Guerra contra o terrorismo

  • 765 Respostas
  • 142538 Visualizações
*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #75 em: Novembro 22, 2007, 07:42:37 pm »
Terroristas são treinados na Internet

Citar
Há sites que estão a ser utilizados como campos de treinos online para terroristas, alertou um especialista em segurança que se debruça sobre esta questão há quase 10 anos.

Segundo Gabriel Weimann, especialista em segurança na Internet e professor da Universidade de Haifa, em Israel, e da Universidade de Mainz, na Alemanha, os tradicionais campos de treino secretos onde são treinados terroristas islâmicos, como os do Afeganistão, estão a ser substituídos pela Web, avança a "Folha Online".

«Agora eles reúnem-se no ciberespaço», afirmou Weimann numa conferência sobre segurança na Internet na sede da polícia federal alemã. O perito em segurança explicou que os rebeldes iraquianos estão a utilizar imagens de satélite retiradas do Google Earth para localizarem alvos e planearem ataques, e que certos grupos militantes islâmicos, como a Al-Quaeda, veiculam propaganda e conteúdos educacionais em sites e salas de chat, que ensinam «as pessoas a tornarem-se terroristas».

Para ilustrar o alcance desta situação, Weimann exibiu um vídeo disponível na Internet que mostra crianças a simularem a decapitação de Nicholas Berg, um empreiteiro norte-americano assassinado no Iraque em 2004.

Ciberia

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #76 em: Novembro 28, 2007, 07:02:56 pm »
Riade anuncia detenção de 208 pessoas ligadas à Al Qaeda

Citar
As autoridades da Arábia Saudita anunciaram esta quarta-feira a detenção de 208 pessoas por supostas ligações à rede Al-Qaeda e constituição de seis células terroristas, que planeavam, nomeadamente, um ataque contra uma instalação petrolífera.

«Uma das células preparava um ataque contra uma instalação petrolífera auxiliar da província oriental, uma instalação logística e não uma refinaria», afirmou o porta-voz do Ministério do Interior, o general Mansour al-Tourky.

Al-Tourky não deu detalhes sobre qual a instalação petrolífera em questão, acrescentando que os suspeitos foram presos ao longo dos últimos meses, em vários pontos da Arábia Saudita.

Oficiais de segurança declararam entretanto que foram detidos hoje oito homens pertencentes à célula que planeava atacar as instalações petrolíferas, incluindo o líder, não saudita.

Sobre os restantes detidos, a estação televisiva Al-Arabiya acrescentou que 22 homens foram presos por conspiração para assassinar líderes religiosos e oficiais de segurança.

A mesma fonte adiantou que uma das células planeava introduzir mísseis no país e que um dos supostos terroristas era um «perito em lançamento de mísseis», que se infiltrou na Arábia Saudita.

A Arábia Saudita conduz uma campanha contra os militantes da Al Qaeda desde Maio 2003, quando o reino foi alvo de atentados pela primeira vez, muitos deles contra ocidentais.

Em Fevereiro 2006, as autoridades evitaram um ataque da rede terrorista contra uma refinaria em Abqaiq.

Diário Digital / Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #77 em: Novembro 30, 2007, 11:35:26 pm »
Conselho da OSCE tomará medidas para proteger infra-estruturas energéticas essenciais de ataques terroristas

Citar
O XV Conselho Ministerial da OSCE mostrou-se hoje, em Madrid, "muito preocupado" com o risco de ataques terroristas a infra-estruturas esenciais que, interrompidas ou destruídas, "possam implicar um risco para a saúde e a segurança dos cidadãos".

O Conselho da Organização para a Segurança e a Cooperação na Europa (OSCE), que hoje terminou as suas reuniões, reafirmou o compromisso de "prevenir e combater o terrorismo em todas as suas formas e manifestações".

Na sua declaração final, os países integrantes do Conselho apoiaram a estratégia das Nações Unidas contra o terrorismo, em particular na área da protecção dos civis.

Reconhece que as infra-estruturas energéticas essenciais, nomeadamente as centrais nucleares e as hidro-eléctricas, assim como as produtoras de gás e petróleo, "podem ser vulneráveis a um ataque terrorista".

Sendo a luta antiterrorista uma das actividades prioritárias da OSCE, o Conselho encarrega a sua Secretaria Geral da tarefa de organizar, em 2008, em Viena, uma reunião subordinada ao lema "Associação das Autoridades do Estado, da Sociedade Civil e da Comunidade Empresarial para combater o terrorismo".

Entretanto, apoia a concretização do Plano de Segurança de Energia Global aprovado em São Petersburgo pelo Grupo dos países mais industrializados (G-8)em 2006 e pede aos Estados membros que considerem e adoptem todas as medidas necessárias para enfrentar esse perigo.

Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #78 em: Dezembro 05, 2007, 01:10:17 pm »
Três terroristas da Al Qaeda condenados à prisão na Alemanha

Citar
A Audiência Territorial de Dusseldorf, no oeste da Alemanha, condenou hoje três homens a penas de três anos e meio, seis e sete anos de prisão por recolha de fundos e recrutamento de combatentes para integrar a rede Al Qaeda, pondo fim a um julgamento que começou há um ano e meio.

Os três homens, dois de origem palestiniana e um sírio com idades entre os 30 e os 33 anos, estavam a ser julgados como suspeitos de integrar uma célula de apoio à organização terrorista liderada por Osama bin Laden, além de cometer fraudes contra seguradoras no valor de mais de 4 milhões de euros.

O tribunal condenou o principal acusado, o cidadão sírio Ibrahim Mohammed K., de 32 anos, a sete anos de prisão por pertencer a organização terrorista e tentativa de fraude a companhias seguradoras em 28 casos.

O palestiniano Yasser Abu S., de 34 anos, recebeu seis anos de condenação pelas mesmas acusações, enquanto o seu irmão Abu S., de 30 anos, foi condenado a três anos e meio por apoio a organização terrorista e tentativa de fraude.

Os terroristas teriam tentado «assinar uma série de seguros de vida para depois encenar um acidente no Egipto», disse o procurador Horst Salzmann.

A Procuradoria tinha solicitado penas de cinco a nove anos de prisão para os acusados, enquanto a defesa exigia a sua libertação, argumentando que a vasta operação de escutas policiais em que se basearam as provas tinha sido ilegal.

Segundo a acusação, o principal acusado era o encarregado de recrutar na Europa pessoas dispostas a cometer atentados suicidas e que tentou sem sucesso obter material nuclear.

Considerado também o líder do grupo e com a maior condenação dos três, recebeu formação terrorista num campo de treino da Al Qaeda antes dos atentados de 11 de Setembro de 2001 e lutou em 2002 no Afeganistão contra as tropas norte-americanas.

Ibrahim Mohammed K. foi em 2004 para a Alemanha por ordem de Osama bin Laden, a fim de recrutar novos membros, como os dois irmãos palestinianos.

Yasser Abu S. foi acusado de ter planeado um atentado no estrangeiro.

A polícia interceptou durante mais de 150 dias as conversas dos três acusados, recolhendo assim o material que permitiu a condenação, antes de proceder a detenção deles em Janeiro de 2005.

Diário Digital / Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #79 em: Dezembro 05, 2007, 06:51:11 pm »
Há mais de 5.600 sites a espalhar a ideologia da Al Qaeda

Citar
De acordo com um investigador saudita, existem actualmente mais de 5.600 sites que veiculam a mensagem da Al-Qaeda, e aparecem mais 900 todos os anos.

«A pesquisa mostra que há mais de 5.600 sites na Internet que promovem a ideologia da Al-Qaeda», revelou o investigador Khaled al-Faram na conferência Information Technology and National Security, em Riade, capital da Arábia Saudita.

«Surgem cerca de 900 sites noticiosos anualmente, e apesar do desaparecimento de alguns órgãos de comunicação administrados pela Al-Qaeda, os sites extremistas estão em constante crescimento», acrescentou.

Faram sublinhou a dificuldade cada vez maior de vigiar as actividades online dos terroristas, até porque a organização encabeçada por Osama bin Laden muda frequentemente os endereços dos seus sites, ou recomeça-os noutros locais.

«A verdadeira batalha com a Al-Qaeda já não é no terreno, mas sim uma ofensiva mediática, que é uma ameaça real à segurança nacional», explicou à Reuters o investigador saudita. «Para a Al-Qaeda, a cobertura nos media é mais importante do que as próprias operações».

A conferência onde Khaled al-Faram discursou foi organizada pela agência de inteligência Saudita, que recentemente lançou um site que conta com as denúncias anónimas dos internautas acerca de actividades suspeitas na Web.

Ciberia

 

*

comanche

  • 1803
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #80 em: Dezembro 13, 2007, 11:22:01 am »
EUA dizem que maior risco de atentado é doméstico


Citar
WASHINGTON (Reuters) - Os Estados Unidos enfrentam uma ameaça terrorista elevada "num futuro previsível", mas um eventual atentado deve ser de origem interna, disse na quarta-feira o secretário de Segurança Interna, Michael Chertoff.

Em meados deste ano, Chertoff afirmou ter a "intuição" de que os EUA enfrentam um alto risco de atentado --o que, segundo ele, continua valendo.

"Não é algo que vá evaporar em uma ou duas semanas. Acho que é algo que estará conosco por um tempo", declarou ele em teleconferência com um pequeno grupo de jornalistas.

O secretário, encarregado de tentar evitar um novo ataque como o de 11 de setembro de 2001, disse que o risco mencionado por ele não se baseia em nenhuma informação específica sobre atentados iminentes.

"Eu disse que estávamos começando a entrar num período desses. E isso não significava que seria uma semana, significava que era pelo futuro previsível", afirmou.

"Há provavelmente um risco maior em termos de probabilidade de um ataque tramado domesticamente do que de um enorme ataque internacional", acrescentou.

Segundo Chertoff, tal ataque "doméstico" poderia ser cometido por um indivíduo ou pequeno grupo que, vivendo nos EUA, seja recrutado pela Internet e jure obediência à Al Qaeda.

"Acho que a consequência desse tipo de ataque provavelmente seria menos cataclísmica do que o tipo de ataque que fosse lançado do exterior, como o complô de 2006 em Londres contra as empresas aéreas", disse ele, referindo-se a um frustrado plano para atacar aviões dos EUA com explosivos líquidos.

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #81 em: Dezembro 14, 2007, 05:36:15 pm »
Annapolis foi conferência «da traição» diz Ayman al-Zawahiri

Citar
O número dois da Al-Qaeda, Ayman al-Zawahiri, criticou a reunião sobre o Médio Oriente de Annapolis, qualificando-a de conferência «da traição», e exortou os islamitas a manterem-se ao lado dos palestinianos, numa mensagem audio divulgada hoje.
«É um novo complot contra a Palestina e os países do Islão», refere o «braço direito» de Osama bin-Laden na sua nova mensagem, intitulada «Annapolis, a traição» e divulgada num «site» islamita.

A mensagem, cuja autenticidade ainda não foi confirmada, é relativa à conferência internacional convocada pelo presidente norte-americano, George W. Bush, que decorreu no dia 27 de Novembro em Annapolis, perto de Washington.

Na reunião, o primeiro-ministro israelita, Ehud Olmert, e o presidente da Autoridade Palestiniana, Mahmud Abbas, anunciaram o relançamento das negociações entre as partes, após sete anos de interregno, com o objectivo de chegar a um acordo de paz até ao final de 2008.

«O encontro de Annapolis foi realizado para transformar a Palestina num Estado judeu», refere Al-Zawahiri.

«O czar de Washington convidou 16 países árabes... para se sentarem numa sala, numa mesa com os israelitas», diz, adiantando que a conferência «testemunha os acordos de traição para vender a Palestina».

Para Al-Zawahiri, Abbas é um «traidor» que «vendeu (os árabes) em Annapolis».

«Mantenham-se ao lado dos vossos irmãos na Palestina. Não abandonem os seus 'mujaidine' (combatentes da fé)», adianta o autor da mensagem dirigida à »nação islâmica«.

«Apoiem-nos com tudo de que são capazes: as vossas vidas, o vosso dinheiro, a vossa experiência, o vosso saber e os vossos conhecimentos. Ataquem os alvos cruzados e sionistas que possam atingir», pede al-Zawahiri na mensagem.

Em mensagens recentes, Al-Zawahiri encorajou combatentes do norte de África e do Afeganistão a afastarem dos seus países os «infiéis», ameaçou retaliar contra o Reino Unido por ter condecorado o escritor Salman Rushdie e criticou o presidente paquistanês, Pervez Musharraf, aliado dos Estados Unidos na luta contra o terrorismo.

Diário Digital / Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #82 em: Dezembro 16, 2007, 05:34:40 pm »
Portugal disponível para colaborar com a Argélia

Citar
O primeiro-ministro, José Sócrates, assegurou hoje que Portugal e a União Europeia (UE) estarão «totalmente disponíveis» para colaborar com as autoridades argelinas no combate ao terrorismo.
Argel foi alvo de dois atentados terroristas na última terça-feira dos quais resultaram, segundo números oficias, 37 mortos e mais de 60 feridos.

As declarações de José Sócrates foram proferidas no final de uma reunião que durou cerca de 90 minutos com o presidente da Argélia, Abdelaziz Bouteflika, no palácio presidencial.

«Como presidente em exercício da UE manifesto a minha total solidariedade com o povo argelino e quero aqui condenar vivamente os atentados terroristas», declarou José Sócrates, tendo o presidente argelino ao seu lado.

Também em nome da UE e de Portugal, José Sócrates manifestou a sua intenção de «colaborar totalmente» com as autoridades argelinas no reforço das condições de segurança e prevenção do fenómeno de terrorismo.

«Temos de combater a barbárie do terrorismo que limita a liberdade e põe em risco a segurança de todos os cidadãos», afirmou Sócrates.

Na declaração à imprensa, o primeiro-ministro referiu-se ainda à 2ª cimeira luso-argelina, que se realizará no início do próximo ano em Portugal, e à exposição organizada pela Fundação calouste Gulbenkian em Argel sobre arte islâmica.

A exposição será esta tarde inaugurada no palácio da Cultura de Argel pelo primeiro-ministro português e pelo presidente argelino.

Diário Digital / Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #83 em: Dezembro 18, 2007, 10:07:15 pm »
Igreja Católica diz que Al Qaeda "tem medo dos muçulmanos que dialogam"

Citar
O director dos serviços de Informação do Vaticano desvalorizou recentes ameaças lançadas contra o Papa pela Al Qaeda, considerando que a organização "tem medo dos muçulmanos que dialogam", noticiou hoje a agência católica Ecclesia.

As ameaças surgiram após um encontro de Bento XVI com o rei da Arábia Saudita, entendido como uma ofensa pela organização fundamentalista islâmica.

Ayman al-Zawahiri, "número 2" da Al Qaeda, criticou, em entrevista divulgada pela produtora audiovisual "As-Sahab", citada pela Ecclesia, a recente e inédita visita do monarca Abdullah a "um Papa que ofendeu o Islão e os muçulmanos".

Para o director dos serviços de Informação da Santa Sé, padre Federico Lombardi, "os contactos de diálogo com representantes muçulmanos autorizados, como o rei da Arábia Saudita e outros 138 líderes islâmicos, são significativos para todo o mundo muçulmano".

"A existência dessas vozes que querem, de modo explícito, dialogar e comprometer-se pela paz, e que adquirem importância crescente no Islão, representa algo que preocupa quem não quer este diálogo", sublinhou.

As declarações do padre Federico Lombardi sobre a Al Qaeda são conhecidas um dia depois de o responsável ter revelado que Bento XVI tem um "grande desejo" de ir à Terra Santa, embora essa viagem esteja condicionada a "sinais positivos" de Israel.

Como "condições para uma viagem do Papa", o director dos serviços de Informação do Vaticano enumerou a "pacificação da situação na região e o envio, por parte de Israel, de sinais positivos nas negociações bilaterais", que na semana passada conheceram um impasse.

Federico Lombardi frisou que "não há nenhum projecto concreto de viagem à Terra Santa".

Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #84 em: Dezembro 20, 2007, 07:18:40 pm »
Al Qaeda convoca jornalistas para conferência de imprensa virtual

Citar
A rede terrorista Al Qaeda convocou hoje jornalistas do mundo inteiro a enviarem perguntas ao médico egípcio Ayman al Zawahiri, considerado o «braço direito» do líder da rede, Osama bin Laden.
É a primeira iniciativa do género desde os ataques de 11 de Setembro.

O anúncio, divulgado pelo grupo num site islâmico na internet, convida «indivíduos, agências e a imprensa em geral» a enviar perguntas para Al Zawahiri através de um fórum.

A rede informa que receberá perguntas até 16 de Janeiro e que o médico responderá às questões «assim que possível».

Não ficou claro se as respostas seriam por escrito, por vídeo ou por meio de gravações de audio. A autenticidade da mensagem não pode ser confirmada.

Bin Laden e Al Zawahiri deram algumas entrevistas à imprensa ocidental e árabe desde a década de 1990. No entanto, nenhum foi entrevistado desde o 11 de Setembro.

Desde 2001, o médico egípcio tornou-se o principal porta-voz da rede terrorista, tendo aparecido este ano em 16 gravações de vídeo e de audio, contra apenas quatro de Bin Laden.

As mensagens divulgadas pela rede terrorista aumentaram consideravelmente neste ano.

Mais de 90 vídeos foram divulgados, um número superior ao total de mensagens publicadas nos três anos anteriores, segundo o IntelCenter, grupo independente de contraterrorismo dos EUA.

No vídeo mais recente, divulgado na segunda-feira, Al Zawahiri comemorou a transferência do controlo da segurança da Província de Bassorá (sul) para o Iraque.

No domingo, o exército britânico passou às forças iraquianas o controlo de Bassorá, que estava sob sua responsabilidade desde a invasão do país, em Março de 2003.

Diário Digital / Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #85 em: Dezembro 21, 2007, 09:30:37 pm »
Desmantelada célula com ligações à Al Qaeda no Reino Saudita

Citar
As forças de segurança saudita desmantelaram uma "célula" terrorista com ligações à Al-Qaeda que planeava atentados durante a peregrinação anual dos muçulmanos a Meca, anunciou hoje a televisão saudita Al Arabiya.

A estação, que cita uma fonte do Ministério saudita do Interior, assegurou que os membros da "célula" terrorista foram detidos três dias antes do início da peregrinação anual - «Hach» - que cerca de três milhões de pessoas iniciaram segunda-feira.

A fonte não precisou o número de pessoas detidas, indicando apenas que a maioria é saudita e que planeavam ataques em várias cidades para «perturbar a estabilidade do país» durante a peregrinação anual.

Há cerca de três semanas, outras seis "células" com 208 alegados terroristas que planeavam atentados suicidas e com mísseis a instalações petrolíferas, assim como contra organismos oficiais e religiosos sauditas, foram detidas.

Diário Digital / Lusa

 

*

André

  • Investigador
  • *****
  • 3570
  • Recebeu: 2 vez(es)
  • +4/-0
(sem assunto)
« Responder #86 em: Dezembro 21, 2007, 10:46:24 pm »
Polícia belga activa alerta anti-terrorista e detém 14

Citar
A polícia belga activou hoje um alerta anti-terrorista em Bruxelas, depois de ter abortado um plano de fuga da prisão de um terrorista tunisino vinculado a Al Qaeda e condenado por um atentado frustado contra uma base militar.

O alerta, que vigorará até 02 de Janeiro, foi decretado no dia em que as autoridades detiveram 14 islamistas, entre os quais Malika El Aroud, viúva de Dahmane Abd El Sattarl, um dos assassinos suicidas do comandante afegão Ahmed Sha Masud, líder da resistência afegã contra o regime talibã.

Os 14 detidos são acusados de ajudarem, com armas e explosivos, na fuga do terrorista tunisino Nizar Trabalsi, de 37 anos, condenado em Junho de 2004 a dez anos de prisão na Bélgica, por ter planeado, com outros simpatizantes islamistas, um atentado contra uma base militar belga onde se encontram estacionadas tropas norte-americanas.

O plano de segurança anti-terrorista implica o envio de centenas de polícias para a rede do metro e comboio, aeroporto de Zaventem, centro comerciais e lugares de interesse turístico.

O primeiro-ministro interino belga, Guy Verhofstad, sublinhou que o governo «dispõe de elementos que indicam que se poderá estar a preparar um atentado».

As autoridades escusaram-se a dar mais informações sobre o plano de libertação de Nizar Trabelsi, antigo futebolista profissional que viajou para o Afeganistão, conheceu o líder da Al Qaeda, Osama Bin Laden, e foi detido, no seu apartamento em Bruxelas, dois dias depois dos atentados do 11 de Setembro de 2001 nos Estados Unidos, quando planeava um ataque suicida com explosivos químicos.

Numa entrevista a uma rádio belga, o tunisino confessou que planeava um ataque suicida contra a base militar belga de Kleine Brogel, que alberga cerca de uma centena de militares norte-americanos.

Um juiz de Bruxelas especializado em terrorismo considerou hoje que os 14 islamistas detidos têm «uma visão extremista do Islão e preparavam um plano de fuga com armas e explosivos», que, no entanto, não foram encontrados nas buscas domiciliárias efectuadas.

Apenas foram apreendidos computadores e documentação, cujo conteúdo está a ser analisado.

De origem marroquina, embora com nacionalidade belga, Malika El Aroud organizou, depois da morte do seu marido, a 09 de Setembro de 2001, uma rede de apoio a presos islâmicos, como Nizar Trabelsi.

A mulher foi condenada, em Junho, na Suiça, juntamente com o seu segundo marido, por apoio a grupos terroristas islamistas, através de páginas na Internet que divulgavam declarações de grupos associados à Al Qaeda e mostravam execuções.

Diário Digital / Lusa

 

*

SSK

  • Moderador Global
  • *****
  • 1524
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #87 em: Dezembro 22, 2007, 12:05:30 am »
"Ele é invisível, livre de movimentos, de construção simples e barato. poderoso elemento de defesa, perigosíssimo para o adversário e seguro para quem dele se servir"
1º Ten Fontes Pereira de Melo
 

*

ricardonunes

  • Investigador
  • *****
  • 3584
  • Recebeu: 23 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +3/-0
(sem assunto)
« Responder #88 em: Dezembro 22, 2007, 12:52:36 am »
Apreciei  :G-Ok:
Potius mori quam foedari
 

*

Lancero

  • Investigador
  • *****
  • 4080
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #89 em: Dezembro 22, 2007, 01:49:57 pm »
Citação de: "ricardonunes"
Apreciei  :G-Ok:


X2. Obrigado SSK
"Portugal civilizou a Ásia, a África e a América. Falta civilizar a Europa"

Respeito
 

 

"A Guerra" - RTP1

Iniciado por LanceroQuadro Livros-Revistas-Filmes-Documentários

Respostas: 41
Visualizações: 18020
Última mensagem Abril 26, 2008, 01:23:32 pm
por lurker
A guerra com o Iraque foi um "erro estratégico"

Iniciado por Tiger22Quadro Conflitos do Presente

Respostas: 7
Visualizações: 3824
Última mensagem Maio 04, 2004, 03:16:28 pm
por Guilherme
"Memórias da Guerra - 1961-1974"

Iniciado por LanceroQuadro Conflitos do Passado e História Militar

Respostas: 11
Visualizações: 34113
Última mensagem Junho 15, 2007, 04:28:40 pm
por Lancero
Guerra Colonial: Fotos dos "gun trucks"

Iniciado por sprint1050Quadro Conflitos do Passado e História Militar

Respostas: 0
Visualizações: 3283
Última mensagem Agosto 17, 2008, 02:35:53 pm
por sprint1050
"Portugal em tempo de guerra" - CONTEX/PHIBEX

Iniciado por Ricardo NunesQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 4
Visualizações: 4162
Última mensagem Setembro 26, 2004, 12:00:40 am
por Fábio G.