Radar para a Madeira

  • 111 Respostas
  • 40856 Visualizações
*

alfsapt

  • Membro
  • *
  • 250
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #15 em: Junho 29, 2006, 06:36:22 pm »
Citação de: "Akagi"
Praa que serve ter um radar, para depois não haber aviões para fazerem a intercepção a algum avião que tenha violado o espaço aereo.


Então, serve para depois podermos vir para o Fórum reclamar por os f18 hermanos lá andarem!!!
"Se serviste a patria e ela te foi ingrata, tu fizestes o que devias, ela o que costuma."
Padre Antonio Vieira
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7253
  • Recebeu: 572 vez(es)
  • Enviou: 712 vez(es)
  • +59/-21
(sem assunto)
« Responder #16 em: Junho 29, 2006, 10:14:39 pm »
Citação de: "alfsapt"
Então, serve para depois podermos vir para o Fórum reclamar por os f18 hermanos lá andarem!!!


Agora ao menos passamos a ter provas, já não é o fulano tal que viu

 :rir:
 

*

antoninho

  • Perito
  • **
  • 562
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +2/-0
(sem assunto)
« Responder #17 em: Junho 29, 2006, 10:28:26 pm »
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #18 em: Junho 29, 2006, 11:07:13 pm »
Citação de: "Hélder"
Citação de: "alfsapt"
Então, serve para depois podermos vir para o Fórum reclamar por os f18 hermanos lá andarem!!!

Agora ao menos passamos a ter provas, já não é o fulano tal que viu

 :lol: )
Isso é a lengalenga de "nuestos hermanos" das Canárias......aliás, terra acolhedora invadida por hordas de conterrâneos nesta altura c34x
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7253
  • Recebeu: 572 vez(es)
  • Enviou: 712 vez(es)
  • +59/-21
(sem assunto)
« Responder #19 em: Novembro 24, 2006, 09:27:36 pm »
Possiveis futuras unidades territoriais da Força Aérea Portuguesa na Madeira (se não houver cortes orçamentais)...

http://www.emfa.pt/www/unidades/unidade ... &key=11000

Comando da Zona Aérea da Madeira

Aerodromo de Manobra nº3
(Destacamento Aéreo da Madeira)

Estação Radar nº4
 

*

Bravo Two Zero

  • Especialista
  • ****
  • 1009
  • Recebeu: 13 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #20 em: Janeiro 27, 2007, 09:45:09 am »
Citar
JORNAL DA MADEIRA - Foram 13 os concorrentes que se apresentaram, até ao passado dia 21 de Dezembro, ao concurso público para a empreitada de construção do radar no Pico do Areeiro, que vai surgir na zona onde hoje está localizada a Pousada, entretanto, já encerrada. Recorde-se que o concurso público foi dado a conhecer, ao nível nacional e regional (através do JM) no passado dia 12 de Outubro, tendo como preço base 4 milhões de euros, sendo que o prazo máximo de execução da obra é de 270 dias, a partir da data do anúncio do vencedor, o que acontecerá no decorrer do mês de Março.

Segundo o JM conseguiu apurar, ontem, junto da Direcção de Serviços e Infra-Estruturas e Comunicações (DSIEC), foram 13 os concorrentes que se apresentaram, sendo que entre estas constam empresas regionais e nacionais.

Neste momento, todas as propostas encontram-se na fase final da análise técnico-financeira, ao que se seguirão as audiências prévias, onde todos os candidatos poderão consultar os processos e relatórios, sendo certo que dentro de quatro semanas, poderá já ser conhecido o nome da empresa vencedora deste concurso.

Por parte da Direcção, o coronel José Camisa, responsável pela área de construção civil começou por salientar ao JM que o número elevado de propostas não surpreendeu. «Dada a crise que é conhecida, era perfeitamente expectável que viesse a surgir este número de empresas concorrentes», justificou, acrescentando ainda que todo o concurso está a ser regido conforme determina o Decreto-Lei 59/99, que gere o regime das empreitadas.

A construção da estação de radar do Pico do Areeiro deverá iniciar-se no terreno no início do primeiro semestre deste ano, devendo ficar concluída em 2008. O mesmo interlocutor salientou que, neste momento, apenas falta acertar com o Governo Regional pequenos pormenores em termos de terrenos, mas que em nada são impeditivos para o início dos trabalhos. «Haverá sempre condicionantes, mas o grosso da obra será feito. Podem ficar algumas coisas soltas para acabar, mas 95 por cento da construção terá de ser concluída em 2008», prosseguiu.

De salientar que foi a 2 de Janeiro de 2004 que o ministro da Defesa adjudicou a extensão ao Arquipélago da Madeira do Sistema de Comando e Controlo Aéreo (POACCS).

Trata-se de um sistema cujos custos de aquisição e operação têm vindo a ser financiados pela NATO, pelo que apesar das verbas necessárias a este projecto estarem inscritas na lei de programação militar, é de prever que venha a existir também financiamento do Aliança Atlântica.


Estudo de incidências ambientais é o que interessa à Secretaria

A Secretaria Regional do Ambiente e dos Recursos Naturais também está a acompanhar o processo, através de um representante nomeado pelo Governo Regional, no caso concreto, o chefe de gabinete de Manuel António Correia. Segundo o JM conseguiu apurar, recentemente realizou-se um encontro entre as partes tendo em vista "update" sobre todo o processo.

Por parte da secretaria, apenas foi-nos garantido que «está a fazer o acompanhamento do processo, de modo a assegurar que as obrigações que decorrem do estudo de incidências ambientais».


Conferir maior eficácia a outras missões

Há muito que a implementação de um sistema de Defesa Aérea, permitindo a vigilância e controlo da totalidade do espaço aéreo nacional, constitui uma preocupação antiga da Defesa Nacional, como factor determinante de soberania nacional. No caso do radar do Pico do Areeiro, este permitirá, entre outros aspectos, conferir maior eficácia a outras missões de interesse público, como a busca e salvamento, a fiscalização das actividades de pesca, o controlo de actividades ilícitas e a protecção do ambiente. O projecto de Sistema de Comando e Controlo Aéreo de Portugal (SICCAP) que na versão anglo-saxónica é conhecido por Portuguese Air Command and Control System (POACCS) de âmbito NATO, foi iniciado na década de 80, visando dotar Portugal e a sua Força Aérea de um sistema de comando e controlo aéreo centralizado.
"Há vários tipos de Estado,  o Estado comunista, o Estado Capitalista! E há o Estado a que chegámos!" - Salgueiro Maia
 

*

tito

  • 4
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #21 em: Março 27, 2007, 06:19:40 pm »
...
« Última modificação: Maio 11, 2007, 06:56:00 pm por tito »
 

*

Nuno Bento

  • Perito
  • **
  • 339
  • Recebeu: 7 vez(es)
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #22 em: Março 28, 2007, 02:41:20 am »
Só uma pergunta.


Se o radar Lanza 3D é de longo alcance são mesmo precisos 3 radares para cobrir o territorio dos Açores ?
 

*

dmbc

  • Membro
  • *
  • 18
  • +1/-0
Re:
« Responder #23 em: Abril 02, 2007, 01:03:13 pm »
Caros,

A necessidade de três radares Lanza 3P (a instalar em cada grupo insular) prende-se com as zonas de sombra que as ilhas produzem.

Sem mais,
dmbc
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7253
  • Recebeu: 572 vez(es)
  • Enviou: 712 vez(es)
  • +59/-21
(sem assunto)
« Responder #24 em: Abril 02, 2007, 06:28:56 pm »
Citação de: "tito"
Para além disto, também acho que seria importante se tivéssemos um radar de longo alcance (conforme mencionei em cima) na Madeira direccionado para as Canárias e Marrocos (não sei é se é possível a nível técnico).


E também podiamos ter um outro radar nas Flores apontada para os EUA.  c34x
 

*

p_shadow

  • Perito
  • **
  • 448
  • +0/-0
    • http://www.falcoes.net/9gs
Re:
« Responder #25 em: Abril 03, 2007, 04:19:53 am »
Citação de: "dmbc"
Caros,

A necessidade de três radares Lanza 3P (a instalar em cada grupo insular) prende-se com as zonas de sombra que as ilhas produzem.

Sem mais,
dmbc


Seguramente a melhor pessoa no forum para esclarecer este tipo de assuntos. :wink:


Abraço
A realidade não alimenta fóruns....
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4132
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 258 vez(es)
  • +46/-3
(sem assunto)
« Responder #26 em: Janeiro 30, 2008, 10:29:51 am »


do forum http://www.zonamilitar.com.ar

o objectivo é mostrar como poderá ser o novo radar na madeira. este radar encontra-se se não estou enganado e se li bem nas ilhas espanholas

3D Lanza Radar for Portugal
NATO contract signed with the Portuguese Ministry of Defence for the supply of a long-range 3D Lanza radar to be installed in Madeira and extending to the archipelago Command and Control capacities for Air Defence and Communication.

www.indra.es


http://rt0032gh.eresmas.net/Torrejon/03b_lanza.jpg
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Ricardo

  • Perito
  • **
  • 359
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #27 em: Fevereiro 14, 2008, 04:45:42 pm »
Por curiosidade e "ignorância", todos estes radares apresentados podem ser bastante condicionados em termos operacionais pelo estado do tempo, nomeadamente nevoeiro denso e muito cerrado?
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4132
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 258 vez(es)
  • +46/-3
(sem assunto)
« Responder #28 em: Fevereiro 14, 2008, 04:59:27 pm »
Citação de: "Ricardo"
Por curiosidade e "ignorância", todos estes radares apresentados podem ser bastante condicionados em termos operacionais pelo estado do tempo, nomeadamente nevoeiro denso e muito cerrado?


não o radar é o mesmo, pelo que pude constatar ele tanto pode ser movel com imovel. o radar não depende das condições do tempo, pois apesar de ser 3D, tem um principio similar ao radares convencionais.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

dmbc

  • Membro
  • *
  • 18
  • +1/-0
Re:
« Responder #29 em: Fevereiro 15, 2008, 05:36:54 pm »
Caros,

Em resposta resposta ao forista Ricardo quando pergunta:

Citar
Por curiosidade e "ignorância", todos estes radares apresentados podem ser bastante condicionados em termos operacionais pelo estado do tempo, nomeadamente nevoeiro denso e muito cerrado?


A resposta é sim e não. Sim porque qualquer radar sofre teoricamente perda de performance com forte intensidade de chuva (são mais ecos falsos que o sistema tem de processar e eliminar). No entanto os radares modernos, como o caso do Lanza, utilizam não só sistemas computacionais de grande capacidade (redes neuronais) que não são significativamente afectados com o aumento de cálculos de ecos a realizar, como também a própria física aplicada nos sistemas permite minimizar esse efeito (aumenta-se a potência de emissão, na ordem dos KW e até MW, alteração de frequência de emissão de forma irregular, etc...). Assim mesmo más condições atmosféricas (neste caso chuva, menos o nevoeiro) não afectam significativamente (quase de todo...) a performance do radar.

Como nota adicional, o Lanza está disponível quer como sistema móvel ou fixo terrestre ou como sistema naval.  

Sem mais, com os mais cordiais cumprimentos,
dmbc
 

 

Qual as prioridades para a Força Aérea entre 2011-2020 ?

Iniciado por dc

Respostas: 38
Visualizações: 10000
Última mensagem Novembro 15, 2010, 02:34:53 pm
por bokaido
Sistemas de defesa antiaérea de longo alcance para Portugal

Iniciado por Tiger22

Respostas: 24
Visualizações: 11476
Última mensagem Agosto 21, 2006, 08:26:19 pm
por Pedro Monteiro
CDS propõe 12 anos de serviço para pilotos da Força Aérea

Iniciado por Marauder

Respostas: 19
Visualizações: 8690
Última mensagem Setembro 12, 2007, 02:40:44 am
por raphael
A voar contra o tempo para tentar salvar vidas

Iniciado por Jorge Pereira

Respostas: 21
Visualizações: 11080
Última mensagem Abril 01, 2010, 11:40:11 am
por Ricardo Nunes
Temos liberdade para utilizar os F-16 MLU onde quisermos?

Iniciado por papatango

Respostas: 4
Visualizações: 2748
Última mensagem Fevereiro 22, 2005, 07:15:36 pm
por Ricardo Nunes