ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Marinha Portuguesa => Tópico iniciado por: P44 em Junho 21, 2004, 02:03:14 pm

Título: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: P44 em Junho 21, 2004, 02:03:14 pm
Caros Colegas do Forum,

Uma breve apresentação de algumas fragatas da Armada Portuguesa da Segunda metade do Séc. XX...

Vou tentar colocar aos poucos, espero que apreciem... 8)


Começando pela minha favorita, NRP PERO ESCOBAR (F 335)

(http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f335-foto.jpg)


História do Navio:
http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f335-t1.jpg
http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f335-t2.jpg
http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f335-t3.jpg
Título:
Enviado por: P44 em Junho 21, 2004, 02:59:18 pm
CLASSE "ALM. PEREIRA DA SILVA"
F 472
F 473
F 474

(http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f472-side_view.jpg)


Historial:
http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f472-t1.jpg

http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f472-t2.jpg

http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f472-t3.jpg

http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f472-t4.jpg
Título:
Enviado por: Lynx em Junho 21, 2004, 03:02:53 pm
P44 tem alguma imagem que possa colocar aqui do contratorpedeiro Tejo ?
Título:
Enviado por: P44 em Junho 21, 2004, 03:20:31 pm
Lynx, tenho de procurar, não sei se será fácil... 8)

Vou tentar, se conseguir ponho aqui de certeza :wink:
Título:
Enviado por: Lynx em Junho 21, 2004, 03:32:12 pm
Obrigado P44  :G-Ok:
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 21, 2004, 03:40:05 pm
Ora aí está uma secção que o site da Marinha poderia ter.

E alguns de nós já lhes sugerimos isso.

Será que na próxima remodelação do site irão ter em atenção as nossas sugestões?

Entretanto, obrigado P 44, que és o nosso arquivo de excelência para a História das forças navais portuguesas do século XX. :G-Ok:
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 21, 2004, 03:42:25 pm
Podem ser velhinhos e sem valor militar relevante, mas que ainda fazem figura, fazem:

Reparem nisto:




(http://www.usswisconsin.org/General/Pics/H%2053-10-12.jpg)
Título:
Enviado por: P44 em Junho 21, 2004, 03:46:50 pm
Citar
Entretanto, obrigado P 44, que és o nosso arquivo de excelência para a História das forças navais portuguesas do século XX.


 :shock:

Uahu!!!! Ganda "compliment"!!!!! :evil:
Título:
Enviado por: JNSA em Junho 22, 2004, 01:36:07 pm
Grande tópico, P44... :wink: ), e isso talvez se deva, como referiu, à falta de um livro sobre a matéria... :lol:  :wink:
Título:
Enviado por: P44 em Junho 22, 2004, 01:41:47 pm
Citar
Por isso, P44, ficou incumbido do dever de nos "educar" sobre o assunto...
:wink:  :wink:  8)

Já agora faço eu uma pergunta...
Esta foto é da Fragata "Vasco da Gama" de 1962...não possuo nenhuma informação sobre ela...no entanto, as linhas são muito parecidas com o NRP Afonso de Albuquerque (A 526), navio hidrográfico que era inicialmente uma "fragata" (?) da Classe RIVER inglesa, se a memória não me atraiçoa...

(http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f478.jpg)
Título:
Enviado por: P44 em Junho 22, 2004, 01:52:06 pm
CLASSE "DIOGO CÃO"
-F 333
-F 334

(http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f333-side_view.jpg)

Historial:
http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f333-t2.jpg

http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f334-t2.jpg
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 22, 2004, 01:57:48 pm
P 44:

As fragatas que colocou, da Classe Diogo Cão operaram em que época?
Título:
Enviado por: P44 em Junho 22, 2004, 02:00:52 pm
A Hermenegildo Capelo e a Pero Escobar em Portimão...dá para comparar melhor a dimensão relativa de cada uma :wink:

(http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f481f335.jpg)
Título:
Enviado por: P44 em Junho 22, 2004, 02:02:54 pm
Citação de: "Rui Elias"
P 44:

As fragatas que colocou, da Classe Diogo Cão operaram em que época?


Salvo erro, entre finais da década de 50 e finais da década de 60

(a Diogo Cão acho que foi entre 1957-1968, mas não tenho a certeza absoluta)
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 22, 2004, 02:08:28 pm
P 44:

Era o que eu desconfiava: só cerca de 10 anos em operação...

Mas elas foram compradas usadas?

Quanto à Fragata Vasco da Gama dos anos 60 que colocou aqui, o Museu de Marinha, através do Gabinete de Investigação poderá fornecer elementos sobre ela.

Quem é amigo, quem é? :wink:
Título:
Enviado por: P44 em Junho 22, 2004, 02:15:26 pm
Citação de: "Rui Elias"
P 44:

Era o que eu desconfiava: só cerca de 10 anos em operação...

Mas elas foram compradas usadas?

Yep! Eram DDs Americanos da segunda guerra mundial...(como se vê, a "novela" das OHP já não é nova) :wink:[/quote]

Se me ligarem tanto como o gabinete de RP da Armada, bem posso morrer á espera.... :wink:
Título:
Enviado por: P44 em Junho 22, 2004, 02:21:53 pm
Não eram DDs , eram DEs (destroyer Escorts). A Corte Real era a "McCoy Reynolds" (DE 440)

Veja aqui:

http://www.navsource.org/archives/06/440.htm
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 22, 2004, 02:27:42 pm
Isso não augura nada de bom em relação ao horizonte de vida das Perry's.

Mas quem é que teve a ideia de aliviar o trabalho dos sucateiros americanos? 8)
Título:
Enviado por: Lynx em Junho 22, 2004, 03:15:41 pm
Mais umas fotos

a F-474 Alm. Magalhães Corrêa

(http://www.envc.pt/images/navio634.jpg)

(http://www.envc.pt/images/navio631.jpg)
Título:
Enviado por: Spectral em Junho 22, 2004, 06:23:24 pm
Citar
Não eram DDs , eram DEs (destroyer Escorts). A Corte Real era a "McCoy Reynolds" (DE 440)

Veja aqui:

http://www.navsource.org/archives/06/440.htm (http://www.navsource.org/archives/06/440.htm)


Então até foi uma sorte terem durado tanto tempo. A qualidade de construção dos DE do tempo da guerra era horrível ( o que interessava era pôr o maior número de navios em acção possível).
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: JLRC em Junho 22, 2004, 09:06:44 pm
Citação de: "P44"
Começando pela minha favorita, NRP PERO ESCOBAR (F 335)


Caro Spectral

Também é a minha preferida, a bela Lolobrigida. Era um navio elegantíssimo. Nunca entendi o seu prematuro desarmamento. Dizia-se na altura que tinha problemas de estabilidade. É verdade? Lembro-me de a ver fundeada em frente ao Terreiro do Paço, à bóia, toda engalanada. Era linda.
Cumprimentos
JLRC
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 23, 2004, 12:09:52 pm
O Spectral referiu a má qualidade da construção dos navios militares durante a II Grande Guerra, dada a pressa na sua construção.

Tem razão, e o que mais é, essa má qualidade foi extensível a algumas unidades da Marinha mercante e a navios reabastecedores.

Nas altura não valia a pena investir muito na qualidade porque a qualquer momento podia o navio ser atingido por um torpedo ou por ataque aéreo, e por outro lado a pressa é inimiga da qualidade.

Apostou-se na quantidade.

Mas a opção acabou por ser acertada.

Os nazi-fascistas europeus e os imperialistas japoneses não tiveram tempo para se coçarem 8)
Título:
Enviado por: P44 em Junho 23, 2004, 12:15:24 pm
Citar
Os nazi-fascistas europeus e os imperialistas japoneses não tiveram tempo para se coçarem



Bem dizido, camarada... :mrgreen:  :G-beer2:
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 24, 2004, 12:00:44 pm
P44:

Julgo saber que está em preparação no site do Museu de Marinha a colocação das principais embarcações que foram utilizadas pela Marinha Portuguesa, nomeadamente no século XX, o que pode suprir  a lacuna do site da Marinha.

O Gabinete de investigação está a tratar disso, e julgo que brevemente podem disponibilizar dados sobre a Vasco da Gama dos anos 60 de que você colocou aqui uma foto.
Título:
Enviado por: P44 em Junho 24, 2004, 12:08:45 pm
Boas noticias de facto!!!! :D
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 24, 2004, 01:48:14 pm
P 44:

Sobre a Vasco da Gama que referiu, aqui vai:

VASCO DA GAMA
(1961-1973)
Fragata
Classe "Álvares Cabral"
F 478


Construída em Sunderland (Inglaterra) e lançada à água em 8 de Junho de 1945 para a Royal Navy, inicilamente baptizada de HMS Mount Bay, pertenceu à classe Bay e entrou ao serviço em 1949.

Foi adquirida por Portugal em 1961 e incorporada na Armada juntamente com a Fragata D. Francisco de Almeida.

Fez missões na costa de Angola e em Moçambique.

Após um regresso a Lisboa, regressou a África, onde recebeu beneficiações até 1970, regressou à costa africana, tendo regressado em 71, não mais voltando a navegar e sendo abatida em 1973.

Fez um total de horas de navegação de 19.163 horas



Armamento: Teríamos que consultar a da fragata que deu nome à Classe


Bem diferente das actuais Vasco da Gama:

Características:


Deslocamento: 3.200 Ton
Comprimento: 115,9 metros
Boca Máxima: 14,8 metros
Calado: 6 Metros
Velocidade máxima (motor diesel): 20 nós
Velocidade Méxima (turbinas a gás): 32 nós
Autonomia: 4.500 milhas nauticas
Possui plataforma para helicópteros

Armamento:

2 vezes 4 mísseis SSM Arpoon
1 vezes 8 mísseis SAM "sea Sparrow"
1 peça de 100 mm "creusot-Loire" mod 68
1 peça de 20mm "Vulcan-Phalanx" MK 15
2 vezes 3 tubos lança torpedos MK 32
torpedos MK 44 e MK 46
2 sistemas de contramedidas anti missil SRBOC MK 36
Pode embarcar 2 Helis ASW com torpedos.



Portanto, se o P44 for um interessado por estes assuntos, vá um dia ao Museu de Marinha e entre ou contacte alguem do Gabinete de Investigação do Museu, onde terá à disposição um enorme acervo de fotos e publicações com o historial de cada uma das embarcações, características, relatos, etc.
Título:
Enviado por: P44 em Junho 24, 2004, 02:07:37 pm
Brigadão Rui, vejo que está a ficar um expert, temos de dividir este tópico a mielas  :wink:

Ando aqui á procura da HMS Mounts Bay:
encontrei isto:

(http://members.lycos.co.uk/brisray/dad/wrrr57a.jpg)
On 4th September 1957, HMS Warrior visited Puerto Belgrano, Argentina. She was accompanied by HMS Lynx (Type 41, anti-aircraft frigate, F-27) and Mounts Bay (Bay class frigate, F-627)
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 24, 2004, 02:50:22 pm
Pois, a Mouts Bay é a pequena que se vê à esquerda.

Mas a enorme embarcação que se vê ao fundo será (ou foi) dos argentinos?

Credo!!!
Título:
Enviado por: P44 em Junho 24, 2004, 02:54:46 pm
Citação de: "Rui Elias"
Pois, a Mouts Bay é a pequena que se vê à esquerda.

Mas a enorme embarcação que se vê ao fundo será (ou foi) dos argentinos?

Credo!!!


Não sei se será o "25 de Mayo".... :roll:
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 24, 2004, 03:03:28 pm
E o "25 de Mayo" é o quê?

Um cruzador ou um couraçado pequeno?

É caso para dizer:

Já não se fabricam os barcos de antigamente:

Que grandeza olhar para aqueles grandes vazos da II Guerra, para os couraçados, e olhar para os novos designs das fragatas actuais... :cry:
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 24, 2004, 03:06:33 pm
É este?

(http://dapro.open.ac.uk/group/cpv/fi/images/25demayo.jpg)

Agora parece-me um porta-aviões.

Quantos aviões é que os argentinos teriam nessa altura?
Título:
Enviado por: papatango em Junho 24, 2004, 03:09:46 pm
O "Veitecinco de Mayo" era um porta-aviões.
O outro navio "grande" da marinha argentina era o General Belgrano, (igual aos dois cruzadores brasileiros Baroso e Tamandaré que na altura , se não me engano, já tinham sido abatidos).

Cumprimentos
Título:
Enviado por: P44 em Junho 24, 2004, 03:17:34 pm
Rui,

Sim é esse o "25 de Mayo"

Agora se é o mesmo da foto com a F627 não sei, porque o 25 de Mayo foi vendido pela Holanda á Argentina (chamava-se "Karel Doorman")

Não confundir com Karel Poborsky :wink:
Título:
Enviado por: lf2a em Junho 24, 2004, 03:18:30 pm
Citação de: "Rui Elias"
Mas a enorme embarcação que se vê ao fundo será (ou foi) dos argentinos?


Penso que essa embarcação é o HMS Warrior de que se fala na legenda. Tratava-se de um porta-avioes ligeiro da classe Colossus e que curiosamente foi vendido, menos de um ano depois dessa ocasião, à Argentina, onde foi rebaptizado como Independencia. Cheira-me que a referida visita tinha como propósito convencer os argentinos a comprarem o navio. :roll:

Cmpts,
LF2A
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 24, 2004, 03:31:50 pm
Nesse caso, foi uma visita de "charme".

Será que quando o Príncipe das Astúrias atracou em Alcântara há uns meses eles nos quereriam impingir alguma coisa, caso tivessemos o "cacau" para a pagar?

Quicá o próprio Astúrias... :?
Título:
Enviado por: Spectral em Junho 24, 2004, 03:46:32 pm
Não, não temos nem teremos condições para adquirir ou operar o Principe das Asturias.

O "25 de Mayo" podia operar os A-4 Skyhawk da marinha argentina, mas após o afundamento do Belgrano por um submarino inglês, os navios argentinos ficaram todos no porto e os aviões foram lançados a partir da Argentina.
Título:
Enviado por: P44 em Junho 24, 2004, 03:54:33 pm
Pois, o "Independencia", já não me lembrava desse... :?
Título:
Enviado por: JLRC em Junho 24, 2004, 04:16:46 pm
Caros companheiros

O tal navio grande que se vê ao fundo da fotografia é de facto o HMS Warrior, um porta aviões da classe Colossus, tal como o "Veinticinco de Mayo" argentino e o "Minas Gerais" brasileiro.
Quanto ao seu parque aéreo, embora os A-4 podessem operar do "Veinticinco de Mayo" ele estava preparado para operar os (então recentes) Super-Étendard equipados com o AM 39 Exocet. Isso só não aconteceu, porque após o afundamento do "Belgrano" (e aqui poderiamos discutir a justificação deste ataque), o "Veinticinco de Mayo" ficou restrito às aguas costeiras, limitando o uso dos Super.Étendard e dos respectivos mísseis Exocet (que não eram muitos, 6 no total julgo eu).
Cumprimentos
JLRC

Características do "Veinticinco de Mayo"(ex-Venerable, ex-Karel Doorman)

D : 15.892 t (19.896 máx. carregado).
V : 24,5 nós.
Dim : 212,67 (192,04 pp) x 24,49 x 7,50 m.
Parque aéreo : variável mas podendo atingir 22 aparelhos em função do seu tipo.
Distância transponível : 6.200 milhas náuticas à velocidade de 23 nós ou 12.000 mn a 14 nós.
Trip : 1.509 h.
Foi comprado em 01-04-48 pela Marinha holandêsa e entrou ao serviço em 28-05-48 com o nome de "Karel Doorman". Foi reconstruído entre 1955/58 por Wilton-Fijnoord. A reconstrução incidiu nomeadamente na construção de uma pista oblíqua de 164,80 m e de um hangar com 139 x 15,8 5,3, colocação de uma catapulta a vapor, novas antiaéreas e novos radares. Parcialmente climatizado para operar nos trópicos. Recebeu em 1965-67 as caldeiras e as máquinas provenientes do porta-aviões britânico, do mesmo tipo, "Leviathan" que não foi completado. Na sequência de um grave incêndio em 29-04-68, foi desarmado e vendido à Argentina em 15-10-68. Entrou ao serviço deste país em 12-04-68. Foi desarmado em em 1996 e posto à venda em 1997.
Cumprimentos
JLRC
Título:
Enviado por: Spectral em Junho 24, 2004, 04:29:27 pm
Pois, é natural que os S. Etendard pudessem operar do porta-aviões  :roll:

Para discutir o afundamento do Belgrano (um episódio sem dúvida polémico) é melhor usar a thread da "Guerra das Flaklands", para arrumar isto um pouco mais...
Título:
Enviado por: P44 em Junho 25, 2004, 11:08:37 am
Desenho de uma Fragata Inglesa da Classe River

(http://www.hazegray.org/navhist/canada/ww2/riverfri/frigate.gif)

Semelhante ás nossas:

F 331 - Diogo Gomes (ex- HMS Awe)
F 332 - Nuno Tristão (ex-HMS Avon)
Título:
Enviado por: Rui Elias em Junho 28, 2004, 12:22:12 pm
P 44:

Por favor, volte a tentar colocar as fotos, porque não se vê nada.

Obrigado.
Título:
Enviado por: P44 em Junho 28, 2004, 02:13:19 pm
Rui,

Por favor experimente o link:

http://www.hazegray.org/navhist/canada/ww2/riverfri/frigate.gif

EDIT: Esqueça, tb não dá, deve haver algum problema com o hazegray... :cry:
Título:
Enviado por: P44 em Junho 30, 2004, 12:00:08 pm
CLASSE DIOGO GOMES

F 331 - Diogo Gomes (ex- HMS Awe)
F 332 - Nuno Tristão (ex-HMS Avon)

(http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f331-side_view.jpg)

Historial:

http://img78.photobucket.com/albums/v29 ... texto1.jpg (http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f331-texto1.jpg)
http://img78.photobucket.com/albums/v29 ... texto2.jpg (http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f331-texto2.jpg)
http://img78.photobucket.com/albums/v29 ... texto3.jpg (http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f331-texto3.jpg)
http://img78.photobucket.com/albums/v29 ... texto4.jpg (http://img78.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/f331-texto4.jpg)
Título:
Enviado por: papatango em Junho 30, 2004, 12:11:23 pm
Haverá algum problema em utilizar estes dados para colocar no meu site, onde pretendo colocar "fichas" sobre navios antigos da Marinha?

cumprimentos
Título:
Enviado por: P44 em Junho 30, 2004, 01:24:44 pm
Papatango,

Esteja á vontade 8)

Eu dp mando-lhe o meu NIB para depositar o $$$$$$$ :mrgreen:

 :G-Ok:
Título:
Enviado por: P44 em Outubro 11, 2004, 11:01:16 am
Algumas fotos que encontrei no "baú" do meu disco rigido... :wink:

F 333- NRP Diogo Cão
(http://img.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/NRPDiogoCao.jpg)

F334- NRP Corte Real
(http://img.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/NRPCorteReal.jpg)

F335 - NRP Pero Escobar
(http://img.photobucket.com/albums/v297/RuiPinheiro/Escobar1.jpg)
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: nelson38899 em Julho 19, 2014, 11:35:59 am
aqui fica um vídeo das fragatas classe Vasco Da Gama



se já foi posto, as minhas desculpas
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: P44 em Novembro 09, 2014, 01:24:33 pm
(http://s19.postimg.org/c6tldznpv/B13_NZqy_IIAILfd_D_jpg_large.jpg)
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Alvalade em Março 14, 2016, 04:50:18 pm
(http://i.imgur.com/lQbHbmi.jpg)
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Daniel em Dezembro 06, 2018, 08:16:18 pm
Comandante de fragata exonerado
https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/comandante-de-fragata-exonerado?ref=HP_DestaqueLateral
(https://cdn.cmjornal.pt/images/2018-12/img_757x498$2018_12_06_14_51_33_803776.jpg)

Citar
O comandante da fragata Corte-Real, Valter Bulha de Almeida, foi exonerado quarta-feira pelo Chefe do Estado-Maior da Armada, almirante Mendes Calado, após uma reunião entre ambos.


Em causa, apurou o CM, estarão alegados danos sofridos na fragata durante a viagem de regresso a Portugal de uma missão de três meses da NATO nos mares do Norte e Báltico, onde participou no maior exercício militar de sempre da Aliança.

Uma das avarias está, por exemplo, na peça de artilharia de 100 mm, que se encontrará inoperacional.

Recorde-se que, tal como o CM já havia noticiado, a Corte-Real chegou a Lisboa na sexta-feira após ter apanhado dois dias de "malagueiro" na Biscaia. As ondas chegaram a atingir equipamentos da fragata a 17 metros de altura da linha de mar, arrancando por exemplo a redoma de protecção de uma antena.

O novo comandante, capitão-de-fragata Coelho Gomes, toma posse esta sexta-feira.

O comandante da fragata norueguesa teve mais sorte.  c56x1
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: asalves em Dezembro 07, 2018, 09:22:40 am
por acaso já vi uns vídeos no facebook dessa viagem de volta, inclusive a marinha no instagram chegou a partilhar um desses vídeos. Num dos videos ve-se claramente uma onda a bater na ponte do navio.

Mas nestas situação o que pode o Comadante fazer? Ir mais de devagar é solução não se corre o risco de "perder" o controlo e ficar de lado com a rebentação?
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Charlie Jaguar em Dezembro 07, 2018, 10:07:08 am
por acaso já vi uns vídeos no facebook dessa viagem de volta, inclusive a marinha no instagram chegou a partilhar um desses vídeos. Num dos videos ve-se claramente uma onda a bater na ponte do navio.

Mas nestas situação o que pode o Comadante fazer? Ir mais de devagar é solução não se corre o risco de "perder" o controlo e ficar de lado com a rebentação?


No DN de hoje.
Citar
Comandante da fragata Corte Real afastado após viagem tempestuosa
Decisões tomadas pelo oficial durante temporal que causou danos consideráveis no navio terão estado na base da decisão do chefe da Marinha.

Manuel Carlos Freire
06 Dezembro 2018 — 15:29

(...) Segundo várias das fontes, terão sido as decisões tomadas pelo comandante naquele período - como a velocidade do navio, por exemplo - que contribuíram para a ocorrência de mais e maiores danos do que aqueles que a fragata inevitavelmente sofreria perante aquelas condições de mar, admitiram algumas das fontes com experiência de navegação. (...)

(...) A par dos registos de bordo, admitiu uma das altas patentes do ramo, esse processo de averiguações permitiria aprofundar algumas questões relacionadas com o processo de decisão do comandante Bulha de Almeida - como saber se podia ter invertido o rumo de navio para ficar com as ondas pela popa, situação em que os estragos causados são necessariamente menores. Sendo essa operação de colocar o navio a "correr com o tempo" arriscada ou mesmo impossível de concretizar com o tipo de mar existente, manter o navio com as ondas pela proa - a "navegar de capa" - envolveria outras medidas de minimização de estragos que alegadamente não terão sido adotadas pelo comandante do navio, cujo sucessor, comandante Coelho Gomes, já estava nomeado para assumir funções no primeiro semestre de 2019. (...)

https://www.dn.pt/poder/interior/comandante-da-fragata-corte-real-afastado-apos-viagem-tempestuosa-10285255.html
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 07, 2018, 10:57:51 am
Não percebo nada desta área, mas fico com a sensação que a exoneração do Comandante pouco ou nada tem a haver com os danos na Fragata...
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: asalves em Dezembro 07, 2018, 11:45:10 am
Penso que estes sejam os vídeos da tal viagem de regresso.
https://www.facebook.com/jose.catronas/videos/2179487942103657/

Neste aqui no fim ve-se mesmo uma onde a bater na ponte
https://www.facebook.com/JonasAraciRoteiaGoncalves/videos/2227199883970365/
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: jpthiran em Dezembro 07, 2018, 06:12:12 pm
A acusação que se pode fazer ao Comandante é a de não ter dado a volta mais por cima, evitando aquela zona que é reconhecidamente má...certamente que os radares meteriológicos indicavam onde o tempo estaria pior...do pouco que sei sobre isso, é o que me parece...pelos vistos o navios vai ter de levar algumas reparações!...
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Lightning em Dezembro 07, 2018, 06:51:24 pm
"You don`t own that Frigate, the tax payers do" :mrgreen:
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 07, 2018, 07:30:14 pm
 Se fosse aplicado o mesmo critério a outras áreas de responsabilidade dentro da marinha, eram exonerados ás dezenas só pela incompetência e por serem cúmplices do estado a que este ramo chegou.

 Um exemplo de incompetência: terem escolhido o canhão de 100mm (que até os franceses deixaram de o adoptar há muito tempo) quando o padrão NATO era 76 ou 127mm. Os estúpidos e os tacanhos com a mania da cadeia de logística em vez na altura fazerem a transição para o calibre em uso da NATO. Continuaram a padronizar uma coisa que já não tinha futuro. Agora é preciso reparar o canhão e como já não se fabrica, as peças sairão por 3 ou 4 vezes mais caras (tax payer money) que um de 76mm ou 127mm.
 Mais burros que um tijolo.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: NVF em Dezembro 08, 2018, 12:25:07 am
Classe Vasco da Gama, Marinha Portuguesa, entrada ao serviço em 1991. Peça principal: canhão naval francês de 100 mm.

Classe La Fayette, Marinha Francesa, entrada ao serviço em 1996. Peça principal: canhão naval francês de 100 mm.

Classe Floréal, Marinha Francesa, entrada ao serviço em 1992. Peça principal: canhão naval francês de 100 mm.

Classe Cassard, Marinha Francesa, entrada ao serviço em 1988. Peça principal: canhão naval francês de 100 mm.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 08, 2018, 01:57:59 am
Classe Vasco da Gama, Marinha Portuguesa, entrada ao serviço em 1991. Peça principal: canhão naval francês de 100 mm.

Classe La Fayette, Marinha Francesa, entrada ao serviço em 1996. Peça principal: canhão naval francês de 100 mm.

Classe Floréal, Marinha Francesa, entrada ao serviço em 1992. Peça principal: canhão naval francês de 100 mm.

Classe Cassard, Marinha Francesa, entrada ao serviço em 1988. Peça principal: canhão naval francês de 100 mm.

 Foste a correr à wikipedia para ver onde é que podias pegar. Mas estás a esquecer-te das fragatas búlgaras Drazki (ex- Wielingen belgas) que também tem a peça de 100mm, mas essas são de 1970. A Lafayette foi a última classe de navios em 1992. Vê lá que era tão bom que partir daí os franceses abandonaram o 100mm.

 Foste buscar exemplos de navios franceses antigos. Só conseguiste arranjar franceses? Era os que havia, não era?  Mas o que é que pretendes provar com isso?
 Que foi uma sábia e competente decisão da Marinha?
 Não te interrogas porque é que mais nenhum país da NATO optou pelo calibre de 100mm e nem o país do próprio fabricante desde há 26 anos?!
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: asalves em Dezembro 08, 2018, 01:16:24 pm
https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/video--imagens-captadas-a-bordo-mostram-a-violencia-das-ondas-que-danificaram-fragata-portuguesa (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/video--imagens-captadas-a-bordo-mostram-a-violencia-das-ondas-que-danificaram-fragata-portuguesa)

No artigo tem umas imagens dos "estragos"
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: NVF em Dezembro 08, 2018, 01:46:55 pm
Citar
terem escolhido o canhão de 100mm (que até os franceses deixaram de o adoptar há muito tempo)

Repor os factos. Algo estranho a alguns.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Charlie Jaguar em Dezembro 08, 2018, 01:48:26 pm
Mas já parecia estar recomposta quando chegou ao Alfeite. Aparentemente...

(https://scontent.flis8-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/47322774_2127624793925359_7719115837998628864_o.jpg?_nc_cat=110&_nc_ht=scontent.flis8-1.fna&oh=fc2e134f7fe31349d3f290a103d5c275&oe=5C93760C)
https://www.facebook.com/pg/MarinhaPortuguesa/photos/?tab=album&album_id=2127590050595500&__xts__%5B0%5D=68.ARBAOvTtqKie2Oieft3hb6X7HAieks_iE2Qi6Lc4EvLyZdDM--mx_SFjzChiIpfAaLOCPu3xV8T8i_Wn_Xavy4lcA9SYfyPl8sjuKKflbMYMh2ZBhUrr2T-i1g6pDK72dXMWXFYq7mQSDZKJWHocQDJfy9mMrvH0rhCN93AizRUQv6Avxumnpl7xZEFPYIZM5LTR9mwhXgmoranhVqqMbW1qk6mB7ljULKo7v-EmukkEOTlvyU4TGRLMtWHVbq7tH_1TZLnZlxxJ2o7t8-CJCOhKI-eo6Q_LA8h6Z5VXDOP3Ch8moeyq12n4ygpRwq72FnF4N75hhLAhJP1OU6eXpGZ5pnjPm6NQFkj4CiAvAbO2VVxDrTeIomFhtrOcjWpP75Lt8oyKnh9MgbOT7j4YEQyYf45SBTLNhGX4qT4s9ENArEZncxAbynUfT996McZzTkQPfLpowP4ijO1Q1dme0Q&__tn__=-UC-R
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 09, 2018, 12:33:37 pm
Citar
terem escolhido o canhão de 100mm (que até os franceses deixaram de o adoptar há muito tempo)

Repor os factos. Algo estranho a alguns.

Não, não é estranho e não há necessidade de repor facto nenhum. Os franceses deixaram de adoptar há muito tempo (desde 1992 -  já vai um tempinho, não?), ano esse que foi lançada a classe Lafayette, a última com o 100mm.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Daniel em Dezembro 09, 2018, 02:25:04 pm
Major Alvega
Citar
Não, não é estranho e não há necessidade de repor facto nenhum. Os franceses deixaram de adoptar há muito tempo (desde 1992 -  já vai um tempinho, não?), ano esse que foi lançada a classe Lafayette, a última com o 100mm.

Não sei se sabe, presumo que sim, as nossas fragatas classe Vasco da Gama têm um início de contracto de construção em 1986 sendo entregues no ano de 1991.
Hora se a construção das mesmas tem início em 1986, presumo eu que o canhão de 100 mm tenha ficado escolhido nesse mesmo ano.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: LM em Dezembro 09, 2018, 05:17:52 pm
E lembrei-me de um documento com muita informação sobre o que representaram as MEKO para a evolução da MGP

de participante sem expressão de poder militar no passado, a presença das fragatas da classe Vasco da Gama nas forças navais aliadas passou a ser uma reconhecida mais-valia e os nossos navios vistos como um multiplicador de força, robustecido após a integração dos helicópteros orgânicos. Num curtíssimo espaço de tempo queimámos etapas de desenvolvimento que outros demoraram anos a percorrer, ainda que seja justo referir que sem a experiência por eles transmitida, não nos teria sido possível tamanho progresso. De entre esses, sem deixar de fazer uma alusão à ajuda prestada pela marinha alemã na fase de receção dos navios, tem lugar de especial destaque o BosT. sem este treino não teríamos (quase seguramente) conseguido chegar e sustentar os patamares de desempenho a que nos alcandorámos.
Porém, sem beliscar minimamente aquele reconhecimento, é imperioso expressar o que foi feito no seio da marinha no campo do apoio aos navios e que foi igualmente decisivo para o seu reconhecido sucesso, sucesso este que apesar de alguns desencontros iniciais é acima de tudo coletivo. (http://www.aofa.pt/rimp/ANAIS_VOL_II_2016.pdf)
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 09, 2018, 06:14:55 pm
Major Alvega
Citar
Não, não é estranho e não há necessidade de repor facto nenhum. Os franceses deixaram de adoptar há muito tempo (desde 1992 -  já vai um tempinho, não?), ano esse que foi lançada a classe Lafayette, a última com o 100mm.

Não sei se sabe, presumo que sim, as nossas fragatas classe Vasco da Gama têm um início de contracto de construção em 1986 sendo entregues no ano de 1991.
Hora se a construção das mesmas tem início em 1986, presumo eu que o canhão de 100 mm tenha ficado escolhido nesse mesmo ano.

 Quando foi decidido optar pelo 100mm em meados da década de 80, à excepção da Belgica ninguém na NATO usava esse calibre.
 Essa decisão foi mais uma estupidez iguais a muitas que se tomaram e ainda tomam.

 Aliás a prova que foi uma má decisão. É que chegou a haver a intenção de uniformizar os calibres das duas classes de fragatas para 76mm. Ou seja mudar o calibre das Vasco da Gama de 100 para 76mm. E não o contrário.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: HSMW em Dezembro 09, 2018, 07:59:06 pm
Citar
Neste contrato ficava garantido o subsidiar, por via do “Matching Fund”  holandês,  eventual  empréstimo,  em  banco  holandês,  que  o  governo  Português  recorresse  para  efetuar  algum  dos  pagamentos  estipulados à HSA., assim como Igualmente ficou acordada a opção de futura compra de sistemas, equipamentos e serviços para as fragatas da
classe João Belo (o que nunca se concretizou).
Foi ainda este contrato  foi ainda alvo de duas alterações, em 23 de maio de 1988, que tiveram por objectivo modificações no DDCWS devido à alteração do modelo da peça de 100m/m para o modelo 68,13 CADAM e modificações no radar da08 e transponder VesTa o que levou a um acréscimo de preço de 883,8 mil HFL.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Lightning em Dezembro 10, 2018, 01:19:30 am
Isso das peças de 100mm deve ter sido uma uniformização entre navios da Marinha Portuguesa, pois as Fragatas João Belo também usavam esse calibre. Se calhar tínhamos muitas munições 100mm no paiol...
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: tenente em Dezembro 10, 2018, 06:03:57 am
Convêm não esquecer que a escolha dos 100mm foi tomada em virtude da MdG possuir um numero muito elevado de munições desse calibre e também de ainda possuir as Fragatas classe João Belo, e as Corvetas classe Baptista de Andrade num total de oito Navios com dezasseis peças de Artilharia.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/4NLqlp.jpg) (https://imageshack.com/i/pl4NLqlpj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/l5XR9K.jpg) (https://imageshack.com/i/pol5XR9Kj)

https://pt.wikipedia.org/wiki/Classe_Jo%C3%A3o_Belo

https://pt.wikipedia.org/wiki/Classe_Baptista_de_Andrade

Abraços
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: mafets em Dezembro 10, 2018, 10:22:37 pm
Quem sabe disto são os "Bifes" que andam com aquele calibre "standart" de 114 mm...   :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/7/7a/HMS_DEFENDER_fires_her_4.5_inch_Mk_8_Mod_1_naval_gun_MOD_45157963.jpg/1024px-HMS_DEFENDER_fires_her_4.5_inch_Mk_8_Mod_1_naval_gun_MOD_45157963.jpg)
Citar
4.5 inch Mk 8 Mod 1 naval gun on HMS Defender. The multi-faced gunhouse is designed to reduce radar cross section.

(https://www.royalnavy.mod.uk/-/media/royal-navy-responsive/images/news/ships/defender/160203-defender-in-indian-ocean/mr16001237.jpg)
Citar
HMS Defender returns from Middle East deployment

Cumprimentos  c56x1 :-P
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 10, 2018, 11:40:11 pm
 Agora perdeste uma boa oportunidade para estares calado.

 Os britânicos abandonaram o calibre 114mm, a Type 45 foi a última classe a adoptá-lo.
 A Type 26 já está especificada com o 127mm e a Type 31e em principio virá já com o 76mm, embora essa hipótese não esteja totalmente fechada, porque está ainda a ser equacionado o 127mm.

 Agora o exemplo que foste buscar nada tem a ver com a "discussão".
 Mas o que é que pretendes comprovar? Que os tipos da Marinha foram inteligentes e fizeram bem em não transitar definitivamente para o padrão NATO e continuar a insistir num calibre condenado a desaparecer?
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: FoxTroop em Dezembro 11, 2018, 12:49:30 am
Agora perdeste uma boa oportunidade para estares calado.

 Os britânicos abandonaram o calibre 114mm, a Type 45 foi a última classe a adoptá-lo.
 A Type 26 já está especificada com o 127mm e a Type 31e em principio virá já com o 76mm, embora essa hipótese não esteja totalmente fechada, porque está ainda a ser equacionado o 127mm.

 Agora o exemplo que foste buscar nada tem a ver com a "discussão".
 Mas o que é que pretendes comprovar? Que os tipos da Marinha foram inteligentes e fizeram bem em não transitar definitivamente para o padrão NATO e continuar a insistir num calibre condenado a desaparecer?

Maszexmesmobeurre!!!! Uma classe comissionada ainda ontem com um horizonte de utilização de décadas e dizes……. Hóstia percebe-se bem. Já aqui foi explicado e fundamentado o porque da adopção de uma peça 100mm francesa. Lagares de azeite isso sim. Em futuras aquisições de raiz, sim fará todo o sentido, à época a adopção de um 3º calibre para as peças principais da MdG fazia tanto sentido como uma guitarra num enterro e sim, foi a escolha mais logica e sensata.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Major Alvega em Dezembro 11, 2018, 09:33:03 am
Agora perdeste uma boa oportunidade para estares calado.

 Os britânicos abandonaram o calibre 114mm, a Type 45 foi a última classe a adoptá-lo.
 A Type 26 já está especificada com o 127mm e a Type 31e em principio virá já com o 76mm, embora essa hipótese não esteja totalmente fechada, porque está ainda a ser equacionado o 127mm.

 Agora o exemplo que foste buscar nada tem a ver com a "discussão".
 Mas o que é que pretendes comprovar? Que os tipos da Marinha foram inteligentes e fizeram bem em não transitar definitivamente para o padrão NATO e continuar a insistir num calibre condenado a desaparecer?

Maszexmesmobeurre!!!! Uma classe comissionada ainda ontem com um horizonte de utilização de décadas e dizes……. Hóstia percebe-se bem. Já aqui foi explicado e fundamentado o porque da adopção de uma peça 100mm francesa. Lagares de azeite isso sim. Em futuras aquisições de raiz, sim fará todo o sentido, à época a adopção de um 3º calibre para as peças principais da MdG fazia tanto sentido como uma guitarra num enterro e sim, foi a escolha mais logica e sensata.

 Não! Não foi explicado. Foi argumentado e mal argumentado, o que é diferente. Não sejas otário. Não fui eu que fui buscar o assunto da Type 45 como exemplo.  Vai atrás e relê aquilo que disse. Já vi que aqui um diz uma asneira e vêm uns quantos em auxilio dele para o desatascar.
Ouve lá! Queres explicar-me alguma coisa a mim sobre navios? Então explica lá!

É que eu fui ler alguns comentários teus aqui e não se vê nenhum pensamento teu com substância sobre o tema.
Vieste aqui não foi para acrescentar nada de valor à discussão, mas só para auxiliares um colega que veio armar-se em engraçado com emojis com um argumento ridículo.


Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: mafets em Dezembro 11, 2018, 09:52:56 am
Agora perdeste uma boa oportunidade para estares calado.

 Os britânicos abandonaram o calibre 114mm, a Type 45 foi a última classe a adoptá-lo.
 A Type 26 já está especificada com o 127mm e a Type 31e em principio virá já com o 76mm, embora essa hipótese não esteja totalmente fechada, porque está ainda a ser equacionado o 127mm.

 Agora o exemplo que foste buscar nada tem a ver com a "discussão".
 Mas o que é que pretendes comprovar? Que os tipos da Marinha foram inteligentes e fizeram bem em não transitar definitivamente para o padrão NATO e continuar a insistir num calibre condenado a desaparecer?

O exemplo que fui buscar exemplifica bem o problema que a NATO possui até hoje: Falta de padronização, já que um conjunto de nações usam os 127mm, 114mm, 100mm, 76mm e inclusive os LCS a peça de 57 mm. Já agora os EUA estão a desenvolver o calibre 155mm para os  Zumwalt,  enquanto que os Bifes nas Type 26 querem meter por lá uma peça de 57 mm. Quanto ao resto se nunca "alimentei" não é agora que vou "alimentar"... :mrgreen: :-P

Saudações e Cumprimentos
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: diogo13350 em Dezembro 11, 2018, 06:14:21 pm
Agora perdeste uma boa oportunidade para estares calado.

 Os britânicos abandonaram o calibre 114mm, a Type 45 foi a última classe a adoptá-lo.
 A Type 26 já está especificada com o 127mm e a Type 31e em principio virá já com o 76mm, embora essa hipótese não esteja totalmente fechada, porque está ainda a ser equacionado o 127mm.

 Agora o exemplo que foste buscar nada tem a ver com a "discussão".
 Mas o que é que pretendes comprovar? Que os tipos da Marinha foram inteligentes e fizeram bem em não transitar definitivamente para o padrão NATO e continuar a insistir num calibre condenado a desaparecer?

O exemplo que fui buscar exemplifica bem o problema que a NATO possui até hoje: Falta de padronização, já que um conjunto de nações usam os 127mm, 114mm, 100mm, 76mm e inclusive os LCS a peça de 57 mm. Já agora os EUA estão a desenvolver o calibre 155mm para os  Zumwalt,  enquanto que os Bifes nas Type 26 querem meter por lá uma peça de 57 mm. Quanto ao resto se nunca "alimentei" não é agora que vou "alimentar"... :mrgreen: :-P

Saudações e Cumprimentos

O projeto das Zumwalt foi cancelado!
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Cabeça de Martelo em Dezembro 11, 2018, 06:17:34 pm
Agora perdeste uma boa oportunidade para estares calado.

 Os britânicos abandonaram o calibre 114mm, a Type 45 foi a última classe a adoptá-lo.
 A Type 26 já está especificada com o 127mm e a Type 31e em principio virá já com o 76mm, embora essa hipótese não esteja totalmente fechada, porque está ainda a ser equacionado o 127mm.

 Agora o exemplo que foste buscar nada tem a ver com a "discussão".
 Mas o que é que pretendes comprovar? Que os tipos da Marinha foram inteligentes e fizeram bem em não transitar definitivamente para o padrão NATO e continuar a insistir num calibre condenado a desaparecer?

O exemplo que fui buscar exemplifica bem o problema que a NATO possui até hoje: Falta de padronização, já que um conjunto de nações usam os 127mm, 114mm, 100mm, 76mm e inclusive os LCS a peça de 57 mm. Já agora os EUA estão a desenvolver o calibre 155mm para os  Zumwalt,  enquanto que os Bifes nas Type 26 querem meter por lá uma peça de 57 mm. Quanto ao resto se nunca "alimentei" não é agora que vou "alimentar"... :mrgreen: :-P

Saudações e Cumprimentos

O projeto das Zumwalt foi cancelado!

A construção de novos navios, mas há vários a navegar neste momento.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: MATRA em Dezembro 11, 2018, 06:24:31 pm
O 1002 USS Lyndon B. Johnson, está a prestes a deixar a doca seca.

(https://pbs.twimg.com/media/DuHXj6qXQAACfld.jpg:large)
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: NVF em Dezembro 11, 2018, 08:45:28 pm
O 57 mm, além dos LCS, também é utilizado pela USCG e pela RCN, o que já constitui um número significativo de navios. Mas como dizia o outro: deixa-os pousar. Para alguns, este espaço serve mais para destilar fel do que outra coisa.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: FoxTroop em Dezembro 11, 2018, 09:32:36 pm
Agora perdeste uma boa oportunidade para estares calado.

 Os britânicos abandonaram o calibre 114mm, a Type 45 foi a última classe a adoptá-lo.
 A Type 26 já está especificada com o 127mm e a Type 31e em principio virá já com o 76mm, embora essa hipótese não esteja totalmente fechada, porque está ainda a ser equacionado o 127mm.

 Agora o exemplo que foste buscar nada tem a ver com a "discussão".
 Mas o que é que pretendes comprovar? Que os tipos da Marinha foram inteligentes e fizeram bem em não transitar definitivamente para o padrão NATO e continuar a insistir num calibre condenado a desaparecer?

Maszexmesmobeurre!!!! Uma classe comissionada ainda ontem com um horizonte de utilização de décadas e dizes……. Hóstia percebe-se bem. Já aqui foi explicado e fundamentado o porque da adopção de uma peça 100mm francesa. Lagares de azeite isso sim. Em futuras aquisições de raiz, sim fará todo o sentido, à época a adopção de um 3º calibre para as peças principais da MdG fazia tanto sentido como uma guitarra num enterro e sim, foi a escolha mais logica e sensata.

 Não! Não foi explicado. Foi argumentado e mal argumentado, o que é diferente. Não sejas otário. Não fui eu que fui buscar o assunto da Type 45 como exemplo.  Vai atrás e relê aquilo que disse. Já vi que aqui um diz uma asneira e vêm uns quantos em auxilio dele para o desatascar.
Ouve lá! Queres explicar-me alguma coisa a mim sobre navios? Então explica lá!

É que eu fui ler alguns comentários teus aqui e não se vê nenhum pensamento teu com substância sobre o tema.
Vieste aqui não foi para acrescentar nada de valor à discussão, mas só para auxiliares um colega que veio armar-se em engraçado com emojis com um argumento ridículo.

Foi explicado e fundamentado. O calibre estava em uso à época, só na nossa Armada tínhamos 4 fragatas a 3 peças cada (na altura) mais as corvetas Baptista de Andrade o que dava quase 20 peças em uso, além de toda a cadeia logística já montada. Criar uma terceira linha de logística não fazia, nem faz, qualquer tipo de sentido.
Numa nova classe, sim, e eu apoio um calibre maior, não porque gosto de Yamatos ou Iowas, mas porque considero que necessitamos de algo que dê suporte em operações costeiras tipos as que regulamente fazíamos à Guiné. Ter uma 76mm ou 57mm a cuspir para terra ou ter uma 100mm ou 127mm faz toda a diferença quando se é teso e não se tem meios aéreos para essa cobertura que, felizmente, ainda não foi necessária à séria.

Quanto a substancia das minhas mensagens…. vindo de onde vem….. considero um elogio.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: HSMW em Dezembro 11, 2018, 09:34:31 pm
Isso das peças de 100mm deve ter sido uma uniformização entre navios da Marinha Portuguesa, pois as Fragatas João Belo também usavam esse calibre. Se calhar tínhamos muitas munições 100mm no paiol...

Concordo. Na época terá sido tido em consideração a quantidade de munições armazenadas em paiol, o numero de sobresselentes armazenados e já catalogados, todo o processo de formação já implementado e pessoal já formado (a nível de artilheiros e de mecânicos) na operação deste sistema.

Depois é um sistema que tem cumprido a missão.
Já dizia um sábio chinês: Não importa o tamanho, importa o que se faz com ela.

Outros sistemas foram muito mais relevantes na altura tal como o Phalanx, o Sea-Sparrow, o Harpoon e o Lynx.



 
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: HSMW em Dezembro 11, 2018, 09:42:45 pm
E para não esquecer todos os avanços a níveis de radares de detecção e capacidade de gestão de combate, comunicações seguras, criptografia, motores, acomodações para a tripulação, autonomia em combustível e viveres...  Tanta coisa mais importante que discutir calibres é como discutir tamanho de pi***...
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: mafets em Dezembro 11, 2018, 10:48:58 pm
Importante não esquecer este "pequeno pormenor".

Citar
Tendo parte do custo total dos navios sido pago graças a contribuições de outros membros da NATO, uma unidade está atribuída à Stanavforlant, tendo já por diversas vezes os navios portugueses assumido o comando da esquadra.

http://www.geocities.ws/militaryzone_portugal/VG-file.htm (http://www.geocities.ws/militaryzone_portugal/VG-file.htm)

Saudações


 
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: P44 em Dezembro 14, 2018, 06:18:25 pm
O 1002 USS Lyndon B. Johnson, está a prestes a deixar a doca seca.

(https://pbs.twimg.com/media/DuHXj6qXQAACfld.jpg:large)

É o 3º e último.
Título: Re: Fragatas da Armada Portuguesa
Enviado por: Charlie Jaguar em Dezembro 14, 2018, 06:31:13 pm
O 1002 USS Lyndon B. Johnson, está a prestes a deixar a doca seca.

(https://pbs.twimg.com/media/DuHXj6qXQAACfld.jpg:large)

É o 3º e último.

Com o nome do patrono que tem não sei se vai longe...  ::) :mrgreen: