Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil

  • 1254 Respostas
  • 156253 Visualizações
*

Alvalade

  • Especialista
  • ****
  • 1044
  • Recebeu: 266 vez(es)
  • Enviou: 78 vez(es)
  • +15/-5
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #45 em: Fevereiro 28, 2014, 06:18:18 pm »
Desconhecidas ?
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4982
  • Recebeu: 862 vez(es)
  • Enviou: 544 vez(es)
  • +48/-27
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #46 em: Fevereiro 28, 2014, 06:27:25 pm »
Citação de: "Instrutor"
Muito embora em termos militares os Russos estejam muito a frente, não podemos menosprezar o povo ucraniano, a história e as pressões exercidas pelos Russos no tempo da União Soviética, os ucranianos preferem morrer a serem novamente colonizados pelos Russos, por isso viu-se nas manifestações nas quais o ex-presidente tentava uma aproximação à Russia ao invés da U.E, o povo simplesmente não quer saber disso, e também o facto da grande mobilidade de milícias e não esquecer o grande conhecimento militar pelos civis, pelo que o povo ucraniano não vai facilitar a entrada dos russos no seu país.

Pois, mas no Inverno basta que os russos desliguem o gás aos Ucranianos para estes literalmente gelarem. Não estou a ver a aventurarem-se numa invasão, ainda por cima quando as milícias e os serviços secretos são os "testas de ferro" perfeitos para uma usurpação de poder, quando os Russos e as forças actuais (embora não esquecendo a Frota do Mar Negro), nada têm a ver com as invasões à Hungria, Checoslováquia e Afeganistão.

Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +12/-0
    • http://www.areamilitar.net
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #47 em: Fevereiro 28, 2014, 08:32:42 pm »
Isto é tudo uma trapalhada, a começar pela oposição ucraniana ao Yanukovich que como qualquer oposição esfrangalhada, consegue uma frente comum mas depois não se entende sobre mais nada.

A verdade é que não há como resolver o problema da Ucrânia de forma simples, porque isso só se consegue fazendo sacrificios tremendos, exactamente na área mais industrializada do país, que é o leste e que por coincidência é a região mais próxima da Russia, quer geograficamente quer por causa da lingua.

Os ucranianos ou pelo menos parte deles parecem achar que a UE lhes vai resolver o problema de uma industria completamente obsoleta e de uma agricultura que precisa de passar pelo crivo europeu dos controlos de qualidade, da embalagem, do transporte etc...

Fico com a impressão de que os ucranianos não têm a noção do buraco em que estão.

Estão agarrados à Russia por um cordão umbilical que acabará por os envenenar, mas não o podem cortar, porque não têm alternativa.
 

*

brunopinto90

  • 159
  • +0/-0
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #48 em: Fevereiro 28, 2014, 09:43:25 pm »
Citação de: "papatango"
Isto é tudo uma trapalhada, a começar pela oposição ucraniana ao Yanukovich que como qualquer oposição esfrangalhada, consegue uma frente comum mas depois não se entende sobre mais nada.

A verdade é que não há como resolver o problema da Ucrânia de forma simples, porque isso só se consegue fazendo sacrificios tremendos, exactamente na área mais industrializada do país, que é o leste e que por coincidência é a região mais próxima da Russia, quer geograficamente quer por causa da lingua.

Os ucranianos ou pelo menos parte deles parecem achar que a UE lhes vai resolver o problema de uma industria completamente obsoleta e de uma agricultura que precisa de passar pelo crivo europeu dos controlos de qualidade, da embalagem, do transporte etc...

Fico com a impressão de que os ucranianos não têm a noção do buraco em que estão.

Estão agarrados à Russia por um cordão umbilical que acabará por os envenenar, mas não o podem cortar, porque não têm alternativa.

Leio, leio, leio e ainda não tenho uma opinião bem construída. Está uma grande confusão! Tomara, nem os próprios ucranianos sabem.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4982
  • Recebeu: 862 vez(es)
  • Enviou: 544 vez(es)
  • +48/-27
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #49 em: Fevereiro 28, 2014, 11:22:41 pm »
Segundo o Censor.Net a guerra já começou... :shock:
Citar
Russian Vice-Admiral announced the beginning of the war with Ukraine - Cemil
Cemil Turchinova asked to enter a state of emergency in the Crimea.

In Crimea, Black Sea Fleet commander of Russian Federation Alexander Vitko announced the beginning of the war with Ukraine. Such information TSN confirmed MP from the "homeland", the former chairman of the Mejlis of Crimean Tatar people Mustafa Cemil * transmits Tsenzor.NET . According to him, on Thursday, February 27 in Sevastopol Vice Admiral Vitko gathered all the generals and said, "We start war with Ukraine. " About Jemilev meeting only became known today, February 28. See also "Tsenzor.NET": Column of the ten Russian armored vehicles heading towards Simferopol: weapons of war have noticed - the AK-47 and SVD. PHOTOREPORTS + VIDEO In addition, according to the deputy, the morning without permission border of Ukraine, trying to bypass finders crossed four helicopters from Anapa. Moreover, he noted that Ukraine is now Russia does not oppose, and Ukrainians are on the verge of very dramatic events. "The only way out here, I think that we have the strength to impose emergency rule, bring our troops and take control of all state institutions," - said Cemil. He asked about acting Ukrainian President empowered Commander of the Armed Forces, Alexander Turchinov. "Now I'm with Turchynov said that what we have military units, the forces necessary to throw everything in the Crimea. Elsewhere us no threat yet, enter PE and throw under control. But again, there is concern that we provoke, that we may not have enough forces, "- stated the MP. Read also "Tsenzor.NET": Yanukovych: Russia should prevent chaos and terror, taking place in Ukraine , he believes Russia will not go to full-scale war, but "the country must defend their dignity, basic rights of its citizens." "I constantly call and say: if Ukraine can not do something, let us at least a weapon," - said the ex- Head of Mejlis. Moreover, he noted that the Crimean Tatars no sense to stand with machine guns and pistols against "armed to the teeth with the Russian army" which means "let the people to death."

http://censor.net.ua/news/273368/rossiyiskiyi_vitseadmiral_obyavil_o_nachale_voyiny_s_ukrainoyi_djemilev

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1389
  • Recebeu: 242 vez(es)
  • Enviou: 162 vez(es)
  • +25/-147
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #50 em: Março 01, 2014, 03:09:59 pm »
Sim, para todos os efeitos já começou. Com o parlamento russo a autorizar o uso de forças armadas para proteger cidadão russos na Ucrania até a situação politica e social no país estar normalizada, o que se está a passar na Crimeia e as manifestações de hoje em Donetz e Carcóvia com muitos milhares em apoio de uma acção russa, é de esperar a reedição de algo. Algo que, pelos vistos, não foi bem compreendido na altura, nem agora.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4982
  • Recebeu: 862 vez(es)
  • Enviou: 544 vez(es)
  • +48/-27
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #51 em: Março 01, 2014, 05:00:47 pm »
Movimentações de Helicopteros Russos Mi-8 e Mi-24 na Crimeia vindos directamente da Russia. Na imagem peças de 122mm autopropulsadas a caminho da base de Sevastopol.


http://www.liveleak.com/view?i=287_1393605865

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1389
  • Recebeu: 242 vez(es)
  • Enviou: 162 vez(es)
  • +25/-147
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #52 em: Março 01, 2014, 10:01:56 pm »
Os "Clausewitz" de serviço andam muito calados. Afinal o impensável aconteceu e não é que os marfados dos russos-bebados-violadores e comedores de criancinhas não seguiram o guião destinado e fizeram um movimento de "mate"? Oh pá, esse sacanas fazem sempre o contrário do se se espera..... já começa a cansar.  :twisted:

Mas não é a guerra (ainda). Tirando os maluquinhos nazistas da extrema direita de Lvov e arredores, o resto da "oposição" ja percebeu muito bem que o Ocidente não irá para um holocausto mundial por cauda deles, para mais quando metade da população apoia os...... russos. A Julinha boazona da trancinha no cabelo, recuperou milagrosamente as capacidades fisicas, largou a cadeira de rodas e vai a caminho de Moscovo apaziguar o urso. O Russo vai novamente voltar a ser lingua nas zonas russofonas, os lideres dos maluquinhos nazistas irão "desaparecer" paulatinamente em "acidentes" e "doenças", o gás vai continuar a fluir nos pipelines e a Crimeia vai continuar a ser ucraniana, apesar de nunca mais um militar ou policia ucraniano lá voltar e passar a ser gerida de facto pela Rússia. Os USA e a UE enfiam a viola no saco e vão pensar noutra forma de pisar o calo aos russos sem arriscar muito o couro e o mundo segue.....
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8368
  • Recebeu: 712 vez(es)
  • Enviou: 1097 vez(es)
  • +46/-10
    • http://youtube.com/HSMW

*

sidonio

  • 17
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • Enviou: 3 vez(es)
  • +0/-0
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #54 em: Março 01, 2014, 11:45:54 pm »
A marinha da Ucrânia teve uma baixa de peso. O seu navio almirante Hetman Sahaidachny, uma fragata da classe Krivak deixou de responder a ordens de Kiev, hasteou a bandeira naval russa e navega para a base de Sebastopol.

http://rt.com/news/ukraine-navy-flaghsip-protest-389/



cumprimentos
 

*

WTTJungle

  • 17
  • +0/-0
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #55 em: Março 02, 2014, 12:18:46 am »
Citação de: "sidonio"
hasteou a bandeira naval russa e navega para a base de Sebastopol
É de rir. No entanto, questiona-se a fonte e procura-se mais fontes que digam o mesmo ou semelhante para verificar a veracidade do sucedido.
Concordo com o que o FoxTroop disse:
Citação de: "FoxTroop"
Os USA e a UE enfiam a viola no saco e vão pensar noutra forma de pisar o calo aos russos sem arriscar muito o couro e o mundo segue.....
A NATO não tem montado - naquela área - um grande poderio militar e a liderança da UE mostrou-se incompetente na resolução do problema.
O Obama já "ameaçou" de consequências do ato militar por parte da Rússia mas essas consequências não passaram de sanções. E o Putin começa a ter ( ou melhor dizendo, já tem) algumas cartas para jogar como esta http://blog.al.com/wire/2014/02/as_ukrainian_situation_heats_u.html ( peço desculpa por não ser diretamente acerca do tópico mas para o que escrevo, é necessário).
Factos são que:
O líder da Crimeia pediu ajuda ao Putin;
Os dados da Wikipedia sugerem que maior parte da população da Crimeia é Russa, logo não podemos de todo condenar a Rússia porque se fosse a mesma situação para outro país qualquer, esse outro país também iria intervir - a não ser que fosse Portugal ( o orçamento não chegava nem para tirar dois ou três ....  :D );
As forças Armadas Russas ( Black Sea Fleet, Airborne Troops e mais umas quantas - aqui é quando a informação disponível já é demasiado desatualizada e desconheço ) já se encontram de facto na Crimeia;
Segundo o que sei, a Força Aérea Ucraniana não tem capacidade anti-submarine, no entanto tem os caças Su-27 e MiG-29 em bom número - nada que dê para atacar.

Tendo em conta que a Ucrânia tem quatro centrais nucleares e que já pôs militares a protegerem as mesmas, acredito que tenha uma posição de defesa até porque a frágil situação política ainda poderá levar a maiores desenvolvimentos. Especificamente em relação à Crimeia vejo duas saídas: um novo acordo entre a Ucrânia e a Rússia ou o anexar da Crimeia à Rússia. Caso forças exteriores - o tal Obama - tiverem algum impacto maior nas sanções à Rússia, então aí a Rússia poderá ter que mudar a sua posição nesta "crise".

ps: Não seria melhor arranjar um tópico para a tal Crise da Crimeia? Pois o nome deste tópico não se adequa aos acontecimentos na Crimeia sendo apenas efeitos "secundários".
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +12/-0
    • http://www.areamilitar.net
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #56 em: Março 02, 2014, 12:28:18 am »
Se a notícia da deserção de um navio se confirmar, não será nada de extraordinário nem inesperado. Aliás eu já tinha referido que a marinha era o ramo das forças armadas mais pro-russo.

De qualquer forma, a fragata seria completamente irrelevante para a realidade do Mar Negro.
Só existem duas marinhas no Mar NEgro, a marinha da Russia e a marinha da Turquia.


Outra realidade que está completamente a ser esquecida é a da demografia da Crimeia.
A peninsula tem uma população estimada em 55% de russos.
Eles já foram mais de 70% depois das últimas limpezas étnicas levadas a cabo pelos russos, altura em que os Tartaros foram completamente extreminados.

Como a população da Crimeia está a envelhecer depressa, isso reflete-se mais na queda da população russa. Em 2001, os russos representavam 58% da população.

Ao contrário, há um aumento da população tártara. Depois do fim da URSS foi iniciada uma politica destinada a permitir a volta dos tártaros que tinham sobrevivido à deportação. Por isso neste momento há cerca de 14% de tártaros. Mas há também 25% de ucranianos.

Claro que a população não russa representa 45% da Crimeia.
O problema é que a história nos diz que os russos têm tendência para matar os não russos ou para os escorraçar como animais (normalmente metade dos deportados morriam de doença ou de fome).

Portanto, ninguém ameaça os russos da Crimeia, mas os russos não só ameaçaram como mataram e deportaram centenas de milhares de pessoas na Crimeia, pessias cujo único crime era não serem russas.
 

*

WTTJungle

  • 17
  • +0/-0
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #57 em: Março 02, 2014, 12:40:49 am »
Penso que se poderá dizer que a Rússia tem por tomada a região da Crimeia na dimensão militar e real. A dimensão política virá a seguir? Ou tomam a Crimeia à força* ? :G-bigun:

*Qual força, há quem diga que já lá estão mais de seis mil militares russos e o Putin já tem "autorização" do parlamento russo para o uso de forças militares. Neste momento a Crimeia está tomada. Penso que será uma questão de tempo.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4982
  • Recebeu: 862 vez(es)
  • Enviou: 544 vez(es)
  • +48/-27
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #58 em: Março 02, 2014, 10:15:24 am »
A situação, mesmo dos Russos, é mais complexa do que parece (não esquecer o que se passou na Georgia). Não se trata propriamente de um pais com forças armadas topo de gama e a questão logistica é um problema. Por sorte o tempo está bom mas se piorar ainda se torna mais dificil manter 15 000 homens na Crimeia (mesmo que a base de apoio seja maioritariamente Russa, o apoio alimentar, de combustivel e subselentes é complicado pois a própria população tem dificuldades neste nivel). Depois, à a questão das minorias não Russas e da forma como poderão reagir, sendo que Moscovo pode ver-se obrigado a reforçar ainda mais o contigente militar.




Quanto à marinha Ucraniana é irrelevante que a unica fragata Krivak tenha desertado pois trata-se de um navio com muito limitada capacidade AA, não tem misseis anti-navio e mesmo a capacidade anti-submarina é reduzida. Mais importante é saber de que lado estão as corvetas lança-misseis, do seu unico submarino e sobretudo da aviação naval, já que desde os hidroviões Beriev aos Mi-14, passando pelos helicopteros de ataque, traduzem a maior parte da capacidade ofensiva e ASW dos Ucranianos. Seria duvidoso que a Força Aerea Ucraniana podesse fornecer cobertura aérea para algo face à capacidade ofensiva e de controlo dos Russos (pelo menos na teoria já que na Georgia e contra uma força aerea bem mais pequena os problemas foram bastantes).




 



Uma coisa é certa, Putin mais uma vez foi bem mais astuto do que tanto a UE, os EUA e a própria oposição Ucraniana (todos bastante incompetentes nesta questão ucraniana). Jugou uma cartada decisiva num timing perfeito em que não existe práticamente forma de contrariar. A base naval graças aos seus navios já era práticamante expugnavel, agora então com o reforço de tropas e com o esperado incremento de unidades navais, deixa os Russos com a porta aberta (se a situação continuar como até aqui e entretanto não sofrer algum volte-face) para dominarem completamente a Crimeia (já que os EUA e a UE quanto muito vão agir diplomâticamente e enviar um ou outro navio para o mar negro).




Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5512
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +12/-0
    • http://www.areamilitar.net
Re: Protestos na Ucrânia e a possibilidade de guerra civil
« Responder #59 em: Março 02, 2014, 10:21:28 am »
WTTJungle ->
A questão da capacidade russa para controlar a Crimeia nunca esteve em causa.
O facto de eles poderem utilizar a base naval de Sebastopol e aeroportos militares, dava já aos russos a capacidade para movimentar tropas em muitas áreas da Crimeia, ao abrigo dos acordos celebrados com a Ucrânia.

Não houve nunca qualquer dúvida de que Putin atacaria a Crimeia e ocuparia a peninsula.

A questão neste momento, é se ele vai atacar a Ucrânia Oriental.
Sabemos que no parlamento russo, onde se encontra o maior partido nazi da Europa, o PLD do Zhirinovsky, votou por unanimidade o envio de tropas para a Crimeia.
Mas quanto ao resto da Ucrânia a coisa é mais complicada.

O governo da Ucrânia emitiu o aviso mais grave que é possível emitir.
Se os russos passarem a fronteira da Ucrânia oriental, o exército ucraniano está em estado de alerta e responderá.
Será a guerra.

Portanto o governo da Ucrânia já disse que considera um ataque à Ucrânia oriental, uma declaração de guerra.
Não se pode ser mais objetivo que isso.

E Putin, pode ser (como é) um prostituto degenerado e um mafioso criminoso, mas sabe que ao enviar tropas para a UCrânia, está a enfrentar uma força inferior, mas ainda assim, mais forte que qualquer coisa que a Russia tenha enfrentado desde a II guerra mundial.
Pior: A Russia está sozinha.
Mas à medida que o conflito prosseguisse, inevitavelmente os países ocidentais começariam a apoiar massivamente a Ucrânia.
Ele até poderia conquistar o sul e leste da UCrânia, mas nunca conseguiria conquistar toda a Ucrânia, e é no centro-oeste que está Kiev, o simbolo do poder.

As unidades do exército ucraniano são constituidas por muitos voluntários e os voluntários são na maioria do oeste, portanto anti-russos.
A informação disponível, afirma que as tropas estão extremamente moralizadas, embora isso da moral possa ser sol de pouca dura.

Os russos por seu lado, não são a URSS. Eles podem entrar pela Ucrânia dentro, mas alguns golpes de mãos e movimentações de tropas, ao melhor estilo da II guerra mundial, podem deixar os russos cercados e longe dos seus abastecimentos.

E depois de tudo isto, há o problema da possibilidade de intervenção de algum país mais próximo da Ucrânia.
Os Polacos são uma possibilidade.
Se a Romémia já tivesse os F-16 que vão de Portugal, seria outro.

MAs mesmo estes países são vistos com alguma desconfiança por muitos ucranianos mesmo dos anti-russos, por causa das questões que existem entre a Polónia e a Ucrânia e entre a Polónia e a Romenia.

Isto é apenas uma demonstração, da podridão que estava por detrás da União Soviética e do Pacto de Varsóvia e explica porque razão aqueles regimes só podiam sobreviver com base na repressão brutal.
 

 

A guerra com o Iraque foi um "erro estratégico"

Iniciado por Tiger22

Respostas: 7
Visualizações: 4007
Última mensagem Maio 04, 2004, 03:16:28 pm
por Guilherme
Filme sobre porque estamos em Guerra e sobre o Islao

Iniciado por Miguel

Respostas: 1
Visualizações: 1861
Última mensagem Janeiro 13, 2009, 01:50:44 pm
por RODIAS
Guerra de Propaganda na Síria - ou como fomentar um confronto mundial

Iniciado por Luso

Respostas: 5
Visualizações: 2397
Última mensagem Outubro 11, 2016, 04:50:15 pm
por mafets
Portugueses apenas: Apoiam a Guerra no Iraque?

Iniciado por P44

Respostas: 8
Visualizações: 2511
Última mensagem Novembro 26, 2004, 10:52:10 am
por JNSA
Como Vencer a Guerra que estamos a perder?

Iniciado por Miguel

Respostas: 48
Visualizações: 12199
Última mensagem Setembro 07, 2014, 05:08:58 pm
por Cabecinhas