Luftwaffe

  • 35 Respostas
  • 3098 Visualizações
*

LM

  • Analista
  • ***
  • 780
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 741 vez(es)
  • +103/-0
Re: Luftwaffe
« Responder #15 em: Abril 21, 2019, 05:08:17 pm »
Pois, mas esses já foram. Mas agora que a TAP se vai desfazer dos A330... O que vale é que não precisamos dessas modernices.

A versão MRRT é " de origem" ou um A330 da TAP é passível de ser modificado para essa versão?

E, já agora, a versão MRRT tem várias variantes (transporte carga e/ou passageiros, reabastecimento aéreo, evacuação médica) que se podem alterar dependendo do necessário no momento?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2885
  • Recebeu: 1297 vez(es)
  • Enviou: 2726 vez(es)
  • +498/-90
Re: Luftwaffe
« Responder #16 em: Abril 21, 2019, 07:17:59 pm »
Tanto quanto sei, todos os A330 MRTT começam a vida como A330 produzidos em Toulouse segundo padrões comerciais, sendo a conversão para MRTT efectuada posteriormente em Espanha.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, tenente

*

oi661114

  • Membro
  • *
  • 143
  • Recebeu: 28 vez(es)
  • Enviou: 145 vez(es)
  • +9/-178
Re: Luftwaffe
« Responder #17 em: Abril 21, 2019, 10:39:59 pm »
Pois, mas esses já foram. Mas agora que a TAP se vai desfazer dos A330... O que vale é que não precisamos dessas modernices.

Os A330 que a TAP está a "desfazer-se" são aviões "emprestados" pela Airbus para compensar o atraso dos A330 Neo e estão a ser devolvidos depois de sofrerem uma revisão geral e pintados com as cores das companhias para onde vão (o primeiro já foi para a Air Canadá, o CS-TOU).

« Última modificação: Abril 21, 2019, 10:40:45 pm por oi661114 »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: FoxTroop, HSMW

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2885
  • Recebeu: 1297 vez(es)
  • Enviou: 2726 vez(es)
  • +498/-90
Re: Luftwaffe
« Responder #18 em: Abril 22, 2019, 12:42:58 am »
Então foi mais uma oportunidade perdida a FAP não ter adquirido uns dois A330, não dos 'emprestados' mas dos que foram anteriormente propriedade da TAP.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1421
  • Recebeu: 278 vez(es)
  • Enviou: 189 vez(es)
  • +68/-201
Re: Luftwaffe
« Responder #19 em: Abril 22, 2019, 08:18:52 am »
Pois, mas esses já foram. Mas agora que a TAP se vai desfazer dos A330... O que vale é que não precisamos dessas modernices.

Os A330 que a TAP está a "desfazer-se" são aviões "emprestados" pela Airbus para compensar o atraso dos A330 Neo e estão a ser devolvidos depois de sofrerem uma revisão geral e pintados com as cores das companhias para onde vão (o primeiro já foi para a Air Canadá, o CS-TOU).



Bem que estranhei ver na placa um A330 com as cores essas cores. Agora já sei porquê.
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4119
  • Recebeu: 1954 vez(es)
  • Enviou: 746 vez(es)
  • +549/-71
Re: Luftwaffe
« Responder #20 em: Abril 22, 2019, 11:27:38 am »
Pois, mas esses já foram. Mas agora que a TAP se vai desfazer dos A330... O que vale é que não precisamos dessas modernices.

Os A330 que a TAP está a "desfazer-se" são aviões "emprestados" pela Airbus para compensar o atraso dos A330 Neo e estão a ser devolvidos depois de sofrerem uma revisão geral e pintados com as cores das companhias para onde vão (o primeiro já foi para a Air Canadá, o CS-TOU).



os primeiros A332 que foram entregues aos seus proprietários, foram os CSTOS e CSTOT, em 2017, depois de voarem 17 anos com as cores da TAP, vindos emprestados da AZUL.

https://newsavia.com/tap-devolve-airbus-a330-200-a-azul-linhas-aereas-brasileiras/

Abraços
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4119
  • Recebeu: 1954 vez(es)
  • Enviou: 746 vez(es)
  • +549/-71
Re: Luftwaffe
« Responder #21 em: Abril 22, 2019, 11:31:51 am »
Tanto quanto sei, todos os A330 MRTT começam a vida como A330 produzidos em Toulouse segundo padrões comerciais, sendo a conversão para MRTT efectuada posteriormente em Espanha.

Afirmativo, assim é !!

Abraços
 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 780
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 741 vez(es)
  • +103/-0
Re: Luftwaffe
« Responder #22 em: Abril 22, 2019, 11:54:48 am »

E, já agora, a versão MRRT tem várias variantes (transporte carga e/ou passageiros, reabastecimento aéreo, evacuação médica) que se podem alterar dependendo do necessário no momento?

Aproveitando: pode ter várias "versões", sendo (se sim) "rapidamente" configurado?
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2430
  • Recebeu: 1209 vez(es)
  • Enviou: 717 vez(es)
  • +695/-172
Re: Luftwaffe
« Responder #23 em: Abril 22, 2019, 02:07:39 pm »
Ah e tal, esses aviões só servem para reabastecer, não temos necessidade disso, quando houver granel na Venezuela, ou na Guiné, fretamos o que houver e mandamos um NPO com uns Zebro, vulgo mini LPD (conceito inovador nascido no Fórum Defesa).

É verdade, os alemães para pouparem nem o sistema IRST PIRATE instalaram nos Eurofighter, mas a nível de aviação de transporte apesar de tudo nem estão muito mal.
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2885
  • Recebeu: 1297 vez(es)
  • Enviou: 2726 vez(es)
  • +498/-90
Re: Luftwaffe
« Responder #24 em: Abril 22, 2019, 06:07:17 pm »
@tenente -- obrigado por esclareceres que esse A330 não foi 'emprestado' pela Airbus, mas sim alugado pela TAP à Azul. Já agora se me permites, o aparelho em causa não esteve ao serviço da TAP durante 17 anos. O historial completo está aqui: https://www.planespotters.net/airframe/Airbus/A330/PR-AIY-Azul-Linhas-Aereas-Brasileiras/AyOIME
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: tenente

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 4119
  • Recebeu: 1954 vez(es)
  • Enviou: 746 vez(es)
  • +549/-71
Re: Luftwaffe
« Responder #25 em: Abril 22, 2019, 06:37:46 pm »
@tenente -- obrigado por esclareceres que esse A330 não foi 'emprestado' pela Airbus, mas sim alugado pela TAP à Azul. Já agora se me permites, o aparelho em causa não esteve ao serviço da TAP durante 17 anos. O historial completo está aqui: https://www.planespotters.net/airframe/Airbus/A330/PR-AIY-Azul-Linhas-Aereas-Brasileiras/AyOIME

Claro que não foi engano meu foram 17 meses que estiveram ao serviço, o CSTOS e o CSTOT, até a TAP começar a receber alguns dos A330 que estavam encomendados, mas, que foram substituídos por 02, A330 vindos da Singapura Airlines, e que são os agora  CSTOW e CSTOX .
Sorry

Abraços
« Última modificação: Abril 22, 2019, 06:46:49 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2885
  • Recebeu: 1297 vez(es)
  • Enviou: 2726 vez(es)
  • +498/-90
Re: Luftwaffe
« Responder #26 em: Abril 22, 2019, 11:39:43 pm »
É interessante ver que a TAP ainda tem alguns A330-200 próprios (não-alugados), 02 com 11/12 anos de serviço e outros 04 com cerca de 20 anos. No mercado usado, estes aparelhos custam menos de 25 milhões de euros. Se houvesse vontade política, a TAP podia ceder 02 destes A330-200 à FAP a troco de um perdão de dívida ao Estado equivalente ao valor de mercado dos aviões. Mas como não há interesse que se discuta a Luftwaffe.

Citar
https://www.planespotters.net/airline/TAP-Air-Portugal?p=2
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 11102
  • Recebeu: 385 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +62/-47

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5477
  • Recebeu: 1115 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +379/-136
Re: Luftwaffe
« Responder #28 em: Junho 24, 2019, 03:17:21 pm »
Mais más notícias para a Alemanha...

https://elpais.com/internacional/2019/06/24/actualidad/1561380766_630070.html?fbclid=IwAR0iw4So-9HT5iqKd22Edi8sy0sc1EzxJeyHghELmm_dqnTXvPZ8BY-ukXY

Citar
Dos aviones de combate Eurofighter han colisionado en Alemania durante un vuelo de entrenamiento, sin que de momento haya trascendido si hay víctimas, según han confirmado autoridades militares y civiles. Uno de los pilotos ha sido encontrado con vida en la copa de un árbol, mientras continúa la búsqueda de un segundo piloto. Tras la colisión, los aparatos se han estrellado contra el suelo en el Estado de Mecklemburgo-Pomerania Occidental, separados diez kilómetros el uno del otro, según ha informado el ministro regional.


El lugar del choque se encuentra cerca del lago Drewitzer, unos 30 kilómetros al sur de Güstrow, una ciudad de unos 28.500 habitantes. Todavía no hay información sobre el estado de los pilotos, que cuentan en estos cazas con un mecanismo de expulsión —el asiento eyectable— para salir de la aeronave y llegar a tierra en paracaídas. Las fuerzas aéreas alemanas han informado a través de Twitter de que un tercer piloto vio caer dos paracaídas de los aviones estrellados.



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

MATRA

  • Membro
  • *
  • 223
  • Recebeu: 58 vez(es)
  • Enviou: 424 vez(es)
  • +16/-5
Re: Luftwaffe
« Responder #29 em: Junho 24, 2019, 03:29:58 pm »
Ficaram 6 a voar  :mrgreen:

Mais a sério, os pilotos ejectaram-se e estão bem.

Aparentemente um dos pilotos não resistiu  :'( , RIP.
« Última modificação: Junho 24, 2019, 05:47:31 pm por MATRA »
An appeaser is one who feeds a crocodile — hoping it will eat him last.
Sir Winston Churchill