantiam ter abatido um avião leal ao Governo de Acordo Nacional nos céus de Tripoli, alegadamente pilotado por um mercenário que se diz português.


Líbia mergulhada em indefinição política

Presentemente, a Líbia está a contas com um conflito interno que opõe o Exército Nacional Líbio (ENL), do marechal Khalifa Haftar, o homem forte do Leste, que, após apoderar-se de Sebha - capital da província do sul do país, situada a 650 quilómetros de Tripoli - sem combates, depois de ter obtido o acordo das tribos locais, lançou uma ofensiva, em 4 de abril, para conquistar a capital, a sede do Governo de Acordo Nacional (GAN), reconhecido pelas instâncias internacionais. As forças leais ao GNA e as do ENL confrontam-se na zona sul da capital e ainda a sul de Tripoli.

Além disso, a missão da ONU na Líbia tem advertido " todos os líbios e a comunidade internacional" de que os grupos terroristas - entre eles, o Estado Islâmico - "exploram qualquer oportunidade, incluindo os atuais combates em Tripoli, para alargar a sua presença no país ".


:arrow: https://www.jn.pt/mundo/interior/piloto-portugues-vai-ser-libertado-foi-um-erro-dizem-libios-10870978.html?fbclid=IwAR2odWt2u9z0BprS1SBJ47-cPW5Yw80YSHsuI32b3F9EeVPdHZNT_V3lGa8
 

*

MATRA

  • Membro
  • *
  • 203
  • Recebeu: 52 vez(es)
  • Enviou: 345 vez(es)
  • +16/-4
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #23 em: Maio 07, 2019, 04:27:35 pm »
Piloto português vai ser libertado. "Foi um erro", dizem líbios


O Exército Nacional Líbio, que esta terça-feira capturou um cidadão português que pilotava um avião militar na região de Tripoli, garante que o vai libertar.

"Vamos entregar o piloto português ao seu país imediatamente depois de ser tratado aos seus ferimentos. Nós apreciamos o trabalho dos irmãos europeus na luta contra a imigração ilegal", disse um porta-voz do movimento militar, citado pela televisão saudita Al Arabiya. O cidadão luso, que se diz chamar Jimmy Reis, faria parte da Operação Sofia, de vigilância de rotas de migrantes ilegais no Mediterrâneo.

"Preocupamo-nos com a segurança do piloto português e tratamo-lo como um convidado e não como um prisioneiro. O que aconteceu foi um erro em resultado do estado de guerra em que vivemos e vamos entregá-lo à operação europeia Sophia de imediato", disse Ahmed Mismari.

Antes, em comunicado divulgado pela agência turca de informação Anadolu, forças militares leais a Haftar - comandante do Exército Nacional Líbio - garantiam ter abatido um avião leal ao Governo de Acordo Nacional nos céus de Tripoli, alegadamente pilotado por um mercenário que se diz português.


Líbia mergulhada em indefinição política

Presentemente, a Líbia está a contas com um conflito interno que opõe o Exército Nacional Líbio (ENL), do marechal Khalifa Haftar, o homem forte do Leste, que, após apoderar-se de Sebha - capital da província do sul do país, situada a 650 quilómetros de Tripoli - sem combates, depois de ter obtido o acordo das tribos locais, lançou uma ofensiva, em 4 de abril, para conquistar a capital, a sede do Governo de Acordo Nacional (GAN), reconhecido pelas instâncias internacionais. As forças leais ao GNA e as do ENL confrontam-se na zona sul da capital e ainda a sul de Tripoli.

Além disso, a missão da ONU na Líbia tem advertido " todos os líbios e a comunidade internacional" de que os grupos terroristas - entre eles, o Estado Islâmico - "exploram qualquer oportunidade, incluindo os atuais combates em Tripoli, para alargar a sua presença no país ".


:arrow: https://www.jn.pt/mundo/interior/piloto-portugues-vai-ser-libertado-foi-um-erro-dizem-libios-10870978.html?fbclid=IwAR2odWt2u9z0BprS1SBJ47-cPW5Yw80YSHsuI32b3F9EeVPdHZNT_V3lGa8

Algo não bate bem nesta noticia,

Ele diz claramente que foi contratado para destruir "estradas e pontes" .

https://twitter.com/Oded121351/status/1125775745056428037

Penso que essa noticia do JN é baseada numa conta falsa de FB e já foi desmentida pelo LNA.

Mas vamos esperar confirmações.

 

*

Clausewitz

  • Membro
  • *
  • 124
  • Recebeu: 124 vez(es)
  • Enviou: 108 vez(es)
  • +35/-2
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #24 em: Maio 07, 2019, 05:41:24 pm »
Piloto português vai ser libertado. "Foi um erro", dizem líbios


O Exército Nacional Líbio, que esta terça-feira capturou um cidadão português que pilotava um avião militar na região de Tripoli, garante que o vai libertar.

"Vamos entregar o piloto português ao seu país imediatamente depois de ser tratado aos seus ferimentos. Nós apreciamos o trabalho dos irmãos europeus na luta contra a imigração ilegal", disse um porta-voz do movimento militar, citado pela televisão saudita Al Arabiya. O cidadão luso, que se diz chamar Jimmy Reis, faria parte da Operação Sofia, de vigilância de rotas de migrantes ilegais no Mediterrâneo.

"Preocupamo-nos com a segurança do piloto português e tratamo-lo como um convidado e não como um prisioneiro. O que aconteceu foi um erro em resultado do estado de guerra em que vivemos e vamos entregá-lo à operação europeia Sophia de imediato", disse Ahmed Mismari.

Antes, em comunicado divulgado pela agência turca de informação Anadolu, forças militares leais a Haftar - comandante do Exército Nacional Líbio - garantiam ter abatido um avião leal ao Governo de Acordo Nacional nos céus de Tripoli, alegadamente pilotado por um mercenário que se diz português.


Líbia mergulhada em indefinição política

Presentemente, a Líbia está a contas com um conflito interno que opõe o Exército Nacional Líbio (ENL), do marechal Khalifa Haftar, o homem forte do Leste, que, após apoderar-se de Sebha - capital da província do sul do país, situada a 650 quilómetros de Tripoli - sem combates, depois de ter obtido o acordo das tribos locais, lançou uma ofensiva, em 4 de abril, para conquistar a capital, a sede do Governo de Acordo Nacional (GAN), reconhecido pelas instâncias internacionais. As forças leais ao GNA e as do ENL confrontam-se na zona sul da capital e ainda a sul de Tripoli.

Além disso, a missão da ONU na Líbia tem advertido " todos os líbios e a comunidade internacional" de que os grupos terroristas - entre eles, o Estado Islâmico - "exploram qualquer oportunidade, incluindo os atuais combates em Tripoli, para alargar a sua presença no país ".


:arrow: https://www.jn.pt/mundo/interior/piloto-portugues-vai-ser-libertado-foi-um-erro-dizem-libios-10870978.html?fbclid=IwAR2odWt2u9z0BprS1SBJ47-cPW5Yw80YSHsuI32b3F9EeVPdHZNT_V3lGa8

Algo não bate bem nesta noticia,

Ele diz claramente que foi contratado para destruir "estradas e pontes" .

https://twitter.com/Oded121351/status/1125775745056428037

Penso que essa noticia do JN é baseada numa conta falsa de FB e já foi desmentida pelo LNA.

Mas vamos esperar confirmações.

Também acho estranho, pilotava um Mirage, aparenta mais ser mercenário do que parte da missão da UE.
Parece que já houve outro piloto português abatido, que antes dos Mirage pilotava Air Tractors...

Existe algum fundamento na informação de que se trata de um ex-piloto da FAP? É feito algum controlo/rastreamento sobre pilotos, nomeadamente de caças, que saem da FAP?
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11078
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-46
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #25 em: Maio 07, 2019, 05:50:56 pm »
Alegado piloto português capturado na Líbia. O que se sabe


As forças do Exército Nacional Líbio (LNA, sigla em inglês) anunciaram esta terça-feira ter abatido um caça pilotado por um mercenário português. E isto é certo: num vídeo que o DN se escusa a mostrar pelas imagens chocantes, o piloto de rosto ensanguentado apresenta-se como Jimmy Reis, português de 29 anos.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros está em averiguações e o da Defesa diz não haver nenhum cidadão com este nome ao seu serviço. A meio da tarde, o canal de televisão Al Arabiya anunciou que tudo não passava de um erro e o piloto seria libertado. Mas as coisas não eram necessariamente assim.

Primeiro a televisão saudita atribuiu uma frase ao porta-voz da LNA: "Vamos entregar o piloto português ao seu país imediatamente depois de ser tratado aos seus ferimentos. Nós apreciamos o trabalho dos irmãos europeus na luta contra a imigração ilegal."

"Preocupamo-nos com a segurança do piloto português e tratamo-lo como um convidado e não como um prisioneiro. O que aconteceu foi um erro em resultado do estado de guerra em que vivemos e vamos entregá-lo à operação europeia Sophia de imediato", teria dito Ahmed Mismari.

Aparentemente, Jimmy Reis era um militar ao serviço da Operação Sophia, montada pela União Europeia para combater a imigração ilegal no Mediterrâneo e evitar a perda de vidas no mar.

Só que não. Na conta de Twitter do porta-voz do LNA apareceria depois uma mensagem a negar qualquer declaração sobre o assunto a qualquer órgão de comunicação social.

Segundo dados do Estado-Maior General das Forças Armadas (EMGFA), Portugal não tem nesta altura qualquer destacamento da Força Aérea a operar no Mediterrâneo. No caso da Operação Sophia, da UE, a próxima participação de uma aeronave de vigilância marítima P-3 está prevista para o período entre 30 de julho e 28 de agosto.

Ao Observador, o porta-voz da Operação Sophia, capitão Antonello de Renzis Sonnirro (Itália), desmentiu ter sido abatido alguma aeronave europeia em território líbio e que não há quaisquer caças Mirage na região.

O porta-voz do EMGFA, questionado sobre a alegada presença de pilotos portugueses ao serviço da força naval da UE para o Mediterrâneo que tem sido referida nas redes sociais, desmentiu essa possibilidade. Nesta altura não há nenhuma aeronave de vigilância marítima da Força Aérea em missão no Mediterrâneo, acrescentou ao DN o comandante Coelho Dias.

Portugal tem atualmente dois navios no Mediterrâneo: o patrulha oceânico "Figueira da Foz", que está a participar no exercício militar espanhol SPANISH MINEX 19 e no âmbito da força naval europeia (EUROMARFOR) até dia 13 de maio; o submarino "Tridente", ao serviço da Operação Sophia (e também da NATO) e cuja missão termina igualmente na próxima semana.

O Governo de União Nacional (GNA) líbio está em Tripoli e é reconhecido pelas Nações Unidas, enquanto o LNA do marechal Khalifa Haftar procura há várias semanas entrar na capital líbia.

Um segundo português?

Este é o segundo caça ao serviço do GNA que as forças do LNA reivindicaram ter abatido nas últimas duas semanas na Líbia.

O primeiro caso ocorreu a 22 de abril com um caça que tinha partido da cidade de Misrata, segundo informação veiculada pelas forças do marechal Haftar.

O piloto cujas imagens foram divulgadas pelo LNA poderá ser um antigo oficial da Força Aérea qualificado para operar os caças F-16.

Se se confirmar a nacionalidade do piloto, este seria o segundo português ao serviço da Força Aérea do GNA que é abatido pelas forças do LNA. O primeiro caso foi conhecido em junho de 2016 e envolveu um antigo piloto sem experiência de caças de guerra - pilotava avionetas de pulverização agrícola - que morreu aos comandos de outro Mirage F-1ED.

O porta-voz do Estado-Maior General das Forças Armadas, questionado sobre a alegada presença de pilotos portugueses ao serviço da força naval da UE para o Mediterrâneo que tem sido referida nas redes sociais, desmentiu essa possibilidade.

Nesta altura não há nenhuma aeronave de vigilância marítima da Força Aérea em missão no Mediterrâneo, acrescentou ao DN o comandante Coelho Dias.

Instabilidade sem fim à vista
Oito anos depois da morte de Muammar Kadhafi, a Líbia continua a não ter perspetivas de paz e o processo democrático tarda. Ainda há um mês, o diretor das missões civis da UE, Vicenzo Coppola, anunciava ao DN em Jerusalém a retirada da missão da União Europeia no país por falta de condições no terreno - os combates estavam a intensificar-se.

Desde o início do ano, na verdade, que a tensão não para de subir. A partir do leste do país, o autoproclamado Exército Nacional da Líbia lançou em janeiro uma ofensiva sobre a capital, Tripoli. Os combates têm sido constantes deste então. Depois de uma guerra civil há oito anos, recorde-se, o país mergulhou numa segunda guerra civil em maio de 2014.

O LNA é liberado por um antigo apoiante de Kadhafi, Kahlifa Haftar, militar com dupla nacionalidade líbia e americana que tem o apoio mais ou menos explícito de países como o Egito, Emirados Árabes Unidos, Rússia e França.

No outro lado da barricada estão os soldados leais ao primeiro-ministro Fayez al-Serraj, reconhecido pelas Nações Unidas e pela UE. Além destas forças, há ainda várias milícias e o Estado Islâmico.


:arrow: https://www.dn.pt/poder/interior/tv-saudita-diz-que-piloto-portugues-foi-capturado-por-erro-e-vai-ser-libertado-10871200.html?fbclid=IwAR3aZOQRriBnXnY7QKMTi9kaMwCF7BhjpJGgBTNSePC8W9EIgDiF8rj-26Q
 

*

Lynx

  • Membro
  • *
  • 126
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +2/-0
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #26 em: Maio 07, 2019, 08:01:51 pm »
Tenho algumas dúvidas que seja português. A forma como ele pronuncia Reis e Portugal parece-me de alguém que não fala nativamente português. Talvez um emigrante ou descendente de portugueses mas a viver num país que lhe possa trazer mais problemas neste momento do que dizer que é de Portugal
 

*

MATRA

  • Membro
  • *
  • 203
  • Recebeu: 52 vez(es)
  • Enviou: 345 vez(es)
  • +16/-4
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #27 em: Maio 07, 2019, 08:20:10 pm »
Tenho algumas dúvidas que seja português. A forma como ele pronuncia Reis e Portugal parece-me de alguém que não fala nativamente português. Talvez um emigrante ou descendente de portugueses mas a viver num país que lhe possa trazer mais problemas neste momento do que dizer que é de Portugal

Sem dúvida, ou está à muito tempo fora de Portugal, ou não fala português. Ele diz pótugal, omite o "R" o que me leva a pensar que não deverá ser de um país francofono.

Mas também se pode ver que não está nas melhores condições fisicas, não sei se não terá mesmo ferimentos na boca, dado que em outro video tinha sangue nos dentes, o que poderá distrocer um pouco o discurso.
 

*

Lynx

  • Membro
  • *
  • 126
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +2/-0
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #28 em: Maio 07, 2019, 10:01:15 pm »
Nem sei se realmente ele diz Reis ou Reese/Reed. Parece-me Sul Africano, mas não sei.
Que tudo se resolva pelo melhor.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets

*

MATRA

  • Membro
  • *
  • 203
  • Recebeu: 52 vez(es)
  • Enviou: 345 vez(es)
  • +16/-4
Re: Líbia - conflitos pós Khadafi
« Responder #29 em: Maio 07, 2019, 11:02:30 pm »
Nem sei se realmente ele diz Reis ou Reese/Reed. Parece-me Sul Africano, mas não sei.
Que tudo se resolva pelo melhor.
Faz tudo o sentido, e Afica do Sul tem Mirage F1
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets

 

Indignação selectiva perante os conflitos modernos

Iniciado por ShadIntel

Respostas: 14
Visualizações: 3585
Última mensagem Junho 05, 2010, 06:27:07 pm
por FoxTroop
GEOPOLÍTICA EUROPEIA NOS CONFLITOS ACTUAIS

Iniciado por Paulo Ramires

Respostas: 269
Visualizações: 59170
Última mensagem Maio 13, 2019, 09:43:06 pm
por Lusitano89
Conflitos Fronteiriços

Iniciado por nelson38899

Respostas: 68
Visualizações: 15878
Última mensagem Março 04, 2019, 12:31:34 pm
por Lynx
Conflitos em Africa

Iniciado por nelson38899

Respostas: 235
Visualizações: 40073
Última mensagem Julho 22, 2019, 10:40:56 pm
por smg