SIS e SIED, quais as diferenças? Tirar licenciatura ou não?

  • 21 Respostas
  • 6177 Visualizações
*

Mike R

  • Membro
  • *
  • 7
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +0/-0
  • Managing Partner | ex-Oficial de Informações
    • IntellCorp
Re: SIS e SIED, quais as diferenças? Tirar licenciatura ou não?
« Responder #15 em: Agosto 14, 2016, 11:22:44 pm »
Caro Pedro (e Eduardo Ribeiro),

Assim já consigo falar consigo melhor, sim. Entenda-me, que respeito as suas opiniões não obstante discordar de algumas delas.

Começando pelo fim do que escreveu, a minha ideia desde a primeira mensagem era centrar a questão novamente na pergunta inicial e isso só pode acontecer se não houver outro ruído pelo meio. O Eduardo Ribeiro não precisa desistir do que seja o seu objectivo profissional apenas porque lhe dizem que há "fantasmas". Tem de decidir com base nos dados reais que tem o que pretende fazer. Penso que concordamos?

No que toca a minha opinião ser paga, referia-me a assuntos de política internacional para os quais me convidou. Estou no sector privado e tenho uma empresa que se dedica a acompanhar clientes na sua expansão internacional e as análises de ordem política, económica e social são aí fundamentadas e objecto de uma análise que se paga. Não vejo o porquê de partilhar o conhecimento a esse nível de graça. Sim, de facto é uma opção empresarial minha e penso que também concorda que é uma liberdade que me assiste?

Quanto a factos do que referiu:

1. Sim, caro Pedro. Das melhores pessoas e profissionais que já encontrei na minha vida são pessoas/profissionais que trabalham no Serviços. Por muito que tenha encontrado também de "outras" as primeiras devem-me o máximo respeito e consideração. Um grande abraço daqui para esses profissionais que sendo pessoas normais fazem de tudo para continuar a acreditar que "vale a pena";

2. A hierarquia tem figuras conhecidas pelo público, certamente. A primeira é o Sr Primeiro Ministro, o decisor de topo e máximo responsável. Outras figuras de topo são nomeadas politicamente e isso também é público. Depois temos aqueles que por questões transversais e natural decorrer de processos internos e externos (processos no sentido de situações ou imprevistos) acabam por ser referidos na comunicação social e assim se fica a conhecer o nome. Depois temos ainda as chefias intermédias e os que são promovidos internamente (justa ou injustamente, mas alguém tem de o ser...) e se mantêm no anonimato, que são a maior parte. Depois temos muitos técnicos que trabalham nos Serviços e cumprem ordens e dão o seu melhor ou não e são por isso reconhecidos num círculo muito limitado ou não. A liderança dissolve-se em "lideranças" de topo, intermédias e de "postura de exemplo" pela hierarquia dos Serviços. Não podemos generalizar com base nesta ou naquela notícia que é escrita sobre este ou aquele elemento de um determinado Serviço. É extremamente injusto para com pessoas que dão tudo e se lhes pedirem e derem ferramentas darão ainda mais. É vergonhoso que se faça isso e criminoso até pois estamos a lesar o Interesse Nacional, minando a confiança do público nos que zelam pela sua segurança e denegrindo Portugal aos olhos dos nossos aliados. Não devemos acreditar em tudo o que se escreve, é a primeira regra nesta área.

3. Quanto ao Dr Jorge Silva Carvalho, há quem tenha razões de queixa e quem não tenha ou tenha mais ou menos. Mas isso passa-se com qualquer pessoa e cidadão normal... A minha opinião pessoal mais profunda reservo-a mas posso dizer que tenho uma ou duas coisas que gostei nas sua passagem pelo SIED e uma ou duas que desgostei. Mas isso é assunto para uma conversa pessoal entre ele e eu caso nos encontremos. De resto, profissionalmente tem um currículo como poucos e obrigação de ter "acumulado" muita experiência na área. Deve ser um elemento a considerar de valor. E aqui sei que vou ter alguns amigos a vir ter comigo nestes dias próximos a pedir que esclareça. Não há muito a esclarecer... Não concordo que se condene alguém em praça pública. A Justiça tem um papel fundamental e deve ser respeitada. Se for culpado que pague pelo que fez e se for inocente que seja de alguma forma reabilitado e compensado pelo que passou. É maçon, sportinguista, benfiquista, portista? Não sei nem me interessa. Isso influenciou a sua postura e levou a ilegalidades? Não sei e não me interessa pois compete à Justiça apurar. Se tiver acontecido algo de menos recomendável, deveria ter havido instrumentos de alerta ou controle. Não havia? Aprendam e implementem-nos. Contudo não esqueçam que estamos a lidar com profissionais e que merecem todo o nosso respeito, apoio e confiança e não que se parta do princípio que são criminosos em potência. Só assim esses profissionais conseguirão ter as ideias claras e a tranquilidade para proteger o Interesse Nacional.

4. Quanto ao Dr Neiva da Cruz nem percebo a questão... Se é legalmente exigido que se declare que se pertence ao desportivo da coruja ou associação de defesa das minhocas transmontanas que se faça. Caso não, que recuse. Mas se for, também não deve ser algo feito em praça pública mas matérias de Segurança Nacional com as quais se lida internamente, quer a nível de registos para memória futura ou incompatibilidades detectadas. Imagine-se as vulnerabilidades criadas num Serviço de Informações em que se coloca tudo numa base de "o público tem o direito de saber"... O público tem o direito, sim, de saber que tudo está de acordo com a lei e de facto existem instrumentos criados para esse efeito. Não percebo aqui o problema, francamente.

5. Ambos os profissionais em cima foram meus chefes e desejo-lhes todo o sucesso pessoal e profissional, como o faço com todos os colegas que tive o enorme prazer e honra de conhecer.

6. Eu não dei a entender haver desfasamento entre as necessidades e a realidade dos Serviços. Eu disse que havia. Mas isso não é segredo nenhum e todos sabemos isso. Em Portugal a administração pública central tem carências orçamentais que influenciam de forma grave a sua actuação e comprometem as suas capacidades. Não vejo que os Serviços sintam algo diferente. Há falta de verbas que coloquem as suas capacidades num nível de correspondência mínima ao que é exigido hoje por esta nova realidade política internacional, económica e crescentes ameaças. Comparem os orçamentos de Serviços de Informações e algumas Forças de Segurança com as missões que lhes são confiadas. Façam as contas (imaginárias) como se fossem vocês a gerir e vejam o que dá por cabeça e o que sobrará para missões... Dizer que o Estado tem de investir bastante mais na Intelligence e Segurança em Portugal é segredo?! Mas então não o sabem já todos e não é óbvio?! Dizer que não há sintonia entre o que é percepcionado pela classe política e as necessidades extremamente urgentes dos Serviços é segredo?! Mas isso não sabem também já todos?! Agora, tem é de se falar nas soluções, visto que para saber os problemas é só falar com os profissionais. Eu por mim, estou disponível e sei que outros também estarão para auxiliar...

Eduardo Ribeiro, procure seguir a sua vida profissional sem se deixar influenciar muito pelo ruído. A minha opinião é tão válida como a do Pedro E. ou de outra pessoa qualquer, por isso pratique já o que um bom analista faz: pesquise, recorte e analise com a devida distância todos os dados. No final, decida e vá em frente seja qual for a decisão... Desejos de muita sorte e felicidades.

Caro Pedro, nem me parece que você seja má pessoa (pelo contrário) e ainda menos alguém com pouca cultura ou informação ao dispor. Fico surpreso por ver tanta raiva e indignação em explosão permanente. Fico curioso com o que desperta isso. Estou ao dispor sempre que quiser falar, mesmo em privado. Quem sabe? Pode ser que até nasça alguma amizade daqui.

Forte Abraço!

Mike
IntellCorp - Intelligence You Can Trust

http://www.intellcorp.com

Para além do Website, encontramo-nos em outras redes sociais como: LinkedIn, Twitter, Facebook, Pinterest; Tumblr, etc
 

*

Pedro E.

  • Investigador
  • *****
  • 1536
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 18 vez(es)
  • +20/-217
Re: SIS e SIED, quais as diferenças? Tirar licenciatura ou não?
« Responder #16 em: Agosto 15, 2016, 11:23:37 pm »
Para quem se dizia de poucas palavras, o Mike revela-se como um comunicador nato.

Como espaco informal que este forum e e na sua qualidade de participante julgo ser-lhe possivel transmitir de forma sucinta e nao academica a sua visao da politica internacional sem comprometer o seu profissionalismo. No entanto compreendo se nao quiser partilhar connosco os seus pontos de vista. Apesar de tudo nao deixo de lhe referir quais as perguntas com que me debruco.

America- cenarios para a politica externa. Hillary, a intervencionista? Trump, o pactuador?
Turquia - autores e motivos do golpe militar falhado. repercussoes geoestrategicas apos reaproximacao entre Erdogan e Putin.
UE-, Brexit,o principio do fim do projecto europeu? Possibilidades de outras saidas- Franca, Suecia, Holanda?
Russia- focos de instabilidade nas ex-republicas.advento de revolucao colorida na Armenia?
Siria- qual o futuro politico ? Assad no poder, compartido? Guerra por mais 5 anos? Autonomia curda?
Ucrania- implementacao dos acordos de Minsk, realidade proxima ou a consolidacao dos enclaves separatistas ?

Falou na(s) hieraquia(s) dos servicos e nos meritos dos seus elementos. Ocorreu-me pensar que e mais justo haver votacao interna para eleger o Director do SIS/SIED do que a nomeacao pelo primeiro-ministro. Desta forma, o escolhido e eleito pelos seus. Quem melhor para tomar essa decisao e premiar a qualidade? Penso tambem que e muito melhor assim, alguem de dentro dos servicos ser seleccionado do que dar-se o caso de o nomeado pelo chefe de governo ser do exterior (algo que ja aconteceu). O Presidente da Republica teria direito de veto no nome escolhido. O que e que o Mike pensa disto?


Justica.A lei e para ser cumprida. Se nao concordam, mudem de profissao ou trabalhem para mudar as leis (ajustem-nas as necessidades/realidade). Atropelos sistematicos a lei, impunidade so aumentam o clima de suspeita .Se o publico souber qual o codigo por que se regem os servicos e houver mecanismos transparentes de fiscalizacao mais facilidade tera em respeitar o seu trabalho.

Neiva da Cruz- nao conheco pessoalmente ( nao sei se e bom ou mau profissional), mas sei que e macon e isso acarreta consequencias. Para governos sombra ja nos chegam os espioes. Governo sombra dentro de governo sombra, nao obrigado. Para mim ha uma colisao de interesses insanavel entre o que deve ser o servico "publico" prestado pelas Informacoes e a ideologia maconica que se propicia ao trafico de influencias, guerras entre lojas e que sao tambem uma ameaca a Defesa nacional pelo indevido uso da intelligence.Nao se pode servir dois senhores ao mesmo tempo. Ou seja,membros das sociedades secretas devem ser banidos das Informacoes. Nao e isso que acontece,antes pelo contrario,ocupam os cargos de topo. So para citar alguns directores- Jorge Carvalho, Adelio Cruz, Rui Pereira,Heitor Romana,Julio Pereira Um banco pode ter excelentes funcionarios, muito simpaticos, prestaveis e conhecedores, mas se os administradores sao corruptos e nao executam a funcao do banco, e um bom ou mau banco? A resposta e obvia, por isso algo me diz que a ameixoeira esta podre. Carvalhao Gil, o espiao traidor que foi apanhado a vender "segredos" a um russo,era macon. Deve ser coincidencia, claro...

No ultimo topico focou-se mais nas carencias orcamentais que afectam (obviamente) os servicos. Essa e uma queixa conhecida. Outra de longa data com que me deparo e o sentimento de estarem maneatdos pela classe politica. Bsicamente semtem-se incompreendidos e com poucos meios (legais) para executar na plenitude as suas funcoes. Nada de novo portanto neste capitulo.

Uma pergunta pessoal se me permite. Se nao quiser responder entendo-o perfeitamente. Porque saiu das secretas? Foi a procura doutros desafios? Desentendeu-se com as chefias, foi afastado? Acabou-se o contrato ?

O mundo e pequeno Ruben. Talvez ja tenhamos estado no mesmo sitio sem nos apercebermos disso.

Eu vivo em Londres agora. Raramente vou a Portugal. Quando estiver de visita por terras londrinas e se tiver tempo para conversar em privado de uma apitadela. De certeza sera uma experiencia agradavel.
 

*

Mike R

  • Membro
  • *
  • 7
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +0/-0
  • Managing Partner | ex-Oficial de Informações
    • IntellCorp
Re: SIS e SIED, quais as diferenças? Tirar licenciatura ou não?
« Responder #17 em: Agosto 16, 2016, 12:44:42 pm »
Bom dia Pedro,

Vou responder pelo fim e sei que compreenderá o porquê de não ver grande interesse em discutir assuntos actuais, apesar de achar as questões sobre as quais se debruça interessantes.

A pergunta é pessoal mas não tenho problemas em responder. A minha saída do serviço deu-se após uma ponderação prolongada e de realinhamento de objectivos pessoais. Assim, comuniquei à Direcção e ao Sr Secretário Geral e apesar de me tentarem dissuadir mantive a decisão e expliquei o que viria fazer na minha vida profissional fora dos Serviços. Foram extremamente acessíveis e simpáticos e não tenho qualquer razão de queixa da Direcção dos Serviços; Sr. Secretário Geral ou onde fui colocado, a PCM. Como pode ver não houve dramas e foi algo normal. Fica-me apenas um grande desgosto de ter de deixar uma carreira no público que era o que eu queria manter até ao final, mas penso que posso ser útil ao meu país de outras formas...

De facto não gosto de falar muito mas forço-me a isso quando penso ser útil e para deixar algo esclarecido. Quanto aos Serviços, vejo as coisas em dois planos: o que pode ser discutido em público e o que devem ser processos internos. Os Serviços têm coisas boas e más, de facto. As boas (umas já presentes e outras que são oportunidades futuras) devem ser mantidas e as más terão de ser resolvidas (todas internamente). Sim, há problemas. E os principais não se prendem com algo que tenha vindo noticiado. Não colocam em causa a Segurança Nacional mas podem vir a fazê-lo se continuarem.

Indivíduos ou profissionais e casos particulares? Não vejo a utilidade em comentar. Ninguém está na posse dos dados todos e é fácil cometer injustiças...

Pessoalmente, concordo que se deve servir apenas uma "bandeira". Mas como qualquer analista acredito primeiro mais em coincidências do que em "papões". Assim, na ausência de provas de que existe uma "conspiração" e algo "organizado" resta apenas um conjunto de notícias e "diz que diz" acerca de várias pessoas que »supostamente(!!)« pertencem ao mesmo clube de chá, de futebol ou associação agrícola...

Penso que a comunicação social tem cumprido o seu papel de informar o público. As formas e os conteúdos podem ser de maior ou menor agrado, mas é o que é... cada qual faz o seu papel.

Penso que para se resolver problemas devemos concentrar-nos na causa dos problemas e essa causa são sempre as vulnerabilidades das estruturas e dos processos...

Sim, é natural que já nos tenhamos cruzado. Concerteza, com todo o gosto. Fica aceite o convite e se estiver pelos seus lados combinaremos um café claro.

Forte Abraço,

Mike
IntellCorp - Intelligence You Can Trust

http://www.intellcorp.com

Para além do Website, encontramo-nos em outras redes sociais como: LinkedIn, Twitter, Facebook, Pinterest; Tumblr, etc
 

*

Pedro E.

  • Investigador
  • *****
  • 1536
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 18 vez(es)
  • +20/-217
Re: SIS e SIED, quais as diferenças? Tirar licenciatura ou não?
« Responder #18 em: Agosto 16, 2016, 03:18:14 pm »

Estamos de acordo quando diz que se deve servir apenas uma "bandeira". E uma questao basica/fundamental de lealdade. E nos servicos de Informacoes nao se pode operar doutra forma. Por isso mesmo qualquer infiltracao tem que ser contida, seja de sociedades secretas seja de servicos estrangeiros. A maconaria tem uma agenda, a intelligence nacional tem outra (ou deveria ter). Sao incompativeis. Deixar que membros de sociedades secretas penetrem qualquer estrutura do Estado e ficar exposto,poe em risco a seguranca, compromete o Interesse nacional, porque poe-se a jeito para que a intelligence seja intencionalmente mal usada para servir os propositos particulares/privados de irmandades, seitas,cultos e afins.

Boa sorte para o seu novo projecto profissional. Estive a espreitar o website e considero-o inovador e ambicioso. E desse sangue que Portugal precisa para crescer.

See you soon
 

*

Mike R

  • Membro
  • *
  • 7
  • Enviou: 2 vez(es)
  • +0/-0
  • Managing Partner | ex-Oficial de Informações
    • IntellCorp
Re: SIS e SIED, quais as diferenças? Tirar licenciatura ou não?
« Responder #19 em: Agosto 16, 2016, 03:30:38 pm »
 :)
Obrigado, Pedro.
Forte Abraço,
Mike
IntellCorp - Intelligence You Can Trust

http://www.intellcorp.com

Para além do Website, encontramo-nos em outras redes sociais como: LinkedIn, Twitter, Facebook, Pinterest; Tumblr, etc
 

*

BARCO À VISTA

  • Membro
  • *
  • 40
  • Recebeu: 47 vez(es)
  • +1/-8
    • http://barcoavista.blogspot.pt/
Re: SIS e SIED, quais as diferenças? Tirar licenciatura ou não?
« Responder #20 em: Agosto 20, 2016, 02:26:11 am »
Relativamente ao sied/sis o conselho que te posso dar e para te afastares desse meio, e um campo minado. Os gajos maconicos que controlam as "secretas" portuguesas nao lhes interessa a defesa do estado, o que os move sao interesses pessoais e favores aos da sua tribo. O que de mau tem o funcionalismo publico portugues e personificado pelas essas estruturas : clientelismo, cunhas, corrupcao, mau ambiente, incompetencia etc. No livro do vilela vais encontrar varios exemplos de agentes  desgostosos com o estado de coisas que se passam no  servico de informacoes portuguesas. Aplica a tua  inteligencia, motivacao,interesse noutras areas. Nao percas tempo a seres uma marioneta de macons.

Não me diga que o Pedro também esteve destacado como "Analista"? Seu maroto e não disse nada...
Então com essa sua infinita sabedoria e vasta experiência na "comunidade da intelligence" devia ter conhecimento que funções os verdadeiros "aventaleiros" cá do burgo exercem.
Deixe lá os TCI / TSI / TPI que esses são todos bons rapazes e raparigas com muito amor à camisola em detrimento da família e, o pouquinho que fazem do que catalogou é, acredite, ao fim ao cabo a bem da Nação.
Quem muito "post'a" pouco acerta...
 

*

Pedro E.

  • Investigador
  • *****
  • 1536
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 18 vez(es)
  • +20/-217
Re: SIS e SIED, quais as diferenças? Tirar licenciatura ou não?
« Responder #21 em: Agosto 21, 2016, 10:38:34 pm »

Eu destacado como analista? Noutra vida talvez  8)
Acho que seria por exemplo mais eficaz nas vigias aos empresarios russos que transitam pelo hotel sheraton no Porto.
Mas repare, e aceite esta critica como construtiva,faria a coisa de modo a nao dar nas vistas, porque alguns desses "sinaleiros" parecem que nao fizeram a instrucao, actuam como amadores.
Quanto ao que e o bem da Nacao, e um assunto discutivel. Pessoalmente ja dei a minha opiniao neste forum qual devia ser a posicao internacional de Portugal- uma posicao de neutralidade que prime pela Independencia. Tal implica um realinhamento estrategico- sair da Uniao Europeia neste presente modelo (e do euro claro), abandonar a NATO e deixarem de ser cadela dos E.U.A.
Estou seguro que muitos interesses obscuros instalados neste rectangulo que lesam o Profundo Interesse nacional seriam abalados.

Estamos de acordo quanto a finalidade ( o bem da Nacao), apenas discordamos dos meios para alcanca-lo.
 

 

Espiões (SIS, SIED, SIRP) na Maçonaria

Iniciado por VingançaQuadro Serviços de Informações e Inteligência

Respostas: 2
Visualizações: 3244
Última mensagem Outubro 06, 2010, 09:22:05 am
por pedrojoao
Cartões de identificação do SIRP, SIS e SIED

Iniciado por PereiraMarquesQuadro Serviços de Informações e Inteligência

Respostas: 0
Visualizações: 1736
Última mensagem Abril 01, 2016, 10:43:28 am
por PereiraMarques
Consultar arquivos SIS e SIED - FOIA

Iniciado por CamuflageQuadro Serviços de Informações e Inteligência

Respostas: 0
Visualizações: 112
Última mensagem Julho 30, 2018, 08:39:04 pm
por Camuflage
Quais as melhores fontes de energia para o nosso futuro?

Iniciado por kometQuadro Portugal

Respostas: 10
Visualizações: 3325
Última mensagem Setembro 22, 2005, 04:34:55 pm
por Cabeça de Martelo
Licenciaturas favoráveis ao SIS e à SIED

Iniciado por DDiasQuadro Serviços de Informações e Inteligência

Respostas: 7
Visualizações: 3963
Última mensagem Novembro 14, 2015, 08:09:50 pm
por Camuflage