Furto de Munições em Tancos

  • 275 Respostas
  • 36256 Visualizações
*

asalves

  • Perito
  • **
  • 322
  • Recebeu: 105 vez(es)
  • Enviou: 43 vez(es)
  • +15/-5
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #255 em: Novembro 06, 2018, 11:34:36 am »
Alguém ouviu o discurso do PR sobre o assalto a tancos no desfile militar?

E o "Para já" do PR e o "Até ver" de Rui Rio, de um "simples" assalto temos estamos a caminhar para um caso de conspiração. O PR a levantar suspeitas de manipulação das FAs (parece que voltamos a 75), apunhaladas pelas costas entre instituições políticas, todo um descrédito total entre instituições. Até já se fala que a novela da descoberta do material ainda foi mais maquilhada do que se pensava (parte do material que se diz ter recuperado não tinha sido roubado e foi adicionado para fazer numero).

Onde é que isto acaba? e espero que acabe em algum sitio, pois pode ser que as coisas comecem a andar direitas. Até onde acham que estava todo o encobrimento? PM, PR? Ministério da justiça, ministério do interior?
 

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6702
  • Recebeu: 265 vez(es)
  • Enviou: 185 vez(es)
  • +117/-0

*

JM1906

  • Membro
  • *
  • 12
  • Recebeu: 7 vez(es)
  • +0/-0
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #257 em: Novembro 25, 2018, 11:20:59 pm »
Todo este caso foi mirabolante e vergonhoso, mas infelizmente muito típico do nosso país.
Um governo que diz que nem sabe se houve roubo, quando o PM diz ontem que "tancos foi um dos momentos mais difíceis da minha vida".
A tentativa (e parcial sucesso) de afastar a responsabilidade directa do poder político sobre a PJM quando esta por lei responde directamente ao MDN.
A descredibilização total das FFAA portuguesas com demasiado envolvimento do poder político, a discussão forçada sobre o fim da PJM....
Enfim, um círculo de mentiras e sem sombra de dúvida, conspiração, muito típico deste país e das cores políticas que o governam.
« Última modificação: Novembro 26, 2018, 01:12:43 am por JM1906 »
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3414
  • Recebeu: 1531 vez(es)
  • Enviou: 588 vez(es)
  • +269/-9
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #258 em: Novembro 27, 2018, 12:13:02 pm »
Todo este caso foi mirabolante e vergonhoso, mas infelizmente muito típico do nosso país.
Um governo que diz que nem sabe se houve roubo, quando o PM diz ontem que "tancos foi um dos momentos mais difíceis da minha vida".
A tentativa (e parcial sucesso) de afastar a responsabilidade directa do poder político sobre a PJM quando esta por lei responde directamente ao MDN.
A descredibilização total das FFAA portuguesas com demasiado envolvimento do poder político, a discussão forçada sobre o fim da PJM....
Enfim, um círculo de mentiras e sem sombra de dúvida, conspiração, muito típico deste país e das cores políticas que o governam.

Esta legislatura ficará bem marcada na minha memória pelas vidas perdidas em três ocasiões, os dois FF de 2017 e agora esta tragédia de Borba, mas para o nosso PM o caso mais importante foi TANCOS.....o que comprova que para o sr PM as vidas humanas são de menor importância quando comparadas com o roubo de material de guerra.

Mais do mesmo os nossos políticos fazem a politica, não em prol das populações e do POVO mas a favor dos partidos, amigos, apaniguados e afins ou seja servem-se de nós em seu proveito, resumindo a corrupção no seu máximo expoente, até dá vontade de chorar com esta afirmação "tancos foi um dos momentos mais difíceis da minha vida". Muito bom sr Costa mas como eu aqui escrevi no ano passado, quando dos FF " Tenha vergonha e demita-se sr Primeiro Ministro "

Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mayo

*

smg

  • Membro
  • *
  • 46
  • Recebeu: 62 vez(es)
  • +26/-0
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #259 em: Fevereiro 13, 2019, 01:42:06 pm »
Boa tarde . Parece que hoje por volta das 17 , 18 horas o General Jerónimo vai ser ouvido no Parlamento sobre o caso do furto . Supostamente a AR TV deve transmitir em directo como aconteceu ontem com a interessante audição do Tenente General Campos Serafino . Para quem estiver interessado . Um abraço .
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Cabeça de Martelo, HSMW, jorgeshot1

*

smg

  • Membro
  • *
  • 46
  • Recebeu: 62 vez(es)
  • +26/-0
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #260 em: Fevereiro 13, 2019, 06:48:47 pm »
Boa tarde . Esqueci me de dizer que todas as comissões parlamentares podem ser seguidas em directo no sítio www.canal.parlamento.pt . A audição do General Jerónimo já começou . Um abraço .
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14815
  • Recebeu: 918 vez(es)
  • Enviou: 895 vez(es)
  • +121/-130
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #261 em: Fevereiro 14, 2019, 03:51:15 pm »
Ex-chefe do Estado-Maior do Exército admite “conivência” do interior no furto de material


General Carlos Jerónimo

TIAGO PETINGA/LUSA

General Carlos Jerónimo foi ouvido na comissão de inquérito sobre o furto de Tancos e demarcou-se da decisão do seu sucessor Rovisco Duarte de exonerar cinco comandantes das unidades em redor de Tancos para permitir averiguações

O ex-chefe do Estado-Maior do Exército (CEME) Carlos Jerónimo admitiu esta quarta-feira que o furto de material de guerra dos paióis de Tancos tenha ocorrido com "conivência" do interior.

"Não sei como foi o roubo. Para mim, tal como na arrecadação dos comandos, tem de haver conivência lá de dentro. Não estou a afirmar", disse o general na reserva, que comandou o Exército entre 2014 e 2016.

Ouvido durante mais de três horas na comissão de inquérito sobre o furto de Tancos, o general Carlos Jerónimo acrescentou: "Como é que desapareceram as 'Glock' da polícia? Com conivência lá de dentro. Quando o pilha-galinhas está dentro da capoeira... 'pfff'".

Numa intervenção inicial, o general disse que assumiu sempre as suas responsabilidades, ideia que desenvolveu mais à frente na audição ao demarcar-se da decisão do seu sucessor Rovisco Duarte de exonerar cinco comandantes das unidades em redor de Tancos para permitir averiguações. "Não quero crucificar o meu sucessor, mas nunca vi em 43 anos de serviço afastar alguém para fazer investigações", afirmou.

Já na intervenção inicial tinha afirmado que andou sempre "no fio da navalha" e que não é "como certos figurões que aparecem na televisão e dizem que estão de consciência tranquila quando todos sabem que mentem", sem, contudo, apontar nomes.

Durante a audição, o general disse que não queria "arengar sobre Tancos", mas aproveitar para chamar a atenção para "problemas gravíssimos do Exército", sendo o principal a falta de efetivos.

Questionado pelo CDS-PP, o general defendeu que é necessário manter os paióis nacionais de Tancos, observando que "apenas dez por cento das munições" armazenadas em Tancos foram transferidas para Santa Margarida. "Se nós tivéssemos as reservas de guerra que devíamos ter, Tancos é necessário", defendeu.

O PCP confrontou o general com as dificuldades que o próprio descreveu, afirmando que os militares não merecem trabalhar sem as condições necessárias.

"Não temos dinheiro para tudo e corremos determinados riscos e isso não deve ser do conhecimento público", admitiu Carlos Jerónimo, considerando que "é obrigação" do Exército continuar as missões com os recursos que tem. "Não, os generais não podem aceitar todas as missões acriticamente", contrapôs o deputado do PCP Jorge Machado.

O general começou a audição com uma intervenção inicial na qual mostrou desagrado pela rábula que o humorista Ricardo Araújo Pereira fez na sua rubrica na TVI "Gente que não sabe estar", parodiando a prestação do coronel David Correia na semana passada na comissão de inquérito. "Não havia 'nexexidade'", disse, recorrendo a uma "deixa" icónica de Diácono Remédios, personagem criado por outro humorista, Herman José.

O ex-CEME criticou o "silêncio ensurdecedor das entidades" sobre o assunto e disse querer fazer "a defesa da honra do militar" que "soube estar" em missões de risco no Afeganistão, recordando que nessa altura morreu um soldado português naquele teatro de operações.

Num tom que classificou como frontal, o general contestou a ideia de que o Exército foi adiando a resolução dos problemas de segurança de Tancos, ironizando: "Se demoram muito tempo? É possível. Quando fiz os testes para a [aquisição] da arma ligeira do Exército ainda não tinha cabelos brancos, foi em 1976" e o ramo ainda não tem nova arma ligeira.

O caso do furto de material militar em Tancos ganhou importantes desenvolvimentos em 2018, tendo sido detidos, numa operação do Ministério Público e da Polícia Judiciária, sete militares da Polícia Judiciária Militar e da GNR, suspeitos de terem forjado a recuperação do material em conivência com o presumível autor do crime.

A comissão de inquérito para apurar as responsabilidades políticas no furto de material militar em Tancos, divulgado pelo Exército em 29 de junho de 2017, tem previstas audições a mais de 60 personalidades e entidades, vai decorrer até maio de 2019 e é prorrogável por mais 90 dias.

https://expresso.pt/sociedade/2019-02-13-Ex-chefe-do-Estado-Maior-do-Exercito-admite-conivencia-do-interior-no-furto-de-material#gs.sEUR1Rks

Podem dizer muita coisa, mas este senhor é uma pessoa directa que não sacode a água do capote e apontou algumas coisas que já foram ditas várias vezes aqui mesmo.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

asalves

  • Perito
  • **
  • 322
  • Recebeu: 105 vez(es)
  • Enviou: 43 vez(es)
  • +15/-5
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #262 em: Fevereiro 14, 2019, 05:57:31 pm »
Citar
Se demoram muito tempo? É possível. Quando fiz os testes para a [aquisição] da arma ligeira do Exército ainda não tinha cabelos brancos, foi em 1976" e o ramo ainda não tem nova arma ligeira.

Para mim esta foi das melhores  c56x1
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7490
  • Recebeu: 369 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +98/-191
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #263 em: Fevereiro 16, 2019, 03:01:41 pm »
Só ontem vi a prestação do Sr. Coronel David Correia.
Também só agora tomei conhecimento do comentário "engraçadinho" do Sr. General Carlos Jerónimo.

No uso da faculdade do direito à liberdade de expressão, vou afirmar que algo de extremadamente grave se passa no Exército, nomeadamente na Academia Militar.
Estará essa instituição reduzida a uma mera réplica da "Universidade Moderna" um de um centro de formação das "Novas Oportunidades", onde já se sabe que o que interessa e o canudo para progredir na carreira, carreira essa que já se sabe que "à priori" não vai ser "testada no duro"?
Estarei enganado ou não?

Depois há outra coisa que simplesmente não pode passar em branco e que é mais própria do carreirista que quer estar bem com Deus e o Diabo:

"Não temos dinheiro para tudo e corremos determinados riscos e isso não deve ser do conhecimento público", admitiu Carlos Jerónimo, considerando que "é obrigação" do Exército continuar as missões com os recursos que tem. "
Pergunto-me se é o Sr. General que corre voluntariamente esses riscos pessoais com o material que lhe dão.

Esta é a mentalidade que sustentou até hoje a decadência das nossas Forças Armadas. Isto é conivência.
Depois a ironia - para mim - é ver a postura de um deputado do... PCP (de todos os partidos!!!) que é coincidente com a minha quando responde

"Não, os generais não podem aceitar todas as missões acriticamente"

Mas o Sr. General prefere a graçola básica, de quem "não sabe estar" no parlamento da Nação "apesar de ser na prática um antro de traidores e ladrões" "de não haver nexexidade".

A instituição militar está terminalmente doente, torno-o a repetir, e não merece qualquer credibilidade.
- E não vai ser o "selfies" a mudar a coisa.
« Última modificação: Fevereiro 16, 2019, 03:03:58 pm por Luso »
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14815
  • Recebeu: 918 vez(es)
  • Enviou: 895 vez(es)
  • +121/-130
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #264 em: Fevereiro 16, 2019, 03:46:38 pm »
Luso, o dito General entrou para a Academia nos anos 70, muito antes de haver Universidades em cada vão de escada por esse país fora. Eu penso que na AR ele foi como sempre é... frontal.

Se fores ver o que os vários Coronéis dizem na AR, verás que é óbvio que há um pacto de silêncio.

E sim, os militares cumprem as missões que são dadas seja com que meios forem. Essa é uma das características da situação militar... missão dada é missão cumprida.
« Última modificação: Fevereiro 16, 2019, 03:48:53 pm por Cabeça de Martelo »
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

zawevo

  • Membro
  • *
  • 191
  • Recebeu: 43 vez(es)
  • Enviou: 4 vez(es)
  • +15/-7
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #265 em: Fevereiro 16, 2019, 04:00:13 pm »
"Roma não paga a traidores"
Quando um grupo de desmiolados deram uma facada nas costas a muitos milhares de combatentes, que em condições muito difíceis e adversas, enfrentavam um inimigo externo (e aqui não quero desculpar a cegueira e estupidez do antigo regime em não querer sair do atoleiro por via politica) só por razões corporativas eles mesmos colocaram a cabeça no cepo. Hoje não passam de um grupo de lambe cús do poder politico vendidos por uma malga de lentilhas e que não são respeitados por ninguém. Só tenho pena dos oficiais subalternos, sargentos e praças que têm chefias apedeuticas como se viram nessas audiências na AR.
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14815
  • Recebeu: 918 vez(es)
  • Enviou: 895 vez(es)
  • +121/-130
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #266 em: Fevereiro 16, 2019, 05:08:35 pm »
"Roma não paga a traidores"
Quando um grupo de desmiolados deram uma facada nas costas a muitos milhares de combatentes, que em condições muito difíceis e adversas, enfrentavam um inimigo externo (e aqui não quero desculpar a cegueira e estupidez do antigo regime em não querer sair do atoleiro por via politica) só por razões corporativas eles mesmos colocaram a cabeça no cepo. Hoje não passam de um grupo de lambe cús do poder politico vendidos por uma malga de lentilhas e que não são respeitados por ninguém. Só tenho pena dos oficiais subalternos, sargentos e praças que têm chefias apedeuticas como se viram nessas audiências na AR.

Já não sobra ninguém desse tempo nas Forças Armadas. Hoje em dia os mais velhos já são do pós guerra.
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7263
  • Recebeu: 576 vez(es)
  • Enviou: 713 vez(es)
  • +60/-22
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #267 em: Fevereiro 16, 2019, 05:41:52 pm »
Já não sobra ninguém desse tempo nas Forças Armadas. Hoje em dia os mais velhos já são do pós guerra.

Na Força Aérea o último foi o General Araujo que foi piloto de Alouettes em Moçambique 72-74, chegou a Cemgfa e saiu em 2014.
« Última modificação: Fevereiro 16, 2019, 05:42:39 pm por Lightning »
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2620
  • Recebeu: 1063 vez(es)
  • Enviou: 2276 vez(es)
  • +308/-15
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #268 em: Fevereiro 16, 2019, 09:45:21 pm »
Parem de olhar para os detalhes e olhem para a ‘big picture’. O facto de não serem os mesmos não significa que as atitudes tenham mudado. Por acaso, até acho que mudaram um bocadinho, mesmo pequenino, mas ainda assim mais que os juízes. Estes sim, a única classe profissional com responsabilidade (até são um órgão de soberania) que se limitou a transitar de regime mantendo a mesma atitude de sobranceria e de desrespeito por tudo o que é decente.
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Lightning, mafets

*

raphael

  • Especialista
  • ****
  • 1190
  • Recebeu: 179 vez(es)
  • Enviou: 155 vez(es)
  • +28/-2
Re: Furto de Munições em Tancos
« Responder #269 em: Fevereiro 21, 2019, 12:13:00 pm »
Parem de olhar para os detalhes e olhem para a ‘big picture’. O facto de não serem os mesmos não significa que as atitudes tenham mudado. Por acaso, até acho que mudaram um bocadinho, mesmo pequenino, mas ainda assim mais que os juízes. Estes sim, a única classe profissional com responsabilidade (até são um órgão de soberania) que se limitou a transitar de regime mantendo a mesma atitude de sobranceria e de desrespeito por tudo o que é decente.

Correto...



Um abraço
Raphael
__________________
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Cabeça de Martelo

 

SALTOS DE ABERTURA MANUAL EM TANCOS

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 1
Visualizações: 1012
Última mensagem Abril 22, 2010, 01:45:46 pm
por Cabeça de Martelo
CÃES DE GUERRA SALTAM EM TANCOS

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 37
Visualizações: 7234
Última mensagem Agosto 05, 2010, 04:02:17 pm
por Cabeça de Martelo
Comandante do ARRC em Tancos

Iniciado por Miguel Silva Machado

Respostas: 3
Visualizações: 1725
Última mensagem Março 01, 2009, 10:04:00 am
por Ranger1972