Armas do Futuro

  • 137 Respostas
  • 42588 Visualizações
*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4134
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 258 vez(es)
  • +46/-5
Re: Armas do Futuro
« Responder #90 em: Março 21, 2015, 04:37:07 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Os Russos estão muito à frente neste tipo de trabalhos! Atenção, não estou a falar do futuro avião (se houver), mas sim o 3D. :twisted:

Nisso concordo! Pelo que tenho lido por essas internetes o seu caça T50 anda com muitos problemas. E pelo que tenho visto a única coisa que funciona são os equipamentos da década de 80, os restantes são apenas para paradas.
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5305
  • Recebeu: 1017 vez(es)
  • Enviou: 580 vez(es)
  • +128/-100
Re: Armas do Futuro
« Responder #91 em: Março 23, 2015, 08:08:11 pm »
Citação de: "nelson38899"
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Os Russos estão muito à frente neste tipo de trabalhos! Atenção, não estou a falar do futuro avião (se houver), mas sim o 3D. :roll:




Quanto à electrónica, digamos que a Índia que está a desenvolver parte dos sistemas, não sabe bem o que está a fazer pois os Russos não lhe apresentam o restante "pacote"... :mrgreen:



Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

nelson38899

  • Investigador
  • *****
  • 4134
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 258 vez(es)
  • +46/-5
Re: Armas do Futuro
« Responder #92 em: Março 23, 2015, 08:29:22 pm »
Citar
vida imita a arte muito mais do que a arte imita a vida”. A célebre frase do escritor britânico Oscar Wilde ganha força a cada notícia como essa. A nova patente obtida pela companhia aérea Boeingé de deixar qualquer fã dos filmes de George Lucas empolgados.

Lembra dos campos de força retratados com uma energia brilhantes, que protegiam os stormtroopers e as espaçonaves em Star Wars? Ele está a um passo de se tornar realidade. A tecnologia, denominada "Método e sistema para atenuação de ondas de choque via arco eletromagnético", usa energia para desviar potenciais danos às aeronaves.

O sistema não foi projetado para evitar o impacto direto. Na verdade, ele é feito apenas para proteger um alvo dos efeitos nocivos das ondas de choque de um impacto ou explosão nas proximidades.

A patente é para um sistema de atenuação, ou seja, redução de intensidade, de ondas de choque. A tecnologia consiste de um sensor de explosões e um gerador de arco eletromagnético. O gerador recebe o sinal do sensor e ioniza uma pequena região, produzindo um campo de plasma entre o alvo e a explosão utilizando lasers, luz e ondas microscópicas.

Este pequeno campo de plasma seria diferente de acordo com a temperatura e/ou densidade do ambiente. Ele seria responsável por amortecer o atrito causado pela explosão, dificultando as ondas de choque de atingirem e danificarem o alvo.

Essa tecnologia ainda não existe, mas tem tudo pra dar certo. Esse tipo de campo de força é totalmente viável. O único problema é que, provavelmente, ele também desviaria a luz, deixando qualquer pessoa dentro do campo temporariamente sem visão. Valeria a pena?
http://revistagalileu.globo.com/Tecnologia/noticia/2015/03/companhia-aerea-boeing-obtem-patente-de-campo-de-forca-estilo-star-wars.html

A patente da Boeing

http://patft.uspto.gov/netacgi/nph-Parser?Sect1=PTO1&Sect2=HITOFF&d=PALL&p=1&u=%2Fnetahtml%2FPTO%2Fsrchnum.htm&r=1&f=G&l=50&s1=8981261.PN.&OS=PN/8981261&RS=PN/8981261
"Que todo o mundo seja «Portugal», isto é, que no mundo toda a gente se comporte como têm comportado os portugueses na história"
Agostinho da Silva
 

*

NVF

  • Investigador
  • *****
  • 2617
  • Recebeu: 1061 vez(es)
  • Enviou: 2268 vez(es)
  • +305/-15
Re: Armas do Futuro
« Responder #93 em: Junho 24, 2015, 03:02:54 am »
A Bio Sensing Helmet Would Take Control When the Pilot Can’t

Citar
Elbit Systems is developing new applications for smart helmets for pilots that will be able to sense life-threatening developments during flight. The helmet is fitted with unique bio-sensors that measure physiological life signs. Monitoring the pilot’s heartbeat, blood flow and oxygen level in the blood stream. The system can identify developing conditions that could lead to hypoxia or G-induced loss of consciousness (GLOC).

“These two conditions are life threatening, since they often cannot be sensed by the pilot,” Yaron Kranz, Business Development and R&D Director at Elbit Systems told Defense-Update. Hypoxia can develop at different pace, with oxygen concentration in the blood falling and no clear signs that would signal the pilot to take preventive measures. Measuring consciousness is even harder, as GLOC may happen suddenly and comes without warning.

“The best way to monitor oxygen level is to measure oxygen saturation in the blood, similar to the measurement done on patients. But, to do that, you need a different sensor,” Kranz explained. For this application Elbit Systems adapted a commercial sensor developed by LifeBeam, an Israeli start-up company that developed such a sensor to monitor peak performance for extreme sports’ athletes such as marathon runners, bicyclists and mountain climbers. The sensor measures oxygen concentration in the blood, heartbeat and blood perfusion (the volume of blood that flows through to the tissues).

“We are working with AFRL to study such applications. We will soon start the second phase and expect to complete development in less than a year,” Kranz added. “We embedded the sensor in our new-generation helmets that have integral processing capability on the helmet.” Helmets with integrated sensors were tested in a centrifuge under high G loads with pilots wearing G-suits. On other tests pilots flew with them under loads of up to 6G. “The test results we have collected so far have shown that the sensors performed predictably and reliably, monitoring the pilot’s condition, collecting data in flight, and providing sound physiological data that will be able to support further decisions and advanced applications in the future,” Kranz noted.

We discovered that hypoxia can develop in different conditions. In non-pressurized cockpits, for example, when flying helicopters over high mountain ranges, hypoxia can develop slowly over the course of an hour. When caused by oxygen supply failures or human condition, blood oxygen levels can drop, from 90 to 60-70 percent. GLOC also occurs abruptly when pilots are subjected to excessive loads without the recommended preparation.

Usually a pilot would recover from GLOC in 20 seconds, but, during the condition, the aircraft is uncontrolled and could hit the ground. A warning issued just prior to the onset of GLOC could alert the pilot to take precautions, breath properly, apply pressure to reduce the load or ease the sharpness of the turn to reduce G. The sensor can profile each individual pilot and assess his or her performance and tolerance on the specific flight.

Once the system ‘decides’ that the pilot is in danger, it triggers an audio-visual warning alerting the pilot to take action. In case the system ‘senses’ that the pilot is unconscious, the autopilot can be activated to take control.

http://defense-update.com/20150615_canary.html#.VYoPRkb9UY1


The Canary helmet sensor can identify developing physiological conditions that could lead to hypoxia or G-induced loss of consciousness (GLOC).
“These two conditions are life threatening, since they often cannot be sensed by the pilot,” sais Yaron Kranz, Business Development and R&D Director at Elbit Systems. Photo: Noam Eshel, Defense-Update
Everyone you will ever meet knows something that you don't.
- Bill Nye
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8449
  • Recebeu: 744 vez(es)
  • Enviou: 1211 vez(es)
  • +61/-32
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Armas do Futuro
« Responder #94 em: Outubro 19, 2015, 06:34:13 pm »
Next Big Thing
O próximos projectos da Northrop Grumman
« Última modificação: Junho 24, 2016, 03:29:48 pm por HSMW »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8449
  • Recebeu: 744 vez(es)
  • Enviou: 1211 vez(es)
  • +61/-32
    • http://youtube.com/HSMW
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8449
  • Recebeu: 744 vez(es)
  • Enviou: 1211 vez(es)
  • +61/-32
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Armas do Futuro
« Responder #96 em: Junho 05, 2016, 02:22:38 pm »

Citar
The SB-1 Defiant Joint Multi-Role Technology Demonstrator (JMR TD) helicopter is our third X2® aircraft in less than 10 years. Being designed by Sikorsky and Boeing, the aircraft will prove the scalability of the X2 design to a 30,000-lb. class weight. (This contrasts with the 6,000-lb X2 Technology Demonstrator and the RAIDER™ at 11,400 lbs.)

Sikorsky-Boeing expects to begin final assembly of theSB-1 Defiant in the summer of 2016, followed by flight tests during 2017-2018.

Future Vertical Lift-Medium is a new-start project in the army’s fiscal year 2017 budget submission and an acquisition plan will be considered by the Pentagon this October. SB-1 and V-280 are proof-of-concept demonstrators, but each side is continuously refining their ultimate FVL proposals as the technology as well as the army’s requirements and mission needs mature.

http://defence-blog.com/news/video-sb-1-defiant-joint-multi-role-high-speed-helicopter-simulation.html
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8449
  • Recebeu: 744 vez(es)
  • Enviou: 1211 vez(es)
  • +61/-32
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Armas do Futuro
« Responder #97 em: Junho 24, 2016, 03:26:21 pm »
Collaborative Operations in Denied Environment (CODE)
Phase 2 Concept Video


DARPA’s Collaborative Operations in Denied Environment (CODE) program seeks to help the U.S. military’s unmanned aircraft systems (UASs) conduct dynamic, long-distance engagements of highly mobile ground and maritime targets in denied or contested electromagnetic airspace, all while reducing required communication bandwidth and cognitive burden on human supervisors.

CODE’s main objective is to develop and demonstrate the value of collaborative autonomy, in which UASs could perform sophisticated tasks both individually and in teams under the supervision of a single human mission commander. CODE-equipped UASs would perform their mission by sharing data, negotiating assignments, and synchronizing actions and communications among team members and with the commander. CODE’s modular open software architecture on board the UASs would enable multiple CODE-equipped unmanned aircraft to navigate to their destinations and find, track, identify, and engage targets under established rules of engagement. The UASs could also recruit other CODE-equipped UASs from nearby friendly forces to augment their own capabilities and adapt to dynamic situations such as attrition of friendly forces or the emergence of unanticipated threats.

CODE seeks to deliver a software system that would be resilient to bandwidth limitations and communications disruptions, yet compatible with existing standards and capable of affordable retrofit into existing platforms. If successfully demonstrated, these scalable, cost-effective capabilities would greatly enhance the survivability, flexibility, and effectiveness of existing air platforms, as well as reduce the development times and costs of future systems.
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8449
  • Recebeu: 744 vez(es)
  • Enviou: 1211 vez(es)
  • +61/-32
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Armas do Futuro
« Responder #98 em: Julho 15, 2016, 10:56:11 pm »
Weapons Of The Future – Military Robots From US Military's Research Labs
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1288
  • Recebeu: 359 vez(es)
  • Enviou: 181 vez(es)
  • +99/-13
Re: Armas do Futuro
« Responder #99 em: Agosto 30, 2016, 10:01:36 am »
Estados Unidos querem bombas plasma controladas por satélites

A Força Aérea dos EUA está a trabalhar num projecto para melhorar a comunicação de rádio em longas distâncias tendo em vista poder detonar bombas plasma na atmosfera superior recorrendo a uma frota de micro satélites e outra técnica que o vai deixar de boca aberta.

E se lhe disser que os Estados Unidos querem lançar grandes volumes de gás ionizado diretamente na ionosfera para fazer melhorar o sinal de rádio?



Mas para quê lançar um gás na ionosfera?

Desde os primeiros dias do rádio, sabemos que a recepção às vezes é melhor à noite. As estações de rádio que não podem ser captadas durante o dia, e que por vezes à noite conseguem-se captar e ouvir claramente, são transmissões de rádio que estão a ser emitidas a partir de centenas e centenas de quilómetros de distância.

Este valor deve-se às variações ocorridas na ionosfera, uma camada de partículas carregadas na atmosfera que começa por volta dos 60 km para cima. A curvatura da Terra anula a maioria dos sinais de rádio terrestres que viajam mais de 70 quilómetros sem um impulso.



Contuso, as ondas de rádio saltam entre o solo e a ionosfera conseguindo com este ziguezaguear atingir distâncias muito maiores. À noite, a densidade de partículas carregadas da ionosfera é mais elevada, tornando-se mais reflectora.

 
Mas poderá ser “reparada” a ionosfera?

A ideia está em conseguir melhorar as partículas da ionosfera para que esta mesmo durante o dia pudesse ter uma acção refletora mais eficiente.

Não é a primeira vez  que se tentou “reparar a ionosfera” para tentar melhorar a comunicação de rádio e aumentar a gama de radar over-the-horizon. O projecto High Frequency Active Auroral Research Program (HAARP) (em português: Programa de Investigação de Aurora Activa de Alta Frequência) no Alasca, estimula a ionosfera com a radiação a partir de uma matriz de antenas terrestres para produzir plasma de reflexão de rádio.

 
Micro satélites CubeSats para transportar gás

Agora, a Força Aérea dos Estados Unidos quer melhorar ou reparar a ionosfera mas de forma eficiente. Estes estarão a projectar usar pequenas CubeSats, por exemplo, no transporte de grandes volumes de gás ionizado e depositado diretamente na ionosfera.

Além de aumentar a gama de sinais de rádio, a Força Aérea refere que quer suavizar os efeitos dos ventos solares, radiação que pode desligar todo o sistema GPS. Claro que está também incluída na investigação a possibilidade de bloquear a comunicação de satélites inimigos.



A parte técnica mais desafiadora passa por conseguir fabricar um gerador de plasma ionosférico tão pequeno que possa ser introduzido num CubeSat – que tem cerca de 10 centímetros cúbicos. Depois, há o problema de controlar exactamente como o plasma vai ser disperso após ter sido lançado na atmosfera.

Para este projecto a USAF concedeu já contratos a três equipas para esboçar formas de combater a abordagem. A melhor proposta será seleccionada para uma segunda fase em que os geradores de plasma serão testados em câmaras de vácuo e voos espaciais exploratórios.

 
Metal vaporizado

Um grupo de cientistas num laboratório de Souderton, Pensilvânia, está a trabalhar juntamente com investigadores da Universidade de Drexel, na Filadélfia, num método que envolve o uso de uma reação química para aquecer um pedaço de metal para lá do seu ponto de ebulição. O metal vaporizado irá reagir com o oxigénio atmosférico para produzir plasma.

Outra equipa, Enig Associates of Bethesda, no estado de Maryland, juntamente com investigadores da Universidade de Maryland, estão a trabalhar numa solução mais explosiva. A sua ideia é aquecer rapidamente um pedaço de metal ao fazer explodir uma pequena bomba e converter a energia da explosão em energia eléctrica.

 
Mas será que é ético e viável fazer estas acções?

Para já não é claro que todo este investimento caminhará para um solução de sucesso. Modificar a ionosfera ainda é uma universo de muitas questões por responder.

    Estes são realmente os projectos em estágio inicial, que representam os limites da investigação do plasma para a alteração da ionosfera”

Referiu John Kline, que lidera o grupo de Engenharia de Plasma em Instrumentos de Apoio à Pesquisa em Hopewell, New Jersey.

Segundo o mesmo, gerar plasma em satélites tão pequenos poderá ser um desafio insuperável. Este sim será o maior dos maiores obstáculos.



E os ventos solares?

Neste projecto, pese o facto de haver uma “causa ambiental”, que é a neutralização dos ventos solares, há muitos especialistas que têm uma opinião muito céptica. É o caso de David Last, o ex-presidente da Royal Institute of Navigation do Reino Unido.

Ele refere que quando as tempestades solares perturbam os sinais de GPS, incidem sobretudo no lado da Terra que está virada para o Sol o que exigiria uma acção interventiva extremamente grande e rápida, parecendo-lhe à partida uma batalha perdida.

Parece, contudo, haver de facto uma acção mais militar que propriamente outra do foro “ambiental” ou de melhoramento das comunicações para fins civis.

Fonte: https://pplware.sapo.pt/gadgets/high-tech/estados-unidos-querem-bombas-plasma-controladas-por-satelites/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 10923
  • Recebeu: 369 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +61/-45
Re: Armas do Futuro
« Responder #100 em: Agosto 30, 2016, 04:24:55 pm »
US Marines Test "BigDog" LS3 Robots - Legged Squad Support Systems


 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8449
  • Recebeu: 744 vez(es)
  • Enviou: 1211 vez(es)
  • +61/-32
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Armas do Futuro
« Responder #101 em: Outubro 24, 2016, 08:52:00 pm »
O Walk-Man

Agora é só colocar umas armas em cada braço e....
Síria com ele!
 :N-icon-Gun:
« Última modificação: Outubro 25, 2016, 01:06:22 am por HSMW »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 10923
  • Recebeu: 369 vez(es)
  • Enviou: 227 vez(es)
  • +61/-45
Re: Armas do Futuro
« Responder #102 em: Novembro 08, 2016, 11:54:00 am »
 

*

HSMW

  • Moderador Global
  • *****
  • 8449
  • Recebeu: 744 vez(es)
  • Enviou: 1211 vez(es)
  • +61/-32
    • http://youtube.com/HSMW
Re: Armas do Futuro
« Responder #103 em: Janeiro 16, 2017, 12:12:25 am »
http://www.youtube.com/profile_videos?user=HSMW

"Tudo pela Nação, nada contra a Nação."
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14815
  • Recebeu: 918 vez(es)
  • Enviou: 895 vez(es)
  • +121/-130
Re: Armas do Futuro
« Responder #104 em: Fevereiro 03, 2017, 03:46:17 pm »
Here's all the coolest military tech we saw at the Marine Corps' big West Coast trade show

CAMP PENDLETON, Calif. — The Marine Corps' big West Coast trade show kicked off on Thursday, and it featured more than 60 defense contractors showing off everything from drones that can fit in the palm of your hand to machine-guns that can blast a target with 200 rounds of 30mm ammo in under a minute.

Sponsored by the Marine Corps League, the 2017 Marine West show held at Camp Pendleton's 22 Area parade field gives a chance for Marines to check out the latest and greatest in military technology, and perhaps later, ask their bosses to buy it for them to use downrange.

"This event is really for the [non-commissioned officers] to see equipment they like," said Maj. Gen. Mike Regner (Ret.) of the Marine Corps League. "And then tell the general what they need in the field."

Business Insider took a look around the show and spoke with a number of vendors to see what Marines might be adding to their kit soon.

Here's what we saw.



http://www.businessinsider.com/marine-west-trade-show-camp-pendleton-2017-2/#marine-west-2017-was-held-at-the-22-area-parade-deck-on-camp-pendleton-right-across-from-the-base-air-station-1
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

 

Telemóveis podem ser armas para evitar ataque nuclear

Iniciado por André

Respostas: 0
Visualizações: 3836
Última mensagem Janeiro 27, 2008, 05:55:03 pm
por André
Muito importante novas armas de defesa (inovadoras )

Iniciado por tiago sucia

Respostas: 0
Visualizações: 2096
Última mensagem Junho 23, 2006, 04:31:23 pm
por tiago sucia
Armas russas

Iniciado por JLRC

Respostas: 3
Visualizações: 3604
Última mensagem Agosto 24, 2004, 10:01:23 pm
por Spectral
Futuro uniforme do US Army

Iniciado por JLRC

Respostas: 0
Visualizações: 1683
Última mensagem Dezembro 21, 2004, 01:00:53 am
por JLRC
Soldado do Futuro

Iniciado por Mazagão

Respostas: 141
Visualizações: 60974
Última mensagem Maio 14, 2019, 11:57:27 pm
por Lusitano89