II GRANDE GUERRA: PORQUE A ALEMANHA NUNCA ATACOU OS EUA ?

  • 23 Respostas
  • 8550 Visualizações
*

emarques

  • Especialista
  • ****
  • 1178
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #15 em: Março 10, 2006, 10:51:21 pm »
Citação de: "Get_It"
Mas uma parte da frota italiana poderia ter sido enviada para patrulhar o mar Atlântico libertando assim alguns meios britânicos e norte-americanos para lutarem contra os japoneses.
Mas os couraçados não são grande coisa para caçar submarinos, e os meios anti-submarinos das unidades de escolta italianas talvez não fossem "grande espiga" e a conversão para sistemas melhores demorasse demasiado.

Além disso, os "destroyer escorts" da USN tinham começado a entrar ao serviço em Janeiro de 1943, e em Julho estavam 16 estaleiros estadounidenses a produzir DEs em série.
Citar
The first DE took six months, but before long they were being constructed in a matter of weeks.


16 estaleiros, cada um a produzir navios "in a matter of weeks"... Provavelmente a falta de navios não era o maior problema dos aliados. Falta de tripulações, talvez.
Ai que eco que há aqui!
Que eco é?
É o eco que há cá.
Há cá eco, é?!
Há cá eco, há.
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2051
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #16 em: Março 10, 2006, 11:07:44 pm »
Provávelmente também a confiança nos marinheiros italianos por parte dos aliados não fosse muita, e a curto prazo só eles sabiam como usar o seu próprio equipamento.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1697
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #17 em: Março 13, 2006, 09:51:51 am »
Luís Filipe:

Citar
Provávelmente também a confiança nos marinheiros italianos por parte dos aliados não fosse muita, e a curto prazo só eles sabiam como usar o seu próprio equipamento.


Essa poderá ser a melhor explicação para a não utilização nos navios italianos, embora o que o colega e-marques afirmou, da pouca eficácia no combate aos submarinos tambem seja de levar em conta.

Mas imaginemos:

Será que os couraçados italianos não poderiam dar um bom apoio de fogo, por exemplo no desembarque da Normandia em 1944?
 

*

komet

  • Investigador
  • *****
  • 1664
  • Recebeu: 1 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #18 em: Março 13, 2006, 04:32:09 pm »
Rui Elias, dado que havia aquela macacada toda de fazer os alemães pensar que o desembarque ia ser a Sul de França, mover toda a frota italiana pelo mediterrâneo fora, passar Gibraltar e seguir para Norte seria algo suspeito digo eu...
"History is always written by who wins the war..."
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1702
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 432 vez(es)
  • +7/-1
(sem assunto)
« Responder #19 em: Março 13, 2006, 06:54:30 pm »
Citação de: "komet"
Rui Elias, dado que havia aquela macacada toda de fazer os alemães pensar que o desembarque ia ser a Sul de França, mover toda a frota italiana pelo mediterrâneo fora, passar Gibraltar e seguir para Norte seria algo suspeito digo eu...

Poderiam pelo menos os ter utilizado para contribuir nessa macacada, movendo a frota italiana para o Sul de França.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Rui P Soares

  • 21
  • Recebeu: 3 vez(es)
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #20 em: Março 29, 2006, 05:28:14 pm »
está neste link a declaraçao de guerra da Alemanha aos Estados Unidos.
Este site é extremamente bom.tem toda a documentação mais importante da História, desde o séc. XVIII até ao XXI, passando por uma pasta exclusivamente dedicada à II GM, tendo desde tratados, declarações de guerra, e ainda as acusações e todos os documentos do Julgamento de Nuremberg.
http://www.yale.edu/lawweb/avalon/wwii/gerdec41.htm
a pasta da II GM está no link http://www.yale.edu/lawweb/avalon/wwii/wwii.htm

Abraço e boa pesquisa!!
 

*

Farinha

  • 20
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #21 em: Setembro 07, 2006, 01:58:52 pm »
Bem, a minha participação vem com uns meses de atraso, mas e o que da ser novo por aqui...
Sei que a Kriegsmarine chegou a operar u-boats type IX na costa este dos EUA,apesar de não ter imensa informação sobre isso...
Dadas as limitações da KM ja referidas por todos os que participaram antes de mim,a melhor maneira que a Alemanha teria para atacar os EUA seria utilizando a Luftwaffe. Há cerca de um ano vi um documentário do C. História que abordava este assunto e que apresentava o plano alemão de bombardear N.Iorque com uma bomba radioactiva, mais da familia das bombas químicas que propriamente das atómicas. Apresentava também os meios que estavam em estudo para realizar este fim. Desde o Amerika Bomber, já referido neste forum, ao Sänger "Silverbird", um bombardeiro orbital. No entanto, tal como a maioria das armas secretas alemãs, estas ainda demorariam um tempo a chegar... :)
"E das profundezas da alma da Pátria surgiu então o anseio por uma bandeira que todos pudéssemos seguir"
A.O.S.

    Filipe Farinha
 

*

Get_It

  • Investigador
  • *****
  • 1702
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 432 vez(es)
  • +7/-1
(sem assunto)
« Responder #22 em: Setembro 07, 2006, 02:28:06 pm »
Por acaso tenho aqui esse documentário, "Hitler's Plan To Atom Bomb New York". Quanto aos ataques efectuados contra os EUA durante a SGM, podem encontrar na Wikipédia mais detalhes: Attacks on North America during World War II.

Cumprimentos,
:snip: :snip: :Tanque:
 

*

Sniper

  • 2
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #23 em: Novembro 20, 2006, 10:53:47 pm »
Não sei a razão pela qual os alemães nunca tentaram atacar os EUA, mas sei que tinham algumas atitudes estranhas a nível estratégico. Por exemplo, em 1944 planearam atacar as centrais eléctricas existentes à volta de Moscovo com os Mistel (Ju88 carregados de explosivos, guiados por caça Bf109 ou FW 190 acoplado). Para tal foi criada uma esquadra que por algumas vezes teve a data da operação marcada... para ser sempre adiada. Os aviões acabaram por ser empregues para atacar as pontes do Vístula e outros alvos da frente de combate e nunca realizaram a grande missão para a qual tinham sido agrupados e mantidos.

Se o tivessem feito, os soviéticos ficariam com a produção de energia reduzida em cerca de 75% durante meses, pois os reactores das centrais termo-eléctricas tinham sido fornecidos por empresas alemãs, antes da guerra. Ou seja, a União Soviética ficava com o esforço de guerra gravemente comprometido. Nunca encontrei nenhuma explicação credível para os alemães não terem tentado este golpe, até porque dispunham da tecnologia e dos planos para o fazer. Dentro do mesmo estilo, também  nunca percebi porque Hitler não autorizou a operação defendida por Otto Skorzeny de ir a Ialta com um comando das SS, para eliminar os chefes de estado inimigos que ali estavam reunidos a fim de traçar os destinos do mundo após o final da guerra.
 

 

"Memórias da Guerra - 1961-1974"

Iniciado por Lancero

Respostas: 11
Visualizações: 37646
Última mensagem Junho 15, 2007, 04:28:40 pm
por Lancero
Guerra Colonial: Fotos dos "gun trucks"

Iniciado por sprint1050

Respostas: 0
Visualizações: 3570
Última mensagem Agosto 17, 2008, 02:35:53 pm
por sprint1050
Guerra da Cisplatina - O único "revés" militar do Brasil

Iniciado por Vitor Santos

Respostas: 1
Visualizações: 2197
Última mensagem Janeiro 31, 2017, 01:13:01 pm
por Vitor Santos
O último amante de Mata-Hari morreu na guerra de Espanha

Iniciado por AlcaideFaria

Respostas: 0
Visualizações: 2176
Última mensagem Maio 21, 2008, 09:14:23 pm
por AlcaideFaria
A Guerra Colonial pelos olhos dos nossos pais!!!

Iniciado por 1bimec2000

Respostas: 0
Visualizações: 1874
Última mensagem Novembro 29, 2006, 10:35:18 pm
por 1bimec2000