Fuzileiros da Armada Portuguesa

  • 1182 Respostas
  • 333755 Visualizações
*

zawevo

  • Membro
  • *
  • 175
  • Recebeu: 31 vez(es)
  • Enviou: 4 vez(es)
  • +8/-3
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5062
  • Recebeu: 902 vez(es)
  • Enviou: 550 vez(es)
  • +61/-34
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1096 em: Agosto 14, 2018, 10:43:32 pm »
Vá lá que é Verão...  ;D :jok:
Citar
Fuzileiros contribuem para momento histórico na Lituânia

Esta semana a Marinha Lituana e o Dragoon Battalion, a unidade parceira dos Fuzileiros portugueses nesta missão, realizaram a primeira operação anfíbia na sua história.
A formação, o treino e todo o apoio recebido dos Fuzileiros, inclusive durante a condução da operação, foram determinantes para este importante momento na história da Marinha e Forças Lituanas.

Parabéns Fuzos, a fazer história há muitos séculos por todo o mundo.

Fotos: Laura Sky









https://www.facebook.com/MarinhaPortuguesa/

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3081
  • Recebeu: 1336 vez(es)
  • Enviou: 503 vez(es)
  • +168/-7
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1097 em: Agosto 15, 2018, 12:16:41 pm »
que os Lituanos estão a aprender com os Fuzos Tugas, é um facto, mas que os patrulhas deles estão como de origem ou seja bem melhor armados que os nossos é um facto também.




Abraços
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: NVF

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7164
  • Recebeu: 539 vez(es)
  • Enviou: 668 vez(es)
  • +49/-13
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1098 em: Setembro 03, 2018, 08:02:11 pm »
Operações Anfíbias dos Fuzileiros na Lituânia

https://www.facebook.com/emgfa/videos/885184368348973/?t=2
 

*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7164
  • Recebeu: 539 vez(es)
  • Enviou: 668 vez(es)
  • +49/-13
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1099 em: Setembro 03, 2018, 08:10:22 pm »
A Força de Fuzileiros, da Marinha portuguesa, em missão na Lituânia, realizou um exercício de oportunidade (PASSEX) com o navio dinamarquês HDMS Esbern Snare


































É agora que se vai meter uma rampa nas Vasco da Gama ;D.
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets, jpthiran

*

jpthiran

  • Membro
  • *
  • 252
  • Recebeu: 59 vez(es)
  • Enviou: 81 vez(es)
  • +9/-9
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1100 em: Setembro 03, 2018, 11:53:20 pm »
dois navios destes da classe Absalon e não era preciso nenhum NPL...

a meu ver com várias vantagens:
1) navio com mais capacidade combatente
2) menos concentração do risco
3) mais flexibilidade
4) mais baixo custo de aquisição
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5062
  • Recebeu: 902 vez(es)
  • Enviou: 550 vez(es)
  • +61/-34
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1101 em: Setembro 04, 2018, 10:33:37 am »
dois navios destes da classe Absalon e não era preciso nenhum NPL...

a meu ver com várias vantagens:
1) navio com mais capacidade combatente
2) menos concentração do risco
3) mais flexibilidade
4) mais baixo custo de aquisição

A última vez que compramos navios com o conceito Stanflex (ou seja módulos de missão), vieram os ditos navios e os módulos ficaram quase todos na Dinamarca...  ::) :P







Saudações  8) ;)

P.S. A unidade Lituana além do 76mm à proa ainda tem o Vos à popa.



Os módulos de missão nos Absalon

« Última modificação: Setembro 04, 2018, 10:49:02 am por mafets »
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

jpthiran

  • Membro
  • *
  • 252
  • Recebeu: 59 vez(es)
  • Enviou: 81 vez(es)
  • +9/-9
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1102 em: Setembro 04, 2018, 11:03:10 am »
o problema não está no conceito dos módulos, que me parece até bem bom...
o problema está em não ter trazido os módulos quando comprámos os barcos...
hoje os navios da classe Tejo seria muitíssimo mais capazes do que são na realidade...
mas como sempre, a falta de dinheiro condicionou a compra ou os Dinamarqueses não quiseram vender os módulos...


 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5062
  • Recebeu: 902 vez(es)
  • Enviou: 550 vez(es)
  • +61/-34
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1103 em: Setembro 04, 2018, 11:19:58 am »
o problema não está no conceito dos módulos, que me parece até bem bom...
o problema está em não ter trazido os módulos quando comprámos os barcos...
hoje os navios da classe Tejo seria muitíssimo mais capazes do que são na realidade...
mas como sempre, a falta de dinheiro condicionou a compra ou os Dinamarqueses não quiseram vender os módulos...
Não foi dinheiro foi negociata (ou financiamento encapotado dos estaleiros). O processo dos Tejo foram 4 navios mais um para peças por 4 milhões de euros. Existiam 26 milhões disponibilizados em diário da república para a modernização dos mesmos, o que daria aproximadamente 6 milhões por navio, sendo que em consulta aos serviços de aquisição pública de contratos para os ditos Tejo os gastos davam à volta de 2 milhões por navio, com o Alfeite SA a ir buscar valores como o de "docagem e outros" no valor de um milhão e 700 000 euros (estas informações estão no tópico dos Tejo). A título de exemplo o último navio comprado pelos Lituanos da classe Sf300, foi adquirido com sensores completos, 2 módulos de VOS e sem a torre de 76mm por 6,5 milhões de euros.  ;)

http://www.navyrecognition.com/index.php/news/defence-news/2016/november-2016-navy-naval-forces-defense-industry-technology-maritime-security-global-news/4611-fourth-ex-danish-navy-flyvefisken-class-patrol-vessel-transferred-to-lithuanian-navy.html



Citar
The Flyvefisken-class vessel was built in Denmark and is handed over to Lithuania on the basis of an agreement signed by the Lithuanian Armed Forces and the Danish Defence Acquisition and Logistics Organization (DALO) in September 2016. By this agreement, the Lithuanian Armed Forces bought the P15 vessel and two anti-submarine detection sonar systems for patrol ships. Total value of the project is EUR 6.5 m.

Cumprimentos



"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Crypter

  • Especialista
  • ****
  • 1082
  • Recebeu: 173 vez(es)
  • Enviou: 178 vez(es)
  • +18/-4
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1104 em: Setembro 04, 2018, 12:06:38 pm »
Não foi dinheiro foi negociata (ou financiamento encapotado dos estaleiros). O processo dos Tejo foram 4 navios mais um para peças por 4 milhões de euros. Existiam 26 milhões disponibilizados em diário da república para a modernização dos mesmos, o que daria aproximadamente 6 milhões por navio, sendo que em consulta aos serviços de aquisição pública de contratos para os ditos Tejo os gastos davam à volta de 2 milhões por navio, com o Alfeite SA a ir buscar valores como o de "docagem e outros" no valor de um milhão e 700 000 euros (estas informações estão no tópico dos Tejo). A título de exemplo o último navio comprado pelos Lituanos da classe Sf300, foi adquirido com sensores completos, 2 módulos de VOS e sem a torre de 76mm por 6,5 milhões de euros.  ;)

Cumprimentos

Para quê o OU?? Foi um financiamento puro e duro. Vejam só quem manda nos sindicatos do estaleiro.

Não vos preciso de dizer mais nada.
 

*

jpthiran

  • Membro
  • *
  • 252
  • Recebeu: 59 vez(es)
  • Enviou: 81 vez(es)
  • +9/-9
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1105 em: Setembro 04, 2018, 02:11:58 pm »
obrigado pelos esclarecimentos Mafets...
com essas trapalhadas todas de facto é difícil levantar a cabeça...

olhando para os meios actuais, se fossem um bocadinho melhor equipados e adequirissemos um ou dois navios de dimensões um pouco maiores poderíamos ter uma força movel e fléxível sem gastar muito dinheiro,...

5 Tejos bem equipadas, 10 Viana do Castelo bem equipadas e 2 navios tipo Absalon para apoio e já se podia policiar bem e mover forças com facilidade...

para além das forças para cenários de alta intensidade que são as fragatas e ois submarinos....
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 5062
  • Recebeu: 902 vez(es)
  • Enviou: 550 vez(es)
  • +61/-34
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1106 em: Setembro 04, 2018, 02:31:43 pm »
obrigado pelos esclarecimentos Mafets...
com essas trapalhadas todas de facto é difícil levantar a cabeça...

olhando para os meios actuais, se fossem um bocadinho melhor equipados e adequirissemos um ou dois navios de dimensões um pouco maiores poderíamos ter uma força movel e fléxível sem gastar muito dinheiro,...

5 Tejos bem equipadas, 10 Viana do Castelo bem equipadas e 2 navios tipo Absalon para apoio e já se podia policiar bem e mover forças com facilidade...

para além das forças para cenários de alta intensidade que são as fragatas e ois submarinos....
Concordo e até ia mais longe. Na foto acima temos pelo menos mais duas unidades Sf300 ao lado da que foi para a Lituânia. Adquiridos os restantes navios, face aos serviços que têm prestado (dos Açores ao Mediterrâneo, passando pela Madeira), eram mais uns quantos cascos a fazer as tais missões não combatentes, libertando as restantes unidades das tarefas SAR e de patrulha (sobretudo os Viana do Castelo, que assim quanto aos 3 em serviço, fariam missões em zonas mais complicadas como a terra nova), face à escasso número de navios. Se viessem os módulos de combate à poluição, desminagem e balizagem, menos mau. Penso que termos uma unidade como os Dinamarqueses possuem dedicada ao apoio aos mergulhadores já era pedir muito (assim como sensores e armamento decente para a classe) ...  ;D ;)     





http://www.shipspotting.com/gallery/photo.php?lid=2398375

Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: jpthiran


*

Lightning

  • Moderador Global
  • *****
  • 7164
  • Recebeu: 539 vez(es)
  • Enviou: 668 vez(es)
  • +49/-13
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1108 em: Setembro 09, 2018, 06:26:14 pm »
video do exercicio dos Fuzileiros com o navio Absalon.

https://www.facebook.com/emgfa/videos/1941336489307080/?t=2
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: mafets

*

tenente

  • Investigador
  • *****
  • 3081
  • Recebeu: 1336 vez(es)
  • Enviou: 503 vez(es)
  • +168/-7
Re: Fuzileiros da Armada Portuguesa
« Responder #1109 em: Setembro 13, 2018, 10:53:51 am »
Força de Fuzileiros na Lituânia - exercício ACALFEX (Combined Arms Life Fire Exercise)

O rebentamento do segundo morteiro foi bem pertinho das posições !!!!

https://www.facebook.com/MarinhaPortuguesa/videos/338830253521717/

Abraços
« Última modificação: Setembro 13, 2018, 11:00:03 am por tenente »
 
Os seguintes utilizadores agradeceram esta mensagem: nelson38899

 

Um LHC Usado Classe Tarawa para a Marinha Portuguesa

Iniciado por Rvsantinho

Respostas: 20
Visualizações: 7622
Última mensagem Janeiro 20, 2011, 09:01:46 pm
por ICE 1A+
Futuro dispositivo naval da Marinha portuguesa

Iniciado por JLRC

Respostas: 55
Visualizações: 18846
Última mensagem Junho 28, 2004, 12:29:14 pm
por Rui Elias
História da componente submarina da Marinha Portuguesa

Iniciado por Jorge Pereira

Respostas: 43
Visualizações: 20340
Última mensagem Janeiro 05, 2013, 12:03:27 am
por HSMW
Marinha de Guerra Portuguesa: Album de Fotografias

Iniciado por Luso

Respostas: 20
Visualizações: 19572
Última mensagem Abril 25, 2008, 03:29:37 pm
por jmg
Presente e futuro da Marinha de Guerra Portuguesa

Iniciado por Filipe de Chantal

Respostas: 327
Visualizações: 50138
Última mensagem Junho 29, 2009, 05:18:31 pm
por paraquedista