Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa

  • 4565 Respostas
  • 823188 Visualizações
*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6742
  • Recebeu: 294 vez(es)
  • Enviou: 200 vez(es)
  • +159/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4425 em: Março 10, 2019, 02:33:25 pm »

Vá lá à constituição, veja as leis eleitorais e verifique quanto é necessário em termos de percentagem para validar uma votação.  ;)


Agora fiquei com curiosidade em saber onde é que aparece isso e qual é a percentagem...

http://www.cne.pt/sites/default/files/dl/legis_lear_anotada_2015.pdf
Não percebeu a ironia do "piscar o olho". Este artigo do Joaquim Aguiar dá uma luz sobre o "assunto"...

https://www.jornaldenegocios.pt/opiniao/colunistas/mao-visivel/joaquim-aguiar/detalhe/voto_e_abstencao

Cumprimentos

Exacto... Estava a dar uma "chazada" ao outro e agora é apenas ironia... OK   ::)
« Última modificação: Março 10, 2019, 02:33:52 pm por PereiraMarques »
 

*

Lusitaniae

  • Membro
  • *
  • 173
  • Recebeu: 36 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +14/-154
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4426 em: Março 10, 2019, 03:13:42 pm »
Continuo a pensar que estes NPO bem guarnecidos, chegariam para as nossas águas territoriais  e com 2 fragatas novas a nossa Marinha ficava bem em tempos de vacas magras.
Era despachar as Vdg e as BD e com esses recursos pensarem em 2 fragatas novas.

Vade retro...

Eu falei em Vacas Magras, aliás magerrímas, pois este país á beira mar plantado viu se esfumar em pouco mais ou menos 10 anos o valor que daria para Portugal ter uma frota de F35 de fazer inveja a muitos e ainda sobrava para 5 Fragatas novas e mais uns submarinos, portanto foi mesmo muito dinheiro. O FMI e muitos ocultos interesses lá vieram buscar uns juros aqui ao burgo e assim se vai andando na terra do Henriques, o Afonso....
Agora temos que ter o que se pode ter e como os NPO são feitos em Portugal, sempre fica no burgo algo mais do que se fossem feitos lá fora, então os 10 que iremos ter, deveriam ser bem guarnecidos e tentar algum comprador para as fragatas que temos para se ir buscar outras 2 ou 3 se desse novas.
Quando e se houver capacidade financeira para mais, então se poderia pensar em mais fragatas.
« Última modificação: Março 10, 2019, 06:34:36 pm por Lusitaniae »
Abbati, medico, potronoque intima pande
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3692
  • Recebeu: 1664 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +426/-68
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4427 em: Março 11, 2019, 10:56:08 am »
Portuguese Navy’s fourth OPV arrives home for first time


photo: Portuguese Navy

NRP Setúbal, the Portuguese Navy’s fourth Viana do Castelo-class offshore patrol vessel, arrived at its homeport at Lisboa Naval Base on March 9.

The ship arrived at the homeport after entering service in a ceremony at the West Seas shipyards in Viana do Castelo early February.

The ship and crew are now scheduled to start preparations for operational training.

NRP Setúbal is the fourth ship built under a contract signed in 2015 between the Portuguese government and the West Sea Shipyards.
It joins NRP Viana do Castelo, NRP Figueira da Foz and NRP Sines that are already in active Portuguese Navy service.

The armament of the new OPVs consists of a 30mm Oto Melara Marlin gun, two 7.62 mm lmg gun mounts as well as two launching systems for MK55 Mod 2 mines.

These vessels are designed to operate unmanned systems and are equipped with a single Sagem SA Vigy 10 MKIII naval surveillance and observation platform, three water cannons, and two rigid inflatable boats. They have been replacing the two older classes of corvettes which have over 40 years of active duty.

The Setúbal NRP is commanded by captain-lieutenant Rui Zambujo Madeira and has a crew of 44.

https://navaltoday.com/2019/03/11/portuguese-navys-fourth-opv-arrives-home-for-first-time/

Abraços
 

*

LM

  • Analista
  • ***
  • 722
  • Recebeu: 106 vez(es)
  • Enviou: 666 vez(es)
  • +91/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4428 em: Março 11, 2019, 11:13:39 am »
(Quando instalarem os equipamentos em falta) nos 2 últimos a entrar ao serviço ainda é o  Sagem SA Vigy 10 MKIII a ser instalado? nestes não era o MEDUSA MK4/B (ou este é os 2 equipamentos e o Medusa apenas para o Marlin WS?)...?

Nem falam no radar (militar de vigilância, visto ser um navio militar de patrulha  :bang: )...
« Última modificação: Março 11, 2019, 11:17:20 am por LM »
Quidquid latine dictum sit, altum videtur
 

*

Lusitaniae

  • Membro
  • *
  • 173
  • Recebeu: 36 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +14/-154
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4429 em: Março 11, 2019, 11:49:57 am »
« Última modificação: Março 11, 2019, 11:50:45 am por Lusitaniae »
Abbati, medico, potronoque intima pande
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2332
  • Recebeu: 1127 vez(es)
  • Enviou: 633 vez(es)
  • +595/-172


*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3692
  • Recebeu: 1664 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +426/-68
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4432 em: Março 11, 2019, 12:37:58 pm »
Os responsáveis civis e militares, pela nossa Marinha deviam ter mais cuidado com as suas afirmações quando, vem a terreiro defender a aquisição de mais meios, os seis NPO, o NPL, O AOR, etc, quando discutem as possibilidades de upgrades das fragatas, ou a aquisição de unidades novas, pois se parassem para pensar não diriam as barbaridades ridículas que pronunciam e veriam que a realidade dos meios da nossa MdG é tão negra quão difícil ora vejamos :

A aquisição de dois sistemas 30mm Marlin, que data de SET17 e ronda somente os €06 milhões, ainda não se concretizou andam a navegar dois NPO's que mais parecem Navios de Cruzeiro Inter ilhas;

Os trabalhos de modernização de quatro/cinco patrulhas classe Tejo, adquiridos em 2015 á Dinamarca, tornaram-se tão morosos, quanto dispendiosos, mesmo com apenas um investimento de €28 milhões, para os quatro/cinco navios vemos que apenas três estão ao serviço;

A modernização, ou a pseudo modernização do NRP Bartolomeu Dias, uma Fragata com 24/25 anos continua em bom ritmo esperando-se que esteja pronta em 2019, para um investimento só em sensores de €50 milhões, ou seja quase metade do que o Navio nos custou, espera-se que o futuro patrulha oceânico Musculado, terá ainda uma vida útil de no máximo quinze anos  ;

A decisão de modernizar ou não as Fragatas VdG, navios agora com 28 anos, ainda aguarda o desenlace de novos episódios para se conseguir saber o que se vai na realidade fazer se se avança para as ditas modernizações ou não. Caso se avance os Navios quando estiverem prontos terão as bonitas idades de 35 a 37 anos coisa pouca para os nossos parâmetros de longevidade dos nossos Navios de combate;

Os trabalhos de MNT previstos para o NRP Arpão estão suspensos devido a mais uma cativação do Sr Centeno e CIA, a verba depois de descativada ainda aguardará a decisão do TC.

Mais palavras para quê são artistas Portugueses !!!

Que venham mas é mais navios de cruzeiro para a Guarda Costeira Portuguesa, que fazem muita falta !

Abraços
« Última modificação: Março 11, 2019, 12:46:30 pm por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, P44, NVF, Cláudio C., oi661114, Srgdoido

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3692
  • Recebeu: 1664 vez(es)
  • Enviou: 645 vez(es)
  • +426/-68

*

ICE 1A+

  • Analista
  • ***
  • 669
  • Recebeu: 466 vez(es)
  • Enviou: 37 vez(es)
  • +101/-8
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4434 em: Março 11, 2019, 04:06:01 pm »
A westSea vai ter que provavelmente tentar alugar outro Estaleiro, talvez a Mitrena em Setúbal para continuar a poder receber mais encomendas.
Pois já estão bem ocupados nos próximos 4 anos com os navios do Mário Ferreira e me parece que para além dos 2 novos cruzeiros em breve novas noticias  virão em encomendas.
Se ganharem o concurso dos ferries da  transtejo terão  mesmo que alugar espaço noutro lado, só  espero se isso acontecer que não seja na Galiza.

Os Estaleiros de Viana do Castelo trabalham em parceria com os Galegos, sempre  foi assim e a Martifer renovou essa parceria, mas eles neste momento também estão repletos de encomendas.
O maior estaleiro privado Galego  Hijos Barreras também desespera por  encontrar um estaleiro para construir um casco de um ferry de 200 metros, para o Armas.
Já levou um não da Navantia.

Os próprios West Sea encomendaram alguns blocos do Word Explorer   a um estaleiro Galego.
A Navalria também tem colaborado.

Neste momento a industria naval está em alta por esses lados.
A rebentar pelas costuras.  Venha depressa a nova doca seca e o aprofundamento do canal de navegação.
Os Estaleiros Galegos já se congratularam pela construção da nova doca seca,  uma vez que são clientes habituais das docas de Viana e havendo uma doca maior também eles poderão contratar navios maiores.

PS: Os NPO’s não devem representar muita carga, são navios que gastam um mês e meio de doca seca para serem montados, depois  dos blocos terem  sido pré-fabricados, sim desde o assentamento da quilha até à  flotuação um NPO é montado em 45 dias. A partir daí só precisa de um cais para encostar e continuar o aprestamento.
Estes dois últimos NPO’s foram construídos ao mesmo tempo que quatro navios hotel para o Douro,  o Navio de espedição e uma draga.
Falando em NPL ou reabastecedor isso já são outras contas.

« Última modificação: Março 11, 2019, 04:34:38 pm por ICE 1A+ »
 

*

Viajante

  • Investigador
  • *****
  • 1322
  • Recebeu: 373 vez(es)
  • Enviou: 186 vez(es)
  • +121/-13
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4435 em: Março 12, 2019, 03:15:43 pm »
Vá lá à constituição, veja as leis eleitorais e verifique quanto é necessário em termos de percentagem para validar uma votação.  ;)
Aí está uma confusão sua! Independentemente da percentagem de nulos, brancos e até da abstenção, vai ver que em Outubro, faça chuva ou faça sol, vão ser eleitos 230 deputados! Quando muito, a abstenção e só esta, pode interferir com a distribuição de deputados, mas mesmo aí, a distribuição de Hondt favorece sempre os maiores partidos, mas no fim são eleitos sempre 230 deputados, seja a abstenção de 10 ou 90%! O que está a fazer ao abster-se é dar mais poder aos boys para elegerem os padrinhos (por alto se cada um dos 308 concelhos tiver “só” 1.000 boys, já são 308.000 votos, e eu tenho a certeza que são bem mais)! A única forma de parar as eleições é as mesas de voto não abrirem..... todas!!!!!!

Citação de: Viajante
Agora a economia, parece-me que o caro Mafets ainda não percebeu a onde de desindustrialização que o mundo ocidental voluntariamente auto infringiu-se. É muito bonito dizer-se que a deslocalização das fábricas poluentes para a Ásia (especialmente a China), tornou-nos amigos do ambiente…. E mais pobres! E parece que quase ninguém ainda percebeu que ao mesmo tempo que o ocidente empobrece, a China enriquece e vai tornar-se na maior potência mundial (económica, tecnológica e militarmente), querem os restantes países queiram quer não. Quem não achar que um país só pode enriquecer (PIB) graças ao poder das suas empresas (emprego especializado, exportações, inovação….), como acha que pode um estado sobreviver sem os impostos que alguém tem de pagar?
Citação de: mafets
Das duas uma, ou os profs do Mestrado de Ciências do Trabalho via Iscte andam todos enganados ou v.exma anda em termos Brasileiros " babando na maionese". Qual desindustrialização? A maior parte dos países industrializados evoluiu para uma tecnologia de ponta e nações como a China passam a fazer a "bonecagem do Mc Donalds mais barata" que qualquer nação ocidental. A China enriquece? Veja lá a desaceleração da economia chinesa e o problema que por exemplo têm na área da defesa: O Su27 é uma cópia (com motores piores e que envelhecem mais depressa) assim como toda ala aérea do Liaoning, ou assim como o próprio porta-aviões, pelo que acha que a China é o que andam por aí a apregoar? Deixe um dia passarem a uma sociedade ligeiramente mais aberta, a verse não temos uma nova "praça da paz celestial". Mais, o problema cá é uma cambada de ladrões e desgovernados que não sabem usar o dinheiro dos impostos e que aprovam leis que protege não quem trabalha mas quem gravita à volta do sistema-politico económico. Mas quantos Condes de Ericeira acha que Portugal já teve para o "Rei" lixar tudo a seguir? Já agora, quem vota? O padre das Alcáçovas?   ::)
Bom, na questão económica, como estou na minha área, nem sei por onde começar. Vou contar-lhe uma história. Recordo-me de estar numa aula de Doutoramento em Gestão da UTAD em Dezembro de 2010 (nas antigas instalações do Exército que estavam emprestadas à UTAD no centro de Vila Real) e confrontei o professor de Economia (Associado com agregação, que é 1 nível a baixo de Catedrático), porque discordava da opinião dele e já nessa altura eu achava que Portugal ía ser resgatado e perguntei o que ele achava…. Respondeu-me que não, não via Portugal a necessitar de ajuda externa! Sabe o que aconteceu 6 meses depois, não sabe? Portanto não pense que um doutorado não erra e nunca se engana, isso não é verdade, a realidade é sempre inconveniente para com as previsões dos economistas! Incluindo o Cavaco!
O caro Mafets já viu o crescimento da China? Acha que crescer mais de 6% é pouco? Realmente para um país que crescia a 2 dígitos, passar para 1 só dígito é pior, mas mesmo assim só há 1 país no mundo que cresce ligeiramente mais que os chineses (a Índia).
<iframe src="https://data.worldbank.org/share/widget?indicators=NY.GDP.MKTP.CD&locations=CN" width='450' height='300' frameBorder='0' scrolling="no" ></iframe>
https://tradingeconomics.com/china/gdp-growth-annual
Deixo-lhe uma pergunta para os professores do ISCTE: Se não houve uma desindustrialização do ocidente para a Ásia e em particular para a China, quem investiu nessas fábricas? Foi o governo comunista chinês que transformou uma sociedade do 3º mundo no maior pais industrial!?
https://atlas.media.mit.edu/en/profile/country/chn/
Já referi por diversas vezes que sou um mero aprendiz em assuntos militares, mas se em termos militares a China é assim tão irrelevante, não percebo então a preocupação americana!
https://nationalinterest.org/blog/buzz/us-pacific-command-boss-chinese-military-principal-threat-44497

Citação de: Viajante
Mas também esqueceu um pormenor, nunca a sociedade portuguesa foi tão instruída como esta, e é esta juventude muito mais apetrechada do que nós que estão a dar cartas lá fora. Ninguém tem lá fora dúvidas da formação dos nossos engenheiros, médicos, enfermeiros…. Qualquer quadro superior formado cá. Agora e digo-lhe infelizmente, exportamos mão-de-obra qualificada.
Citação de: mafets
Bem formada talvez, pois considero muita teoria e pouca prática.  A juventude é mais apetrechada? Digo-lhe que a maior parte domina o youtube, as redes sociais e não sabe usar um motor de busca para fazer uma pesquisa. Sim, exportamos porque cá temos muita coisa mal a começar pelo facto de formarmos muita gente para o desemprego. Já agora, lá fora damos cartas, mas com que leis e gestores? AS nossas e os nossos não são de certeza.  :-P
Ai sim? Quem é o CEO da PSA? E do Lloyds Bank? Quem é que dirige o Brain and Creative Institute dos EUA? Quem foi o CEO do HSBC? Quem é que lidera o Departamento de Oncologia da Universidade de Cambridge? Quem é que dirige e coordena centros do departamento de matemática da Universidade Carnegie Mellon? Já para não falar em quase todas as grandes multinacionais presentes em Portugal que têem gestores portugueses à frente!
Secalhar a sua nova confusão, vem da mistura entre gestor português que tem no seu currículo anos e anos a colar cartazes e os verdadeiros gestores que andaram vários anos numa Universidade a estudarem e sem equivalências!

Citação de: Viajante
Por fim e resumindo o meu ponto de vista, se acha que um país pode (e sem dúvida deve ter mais meios de defesa), ignorando quem pode criar riqueza (as empresas), então força e boa sorte a convencer os tugas cépticos de investimentos militares (no qual não me incluo, muito pelo contrário).
Citação de: mafets
Mas convencer do que? Se os tugas não querem investir em defesa façam uma guarda costeira, um corpo aéreo e uma GNR mais musculada. Agora, se existe na constituição que Portugal deve ter umas F.A., ainda temos de convencer a tugolândia por algo que está escrito preto no branco? Lá vamos nós a uma serie de gente que quer é votos e carreira em vez de cumprir a constituição. :-P
Se calhar o problema está na pouca comunicação ao público do que faz e bem os 3 ramos das Forças Armadas. Também ajudava que nos discursos fossem referidas todas as falhas em termos de equipamentos e infraestruturas. Também ajudava que os sindicatos que referiu, em vez de só olharem para melhores salários e progressões na carreira, também reivindicassem mais e melhores equipamentos, caso contrário ainda tenho de ajudar a criar o Sindicato dos Equipamentos e Infraestruturas do Estado!!!!!

Citação de: mafets
Viajante, nós estamos num forum de defesa e não de economia. Aliás, a maior parte das questões sobre defesa que lhe coloco v.exma nem tão pouco responde e esquece aqui a simples questão dos NPO: Navios bem construídos, baratos de operar, com investimento baixo e sem qualquer possibilidade de ser exportado porque não se investiu um cêntimo na sua promoção. Além disso tem uma tonelagem que permitia sensores e armamento melhores, mas os últimos nem a peça principal está montada pois ainda não chegou. Isto é o retrato do pais, e não tem a ver com o PIB e com a competitividade das empresas, impostos e etc.  ;)

É um Fórum de defesa, obviamente, mas que também tratas de assuntos de economia e finanças, se assim não fosse como é que justifica a ausência de investimentos de vulto na defesa, se até está no poder o partido “amigo” das FA e até já acabou a crise e a austeridade?
Secalhar não há assim tanto dinheiro e é necessário fazerem escolhas muito criteriosas, não será? Já agora, quem escolhe onde se investir e onde se desinvestir?

Citação de: mafets
Mas se ainda tiver dúvidas dou-lhe o exemplo dos Tejo. Adquiridos por 4 milhões, existiam mais 26 milhões para equipar os 4 a 5 navios. Veja lá como estão e diga-me onde estão os 5 a 6 milhões por unidade (só o Alfeite em docagem e "outros" cobrou à Marinha 1 milhão e 700 000 euros.  :bang:
Cumprimentos
Ora mais um motivo que vem dar-me razão, de que se calhar é mais fácil os investimentos nas FA a passarem pela economia nacional (como no caso da West Sea), até porque sei que além do investimento público directo, é possível juntar investimentos/subsídios da UE (até 60% do investimento), como foi feito nas ex-OGMA!
« Última modificação: Março 12, 2019, 03:41:39 pm por Viajante »
 

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2332
  • Recebeu: 1127 vez(es)
  • Enviou: 633 vez(es)
  • +595/-172
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4436 em: Março 12, 2019, 04:21:51 pm »
Vá lá à constituição, veja as leis eleitorais e verifique quanto é necessário em termos de percentagem para validar uma votação.  ;)
Aí está uma confusão sua! Independentemente da percentagem de nulos, brancos e até da abstenção, vai ver que em Outubro, faça chuva ou faça sol, vão ser eleitos 230 deputados! Quando muito, a abstenção e só esta, pode interferir com a distribuição de deputados, mas mesmo aí, a distribuição de Hondt favorece sempre os maiores partidos, mas no fim são eleitos sempre 230 deputados, seja a abstenção de 10 ou 90%! O que está a fazer ao abster-se é dar mais poder aos boys para elegerem os padrinhos (por alto se cada um dos 308 concelhos tiver “só” 1.000 boys, já são 308.000 votos, e eu tenho a certeza que são bem mais)! A única forma de parar as eleições é as mesas de voto não abrirem..... todas!!!!!!

Citação de: Viajante
Agora a economia, parece-me que o caro Mafets ainda não percebeu a onde de desindustrialização que o mundo ocidental voluntariamente auto infringiu-se. É muito bonito dizer-se que a deslocalização das fábricas poluentes para a Ásia (especialmente a China), tornou-nos amigos do ambiente…. E mais pobres! E parece que quase ninguém ainda percebeu que ao mesmo tempo que o ocidente empobrece, a China enriquece e vai tornar-se na maior potência mundial (económica, tecnológica e militarmente), querem os restantes países queiram quer não. Quem não achar que um país só pode enriquecer (PIB) graças ao poder das suas empresas (emprego especializado, exportações, inovação….), como acha que pode um estado sobreviver sem os impostos que alguém tem de pagar?
Citação de: mafets
Das duas uma, ou os profs do Mestrado de Ciências do Trabalho via Iscte andam todos enganados ou v.exma anda em termos Brasileiros " babando na maionese". Qual desindustrialização? A maior parte dos países industrializados evoluiu para uma tecnologia de ponta e nações como a China passam a fazer a "bonecagem do Mc Donalds mais barata" que qualquer nação ocidental. A China enriquece? Veja lá a desaceleração da economia chinesa e o problema que por exemplo têm na área da defesa: O Su27 é uma cópia (com motores piores e que envelhecem mais depressa) assim como toda ala aérea do Liaoning, ou assim como o próprio porta-aviões, pelo que acha que a China é o que andam por aí a apregoar? Deixe um dia passarem a uma sociedade ligeiramente mais aberta, a verse não temos uma nova "praça da paz celestial". Mais, o problema cá é uma cambada de ladrões e desgovernados que não sabem usar o dinheiro dos impostos e que aprovam leis que protege não quem trabalha mas quem gravita à volta do sistema-politico económico. Mas quantos Condes de Ericeira acha que Portugal já teve para o "Rei" lixar tudo a seguir? Já agora, quem vota? O padre das Alcáçovas?   ::)
Bom, na questão económica, como estou na minha área, nem sei por onde começar. Vou contar-lhe uma história. Recordo-me de estar numa aula de Doutoramento em Gestão da UTAD em Dezembro de 2010 (nas antigas instalações do Exército que estavam emprestadas à UTAD no centro de Vila Real) e confrontei o professor de Economia (Associado com agregação, que é 1 nível a baixo de Catedrático), porque discordava da opinião dele e já nessa altura eu achava que Portugal ía ser resgatado e perguntei o que ele achava…. Respondeu-me que não, não via Portugal a necessitar de ajuda externa! Sabe o que aconteceu 6 meses depois, não sabe? Portanto não pense que um doutorado não erra e nunca se engana, isso não é verdade, a realidade é sempre inconveniente para com as previsões dos economistas! Incluindo o Cavaco!
O caro Mafets já viu o crescimento da China? Acha que crescer mais de 6% é pouco? Realmente para um país que crescia a 2 dígitos, passar para 1 só dígito é pior, mas mesmo assim só há 1 país no mundo que cresce ligeiramente mais que os chineses (a Índia).
<iframe src="https://data.worldbank.org/share/widget?indicators=NY.GDP.MKTP.CD&locations=CN" width='450' height='300' frameBorder='0' scrolling="no" ></iframe>
https://tradingeconomics.com/china/gdp-growth-annual
Deixo-lhe uma pergunta para os professores do ISCTE: Se não houve uma desindustrialização do ocidente para a Ásia e em particular para a China, quem investiu nessas fábricas? Foi o governo comunista chinês que transformou uma sociedade do 3º mundo no maior pais industrial!?
https://atlas.media.mit.edu/en/profile/country/chn/
Já referi por diversas vezes que sou um mero aprendiz em assuntos militares, mas se em termos militares a China é assim tão irrelevante, não percebo então a preocupação americana!
https://nationalinterest.org/blog/buzz/us-pacific-command-boss-chinese-military-principal-threat-44497

Citação de: Viajante
Mas também esqueceu um pormenor, nunca a sociedade portuguesa foi tão instruída como esta, e é esta juventude muito mais apetrechada do que nós que estão a dar cartas lá fora. Ninguém tem lá fora dúvidas da formação dos nossos engenheiros, médicos, enfermeiros…. Qualquer quadro superior formado cá. Agora e digo-lhe infelizmente, exportamos mão-de-obra qualificada.
Citação de: mafets
Bem formada talvez, pois considero muita teoria e pouca prática.  A juventude é mais apetrechada? Digo-lhe que a maior parte domina o youtube, as redes sociais e não sabe usar um motor de busca para fazer uma pesquisa. Sim, exportamos porque cá temos muita coisa mal a começar pelo facto de formarmos muita gente para o desemprego. Já agora, lá fora damos cartas, mas com que leis e gestores? AS nossas e os nossos não são de certeza.  :-P
Ai sim? Quem é o CEO da PSA? E do Lloyds Bank? Quem é que dirige o Brain and Creative Institute dos EUA? Quem foi o CEO do HSBC? Quem é que lidera o Departamento de Oncologia da Universidade de Cambridge? Quem é que dirige e coordena centros do departamento de matemática da Universidade Carnegie Mellon? Já para não falar em quase todas as grandes multinacionais presentes em Portugal que têem gestores portugueses à frente!
Secalhar a sua nova confusão, vem da mistura entre gestor português que tem no seu currículo anos e anos a colar cartazes e os verdadeiros gestores que andaram vários anos numa Universidade a estudarem e sem equivalências!

Citação de: Viajante
Por fim e resumindo o meu ponto de vista, se acha que um país pode (e sem dúvida deve ter mais meios de defesa), ignorando quem pode criar riqueza (as empresas), então força e boa sorte a convencer os tugas cépticos de investimentos militares (no qual não me incluo, muito pelo contrário).
Citação de: mafets
Mas convencer do que? Se os tugas não querem investir em defesa façam uma guarda costeira, um corpo aéreo e uma GNR mais musculada. Agora, se existe na constituição que Portugal deve ter umas F.A., ainda temos de convencer a tugolândia por algo que está escrito preto no branco? Lá vamos nós a uma serie de gente que quer é votos e carreira em vez de cumprir a constituição. :-P
Se calhar o problema está na pouca comunicação ao público do que faz e bem os 3 ramos das Forças Armadas. Também ajudava que nos discursos fossem referidas todas as falhas em termos de equipamentos e infraestruturas. Também ajudava que os sindicatos que referiu, em vez de só olharem para melhores salários e progressões na carreira, também reivindicassem mais e melhores equipamentos, caso contrário ainda tenho de ajudar a criar o Sindicato dos Equipamentos e Infraestruturas do Estado!!!!!

Citação de: mafets
Viajante, nós estamos num forum de defesa e não de economia. Aliás, a maior parte das questões sobre defesa que lhe coloco v.exma nem tão pouco responde e esquece aqui a simples questão dos NPO: Navios bem construídos, baratos de operar, com investimento baixo e sem qualquer possibilidade de ser exportado porque não se investiu um cêntimo na sua promoção. Além disso tem uma tonelagem que permitia sensores e armamento melhores, mas os últimos nem a peça principal está montada pois ainda não chegou. Isto é o retrato do pais, e não tem a ver com o PIB e com a competitividade das empresas, impostos e etc.  ;)

É um Fórum de defesa, obviamente, mas que também tratas de assuntos de economia e finanças, se assim não fosse como é que justifica a ausência de investimentos de vulto na defesa, se até está no poder o partido “amigo” das FA e até já acabou a crise e a austeridade?
Secalhar não há assim tanto dinheiro e é necessário fazerem escolhas muito criteriosas, não será? Já agora, quem escolhe onde se investir e onde se desinvestir?

Citação de: mafets
Mas se ainda tiver dúvidas dou-lhe o exemplo dos Tejo. Adquiridos por 4 milhões, existiam mais 26 milhões para equipar os 4 a 5 navios. Veja lá como estão e diga-me onde estão os 5 a 6 milhões por unidade (só o Alfeite em docagem e "outros" cobrou à Marinha 1 milhão e 700 000 euros.  :bang:
Cumprimentos
Ora mais um motivo que vem dar-me razão, de que se calhar é mais fácil os investimentos nas FA a passarem pela economia nacional (como no caso da West Sea), até porque sei que além do investimento público directo, é possível juntar investimentos/subsídios da UE (até 60% do investimento), como foi feito nas ex-OGMA!

Se calhar esta discussão, mais off-topic que on topic, podia passar para o foro privado através da troca de mensagens privadas, não? Digo eu, claro está...  ::)
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: P44

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 929 vez(es)
  • +161/-151
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4437 em: Março 12, 2019, 04:27:59 pm »
CJ entre tanto off que há por este tópico, este pelo menos tem debate ao mais alto nível. :G-beer2:
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: Charlie Jaguar

*

Charlie Jaguar

  • Investigador
  • *****
  • 2332
  • Recebeu: 1127 vez(es)
  • Enviou: 633 vez(es)
  • +595/-172
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4438 em: Março 12, 2019, 04:49:49 pm »
CJ entre tanto off que há por este tópico, este pelo menos tem debate ao mais alto nível. :G-beer2:

De acordo, está interessantíssimo. Só faltam as pipocas é claro, e já tiveram o condão de me ir pôr a mexer nos antigos livros da universidade para desenferrujar umas coisitas. :mrgreen:

Mas pronto, tens razão: sempre é uma coisa diferente e que distrai enquanto aguardamos que os navios de recreio se tornem em patrulhinhas. Siga a Marinha. c56x1

Tem a palavra o Dr. mafets...  ;D
« Última modificação: Março 12, 2019, 04:50:44 pm por Charlie Jaguar »
Saudações Aeronáuticas,
Charlie Jaguar

         "PER ASPERA AD ASTRA"
               (Por Caminhos Árduos, Até Às Estrelas)
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: LM, Cabeça de Martelo

*

PereiraMarques

  • Moderador Global
  • *****
  • 6742
  • Recebeu: 294 vez(es)
  • Enviou: 200 vez(es)
  • +159/-0
Re: Projecto NPO 2000 da Marinha Portuguesa
« Responder #4439 em: Março 12, 2019, 07:46:45 pm »
Com tanto Mestre e PêhaxeDê sinto-me pequenino  :mrgreen:

Agora a sério... Mais que o off-topic que "tá gostoso", evitem as grandes "paredes" de texto com citações das citações...
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF, Charlie Jaguar

 

Passos quer Marinha com nova "abertura ao mar"

Iniciado por zawevo

Respostas: 4
Visualizações: 3266
Última mensagem Maio 15, 2012, 09:42:43 am
por P44
Marinha entrega pela primeira vez comando de navio a mulher

Iniciado por Marauder

Respostas: 38
Visualizações: 11538
Última mensagem Maio 18, 2006, 09:03:15 am
por Pedro Monteiro
Fragatas e Corvetas Portuguesas a vela da Marinha 1815/1860

Iniciado por mkorobok

Respostas: 9
Visualizações: 3629
Última mensagem Julho 12, 2011, 12:13:30 pm
por mkorobok
Fará sentido comprar mais EH-101 para a marinha?

Iniciado por papatango

Respostas: 28
Visualizações: 9970
Última mensagem Setembro 12, 2005, 05:04:26 pm
por Rui Elias
Novo artigo sobre a Esquadrilha de Helicópteros da Marinha

Iniciado por Pedro Monteiro

Respostas: 0
Visualizações: 1784
Última mensagem Maio 06, 2009, 09:03:24 pm
por Pedro Monteiro