Economia brasileira cresce 6,8% no acumulado do ano

  • 10 Respostas
  • 3135 Visualizações
*

fredom

  • 30
  • +0/-0
Economia brasileira cresce 6,8% no acumulado do ano
« em: Julho 09, 2004, 11:19:31 pm »
A economia cresceu 6,8 no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, e 7,8% em maio (em relação a maio de 2003). será que dessa vez conseguiremos manter um crescimento maior que 4%  de forma sustentada??? da ultima vez que crescemos tanto, tivemos problemas com o abastecimento de energia, será que isso vai acontecer de novo???
"A selva nos une a Amazonia nos pertece, SELVA"
 

*

dremanu

  • Investigador
  • *****
  • 1261
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +3/-10
Re: Economia brasileira cresce 6,8% no acumulado do ano
« Responder #1 em: Julho 10, 2004, 12:44:06 am »
Citação de: "fredom"
A economia cresceu 6,8 no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, e 7,8% em maio (em relação a maio de 2003). será que dessa vez conseguiremos manter um crescimento maior que 4%  de forma sustentada??? da ultima vez que crescemos tanto, tivemos problemas com o abastecimento de energia, será que isso vai acontecer de novo???


NOSSA!!!!! :D

Vc está seguro que esse crescimento foi assim tão robusto? E onde é que se deu esse crescimento? E não é o Brasil auto-suficiente em questões de abastecimento energético?
"Esta é a ditosa pátria minha amada."
 

*

FinkenHeinle

  • Membro
  • *
  • 188
  • +0/-0
Re: Economia brasileira cresce 6,8% no acumulado do ano
« Responder #2 em: Julho 11, 2004, 03:34:53 am »
Citação de: "dremanu"
Citação de: "fredom"
A economia cresceu 6,8 no acumulado dos cinco primeiros meses do ano, e 7,8% em maio (em relação a maio de 2003). será que dessa vez conseguiremos manter um crescimento maior que 4%  de forma sustentada??? da ultima vez que crescemos tanto, tivemos problemas com o abastecimento de energia, será que isso vai acontecer de novo???

NOSSA!!!!! :D

Vc está seguro que esse crescimento foi assim tão robusto? E onde é que se deu esse crescimento? E não é o Brasil auto-suficiente em questões de abastecimento energético?


Não, o Brasil parou há muito tempo os investimentos na matriz energética. Está, à passos lentos retomando-a.

Mas, respondendo ao Fredom, sim, teremos problemas de abastecimento energético, mas não li nada sobre sobre um crescimento tão grande!!!

Espero que dessa vez o troço embale!!!
Um Forte Abraço.
André Finken Heinle
_________________
"Em condições normais, corro para vencer e venço. Em situações adversas, também posso vencer. E, mesmo em condições muito desfavoráveis, ainda sou páreo." (AYRTON SENNA)
 

*

Dinivan

  • Membro
  • *
  • 198
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #3 em: Julho 11, 2004, 08:24:34 am »
¿De dónde ha sacado los datos? (solo por curiosidad, alomejor el sitio tiene más información sobre otros países que sería interesante ver).
El Fondo Monetario Internacional tiene estos datos sobre Brasil:
         
1996(2.7%)  1997(3.3%) 1998(0.1%) 1999(0.8%) 2000(4.4%) 2001(1.3%) 2002(1.9%) 2003(-0.2%) || 2004(3.5%) 2005(3.5%)


http://www.imf.org/external/pubs/ft/weo ... pendix.pdf
 

*

Dinivan

  • Membro
  • *
  • 198
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #4 em: Julho 11, 2004, 09:57:43 am »
Citar
ANA PAULA GRABOIS
da Folha Online, no Rio

O PIB (Produto Interno Bruto) do segundo trimestre deste ano terá crescimento semelhante ao registrado nos primeiros três meses de 2004, segundo avaliação do ministro do Planejamento, Guido Mantega.

"Crescemos no primeiro trimestre 6,8% [taxa anualizada]. Essa taxa de crescimento está se verificando também no segundo trimestre. Não temos os dados, mas todos os indicadores mostram que esse crescimento continua. Portanto, teremos quatro trimestres de expansão", afirmou.

Para o ministro, o crescimento da economia brasileira é sólido porque se dá em todos os setores. "É um crescimento difuso", afirmou.

De acordo com dados do IBGE, o PIB do primeiro trimestre cresceu 2,7% em relação a igual período de 2003 e 1,6% na comparação com o último trimestre do ano passado.

O ministro participou hoje do 2º Seminário Internacional de Fundos de Pensão, no Rio de Janeiro.


Bueno, encontré este artículo en la Folha Online, que supongo que es el que utilizó para recopilar esos datos.
Lo que no entiendo es lo de "taxa anualizada" ya que las tasas anualizadas tratan de elevar a una magnitud de carácter anual el ritmo de evolución en un período más corto. Indica qué crecimiento de la magnitud cabe esperar transcurridos 12 meses, si continuara el ritmo mensual o trimestral de crecimiento actual. Por lo que no sé que valor tiene el decir que se ha crecido este trimestre un 6.8%  según la tasa anualizada, en todo caso se debería decir que el país según la tasa anualizada va a crecer este año un 6.8% cojiendo los datos de crecimiento del trimestre anterior. Pero un crecimiento de casi un 7% me parece demasiado alto considerando que el año pasado estuvieron en recesión.
¿Sería tan amable de aclararme la duda?


En cualquier caso son muy buenas notícias que Brasil crezca tanto :)
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #5 em: Julho 11, 2004, 01:26:54 pm »
Uma achega àquelas personalidades que aos problemas do Brasil atribuíam como sendo culpa de serem ex-colónia de portugueses e não britânicos franceses ou espanhóis.
"History is always written by who wins the war..."
 

*

FinkenHeinle

  • Membro
  • *
  • 188
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #6 em: Julho 11, 2004, 08:34:22 pm »
Citação de: "komet"
Uma achega àquelas personalidades que aos problemas do Brasil atribuíam como sendo culpa de serem ex-colónia de portugueses e não britânicos franceses ou espanhóis.


Aliás, Komet,


Conhecendo a história, sempre discordei desse argumento simplista que se usa como motivo para nosso subdesenvolvimento!!!
Um Forte Abraço.
André Finken Heinle
_________________
"Em condições normais, corro para vencer e venço. Em situações adversas, também posso vencer. E, mesmo em condições muito desfavoráveis, ainda sou páreo." (AYRTON SENNA)
 

*

fredom

  • 30
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #7 em: Julho 13, 2004, 02:13:15 am »
fala pessoal, tudo bom, desculpa nao ter respondido mais rapidamente, mas sobre os dados do crescimento eu consegui eles no site do istituto brasileiro de pesquisa geograficas e estatisticas ibge http://www.ibge.gov.br

bom nao entendo muito de economia mas esses dados sao verdadeiros, mas eu acho mais coerente pegar os dados do crescimento do primeiro trimestre que foi (se nao me engano de 1,2%) como o segundo trimestre (esse em que estamos agora) esta registrando crescimento e exportacoes recordes creio que deva crescer mais de 1,6% - 1,8% e se mantida esse crescimento seria so somar 1,2 + 1,6 + 1,6 + 1,6 = um crescimento de 6% por isso os dados da pesquisa mostrada pelo ibge fazem sentido, eu realmete estou preocupado sobre dois itens muito importantes.


1- energia - como disse nos vivemos uma crise de energia em 2001 e desde daquela epoca o governo retomou investimentos na area energita, principalmente nas termoeletricas e criou uma taxa tambem pra bancar os investimentos, mas sera que eles foram suficientes?

2- a questao da Argentina que agora ficou inventando moda pra atrapalhar o Brasil, restringiu as importacoes e agora nao quer deixar nem mesmo os caminhoneiros brasileiros passarem pelo pais pra levarem mercadorias ao chile.


obs. sobre a questao da colonia portuguesa, creio que o Brasil nao e' um pais melhor por incopetencia (nos primordios) da familia real brasileira e nao por ter sido colonia portuguesa, vide que as primeiras industrias que o pais teve foram construidas pelo barao de Maua que pouco teve o apoio da familia real.
"A selva nos une a Amazonia nos pertece, SELVA"
 

*

fredom

  • 30
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #8 em: Julho 13, 2004, 04:35:36 am »
Citar
Não, o Brasil parou há muito tempo os investimentos na matriz energética. Está, à passos lentos retomando-a.

Mas, respondendo ao Fredom, sim, teremos problemas de abastecimento energético, mas não li nada sobre sobre um crescimento tão grande!!!

Espero que dessa vez o troço embale!!!


acho que ta errado, o Brasil e' auto suficiente sim, mas esta operando (ao que parece) quase no limite, pois tinha visto (no inicio do ano) uma reportagem que dizia que se o pais nao investisse mais na  questao energetica em dois ou tres anos de crescimento iria nescessitar passar por um novo racionamento por nao suportar a demanda que seria criada.

um exemplo de que o pais e auto-suficiente (por enquanto) foi o fato de termos exportado energia para a argentina por um periode de crise que o pais vizinho passou neste ano.
"A selva nos une a Amazonia nos pertece, SELVA"
 

*

FinkenHeinle

  • Membro
  • *
  • 188
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #9 em: Julho 14, 2004, 02:00:18 am »
Citação de: "fredom"
Citar
Não, o Brasil parou há muito tempo os investimentos na matriz energética. Está, à passos lentos retomando-a.

Mas, respondendo ao Fredom, sim, teremos problemas de abastecimento energético, mas não li nada sobre sobre um crescimento tão grande!!!

Espero que dessa vez o troço embale!!!

acho que ta errado, o Brasil e' auto suficiente sim, mas esta operando (ao que parece) quase no limite, pois tinha visto (no inicio do ano) uma reportagem que dizia que se o pais nao investisse mais na  questao energetica em dois ou tres anos de crescimento iria nescessitar passar por um novo racionamento por nao suportar a demanda que seria criada.

um exemplo de que o pais e auto-suficiente (por enquanto) foi o fato de termos exportado energia para a argentina por um periode de crise que o pais vizinho passou neste ano.


Sim, o país é autosuficiente porque está em recessão. Na medida em que crescer, terá de investir o triplo ou mais do que hoje.

O planejamento nesse país é ridículo!!! Enquanto asseguramos 4,5% de Superávit Primário para o FMI, a infra-estrutura do Brasil está às traças!!! :evil:
Um Forte Abraço.
André Finken Heinle
_________________
"Em condições normais, corro para vencer e venço. Em situações adversas, também posso vencer. E, mesmo em condições muito desfavoráveis, ainda sou páreo." (AYRTON SENNA)
 

*

fredom

  • 30
  • +0/-0
PIP cresce 4,7 no segundo trimestre
« Responder #10 em: Agosto 12, 2004, 11:17:13 pm »
PIB cresce 4,7%

O crescimento Produto Interno Bruto no segundo trimestre de 2004 foi de 4,7%. Esse dado, mantido sob sigilo pelo Ministério da Fazenda, supera as previsões mais otimistas dos analistas econômicos e torna conservadora a expectativa de crescimento da economia em 2004 de apenas 4%.
No ano passado, a economia sofreu uma retração de 0,2%.
enviada por Ricardo Noblat

fonte: www.ig.com.br acessado em 12/08 - 19:15
"A selva nos une a Amazonia nos pertece, SELVA"
 

 

Agricultura brasileira pode alimentar o mundo, afirma 'FT'

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 1
Visualizações: 1505
Última mensagem Junho 27, 2005, 05:36:00 pm
por fgomes
PT disponível para aquisição amigável da brasileira Telemar

Iniciado por comanche

Respostas: 1
Visualizações: 3901
Última mensagem Setembro 06, 2010, 01:10:09 pm
por |FIT|_Benny
Economia de Timor-Leste

Iniciado por Luso-Efe

Respostas: 22
Visualizações: 4751
Última mensagem Janeiro 28, 2019, 10:35:14 pm
por Lusitaniae
Economia de São Tomé e Principe

Iniciado por Luso-Efe

Respostas: 8
Visualizações: 3247
Última mensagem Novembro 29, 2015, 09:21:24 am
por Alvalade
Economia de Angola

Iniciado por Luso-Efe

Respostas: 98
Visualizações: 19201
Última mensagem Abril 19, 2019, 06:24:47 pm
por perdadetempo