Curiosidades

  • 10 Respostas
  • 3031 Visualizações
*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +7/-12
Curiosidades
« em: Fevereiro 05, 2004, 07:04:41 pm »
Este tema não tem nada a ver com defesa, mas achei interessante e gostaria passar estas informações ao forum.

Entre outros, foi feito um estudo para avaliar o grau de diferenças genêticas entre as populações da Europa por um genéticista Italiano (The History and Geography of Human Genes. L. Luca Cavalli Sforza. Princeton University Press. 1994), e os resultados obtidos para Portugal foram os seguintes:

DISTANCE FROM Portuguese
Population Distance
1 Belgian 31
2 Italian 44
3 English 46
4 Czech 46
5 Austrian 48
6 Spanish 48
7 French 48
8 Germany 51
9 Swiss 53
10 Dutch 60
11 Hungarian 63
12 Polish 65
13 Norwegian 73
14 Danish 77
15 Swedish 78
16 Scottish 97
17 Russian 98
18 Greek 103
19 Irish 115
20 Finnish 119
21 Yugoslavian 139
22 Basque 145
23 Icelandic 149
24 Lapp 324
25 Sardinian 340

Ou sejá, para quem acha que nós somos uns Espanhóis que falam uma língua diferente, aí está uma boa prova que essa afirmação não é real. De acordo com este estudo os Espanhóis estam um distante sexto lugar entre os povos que possuêm um mapa genético semelhante ao nosso.

A mim o que me surpreendeu mais foi a próximidade dos Belgas, Austríacos e Checos, e pensava que haveria mais em comum com os Francêses. Não me surpreende termos semelhanças aos Inglêses e Italianos, com tanta troca que houve entre Portugal e estes países, mas o resto, quem diria.

D.C.
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #1 em: Fevereiro 05, 2004, 07:32:02 pm »
Depende do que chamas "Portugueses" se no papel, se no sangue, provavelmente estamos mais próximo de Angola a nivel genético que qualquer cidadao europeu  :lol:

Agora a sério, tambem vi num sitio qualquer que uma percentagem razoavel do nosso codigo genético tem origem norte-africana (invasões dos mouros?).
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7505
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +135/-194
Dos belgas!
« Responder #2 em: Fevereiro 05, 2004, 08:41:49 pm »
Estamos mais próximos dos belgas do que dos espanhóis!
Isso também explica muita coisa!   :twisted:
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Fevereiro 05, 2004, 09:35:41 pm »
caro dremanu, podia indicar o que significam os nos à frente de cada país ? ( isto é, como foi efectuada a diferenciação ? )

Sinceramente não gosto nada deste tipo de argumentos. Parece que expresões como " pureza racial" estão a ser substituidas por "pureza genética", com tudo o de mau que isso implica. Com certeza que existem outras razões muito mais válidas para nos diferenciarmos dos espanhóis do que esta "diferença" genética. Sendo assim, aliás, não se devia conceder a cidadania portuguesa a indíviduos com um código genético bastante diferente do nosso "normal" ( seja lá o que isso fôr), de modo a mantermos o máximo possível a nossa diferença genética para os espanhóis, por exemplo. Está a ver onde estes argumentos nos levam ?


cumptos
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

fgomes

  • Perito
  • **
  • 476
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Fevereiro 05, 2004, 10:32:27 pm »
Atenção, não conheço este estudo em concreto, mas só queria esclarecer que este investigador, o Sr. Cavalli-Sforza é um cientista sério e não tem nada a ver com racismo ou outras coisas no género. Deve tratar-se de um estudo de genética das populações, que em termos muito simples, recorre à estatística para calcular a frequência  de determinados genes numa ou em várias populações.
Segundo parece no caso português e não só, parece que a frequência de determinados genes não mudou muito nas populações que têm habitado o nosso território desde dos tempos pré-históricos até à actualidade.
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-1
(sem assunto)
« Responder #5 em: Fevereiro 05, 2004, 10:55:14 pm »
E era óptimo que assim continuasse.  :)
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Spectral

  • Investigador
  • *****
  • 1439
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Fevereiro 05, 2004, 10:55:33 pm »
Nem estava eu a sugerir tal.

Digo é que a diferença genética há-de ser tão pequena ( está provado que a dif. genética entre um pai e um filho pode ser perfeitamente maior que a dif. genética entre um português e um chinês), ou tão insignificante, que usar este argumento como prova que não somos Espanhóis é, para mim, descabido.
I hope that you accept Nature as It is - absurd.

R.P. Feynman
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +18/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #7 em: Fevereiro 05, 2004, 11:09:18 pm »
Citar
está provado que a dif. genética entre um pai e um filho pode ser perfeitamente maior que a dif. genética entre um português e um chinês


É verdade.
Mas só se o Pai for por exemplo português e a Mãe Indiana. Aí, o pai vai provavelmente ser mais parecido com um Chinês que o filho.

No entanto, estes casos, que permitem chegar á conclusão no comentário são as excepções, que acabam por confirmar a regra.

A regra é que as pessoas se casam dentro de determinados grupos. Há excepções com certeza, mas não deixa de ser uma regra.

Outra coisa é a conclusão ter sido retirada depois da análise de uma amostra não significativa.

De qualquer forma, é um facto que existe uma estranha homogeneidade genética nos Portugueses - e aí está o gene Lusitano A26-B38-DR13 que só se encontra em Portugal.

Na brincadeira já me disseram que esse gene só se encontrava nos portugueses e na couve lombarda :twisted:
 

*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1178
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Fevereiro 06, 2004, 01:06:11 am »
Acho especialmente curiosas as entradas "Spanish" e Basque". Isso quer dizer que os dados sobre a população espanhola não inclui a população basca? Ou que a média, com galegos, asturianos, castelhanos, catalães e bascos, é diferente de uma população exclusivamente basca?

Francamente, com todo o respeito para esse cientista, esse estudo parece um bocado irrelevante. Não é assim tão difícil descobrir que há uma certa diferença entre a população de vários países. Senão, as diferenças de prevalência de certos tipos físicos deviam-se a quê?

A composição genética da população portuguesa provavelmente depende bastante da região analisada. Por exemplo, Lisboa terá uma maior variedade, devido aos vestígios da metrópole do império (e consequentemente, maior distância das populações de outros países europeus). A população minhota deve ser ligeiramente diferente da população da beira baixa (talvez a mesma diferença da que tenha da população galega). A população das ilhas talvez tenha laços mais fortes com os países baixos que Portugal continental (alguns colonos flamengos nos idos dos descobrimentos). A população algarvia deve ser quase igual à inglesa. :)
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

*

Tiger22

  • Perito
  • **
  • 567
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Fevereiro 06, 2004, 01:18:07 am »
Citação de: "emarques"
Quanto à diferença entre portugueses e espanhóis, lembrem-se daquela anedota que dizia que a grande vantagem de ser espanhol é ser capaz de distinguir um espanhol de um cigano. :rir:  :rir: :rir:

Das melhores que eu já ouvi amigo emarques... das melhores
"you're either with us, or you're with the terrorists."
 
-George W. Bush-
 

*

Ricardo Nunes

  • Investigador
  • *****
  • 1262
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 5 vez(es)
  • +1/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
(sem assunto)
« Responder #10 em: Fevereiro 06, 2004, 06:22:24 am »
Ah!

Mas há diferença?

 :G-beer2:
Ricardo Nunes
www.forum9gs.net