Saída do Estado do capital da EID e da Edisoft

  • 0 Respostas
  • 1177 Visualizações
*

Dinivan

  • Membro
  • *
  • 198
  • +0/-0
Saída do Estado do capital da EID e da Edisoft
« em: Agosto 20, 2004, 05:28:15 pm »
O ministro da Defesa e dos Assuntos do Mar, Paulo Portas, admitiu hoje que o Estado pode deixar de ser accionista das empresas públicas de tecnologias de informação do sector da defesa EID e Edisoft.

Na cerimónia de tomada posse do novo conselho de administração da 'holding' Empordef, Paulo Portas afirmou que a Edisoft e a EID devem «manter uma presença portuguesa» no capital, mas referiu que «não é necessariamente uma presença do Estado».

Após o discurso, questionado pelos jornalistas, o ministro da Defesa recusou-se a adiantar pormenores sobre o possível aprofundamento da privatização das duas empresas.

A Edisoft é actualmente detida pela Empordef (30% do capital), NAV - Navegação Aérea de Portugal (30%), a multinacional do sector Thales (30%) e gestores da empresa (10%).

Na EID participam a alemã Rhode & Schwarz e o grupo Efacec, ligado à engenharia metalomecânica, além da holding pública, que controla 31% do capital.

No núcleo tecnológico da Empordef estão ainda uma participação de 71% na Portugal Space e a Geograf.
 

 

Edisoft ganha projecto no valor de 60M€

Iniciado por Marauder

Respostas: 0
Visualizações: 1822
Última mensagem Fevereiro 25, 2006, 11:41:25 am
por Marauder