Guerra na Ucrânia

  • 515 Respostas
  • 79336 Visualizações
*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #75 em: Junho 18, 2015, 10:33:05 am »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #76 em: Junho 24, 2015, 06:10:21 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9441
  • Recebeu: 308 vez(es)
  • Enviou: 213 vez(es)
  • +17/-7
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #77 em: Junho 28, 2015, 03:35:04 pm »
Ninguém cede na Ucrânia


Com o fulgor mediático ofuscado pelo debate grego, o conflito separatista no Leste da Ucrânia ameaça voltar às manchetes. O regresso dos combates com recurso a armamento pesado foi acompanhado nos últimos dias por gestos pouco pacificadores de ambos os lados, incluindo uma mobilização de tropas da NATO e material de guerra dos EUA para países do Leste europeu, muito mal recebida em Moscovo.

“Se alguém ameaça os nossos territórios significa que temos de posicionar as nossas forças de acordo com os territórios de onde vem a ameaça”, respondeu o Presidente Vladimir Putin depois do secretário de Defesa dos EUA, Ash Carter, ter anunciado o envio de tanques, veículos de combate e de artilharia autopropulsada para a Estónia, Lituânia, Letónia, Bulgária, Roménia e Polónia.

O material, que Carter garante ser suficiente para equipar uma brigada de combate, será acompanhado por um “aumento substancial” do número de homens na força da NATO no Leste europeu. Como explicou o secretário-geral, Jens Stoltenberg, a força de resposta rápida na região passará de 17 a 40 mil efectivos, o que permitirá à NATO “mobilizar as forças mais rapidamente em momentos de crise, enquanto mantém um controlo político total”.

Stoltenberg garante que o bloco não quer entrar numa corrida às armas” com a Rússia, mas as suas palavras não evitaram que Putin anunciasse de pronto o desenvolvimento de “40 mísseis balísticos intercontinentais para o arsenal nuclear” de Moscovo, que será “capaz de superar até o mais avançado sistema antimíssil”.

Semelhante foi a resposta do Kremlin à decisão europeia de prolongar as actuais sanções económicas até Janeiro de 2016, apesar de um estudo austríaco indicar que a UE arrisca dois milhões de postos de trabalho e receitas de 100 mil milhões de euros anuais com a manutenção desta política.

A Rússia estará mais um ano sem importar comida de origem ocidental, obrigando assim a sua população a continuar a suportar preços proibitivos: a jornalista australiana Fiona Clark, residente em Moscovo, escreveu na Newsweek que só consegue comprar queijo camembert a 48 euros por quilo.

Nem uma nova ofensiva diplomática - Putin falou por teleconferência com os Presidentes de Alemanha e França na véspera de uma reunião de ministros dos Negócios Estrangeiros dos três países mais a Ucrânia em Paris - conseguiu aligeirar a hostilidade. Os governantes limitaram-se a reafirmar a sua crença nos acordos de Minsk, nos quais se decretou um cessar-fogo que a cada dia se mostra mais ineficaz: mais de 60 civis e militares morreram nas últimas semanas num conflito que já roubou mais de 6.500 vidas desde Março de 2014.

SOL
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8216
  • Recebeu: 668 vez(es)
  • Enviou: 976 vez(es)
  • +39/-6
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #78 em: Julho 05, 2015, 12:23:17 pm »
Nova força policial em Kiev.

O resultado é este...  :mrgreen:
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #79 em: Julho 14, 2015, 04:09:39 pm »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #80 em: Julho 16, 2015, 09:27:58 am »
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4775
  • Recebeu: 785 vez(es)
  • Enviou: 538 vez(es)
  • +36/-16
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #81 em: Julho 16, 2015, 10:26:07 am »
http://www.janes.com/article/53010/ukraine-receives-first-modernised-t-80-mbts
Citar
The Ukrainian military has received a first batch of eight modernised T-80 main battle tanks (MBTs) from the Kharkiv Morozov Machine Building Design Bureau (KMDB).

According to Ukroboronprom, the T-80s would soon enter the "zone of the antiterrorist operation" (ATO), a term Kiev uses to refer to the conflict in east Ukraine. The Ukrainian Ministry of Defence (MoD), meanwhile, noted that the T-80s would be delivered to a mobile armoured unit of the country's airborne forces.

The MoD said the modernisation of the first eight T-80s was completed by KMDB a month ahead of schedule, with the vehicles handed over on 13 July.

The modernisation work is stated to have included changes to the vehicle's turrets, hulls, and the installation of Kontakt explosive reactive armour (ERA).

At the same time as the handover of the first eight modernised T-80s, the MoD announced that, following trials, a first production batch of Dozor-B 4x4 protected patrol vehicles is scheduled to be supplied to the Ukrainian military in September.


Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9441
  • Recebeu: 308 vez(es)
  • Enviou: 213 vez(es)
  • +17/-7
Re: Voo MH-17
« Responder #82 em: Julho 16, 2015, 08:38:32 pm »
Ex-agente do KGB acusado de fazer explodir Boeing da Malaysia Airlines por ordem de Putin


Os familiares de algumas das vítimas do abate de um avião da Malaysia Airlines no leste da Ucrânia, há quase um ano, processaram o líder dos rebeldes ucranianos em 819 milhões de euros.

Os familiares de 17 das vítimas - representados por um escritório de advogados especializado em aviação, com sede em Chicago, Estados Unidos - acusam o ex-agente de informações russo Igor Strelkov, também conhecido como Igor Girkin, de agir às ordens do Presidente russo, Vladimir Putin, quando fez explodir o Boeing da Malaysia Airlines, causando a morte às 298 pessoas que seguiam a bordo.

Miroslava, mulher e porta-voz de Igor Strelkov, disse à rádio russa que o marido, que liderou os insurgentes ucranianos até agosto, altura em que regressou à Rússia, não fará comentários por não ter nada a ver com o assunto.

Segundo o caso que deu entrada em tribunal, o avião da Malaysia Airlines - que fazia a ligação Amesterdão, na Holanda, e Kuala Lumpur, na Malásia, a 17 de julho de 2014 - sobrevoava uma zona onde os rebeldes levavam a cabo atos de guerra, sob os comandos de Igor Strelkov, que "ordenou, apoiou e/ou foi cúmplice e/ou conspirou com as pessoas que atiraram o míssil ou os mísseis" que abateram o aparelho.

Na maioria holandeses, todos os 298 passageiros e tripulantes que seguiam no aparelho - que atravessou a Ucrânia numa das piores alturas de combates entre forças governamentais e rebeldes separatistas pró-Rússia - morreram. Tanto as autoridades ucranianas como países ocidentais acusaram a Rússia de ter fornecido aos rebeldes os mísseis utilizados no abate do avião, mas Moscovo rejeitou a acusação, alegando que um míssil ucraniano pode ter sido responsável pelo incidente.

A Malásia pediu às Nações Unidas, no início deste mês, para estabelecer um tribunal internacional para julgar os responsáveis pelo abate do avião. Vladimir Putin, que hoje conversou ao telefone com o primeiro-ministro holandês, Mark Rutte, considerou que um tribunal internacional seria "contraproducente".

"Antes de estabelecer um mecanismo judicial e levar à justiça os responsáveis por este crime, temos que terminar a investigação internacional, que deve ser completa e objetiva, independente e imparcial", disse Putin ao primeiro-ministro holandês, de acordo com o comunicado de imprensa do Kremlin. "Vladimir Putin explicou em pormenor a posição da Rússia sobre a iniciativa prematura e contraproducente para vários países, incluindo a Holanda, de estabelecer um tribunal para julgar os responsáveis" pela queda do avião, explica o comunicado.


Lusa
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #83 em: Julho 17, 2015, 09:00:12 am »

Rússia veta tribunal internacional para julgar o caso MH17 da Malasia Airways

http://pt.euronews.com/2015/07/16/russi ... a-malasia/
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #84 em: Julho 17, 2015, 01:01:01 pm »
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #85 em: Julho 17, 2015, 06:44:05 pm »

Footage just released: pro-Russian rebels discover that the debris are from a civilian aircraft

http://edition.cnn.com/2015/07/17/europ ... math-video
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #86 em: Julho 17, 2015, 11:18:15 pm »

Voo MH17: Um ano depois, Moscovo responsabiliza  Ucrânia
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 9441
  • Recebeu: 308 vez(es)
  • Enviou: 213 vez(es)
  • +17/-7
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #87 em: Julho 18, 2015, 01:07:35 am »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: HSMW, olisipo

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8216
  • Recebeu: 668 vez(es)
  • Enviou: 976 vez(es)
  • +39/-6
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Guerra na Ucrânia
« Responder #88 em: Julho 20, 2015, 08:08:25 pm »
Muito bom esse documentário!
Deixo aqui a parte sobre o Exército ucrâniano na perspectiva da NATO.

http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

olisipo

  • Investigador
  • *****
  • 4966
  • Recebeu: 115 vez(es)
  • Enviou: 45 vez(es)
  • +27/-31
Re: Voo MH-17
« Responder #89 em: Julho 24, 2015, 10:03:47 pm »
The foreign ministers of five nations, including Ukraine, have asked the UN Security Council the creation of an international court on the case of the MH-17 crash. Russia has already expressed that it refuses this proposal. The text of the letter of these five countries is published today by "The Financial Times".

 Here can be found the complete text of the letter signed by the foreign ministers of Netherlands (where the majority of the passengers came from), Malaysia (the owner of the plane), Australia,  Belgium and Ukraine

http://www.ft.com/intl/cms/s/0/0b1a6dae ... 2ea3d.html

The Ukrainian news agency Interfax has published an extensive extract of this letter:

http://en.interfax.com.ua/news/general/280012.html
 

 

A guerra com o Iraque foi um "erro estratégico"

Iniciado por Tiger22

Respostas: 7
Visualizações: 3899
Última mensagem Maio 04, 2004, 03:16:28 pm
por Guilherme
Filme sobre porque estamos em Guerra e sobre o Islao

Iniciado por Miguel

Respostas: 1
Visualizações: 1783
Última mensagem Janeiro 13, 2009, 01:50:44 pm
por RODIAS
Guerra de Propaganda na Síria - ou como fomentar um confronto mundial

Iniciado por Luso

Respostas: 5
Visualizações: 2195
Última mensagem Outubro 11, 2016, 04:50:15 pm
por mafets
Portugueses apenas: Apoiam a Guerra no Iraque?

Iniciado por P44

Respostas: 8
Visualizações: 2410
Última mensagem Novembro 26, 2004, 10:52:10 am
por JNSA
HAMAS E FATAH - GUERRA CIVIL NA PALESTINA?

Iniciado por resident_evil

Respostas: 5
Visualizações: 2738
Última mensagem Junho 15, 2007, 10:13:02 pm
por Yosy