ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Força Aérea Portuguesa => Tópico iniciado por: tgcastilho em Agosto 06, 2007, 11:33:10 am

Título: Substituição P-3
Enviado por: tgcastilho em Agosto 06, 2007, 11:33:10 am
Boas qual é que acham que sera o substituto do p-3 num futuro medio/longo prazo??
Título:
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 06, 2007, 01:07:14 pm
A muito longo prazo poderá ser...acho que não há no mercado que possa substituir o P-3, pois não? :?
Título:
Enviado por: tgcastilho em Agosto 06, 2007, 01:32:36 pm
Citação de: "Cabeça de Martelo"
A muito longo prazo poderá ser...acho que não há no mercado que possa substituir o P-3, pois não? :?

Existe o p-8 ainda em fase exprimental(penso eu) mas que estara pronto em 2010/2012
Título:
Enviado por: nelson38899 em Agosto 06, 2007, 09:08:17 pm
boas

Eu não quero ser pessimista, mas  pensar no substituto do P3C, é como pensar em ir a marte, só em 2100 é que é capaz desse pensamento ser viavél, pois ao ritmo que se está a por estes P3C comprados à holanda em segunda mão operacionais.  :(
Falando no presente, ja existem alguns equipamentos que ja substituem os  P3 em algumas missões de curto e médio alcance. Um ou dois dos EH101 faz vigilancia costeira e alguns dos futuros C295, tambem ja vem com essa capacidade, por isso em parte ja temos substituto do P3, na área de patrulha, agora de ataque ar-mar, apenas os sete ou oito MLU tem essa capacidade.

Cump.
Título:
Enviado por: Lightning em Agosto 06, 2007, 10:03:29 pm
Citação de: "tgcastilho"
Existe o p-8 ainda em fase exprimental(penso eu) mas que estara pronto em 2010/2012


Existem outros aviões de ASW além do P-3, como o Atlantic ou o Nimrod mas dos três prefiro o P-3.

O P-8 é um Boeing 737 equipado, se houver interesse por paises europeus não é necessário comprar P-8 aos EUA, pode-se equipar um Airbus, tem é que existir encomendas para o projecto ser viável.
Título:
Enviado por: HenriqueJr em Maio 10, 2008, 03:38:16 pm
Em breve saira deverá estar saindo do forno o EMB-190MPA.   :D
Título:
Enviado por: Cabeça de Martelo em Maio 10, 2008, 03:48:19 pm
Mais uma vez vamos ter que esperar para ver o que é que sairá desse projecto.
Título:
Enviado por: HenriqueJr em Maio 10, 2008, 04:01:16 pm
Eu sempre coloco uma opção da Embraer porque acho muito vantajoso para Portugal pois a OGMA hoje pertence a Embrar e dessa forma Portugal poderá ter participação ativa nos projetos desta ultima, gerando renda e emprego em vosso pais. Pode-se dizer, praticamente, que os produtos da Embraer, quando adquiridos por Portugal, passaram a ser produtos nacionais vossos! Dessa forma ganha a Embraer com o aumento da carteira de pedidos de seus produtos, ganha a OGMA por manter a linha de produção sempre ativa e ganha Portugal com os empregos gerados e divisas que ficam no próprio país!
Título:
Enviado por: nelson38899 em Maio 10, 2008, 08:16:04 pm
Citação de: "HenriqueJr"
Eu sempre coloco uma opção da Embraer porque acho muito vantajoso para Portugal pois a OGMA hoje pertence a Embrar e dessa forma Portugal poderá ter participação ativa nos projetos desta ultima, gerando renda e emprego em vosso pais. Pode-se dizer, praticamente, que os produtos da Embraer, quando adquiridos por Portugal, passaram a ser produtos nacionais vossos! Dessa forma ganha a Embraer com o aumento da carteira de pedidos de seus produtos, ganha a OGMA por manter a linha de produção sempre ativa e ganha Portugal com os empregos gerados e divisas que ficam no próprio país!


Eu não ponho isso em causa os productos da embraer, mas Portugal tem em curso a modernização dos aviões P3CP, comprados há holanda em segunda mão, e segundo o prazos vão entrar ao serviço em 2012, por isso para os substituir, vai ser necessário esperar pelo menos 20 anos, e pelo andar da carruagem, aviões tipo o P3 vão se tornar obsoleto, basta ver o programa UAV americano para patrulhamento maritimo, o mais certo é Portugal em 2032, comprar um UAV e não um avião como o P3
Título: Ou então não...
Enviado por: beachboy em Maio 24, 2008, 08:18:20 pm
Apesar de ter essa capacidade (patrulhamento marítimo) o P-3 foi concebido para fazer frente à ameaça submarina. Uma aeronave para ter esta capacidade necessita de ter equipamento muito específico e uma tripulação a bordo para os operar. Isto para ser feito à distância, como deve imaginar, é extremamante complexo. Terei que concordar consigo, se me disser que os submarinos já não representam o mesmo tipo de ameaça nos tempos que correm, no entanto, os submarinos continuam a ser uma ameaça real para qualquer nação. Daí o investimento e a busca de novas soluções para dar continuidade a este tipo de missão.
Outra questão é o facto de os P-3 terem deixado de ser apenas MPA´s para serem também MMA (multi-mission aircraft). Devido ao seu espaço, capacidade de carga e versatilidade, estas aeronaves tem servido como plataformas em variadíssimas missões como CSAR, coordenação de ataque para forças aéreas ou terrestres, sendo cada vez mais requisitadas nas várias frentes.
Título:
Enviado por: typhonman em Maio 24, 2008, 08:23:43 pm
Os americanos usaram os P-3C no Kosovo e Afeganistão para fazer ataques em profundidade com misseis SLAM-ER.
Título:
Enviado por: LuisC em Maio 25, 2008, 01:23:48 am
Creio que a substituição do P-3 em Portugal passará inevitavelmente por uma opção europeia…a Airbus já se mexe no sentido de encontrar um concorrente para o P-8.…talvez um A-320MP.
Dentro de alguns anos existirá na Europa uma procura acentuada para aviões deste tipo, uma vez que são muitos os países europeus a operarem aeronaves P-3 ou da mesma geração, por isso faz todo o sentido apostar num projecto europeu.
Quanto aos UAVs, as opções existentes no mercado têm ainda preços proibitivos para países como Portugal.
Título:
Enviado por: typhonman em Maio 25, 2008, 01:32:41 am
Existe o P-8 Poseidon, da Boeing tambem.
Título:
Enviado por: JLRC em Maio 25, 2008, 09:45:31 pm
Citação de: "LuisC"
Dentro de alguns anos existirá na Europa uma procura acentuada para aviões deste tipo, uma vez que são muitos os países europeus a operarem aeronaves P-3 ou da mesma geração, por isso faz todo o sentido apostar num projecto europeu.
Quanto aos UAVs, as opções existentes no mercado têm ainda preços proibitivos para países como Portugal.


Não são assim tantos. Portugal tem 5 P-3C, a Alemanha 8 P-3C, a Espanha 5 P-3B, a Grécia 5 P-3B e a Noruega 4 P-3C. Dá um total de 27 aviões.
Título:
Enviado por: PereiraMarques em Maio 25, 2008, 09:58:10 pm
Citação de: "LuisC"
operarem aeronaves P-3 ou da mesma geração


JLRC, também devemos considerar os Breguet Atlantic (França e Itália) e, mesmo os Hawker Nimrod (RU) :wink: .
Título:
Enviado por: nonameboy em Maio 26, 2008, 05:37:50 pm
Na minha opiniao, os P3 deviam ser modernizados e nao subtituidos! Porque não aplicar nalguns deles AWACS? Acho o mais sensato...

Modernizar todos eles. E pegar num ou dois e instalar AWACS.
Título: Outras alternativas...
Enviado por: beachboy em Maio 26, 2008, 07:43:04 pm
Se o Typhoonman me permitir, eu gostaria de completar a sua frase referindo que só no Iraque, os P-3C já completaram mais de 5 000 horas de voo.
O P-8 (baseado no comercial 737) é a proposta da Boeing para colmatar a lacuna que a Lockeed Martin deixou ao fechar a linha de produção do P-3.
Eu gostaria de ver Portugal envolvido num projecto europeu. Especialmente se parte da sua produção ou desenvolvimento tiver lugar cá.
Os UAV´s são caros, mas posso dizer-lhe que existe desenvolvimento em Portugal.
Ainda respondendo ao PereiraMarques, é verdade...existem essas possibilidades, mas não creio que sejam muito viáveis nos tempos que correm. Repare, os alemães trocaram os atlantique por P-3C e os próprios britânicos estão a considerar deixar os nimrod devido ao elevado preço da sua re-estruturação para o modelo MRA4 e adquirir P-3C.
Título:
Enviado por: typhonman em Maio 27, 2008, 02:04:51 am
Caro beachboy, os britânicos possuem grandes problemas com a sua frota de Nimrod, fugas de combustivel etc...
Eles estao a pensar adquirir P-3C?
Título: eu compreendo-o!
Enviado por: beachboy em Maio 27, 2008, 01:03:19 pm
A minha reacção foi igual à sua, mas é verdade! Se bem que me custe acreditar que acabem por tomar a decisão de adquirir P-3C. Até porque não sei até que ponto existem P-3C à venda no momento. Também devo acrescentar que esta informação tem algum tempo, pelo que os britânicos já devem ter tomado uma decisão sobre o desenvolvimento do projecto.
Título:
Enviado por: JLRC em Maio 27, 2008, 01:11:48 pm
Citação de: "PereiraMarques"
Citação de: "LuisC"
operarem aeronaves P-3 ou da mesma geração

JLRC, também devemos considerar os Breguet Atlantic (França e Itália) e, mesmo os Hawker Nimrod (RU) :wink: .


Bom, pondo a questão dessa maneira, se todos os países europeus se comprometessem a comprar um hipotético Airbus MP (provavelmente derivado do A 330), então talvez o projecto fosse viável, caso contrario irão todos para o P-8 Poseidon.
Título: Então e os C-295
Enviado por: bokaido em Julho 28, 2008, 04:15:41 pm
Não é suposto 5 dos novos C-295 serem na versão de patrulha marítima? Presumo q sejam mt diferentes dos Orion mas n se destinam à mesma função?

   Ainda em relação à modernização dos Orion, vale a pena gastar dinheiro a instalar novos radares e sensores numa estrutura antiga? Qts mais anos é q eles vão aguentar, 10 ou 15?

   Desconheço as capacidades reais do nosso país na área da vigilância e segurança (prioritariamente marítima, claro) mas, não podem ser empregues nessa função aviões como os R-99?
Título:
Enviado por: Charlie Jaguar em Julho 28, 2008, 09:54:15 pm
Citação de: "bokaido"
Não é suposto 5 dos novos C-295 serem na versão de patrulha marítima? Presumo q sejam mt diferentes dos Orion mas n se destinam à mesma função?
Afirmativo, cinco dos 12 C-295M encomendados à EADS-CASA serão destinados à missão de Vigilância Marítima, ou VIMAR. A missão de Vigilância Marítima tem especificidades algo diferentes das missões de Patrulha Marítima, Luta Anti-Submarina e Luta Anti-Superfície dos P-3P/C Orion. Por exemplo, enquanto os Orion possuem armamento ao seu dispôr, os C-295M Persuader não são armados.


Citação de: "bokaido"
Ainda em relação à modernização dos Orion, vale a pena gastar dinheiro a instalar novos radares e sensores numa estrutura antiga? Qts mais anos é q eles vão aguentar, 10 ou 15?
Não se pode dizer que os 5 P-3C adquiridos à Marinha Real Holandesa sejam estruturas antigas, muito longe disso. As suas células estão em muito bom estado e possuem muitos milhares de horas de voo disponíveis. E por conseguinte, sim, vale a pena investir esse dinheiro no programa CUP Plus.


Citação de: "bokaido"
Desconheço as capacidades reais do nosso país na área da vigilância e segurança (prioritariamente marítima, claro) mas, não podem ser empregues nessa função aviões como os R-99?

O C-295M Persuader é um excelente aparelho para a missão que irá cumprir ao serviço da Força Aérea Portuguesa (FAP). Não nos esqueçamos que a FAP precisava de uma aeronave que pudesse cumprir as missões de transporte táctico e vigilância marítima, e não de um aparelho especializado como o R-99. :wink:
Título:
Enviado por: bokaido em Julho 29, 2008, 12:04:54 am
Charlie Jaguar, obrigado pelos esclarecimentos :wink:

   Parece que afinal compensa manter os Orion, e que a compra dos C-295 até foi correcta.
   A maioria queixou-se da escolha do avião EADS em detrimento do Spartan mas tb não me pareceu um mau negócio, ainda por cima nos tempos que correm.
Título: correcção sobre os persuader
Enviado por: beachboy em Julho 29, 2008, 03:08:48 pm
Caro amigo Charlie Jaguar, permita-me fazer uma pequena correcção! O persuader tem capacidade para transportar misseis e torpedos! Para isto conta com seis pontos fixos nas asas.
Título:
Enviado por: raphael em Julho 29, 2008, 04:11:58 pm
Independentemente das correcções não está previsto que CASA C-295 para a FAP possua qualquer tipo de armamento! :twisted:
Título:
Enviado por: Charlie Jaguar em Julho 29, 2008, 06:57:36 pm
Citação de: "beachboy"
Caro amigo Charlie Jaguar, permita-me fazer uma pequena correcção! O persuader tem capacidade para transportar misseis e torpedos! Para isto conta com seis pontos fixos nas asas.

Sim, é verdade. O que eu quis dizer anteriormente é que os C-295MSA/MPA Persuader da FAP não serão armados, como complementou o amigo Raphael, e não que o aparelho não tem possibilidade de carregar armamento. Expressei-me de forma deficiente, peço desculpa. :wink:

Ao serviço da FAP, os Persuader apenas carregarão nos pontos fixos um farol de busca (como mostra a imagem), e talvez algum depósito de combustível se houver a necessidade de aumentar o raio de busca em missão VIMAR ou SAR.

(http://img149.imageshack.us/img149/17/fapc295cz1.jpg)
Título: nova correcção!
Enviado por: beachboy em Julho 29, 2008, 07:14:54 pm
Sim, é verdade caro camarada! Mais acrescento que o nosso C-295 poderá ser equipado com os pod´s ALQ-131 nesses pontos fixos nas asas. Não sei se isto será extensível áqueles destinados à missão VIMAR.
Outro abraço.
Título:
Enviado por: Charlie Jaguar em Julho 29, 2008, 08:18:05 pm
Citação de: "beachboy"
Sim, é verdade caro camarada! Mais acrescento que o nosso C-295 poderá ser equipado com os pod´s ALQ-131 nesses pontos fixos nas asas. Não sei se isto será extensível áqueles destinados à missão VIMAR.

Afirmativo, o pod empastelador de frequências AN/ALQ-131(V) também poderá ser usado pelos C-295M quando tal for preciso. Todas as aeronaves tácticas terão a possibilidade de usar dois destes pods de contramedidas electrónicas em pilones sob as asas, ao exemplo do que já sucede com os C-130.

Não está previsto qualquer tipo de armamento em ambas as versões do C-295M. Contudo, ambas as versões terão provisões completas de auto-protecção. Para isso a FAP irá adquirir três equipamentos DASS (Defensive Aid SubSystem) composto pelo RWR SPS-1000(V)5 da Elisra, o MWS AN/AAR-54 da Northrop Grumman e o CDS AN/ALE-47 da BAe, que poderão ser mudados de aeronave para aeronave conforme as necessidades.  :wink:
Título:
Enviado por: nelson38899 em Agosto 28, 2008, 09:53:05 am
Citar

P-3 Recovery Plan Tries to Keep the Fleet in the Air

The USA’s aging aircraft problem spans a number of fleets, from aerial tankers, to fighters, to tactical transports. One may argue, however, that its most severe problem lies with its fleet of Lockheed Martin P-3 maritime patrol aircraft. Not only was the global P-3 fleet produced between 1962-1990, the aircraft have often been flown at low altitudes in a salt-spray environment. This is not a recipe for aircraft health.

Rear Adm. Holmes’ 2005 interview confirms the seriousness of the situation. The US Navy keeps retiring aircraft, and is trying to hang on until its P-8A Poseidon/ BAMS UAV successors are fielded. That is proving to be difficult, to the point that Boeing is reportedly being asked to speed up P-8 production and fielding. Meanwhile, the P-3 Recovery Plan is part of a range of efforts designed to keep the P-3s in the air. A pair of contracts over the last week provide a glimpse into the program’s scope:


http://www.defenseindustrydaily.com/ (http://www.defenseindustrydaily.com/)
Título:
Enviado por: PereiraMarques em Junho 23, 2009, 09:10:32 am
Citar
MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL

Gabinete do Ministro

Despacho n.º 14096/2009

A Lei de Programação Militar (LPM), aprovada pela Lei Orgânica
n.º 4/2006, de 29 de Agosto, prevê a concretização da medida «Capacidade de operações aéreas ASW/ASUW, EW, C2 e ISTAR».

A referida medida inclui a modernização de cinco aeronaves P -3C,
tendo sido celebrado, neste contexto, em 6 de Setembro de 2007, entre o
Estado Português e a empresa americana Lockheed Martin Corporation, o
contrato para a modernização de cinco aeronaves Lockheed P -3C Orion,
o qual entrou em vigor em 21 de Dezembro de 2007.

Atento o disposto na cláusula 21.ª do referido contrato, que prevê
a criação de uma missão de acompanhamento e fiscalização, que
representa o Estado para efeitos de execução do referido contrato,
sua composição, competências e modo de funcionamento, determino
o seguinte:

1 — É criada a Missão de Acompanhamento e Fiscalização (MAF)
do Programa de Modernização de 5 Aeronaves P -3C, titulado pelo
contrato para a modernização de cinco aeronaves Lockheed P -3C
Orion, celebrado em 6 de Setembro de 2007, entre o Estado Português
e a Lockheed Martin Corporation, adiante designada por
fornecedor.

[...]


 :arrow: http://dre.pt/pdf2sdip/2009/06/119000000/2449824500.pdf (http://dre.pt/pdf2sdip/2009/06/119000000/2449824500.pdf)
Título:
Enviado por: pchunter em Junho 23, 2009, 04:51:49 pm
Boa tarde a todos,

O C-295 tem uma versão ASW que tem os seguintes equipamentos:

ASW
Search radar
FLIR/TV
Electronic support measures
Acoustic system
Magnetic anomaly detector (MAD)
Datalink 11/16
IFF interrogator
Weapon system

Self-protection equipment
Chaff&flares dispensers
Missile approach warning
Laser warning

Gostaria de saber até que ponto esta versão poderia substituir o P-3?

(http://www.defenseindustrydaily.com/images/AIR_C-295MP_Chile_Concept_lg.jpg)
Título:
Enviado por: Lightning em Junho 23, 2009, 10:18:29 pm
Citação de: "pchunter"
Boa tarde a todos,

O C-295 tem uma versão ASW que tem os seguintes equipamentos:

ASW
Search radar
FLIR/TV
Electronic support measures
Acoustic system
Magnetic anomaly detector (MAD)
Datalink 11/16
IFF interrogator
Weapon system

Self-protection equipment
Chaff&flares dispensers
Missile approach warning
Laser warning

Gostaria de saber até que ponto esta versão poderia substituir o P-3?


Isso leva torpedos?
Título:
Enviado por: pchunter em Junho 23, 2009, 10:43:19 pm
Pelos vistos sim é uma versão que esta a ser desenvolvida para a marinha do Chile. Tem 6 apoios para armas, 2 de 800Kg, 2 de 500 e 2 de 300.
Título:
Enviado por: nelson38899 em Junho 24, 2009, 01:32:17 pm
Citação de: "pchunter"
Pelos vistos sim é uma versão que esta a ser desenvolvida para a marinha do Chile. Tem 6 apoios para armas, 2 de 800Kg, 2 de 500 e 2 de 300.


é verdade sim senhor. Pois ao que parece os chilenos querem substituir os seus P3 pelos C295. Já agora alguém podia colocar os raios de alcance (com carga máxima) dos dois aviões. Para ver se seria vantajoso também para nós.
Título:
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 24, 2009, 02:03:19 pm
Pelo que eu li (algures) eles estão a fazer isto porque os Orion da FAC estão a dar as últimas.
Título:
Enviado por: raphael em Junho 24, 2009, 05:39:36 pm
Citação de: "nelson38899"
Citação de: "pchunter"
Pelos vistos sim é uma versão que esta a ser desenvolvida para a marinha do Chile. Tem 6 apoios para armas, 2 de 800Kg, 2 de 500 e 2 de 300.

é verdade sim senhor. Pois ao que parece os chilenos querem substituir os seus P3 pelos C295. Já agora alguém podia colocar os raios de alcance (com carga máxima) dos dois aviões. Para ver se seria vantajoso também para nós.


...actualmente com o que se gastou e continua a gastar na actualização do P-3 para a versão CUP...não se justifica duplicar meios com C-295 com essa capacidade...
Título:
Enviado por: pchunter em Junho 24, 2009, 09:47:19 pm
O que consta no pdf da eads é:

Time on task at 200 nm:
10 h ASW conf.
Searching altitude: 5.000 ft
ISA conditions

A substituição dos P3 neste momento não se coloca, este debate a meu ver é mais uma comparação entre as 2 maquinas.
Título:
Enviado por: Instrutor em Junho 25, 2009, 01:16:13 am
Com a introdução na nossa FAP dos P3C provenientes da Holanda, na minha opinião penso que vamos mante-los ate provavelmente 2025, aí nessa altura apostava na vinda dos P-8 Poseidon.

http://www.fsportugal.com/index.php?opt ... &Itemid=43 (http://www.fsportugal.com/index.php?option=com_content&task=view&id=4315&Itemid=43)
Título:
Enviado por: Lancero em Julho 03, 2009, 10:30:49 am
Citar
Aviação: Força Aérea vai modernizar cinco aviões P3-C Orion num investimento de quase 200 ME até 2012
    * * * Luís Miguel Lourenço (texto) e Nuno Veiga (fotos), agência Lusa * * *  

 

 

    Beja, 02 Jul (Lusa) - A Força Aérea Portuguesa (FAP) vai modernizar a frota de cinco aviões Lockheed P3-C ORION da Esquadra 601, comprados em 2005, já desactualizados e com 20 anos, num investimento total de quase 200 milhões de euros até 2012.  

 

    O investimento previsto para a modernização, a realizar nos Estados Unidos da América, inclui também a compra de equipamento terrestre para a esquadra e os 80 milhões de euros que a Força Aérea pagou à marinha de guerra holandesa pela compra dos aviões.  

 

    Apesar de já terem 20 anos, "em termos aeronáuticos", as aeronaves "estão novas" e "vão ser modernizadas" para "ficarem aptas a voar mais 20 anos", disse hoje à agência Lusa o tenente-coronel Paulo Costa, comandante da Esquadra 601, sediada na Base Aérea nº 11 (BA11) de Beja.  

 

    "As aeronaves vão ser equipadas com novos sensores e com computadores e sistemas de comunicação extremamente eficazes e com capacidade para captar e transmitir informações e imagens em tempo real", precisou o comandante.

 

    O primeiro dos cinco aviões seguiu na semana passada para a fábrica da Lockheed Martin em Greenville, na Carolina do Sul, para onde serão enviados gradualmente os restantes quatro.  

 

    Após a modernização de todos os aviões Lockheed P3-C ORION, que deverá terminar até 2012, a Força Aérea "vai ficar ao nível dos seus aliados" no que respeita à capacidade para operações de patrulhamento marítimo, guerra anti-superfície e anti-submarina, que fazem parte das missões da Esquadra 601.  

 

    "Todo o dinheiro gasto na modernização de aeronaves deve ser entendido sempre como um investimento, uma mais-valia, um produto operacional muito significativo que contribui para a segurança de Portugal e das comunidades onde estamos integrados, através da NATO ou da União Europeia", frisou o comandante.  

 

    O tenente-coronel falava à agência Lusa no final de uma demonstração das capacidades da Esquadra 601 "Lobos" e da sua frota de aeronaves P3-C ORION para "realizar missões de combate às designadas 'novas ameaças'", nomeadamente a imigração ilegal e o tráfico de drogas.  

 

    O trabalho da Esquadra 601, apesar de "muito importante", "não tem sido muito divulgado", disse Paulo Costa, referindo que "a Força Aérea Portuguesa sente necessidade de dar a conhecer melhor as actividades que desempenha todos os dias ao serviço de toda a comunidade".  

 

    As missões que a Esquadra 601 realiza "não são apenas em benefício da Força Aérea mas também em benefício da Marinha e das forças policiais portuguesas, que investigam o narcotráfico e a imigração ilegal", salientou o comandante.

 

    A demonstração de hoje, que envolveu dois dos cinco aviões, que partiram da BA11 e sobrevoaram o mar ao largo de Sines, simulou uma operação de patrulhamento marítimo para detectar e localizar navios na Costa Portuguesa.  

 

    No cenário fictício criado para a demonstração, a Esquadra 601 recebeu previamente informações sobre "navios suspeitos" e "partiu para a operação, sobrevoando o mar, para localizar e recolher informação fotográfica" daquelas embarcações, explicou o tenente-coronel.  

 

    Durante a operação, que durou cerca de hora e meia, "foram detectados e localizados vários navios mercantes a navegar normalmente", disse Paulo Costa, referindo que "junto à costa portuguesa não é muito frequente navios de grande dimensão desenvolverem actividades ilícitas".  

 

    Numa operação real, "se os navios fossem mesmo suspeitos, iríamos segui-los, mantendo sempre uma atitude muito discreta e sem que eles se apercebessem da nossa presença, fornecendo as informações aos órgãos de controlo, navais e da Força Aérea", explicou Paulo Costa.  

 

    "Se fosse necessário, iria culminar com a abordagem dos navios em alto mar ou quando chegassem aos portos, onde seriam vistoriados para verificar se tinham carga suspeita ou estariam relacionados com terrorismo internacional", exemplificou.  


(http://i227.photobucket.com/albums/dd66/lancero11/julho09/20090702174836PTLUS9861633124655691.jpg)

(http://i227.photobucket.com/albums/dd66/lancero11/julho09/20090702174958PTLUS9861617124655699.jpg)

(http://i227.photobucket.com/albums/dd66/lancero11/julho09/20090702175120PTLUS9861622124655708.jpg)

(http://i227.photobucket.com/albums/dd66/lancero11/julho09/20090702175243PTLUS9861643124655716.jpg)

(http://i227.photobucket.com/albums/dd66/lancero11/julho09/20090702175752PTLUS9861628124655747.jpg)

(http://i227.photobucket.com/albums/dd66/lancero11/julho09/20090702180146PTLUS9861620124655770.jpg)

(http://i227.photobucket.com/albums/dd66/lancero11/julho09/20090702181243PTLUS9861647124655836.jpg)
Título:
Enviado por: Daniel em Julho 03, 2009, 03:33:21 pm
Belas fotos :?:  os 80 milhões de euros foi o total da compra dos cinco :!:  c34x
Título:
Enviado por: Lightning em Julho 03, 2009, 06:13:14 pm
Citação de: "Daniel"
os 5 P3-C Orion foram todos comprados na Holanda e os nossos retirados :?:


Os nossos (P-3P) não foram retirados totalmente, ainda há dois operacionais, nas fotos anteriores são todas de P-3P exepto a segunda, uma maneira rápida de diferenciar é a cor do nariz, o P-3P tem o nariz preto e o P-3C tem o nariz cinza, da mesma cor do resto da estrutura. Os P-3P ainda operam porque para já são os unicos que trabalham a sério em ASW, visto que os 5 P-3C enquanto não forem modernizados praticamente só servem para passear, tirar fotografias do ar e pouco mais.
Título:
Enviado por: LGF Lizard em Julho 05, 2009, 05:46:25 pm
Não seria mais prático investir em UAV's do que nos P-3? Dado a falta de pilotos na FAP, o investimento em UAV's até permitiria a poupança de pilotos para outras áreas...
Título:
Enviado por: Lightning em Julho 05, 2009, 06:14:12 pm
Citação de: "LGF Lizard"
Não seria mais prático investir em UAV's do que nos P-3? Dado a falta de pilotos na FAP, o investimento em UAV's até permitiria a poupança de pilotos para outras áreas...


E esses UAVs quando é que vão estar operacionais?
Título:
Enviado por: typhonman em Julho 05, 2009, 06:35:44 pm
Poderia-se era complementar os P-3C com UAV de alta performance e autonomia, mas isso é uma miragem, e á excepção dos EUA acho que mais ninguem o faz, (Global Hawk)..
Título:
Enviado por: sivispacem em Julho 05, 2009, 08:34:40 pm
Citação de: "LGF Lizard"
Não seria mais prático investir em UAV's do que nos P-3? Dado a falta de pilotos na FAP, o investimento em UAV's até permitiria a poupança de pilotos para outras áreas...


Desculpe lá que lhe diga, mas isso não faz sentido nenhum... não é à toa que os EUA estao a tratar do substituto do P3 e não é por nenhum UAV...

As especificidades das missões actuais dos P3 vão muito para além das possibilidades de qualquer UAV....

Cpmts,
Carlos Ferreira
Título:
Enviado por: Jorge Pereira em Julho 05, 2009, 09:32:25 pm
Citação de: "typhonman"
Poderia-se era complementar os P-3C com UAV de alta performance e autonomia, mas isso é uma miragem, e á excepção dos EUA acho que mais ninguem o faz, (Global Hawk)..


Exacto. A RAAF também está a ponderar essa questão. Complementaridade é a palavra-chave. Especialmente em países que possuem ZEE de enormes dimensões.
Título:
Enviado por: JLRC em Julho 05, 2009, 11:04:09 pm
Citação de: "Jorge Pereira"
Citação de: "typhonman"
Poderia-se era complementar os P-3C com UAV de alta performance e autonomia, mas isso é uma miragem, e á excepção dos EUA acho que mais ninguem o faz, (Global Hawk)..

Exacto. A RAAF também está a ponderar essa questão. Complementaridade é a palavra-chave. Especialmente em países que possuem ZEE de enormes dimensões.


E a Alemanha também vai substituir os seu Atlantic Elint pelo Euro Hawk (versão europeia do Global Hawk).
Título:
Enviado por: Daniel em Julho 06, 2009, 11:00:47 am
Lightning
Citar
Os nossos (P-3P) não foram retirados totalmente, ainda há dois operacionais, nas fotos anteriores são todas de P-3P exepto a segunda, uma maneira rápida de diferenciar é a cor do nariz, o P-3P tem o nariz preto e o P-3C tem o nariz cinza, da mesma cor do resto da estrutura. Os P-3P ainda operam porque para já são os unicos que trabalham a sério em ASW, visto que os 5 P-3C enquanto não forem modernizados praticamente só servem para passear, tirar fotografias do ar e pouco mais.
 :G-Ok:
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: nelson38899 em Outubro 17, 2009, 11:54:00 pm
Citar
Multi-National Contract for AAR-47A/B Sensors

Released on Tuesday, September 22, 2009

Alliant Techsystems, Inc., Integrated Systems Division, Clearwater, Fla., is being awarded a $49,380,947 contract for the procurement of AAR-47 Missile Warning System components. This contract provides for the procurement of 684 AAR-47 A(V)2 Optical Sensor Converters for U.S. Air Force, (324); U.S. Army (8); U.S. National Guard, (176); NATO, (12); and the Governments of India, (32); United Kingdom, (4); Canada (4); Germany, (36); Portugal, (8); Austria, (20); and Taiwan, (60). In addition, this contract provides for 1,677 AAR-47B(V)2 Optical Sensor Converters for the U.S. Navy, (1,672) and the Government of Canada, (5); 64 AAR-47 A(V)2 Control Indicators for the U.S. Navy, (2); U.S. Air Force, (25); U.S. Army, (2); NATO, (3); and the Governments of the United Kingdom, (1); Canada, (1); Germany, (10); Austria, (5); and Taiwan, (15); 222 AAR-47A(V)2 Computer Processors for the U.S. Air Force, (133); U.S. Army, (2); U.S. National Guard, (44); NATO, (3); and the Governments of India, (8); United Kingdom, (1); Canada, (1); Germany, (10); Austria, (5); and Taiwan, (15). This contract also provides for 118 AAR-47B(V)2 Computer Processors for the U.S. Navy and 301 Computer Processor Retrofits for the U.S. Navy (300) and the Government of Canada (1), including associated technical data and computer software.

This contract combines purchases for the U.S. Navy, ($29,879,616; 60.5 percent); U.S. Air Force, ($9,621,564; 19.5 percent); National Guard, ($4,573,668; 9.3 percent); NATO, ($350,664; .7 percent); U.S. Army, ($233,776; .5 percent), and the governments of Germany, ($1,081,824; 10 percent); and Taiwan, ($1,753,320; 3.6 percent); India, ($831,576; 1.7 percent); Canada, ($179,499; .4 percent); Portugal, ($174,112; .3 percent); United Kingdom, ($116,888; .2 percent); and Austria, ($584,440; 1.1 percent); under the Foreign Military Sales Program. Work will be performed in Clearwater, Fla., (58.3 percent); Austin, Texas, (24.2 percent); various OCONUS locations (6.2 percent); Natanya, Israel, (3.6 percent); Hamamatsu, Japan, (3 percent); Sarasota, Fla., (2 percent); Northvale, N.J., (1.6 percent); and Loveland, Colo., (1.1 percent), and is expected to be completed in March 2012. Contract funds in the amount of $6,234,066 will expire at the end of the current fiscal year. This contract was not competitively procured. The Naval Air Systems Command, Patuxent River, Md., is the contracting activity (N00019-09-C-0037).

:arrow: http://www.deagel.com/news/Multi-Nation (http://www.deagel.com/news/Multi-Nation) ... 06582.aspx
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: nelson38899 em Novembro 03, 2009, 11:38:49 am
Citar
Objecto do contrato:
Beneficiação da sala de motores e áreas oficinais de manutenção do P3 na BA11


Data da celebração de contrato:
11-09-2009


Preço contratual :
33.741,56 €

Prazo de execução:
45 dia(s)

Local de execução:

    * Portugal - Beja - Beja


http://www.base.gov.pt/_layouts/ccp/Aju ... ecto=91872 (http://www.base.gov.pt/_layouts/ccp/AjusteDirecto/Detail.aspx?idAjusteDirecto=91872)
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: nelson38899 em Novembro 21, 2009, 07:36:37 pm
Citar
14810, o primeiro P-3C a iniciar o programa de modernização!

http://4ginvertedlife.blogspot.com/2009 ... e-iii.html (http://4ginvertedlife.blogspot.com/2009/07/lobos-overseas-parte-iii.html)
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Instrutor em Dezembro 08, 2009, 10:46:49 pm
http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/M ... m=206&P=41 (http://www.areamilitar.net/DIRECTORIO/MIS.aspx?nm=206&P=41)

Excelente missil para os nossos P3C conjuntamente com os Harpoons.
Que dizem?
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: pchunter em Dezembro 08, 2009, 11:16:36 pm
Isto não foi pensado para aviões de patrulha marítima mas sim para caças.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: typhonman em Dezembro 09, 2009, 01:19:45 am
Instrutor, a opção mais lógica para o P-3C será o SLAM ou SLAM-ER, mas é certo que irá usar AGM-65F guiado por laser, SLAM já não sei.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Lightning em Dezembro 09, 2009, 07:39:45 pm
Citação de: "typhonman"
Instrutor, a opção mais lógica para o P-3C será o SLAM ou SLAM-ER, mas é certo que irá usar AGM-65F guiado por laser, SLAM já não sei.

Estava à procura de mais informações sobre o SLAM e encontrei isto
http://en.wikipedia.org/wiki/Supersonic ... de_Missile (http://en.wikipedia.org/wiki/Supersonic_Low_Altitude_Missile)

Esperemos que para nós não sejam SLAM destes "Slow, Low, And Messy". :mrgreen:
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: jonhfx em Dezembro 09, 2009, 07:54:20 pm
Antes esta:
http://en.wikipedia.org/wiki/Standoff_Land_Attack_Missile
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Lightning em Dezembro 10, 2009, 07:04:57 pm
Citação de: "jonhfx"
Antes esta:
http://en.wikipedia.org/wiki/Standoff_Land_Attack_Missile

Desses está bem.  :G-beer2:
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Charlie Jaguar em Dezembro 29, 2009, 06:33:59 pm
Citação de: "Lightning"
Citação de: "jonhfx"
Antes esta:
http://en.wikipedia.org/wiki/Standoff_Land_Attack_Missile

Desses está bem. :wink:
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: lobomau em Janeiro 11, 2010, 12:18:28 pm
o provavel substituto será PV2-neptuno :D
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Lightning em Janeiro 11, 2010, 02:15:26 pm
Citação de: "lobomau"
o provavel substituto será PV2-neptuno c34x...

Isso deve ser a fusão de um PV2 Harpoon

(http://www.amhf.org/images/aircraft/harpoon450.jpg)

com um P2V5 Neptune  :lol: .

(http://www.air-and-space.com/20060919%20SBA/_BEL3070%20P2V-5F%20N1386C%20Neptune%20Aviation%20Tanker%2044%20left%20side%20landing%20l.jpg)
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: nelson38899 em Janeiro 15, 2010, 10:44:57 am
as diferenças

(http://i252.photobucket.com/albums/hh10/report-air/BA11%2017FEV09/14805_2.jpg)

P3P

(http://i252.photobucket.com/albums/hh10/report-air/BA11%2017FEV09/14807_2.jpg)

P3C

fonte: p_shadow/9Gs
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Agosto 30, 2018, 03:44:16 pm
Vai Portugal pegue o P-8 poseidon no futuro?
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: mafets em Agosto 30, 2018, 09:42:39 pm
Vai Portugal pegue o P-8 poseidon no futuro?
Só se saiu o Euromilhões à FAP.  ;D ;)

Citar
Unit cost‎: ‎US$256.5 million

https://en.wikipedia.org/wiki/Boeing_P-8_Poseidon (https://en.wikipedia.org/wiki/Boeing_P-8_Poseidon)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/3/3f/US_Navy_P-8_Poseidon_taking_off_at_Perth_Airport.jpg/1024px-US_Navy_P-8_Poseidon_taking_off_at_Perth_Airport.jpg)

Saudações
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Agosto 30, 2018, 11:36:54 pm
Vai Portugal pegue o P-8 poseidon no futuro?
Só se saiu o Euromilhões à FAP.  ;D ;)

Citar
Unit cost‎: ‎US$256.5 million

https://en.wikipedia.org/wiki/Boeing_P-8_Poseidon (https://en.wikipedia.org/wiki/Boeing_P-8_Poseidon)

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/3/3f/US_Navy_P-8_Poseidon_taking_off_at_Perth_Airport.jpg/1024px-US_Navy_P-8_Poseidon_taking_off_at_Perth_Airport.jpg)

Saudações

Onze prestações de vinte milhões do Mr Magoo AKA sr vinte milhões e já está,.........  em onze anos tínhamos um P8 pago, e, é só multiplicar por cinco ou seis e, quando a frota estivesse paga, já o primeiro P8 tinha 55 ou 66 anos, pouca coisa !! :nice: :nice: :nice:

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Stalker79 em Agosto 30, 2018, 11:46:45 pm
Provavelmente mais depressa vinham alguns destes.....
(Embraer 190 MPA)

(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/11/p-1901.jpg)

 :P
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Agosto 30, 2018, 11:58:35 pm
Provavelmente mais depressa vinham alguns destes.....
(Embraer 190 MPA)

(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/11/p-1901.jpg)

 :P

Uma excelente escolha, não me admiraria nada, ainda por cima até temos os KC's já na calha e, se calhar num futuro não muito distante, também uns quantos Super tucanos............ficava tudo em casa, só faltavam era umas duas dúzias de Gripen  ;) ::)

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Agosto 31, 2018, 04:33:53 am
3 P-8 talvez, o custo é de 375 milhões nos EUA
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Viajante em Agosto 31, 2018, 10:16:23 am
3 P-8 talvez, o custo é de 375 milhões nos EUA

O seu google translator não traduziu a anedota.
Nesse caso são 3 euromilhões!
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Agosto 31, 2018, 10:47:35 am
I am a Chinese Portuguese person, my Portuguese is not good and translating works.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: PereiraMarques em Agosto 31, 2018, 10:51:36 am
Just write in english, but avoid long texts and keep your english simple.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: NVF em Agosto 31, 2018, 01:28:59 pm
Só há uma solução efectiva para um reequipamento adequado das FFAA; a constituição de um banco comercial das FFAA para financiar (entre outras coisas) as aquisições de equipamento. Daqui a uns anos a performance decai e lá vem o belo do resgate; tudo acaba bem e ninguém pia porque é para um banco. Et voilà! Só falta arranjar nomes. O primeiro que me vem à cabeça é BPO - Banco Para Otários.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: mafets em Agosto 31, 2018, 01:44:03 pm
3 P-8 talvez, o custo é de 375 milhões nos EUA
Cada unidade de P8 custa US$256.5 milhões e consegue 3 unidades a 375 milhões? Qualquer coisa está mal nessas contas...  ;) :P

(http://2.bp.blogspot.com/-PHSFaO7fobk/VlJnfzGpJ5I/AAAAAAAAHrA/ml-2ik_e9wU/s1600/p8-18.jpg)

(https://static.seattletimes.com/wp-content/uploads/2016/09/9453cec0-852a-11e6-9971-0c04527d79d0-780x520.jpg)

Saudações
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: nelson38899 em Agosto 31, 2018, 02:32:36 pm
penso que a Gov pagou 275 milhões pelo MLU dos P3.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Agosto 31, 2018, 04:18:17 pm
3 P-8 Poseidon base aircraft without weapons doesn't cost much.
Portugal has been operating American submarine warfare aircraft for decades god sake.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: raphael em Agosto 31, 2018, 04:35:32 pm
3 P-8 Poseidon base aircraft without weapons doesn't cost much.
Portugal has been operating American submarine warfare aircraft for decades god sake.

God sake what?

P-3Cup+ is good to go for several years...P-8 is not a priority for the moment.
Currently P-3CUP+ is a great weapons system for PoAF, there are other fleets that need more attention than that one.
And in the current mission of P-3CUP+, anti submarine warfare (ASW) is a low percentage of their use. A great use is for SAR missions way beyond other PoAF fleets reach, and for course Surveillance and Reconnaissance...

So P-3CUP+ is well prepared for the current and future operations.

The USNAVY has P-8 because they can...spend millions in upgrading their fleets...
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Agosto 31, 2018, 04:50:48 pm
P-8 has 12 more years to come before it enters service.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: raphael em Agosto 31, 2018, 04:57:43 pm
P-8 has 12 more years to come before it enters service.

Yeah but P-8 is not the only option for PoAF...
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Agosto 31, 2018, 06:54:58 pm
O E190 ou mesmo o E170 MPA seriam boas opções mas para tesos como nós ate o c295 Persuader pode ser uma opção !!  Mas porque carga de agua teríamos de ter o P8 ???
Não consigo entender alguns pontos de vista aqui do fórum, por acaso temos dinheiro para tal ??
O sistema de armas P3 já está assim tão ultrapassado  ??
Não temos frotas a necessitar de substituição bem mais urgente ?
Os helis ligeiros que ficarão apenas com cinco unidades, dos nossos transportes tácticos, já nem menciono os Alphajets, só para lembrar algumas frotas de aparelhos da FAP.
Os nossos persuaders não cumprem as missões atribuídas aos P3, se necessário for ???
Não podem ser equipados com mais e melhor armamento e sensores ??
Não podem ter o raio de acção acrescido com tanques suplementares ???

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/HmrLcm.jpg) (https://imageshack.com/i/plHmrLcmj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/KNn5s7.jpg) (https://imageshack.com/i/poKNn5s7j)

https://es.wikipedia.org/wiki/CASA_C-295_Persuader

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/IPsMOR.jpg) (https://imageshack.com/i/pnIPsMORj)

http://www.airvectors.net/avc212.html

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: raphael em Agosto 31, 2018, 07:04:38 pm
tenente só estava a responder ao joaoferriva que deve pensar que o orçamento de portugal é semelhante ao dos americanos.

O sistema de armas P-3 está aí para as curvas e chega perfeitamente para as nossas necessidades atuais.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Agosto 31, 2018, 07:04:47 pm

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/78B9iO.jpg) (https://imageshack.com/i/pn78B9iOj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/CtoHwg.jpg) (https://imageshack.com/i/plCtoHwgj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/Kw3NMx.jpg) (https://imageshack.com/i/pnKw3NMxj)

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Agosto 31, 2018, 07:07:50 pm
tenente só estava a responder ao joaoferriva que deve pensar que o orçamento de portugal é semelhante ao dos americanos.

O sistema de armas P-3 está aí para as curvas e chega perfeitamente para as nossas necessidades atuais.

Eu tenho a mesma opinião que tú os P3 que se aguentem mais uns anitos que antes deles serem substituídos outras aeronaves necessitam de descanso, é o que eu penso !!

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Agosto 31, 2018, 07:34:28 pm
Até os Bifes já colocaram hipótese de adquirir os C295 MPA's se os custos de aquisição dos P8 se tornassem incomportáveis, a ver vamos o que ainda vai acontecer, o pilim não chega para tudo !!!


https://www.thinkdefence.co.uk/2014/02/future-maritime-patrol-part-4-cheaper-options/

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: oi661114 em Agosto 31, 2018, 08:14:57 pm
Até os Bifes já colocaram hipótese de adquirir os C295 MPA's se os custos de aquisição dos P8 se tornassem incomportáveis, a ver vamos o que ainda vai acontecer, o pilim não chega para tudo !!!


https://www.thinkdefence.co.uk/2014/02/future-maritime-patrol-part-4-cheaper-options/

Abraços

Por isso é que a Airbus está a equacionar a transformação do A320...
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: NVF em Agosto 31, 2018, 09:23:53 pm
Os sensores dos nossos P-3 estão para as curvas. E não esquecer que outros utilizadores de P-3 efectuaram a substituição das asas dos seus aparelhos, ou seja, é mais um upgrade que podemos efectuar que aumentará a vida do aparelho por muitos anos mais. Uma outra possibilidade de upgrade é a substituição dos 'motores' T56 pelos 'motores' do C-130J o que, além de longevidade acrescida, traria maior raio de acção e custos mais baixos de operação (melhor tecnologia e consumo mais baixo).
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Agosto 31, 2018, 10:08:51 pm
Os sensores dos nossos P-3 estão para as curvas. E não esquecer que outros utilizadores de P-3 efectuaram a substituição das asas dos seus aparelhos, ou seja, é mais um upgrade que podemos efectuar que aumentará a vida do aparelho por muitos anos mais. Uma outra possibilidade de upgrade é a substituição dos 'motores' T56 pelos 'motores' do C-130J o que, além de longevidade acrescida, traria maior raio de acção e custos mais baixos de operação (melhor tecnologia e consumo mais baixo).


Já somos dois a pensar assim espero bem que alguém do lote dos responsáveis tenha em consideração os vários upgrades que se podem efectuar nas células e nas motorizações dos nossos P3.

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Get_It em Agosto 31, 2018, 10:21:51 pm
E depois disso quem saiba podemos comprar uns P-8 ou A- em segunda-mão.

Canada and Poland Join Six NATO Allies in Developing Next-Generation Maritime Multi Mission Aircraft
(15 de Fevereiro de 2018)
Citação de: NATO
On Thursday (15 February 2018), Canada and Poland joined a multinational effort for developing follow-on solutions for aging maritime anti-submarine and intelligence, surveillance and reconnaissance aircraft. At a signing ceremony at NATO Headquarters in Brussels, Defence Ministers from France, Germany, Greece, Italy, Spain and Turkey welcomed Canada and Poland to the multinational effort on "Cooperation on Multinational Maritime Multi Mission Aircraft Capabilities."

"This joint effort recognises the fact that the majority of Allies’ maritime patrol aircraft fleets will be reaching the end of their operational lives between 2025 and 2035" said NATO Deputy Secretary General Rose Gottemoeller during the signing ceremony. She further encouraged the participants to "push on to the implementation phase. The goal here isn't just a drawing board design – we need a new generation of aircraft, in the air, fulfilling what is an increasingly important mission".

The initiative offers participants the opportunity to adopt common solutions in this critical capability area. This will deliver better value for money, as well as operational benefits. Since 2017, the six Allies have started to define a common requirements document for future capabilities in this area, which should be completed in 2018. This work will provide a foundation for developing and fielding follow-on solutions.
Fonte: https://www.nato.int/cps/en/natohq/news_152066.htm (https://www.nato.int/cps/en/natohq/news_152066.htm)
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Setembro 01, 2018, 09:03:23 am
Will Portugal participate in the MPA program?
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Stalker79 em Setembro 01, 2018, 02:21:55 pm
Will Portugal participate in the MPA program?

Not likely. The P3 wont even be considered for replacement until at least 2030.
 :P
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: typhonman em Setembro 02, 2018, 12:05:48 pm
Penso que na nossa situação, com a área a patrulhar o P-8A seria a solução ideal.  Com 5 a 6 unidades.

A nossa ZEE e área a patrulhar exige um meio com uma boa endurance, assim como as novas missões de ELINT SIGINT e C4, para além das tradicionais Asw e Asuw.

Já que é para gastar dinheiro ao menos que se gaste em coisas de jeito, basta ver o programa do KC-390 ! A meu ver a opção de C-130J-30 seria a melhor opção entre 6 a 8 aeronaves.

Cumprimentos
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Setembro 02, 2018, 12:26:53 pm
The FAP is good in terms of technology, but how will they get financing for such expensive aircraft??  :D
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Setembro 02, 2018, 02:03:49 pm
The FAP is good in terms of technology, but how will they get financing for such expensive aircraft??  :D

Just ask MoD !

Cheers
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: mafets em Setembro 02, 2018, 02:14:13 pm
Já agora, face ao facto de uns quantos foristas terem descoberto petróleo em alguma base da FAP (e ainda apaga fogos)...  ;D ;)

http://www.cavok.com.br/blog/japao-oferece-para-indonesia-tres-hidroavioes-us-2-por-us-100-mi-cada/ (http://www.cavok.com.br/blog/japao-oferece-para-indonesia-tres-hidroavioes-us-2-por-us-100-mi-cada/)

(http://www.cavok.com.br/blog/wp-content/uploads/2016/08/ShinMaywa-US-2_01.jpg)

A versão PS1 tinha capacidade ASW e teve um modificado para combater incêndios.

(https://i.ytimg.com/vi/AAhG5Y_ErdE/maxresdefault.jpg)

Cumprimentos  ;) :P

Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: NVF em Setembro 02, 2018, 04:25:10 pm
Em vez de gastar fortunas em adquirir um substituto para o P-3 (que tem ainda uns 20 anos de potencial), preferia mil vezes gastar essa fortuna em complementar os P-3 e os Persuader com 4 ou 5 destes:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/cf/MQ-4C_Triton_flight_testing.jpg)

Este animal, num período de 24 horas, pode cobrir quatro vezes a actual ZEE. Pouparia tanto as células P-3 como as Persuader, que poderiam ser deixadas para intervenções mais in loco: ASW, SAR, etc. Além disso, se baseássemos estes animais nas Lajes, teríamos um bom argumento para convencer os americas a basear lá uma esquadra mista FAP/USN. É barato? Não. Mas a longo prazo, devido à longa longevidade da célula e aos baixos requisitos em termos de pessoal, penso ser melhor negócio que o P-8A.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: mafets em Setembro 03, 2018, 11:21:25 am
Em vez de gastar fortunas em adquirir um substituto para o P-3 (que tem ainda uns 20 anos de potencial), preferia mil vezes gastar essa fortuna em complementar os P-3 e os Persuader com 4 ou 5 destes:

(https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/c/cf/MQ-4C_Triton_flight_testing.jpg)

Este animal, num período de 24 horas, pode cobrir quatro vezes a actual ZEE. Pouparia tanto as células P-3 como as Persuader, que poderiam ser deixadas para intervenções mais in loco: ASW, SAR, etc. Além disso, se baseássemos estes animais nas Lajes, teríamos um bom argumento para convencer os americas a basear lá uma esquadra mista FAP/USN. É barato? Não. Mas a longo prazo, devido à longa longevidade da célula e aos baixos requisitos em termos de pessoal, penso ser melhor negócio que o P-8A.

Com jeitinho instala-se um Kit de combate a fogos/sar e fica logo mais facilitada a aquisição.  ;D ;)

(https://encrypted-tbn0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcR6kaglSpcmpa6TC7epGAE_M_WJaqwErZX8-2C8O-Xg5C4d_Ynp)

Saudações  :jok: :jaja2:

Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: typhonman em Setembro 09, 2018, 02:36:06 pm
P-8A Posdeidon, a longo prazo.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: mafets em Setembro 10, 2018, 10:26:18 am
A Welsh models tem um jeitoso a 1/72...  ;D

(https://www.scalemates.com/products/img/9/6/1/250961-13150-28-pristine.jpg)

Mas temos também a Hasegawa...  :P

(https://cdn8.bigcommerce.com/s-89ffd/images/stencil/2048x2048/products/8227/31653/1__65580.1418029064.jpg?c=2)

Cumprimentos  :jok:
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Setembro 10, 2018, 12:02:34 pm
A Welsh models tem um jeitoso a 1/72...  ;D

(https://www.scalemates.com/products/img/9/6/1/250961-13150-28-pristine.jpg)

Mas temos também a Hasegawa...  :P

(https://cdn8.bigcommerce.com/s-89ffd/images/stencil/2048x2048/products/8227/31653/1__65580.1418029064.jpg?c=2)

Cumprimentos  :jok:

por este andar, serão os unicos candidatos quando abrir concurso para substituir os P3.  :nice: :nice: :nice:

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Crypter em Setembro 10, 2018, 02:33:23 pm
O novo concorrente do Poseidon made in AIrbus..

A320Neo M3A

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2018/07/37575250_1871796659507157_5415976545057505280_o-1140x570.jpg)

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2018/07/37575250_1871796659507157_5415976545057505280_o-1-1024x594.jpg)

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2018/07/37575250_1871796659507157_5415976545057505280_o-2-1024x546.jpg)

Mais em: https://defence-blog.com/news/airbus-introduced-new-a320neo-m3a-fulfill-range-c4isr-roles.html
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: oi661114 em Setembro 10, 2018, 05:53:50 pm
O novo concorrente do Poseidon made in AIrbus..

A320Neo M3A

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2018/07/37575250_1871796659507157_5415976545057505280_o-1140x570.jpg)

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2018/07/37575250_1871796659507157_5415976545057505280_o-1-1024x594.jpg)

(https://defence-blog.com/wp-content/uploads/2018/07/37575250_1871796659507157_5415976545057505280_o-2-1024x546.jpg)

Mais em: https://defence-blog.com/news/airbus-introduced-new-a320neo-m3a-fulfill-range-c4isr-roles.html

Espero que até lá já tenham resolvido o problema com os motores... :G-bigun: ;D
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Stalker79 em Setembro 10, 2018, 10:54:50 pm
E quase de certeza que como concorrente do P-8 que o preço não andará muito longe. Mais depressa me acredito no da Embraer.
 :P
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Charlie Jaguar em Setembro 13, 2018, 02:07:02 pm
Com o problema das migrações em crescendo e o crescente receio com o recrudescimento da frota russa e as ambições globais da chinesa, entre 2030, 32 ou 35 (data prevista para o abate da frota P-3C CUP+, que ainda será alvo de uma modernização final no início da próxima década ao que tudo indica), o mercado irá estar quase saturado de aeronaves MPA/ASuW/ASW nessa altura.

P-8, A319/A320 MPA, P-1, Euro MPA, Bombardier/Saab, etc, etc, etc, será só escolher.

A320 MPA
(https://airlinerwatch.com/content/images/2018/02/A320neo_Maritime_Patrol.jpg)


Euro MPA
(https://farm5.staticflickr.com/4210/35555865772_d32a6741de_b.jpg)
(https://farm5.staticflickr.com/4254/34915198813_2d3f234ea8_c.jpg)


Pessoalmente, aprecio bastante o conceito da Airbus, e se usassem antes o A321 seria melhor ainda, tal como a Boeing fez ao utilizar para o P-8A o modelo 737-800. Mas o mais provável na altura será obtermos alguns P-8 em segunda mão, preferencialmente com o MAD instalado como optou a Marinha Indiana. Pode parecer um sistema obsoleto, porém ainda há pouco tempo li que na USN, por exemplo, as tripulações que estão a transitar do P-3C para o P-8 sentem falta desse equipamento.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: NVF em Setembro 13, 2018, 07:50:22 pm
Espero ainda estar vivo em 2035 para ver onde se vai buscar dinheiro para substituir todo o material que expira por essa altura: 5 fragatas, 5 P-3, 30 F-16, 5 Super Lynx, 5 Tejo  e provavelmente mais alguns items que me escapam. Acrescente-se ainda que, por essa altura, outros equipamentos estarão perto de atingir os 30 anos de vida operacional e, atendendo às nossas excelentes práticas, deverão estar a precisar de um MLU tardio, para durarem mais uns 15 anos: 188 Pandur II, 37 Leo 2 (já com uns 50 anos em cima por essa altura), 12 C-295M, 12 AW101/EH101, os primeiros NPO, 2 Arpão, etc. E viva o planeamento lusitano! Até dói só de pensar que este pequeno povo conseguiu, há 600 anos atrás, desenvolver um programa de exploração que em nada fica a dever ao programa Apolo.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Dezembro 02, 2018, 01:33:24 pm
Portugal may not buy the A320 MPA model. If we have a look at this, the POAF opted to procure 5 AW119 over the Airbus H125 probably due to the C295 scandal involved in the procurement process.
Source: https://algarvedailynews.com/news/12837-air-force-short-of-fire-fighting-helicopters
The current helicopter tender, launched in May, has elicited applications from Leonardo in Italy and Airbus Defence and Space SAS, based in Toulouse, France.

Airbus has €300 million of earlier supply obligations to discharge in Portugal, specifically associated with the purchase of 12 Spanish C-295 aircraft (seven for tactical transport and five for maritime surveillance), acquired in 2008 for €274 million. The company agreed to spend €460 million on 'something Portuguese' so as to get the order.

We may have only 3 options left: P-8, Kawasaki P-1 & Saab Swordfish
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Red Baron em Dezembro 03, 2018, 10:32:33 pm
Provavelmente vamos para UAVs. c56x1
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Charlie Jaguar em Dezembro 04, 2018, 11:55:20 am
Provavelmente vamos para UAVs. c56x1

Não, (ainda) não vamos. Sei de fonte segura que a preferência da FAP pós-P-3C CUP+ continua a ser uma aeronave tripulada para MPA, ASuW, ASW e ISR quando daqui a 12/15 anos, mais ou menos, for necessária a sua substituição. E nessa altura, como referi há uns posts atrás, o que tudo indica é que opções é o que não faltará.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: mafets em Dezembro 04, 2018, 12:11:42 pm
Provavelmente vamos para UAVs. c56x1

Não, (ainda) não vamos. Sei de fonte segura que a preferência da FAP pós-P-3C CUP+ continua a ser uma aeronave tripulada para MPA, ASuW, ASW e ISR quando daqui a 12/15 anos, mais ou menos, for necessária a sua substituição. E nessa altura, como referi há uns posts atrás, o que tudo indica é que opções é o que não faltará.

Ainda vamos para o Kc no sentido de optimizarmos a frota...  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

http://www.brasilemdefesa.com/2016/11/embraer-anuncia-desenvolvimento-de.html (http://www.brasilemdefesa.com/2016/11/embraer-anuncia-desenvolvimento-de.html)

Citar
A Embraer propõe modificar o KC-390 instalando um radar de busca de 360 ​​graus no nariz, semelhante à configuração oferecida ao Canadá na concorrência para uma aeronave de busca e salvamento de longo alcance, juntamente com um sistema paletizado para cumprir com a missão de patrulha marítima .

"Um sistema de missão paletizado e com o novo radar no nariz e outros sistemas, o KC-390 preencheria os requisitos para a patrulha marítima, mas não comprometendo as capacidade de executar as demais missões que a aeronave já é capaz de realizar", explicou Queiroz.

"Você pode retirar o sistema de missão e voar com carga, passageiros, evacuação, etc, por isso seria uma única frota com talvez duas aeronaves capazes de ser configuradas para realizar patrulha marítima e cinco dedicados ao transporte. É como podemos apresentar a sinergia entre os dois projetos, mas ao mesmo tempo temos uma solução 100% dedicada à patrulha marítima com uma versão militarizada do E190-E2 ".

(https://3.bp.blogspot.com/-niTYJ8b-B3s/WDEA5s6rVAI/AAAAAAAAwOQ/oivgJHOwCUMbrPIekgvbAGVHMKXnWoNQQCLcB/s640/p-390.jpg)

(https://3.bp.blogspot.com/-LxJgsOciIaU/WDEAtILTlsI/AAAAAAAAwOM/COTm0w_DOQEKT65Tb3NGvVHCyVogR20OgCLcB/s640/KC390_SAR.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Charlie Jaguar em Dezembro 04, 2018, 12:43:15 pm
Provavelmente vamos para UAVs. c56x1

Não, (ainda) não vamos. Sei de fonte segura que a preferência da FAP pós-P-3C CUP+ continua a ser uma aeronave tripulada para MPA, ASuW, ASW e ISR quando daqui a 12/15 anos, mais ou menos, for necessária a sua substituição. E nessa altura, como referi há uns posts atrás, o que tudo indica é que opções é o que não faltará.

Ainda vamos para o Kc no sentido de optimizarmos a frota...  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

http://www.brasilemdefesa.com/2016/11/embraer-anuncia-desenvolvimento-de.html (http://www.brasilemdefesa.com/2016/11/embraer-anuncia-desenvolvimento-de.html)

Citar
A Embraer propõe modificar o KC-390 instalando um radar de busca de 360 ​​graus no nariz, semelhante à configuração oferecida ao Canadá na concorrência para uma aeronave de busca e salvamento de longo alcance, juntamente com um sistema paletizado para cumprir com a missão de patrulha marítima .

"Um sistema de missão paletizado e com o novo radar no nariz e outros sistemas, o KC-390 preencheria os requisitos para a patrulha marítima, mas não comprometendo as capacidade de executar as demais missões que a aeronave já é capaz de realizar", explicou Queiroz.

"Você pode retirar o sistema de missão e voar com carga, passageiros, evacuação, etc, por isso seria uma única frota com talvez duas aeronaves capazes de ser configuradas para realizar patrulha marítima e cinco dedicados ao transporte. É como podemos apresentar a sinergia entre os dois projetos, mas ao mesmo tempo temos uma solução 100% dedicada à patrulha marítima com uma versão militarizada do E190-E2 ".

(https://3.bp.blogspot.com/-niTYJ8b-B3s/WDEA5s6rVAI/AAAAAAAAwOQ/oivgJHOwCUMbrPIekgvbAGVHMKXnWoNQQCLcB/s640/p-390.jpg)

Credo, coisa mai feia esse suposto KáCê MPA. O alcance já não é famoso, então com 4 Exocet e 2 AAM pendurados nas asas dá para ir ali patrulhar a Costa da Caparica e voltar.  ::)

Os torpedos serão invisíveis?  :mrgreen:

Se se querem meter na já apelidada "Guerra dos MPA", mantenham-se fiéis à utilização da célula do E190-E2 que faz mais sentido. Isto, claro, desde que os comandos não venham trocados como no da Air Astana...  :mrgreen: >:D

Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: MATRA em Dezembro 04, 2018, 12:50:32 pm
Feio mesmo :D

Mas até o acho interessante, os torpedos e as bóias é que não estou a ver onde os metem ou saiem  :mrgreen:, mas é interessante o modo como estão a planear desenvolver o aparelho, uma vez que, pelos vistos, não nos vamos livrar dele, quanto mais versátil for, melhor para nós.

Será que não dá para colocar tanques de combustível suplementares nas asas? Como o C130.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: raphael em Dezembro 04, 2018, 02:06:40 pm
Quais torpedos? Deixem isso para a marinha...que eles até no concurso dos torpedos para o subs deu raia.

sonoboias? são lançadas de um compartimentos ventral adaptado...tal como no P-3 Cup+... qual o stress?
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: NVF em Dezembro 04, 2018, 03:54:49 pm
De que serve uma avião ASW se não pode lançar torpedos? Se é só para patrulha, então que se adquiriam mais Persuader daqui a uns 15 anos. Agora essa coisa do demo, zzzzzz...
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: mafets em Dezembro 05, 2018, 10:43:20 am
(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/11/p-390-2.jpg)
Citar
Torpedo à esquerda alem da sonda de reabastecimento em voo  :-P ;)

Ao que parece esta questão do 390 vem do necessidade da Nova Zelândia em substituir os seus aparelhos P3 e do interesse demonstrado no KC. A vantagem do KC seria o sistema paletizado, que permitiria quando o avião não faz missões de patrulha marítima retirar o equipamento e assim poder transportar carga (ou seja, um aparelho para as duas missões, embora inicialmente o proposto foi o E190). Espero bem que os nossos políticos não leiam isto...  :mrgreen: ;)

Citar
“Apresentando uma resposta as questões levantadas pela Nova Zelândia, que recentemente emitiu um RFI sobre o KC-390, além de apresentar interesses em adquirir uma nova aeronave de patrulha marítima visando futuramente substituir sua frota de aeronaves de Patrulha Marítima P-3.

Por exemplo, a Nova Zelândia quer que o avião atinja Mach 0.82, mas se essa velocidade não for um requisito relevante, podemos atendê-los com o KC-390, que é capaz de voar a Mach 0.80”, acrescentou.
A Embraer propõe modificar o KC-390 instalando um radar de busca de 360 graus no nariz, semelhante à configuração oferecida ao Canadá na concorrência para uma aeronave de busca e salvamento de longo alcance, juntamente com um sistema paletizado para cumprir com a missão de patrulha marítima .


Saudações
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Dezembro 05, 2018, 12:44:48 pm
Provavelmente vamos para UAVs. c56x1

Não, (ainda) não vamos. Sei de fonte segura que a preferência da FAP pós-P-3C CUP+ continua a ser uma aeronave tripulada para MPA, ASuW, ASW e ISR quando daqui a 12/15 anos, mais ou menos, for necessária a sua substituição. E nessa altura, como referi há uns posts atrás, o que tudo indica é que opções é o que não faltará.

Ainda vamos para o Kc no sentido de optimizarmos a frota...  :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

http://www.brasilemdefesa.com/2016/11/embraer-anuncia-desenvolvimento-de.html (http://www.brasilemdefesa.com/2016/11/embraer-anuncia-desenvolvimento-de.html)

Citar
A Embraer propõe modificar o KC-390 instalando um radar de busca de 360 ​​graus no nariz, semelhante à configuração oferecida ao Canadá na concorrência para uma aeronave de busca e salvamento de longo alcance, juntamente com um sistema paletizado para cumprir com a missão de patrulha marítima .

"Um sistema de missão paletizado e com o novo radar no nariz e outros sistemas, o KC-390 preencheria os requisitos para a patrulha marítima, mas não comprometendo as capacidade de executar as demais missões que a aeronave já é capaz de realizar", explicou Queiroz.

"Você pode retirar o sistema de missão e voar com carga, passageiros, evacuação, etc, por isso seria uma única frota com talvez duas aeronaves capazes de ser configuradas para realizar patrulha marítima e cinco dedicados ao transporte. É como podemos apresentar a sinergia entre os dois projetos, mas ao mesmo tempo temos uma solução 100% dedicada à patrulha marítima com uma versão militarizada do E190-E2 ".

(https://3.bp.blogspot.com/-niTYJ8b-B3s/WDEA5s6rVAI/AAAAAAAAwOQ/oivgJHOwCUMbrPIekgvbAGVHMKXnWoNQQCLcB/s640/p-390.jpg)

Credo, coisa mai feia esse suposto KáCê MPA. O alcance já não é famoso, então com 4 Exocet e 2 AAM pendurados nas asas dá para ir ali patrulhar a Costa da Caparica e voltar.  ::)

Os torpedos serão invisíveis?  :mrgreen:

Se se querem meter na já apelidada "Guerra dos MPA", mantenham-se fiéis à utilização da célula do E190-E2 que faz mais sentido. Isto, claro, desde que os comandos não venham trocados como no da Air Astana...  :mrgreen: >:D

Pelo que já vou sabendo, a MNT da CIA, também tem culpas no cartório pois enviou docs com os procedimentos/trabalhos a efectuar na aeronave e vai daí………

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: tenente em Dezembro 05, 2018, 12:57:57 pm
(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/11/p-390-2.jpg)
Citar
Torpedo à esquerda alem da sonda de reabastecimento em voo  :-P ;)

Ao que parece esta questão do 390 vem do necessidade da Nova Zelândia em substituir os seus aparelhos P3 e do interesse demonstrado no KC. A vantagem do KC seria o sistema paletizado, que permitiria quando o avião não faz missões de patrulha marítima retirar o equipamento e assim poder transportar carga (ou seja, um aparelho para as duas missões, embora inicialmente o proposto foi o E190). Espero bem que os nossos políticos não leiam isto...  :mrgreen: ;)

Citar
“Apresentando uma resposta as questões levantadas pela Nova Zelândia, que recentemente emitiu um RFI sobre o KC-390, além de apresentar interesses em adquirir uma nova aeronave de patrulha marítima visando futuramente substituir sua frota de aeronaves de Patrulha Marítima P-3.

Por exemplo, a Nova Zelândia quer que o avião atinja Mach 0.82, mas se essa velocidade não for um requisito relevante, podemos atendê-los com o KC-390, que é capaz de voar a Mach 0.80”, acrescentou.
A Embraer propõe modificar o KC-390 instalando um radar de busca de 360 graus no nariz, semelhante à configuração oferecida ao Canadá na concorrência para uma aeronave de busca e salvamento de longo alcance, juntamente com um sistema paletizado para cumprir com a missão de patrulha marítima .


Saudações

Pelo que parece a EMB está a inventar a roda……….., e ainda há quem neste metier diga/ensine/aprenda que na Aviação está tudo inventado ele há com cada um, aos anos que eu ando enganado !!
Esta aeronave é como o homem dos sete instrumentos, vai fazer tudo mais um par de botas, o combate aos FF, o transporte de Carga/pax, o reabastecimento aéreo, a Patrulha marítima, epá será que o conseguem pôr a fazer VTOL além do STOL ?????  :mala:
Se sim, ás tantas ainda o vamos poder utilizar no NPL, o NRP D. Sebastião, se vier com o Landing Deck reforçadíssimo, para 70 Tons de PMD de certeza que dá……….:banana: :feliz:
O sonho comanda a vida mas, na aviação, o sonho muitas vezes corre mal, dá para o torto !!!

Abraços
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Red Baron em Dezembro 05, 2018, 03:28:13 pm
Provavelmente vamos para UAVs. c56x1

Não, (ainda) não vamos. Sei de fonte segura que a preferência da FAP pós-P-3C CUP+ continua a ser uma aeronave tripulada para MPA, ASuW, ASW e ISR quando daqui a 12/15 anos, mais ou menos, for necessária a sua substituição. E nessa altura, como referi há uns posts atrás, o que tudo indica é que opções é o que não faltará.

Não percebo esse fetiche pelo ASW. O que faz falta é um bom MPA e não há melhor MPA do que um UAV.
Algo do tipo MQ-4C Triton que embora não seja barato (+/- o preço do P-8 Poseidon) tem a capacidade de missões de 24h em modo totalmente automático e segundo o fabricante faz a monitorização de milhão de milhas2 de oceano por voo.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Lightning em Dezembro 05, 2018, 03:32:20 pm
Para encontrar pequenas balsas com náufragos ainda não há melhor sensor que o olho humano.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Red Baron em Dezembro 05, 2018, 03:36:08 pm
Para encontrar pequenas balsas com náufragos ainda não há melhor sensor que o olho humano.

Mas isso é SAR e para isso tens os AW101 e C-295.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Lightning em Dezembro 05, 2018, 03:58:35 pm
Para encontrar pequenas balsas com náufragos ainda não há melhor sensor que o olho humano.

Mas isso é SAR e para isso tens os AW101 e C-295.

E o P-3, vai a sítios que mais nenhuma aeronave tem autonomia para ir.

Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: NVF em Dezembro 05, 2018, 04:40:12 pm
O Triton tem  :mrgreen:

Mas como os submarinos são a principal ameaça à soberania de qualquer nação costeira, ter capacidade ASW é quase tão importante como ter submarinos. Não é fascínio mas necessidade.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: mafets em Dezembro 20, 2018, 11:50:53 am
https://www.dn.pt/portugal/interior/os-p-3-da-forca-aerea-portuguesa-sao-dos-melhores-do-mundo-6238380.html?fbclid=IwAR0iuV2jmyb7Yf-V7kmQ0oiGqVlRNfmr-95CxQZWDtudUqPhrG7veCwYlao (https://www.dn.pt/portugal/interior/os-p-3-da-forca-aerea-portuguesa-sao-dos-melhores-do-mundo-6238380.html?fbclid=IwAR0iuV2jmyb7Yf-V7kmQ0oiGqVlRNfmr-95CxQZWDtudUqPhrG7veCwYlao)

Citar
Os P-3 da Força Aérea portuguesa "são dos melhores do mundo"

Ana Silva entrou há 17 anos para a Força Aérea, de onde o pai saiu no início de 2017. Ambos tinham a mesma especialização, como oficiais navegadores e controladores táticos na esquadra dos P-3. Estiveram colocados nas mesmas bases militares - Montijo e Beja - mas nunca trabalharam juntos nem estiveram em simultâneo na mesma unidade, donde partiu há dias a aeronave que está em Itália ao serviço da NATO.

A capitão não integra esse destacamento na operação Sea Guardian (ver caixa), mas está encarregue de explicar o que são e para que servem os P-3C Orion (comprados em segunda mão à Holanda pelo então ministro da Defesa Paulo Portas) que, duas vezes por mês e no quadro da mesma operação, também partem de Beja para missões de um dia no Mediterrâneo.

Casada com um militar da Força Aérea colocado noutra base aérea, com quem forma um dos muitos casais de "solteiros geográficos" que vivem afastados durante a semana devido à carreira militar, a capitão Ana Silva trabalha em Beja e reside com a filha de 4 anos no bairro deixado junto da base alentejana, em 1993, pelos militares alemães.

Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.


Endereço de e-mail

SUBSCREVER
No dia da partida do P3-C para Itália, a oficial entra na placa em passo apressado e com o cabelo liso molhado: "Fui treinar... tenho de aproveitar o pouco tempo livre."

Com os EUA a substituírem os seus P-3 (construídos pela Lockheed Martin) por P-8 (da Boeing), os portugueses "são dos melhores do mundo" nesta altura, assegura a TACO - sigla inglesa que designa os coordenadores táticos, tão ou mais responsáveis que os pilotos-aviadores pelo emprego operacional dos aparelhos de patrulha marítima.

Se os pilotos decidem por onde e como levar a aeronave, é o TACO que "recebe e junta toda a informação" obtida pelos diferentes sensores e especialistas a bordo para "decidir como é pensada a guerra". Leia-se: onde lançar sonoboias de localização de submarinos, contra quem disparar os mísseis ou torpedos antinavio, em que momento largar os kits de busca e salvamento para os náufragos. "A programação do armamento é do TACO", diz a oficial, apontando para o ecrã que lhe permite "ver a situation awareness" no terreno em tempo real. "Há uma linha de comunicação privada com o piloto-comandante para a tomada de decisão e a cujas palavras mais ninguém a bordo tem acesso."

Com orgulho profissional, a oficial acrescenta que pilotos e controladores táticos muitas vezes nem precisam de conversar, pois a sintonia dada por muitas horas de treino e de operação permite a quem está no cockpit - flight station nos P-3, onde se usam termos navais e não aeronáuticos - saber antecipadamente como, quando e para onde levar a aeronave.

Daí resulta que mesmo ela, sendo a única da tripulação a saber quais vão ser as decisões do piloto-comandante no que toca aos movimentos do avião, acaba a correr para os sacos de plástico com o navegador, os operadores acústicos, de radar, comunicações e de armamento, mecânicos e técnicos de voo. "Fica tudo mareado, agarrado aos sacos.... levamos grandes tareias, porque a aeronave é muito manobrável."

Acresce que nas operações onde operam "com caças e homens no terreno em simultâneo, o trabalho é complexo, exigente... e é tudo muito rápido, porque é feito em função dos caças", explica a controladora tática, acrescentando um pormenor: "Usamos coletes com três quilos que, no fim da missão, pesam 10 ou 12 quilos."

Para receber e gerir a informação que "todos debitam", o/a TACO tem ecrãs, seis rádios com diferentes frequências encriptadas, três sistemas de troca de mensagens escritas, meios de processamento de dados e imagens em tempo real, comunicações satélite e rádio. Sendo o P-3C uma aeronave de patrulha marítima que funciona como plataforma de comando e controlo, a Força Aérea começou há alguns anos a rentabilizá-la através do apoio a operações em terra. "Conseguimos monitorizar alvos (fazer a sua deteção e identificação) a grande altitude e grandes distâncias, filmar e transmitir para o terreno imagens em tempo real", precisa Ana Silva.

Para apoiar missões que podem durar até 14 horas, o avião tem uma área de descanso e refeições. São duas ou três macas, forno, máquina de café, minifrigorífico... e não só: há local para biberons e ainda um trocador de fraldas (memórias de tempos e usos anteriores).


(https://static.globalnoticias.pt/dn/image.aspx?brand=DN&type=generate&name=original&id=6238380&source=ng8472553.jpg&w=800&h=450&t=20170423003800)

Cumprimentos
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: typhonman em Dezembro 26, 2018, 09:00:03 pm
https://www.dn.pt/portugal/interior/os-p-3-da-forca-aerea-portuguesa-sao-dos-melhores-do-mundo-6238380.html?fbclid=IwAR0iuV2jmyb7Yf-V7kmQ0oiGqVlRNfmr-95CxQZWDtudUqPhrG7veCwYlao (https://www.dn.pt/portugal/interior/os-p-3-da-forca-aerea-portuguesa-sao-dos-melhores-do-mundo-6238380.html?fbclid=IwAR0iuV2jmyb7Yf-V7kmQ0oiGqVlRNfmr-95CxQZWDtudUqPhrG7veCwYlao)

Citar
Os P-3 da Força Aérea portuguesa "são dos melhores do mundo"

Ana Silva entrou há 17 anos para a Força Aérea, de onde o pai saiu no início de 2017. Ambos tinham a mesma especialização, como oficiais navegadores e controladores táticos na esquadra dos P-3. Estiveram colocados nas mesmas bases militares - Montijo e Beja - mas nunca trabalharam juntos nem estiveram em simultâneo na mesma unidade, donde partiu há dias a aeronave que está em Itália ao serviço da NATO.

A capitão não integra esse destacamento na operação Sea Guardian (ver caixa), mas está encarregue de explicar o que são e para que servem os P-3C Orion (comprados em segunda mão à Holanda pelo então ministro da Defesa Paulo Portas) que, duas vezes por mês e no quadro da mesma operação, também partem de Beja para missões de um dia no Mediterrâneo.

Casada com um militar da Força Aérea colocado noutra base aérea, com quem forma um dos muitos casais de "solteiros geográficos" que vivem afastados durante a semana devido à carreira militar, a capitão Ana Silva trabalha em Beja e reside com a filha de 4 anos no bairro deixado junto da base alentejana, em 1993, pelos militares alemães.

Subscreva as newsletters Diário de Notícias e receba as informações em primeira mão.


Endereço de e-mail

SUBSCREVER
No dia da partida do P3-C para Itália, a oficial entra na placa em passo apressado e com o cabelo liso molhado: "Fui treinar... tenho de aproveitar o pouco tempo livre."

Com os EUA a substituírem os seus P-3 (construídos pela Lockheed Martin) por P-8 (da Boeing), os portugueses "são dos melhores do mundo" nesta altura, assegura a TACO - sigla inglesa que designa os coordenadores táticos, tão ou mais responsáveis que os pilotos-aviadores pelo emprego operacional dos aparelhos de patrulha marítima.

Se os pilotos decidem por onde e como levar a aeronave, é o TACO que "recebe e junta toda a informação" obtida pelos diferentes sensores e especialistas a bordo para "decidir como é pensada a guerra". Leia-se: onde lançar sonoboias de localização de submarinos, contra quem disparar os mísseis ou torpedos antinavio, em que momento largar os kits de busca e salvamento para os náufragos. "A programação do armamento é do TACO", diz a oficial, apontando para o ecrã que lhe permite "ver a situation awareness" no terreno em tempo real. "Há uma linha de comunicação privada com o piloto-comandante para a tomada de decisão e a cujas palavras mais ninguém a bordo tem acesso."

Com orgulho profissional, a oficial acrescenta que pilotos e controladores táticos muitas vezes nem precisam de conversar, pois a sintonia dada por muitas horas de treino e de operação permite a quem está no cockpit - flight station nos P-3, onde se usam termos navais e não aeronáuticos - saber antecipadamente como, quando e para onde levar a aeronave.

Daí resulta que mesmo ela, sendo a única da tripulação a saber quais vão ser as decisões do piloto-comandante no que toca aos movimentos do avião, acaba a correr para os sacos de plástico com o navegador, os operadores acústicos, de radar, comunicações e de armamento, mecânicos e técnicos de voo. "Fica tudo mareado, agarrado aos sacos.... levamos grandes tareias, porque a aeronave é muito manobrável."

Acresce que nas operações onde operam "com caças e homens no terreno em simultâneo, o trabalho é complexo, exigente... e é tudo muito rápido, porque é feito em função dos caças", explica a controladora tática, acrescentando um pormenor: "Usamos coletes com três quilos que, no fim da missão, pesam 10 ou 12 quilos."

Para receber e gerir a informação que "todos debitam", o/a TACO tem ecrãs, seis rádios com diferentes frequências encriptadas, três sistemas de troca de mensagens escritas, meios de processamento de dados e imagens em tempo real, comunicações satélite e rádio. Sendo o P-3C uma aeronave de patrulha marítima que funciona como plataforma de comando e controlo, a Força Aérea começou há alguns anos a rentabilizá-la através do apoio a operações em terra. "Conseguimos monitorizar alvos (fazer a sua deteção e identificação) a grande altitude e grandes distâncias, filmar e transmitir para o terreno imagens em tempo real", precisa Ana Silva.

Para apoiar missões que podem durar até 14 horas, o avião tem uma área de descanso e refeições. São duas ou três macas, forno, máquina de café, minifrigorífico... e não só: há local para biberons e ainda um trocador de fraldas (memórias de tempos e usos anteriores).


(https://static.globalnoticias.pt/dn/image.aspx?brand=DN&type=generate&name=original&id=6238380&source=ng8472553.jpg&w=800&h=450&t=20170423003800)

Cumprimentos

Aqui na tuga, temos os melhores pilotos do mundo, os melhores GNR, os mellhores soldados.. Tudo isso é verdade, mas numa situação real de conflito, o equipamento certo faz a diferença entre a vida e a morte, continuamos com o improviso.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Charlie Jaguar em Dezembro 28, 2018, 10:59:30 am
Podemos (e temos) dos P-3C mais bem equipados neste momento a nível mundial, isso é indiscutível. Agora enquanto tivermos 3/5 da frota parados, acima de tudo por falta de tripulações, e por isso somente uma aeronave (duas em caso de urgência) sempre pronta e de alerta não vamos a lado nenhum.
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Março 12, 2019, 03:05:59 pm
Are there currently plans for Portugal to join the European MPA program?  :snipersmile:
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Stalker79 em Março 12, 2019, 03:50:49 pm
Are there currently plans for Portugal to join the European MPA program?  :snipersmile:


Not likely. Our MPA´s are still well equipped for another 10/15 years of service and as of now are not a priority to replace.
And when the time comes, there will probably be P8 Poseidon's already in the second hand market.
Otherwise they will most likely opt out for a cheaper type of MPA aircraft like the C295 MPA.
 ;)
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Charlie Jaguar em Março 14, 2019, 06:01:23 pm
Are there currently plans for Portugal to join the European MPA program?  :snipersmile:

It's not a priority (and I doubt it may be for some time soon) because the P-3C fleet is expected to fly until 2035. A decision has to be reached by 2032 and by then the market will be flooded with options for a future MPA, so talking today of P-8s, Airbus, SAAB, etc, is an exercise (still) not worth taking. ;)
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Joaoferriva em Abril 02, 2019, 10:22:00 am
I think it's a good idea to disband the P-3' squadron. The money should be better spent on infrastructures & health care for the poor Romanians
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Cabeça de Martelo em Abril 02, 2019, 11:41:30 am
I think it's a good idea to disband the P-3' squadron. The money should be better spent on infrastructures & health care for the poor Romanians

?

 :o
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: Charlie Jaguar em Abril 02, 2019, 12:11:32 pm
I think it's a good idea to disband the P-3' squadron. The money should be better spent on infrastructures & health care for the poor Romanians

?

 :o

Tratou-se certamente de ironia e sarcasmo Cabeça, tu não te desgraces.  ;D ;)
Título: Re: Substituição P-3
Enviado por: raphael em Abril 02, 2019, 12:14:50 pm
I think it's a good idea to disband the P-3' squadron. The money should be better spent on infrastructures & health care for the poor Romanians

Wrong forum...

 :G-beer2: