Ainda a organização

  • 133 Respostas
  • 26526 Visualizações
*

JPMM

  • Membro
  • *
  • 105
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • +2/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #45 em: Janeiro 06, 2012, 11:14:43 pm »
Ainda tas acordado? HSMW?

Parece que não gostas da informação?
 :D
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8158
  • Recebeu: 650 vez(es)
  • Enviou: 942 vez(es)
  • +37/-6
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Ainda a organização
« Responder #46 em: Janeiro 06, 2012, 11:21:29 pm »
Antes pelo contrário!

Muito obrigado pela excelente leitura.
 :G-Ok:
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8158
  • Recebeu: 650 vez(es)
  • Enviou: 942 vez(es)
  • +37/-6
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Ainda a organização
« Responder #47 em: Janeiro 06, 2012, 11:27:15 pm »
Citação de: "JPMM"
ERec (Esquadrão de Reconhecimento)
1ºPlRec (Pelotão de Reconhecimento)
2ºPlRec (Pelotão de Reconhecimento)
3ºPlRec (Pelotão de Reconhecimento)
PlMoPes (Pelotão de Morteiros Pesados)

Morteiro de 107mm certo? Se esse é o pesado o de 120mm é o quê?

 
Citar
Tem 2 radares com alcance de cerca de 10km. Está organizado como uma equipa de armas combinadas, com grande mobilidade, grande flexibilidade e elevado e diversificado poder de fogo, sendo o seu sistema de armas mais importante o Carro de Combate.

Sendo este um Erec de lagartas estamos a falar de que radares?
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

JPMM

  • Membro
  • *
  • 105
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • +2/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #48 em: Janeiro 06, 2012, 11:39:28 pm »
O PlMoPes tem o M106 com o morteiro 107mm, tanto o morteiro de 107mm como o de 120mm são classificados de “Pesados”. Os dois radares estão na SecVCB, não sei dizer qual o seu tipo.
 

*

JPMM

  • Membro
  • *
  • 105
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • +2/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #49 em: Janeiro 07, 2012, 12:09:36 am »
Chegaram nos anos 90 e parece ser o AN/PPS-5B MSTAR, que permite identificar homens isolados a 5000km, grupos homens ou veículos imobilizados a 10km e veículos em movimento a uns 20km. Equipa as 4 SecVCB da BrigMec (GCC/ERec/1ºBIMec e 2ºBIMec), o GAC e a BAAA têm modelos diferentes.
 

*

JPMM

  • Membro
  • *
  • 105
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • +2/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #50 em: Janeiro 07, 2012, 12:32:48 am »
Sobre o BIMec a sua organização não era muito diferente do GCC, não tenho os seus quadros orgânicos, mas acho que podemos atirar uma linha geral:

Comando e Estado-Maior; muito semelhante, tanto o GCC como os BIMec podiam comandar e controlar Agrupamentos e constituir Subagrupamentos Tácticos. O nosso exército oficialmente classifica estes Agrupamentos e Subagrupamentos como, “fortes em Carros de Combate” e “fortes em Infantaria Mecanizada”, mas nós chamamos Blindados e Mecanizados.

CCS; Terá uma SecCmd idêntica ao ECS/GCC, não tem SecCC, o PlTms é semelhante ao ECS/GCC, no PlMan em vês de M88A1 tem os M578, o PlReabTpt é semelhante, e o PlSan tem mais uma secção de Socorristas.

CAC; Não tem a SecVBLP, tem um PlRec com 10 M113A1 em vês do PlExpl, este não conta com os M901 ITV, só M113 VBTP. O PlMoPes e a SecVCB são iguais. Tem um Placar com 6 M113A1 TOW+1 M113A1.

CAtMec; são constituídas por:

"PlCmd"
SecCmd (1 M113A2+2 M151A2+1 U1300L+2 Motas+1 AtrMed)
SecMan (1 M578+1 M151A2+2 U1300L+1 AtrMed)

"1º, 2º e 3º PlAtMec" (41)
Cmd (5) (1 M113A1)
1ª, 2ª e 3ª SecAtMec (12)
(1 M113A1+1 HK21+2 HK79+2 G3A3 c/Bipé)

PlApMec
Cmd (5) (1 M113A1)
SecACar (6) (2 M113A1 TOW)
SecMoMed (15) (3 M125A1)

Devia ser algo como isto!
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2035
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 14 vez(es)
  • +1/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #51 em: Janeiro 07, 2012, 01:06:31 am »
Excelente informação!

E a antiga BriFEspeciais? BLI?  As Brigadas de Defesa Territorial?


Brigada de Forças Especiais

2 BCmds  (1 CCmds destinava-se a reforçar a ZMA, e 1 BCmds a reforçar a ZMM)
1 BI do RI Quleuz (reforço para a ZMA)
1 BI / RI Porto (reforço para a ZMA)
ERec (encargo do RCEstremoz) Ferret/ Chaimite?
GAC (encargo do RASP) com Oto melara Pack de 105mm
CEng (?)
CTrms (?)
Btr AAA encargo dp CIAAC (bitubo 20mm)
BApSvcs (encargo do BCS do RCmds)
__
«Os chamados partidos políticos, por definição e exigências da sua vida própria, não representam nem podem servir a unidade nacional» Salazar
 

*

sergio21699

  • Especialista
  • ****
  • 933
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +1/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #52 em: Janeiro 07, 2012, 04:34:09 pm »
Citação de: "JPMM"
Chegaram nos anos 90 e parece ser o AN/PPS-5B MSTAR, que permite identificar homens isolados a 5000km, grupos homens ou veículos imobilizados a 10km e veículos em movimento a uns 20km. Equipa as 4 SecVCB da BrigMec (GCC/ERec/1ºBIMec e 2ºBIMec), o GAC e a BAAA têm modelos diferentes.
Será metros e não Km, certo?
-Meu General, estamos cercados...
-Óptimo! Isso quer dizer que podemos atacar em qualquer direcção!
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4041
  • Recebeu: 215 vez(es)
  • Enviou: 231 vez(es)
  • +10/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #53 em: Janeiro 07, 2012, 04:54:03 pm »
Citação de: "sergio21699"
Citação de: "JPMM"
Chegaram nos anos 90 e parece ser o AN/PPS-5B MSTAR, que permite identificar homens isolados a 5000km, grupos homens ou veículos imobilizados a 10km e veículos em movimento a uns 20km. Equipa as 4 SecVCB da BrigMec (GCC/ERec/1ºBIMec e 2ºBIMec), o GAC e a BAAA têm modelos diferentes.
Será metros e não Km, certo?

yep

Citar
The AN/PPS -5 is a battlefield surveillance radar. The system is designed to detect and locate individuals up to 5,468 yds (5,000 m)

http://www.periscope.ucg.com/mdb-smpl/weapons/sensors/grdradar/w0003502.shtml

"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2498
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +2/-4
Re: Ainda a organização
« Responder #54 em: Janeiro 07, 2012, 07:46:05 pm »
Exelente trabalho Esmaga :|
 

*

Portucale

  • Membro
  • *
  • 186
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #55 em: Janeiro 08, 2012, 10:26:40 pm »
Caro JPMM / Esmaga

Mais uma vez obrigado por partilhar a informação e contribuir com informação válida.

:)
Eis aqui
quase cume da cabeça da Europa toda
O Reino Lusitano
onde a Terra se acaba
e o Mar começa.

Versos de Camões
 

Re: Ainda a organização
« Responder #56 em: Janeiro 09, 2012, 01:40:08 am »
Citação de: "JPMM"

CAC; Não tem a SecVBLP, tem um PlRec com 10 M113A1 em vês do PlExpl, este não conta com os M901 ITV, só M113 VBTP. O PlMoPes e a SecVCB são iguais. Tem um Placar com 6 M113A1 TOW+1 M113A1.

CAtMec; são constituídas por:

"PlCmd"
SecCmd (1 M113A2+2 M151A2+1 U1300L+2 Motas+1 AtrMed)
SecMan (1 M578+1 M151A2+2 U1300L+1 AtrMed)

"1º, 2º e 3º PlAtMec" (41)
Cmd (5) (1 M113A1)
1ª, 2ª e 3ª SecAtMec (12)
(1 M113A1+1 HK21+2 HK79+2 G3A3 c/Bipé)

PlApMec
Cmd (5) (1 M113A1)
SecACar (6) (2 M113A1 TOW)
SecMoMed (15) (3 M125A1)

Devia ser algo como isto!

Boa noite, Caríssimos:

Tenho estado a seguir, a espaços, a troca de informações e ideias sobre a organização e entendi válidas duas notas em relação ao que citei, de JPMM. Faço aqui a ressalva de que não tenho presente a data ou época a que se refere. No entanto, aqui vão as notas:

1 - O PelRec das CAC dos BIMec passou de 12 viaturas (eram 6 secções, 3 de reconhecimento, a 2 viaturas e 3 ACar, a 2 viaturas cada) para umas escassas 4, atuais (2 SecRec a 2 viaturas), no QO de 2009. Pelo meio ainda houve um QO de 2005 que previa um PelRec a 5 viaturas. Isto é altamente discutível porque é um PelRec que tem muita dificuldade em cumprir a maioria das suas atribuições;

2 - As companhias de atiradores (e a maioria das companhias em Portugal, seja de que arma ou serviço) não possuem um pelotão de comando, mas sim um comando. Isto é não é só uma questão de terminologia. Cada escalão tático tem o seu comandante e se houvesse um pelotão de comando tinha de haver um comandante de pelotão. As motos também já não existem, desde 2005, bem como os estafetas-moto. A SecMan também está um pouco diferente. O que é facto é que os QO de 2009 reduzem alguma coisa ao efetivo e aos meios, mas as companhias continuam a ter à carga os meios correspondentes aos QOM antigos.

Cumprimentos,

Lemos
 

*

JPMM

  • Membro
  • *
  • 105
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • +2/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #57 em: Janeiro 11, 2012, 09:20:29 pm »
Viva a todos!

Obrigado Lemos, já me tinha apercebido que actualmente só seriam 4, porque os dados publicados sobre a organização dos PlRec/CAC dos BI/BrigInt deixavam-me no PlRec com 2 VBR Porta Canhão 30mm e 2 VBR TP. Não me devo ter enganado.

O Pelotão de Comando é um mau hábito que ainda tenho presente do RC4. Nas nossas formaturas diárias de Esquadrão, o primeiro Pelotão que formava era o constituído pelo pessoal das secções independentes, ao qual chamávamos (não sei se ainda chamam) o “Pelotão de Comando”.

As motos já estavam podres e encostadas em 1998, conforme na altura expliquei no FMC (Fórum Militar Conjunto). Quando tínhamos que enviar informações por estafeta, utilizávamos um M151A2 a todo o gás, num exercício cheguei a malhar de um em andamento, partiu-se o parafuso que serve de apoio oscilante para o bando da frente. Aterrei de cu e não parti nada. Não pude reclamar porque eu é que era o responsável pela manutenção!
 :lol:
 

*

JPMM

  • Membro
  • *
  • 105
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • +2/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #58 em: Janeiro 11, 2012, 10:04:06 pm »
Não sei se os camaradas já se aperceberem de que os QOM de 2009 vão ao contrário de algumas lições retiradas dos conflitos mais recentes. Os Marines estão a experimentar uma organização em que as próprias Companhias de Atiradores têm uma Secção de Reconhecimento (eles aumentam os recursos de Reconhecimento e nós diminuímos), as suas Secções de Atiradores têm 13 homens em 3 Esquadras de 4 homens mais o Sargento comandante da Secção. Se as nossas SecAt estão em 7 homens, então temos 50% dos Atiradores dos Marines. Assim o poder de fogo em Atiradores de um Batalhão de Marines é equivalente à BrigMec ou BrigInt.

Ainda estou com dúvidas sobre os 7 homens, estive a ver fotografias da BrigInt e vejo que são 10 homens por cada SecAt, incluindo o Condutor e o Apontador da Browning, sobram 8 para desmontar, 1 Sargento que comanda a SecAt, uma Esquadra de 4 como é tradição e a Esquadra que contêm a MetL com 3 homens. Se assim for, quando desmontada e na defensiva, colocando o Sargento num abrigo duplo com o terceiro elemento da EqMetL, a SecAt ocupa 4 abrigos duplos, a 20m por cada mais os 10m laterais temos 80m de frente por cada SecAt da BrigInt. A BrigMec deve ter acompanhado o mesmo processo e os M113 devem estar a utilizar o mesmo tipo de doutrina para o combate que os Pandur!

A frente a bater na defensiva deste PlAt será 640m, menos mal do que com os 7 homens. É pena o Sargento ir para um abrigo na linha de fogo, assim tem que comandar e estar atento ao seu cabedal.
 :|
 

*

JPMM

  • Membro
  • *
  • 105
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • +2/-0
Re: Ainda a organização
« Responder #59 em: Janeiro 11, 2012, 10:46:45 pm »
O facto de eu estar sempre a analisar a Infantaria Mecanizada a combater desmontada, tem uma razão. Os nossos M113 e Pandur são apenas táxis de batalha. Existem actualmente dois tipos de Infantaria Mecanizada no mundo, uma é com táxis de batalha e outra é com viaturas de combate de Infantaria. Não se deixem enganar! qualquer uma delas contra uma unidade de Carros de Combate é tiro aos patos. Nem o melhor VCI resiste a uma unidade com o CC mais ridículo que imaginem. A vantagem dos VCI é o facto de poderem destruir unidades de Infantaria Mecanizada que não disponham de CC, como sejam os Belgas, Holandeses e outros tristes que os seguem. O conceito antigo era de que os VCI com TOW destruíam os CC a longo alcance, antes de estes se aproximarem da Infantaria, com CC modernos como os nossos Leopard 2A6 essa teoria já caiu por terra. Um só Esquadrão de Leopard 2A6 pode destruir um Agrupamento Táctico sem carros a longo alcance, com uma velocidade que desafiará as capacidades de reacção de qualquer comandante que se depare com ele. Só com muito Reconhecimento terrestre e aéreo e Helicópteros de Ataque é que pode haver qualquer tipo de esperança de sobrevivência para este tipo de unidades.

Voltando á Infantaria Mecanizada, a que viaja em táxis de batalha, terá sempre que desmontar dos veículos para poder sobreviver, quer em operações ofensivas quer defensivas. Actualmente a maioria dos combates são por zonas edificadas, uma CAtMec ao aproximar-se de uma povoação, basta receber o impacto de 2 ou três mísseis anti-carro, que rapidamente o Capitão vai mandar desmontar, instalar e de seguida manda recuar os táxis para uma posição com cobertura. Os Apontadores de Browning dos M113 e Pandur são mais fáceis de acertar do que os alvos que temos nas carreiras de tiro. Depois de desmontar em frente á povoação, os Atiradores estão por sua conta, têm que utilizar as velhas tácticas de fogo e movimento, granas de fumos, pedir fogos de morteiros, etc, enfim voltar aos princípios básicos do combate com Infantaria apeada. Num combate destes, rapidamente esgotam as munições e então terão que ser reabastecidos debaixo de fogo, porque as munições estavam na VBTP, tal como os tripés das MetL, que muita falta vão fazer quando cair a noite e tiverem que as montar nos tripés e desenhar uma carta de tiro para poderem bater as zonas que identificaram de dia. Terão que tentar cavar minimamente posições de onde possam bater o IN com fogos de uma maneira mais segura. Então e agora?

É prioritário para o nosso Exército adquirir os restantes Leopard 2A6 e as Pandur 105mm. O falhanço das Pandur com canhão 105mm é um falhanço de toda uma doutrina de emprego de forças do nosso Exército e que levou á aquisição das Pandur. Com apenas 4 viaturas no PlRec e 3 no PlACar, os BI/BrigInt têm que recorrer excessivamente aos Atiradores para Explorarem e combaterem contra CC. Só os magníficos 8 CARDON 120mm vão trazer um apoio de fogo decisivo. Sem as Pandur 105mm, não acredito que consigam desempenhar 50% das missões que lhes seriam confiadas como brigada média.
 :?
 

 

Comando da NATO em Oeiras reforça o seu peso na organização

Iniciado por PereiraMarquesQuadro Portugal

Respostas: 0
Visualizações: 1825
Última mensagem Novembro 04, 2006, 12:44:50 am
por PereiraMarques
Organização da marinha: Unidades combatentes principais.

Iniciado por papatangoQuadro Armadas/Sistemas de Armas

Respostas: 36
Visualizações: 8742
Última mensagem Outubro 07, 2005, 06:33:59 pm
por alfsapt
Proposta para Organização de Companhia de Combate

Iniciado por MiguelQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 27
Visualizações: 9685
Última mensagem Março 02, 2008, 07:16:08 pm
por tyr
O GALE - Missões, Organização, Aeronaves

Iniciado por JNSAQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 535
Visualizações: 115571
Última mensagem Novembro 08, 2018, 06:02:50 pm
por Charlie Jaguar
Nova organização do nosso Exército

Iniciado por MiguelQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 1101
Visualizações: 184871
Última mensagem Abril 01, 2016, 05:11:18 pm
por Lightning