"Estados Unidos da Europa"

  • 28 Respostas
  • 6570 Visualizações
*

3520

  • Membro
  • *
  • 158
  • +0/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #15 em: Julho 28, 2012, 07:03:20 pm »
Citação de: "Duarte"
Citação de: "3520"
Citação de: "Duarte"
Este sonho de "menino" dos EU da Europa só poderá acabar como o pesadelo da ex-Jugoslávia.


O que o Duarte se esquece é que dentro da UE já não são permitidos regimes ditatoriais. Nem genocidios... Nem ocultação de informação... Nem silenciamento dos não alinhados com o regime.

Viva a liberdade, com ou sem companhia!

O desmoronamento da ex-Jugoslávia deveu-se à aglomeração de povos distintos, com língua, alfabeto, religiões e culturas diferentes numa união política artificial . Exactamente o que propões com os teus queridos EU da Europa.

Se pensas que alguém aqui acredita que esta abominação dos EU da Europa alguma vez seria uma democracia estás muito engando.

Meu caro... Se pensa que o povo Europeu voltará a cair no radicalismo... Ai sim deve estar mesmo a viver num universo alternativo... A Europa é uma autêntica ilha no mundo.
Em que a liberdade democrática e a igualdade social irão estar sempre em primeiro lugar.
 

*

vmpsm

  • Membro
  • *
  • 104
  • +1/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #16 em: Julho 28, 2012, 10:16:58 pm »
Liberdade democrática e igualdade social como aquela que existe por cá!?!?!?

Como dizia o outro "fia-te na virgem e não corras!"

É impressão minha ou anda muita gente a defender o federalismo por aqui ultimamente?
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2033
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +2/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #17 em: Julho 29, 2012, 12:11:56 am »
Não consigo imaginar "radicalismo" pior que subjugar o povo português ao jugo federalista e entregar a soberania nacional de bandeja. Não era de esperar mais desta escumalha de traidores e vendidos que andam por aí. Já têm larga epxeriencia e longa história em entregar parcelas do território nacional a outros.  :twisted:
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2033
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +2/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #18 em: Julho 29, 2012, 12:15:26 am »
Citação de: "3520"
Se pensa que o povo Europeu voltará a cair no radicalismo

O povo europeu?  :!:  

 :lol:
 

*

urso bêbado

  • 75
  • +0/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #19 em: Julho 29, 2012, 07:24:16 pm »
Acho melhor buscar acovilho no atlântico, na velha língua galego-portuguesa; na CPLP; reforçar todos os caminhos que façam com que um galego ou um português possam descobrir e redescobrir mundos sem passarem pela Espanha nem pela Europa.

Admiro imenso a autoestima dos britânicos que se importam nada nem pouco com a Europa e partilham tudo com as ex-colónias; a língua e o mar são pátrias bonitas. Europa não é caminho certo, por minha opinião.

Europa é um conceito, mais nada. Nem sequer um conceito geográfico!.

Língua e mar. Eis a pátria certa.  :G-beer2:
 

*

Duarte

  • Investigador
  • *****
  • 2033
  • Recebeu: 12 vez(es)
  • Enviou: 16 vez(es)
  • +2/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #20 em: Julho 29, 2012, 08:04:23 pm »
Os EU da Europa são uma ilusão, um sonho para crianças. A seguir esta fantasia é acabar com Portugal como nação.
 

*

Cabecinhas

  • Investigador
  • *****
  • 1509
  • Recebeu: 5 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +4/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #21 em: Outubro 19, 2012, 09:15:13 am »
Um galego é um português que se rendeu ou será que um português é um galego que não se rendeu?
---
 

*

scrupulum

  • 101
  • +0/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #22 em: Outubro 28, 2012, 07:57:00 pm »
E porque não os Estados Unidos do planeta Terra, um governo mundial ? isso sim é que era poético, lindo...  :mrgreen:  :mrgreen:  
Até agora a UE so nos trouxe miséria ! ainda queremos mais miséria ?
Que prosperidade e que felicidade nos trouxe esta união que ja temos ?
Portugal, as nossas elites e o nosso povo têm que se bater pela familia portuguesa da mesma maneira que o fazem os paises, pequenos ou grandes, que têm sucesso e que sao prosperos  : exemplo dos EUA, Suissa, Suécia, China, GBR, Alemanha, Singapura, Israel, e tantos outros.

A nomenklatura Global fomenta as uniões e a destruição das barreiras nacionais para melhor poderem entrar e servir-se à vontade. Unem por um lado e dividem por outro lado ao instigar e inspirar legislações tendentes à desagregação das comunidades nacionais.
Eu talvez pensasse de forma diferente se Portugal se pudesse financiar pagando os mesmos juros que pagam os nossos "compatriotas" alemães, franceses ou ingleses quando precisam de se financiar...mas a realidade é dura !
Porugal tem outros espaços para além da europa por onde se virar : a lusofonia ( cito como exemplo Angola,Moçambique e Brasil, destinos de eleição da nova emigração portuguesa) ; os paises hispanicos (cito a Venezuela como um excelente exemplo a ser seguido,  no ambito das trocas comerciais).  Temos tambem recursos proprios que so esperam  por ser explorados como a nossa ZEE, as energias renovaveis (que podem aligeirar de forma significativa a nossa fatura energética)...temos sobretudo um povo que não tem medo de se esforçar, mas que como é natural espera a justa recompensa dos seus esforços, cito aqui o exemplo do Luxemburgo, pais mais rico da europa (per capita) cuja populaçao é 20% portuguesa.                                    

Seremos sempre europeus e orgulhosos de o ser, mas tambem somos portugueses e a nossa equipa é Portugal.
scrupulum aka legionario
 

*

P44

  • Investigador
  • *****
  • 7638
  • Recebeu: 326 vez(es)
  • Enviou: 563 vez(es)
  • +195/-204
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #23 em: Março 07, 2013, 04:29:03 pm »
Loureiro dos Santos
Proposta de Merkel para que Europa assuma a sua defesa é "esquizofrénica"

Económico com Lusa  
07/03/13 13:25
92 Leitores Online


O antigo ministro da Defesa considerou hoje "esquizofrénica" a proposta da chanceler alemã de a Europa assumir a sua defesa, num momento em que a crise mostra que a solidariedade entre europeus é um "mito".

Apesar de considerar que uma união militar da Europa teria a vantagem de reduzir custos a cada país, o general Loureiro dos Santos acredita que o objetivo está longe de ser realizado.

"Eventualmente poder-se-iam fazer economias de escala em certo equipamento", juntando capacidades e partilhando a sua utilização, referiu à Lusa. No entanto, o também antigo chefe do Estado-Maior do Exército não acredita que isso tenha hipóteses nesta altura.

"As tensões que se estão a criar no seio da União Europeia, basicamente por causa da forma como a resolução da crise está a ser feita, está a afetar os povos europeus e até a mostrar aos governos que aquela solidariedade mítica da União Europeia é, de facto, um mito", afirmou.

Para Loureiro dos Santos, cada estado defende os seus interesses nacionais e "isso é hoje muito visível no comportamento da Alemanha, da França, da Grécia, da Itália, de todos os países europeus".

"Pelo menos, enquanto essa situação se mantiver e os perigos que rondam a Europa, no sentido até de haver alterações na sua configuração geométrica", a união militar não deverá acontecer, sublinhou.

Por isso, Loureiro dos Santos considerou "esquizofrénica" a posição da chanceler alemã, Angela Merkel, que, na quarta-feira, defendeu que a Europa deve assumir a responsabilidade pela sua segurança e reforçar a cooperação na defesa.

Merkel falava no âmbito de uma reunião entre os líderes da Alemanha e França com os quatro países que constituem o chamado Grupo de Visegrado - Polónia, República Checa, Eslováquia e Hungria - para preparar o Conselho Europeu sobre Defesa, que se vai realizar em dezembro.

Os responsáveis dos países presentes consideraram que a crise económica é uma oportunidade para relançar a "Europa da Defesa" e defenderam a necessidade de reforçar a cooperação entre a União Europeia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês).

Para Loureiro dos Santos, o aumento dos perigos que a Europa enfrenta devia funcionar como um alerta para a necessidade de se ter mais meios militares e resulta de mudanças nos países árabes e nos Estados Unidos.

"Seria necessário, neste momento, aumentar os orçamentos de defesa, porque o que ameaça a Europa é muito mais perigoso do que era há alguns anos atrás", afirma.

"Essa periculosidade resulta de duas coisas que se conjugaram no mesmo sentido: a primeira foram as revoltas árabes e tudo aquilo que se passa na fronteira sul da Europa, que é muito preocupante" e a segunda é a mudança "da política norte-americana" em relação à Europa.

"Verifica-se uma alteração com grande impacto da política norte-americana", já que os Estados Unidos "entendem que devem ser os europeus a tratar dos seus problemas" e estão a deslocar o seu esforço estratégico para a região Ásia-Pacífico.

"São duas alterações que se conjugam e que exigem o aumento das capacidades militares dos países europeus", defendeu.

http://economico.sapo.pt/noticias/propo ... 64318.html
"[Os portugueses são]um povo tão dócil e tão bem amestrado que até merecia estar no Jardim Zoológico"
-Dom Januário Torgal Ferreira, Bispo das Forças Armadas
 

*

Cabeça de Martelo

  • Investigador
  • *****
  • 14936
  • Recebeu: 971 vez(es)
  • Enviou: 929 vez(es)
  • +161/-151
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #24 em: Junho 28, 2014, 03:05:19 pm »
Jornais britânicos colocam Reino Unido mais perto de abandonar União Europeia

Os jornais britânicos avançam hoje que o Reino Unido está mais próximo de sair da União Europeia (UE) depois da tentativa falhada do primeiro-ministro David Cameron para travar a designação de Jean-Claude Juncker como presidente da Comissão Europeia.
«Um passo mais perto de abandonar a Europa», escreve na sua manchete o Daily Telegraph, um dos jornais mais vendidos no país, enquanto o The Times indica que «Grã-Bretanha próxima de sair da UE».

O jornal Guardian repete a frase da restante imprensa, noticiando que «Reino Unido mais próximo de uma saída da UE depois do voto em Juncker», e o Independent escreve: «Cameron esmagado e Reino Unido mais próximo de uma saída da UE».

Diário Digital / Lusa
7. Todos os animais são iguais mas alguns são mais iguais que os outros.

 

*

FoxTroop

  • Investigador
  • *****
  • 1411
  • Recebeu: 269 vez(es)
  • Enviou: 183 vez(es)
  • +56/-201
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #25 em: Junho 28, 2014, 08:35:11 pm »
Citação de: "Cabeça de Martelo"
Jornais britânicos colocam Reino Unido mais perto de abandonar União Europeia

Os jornais britânicos avançam hoje que o Reino Unido está mais próximo de sair da União Europeia (UE) depois da tentativa falhada do primeiro-ministro David Cameron para travar a designação de Jean-Claude Juncker como presidente da Comissão Europeia.
«Um passo mais perto de abandonar a Europa», escreve na sua manchete o Daily Telegraph, um dos jornais mais vendidos no país, enquanto o The Times indica que «Grã-Bretanha próxima de sair da UE».

O jornal Guardian repete a frase da restante imprensa, noticiando que «Reino Unido mais próximo de uma saída da UE depois do voto em Juncker», e o Independent escreve: «Cameron esmagado e Reino Unido mais próximo de uma saída da UE».

Diário Digital / Lusa

Os ingleses abandonarem a UE?!!! Gostava de ver isso. Já estão a borrar-se pelas pernas abaixo e sair da UE era o golpe final no que resta de industria por lá, além de que já há constantes falhas de determinados alimentos nos supermercados ingleses e com a saída deles da UE a esplendorosa produção agricola inglesa irá suprir o que vai deixar de ir do continente. Saiam saiam que já vão tarde.
 

*

typhonman

  • Investigador
  • *****
  • 3042
  • Recebeu: 126 vez(es)
  • Enviou: 11 vez(es)
  • +127/-32
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #26 em: Agosto 28, 2014, 03:14:47 am »
Citação de: "P44"
Loureiro dos Santos
Proposta de Merkel para que Europa assuma a sua defesa é "esquizofrénica"

Económico com Lusa  
07/03/13 13:25
92 Leitores Online


O antigo ministro da Defesa considerou hoje "esquizofrénica" a proposta da chanceler alemã de a Europa assumir a sua defesa, num momento em que a crise mostra que a solidariedade entre europeus é um "mito".

Apesar de considerar que uma união militar da Europa teria a vantagem de reduzir custos a cada país, o general Loureiro dos Santos acredita que o objetivo está longe de ser realizado.

"Eventualmente poder-se-iam fazer economias de escala em certo equipamento", juntando capacidades e partilhando a sua utilização, referiu à Lusa. No entanto, o também antigo chefe do Estado-Maior do Exército não acredita que isso tenha hipóteses nesta altura.

"As tensões que se estão a criar no seio da União Europeia, basicamente por causa da forma como a resolução da crise está a ser feita, está a afetar os povos europeus e até a mostrar aos governos que aquela solidariedade mítica da União Europeia é, de facto, um mito", afirmou.

Para Loureiro dos Santos, cada estado defende os seus interesses nacionais e "isso é hoje muito visível no comportamento da Alemanha, da França, da Grécia, da Itália, de todos os países europeus".

"Pelo menos, enquanto essa situação se mantiver e os perigos que rondam a Europa, no sentido até de haver alterações na sua configuração geométrica", a união militar não deverá acontecer, sublinhou.

Por isso, Loureiro dos Santos considerou "esquizofrénica" a posição da chanceler alemã, Angela Merkel, que, na quarta-feira, defendeu que a Europa deve assumir a responsabilidade pela sua segurança e reforçar a cooperação na defesa.

Merkel falava no âmbito de uma reunião entre os líderes da Alemanha e França com os quatro países que constituem o chamado Grupo de Visegrado - Polónia, República Checa, Eslováquia e Hungria - para preparar o Conselho Europeu sobre Defesa, que se vai realizar em dezembro.

Os responsáveis dos países presentes consideraram que a crise económica é uma oportunidade para relançar a "Europa da Defesa" e defenderam a necessidade de reforçar a cooperação entre a União Europeia e a Organização do Tratado do Atlântico Norte (NATO, na sigla em inglês).

Para Loureiro dos Santos, o aumento dos perigos que a Europa enfrenta devia funcionar como um alerta para a necessidade de se ter mais meios militares e resulta de mudanças nos países árabes e nos Estados Unidos.

"Seria necessário, neste momento, aumentar os orçamentos de defesa, porque o que ameaça a Europa é muito mais perigoso do que era há alguns anos atrás", afirma.

"Essa periculosidade resulta de duas coisas que se conjugaram no mesmo sentido: a primeira foram as revoltas árabes e tudo aquilo que se passa na fronteira sul da Europa, que é muito preocupante" e a segunda é a mudança "da política norte-americana" em relação à Europa.

"Verifica-se uma alteração com grande impacto da política norte-americana", já que os Estados Unidos "entendem que devem ser os europeus a tratar dos seus problemas" e estão a deslocar o seu esforço estratégico para a região Ásia-Pacífico.

"São duas alterações que se conjugam e que exigem o aumento das capacidades militares dos países europeus", defendeu.

http://economico.sapo.pt/noticias/propo ... 64318.html


sigo e participo neste fórum há 10 anos, e estes post´s repetem-se... mas andamos a brincar com o pagode ?


Então, é preciso aumentar capacidades... sim... claro..

e o LPD ?

e os 40 F-16MLU ?

e os NH-90 ???

G-3 ?


até agora so tenho visto cortes de capacidades,


veja-se a FA, os únicos meios que podem lançar bombas ou mísseis são os F-16 e P-3.
Artigo 308º

Traição à Pátria

Quem, por meio de violência, ameaça de violência, usurpação ou abuso de funções de soberania:

a) Tentar separar da Mãe-Pátria, ou entregar a país estrangeiro ou submeter à soberania estrangeira, todo o território português ou parte dele
 

*

Camuflage

  • Investigador
  • *****
  • 1234
  • Recebeu: 69 vez(es)
  • Enviou: 31 vez(es)
  • +7/-31
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #27 em: Agosto 29, 2014, 08:24:21 pm »
general Loureiro dos Santos, não entendo como ainda dão voz a este papagaio.

Cortes é mais que natural que ocorram, o sistema de defesa tal como outros está desproporcionado às necessidades/realidade/economia do país.
 

*

Oktarnash

  • 20
  • Enviou: 1 vez(es)
  • +0/-0
Re: "Estados Unidos da Europa"
« Responder #28 em: Outubro 18, 2014, 04:10:08 pm »
Pessoalmente, não  gosto do nome, acho que ficaria so União Europeia, ou Federação Europeia, pois estados e Nações são coisas Diferentes
 

 

Israel aponta as suas ogivas nucleares para a Europa

Iniciado por casimir

Respostas: 3
Visualizações: 1954
Última mensagem Março 26, 2010, 11:34:41 am
por Duarte
Europa desenvolve tecnologia anti-echelon

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 2
Visualizações: 1304
Última mensagem Maio 18, 2004, 09:11:47 pm
por Spectral
Europa prestes a levantar o embargo à Líbia

Iniciado por Ricardo Nunes

Respostas: 0
Visualizações: 1073
Última mensagem Setembro 23, 2004, 09:35:08 pm
por Ricardo Nunes
Europa vai reduzir interceptações de voos comercias

Iniciado por Marauder

Respostas: 0
Visualizações: 2005
Última mensagem Agosto 04, 2006, 10:48:49 pm
por Marauder
EUA guardam armas nucleares na Europa

Iniciado por J.Ricardo

Respostas: 0
Visualizações: 1151
Última mensagem Fevereiro 09, 2005, 05:51:41 pm
por J.Ricardo