ForumDefesa.com

Geopolítica-Geoestratégia-Política de Defesa => Mundo => Tópico iniciado por: Heraklion em Abril 28, 2009, 08:59:43 pm

Título: Islão na Europa
Enviado por: Heraklion em Abril 28, 2009, 08:59:43 pm
O Islamismo é a religião em maior crescimento no mundo.
Na Europa é perceptivel um aumento imenso de muçulmanos.
Á medida que o velho continente põem de parte a cruz que sempre o acompanhou e a troca pelo crescente os medos de instabilidade social na UE vão crescendo.
Que consequencias??
Que futuro?
Que fazer??
Abro a discussão, e deixo-vos com alguns dados;

Europa Ocidental
Paises Baixos- 5% 2º maior religião
Belgica - 4% 2º maior religião
Alemanha - 6% 2º maior religião
França -10% 2º maior religião
Italia -1.5~3% 2º maior religião
Reino Unido - 5% 2º maior religião
Espanha - 3% 2º maior religião

Europa do Norte

Dinamarca- 2~5% 2º maior religião
Finlandia- 2% 2º maior religião
Noruega - 2% 2º maior religião
Suécia - 4% 2º maior religião
Russia - 10% 2º maior religião

Islão na Europa de Leste

Cazaquistão- 50% 1º religião
Albania - 70% 1º religião
Kosovo - 90% 1º religião
Bosnia - 40% 1º religião
Turquia - 99% 1º religião
Macedonia - 30% 2º maior religião
Bulgaria - 13% 2º maior religião
Montenegro- 20% 2º maior religião
Servia - 4% 2º religião
Eslovenia - 2.5% 2º maior religião
Hungria - 1.5% 2º maior religião
Georgia - 11 % 2º maior religião
Grecia - 3 % 2º maior religião
Chipre - 18 % 2º maior religião
Croacia - 1.3% 2º maior religião


PS: Se já há um topic para esta questão lamento mas não o vi.
Título:
Enviado por: ZADOK em Abril 28, 2009, 10:42:12 pm
temos que conservar nossa cultura, pero aceptar los cambios actuales. Algo intermedio sería lo mejor, en mi opinión.
Título:
Enviado por: Vicente de Lisboa em Abril 28, 2009, 11:14:07 pm
Que pergunta tão imparcial amigo Heraklion  :wink:
Título:
Enviado por: Heraklion em Abril 29, 2009, 12:43:38 am
Que quer dizer com isso amigo Vicente??
Título:
Enviado por: Lightning em Abril 29, 2009, 09:43:08 am
Se os muçulmanos (ou judeu, Indu, Budista, etc) querem ir trabalhar para um pais cristão muito bem, mas lá por serem uma "minoria grande" não lhes confere o direito de quererem transformar a europa no médio-oriente.

Eu também se for à Arabia Saudita tenho que respeitar as leis locais, o mesmo se devia passar ao contrário, eles se serem cá estar tem que se reger pelas nossas leis, e ponto final.
Título:
Enviado por: FoxTroop em Abril 29, 2009, 10:16:15 am
Se querem vir para cá, tudo bem. Vivem segundo os nossos valores. Se não quiserem e quererem viver como o faziam no país deles então voltem para lá.

Fico pior que fulo quando vou a Lisboa ou Paris ou à Holanda e vejo as mulheres todas tapadas e eles a portarem-se para com os naturais como se na realidade nós é que estivessemos nos paises deles.

Por isso sou a favor de uma lei tipo a da Australia. "Queres viver cá, vives como nós, se não aceitas, voltas para de onde vens."
Título:
Enviado por: Heraklion em Abril 29, 2009, 07:30:33 pm
Os Muçulmanos devem respeitar a Sharia, que por vezes não é compativel com os costumes europeus..
Título:
Enviado por: HaDeS em Maio 05, 2009, 03:26:56 am
Acho ótimo, a europa gosta tanto de influênciar outras culturas, é bom que os europeus provem um pouco desse veneno!
Título:
Enviado por: legionario em Maio 09, 2009, 10:37:31 pm
O Hades é indio por acaso ? é que verdadeiros brazileiros sao os indios, os demais sao emigrantes ou seus descendentes. Idem para todos os outros estados americanos :):)
Título:
Enviado por: HaDeS em Maio 16, 2009, 03:32:11 am
Não falo só da época das grandes navegações, mas de agora também, Europa sempre da "palpites" e tenta impor sua forma de pensar sobre outras nações, é como se alguém chegasse na sua casa e te dissesse o que você deveria fazer, porque é melhor pra você, é o famoso etnocentrismo tão estudado pela antropologia.
Título:
Enviado por: Duarte em Maio 16, 2009, 01:55:52 pm
Citação de: "legionario"
é que verdadeiros brazileiros sao os indios, os demais sao emigrantes ou seus descendentes. Idem para todos os outros estados americanos :):)


estes também eram imigrantes, vindos da Ásia uns milhares de anos atrás...
Título:
Enviado por: legionario em Maio 16, 2009, 06:39:54 pm
Citação de: "HaDeS"
Não falo só da época das grandes navegações, mas de agora também, Europa sempre da "palpites" e tenta impor sua forma de pensar sobre outras nações, é como se alguém chegasse na sua casa e te dissesse o que você deveria fazer, porque é melhor pra você, é o famoso etnocentrismo tão estudado pela antropologia.



Vc esta a fazer confusao com os EUA . Onde é que a Europa impôs alguma coisa ao Brazil ? O Lula para se ver livre dos americanos (EUA) aproxima-se cada vez mais da UE e tem toda a razao.
Quem é que pilha os vossos recursos naturais e brevetou muitas das vossas produçoes tradicionais para posteriormente poder exigir  royalties ?  nao é a americana Monsanto (entre outras), que o faz  ? é uma digna sucessora da United Fruit  que fez e desfez governos  no vosso continente.
Quem é que entusiasticamente apoia o Lula na sua cruzada contra a globalizaçao e pela defesa do ambiente, nao sao maioritariamente os militantes e alguns governos europeus ? Quem é que nao assinou os acordos de Kyoto em que o Lula tanto se empenhou ?

Muitos de vc's é qua andam com o raciocinio enevoado sobretudo desde que se deixaram "converter" (ou perverter) pelas seitas evangélicas estadunidenses .
Título:
Enviado por: HaDeS em Maio 17, 2009, 04:06:19 am
Citar
Quem é que entusiasticamente apoia o Lula na sua cruzada contra a globalizaçao e pela defesa do ambiente, nao sao maioritariamente os militantes e alguns governos europeus ? Quem é que nao assinou os acordos de Kyoto em que o Lula tanto se empenhou ?


É engraçado se falar em preservar se for observar quem compra mais madeira daquelas areas são os proprios europeus, boa parte dos bio-piratas são europeus, quem compra grande parte das espécies raras das regiões amazônicas são europeus, sem falar que eles enchem a amazônia de ongs com interesses escusos.
Até acredito que os europeus queiram mesmo preservar a floresta, mas tem um velho ditado brasileiro que diz:

"De boas intenções o inferno está cheio".
Título:
Enviado por: tgcastilho em Maio 17, 2009, 02:15:55 pm
Citação de: "HaDeS"
Citar
Quem é que entusiasticamente apoia o Lula na sua cruzada contra a globalizaçao e pela defesa do ambiente, nao sao maioritariamente os militantes e alguns governos europeus ? Quem é que nao assinou os acordos de Kyoto em que o Lula tanto se empenhou ?

É engraçado se falar em preservar se for observar quem compra mais madeira daquelas areas são os proprios europeus, boa parte dos bio-piratas são europeus, quem compra grande parte das espécies raras das regiões amazônicas são europeus, sem falar que eles enchem a amazônia de ongs com interesses escusos.
Até acredito que os europeus queiram mesmo preservar a floresta, mas tem um velho ditado brasileiro que diz:

"De boas intenções o inferno está cheio".


Por acaso é Português. :lol:
Título:
Enviado por: Vicente de Lisboa em Maio 19, 2009, 05:34:20 pm
Citação de: "Heraklion"
Que quer dizer com isso amigo Vicente??

Que as pergunta é não a pensar nos foristas mas na resposta que o caro Heraklion quer ver produzir.

Mistura a Globalização (processo unanimemente reconhecido como realidade) com Islamização da Europa (conceito no melhor dos casos "arguível", e mesmo assim só por um dos extremos do espectro politico europeu)

Nas respostas dá-se o mesmo problema. A primeira só é defendida por meia dúzia de ultra-liberais maluquinhos (como moi meme), e a segunda volta a misturar dois conceitos diferentes, e já traz incluída uma conclusão mais uma vez nada certa (a de que a Globalização leva à perda da História e Cultura de um país).

As posições da enorme maioria dos cidadãos Portugueses e Europeus (a julgar pelos vários actos eleitorais das ultimas décadas) não se encaixam em nenhuma nas opções.
Título:
Enviado por: nestor em Maio 24, 2009, 02:46:55 am
Interesante estudio demografico sobre el Islam en Europa en los proximos años.

http://www.youtube.com/watch?v=6-3X5hIF ... r_embedded (http://www.youtube.com/watch?v=6-3X5hIFXYU&eurl=http%3A%2F%2Fwww%2Egsmspain%2Ecom%2Fforos%2Fh743169%5FOff%2Dtopic%2DPolitica%5FImpactante%2Destudio%2Ddemografico%2Dirreversible%2Dextincion%2DEuropa%2Ehtml&feature=player_embedded)

Saludos
Título: Re:
Enviado por: amarcelo991 em Outubro 24, 2009, 10:29:08 pm
Citação de: "HaDeS"
Acho ótimo, a europa gosta tanto de influênciar outras culturas, é bom que os europeus provem um pouco desse veneno!

Já experimentámos e nem gostámos na Idade Média nem gostámos agora. Foi graças a termos influenciado outras culturas que o mundo progrediu.
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: dannymu em Outubro 28, 2009, 02:25:06 am
Quantos menos muçulmanos viverem em Portugal melhor. Espero que nenhum governo Português alguma vez se ponha com ideias de trazer para Portugal muçulmanos em grandes quantidades. É melhor não permitir que mais que 50000 muçulmanos vivam em Portugal e não renovar vistos para muçulmanos estrangeiros a viver em Portugal. No Reino Unido deixaram entrar milhões de muçulmanos e agora muitos deles querem impôr a barbárica lei de sharia (nalguns locais eles já a praticam), abusam verbalmente soldados Britânicos em paradas de celebração do regresso do Iraque e Afeganistão (abusam aqueles que garantem a democracia Britânica, democracia essa que dá a tais muçulmanos o direito de contruirem mesquitas enquanto Cristãos na Arábia Saudita e Irão são perseguidos, espancados, mortos e impedidos de ler a Bíblia ou de construir igrejas) e muitos milhares apoiam actos de terrorismo. Além disso eles ficam ofendidos se virem cartoons do profeta deles ou se escrevem mal do seu profeta e depois ameaçam Israel, o Reino Unido, EUA com atentados ou fazem ameaças de morte a pessoas como o Salman Rushdie. E vê-se cada vez mais muçulmanas a usar o véu, burqa, niqab (coisa que não é obrigatória no Corão), o que é ofensivo, um risco para a segurança (e se polícias pedem para destaparem a cara os muçulmanos ficam furiosíssimos e gritam "racismo!", "islamofobia!"). E muitas dessas mulheres não falam Inglês apesar de já cá viverem há muitos anos. E também há os casos de "honour killings" em que pais e irmãos matam suas filhas e irmãs se elas não casarem com quem a família quiser (casamentos forçados e às vezes até levam as miúdas para o seu país como Bangladesh ou Paquistão e depois casam-nas à força e trazem os maridos para o Reino Unido) ou se namorarem com "infiéis". Existem também "no go areas" em cidades como Bradford, em que os muçulmanos não deixam não-muçulmanos entrarem e ameaçam os não-muçulmanos que queiram entrar em tais bairros dominados por islamistas.

Viver no Reino Unido ensinou-me muito acerca do Islão e do perigo que representa não só para o Ocidente mas também para todo o mundo não islâmico. As experiências multiculturais em que cada religião ou grupo étnico é encorajado a manter suas tradições não resulta e o que resulta é a assimilação dos imigrantes. Além disso só se deve dar nacionalidade a quem domine a língua do país de acolhimento, a quem respeite as leis e tradições do país acolher e que não queira forçar o país a mudar os costumes para satisfazer os costumes do imigrante, a quem trabalhe e não viva de subsídios. No Reino Unido dão-se passaportes a Somalianos e outros muçulmanos que depois tentam cometer ataques terroristas.
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: HSMW em Novembro 29, 2009, 04:06:08 pm
Citar
Suíça aprova interdição da construção de minaretes

 
A Suíça aprovou a interdição da construção de minaretes, ao aprovar em referendo uma proposta de dois partidos de direita. A proposta foi aprovada por 53 por cento dos helvéticos e apenas rejeitada em quatro dos 26 cantões do país.

Os suíços decidiram, este domingo, interditarem a construção de minaretes de mesquitas, aprovando assim em referendo uma proposta de um partido da direita populista e de um pequeno partido cristão de direita do país.

Só quatro dos 26 cantões suíços rejeitaram esta proposta da UDC e da UDF, que contou com a aprovação de 53 por cento dos eleitores suíços que deram o seu sim a esta interdição que será uma medida «própria para manter a paz entre as diversas comunidades religiosas».

A UDC entende que os minaretes são um «símbolo aparente de uma reivindicação político-religiosa do poder que coloca em causa os direitos fundamentais», ao passo que o intelectual muçulmano Tariq Ramadan considerou «catastrófico» o resultado deste referendo.

Este intelectual controverso, que vive em Genebra e dá aulas na Universidade de Oxford, considerou que os «suíços exprimiram um verdadeiro medo» e «questionaram de modo profundo a questão do islamismo na Suíça».

Os Verdes helvéticos entretanto já indicaram, por seu turno, que vão apresentar um recurso no Tribunal Europeu dos Direitos do Homem, em Estrasburgo, contra o resultado deste referendo, por violação da liberdade religiosa que é garantida pela Convenção Europeia dos Direitos do Homem.

O resultado surpreendeu os analistas, isto depois de as sondagens feitas durante a campanha eleitoral predizerem uma vitória do "não", que teria o apoio de 53 por cento dos eleitores.

http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Intern ... id=1434106 (http://tsf.sapo.pt/PaginaInicial/Internacional/Interior.aspx?content_id=1434106)
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: PENSADOR em Fevereiro 04, 2010, 05:21:54 pm
Há muito que a comunidade islâmica (Umma) se encontra na Europa, são neste momento 5% da população europeia.
Esta comunidade é o "Exército" avançado de líderes como o Presidente iraniano que neste momento fez de conta que cedeu na questão do enriqueciemnto de urânio quando no fundo ele sabe muito bem que como potência regional que é o Irão poderá causar muitos estragos aos interesses ocidentais. Mais até que o enriquecimento de urânio.
Ninguém se esqueça que o Irão neste momento controla quase tudo o que são grupos radicais tanto a nível regional como internacional na forma de células espalhadas pela pelo Ocidente e que poderá fazer desse "Exército" avançado como já está a acontecer em França com os tumultos públicos e a questão da proibição do véu.
Estas comunidades possuem uma taxa de natalidade muito superior à dos ocidentais e dentro em breve controlarão os parlamentos nacionais e europeus. Esta é a geopolítica omissa do Islão que o Presidente iraniano bem conhece mas que o Ocidente quer continuar a ignorar.
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Crypter em Fevereiro 04, 2010, 07:00:48 pm
Citação de: "PENSADOR"
Há muito que a comunidade islâmica (Umma) se encontra na Europa, são neste momento 5% da população europeia.
Esta comunidade é o "Exército" avançado de líderes como o Presidente iraniano que neste momento fez de conta que cedeu na questão do enriqueciemnto de urânio quando no fundo ele sabe muito bem que como potência regional que é o Irão poderá causar muitos estragos aos interesses ocidentais. Mais até que o enriquecimento de urânio.
Ninguém se esqueça que o Irão neste momento controla quase tudo o que são grupos radicais tanto a nível regional como internacional na forma de células espalhadas pela pelo Ocidente e que poderá fazer desse "Exército" avançado como já está a acontecer em França com os tumultos públicos e a questão da proibição do véu.
Estas comunidades possuem uma taxa de natalidade muito superior à dos ocidentais e dentro em breve controlarão os parlamentos nacionais e europeus. Esta é a geopolítica omissa do Islão que o Presidente iraniano bem conhece mas que o Ocidente quer continuar a ignorar.

Por essa ordem de ideias, nos e espanha estamos a ser invadidos pelos ciganos!!!!

Já fomos!
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Março 30, 2010, 05:42:07 pm
Belgas vão proibir o uso de burqa


A Bélgica prepara-se para proibir o uso da "burqa" e do "niqab" em público, tendo uma maioria do parlamento federal chegado já a um acordo sobre alterações ao código penal que poderão ser aprovadas já em Abril.

Quatro partidos - os liberais do Movimento Reformador, os democratas-cristãos do CD&V, os democratas do centro cdH e o partido de extrema-direita Vlaams Belang - acordaram um texto comum que será votado quarta feira pela comissão parlamentar de assuntos internos, antes de ser submetido à votação da Câmara em meados de Abril.

O compromisso, ao qual a imprensa belga teve acesso na semana passada, prevê que o código penal belga passe a considerar crime (passível de uma multa de 15 a 25 euros ou pena de prisão de um a sete dias) uma pessoa apresentar-se em locais públicos com "a cara coberta ou dissimulada total ou parcialmente, de tal forma que não seja identificável".

O texto emenda uma proposta de alguns dos quatro projectos de lei originais ao não incluir qualquer referência a "peças de vestuário", e isenta algumas categorias, tais como motociclistas, bombeiros ou soldadores.

O compromisso poderá também receber o voto favorável de socialistas e dos ecologistas, estes últimos contra o uso da burqa mas com dúvidas sobre o melhor instrumento legislativo a utilizar para o proibir.

A polémica sobre o véu islâmico não é nova na Bélgica, onde, de resto, o seu uso já é sancionado em algumas partes do território, mas até agora ao nível da legislação das comunas.

A ser aprovado pela Câmara do parlamento federal em Abril, o véu facial ou o niqab (que deixa aparecer somente os olhos) deixarão de ser tolerados a partir do próximo verão na via pública, edifícios público e comércio em todo o país.

Lusa
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Abril 21, 2010, 05:30:27 pm
França apresentará projecto de lei contra a burka em Maio


O Governo da França prepara um projecto de lei para proibir o uso da burka, o véu islâmico que cobre quase totalmente o corpo da mulher, nos espaços públicos, anunciou hoje o porta-voz do Executivo francês, Luc Chatel.

Seria uma proibição total desse véu em todos os locais públicos, e não apenas nos serviços públicos, como nos transportes colectivos, edifícios governamentais, hospitais e escolas públicas, destacou o porta-voz após a periódica reunião do Conselho de ministros.

«A proibição deve ser geral em todos os locais públicos, porque a dignidade da mulher não é limitada», salientou Chatel, acrescentando que essa iniciativa deve ser realizada de modo a que «ninguém se sinta estigmatizado».

Segundo Chatel, está previsto que o projecto de lei seja enviado em Maio para o gabinete ministerial para depois passar ao Parlamento, onde será submetido a debate.

O texto «não pode ser partidário», disse o porta-voz, sublinhando que precisamente por isso serão consultados os partidos políticos e «evidentemente as autoridades morais e religiosas».

O próprio presidente francês, Nicolas Sarkozy, e o primeiro-ministro, François Fillon, pediram ao resto do Governo que se «mobilize» para levar adiante o texto do projecto.

Querem fazê-lo o mais rápido possível com o objectivo de não permitir que o fenómeno vá mais longe e chegue a afetar os «valores da República» francesa.

«Legislamos para o futuro», resumiu o porta-voz governamental, indicando que em França há aproximadamente 2 mil mulheres que usam a burka.

Sarkozy foi quem impulsionou o debate contra o uso do véu em França e um dos primeiros a mostrar-se partidário de o proibir por lei porque, segundo reiterou hoje mesmo aos membros do seu Governo, é algo que representa um ataque à dignidade das mulheres.

Lusa
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Snowmeow em Julho 26, 2010, 08:26:21 pm
Bom, hei de opinar porque, brevemente, estarei aí na Europa.
Considero positiva a entrada de islâmicos, DESDE QUE seja respeitado o caráter laico do Estado. Imposição de costumes religiosos deve ser sempre vista como atentado à liberdade alheia.

No Brasil, pode parecer que não, mas temos um problema semelhante. Os evangélicos pentecostais e neo-pentecostais estão crescendo exponencialmente em número e influência, e estão querendo "botar as manguinhas de fora", entrando na política e usá-la como meio de proselitismo contra o "maior país católico do mundo". E, se os islâmicos são taxados por aí (e aqui) de terroristas, os evangélicos daqui são verdadeiros salafrários, que fazem lavagem cerebral nos incautos e tomam todos seus recursos em troca de algo incerto (Que, no caso, seria o céu), além de praticarem verdadeiras barbaridades, como tráfico de drogas em território europeu (Ex-pastor da IURD confessou isso).
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 27, 2010, 12:54:56 pm
Citação de: "Snowmeow"
Bom, hei de opinar porque, brevemente, estarei aí na Europa.
Considero positiva a entrada de islâmicos, DESDE QUE seja respeitado o caráter laico do Estado. Imposição de costumes religiosos deve ser sempre vista como atentado à liberdade alheia.

No Brasil, pode parecer que não, mas temos um problema semelhante. Os evangélicos pentecostais e neo-pentecostais estão crescendo exponencialmente em número e influência, e estão querendo "botar as manguinhas de fora", entrando na política e usá-la como meio de proselitismo contra o "maior país católico do mundo". E, se os islâmicos são taxados por aí (e aqui) de terroristas, os evangélicos daqui são verdadeiros salafrários, que fazem lavagem cerebral nos incautos e tomam todos seus recursos em troca de algo incerto (Que, no caso, seria o céu), além de praticarem verdadeiras barbaridades, como tráfico de drogas em território europeu (Ex-pastor da IURD confessou isso).

Se há coisa que eu não gosto que tenha vindo do Brasil é exactamente a IURD. Bando de ladrões!!! :evil:
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: HaDeS em Fevereiro 18, 2011, 08:07:26 pm
Será?
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: HSMW em Fevereiro 18, 2011, 08:59:34 pm
Brasileiros a dar opiniões sobre a  Europa e nem uma única referencia a Portugal... No mapa apenas apareceu uma vez.

Informação da treta "made in Brasil".
Outra coisa não seria de esperar de um brasileiro que utiliza uma bandeira Nazi http://www.youtube.com/user/BRSP1488BH como avatar e fundo da página.

Come se a pura raça de deuses arianos tivesse tal simpatia pelos sul americanos.
Ou será uma pura raça sul americana?!  :N-icon-Axe:
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Snowmeow em Março 13, 2011, 05:29:42 pm
O video é de autoria de alguém que prega a ideologia Nazi e supremacista branca no Brasil. Creio eu, não deve ser levado muito a sério.
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Pellegrino Ernetti em Maio 27, 2014, 03:10:27 am
Em Espanha vivem 1.732.191 de musulmanos, 3% da população total.

http://www.minutodigital.com/2014/02/06 ... ion-total/ (http://www.minutodigital.com/2014/02/06/en-espana-viven-1-732-191-musulmanes-el-3-de-la-poblacion-total/)

Atenção Espanhois!!
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Snowmeow em Maio 31, 2014, 09:07:31 pm
O perigo que os muçulmanos representam para a Espanha é muito MENOR do que o perigo que os fanáticos evangélicos representam para o Brasil. Aqui, eles beiram os 20%, possuem bancada exclusiva no Congresso Nacional, e já cogitaram até mesmo uma versão cristã da Sharia a ser implementada no Brasil. :evil:
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: HSMW em Setembro 12, 2014, 02:07:08 pm
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Crypter em Setembro 13, 2014, 10:31:04 pm
Coletes a dizer o quê???
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: HSMW em Setembro 13, 2014, 10:41:00 pm
Citação de: "Crypter"
Coletes a dizer o quê???

(http://cdn.breitbart.com/mediaserver/Breitbart/Breitbart-London/2014/09/06/Sharia-Police.jpg)
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Janeiro 02, 2015, 08:45:05 pm
Movimentos contra a "islamização" ganham força na Alemanha


Chamaram-lhe "uma desgraça para a Alemanha" e "nazis disfarçados". Merkel criticou as suas marchas semanais de "ódio" e "preconceito". Mas o movimento "contra a islamização do Ocidente" ganha adeptos.

Tem apenas dois meses de vida, mas já organizou uma marcha que concentrou mais de 17 mil apoiantes, no dia 22 de Dezembro, e na rede social Facebook é seguido por 100 mil pessoas. O movimento Europeus Patrióticos contra a Islamização do Ocidente (PEGIDA) organiza marchas semanais em Dresden.

Nos últimos meses, na Alemanha, os movimentos contra o islamismo ganharam força e um estudo recente do instituto de sondagens Forsa, publicado na revista Stern, revela que um em cada oito alemães está disposto a juntar-se a estes grupos. Para 29% dos inquiridos, marchas anti-islâmicas são justificadas dada a influência do islão na Alemanha.

Dois terços dos inquiridos acreditam que é exagerado falar em "islamização" da Alemanha, mas muitos preocupam-se com o número de pessoas que procuram asilo. O estudo também revelou que a maior parte dos alemães pensa que as condições de entrada no país são demasiado brandas.

Em 2013, 200 mil requerentes de asilo foram recebidos por Berlim e muitos alemães temem a chegada de muitos mais, nomeadamente vindos da Síria.

Um catedral às escuras

Num manifesto publicado esta semana no Facebook, o PEGIDA pede políticas de imigração mais restritas e a "protecção da cultura judaico-cristã que dominou o Ocidente" contra a "permissão de sociedades paralelas", como "tribunais" e a "polícia" da Sharia (lei islâmica).

A Catedral de Colónia, uma das maiores na Alemanha, vai apagar todas as suas luzes na próxima segunda-feira, durante a passagem da próxima marcha do PEGIDA, como protesto.

"O PEGIDA é formado por uma grande mistura de pessoas, desde os que se integram na sociedade até racistas e membros da extrema-direita", disse à Reuters o reitor da catedral, Norbert Feldhoff.

"Ao apagarmos as luzes queremos que aqueles que estão na marcha parem e pensem. É um desafio: vejam bem quem está a marchar ao vosso lado."

O ministro da Justiça, Heiko Maas, considerou que o grupo era "uma desgraça para a Alemanha". Um ministro regional chamou-os mesmo de "nazis disfarçados".

Merkel: "preconceito" e "ódio"

O rápido crescimento do PEGIDA mereceu a atenção da chanceler alemã que critica as atitudes racistas e o "ódio" transmitido pelo grupo.

"Digo a toda a gente que vai a estas manifestações: não sigam aqueles que vos estão a atrair! Porque muitas vezes têm nos seus corações preconceito, frieza e até ódio", disse Angela Merkel na sua mensagem de Ano Novo, referindo-se às marchas semanais que o PEGIDA tem organizado.

No discurso xenófobo, ao PEGIDA junta-se o partido Alternativa para Alemanha, que deixou os seus objectivos eurocépticos para se focar nas questões da imigração.


Renascença
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Agosto 26, 2015, 01:03:15 pm
(http://i.imgbox.com/LAHbXiCm.jpg)


(http://i.imgbox.com/g9TPcatL.jpg)



(http://41.media.tumblr.com/2f03f0967486714a8edbbcb593da98be/tumblr_nrebtdsYqm1slxsdwo1_500.jpg)
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Viajante em Agosto 17, 2016, 12:12:42 am
Clérigo radical britânico enfrenta pena de cadeia

O clérigo britânico Anjem Choudary, que tem sido acusado de encorajar jovens muçulmanos, foi condenado por apelar ao apoio ao grupo extremista Estado Islâmico (EI) e enfrenta pena de cadeia.

(http://thumbs.web.sapo.io/?epic=MmY0M3/WduVsQ9fFig0WtTyJ68mMP87nYDWCp/cR+3mPhj3UA5P+OX8K6BHWTbMfFYn5lp0DY5MUMD6FwEz55d1qpGKnFicRkXF5/TLMVLfJPHw=&crop=center&tv=2&errorpic=transparent&delay_optim=1&W=960&H=540&Q=70&bgcolor=ffffff)

O homem, de 49 anos e o co-réu Mohammed Mizanur Rahman, de 33, colocaram uma série de vídeos no Youtube onde convidavam a apoiar o grupo e juravam fidelidade ao líder do EI, Abu Bakr al-Baghdadi.

Foram condenados por apoiarem uma organização terrorista ilegal e mantêm-se em prisão preventiva, após terem sido julgados no mês passado, em Londres.

O veredicto não foi tornado público até agora devido a restrições legais.

Chowdary era o responsável britânico do Islam4UK, ou al-Muhajiroun, um grupo co-fundado por Omar Bakri Muhammad que defendia a imposição da lei islâmica no Reino Unido e foi entretanto proibido.

Entre os radicalizados do Muhajiroun contam-se os bombistas suicidas que mataram 52 pessoas nos transportes públicos londrinos em julho de 2005 e os homens que mataram o soldado Lee Rigby na capital britânica em 2013.

A sentença está marcada para o dia 06 de setembro e Choudary enfrenta uma pena máxima de 10 anos de prisão.

O antigo advogado, que tem cinco filhos, já tinha sido notícia por organizar um evento pró-Osama Bin Laden em Londres, em 2011, e integrou um grupo que queimou papoilas (um símbolo que homenageia os mortos na Grande Guerra) durante um protesto no Dia do Armistício, em Londres, em 2010.

http://24.sapo.pt/article/lusa-sapo-pt_2016_08_16_1105752118_clerigo-radical-britanico-enfrenta-pena-de-cadeia

Finalmente começam a abrir os olhos!!!
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Cabeça de Martelo em Março 27, 2017, 11:34:25 pm
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Agosto 08, 2018, 02:32:03 pm
Europa aperta o cerco aos véus


Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: HSMW em Agosto 14, 2018, 12:57:11 pm

Mais de 100 carros incendiados na Suécia
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitan em Agosto 14, 2018, 04:17:25 pm

Mais de 100 carros incendiados na Suécia

É estranho, mas em todos os sites onde procurei, ninguém fala em Islão, mas em gangues...
Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Dezembro 26, 2018, 05:30:52 pm
Um imposto para os muçulmanos na Alemanha?


Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Dezembro 27, 2018, 05:55:03 pm
Tribunal ordena regresso de famílias de jihadistas do Daesh


Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Fevereiro 05, 2019, 07:30:14 pm
Ex-político holandês de extrema-direita tornou-se muçulmano



Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Fevereiro 27, 2019, 05:33:54 pm
Decathlon abandona ideia de vender hijabs


Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Abril 08, 2019, 08:03:30 pm
Hijab - o véu da discórdia


Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Maio 01, 2019, 05:55:15 pm
Outdoor da extrema-direita alemã para as europeias gera polémica



Título: Re: Islão na Europa
Enviado por: Lusitano89 em Maio 14, 2019, 02:28:42 pm
Bruxelas: Museu Judaico celebra Ramadão