Embraer ganha programa LAS (USAF)

  • 19 Respostas
  • 6657 Visualizações
*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7505
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +135/-194
Embraer ganha programa LAS (USAF)
« em: Dezembro 31, 2011, 09:43:02 pm »
O Super Tucano ganhou o programa Light Air Suport da Força Aérea dos Estados Unidos!
Bravo!   :D

A Força Aérea dos Estados Unidos anunciou que assinou um contrato de US$ 355 milhões (aproximadamente R$ 665,7 milhões) com a Sierra Nevada Corp., parceira da brasileira Embraer, para o fornecimento de 20 aviões turbohélice A-29 Super Tucano à Força Aérea do Afeganistão, para treinamento e ataque ao solo. A outra opção para a Força Aérea norte-americana era o AT-6, produzido pela Hawker Beechcraft, que é um derivado de uma aeronave de treinamento atualmente usada pelos EUA.(...)

http://economia.ig.com.br/empresas/embr ... 36699.html
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8532
  • Recebeu: 782 vez(es)
  • Enviou: 1276 vez(es)
  • +82/-34
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #1 em: Dezembro 31, 2011, 09:59:32 pm »
Citação de: "Luso"
para o fornecimento de 20 aviões turbohélice A-29 Super Tucano à Força Aérea do Afeganistão,
Só agora reparei nisto...  :?
Como dizia o Nilton... Bela .....
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Luso

  • Investigador
  • *****
  • 7505
  • Recebeu: 384 vez(es)
  • Enviou: 119 vez(es)
  • +135/-194
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #2 em: Fevereiro 28, 2013, 09:25:57 pm »
- Parabéns aos Brasileiros!  :G-beer2:

http://www.defense-aerospace.com/articl ... ctory.html

Citar
National Industry - Brazil Sells Super Tucano Aircraft to the U.S.
(Source: Brazilian Air Force; issued Feb. 27, 2013)
 
(Issued in Portuguese only; unofficial translation by defense-aerospace.com)
 
 The Brazilian Super Tucano aircraft was announced late on Wednesday (27/2) as the winner of a competition to equip the U.S. Air Force. The aircraft was developed by Embraer in the 90s from requirements drawn up by the Brazilian Air Force. With the confirmation of the US purchase, this national product now has nine export customers.
 
"It is a source of pride for the FAB and for Brazil to know that an airplane designed on national soil to meet the operational needs of our Air Force, has been internationally recognized for its quality," said Lieutenant-Brigadier Saito Juniti Air, Air Force Commander.
 
In Brazil, the main use of the Super Tucano is for surveillance missions in the border regions from bases in Campo Grande (MS), Porto Velho (RO) and Boa Vista (RR). "Every day, we have proven the power of this aircraft to defend our country," Saito said.
 
The United States will acquire 20 Super Tucanos in a deal valued at $ 427.5 million. Chile, Colombia, Ecuador, Indonesia, Dominican Republic, Angola, Mauritania and Burkina Faso have also acquired the aircraft.
 
According to Embraer, there are already more than 200 orders for the Super Tucano, which already makes it the best-selling combat aircraft in the history of the Brazilian defense industry. One hundred and seventy have already been delivered.
 
Development

The Super Tucano first flew on June 2, 1999. Embraer’s program was needed to fulfill the requirement of a Brazilian Air Force for an aircraft with low operating costs that could intercept small aircraft that tried to overfly Brazilian territory without permission.
 
For this reason, the aircraft is armed with two fixed .50 caliber machine guns and has onboard systems comparable with those of the most modern fighter aircraft.
 
It has night vision goggles (NVG) for pilots and multifunction color displays in place of traditional analog dials. The aircraft can also carry bombs, rockets and missiles under its wings.
 
The first deliveries to the FAB took place in August 2004. In all, 99 aircraft were acquired.
 
Besides the air police missions, the Super Tucano also is used to train future fighter, attack and reconnaissance pilots.
 
In 2012, the Super Tucano was also delivered to the Esquadrilha da Fumaça aerobatic team, which will carry out its presentations with their new Super Tucanos this year. In FAB service, the aircraft is designated A-29.
 
In action

In August 2011, the Super Tucano gained national prominence after missions that interdicted clandestine airstrips in the Amazon region, which were possibly used by traffickers and smugglers.
 
These operational missions have occurred since the first edition of Operation Agata, all of whose six editions have included A-29s.
 
The Super Tucano was also employed for security missions during major events like the Rio + 20, the inauguration of President Dilma Rousseff and the visit of US President Barack Obama.
 
The Brazilian Air Force also plans its use during the World Cup, the Confederations Cup and the Olympics.
 
"The Super Tucano is undoubtedly the best aircraft in operation today in the world to serve this niche, which is the light attack and air defense against small aircraft," said Air Force Commander Lt. Brig. Saito. (ends)
 

U.S. Air Force Selects the A-29 Super Tucano for Its Light Air Support Program
(Source: Embraer; issued February 27, 2013)
   
SÃO PAULO, Brazil --- The U.S. Air Force (USAF) announced today that it has selected the Embraer Defense and Security’s A-29 Super Tucano for its Light Air Support (LAS) program.
 
The aircraft will be supplied in partnership with Sierra Nevada Corporation (SNC) as the prime contractor, and will be used to conduct advanced flight training, aerial reconnaissance, and light air support operations. After a thorough rebidding process, the USAF considered the overall solution offered by Embraer Defense and Security and SNC to be the superior choice for this critical mission.
 
“This award confirms that the A-29 Super Tucano is the best aircraft for LAS operations. We are ready to start working and honored to support the U.S. Government and its partners with a cost-effective solution,” said Luiz Carlos Aguiar, President and CEO of Embraer Defense and Security. “We are committed to pursuing our investment strategy in the United States and to delivering these aircraft on schedule and within budget.”
 
“The Light Air Support program is essential to the United States’ objectives in Afghanistan and to our national security. It is a great honor to serve our country by providing the aircraft, training and support for this program,” said Taco Gilbert, Vice President of Integrated Tactical Solutions for SNC’s Intelligence, Surveillance and Reconnaissance business area. “The A-29 Super Tucano with its proven track record is exactly what’s needed for the LAS program where the mission is critical and time is short.”
 
As specified by the U.S. Air Force, this is a USD 427 million contract for 20 Light Air Support (LAS) aircraft, as well as ground-based devices to support pilot training and all maintenance and supply requirements for the aircraft and associated equipment. The aircraft selected for the LAS program will be built in Jacksonville, Florida.
 
The A-29 Super Tucano is a robust, versatile and powerful turboprop aircraft capable of carrying out a wide range of missions, including close air support and intelligence, surveillance, and reconnaissance. The airplane is in use with nine air forces around the world and, for more than five years, has employed state-of-the-art munitions on real operational missions.
 
More than 190 Super Tucanos have been ordered, and over 170 delivered. The aircraft has logged more than 180,000 flight hours and 28,000 combat hours. It is equipped with advanced electronic, electro-optic, infrared and laser system technologies, as well as secure radio systems with data links and unrivalled munitions capacity. This makes it highly reliable and allows for an excellent cost-benefit ratio for a wide range of military missions, even operating from unpaved runways and in hostile environments. These characteristics, along with its proven combat record, make it the logical choice for the LAS mission.
 
The LAS mission requires a non-developmental solution that provides the versatility, engagement, and persistence that the warfighter needs in a counterinsurgency environment, at a significantly lower cost than fighter jets. That aircraft must offer intelligence, surveillance, and reconnaissance (ISR) capabilities; deliver a wide variety of munitions (including precision guided weapons); and operate in extremely rugged terrain and austere conditions.
 
Sierra Nevada Corporation (SNC) is one of America’s fastest growing private companies based on its significant expansion and reputation for rapid, innovative, and agile technology solutions in electronics, aerospace, avionics, space, propulsion, micro-satellite, aircraft, communications systems and solar energy. SNC employs over 2,500 people in 32 locations in 16 states.
 
Embraer Defense and Security is a business unit of Embraer S.A., with over 40 years of experience in providing Armed Forces around the world with superior platforms and systems to aid in their defense and security. With its growing presence in the global market, the Company plays a strategic role in Brazil’s defense. Embraer Defense and Security’s product portfolio includes military airplanes, state-of-the-art radar technologies, unmanned aerial vehicles (UAV), and advanced information and communications systems.
 
-ends-
Ai de ti Lusitânia, que dominarás em todas as nações...
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4165
  • Recebeu: 263 vez(es)
  • Enviou: 262 vez(es)
  • +54/-13
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #3 em: Março 01, 2013, 09:15:33 am »
Acho interessante depois de tanto lobbie a embraer conseguiu finalmente vender estes aviões. Será que não podíamos pensar  neles, para proteger as nossas fronteiras das avionetas de droga???
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7687
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 588 vez(es)
  • +227/-205
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #4 em: Março 01, 2013, 10:54:00 am »
Especula-se que a moeda de troca será a FAB adquirir 36 F-18 SH (quiçá usados) para o programa FX-2...
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7418
  • Recebeu: 624 vez(es)
  • Enviou: 762 vez(es)
  • +99/-30
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #5 em: Março 01, 2013, 09:50:12 pm »
Citação de: "P44"
Especula-se que a moeda de troca será a FAB adquirir 36 F-18 SH (quiçá usados) para o programa FX-2...

Acho uma moeda de troca um bocado estranha :mrgreen: , de certeza que os F-18 devem ser pagos na mesma, além disso se forem aviões usados, já não podem ser construidos no Brasil, os Super Tucanos pelo contrário vão ser construidos nos states...

Citar
The aircraft selected for the LAS program will be built in Jacksonville, Florida
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-4
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #6 em: Março 01, 2013, 10:37:18 pm »
Citação de: "nelson38899"
Acho interessante depois de tanto lobbie a embraer conseguiu finalmente vender estes aviões. Será que não podíamos pensar  neles, para proteger as nossas fronteiras das avionetas de droga???

Sem duvida que seriam os aviões ideias para a intersecção de aeronaves ligeiras e helicópteros. Mas num país onde não há dinheiro para tanta coisa essencial não me parece que haja dinheiro para estes.
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5466
  • Recebeu: 1098 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +373/-136
« Última modificação: Março 09, 2013, 08:52:26 pm por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7687
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 588 vez(es)
  • +227/-205
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #8 em: Março 09, 2013, 11:39:30 am »
a airbus também tinha ganho o concurso para o novo reabastecedor da USAF  c34x
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Edu

  • Especialista
  • ****
  • 1166
  • Recebeu: 155 vez(es)
  • Enviou: 12 vez(es)
  • +5/-4
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #9 em: Março 09, 2013, 12:27:26 pm »
Os países europeus e Brasil têm que simplesmente começar a responder na mesma moeda e cortar nas comprar de material de defesa americano. A longo prazo estes países terão de criar os seus próprios produtos o que irá gerar concorrência em produtos que até agora são feitos mais exclusivamente pelos EUA.

Acho que a longo prazo quem irá perder economicamente serão eles.
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7687
  • Recebeu: 334 vez(es)
  • Enviou: 588 vez(es)
  • +227/-205
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #10 em: Março 09, 2013, 12:46:32 pm »
Citação de: "Edu"
Os países europeus e Brasil têm que simplesmente começar a responder na mesma moeda e cortar nas comprar de material de defesa americano. A longo prazo estes países terão de criar os seus próprios produtos o que irá gerar concorrência em produtos que até agora são feitos mais exclusivamente pelos EUA.

Acho que a longo prazo quem irá perder economicamente serão eles.


Eu tenho acompanhado o processo do FX-2 Brasileiro e a verdade é que há muito povo por lá que mal vê uma bandeira americana começa a salivar (como cá, diga-se de passagem...) por isso duvido que alguma vez venha a acontecer algo desse género.
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5466
  • Recebeu: 1098 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +373/-136
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #11 em: Abril 05, 2015, 01:07:01 pm »
Citação de: "JMKeynes"
Citação de: "P44"
Especula-se que a moeda de troca será a FAB adquirir 36 F-18 SH (quiçá usados) para o programa FX-2...

Sabes nada inocente, 36 Gripen NG zerados e ainda parte deles fabricados no Brasil com transferência de tecnologia.
E disse muito bem. "36 Gipen NG Zerados", de zero desenvolvidos, de zero construídos e de zero a voar.  Aliás, o único caça que voa em terras brasileiras é este (e apenas é por lá Re-construído). :roll:
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5466
  • Recebeu: 1098 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +373/-136
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #12 em: Abril 05, 2015, 04:46:34 pm »
Citação de: "JMKeynes"
Seria muito interessante Portugal começar a analisar seriamente a opção de vir a se tornar um operador do Gripen NG, e por motivos óbvios.

O avião que utiliza como de superioridade área e sob os auspícios  da OTAN já um senhor de certa idade, um vetusto que está no seu fim do seu ciclo de vida útil, não há mais o que fazer para melhorá-lo e que ao contrário do Gripen NG que já começou a ser fabricado na Suécia - e com a presença de engenheiros brasileiros na SAAB - já está fora de linha, a Lockheed Martin não o fabrica mais, enfim, não se trata mais um avião que interessa a ninguém, o F16 se quer é citado em concorrências internacionais como um possível vetor, ao contrário do Gripen NG, um avião cada vez mais levado em conta por diversas nações do mundo, tanto na Europa como a América do Sul e Ásia.

Quais as opções disponíveis para Portugal? o F35 e o Eurofighter Typhoon, e é claro que não estão ao alcance econômico da nação, tanto pelo custo de aquisição estratosféricos, bem como pelo custo de manutenção, sob este aspecto aliás, o F35 é uma incógnita, deve ser algo proibitivo mesmo para países mais capazes sob o ponto de vista de Produto Interno Bruto.



Saab apresenta fotos da produção do Gripen E, na Suécia. Como eu falei, um caça zerado, bem diferente de um senhor que fez seu primeiro voo na década de 70.
Meu caro, se Portugal não está, eu pessoalmente estou como sempre estive a analisar o actual Gripen e as suas capacidades. Não o NG pois ainda não sei como o mesmo vai ficar já que se trata apenas de um demonstrador de tecnologia Biplace.

O F-16 MLU está ao mesmo nível de qualquer Gripen actual, tendo uma folha de combate bem superior ao caça sueco que só combateu na Líbia. Entrou por exemplo no concurso de caças para a índia com a versão Viper, continua a ser oferecido a diversos paises e adquirido por outros. Além disso a linha de producção está aberta e não se preve que feche antes do final de 2017, mas pedidos adicionais poderão mante-la aberta até 2020: http://www.reuters.com/article/2013/12/14/lockheed-f-idUSL2N0JT03T20131214

Pessoalmente não me interessa o F-35 que até agora é um "Flop" tecnológico, e tanto o Typhoon como o Rafale apresentam preços de aquisição e manutenção demasiado elevados quanto às reais capacidades do avião. Não me admiro que o F-16 que na FAP está planificado voar até 2020-2025 com a MLU, seja substituído pelo próprio F-16 Super Viper ou outro modelo similar. O Gipen NG dependerá sempre de como ficar a aeronave depois de desenvolvida.

Além disso, o A4 fez o seu primeiro voo em 1954 e está a ser modernizado pela Embraer para voar até 2039. Ou seja, clara prova de que idade não conta.  :wink:



 :G-beer2:
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Jorge Pereira

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5466
  • Recebeu: 1098 vez(es)
  • Enviou: 602 vez(es)
  • +373/-136
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #13 em: Abril 05, 2015, 06:32:16 pm »
Citação de: "JMKeynes"
Lembre-se que o Teatro de Operações brasileiro é bem diferente da realidade que enfrenta Portugal. Aí se opera o Eurofighter, Rafale e em breve F22.

Aqui lidamos com países que nem caças possuem, como a Colômbia e a Argentina, possuem aviões totalmente obsoletos, a Argentina tem apenas três Mirage III voando e sem radar de interceptação, ou seja, é um avião da segunda guerra, a Colômbia usa Kfir que nem são seguros de voar, está em busca de um avião mais moderno e o Gripen é um deles.

Um F5 brasileiro abateu por assim dizer um F16 chileno no último exercício aéreo combinado que se realizou naquele país. Possui capacidade BVR e aquela mira no capacete, isso basta por aqui, pelo menos por enquanto.

O glorioso A4 da FAB - lembre-se do cenário em que opera - está modernizado e como eu já falei, é apenas para criar doutrina até a chegada do Sea Gripen.

Dadas as condições locais, o Gripen NG cairia como uma luva para Portugal, poderia até ser produzido em Alverca aos moldes do 390.
Os Russos operam Migs e Sukois. F-16 com AIM-120 e Sidewinder chega para eles. O mesmo pensam por exemplo os Belgas, Romenos e Dinamarqueses (os seus F-16 MLU bateram claramente todos os outros tipos na Líbia, inclusive o Gripen, Rafale e Typhoon), que assim como Portugal não embarcam em aventuras.

Quanto a F5M, Força Aérea Brasileira, sua doutrina, Gripen, etc, desde à muito que escrevo sobre os mesmo neste forum, explorando os aspectos positivos (e também negativos, como é lógico). É questão de ler.


Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1705
  • Recebeu: 188 vez(es)
  • Enviou: 433 vez(es)
  • +7/-1
Re: Embraer ganha programa LAS (USAF)
« Responder #14 em: Abril 05, 2015, 06:49:06 pm »
Citação de: "JMKeynes"
Seria muito interessante Portugal começar a analisar seriamente a opção de vir a se tornar um operador do Gripen NG, e por motivos óbvios.
Já há mais de uma década desde que o pessoal aqui no fórum tem vindo a falar seriamente no Gripen como um futuro substituto dos F-16. Praticamente todos os sistemas são padrão NATO, tem espaço para evoluir e ser modernizado, e é muito mais barato de adquirir e operar. Mais importante ainda: deverão existir lá para 2030 alguns Gripen em segunda-mão ainda com bastante horas de voo para queimar. O facto de ter equipamento norte-americano e europeu também ajuda politicamente. Agora com a Embraer também envolvida vai colocar ainda mais pressão para Portugal adquirir o Gripen. Mas até 2030 ainda vai acontecer muita coisa e vai depender também do nosso principal fornecedor (tanto em equipamento como em financiamento), os EUA.

Essa de Portugal vir a produzir o Gripen em Alverca, ou em qualquer outro lado, duvido muito. O aumento no custo não iria ajudar nada. I&D portuguesa envolvida no Gripen? Sem duvida. Produção de componentes comuns ao Gripen? Provável. Programas de modernização do Gripen? Se for adquirido, sem duvida. Montagem de caças a partir de kits? É uma hipótese. Fabrico de fuselagem ou asas? Não me parece.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

 

Programa aeroespacial Brasil/Russia

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 1
Visualizações: 1307
Última mensagem Outubro 15, 2004, 12:41:31 am
por dremanu
Programa Espacial Brasileiro

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 31
Visualizações: 7174
Última mensagem Dezembro 13, 2018, 07:46:00 pm
por Vitor Santos
Lockheed Martin-Embraer, Vencem Aerial Common Sensor

Iniciado por Fábio G.

Respostas: 3
Visualizações: 4055
Última mensagem Agosto 18, 2004, 05:21:41 pm
por JLRC
Projecto Embraer/OGMA para Novo Avião de Transporte

Iniciado por Mar Verde

Respostas: 26
Visualizações: 20607
Última mensagem Fevereiro 23, 2010, 01:17:04 pm
por pedro
Brasileira Embraer quer comprar 65% das OGMA

Iniciado por Dinivan

Respostas: 13
Visualizações: 4159
Última mensagem Setembro 24, 2004, 06:22:02 pm
por J.Ricardo