Notícias (Indústrias de Defesa)

  • 111 Respostas
  • 29379 Visualizações
*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1713
  • Recebeu: 182 vez(es)
  • Enviou: 407 vez(es)
  • +7/-1
Notícias (Indústrias de Defesa)
« em: Fevereiro 13, 2015, 12:25:30 am »
Notícias em geral sobre as indústrias de defesa.


German Arms Exports Lowest Since 2007
Citação de: "DefenseNews.com"
Revenue from German arms export licenses fell to €3.97 billion (US $4.49 billion) in 2014, down from €5.85 billion in 2013 and the lowest level since 2007, the Economics Ministry said. The decline is due to a number of factors, not least the government's tighter arms exports policy in a bid to reduce Germany's role in the global weapons trade.

"I think it's rather pleasing that German arms exports declined notably last year, particularly to the Arabic region," said German Economics Minister Sigmar Gabriel. Germany has been the third-largest exporter of weapons in the world behind the US and Russia, a status that Gabriel previously described as "a disgrace."

The government's clampdown on arms exports is putting pressure on the country's defense companies. The German Defense Industry Association (BDSV) said that industry is in "constant dialogue" with the ministry regarding export control policies, but added that the recently published figures could be subject to change.

"We will wait for the publication of the final version of the arms export report by the federal government before we interpret the figures for 2014," said Georg Wilhelm Adamowitsch, CEO of the BDSV. "What is already foreseeable is the decline of German exports to EU or NATO member states."

Companies that solely produce weapons are more affected by the decrease in export authorizations, he said.

[...]

Some companies have indicated that they will try to sidestep the government's approval process by moving business abroad. Rheinmetall, Germany's biggest defense company in terms of revenue, said that it plans to invest in a new munitions development center in South Africa, for example.

But Nassauer said it's not simply a matter of moving a production line to a foreign subsidiary. "The technology has to get licensed as well, and if the ministry doesn't grant the license, they can't just move production to another country," he said. "Technology transfer politics might also become more restrictive in the future."
Fonte: http://www.defensenews.com/story/defense/policy-budget/industry/2015/02/12/germany-exports-arms-decline-economics-gabriel-bdsv-industry/23287261/

Afinal não é apenas em Portugal que há políticos idiotas com gosto em destruir a indústria da defesa.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #1 em: Fevereiro 25, 2015, 10:53:18 am »
http://www.helis.com/database/news/rpg_helicopter/
Citar
Orbital ATK, February 24, 2015 - Dulles, Virginia - Orbital ATK, Inc., a global leader in aerospace and defense technologies, performed a live-fire demonstration of a key element of its Helicopter Active Protection System (HAPS).

The HAPS Kill Vehicle (KV) was able to launch, perform pitch maneuvers and fly to a detonation point that simulated the location of an incoming rocket-propelled grenade (RPG). The demonstration is a valuable step toward a solution for the RPG threat to helicopters flying missions in dangerous areas.

Helicopters are vulnerable to damage from RPGs because the aircraft often hovers in position at low altitude, making it easy to target by an enemy on the ground. HAPS is designed to identify an incoming threat, launch and guide a KV to a precise location and detonate a warhead at a point where the RPG is rendered ineffective. All of this is designed to occur within a fraction of a second and far enough away from the helicopter to ensure the crew and aircraft are not harmed by metal fragments from the destroyed RPG.



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #2 em: Abril 02, 2015, 09:46:52 am »
http://www.aereo.jor.br/2015/03/28/defesa-tera-peso-menor-na-helibras/
Citar
A fabricante de helicópteros Helibras pretende alcançar em 2015 a meta de fazer com que o faturamento do grupo seja 50% proveniente da venda de suporte e serviços ao cliente, reduzindo assim a dependência dos projetos na área de defesa, que vive um período de redução de verbas e contingenciamento.

O crescimento da receita na área de serviços e suporte ao cliente também faz parte de uma meta global estabelecida em 2011 pela Airbus Helicopters (controladora da Helibras) para todas as unidades do grupo no mundo.

O objetivo da companhia, segundo o vice-presidente de suporte e serviços da Helibras, Flávio Pires, é que a participação de 50% seja atingida até 2016. Em 2014, no entanto, a receita no setor de serviços já respondeu por 48% do seu faturamento.

Nos últimos dois anos e meio a empresa também dobrou a receita da venda de peças, que ganhou impulso com os investimentos feitos na melhoria dos serviços e do atendimento ao cliente. “Em 2014 vendemos 25% mais peças que no ano anterior”, revelou o executivo.

A Copa do Mundo, segundo Pires, foi um fator sazonal que também puxou as vendas, tendo em vista as antecipações de manutenção que foram feitas pelas Forças Armadas e policiais. “A demanda por serviços foi intensa durante 90 dias, antes, durante e depois da Copa do Mundo”, explicou.

A expectativa da Helibras para este ano é que o faturamento no segmento de serviços e suporte atinja a marca de R$ 200 milhões. Um fator que contribuirá para este desempenho, segundo Pires, é a criação de um centro de serviços dedicado ao mercado pré-sal, que vai atender os operadores do segmento de offshore em suas bases.



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1713
  • Recebeu: 182 vez(es)
  • Enviou: 407 vez(es)
  • +7/-1
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #3 em: Abril 07, 2015, 09:12:09 pm »
Centenário da Westland:

Westland Centenary commemorative video

Citar
April is the month when Westland Aircraft Works was officially founded, back in 1915. To celebrate this - and to officially mark the start of the Centenary celebrations we are launching the AgustaWestland Centenary video.


Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #4 em: Abril 11, 2015, 10:25:13 am »
E lá vai mais outro. "Romper acordos" é o "prato do dia" em Brasília, isto segundo os noticiários do Outro Lado do Atlântico e não de Portugal, que nem sequer referenciou o caso. :wink:
http://www.aereo.jor.br/2015/04/09/folhauol-noticia-rompimento-do-acordo-brasil-ucrania-que-foi-furo-do-poder-aereo-em-10-03/
Citar
O grupo jornalístico Folha/Uol informou em seu noticiário online, no início da madrugada, que a presidenta Dilma Roussef, amparada em estudo concluído em janeiro por um grupo de trabalho interministerial, decidiu romper o acordo de “parceria estratégica” do governo brasileiro com o governo ucraniano para fazer subir ao espaço, do Centro de Lançamentos de Alcântara, no Maranhão, um foguete Cyclone-4.

O foguete Cyclone-4 é um modelo de 1969, com um histórico bem-sucedido. Em 226 lançamentos, houve só seis falhas. Na Ucrânia, até o fim de 2013, um pool de 16 empresas contribuía para a construção do artefato, na cidade de Dnipropetrovsk.

A versão que está sendo pesquisada pela Alcântara Cyclone Space prevê aperfeiçoamentos na precisão da trajetória a ser cumprida pelo foguete, e um aumento de 30% em sua carga de combustível.

A cooperação espacial com a Ucrânia teve início durante a Era Fernando Henrique Cardoso, em 1995, com a vinda ao Brasil do presidente ucraniano Leonid Kutchma.

Pouco depois começou a se consolidar a idéia de utilização do Centro de Lançamento de Alcântara (CLA), no Maranhão, para a colocação em órbita de cargas úteis brasileiras, ucranianas e de outros países.

Ao Brasil caberia providenciar o local e a infraestrutura do CLA; os ucranianos ficaram incumbidos de desenvolver o veículo Cyclone-4, assistidos por especialistas brasileiros.

Campanha - Ainda durante o segundo mandato de Fernando Henrique Cardoso o Brasil firmou dois importantes acordos: o chamado Acordo-Quadro sobre a Cooperação nos Usos Pacíficos do Espaço Exterior – em novembro de 1999 –, e um segundo, em janeiro de 2002, sobre Salvaguardas Tecnológicas relacionadas à participação da Ucrânia em lançamentos a partir de Alcântara.

Durante a campanha eleitoral de 2002, o presidenciável Luiz Inácio Lula da Silva condenou a aproximação do Brasil com a Ucrânia no campo espacial, mas, eleito – e fortemente estimulado por seu aliado político Roberto Amaral (do PSB) que designou para chefiar a Pasta da Ciência e Tecnologia – tratou de incentivar a cooperação em torno do Cyclone-4.

Surgiu, dessa forma a “parceria estratégica” que Dilma Roussef se prepara, agora, para torpedear”.



Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1713
  • Recebeu: 182 vez(es)
  • Enviou: 407 vez(es)
  • +7/-1
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #5 em: Abril 11, 2015, 06:08:28 pm »
Possível parceria entre a Rússia e o Brasil no programa do Yak-130:

Russia's Rostec eyes Brazilian partnership on trainer jet
Citação de: "Brad Haynes, Reuters"
Russian state company Rostec could use equipment from Brazilian defense contractor Mectron in the YAK-130 jet trainer, a senior executive told Reuters, as Russia turns to Latin America to offset sanctions imposed by the West over the crisis in Ukraine.

The statement by Sergei Goreslavsky, deputy head of Rostec unit Rosoboronexport, is the first confirmation of negotiations on a possible deal that could see Moscow buy equipment from Mectron if Brazil buys Russia's Pantsir-S1 air defense system.

Responding to written questions from Reuters, Goreslavsky added he hoped the Pantsir deal, worth an estimated $1 billion, would be signed this year.

The surface-to-air missile batteries would bolster Brazil's defenses ahead of the 2016 Olympic Games in Rio de Janeiro and cement a strategic defense partnership with Russia, in defiance of Western sanctions.

"The sanctions against Russia have led us down new paths and opened new opportunities," Goreslavsky said. "We consider Brazil one of the countries with the best perspectives."

He added the sanctions had not hurt Russian arms exports, which totaled 13 billion euros ($14 billion) in 2014, second only to the United States.

Rostec has stepped up its presence in Latin America in recent years, selling Lada cars in Venezuela, working on a deal to make Kamaz trucks in Argentina and delivering Mi-171 helicopters to Peru and Brazil.

The Russians are also in talks with Odebrecht Defense and Technology - the industrial group that controls Mectron - on a joint venture to maintain or even produce helicopters from the Mi family in Brazil, according to Goreslavsky.

He suggested there could be progress on the deal at the LAAD defense fair in Rio next week.

"For now it's a memorandum of cooperation on technology," he said. "Perhaps it could lead to an assembly line with machines produced in Brazil and, afterwards, you could expand production and transfer certain technologies."

He added there was "some hope for a more concrete response during LAAD from officials from Brasilia regarding our offer of joint production."

A press representative for Odebrecht had no comment on supplying equipment for the YAK-130. News reports in the past have suggested that Mectron could supply its Scipio-01 radar for the Russian jet.
Fonte: http://www.reuters.com/article/2015/04/10/rostec-brazil-idUSL2N0X71TE20150410

O Brasil comprando o Yak-130, e com a Força Aérea Portuguesa a continuar cada vez mais a enviar o pessoal para fazer os estágios e tirocínio de voo no estrangeiro (especialmente com o fim de vida dos Alpha Jet), às tantas ainda vamos ver no futuro pilotos da FAP com horas de voo no Yak-130.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #6 em: Abril 16, 2015, 11:42:50 am »
http://www.aereo.jor.br/2015/04/15/laad-2015-wagner-otimisma-com-pagamentos-a-embraer-e-pessimista-com-o-prosuper/
Citar
A seguir, as principais respostas do ministro da Defesa durante a entrevista no Rio de Janeiro (LAAD 215):

Sobre o programa KC-390:

Eu não tenho condições de dizer quando é que a dívida com a Embraer relativa ao KC-390 será sanada. Acabamos de liberar 120 milhões [de Reais] na semana passada. Agora aquele protótipo que fez o voo experimental está sendo desmontado para que a companhia possa fazer uma revisão de 6 ou 7 mil itens. Em junho o protótipo voará outra vez, aí sim em seu voo inaugural, e depois desse evento a Embraer irá desmontá-lo uma segunda vez para a fase em que revisará não 6 mil, mas 12 mil componentes. Vamos apoiar todas essas etapas tecnológicas, inclusive do ponto de vista financeiro, é claro”.

Sobre o PROSUPER:

“Diante de toda a expectativa que ainda temos com a definição do ajuste fiscal [cortes orçamentários], não é razoável esperar que o PROSUPER possa ter desenvolvimento agora. Eu mantenho a esperança de que na parte final desse ano tenhamos condições de dizer alguma coisa. Estou sendo informado pelo comandante da Marinha, que está aqui do meu lado, que essa licitação do PROSUPER ainda não foi encerrada. Ela foi temporariamente paralisada justamente em função do ajuste fiscal. Está ‘hibernando’, como me diz o comandante da Marinha…”

Sobre a decisão da presidenta Dilma Roussef de romper o acordo com a Ucrânia para o lançamento do foguete Cyclone-4 do Centro de Lançamentos de Alcântara, no Maranhão:

“Em primeiro lugar quero dizer que não podemos descontinuar o nosso processo de adensamento tecnológico, mas esse é um projeto a seis mãos. Ele está sendo conduzido pelos ministérios da Ciência e Tecnologia, da Defesa e das Relações Exteriores. Cabe ao Ministério das Relações Exteriores fazer os contatos com a outra parte, e por isso eu não posso avançar muito sobre isso. Mas é fato que temos dificuldades para levar esse projeto adiante. Esse assunto foi item da pauta da minha reunião semanal com a presidenta [acontecida nesta segunda-feira, dia 13.04]. Eu já comuniquei ao ministro Mauro Vieira [das Relações Exteriores] o que eu e a presidenta conversamos, mas cabe ao ministro Mauro Vieira fazer os comunicados correspondentes. É só o que eu posso dizer por enquanto”.

Sobre a agenda da presidenta Dilma Roussef, na área de Defesa, durante a sua próxima visita oficial aos Estados Unidos:

“Eu fiquei muito satisfeito de saber que a presidenta marcou essa viagem para o fim de junho. Eu certamente estarei na comitiva que a acompanhará, e aqui na LAAD pude conversar sobre esse assunto com a embaixadora dos Estados Unidos e com os responsáveis pelo pavilhão americano na feira. Conversamos sobre os dois tipos de acordo que pretendemos assinar com o governo Barack Obama na área de Defesa: um acordo-padrão de parceria nesse setor, que já se encontra praticamente definido; e outro, mais sofisticado, composto por quatro itens, que ainda está sendo negociado entre as partes. Isso é o que eu posso dizer no momento”.

Sobre as perspectivas do montante das verbas a serem cortadas na área da Defesa:

“Como eu já disse antes, não posso avançar sobre números porque isso depende das próximas decisões da Junta Orçamentária, formada pelos ministérios da Fazenda, do Planejamento e da Casa Civil. O que eu posso dizer é que a secretária-geral do meu ministério, dra. Eva [Chiavon], viajou ontem do Rio para Brasília justamente para fazer uma reunião no Ministério do Planejamento sobre o assunto do contingenciamento. O que eu quero dizer é que vamos insistir na capacitação dos brasileiros na área da Defesa. Ainda este ano teremos 250 ou 270 engenheiros viajando para a Suécia para se formar. Não vamos desistir da nossa qualificação nessa área”.

Sobre a propalada posição do governo de Londres, de negar a cessão de componentes britânicos para o caça Gripen que a Embraer possa vir a fabricar para a Força Aérea Argentina:

Aí eu vejo dois caminhos. Ou buscamos uma substituição dos componentes britânicos no caça Gripen que a Embraer vai fabricar para os argentinos, ou tentamos que haja uma negociação presidida pela ONU, que eu acho que já deveria ter acontecido há muito tempo, sobre a soberania das Ilhas Malvinas. Ilhas que os ingleses ocuparam e que nós entendemos que pertencem aos argentinos. Eu estive recentemente com o ministro da Defesa argentino, e ele não desiste dos Gripen que a Embraer vai fabricar”.

Sobre os resultados da LAAD 2015:

“Tivemos 10.000 visitantes no primeiro dia, e mantemos nossa previsão de 40.000 para toda a feira. A LAAD cresceu. Este ano temos mais de 600 expositores de 45 países. Quase 190 empresas brasileiras presentes a esse evento e 158 delegações visitantes, procedentes de 71 países. Nessas delegações vieram à LAAD oito ministros da Defesa e 15 vice-ministros da Defesa estrangeiros. Fechamos uma venda de equipamentos brasileiros ao governo do Iraque, e temos a expectativa de concluir uma segunda operação desse tipo com o mesmo cliente”.

Mais uma entrevista que vale a pena ler e contraria muito do que por aí se diz sobre a defesa brasileira.  :roll:  :wink:



Ainda sobre a LAAD 2015:

http://www.forte.jor.br/2015/04/15/laad-2015-exercito-comeca-a-distribuir-shelters-da-truckvan-por-suas-unidades/
http://www.forte.jor.br/2015/04/15/laad-2015-safran-sagem-assinam-acordo-com-helibras/

Cumprimentos
« Última modificação: Abril 16, 2015, 12:30:18 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-2
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #7 em: Abril 16, 2015, 12:01:40 pm »
Citar
“Aí eu vejo dois caminhos. Ou buscamos uma substituição dos componentes britânicos no caça Gripen que a Embraer vai fabricar para os argentinos, ou tentamos que haja uma negociação presidida pela ONU, que eu acho que já deveria ter acontecido há muito tempo, sobre a soberania das Ilhas Malvinas. Ilhas que os ingleses ocuparam e que nós entendemos que pertencem aos argentinos. Eu estive recentemente com o ministro da Defesa argentino, e ele não desiste dos Gripen que a Embraer vai fabricar”.

Com afirmações destas ainda correm o risco de verem negada a inclusão dos componentes britânicos nos caças a serem adquiridos pela Força Aérea Brasileira. E quem sabe se pressionados pelos britânicos os EUA não negam também a inclusão do F-414...
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #8 em: Abril 16, 2015, 02:56:43 pm »
http://www.embraer.com/pt-BR/ImprensaEventos/Press-releases/noticias/Paginas/Embraer-Defesa-e-Seguran%C3%A7a-participara-da-LAAD-2015.aspx
Citar
​Embraer Defesa & Segurança participará da LAAD 2015, no Rio de Janeiro
 
São José dos Campos, 9 de abril de 2015 – A Embraer Defesa & Segurança estará presente na LAAD Defence & Security – Feira Internacional de Defesa e Segurança, que acontece entre os dias 14 e 17 de abril, no Rio de Janeiro.

A Empresa terá três estandes localizados nos Pavilhões 2 (Y-34), 3 (Q-60) e 4 (G-56) do centro de convenções do Riocentro nos quais promoverá um amplo conjunto de soluções integradas desenvolvidas sob medida para atender às necessidades das forças armadas das nações amigas, que combinam alto nível tecnológico e eficiência operacional a custos de aquisição e operação competitivos. Atualmente, a Embraer Defesa & Segurança e suas empresas coligadas lideram projetos importantes no Brasil, tais como o desenvolvimento do jato de transporte militar tático KC-390, o Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras (SISFRON) e o Satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicação Brasileiro (SGDC).

“Estamos honrados em participar de mais uma edição da LAAD, evento que já se consolidou como um dos mais importantes do calendário da indústria de defesa mundial”, disse Jackson Schneider, presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “A feira é uma excelente oportunidade para estarmos juntos aos nossos clientes, entendendo suas necessidades, estreitando nossos relacionamentos e prospectando novos negócios”.

A Embraer Defesa & Segurança realizará uma coletiva de imprensa na terça-feira, 14 de abril, às 15 horas, no auditório da Sala de Imprensa, no Hall de Entrada.

Líder na indústria aeroespacial e de defesa da América Latina, a Embraer Defesa & Segurança oferece uma linha completa de soluções integradas como C4I (Centro de Comando, Controle, Comunicação, Computação e Inteligência), tecnologias de ponta na produção de radares, sistemas avançados de informação e comunicação, sistemas integrados de monitoramento e vigilância de fronteiras, bem como aeronaves militares e de transporte de autoridades. Com crescente presença no mercado globalizado, os produtos da Embraer Defesa & Segurança estão presentes em 50 forças armadas.

Siga-nos no Twitter: @EmbraerSA

Embraer e SAAB na LAAD 2015, junto com o equipamento que estão a promover. Para a Embraer as prioridades são o KC390,  o SISFRON e o (SGDC), não fazendo quqlquer referência ao NG. A SAAB participa e promove pelo menos 14 produtos em diversas áreas, desde o Gripen ao Rb70, passando pelo RB15.
Citar
9 April 2015

Saab will have a strong presence at the 2015 LAAD International Defense and Security Exhibition with a full range of systems and solutions on show for air, land and sea. Saab’s Gripen fighter, selected by Brazil to meet its next-generation combat aircraft requirements, will be the centre of attention at LAAD. Alongside Gripen, Saab will demonstrate its expertise in airborne early warning, air defence, naval systems, command and control, multi-mission sensors, ground combat systems, training and simulation, electronic warfare and SIGINT.
http://www.saab.com/

Citar
saab expoe mockup do gripen-ng

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Johnnie

  • Analista
  • ***
  • 654
  • Recebeu: 51 vez(es)
  • Enviou: 19 vez(es)
  • +1/-0
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #9 em: Abril 16, 2015, 05:19:18 pm »
Citação de: "JMKeynes"
o PT está em vias de extinção no Brasil, não ganham mais nada, daqui 3 anos e meio acaba, isso se Dilma não for cassada antes - há elementos para cassação - não há motivos para  preocupação.

No dia em que o Aécio for eleito ai começo a acreditar no Brasil e espero que ele quando for presidente nunca se esqueça das sábias palavras que o avô fez inscrever no parque de Ibirapuera   :mrgreen:
«When everything is coming your way... You are in the wrong lane!!!!"
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #10 em: Abril 16, 2015, 07:55:51 pm »
Citação de: "JMKeynes"
LAAD 2015: Novo míssil brasileiro fabricado pela Polaris de São José dos Campos.


http://www.aereo.jor.br/2013/04/11/laad-2013-turbojato-brasileiro-devera-equipar-o-avmt-300-da-avibras/
Citar
Segundo reportagem da Flightglobal publicada na quarta-feira, 10 de abril, a Polaris apresentou na LAAD 2013 o primeiro motor turbojato projetado e fabricado no Brasil, e que deverá começar a preencher uma lacuna crítica na base industrial aeroespacial brasileira. O motor TJ1000 é da classe de 1.000 libras de empuxo (4.45kN) e tem peso de 70 quilos (154 libras).

Nos próximos três a quatro meses, a Polaris espera iniciar os testes de voo do motor no míssil de cruzeiro Avibras AVMT-300 Matador, segundo seu diretor Malrum Medici. A Polaris foi fundada em São José dos Campos em 1999, por engenheiros que trabalhavam na Embraer.
http://portaldefesa.com/3153-conheca-a-tj1000/
Citar
Em 2003 a empresa brasileira Polaris, com sede em São José dos Campos-SP, deu início a um projeto que 10 anos depois, se tornaria motivo de orgulho para nós brasileiros. Nascia o desenvolvimento da TJ1000, um turbojato de 67 kg, 120 cm de comprimento, 35 cm de diâmetro e com capacidade de gerar 1000 libras de empuxo. O primeiro do tipo desenvolvido no Brasil com nível de maturidade suficiente para ser comercializado.

Outros projetos de turbojato existiram no país, porém a maioria nasceu como fruto de pesquisas acadêmicas e para fins de experimentação. A TJ1000 é um produto bem definido, com padrões que lhe dão a capacidade de ser produzida em série.


http://www.brasilemdefesa.com/2013/04/avmt-300-matador.html
Citar
Anunciado em 2001, mas em processo de desenvolvimento desde 1999, o AV/MT-300
“MATADOR” (AV= Avibrás; MT= Míssil Tático; 300 = alcance em quilômetros) é um míssil
de cruzeiro tático, solo-solo do tipo “fire-andtarget” ou, em português, “dispare e esqueça”,
com capacidade de alcance até 300 quilômetros. O projeto deste sistema prevê que ele será guiado
por uma central inercial a laser e GPS semelhante aos mísseis americanos BGM 109 Tomahawk. O
“MATADOR” será lançado do Astros II 2020 com dois mísseis por lançador.
O AV/MT-300 será capaz de transportar uma ogiva de até 200 quilogramas de explosivos
de diversos tipos, desde munições antipessoal até um explosivo de grande porte homogêneo
de 200 quilogramas, a alvos situados a até 300 quilômetros de distância.Existem estudos para
outras variantes do míssil como os de lançamento naval (conhecidas como X-300) e de lançamento

por meios aéreos, sobre os quais a Avibrás tem trabalhado nos últimos anos, ainda que de forma
lenta devido à falta de recursos. É uma solução 100% brasileira, com total independência tecnológica e domínio intelectual, destinado a prover as Forças Armadas Brasileiras (Exército e Marinha) de material de emprego militar com elevada capacidade de dissuasão, estando previsto para entrar em operação em 2015.



 :G-beer2:
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #11 em: Abril 17, 2015, 10:01:40 am »
http://www.helis.com/database/news/abace15_rusheli/
Citar
Russian Helicopters, April 14, 2015 - Shanghai - Russian Helicopters (part of State Corporation Rostec) will showcase its latest light multirole helicopters – the Ka-226T and the Ansat – at the Asian Business Aviation Conference & Exhibition ABACE 2015, which runs from 14 to 16 April at Shanghai Hongqiao Airport, China. Russian Helicopters' display can be found at Stand H437.

“We see excellent prospects for promoting our light helicopters in China now that low altitude airspace has been opened up for civil aviation,” said Russian Helicopters CEO Alexander Mikheev. “I am confident that, thanks to their high flight capabilities and ease of use, our helicopters will generate significant interest among our partners in Asia.”

The light twin-engine multirole helicopter with coaxial main rotor Ka-226T has significant advantages in flights in mountainous and heavily built up urban areas. The helicopter boasts outstanding manoeuvrability and the latest avionics suite. The lack of a tail rotor and its compact size mean that the Ka-226T can land at small sites, it can also operate in temperatures ranging from -50°С to +50°С. The Ka-226T does not need to be stored in a hangar, which significantly expands its operational range away from base. The helicopter is designed for commercial operation and operation by law enforcement agencies.





Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4650
  • Recebeu: 758 vez(es)
  • Enviou: 532 vez(es)
  • +31/-13
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #12 em: Abril 19, 2015, 09:50:15 am »
http://www.naval.com.br/blog/2015/04/17/laad-2015-brasil-e-argentina-confirmam-uso-de-drones-para-vigilancia-maritima/
Citar
Kosovo - A colaboração entre brasileiros e portugueses está garantida no entendimento firmado entre as empresas Santos Lab, do Rio de Janeiro, e o grupo português Tekever, de Lisboa.

As duas companhias já trabalham juntas no aperfeiçoamento dos drones da família “Carcará”, vendidos pela Santos Lab ao Corpo de Fuzileiros Navais do Brasil.

De acordo com Pedro Monteiro, colaborador do Poder Naval em Portugal, o VANT Tekever AR4 Light Ray, de porte leve, foi usado com sucesso pelas forças militares portuguesas na guerra do Kosovo, no fim da década de 1990.



Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

night_runner

  • Membro
  • *
  • 171
  • Recebeu: 59 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +2/-0
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #13 em: Abril 19, 2015, 12:45:21 pm »
Citar
De acordo com Pedro Monteiro, colaborador do Poder Naval em Portugal, o VANT Tekever AR4 Light Ray, de porte leve, foi usado com sucesso pelas forças militares portuguesas na guerra do Kosovo, no fim da década de 1990.
Duvido que o Pedro tenha escrito isto tal como está aqui apresentado...
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1025
  • Recebeu: 148 vez(es)
  • Enviou: 152 vez(es)
  • +8/-2
Re: Notícias (Indústrias de Defesa)
« Responder #14 em: Abril 19, 2015, 12:48:27 pm »
É que não acertam uma.. Bolas!
 

 

Johnson&Johnson: Notícias

Iniciado por MarauderQuadro Mundo

Respostas: 0
Visualizações: 1705
Última mensagem Junho 26, 2006, 06:36:44 pm
por Marauder
SIC Notícias suspende Plano Inclinado de Mário Crespo

Iniciado por P44Quadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 15
Visualizações: 4281
Última mensagem Março 01, 2011, 06:20:55 pm
por papatango
Notícias (Forças Aéreas/Sistemas de Armas)

Iniciado por dremanuQuadro Forças Aéreas/Sistemas de Armas

Respostas: 1151
Visualizações: 239710
Última mensagem Outubro 19, 2018, 10:40:01 am
por mafets
MB Libera Notícias / Fotos do Submarino Tikuna

Iniciado por ALXQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 1
Visualizações: 1615
Última mensagem Outubro 14, 2004, 01:45:09 pm
por J.Ricardo
Notícias sobre os novos blindados de rodas

Iniciado por TaGOsQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 2
Visualizações: 2092
Última mensagem Novembro 02, 2004, 06:16:35 pm
por TaGOs