ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Força Aérea Portuguesa => Tópico iniciado por: sivispacem em Julho 11, 2019, 01:32:05 pm

Título: KC-390 na FAP
Enviado por: sivispacem em Julho 11, 2019, 01:32:05 pm
FYI

https://jornaleconomico.sapo.pt/noticias/governo-anuncia-compra-de-5-kc-390-para-a-forca-aerea-466520
Título: Re: KC-390
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 11, 2019, 02:24:45 pm
Citação de: Operacional
Governo português aprovou hoje a compra de 5 aeronaves KC-390 ao Brasil.

O Conselho de Ministros de 11 de julho de 2019, emitiu um comunicado onde informa:
«… aprovou hoje a aquisição de cinco aeronaves KC-390, assim como a contratação dos serviços de sustentação logística das aeronaves e do simulador de voo e a aquisição dos equipamentos de guerra eletrónica.
A aquisição das aeronaves KC-390 e de um simulador de voo, e respetiva sustentação logística, com as configurações e especificações técnicas, operacionais e logísticas definidas pela Força Aérea, permitirá reforçar as atuais capacidades de transporte aéreo, de busca e salvamento, evacuações sanitárias e apoio a cidadãos nacionais, nomeadamente entre o Continente e os Arquipélagos, incluindo-se, também, as capacidades adicionais de reabastecimento em voo e de combate a incêndios florestais, o que possibilita que Portugal disponha de aeronaves com funções de duplo uso (civil e militar), que respondem a necessidades permanentes do país.
As características únicas da aeronave KC-390 estabelecem um novo padrão para o transporte militar estratégico, até aqui apenas possível de assegurar com aeronaves quadrimotores, de superiores dimensões e capacidades, constituindo-se assim, nesta classe, como a solução que satisfaz integralmente os requisitos definidos pelo Estado Português, bem como os exigidos para participação nas operações militares que poderão decorrer das alianças de que Portugal faz parte…»

Está assim confirmada a decisão do governo português de 2010, pela qual pela primeira vez a Força Aérea Portuguesa vai ser equipada com aviões do fabricante EMBRAER.

Recorda-se que estes KC-390 irão substituir em Portugal os Hércules C-130 e por enquanto ainda não estão ao serviço em nenhum país, prevendo-se contudo a entrega ainda este ano dos primeiros à Força Aérea Brasileira. O Brasil deverá receber 28 e Portugal 5. Outros países mostraram-se interessados mas por enquanto não há outras decisões de compra.
Título: Re: KC-390
Enviado por: MATRA em Julho 11, 2019, 02:42:22 pm
Citar
a partir de fevereiro de 2023, a um ritmo de um por ano até 2027

Só? Os A400 devem chegar antes :mrgreen:

Mais a sério estou extremamente curioso para saber o que está incluída nasta aquisição, nomeadamente:

1º Se o contracto de manutenção é até ao final da vida do aparelho como foi dito algures - EDIT já vi que são apenas 12 anos, grande treta!
2º Se realmente vamos ter um simulador em território nacional, uma vez que eles, ao que parece, nem existem ainda
3º se já vem o tal kit para Incêndios, e quantos foram adquiridos
4º Se trás as refueling Pod,  e quantos foram adquiridos
5º Por último, o que foi retirado do próprio aparelho para a Embraer descer o preço, uma vez que foi por isso que baixaram, segundo a própria empresa.
Título: Re: KC-390
Enviado por: mafets em Julho 11, 2019, 04:30:28 pm
O Diabo que o home já andou na máquina... :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://imagens.publico.pt/imagens.aspx/1148929?tp=UH&db=IMAGENS&type=JPG&w=837)

(https://portugaldigital.com.br/wp-content/uploads/2017/06/antoniocostabrasilvooembraerfototwitterantoniocosta-1024x682.jpg)

(https://www.portugal.gov.pt/upload/imagens/i019174.jpg)

(https://www.portugal.gov.pt/upload/imagens/i019175.jpg)~

(https://www.portugal.gov.pt/upload/imagens/i019171.jpg)
Citar
O primeiro ministro a bordo do Kc390 numa viagem entre S.Paulo e o Rio de Janeiro

https://www.portugal.gov.pt/pt/gc21/primeiro-ministro/multimedia?m=i&p=4&i=20170610-pm-10-junho (https://www.portugal.gov.pt/pt/gc21/primeiro-ministro/multimedia?m=i&p=4&i=20170610-pm-10-junho)

Cumprimentos  ;D ;D
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 11, 2019, 05:23:30 pm
O Diabo que o home já andou na máquina... :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.portugal.gov.pt/upload/imagens/i019175.jpg)~


Cumprimentos  ;D ;D

Mas a aeronave ainda não está acabada, e já a estão a mostrar ao nosso PM, mas que pressa a EMB tem, em vender a aeronave e nós quais papalvos, vamos atrás da conversa deles !!


Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: LM em Julho 11, 2019, 05:47:41 pm
Relembrem-me: quais as aeronaves que temos que vão poder ser reabastecidas com o KC-390...?
Título: Re: KC-390
Enviado por: dc em Julho 11, 2019, 05:54:23 pm
Os F-16... não... os P-3... não... os C-295... não adquirimos as sondas que eu saiba... os EH-101... sim, se tivermos cá as sondas... e acho que é só. Ao menos que sirva de incentivo para modernizar os F-16 para padrão V com a inclusão daqueles CFTs com a sonda de reabastecimento.  ::)

Mas não me admirava nada que nem viessem os pods de reabastecimento.  :mrgreen:
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 11, 2019, 06:30:19 pm
Os F-16... não... os P-3... não... os C-295... não adquirimos as sondas que eu saiba... os EH-101... sim, se tivermos cá as sondas... e acho que é só. Ao menos que sirva de incentivo para modernizar os F-16 para padrão V com a inclusão daqueles CFTs com a sonda de reabastecimento.  ::)

Mas não me admirava nada que nem viessem os pods de reabastecimento.  :mrgreen:

Olha o duplo, triplo ou mais, uso da aeronave, um must é o que eu digo, nem sei como a aeronáutica ocidental de transporte militar, conseguiu sobreviver estes anos todos apenas com os C's e os 160, foi um milagre !

Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: asalves em Julho 11, 2019, 06:58:30 pm
Bem deixando para trás os prós e contras de um projecto novo e passarmos a ser os únicos utilizadores na Europa e arredores.

Ao nível do preço e contrato até estou surpreso. Teoricamente vem:
- 5 KC390
- Simulador
- Toda componente logística para operação
- Simulador
- E contrato de manutenção por 12 anos
- Sensores e equipamentos guerra eletrónica.

A meu ver parece bom demais tendo em conta o preço e a conversa inicial, é esperar para ver quando assinarem o contrato e ver se o material começa a chegar.

Mas a ser isto tudo verdade, quer-me parecer que a Embraer/Boeing tiveram que dar um passo atrás no preço.
Título: Re: KC-390
Enviado por: MATRA em Julho 11, 2019, 07:11:28 pm
- Sensores e equipamentos guerra eletrónica.

Onde podemos ver mais sobre isto?
Título: Re: KC-390
Enviado por: mafets em Julho 11, 2019, 08:26:27 pm
Os F-16... não... os P-3... não... os C-295... não adquirimos as sondas que eu saiba... os EH-101... sim, se tivermos cá as sondas... e acho que é só. Ao menos que sirva de incentivo para modernizar os F-16 para padrão V com a inclusão daqueles CFTs com a sonda de reabastecimento.  ::)

Mas não me admirava nada que nem viessem os pods de reabastecimento.  :mrgreen:

Pelo menos uma existe.  ;)

(http://www.operacional.pt/wp-content/uploads/2010/10/detalhe-eh-101-lanca.jpg)

Saudações
Título: Re: KC-390
Enviado por: Major Alvega em Julho 11, 2019, 08:44:32 pm
O Diabo que o home já andou na máquina... :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen: :mrgreen:

(https://www.portugal.gov.pt/upload/imagens/i019175.jpg)~


Cumprimentos  ;D ;D

Mas a aeronave ainda não está acabada, e já a estão a mostrar ao nosso PM, mas que pressa a EMB tem, em vender a aeronave e nós quais papalvos, vamos atrás da conversa deles !!


Abraços

Todos os negócios em que este burgesso participou foram uma catástrofe: SIRESP, Kamov, reversão da TAP etc.
Título: Re: KC-390
Enviado por: ocastilho em Julho 11, 2019, 08:45:22 pm
Não deixa de ser curioso q isto é anunciado depois de ser conhecida a decisão de vender mais f16s. Espero q não tenham a infeliz ideia de financiar o KC com os Fs vendidos. Mas como há negociata já vale tudo
Título: Re: KC-390
Enviado por: Major Alvega em Julho 11, 2019, 08:48:41 pm
Gostei da explicação do MD que percebe tanto de aviões como eu de lagares de azeite a explicar: "Este avião tem só 2 motores mas faz o mesmo dos que têm 4 motores." Ahahahaha
Título: Re: KC-390
Enviado por: oi661114 em Julho 11, 2019, 08:56:02 pm
Gostei da explicação do MD que percebe tanto de aviões como eu de lagares de azeite a explicar: "Este avião tem só 2 motores mas faz o mesmo dos que têm 4 motores." Ahahahaha

Pelo menos na aviação civil é norma!
Título: Re: KC-390
Enviado por: Major Alvega em Julho 11, 2019, 09:15:37 pm
Gostei da explicação do MD que percebe tanto de aviões como eu de lagares de azeite a explicar: "Este avião tem só 2 motores mas faz o mesmo dos que têm 4 motores." Ahahahaha

Pelo menos na aviação civil é norma!

Na militar não.
Título: Re: KC-390
Enviado por: Viajante em Julho 11, 2019, 11:05:00 pm
Para mim era mais que evidente que este governo já tinha escolhido este avião, e parece-me que na FAP, apesar de não ser uma escolha nada consensual (contas de merceeiro, dá o avião mais caro por tonelada transportada, sem analisar mais variáveis), perceberam que tinham de aceitar este avião ou podiam não ter mais nada, justificando o poder político a compra com a salvaguarda dos postos de trabalho nas OGMA.
Mas e há vários mas…….
O A400M também tem participação portuguesa, através da Caetano Aeronautic,
Uma compra destas, a 3 meses das eleições legislativas, dá quantos cheques individuais de 25.000€ ao PS?
Porque é anunciado agora esta compra, se só esperam as primeiras entregas, seja feita, não no tempo do governo que ganhar as eleições de Outubro de 2019, mas do governo que ganhar as eleições de 2023?
Se o avião vai combater os incêndios, em que aeródromos é que o avião consegue operar?
Parece-me mais uma compra à Costa! O homem é um artista!!!!!

PS: Depois de ler o que escreveram foristas brasileiros sobre Portugal e os portugueses, a vontade de receber o mono é nenhuma! Nem de borla!
Título: Re: KC-390
Enviado por: dc em Julho 11, 2019, 11:42:40 pm
Não deixa de ser curioso q isto é anunciado depois de ser conhecida a decisão de vender mais f16s. Espero q não tenham a infeliz ideia de financiar o KC com os Fs vendidos. Mas como há negociata já vale tudo

Bem visto... pode não ser coincidência, e se de facto o dinheiro da venda dos Fs for usada para pagar ou até "manipular" o preço dos KC, é uma situação muito triste, vender do lado para comprar do outro...
Título: Re: KC-390
Enviado por: oi661114 em Julho 12, 2019, 12:24:47 am
Gostei da explicação do MD que percebe tanto de aviões como eu de lagares de azeite a explicar: "Este avião tem só 2 motores mas faz o mesmo dos que têm 4 motores." Ahahahaha

Pelo menos na aviação civil é norma!

Na militar não.

Os aviões novos que estão a ser lançados só têm 2 (os a turbina), caso do C-2, P-8 .
Título: Re: KC-390
Enviado por: typhonman em Julho 12, 2019, 12:27:12 am
Em conversa com pessoa envolvida no processo:


1) A FAP teve mesmo de aceitar o KC-390, era isto ou então provavelmente era C-130J ( mas o Governo quer apostar tudo na fábrica de Évora devido aos votos e agradar a esquerda parlamentar);


2) Duplo uso é so para vender, porque não vão ser adquiridos os MAFFS;


3) A pessoa em causa só acredita quando vir o contrato assinado, e até lá as coisas ainda podem tremer;


4) As compras a partir de agora serão políticas ( há que vender o duplo uso) senão, se for só puramente militar, não é bem visto pelo "politicamente correto".


5) A-400M, continua em análise, mas provavelmente só lá para 2030.

Cump,
Título: Re: KC-390
Enviado por: Lusitaniae em Julho 12, 2019, 12:35:40 am
Em conversa com pessoa envolvida no processo:


1) A FAP teve mesmo de aceitar o KC-390, era isto ou então provavelmente era C-130J ( mas o Governo quer apostar tudo na fábrica de Évora devido aos votos e agradar a esquerda parlamentar);


2) Duplo uso é so para vender, porque não vão ser adquiridos os MAFFS;


3) A pessoa em causa só acredita quando vir o contrato assinado, e até lá as coisas ainda podem tremer;


4) As compras a partir de agora serão políticas ( há que vender o duplo uso) senão, se for só puramente militar, não é bem visto pelo "politicamente correto".


5) A-400M, continua em análise, mas provavelmente só lá para 2030.

Cump,

Como é isso possível, alguém estar a par do processo e dizer que não vão ser adquiridos os MAFFS!!

Se a comunicação social sabe isso, isso é muito mau para o sr.ministro!!

Já agora acabei de ler isto num site brasileiro :

"Entre 2012 e 2017 o governo português investiu aproximadamente € 50 milhões no programa de desenvolvimento do KC-390, tendo ainda participado, através da força aérea, nas especificações do projeto.

A expectativa é que os C-130H em uso pela Força Aérea Portuguesa sejam modernizados, recebendo novos sistemas de navegação e comunicação, com objetivo de mantê-los operacionais até a entrega dos novos KC-390. Além disso, a previsão é depois utilizar os veteranos turbo-hélices em missões exclusivas de combate a incêndio, expandido a capacidade do país nesse tipo de atividade. Portugal está entre as nações que mais sofre anualmente com incêndios florestais."

 https://aeromagazine.uol.com.br/artigo/portugal-encomenda-o-maior-aviao-da-embraer_4436.html

É esperar pelos contratos assinados e divulgados publicamente.

Se o avião não for para ser usado em duplo uso, estou totalmente contra, pelo menos 2 unidades têm que ter capacidade para combate a incêndio.
Título: Re: KC-390
Enviado por: typhonman em Julho 12, 2019, 12:42:56 am
Relembrem-me: quais as aeronaves que temos que vão poder ser reabastecidas com o KC-390...?

Somente o EH-101 e outros KC-390.

Título: Re: KC-390
Enviado por: typhonman em Julho 12, 2019, 12:44:58 am
Em conversa com pessoa envolvida no processo:


1) A FAP teve mesmo de aceitar o KC-390, era isto ou então provavelmente era C-130J ( mas o Governo quer apostar tudo na fábrica de Évora devido aos votos e agradar a esquerda parlamentar);


2) Duplo uso é so para vender, porque não vão ser adquiridos os MAFFS;


3) A pessoa em causa só acredita quando vir o contrato assinado, e até lá as coisas ainda podem tremer;


4) As compras a partir de agora serão políticas ( há que vender o duplo uso) senão, se for só puramente militar, não é bem visto pelo "politicamente correto".


5) A-400M, continua em análise, mas provavelmente só lá para 2030.

Cump,

Como é isso possível, alguém estar a par do processo e dizer que não vão ser adquiridos os MAFFS!!

Se a comunicação social sabe isso, isso é muito mau para o sr.ministro!!

Já agora acabei de ler isto num site brasileiro :

"Entre 2012 e 2017 o governo português investiu aproximadamente € 50 milhões no programa de desenvolvimento do KC-390, tendo ainda participado, através da força aérea, nas especificações do projeto.

A expectativa é que os C-130H em uso pela Força Aérea Portuguesa sejam modernizados, recebendo novos sistemas de navegação e comunicação, com objetivo de mantê-los operacionais até a entrega dos novos KC-390. Além disso, a previsão é depois utilizar os veteranos turbo-hélices em missões exclusivas de combate a incêndio, expandido a capacidade do país nesse tipo de atividade. Portugal está entre as nações que mais sofre anualmente com incêndios florestais."

 https://aeromagazine.uol.com.br/artigo/portugal-encomenda-o-maior-aviao-da-embraer_4436.html

É esperar pelos contratos assinados e divulgados publicamente.

Se o avião não for para ser usado em duplo uso, estou totalmente contra, pelo menos 2 unidades têm que ter capacidade para combate a incêndio.

AHAHA,

Esperem, mas agora é que veio a pressa para combater os IF, com os KC-390 ? ( é que não é mesmo para justificar os 827 milhoes)

Isto é mesmo para rir.

Título: Re: KC-390
Enviado por: Major Alvega em Julho 12, 2019, 12:59:45 am
Relembrem-me: quais as aeronaves que temos que vão poder ser reabastecidas com o KC-390...?

Somente o EH-101 e outros KC-390.

O KC-390 nunca poderá reabastecer outro KC.
E EH-101's para já não pode porque só está homologado para reabastecer aviões de pequeno porte como caças com o sistema probe and drogue.
Aviões reabastecedores a jacto com stall-speed's muito próximo da velocidade máxima dos helicópteros é muito complicado. O A400M e o KC-130J podem reabastecer helis. O KC tenho as as minhas dúvidas.
Título: Re: KC-390
Enviado por: Red Baron em Julho 12, 2019, 07:24:38 am
Se a Embraer aceitar assinar este contrato é uma vitoria para o Governo.

Mas uma derrota para a Força Aérea.
Título: Re: KC-390
Enviado por: mafets em Julho 12, 2019, 09:56:46 am
Em conversa com pessoa envolvida no processo:


1) A FAP teve mesmo de aceitar o KC-390, era isto ou então provavelmente era C-130J ( mas o Governo quer apostar tudo na fábrica de Évora devido aos votos e agradar a esquerda parlamentar);
Não penso que seja mau investir em quem coloca cá fábricas apenas questiono o timing e a quantidade. 2a 3 Kc e mais lá para a frente se o aparelho fosse bom era o ideal. Mas como sempre digo existe desde a substituição dos Falcon até aos Epsilon, já para não falar dos Alpha, e a Embraer tem material para isso.


Citação de: typhonman
2) Duplo uso é só para vender, porque não vão ser adquiridos os MAFFS;
Mesmo que fossem adquiridos continua a ser um sistema de emergência e que por exemplo a FAB usa se tanto duas vezes por ano. E caso o fizéssemos lá vinha o velho debate de como usar, entre outros.


Citação de: typhonman
3) A pessoa em causa só acredita quando vir o contrato assinado, e até lá as coisas ainda podem tremer;
O que sempre tenho dito. Ao contrário do que foi descrito por jornais e sites, o Governo apenas deu a ordem para comprar. E até ao lavar dos cestos é vindima.


Citação de: typhonman
4) As compras a partir de agora serão políticas ( há que vender o duplo uso) senão, se for só puramente militar, não é bem visto pelo "politicamente correto".
Não sou defensor de A ou B, mas pelo menos a G3 e a frota de transporte estão em vias de ser substituídas. Com os Uro e mais NPO já é positivo. Pena poucos Koala, que o Upgrade das fragatas seja uma piada e os últimos NPO estejam sem armas e sensores principais. Depois temos os Tejo e aquela treta do Bérrio durar até quase aos 60 anos. E resta saber com quantos F16 vamos ficar ...

Citação de: typhonman
5) A-400M, continua em análise, mas provavelmente só lá para 2030.
Perfeitamente de acordo porque com militares pelos 5 canos do mundo precisamos de transporte estratégico de verdade e não à medida do MDN. Até lá problemas resolvidos e esperemos que os ditos helis de evacuação não caiam que também são necessários.

Cumprimentos



Título: Re: KC-390
Enviado por: LM em Julho 12, 2019, 10:26:57 am
E está feito - de notar que as notícias ontem, como de costume, vincavam ao exagero o "duplo uso", o SAR, os fogos... vai ser bonito quando for para comprar algo em que os "spin doctor" tenham mais dificuldades...

Uma questão - sendo a 1ª entrega em 2023 pode diminuir o perigo de "problemas de juventude" do projecto ou 3 anos em utilização no Brasil não são nada (ou não permitem alterações em tempo útil no nosso)?

E, já agora - se o governo português investiu 50 milhões de euros... como os investiu? É proprietário de parte do projecto, ganha "royalties" da EMBRAER..?   
Título: Re: KC-390
Enviado por: asalves em Julho 12, 2019, 11:57:12 am
Não deixa de ser curioso q isto é anunciado depois de ser conhecida a decisão de vender mais f16s. Espero q não tenham a infeliz ideia de financiar o KC com os Fs vendidos. Mas como há negociata já vale tudo

Bem visto... pode não ser coincidência, e se de facto o dinheiro da venda dos Fs for usada para pagar ou até "manipular" o preço dos KC, é uma situação muito triste, vender do lado para comprar do outro...

Tanto quanto percebi os F-16 a serem vendidos será para cobrir o resto da verba que falta na LPM para manutenção/"modernização" do resto a frota de F-16.
Título: Re: KC-390
Enviado por: asalves em Julho 12, 2019, 12:00:29 pm
Em conversa com pessoa envolvida no processo:


1) A FAP teve mesmo de aceitar o KC-390, era isto ou então provavelmente era C-130J ( mas o Governo quer apostar tudo na fábrica de Évora devido aos votos e agradar a esquerda parlamentar);


2) Duplo uso é so para vender, porque não vão ser adquiridos os MAFFS;


3) A pessoa em causa só acredita quando vir o contrato assinado, e até lá as coisas ainda podem tremer;


4) As compras a partir de agora serão políticas ( há que vender o duplo uso) senão, se for só puramente militar, não é bem visto pelo "politicamente correto".


5) A-400M, continua em análise, mas provavelmente só lá para 2030.

Cump,

Como é isso possível, alguém estar a par do processo e dizer que não vão ser adquiridos os MAFFS!!

Se a comunicação social sabe isso, isso é muito mau para o sr.ministro!!
(...)
Se o avião não for para ser usado em duplo uso, estou totalmente contra, pelo menos 2 unidades têm que ter capacidade para combate a incêndio.

O duplo uso (combate fogos florestais) que é referido nas noticias é apenas para inglês ver, é o que vem na brochura do KC-390 e como tal fica sempre bem referir, dá mais nas vistas descrever uma lista enorme de potencias finalidades do que referir apenas que vai transportar material 1 a 2 dúzias de vezes por ano.
Título: Re: KC-390
Enviado por: P44 em Julho 12, 2019, 01:16:32 pm
Rezemos...(https://img-s-msn-com.akamaized.net/tenant/amp/entityid/BBSnuBU.img?h=531&w=799&m=6&q=60&o=f&l=f&x=2083&y=701)
Título: Re: KC-390
Enviado por: oi661114 em Julho 12, 2019, 01:43:21 pm

O KC-390 nunca poderá reabastecer outro KC.
E EH-101's para já não pode porque só está homologado para reabastecer aviões de pequeno porte como caças com o sistema probe and drogue.
Aviões reabastecedores a jacto com stall-speed's muito próximo da velocidade máxima dos helicópteros é muito complicado. O A400M e o KC-130J podem reabastecer helis. O KC tenho as as minhas dúvidas.


O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP, excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta.

O KC-390 poderá reabastecer outro KC-390.

Deixa de dizer mal só porque sim ou porque tens outros interesses.
Título: Re: KC-390
Enviado por: Lightning em Julho 12, 2019, 02:27:18 pm
Essa história do duplo-uso é uma modernice mas que na Força Aérea sempre se fez. O duplo uso significa um meio ser capaz de uso em acções militares e civis, o uso militar é o transporte de tropas e viaturas militares, o uso civil pode ser qualquer coisa, não apenas o combate a incêndios, qualquer acção de apoio civil é duplo uso, por exemplo transportar viaturas dos bombeiros, transportar feridos, é duplo uso. Um Leopard 2 ou uma boca de fogo de Artilharia é que me parecem não ter duplo uso.

A Força Aérea não se vai por com o KC390 a participar nos incêndios logo de início, o CEMFA já disse que quando o KC390 entrar ao serviço que a ideia é serem os C-130 para esse serviço, se ainda estiverem em condições.
Título: Re: KC-390
Enviado por: Tikuna em Julho 12, 2019, 04:11:40 pm
Pela EMBRAER:


Portugal anuncia pedido firme para aviões multimissão KC-390


São Paulo – SP, 11 de julho de 2019 – O Governo de Portugal anunciou hoje um pedido firme para cinco aviões de transporte aéreo multimissão KC-390 da Embraer como parte do processo de modernização das capacidades da Força Aérea Portuguesa para apoiar as operações das Forças Armadas de Portugal e aumentar a prontidão em missões de interesse público. As entregas estão programadas para começar em 2023.

O KC-390 foi desenvolvido para estabelecer novos padrões de eficiência e produtividade na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. A aeronave cumpre os requisitos da Força Aérea Portuguesa sendo capaz de realizar diversas missões militares e civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, busca e salvamento e combate a incêndios florestais e acrescenta capacidades superiores de transporte e lançamento de carga e tropas, e reabastecimento em voo.

 
“Hoje é um dia histórico para o Programa KC-390 e quero agradecer àqueles que contribuíram para o projeto. É um passo muito relevante para consolidar a aeronave no mercado e acreditamos que se tornará outro sucesso da Embraer. O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo”, afirmou Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “A parceria industrial entre Portugal e a Embraer contribui para o desenvolvimento da engenharia e da indústria aeronáutica portuguesas, representando mais de 300 milhões de euros em exportações por ano e milhares de empregos altamente qualificados.”

Portugal é o maior parceiro internacional do Programa KC-390 e a sua participação no desenvolvimento e na produção da aeronave é reconhecida como tendo tido um impacto económico positivo na geração de empregos, novos investimentos, aumento de exportações e avanços tecnológicos.

O KC-390 recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil em 2018 e está em plena produção em série. A entrada em serviço da aeronave está prevista para o terceiro trimestre de 2019 com a Força Aérea Brasileira (FAB), com mais entregas esperadas no decorrer do ano.

[...]
https://www.aereo.jor.br/2019/07/11/portugal-anuncia-pedido-firme-para-avioes-multimissao-kc-390/
Título: Re: KC-390
Enviado por: asalves em Julho 12, 2019, 04:40:02 pm
Pela EMBRAER:


Portugal anuncia pedido firme para aviões multimissão KC-390


São Paulo – SP, 11 de julho de 2019 – O Governo de Portugal anunciou hoje um pedido firme para cinco aviões de transporte aéreo multimissão KC-390 da Embraer como parte do processo de modernização das capacidades da Força Aérea Portuguesa para apoiar as operações das Forças Armadas de Portugal e aumentar a prontidão em missões de interesse público. As entregas estão programadas para começar em 2023.

O KC-390 foi desenvolvido para estabelecer novos padrões de eficiência e produtividade na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. A aeronave cumpre os requisitos da Força Aérea Portuguesa sendo capaz de realizar diversas missões militares e civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, busca e salvamento e combate a incêndios florestais e acrescenta capacidades superiores de transporte e lançamento de carga e tropas, e reabastecimento em voo.

 
“Hoje é um dia histórico para o Programa KC-390 e quero agradecer àqueles que contribuíram para o projeto. É um passo muito relevante para consolidar a aeronave no mercado e acreditamos que se tornará outro sucesso da Embraer. O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo”, afirmou Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “A parceria industrial entre Portugal e a Embraer contribui para o desenvolvimento da engenharia e da indústria aeronáutica portuguesas, representando mais de 300 milhões de euros em exportações por ano e milhares de empregos altamente qualificados.”

Portugal é o maior parceiro internacional do Programa KC-390 e a sua participação no desenvolvimento e na produção da aeronave é reconhecida como tendo tido um impacto económico positivo na geração de empregos, novos investimentos, aumento de exportações e avanços tecnológicos.

O KC-390 recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil em 2018 e está em plena produção em série. A entrada em serviço da aeronave está prevista para o terceiro trimestre de 2019 com a Força Aérea Brasileira (FAB), com mais entregas esperadas no decorrer do ano.

[...]
https://www.aereo.jor.br/2019/07/11/portugal-anuncia-pedido-firme-para-avioes-multimissao-kc-390/

A parte que me chamou mais a atenção foi esta:
Citar
O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo.

Ou seja a Embraer em conjunto com a FAP vai permitir que o avião comunique com os outros sistemas de comunicações NATO, algo que provavelmente para a FAB não é preciso e não estava desenvolvido.

A FAP aqui vai ter uma papel fundamentar e quase único, o que secalhar isto em parte justifica a marcha atrás em relação ao preço final.  Pois vão ter todo o know-how da FAP para fazerem a integração dos diferentes sistemas.
Título: Re: KC-390
Enviado por: Major Alvega em Julho 12, 2019, 05:16:58 pm

O KC-390 nunca poderá reabastecer outro KC.
E EH-101's para já não pode porque só está homologado para reabastecer aviões de pequeno porte como caças com o sistema probe and drogue.
Aviões reabastecedores a jacto com stall-speed's muito próximo da velocidade máxima dos helicópteros é muito complicado. O A400M e o KC-130J podem reabastecer helis. O KC tenho as as minhas dúvidas.




O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP, excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta.

O KC-390 poderá reabastecer outro KC-390.

Deixa de dizer mal só porque sim ou porque tens outros interesses.

(https://www.flightglobal.com/assets/getasset.aspx?itemid=49856)
(https://i.pinimg.com/originals/ef/da/36/efda36f62c70a0e6bcbfa5294b4e4b76.jpg)

Não seja ridículo e nem faça figura de otário.
O A400M vai poder efectuar reabastecimento a helis.

Para você conseguir ter o atrevimento de dizer que o KC-390 pode reabastecer em vôo outro KC-390. Atesta logo o seu grau de ignorância e que você só falar por falar.
Explique lá como?

Isto da forma que escreveu atesta igualmente o seu grau de analfabetismo funcional. Analisemos a frase que escreveu:
O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP, excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta.

"O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP..." - pode abastecer o P-3, o C-130H, o C-295M, o Falcon 50, o TB-30?????? (qualquer avião)
"(...) excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta." - qual equipamento??? Explique lá que "equipamento" é esse que instalado no F-16, passa a ser possível o F-16 ser reabastecido por hose and drogue.

Mas quem é que diz mal? Explique lá bem isso. E os "interesses" que eu tenho. Como dizem os brasileiros: não diga bobagens.



Título: Re: KC-390
Enviado por: Tikuna em Julho 12, 2019, 05:22:33 pm
Pela EMBRAER:


Portugal anuncia pedido firme para aviões multimissão KC-390


São Paulo – SP, 11 de julho de 2019 – O Governo de Portugal anunciou hoje um pedido firme para cinco aviões de transporte aéreo multimissão KC-390 da Embraer como parte do processo de modernização das capacidades da Força Aérea Portuguesa para apoiar as operações das Forças Armadas de Portugal e aumentar a prontidão em missões de interesse público. As entregas estão programadas para começar em 2023.

O KC-390 foi desenvolvido para estabelecer novos padrões de eficiência e produtividade na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. A aeronave cumpre os requisitos da Força Aérea Portuguesa sendo capaz de realizar diversas missões militares e civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, busca e salvamento e combate a incêndios florestais e acrescenta capacidades superiores de transporte e lançamento de carga e tropas, e reabastecimento em voo.

 
“Hoje é um dia histórico para o Programa KC-390 e quero agradecer àqueles que contribuíram para o projeto. É um passo muito relevante para consolidar a aeronave no mercado e acreditamos que se tornará outro sucesso da Embraer. O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo”, afirmou Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “A parceria industrial entre Portugal e a Embraer contribui para o desenvolvimento da engenharia e da indústria aeronáutica portuguesas, representando mais de 300 milhões de euros em exportações por ano e milhares de empregos altamente qualificados.”

Portugal é o maior parceiro internacional do Programa KC-390 e a sua participação no desenvolvimento e na produção da aeronave é reconhecida como tendo tido um impacto económico positivo na geração de empregos, novos investimentos, aumento de exportações e avanços tecnológicos.

O KC-390 recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil em 2018 e está em plena produção em série. A entrada em serviço da aeronave está prevista para o terceiro trimestre de 2019 com a Força Aérea Brasileira (FAB), com mais entregas esperadas no decorrer do ano.

[...]
https://www.aereo.jor.br/2019/07/11/portugal-anuncia-pedido-firme-para-avioes-multimissao-kc-390/

A parte que me chamou mais a atenção foi esta:
Citar
O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo.

Ou seja a Embraer em conjunto com a FAP vai permitir que o avião comunique com os outros sistemas de comunicações NATO, algo que provavelmente para a FAB não é preciso e não estava desenvolvido.

A FAP aqui vai ter uma papel fundamentar e quase único, o que secalhar isto em parte justifica a marcha atrás em relação ao preço final.  Pois vão ter todo o know-how da FAP para fazerem a integração dos diferentes sistemas.

Justamente. Encaixar o KC-390 no link Otan será todo um desafio. Mas creio que a questão de preço vai além disso. A Embraer disse para a FAP que se quisesse poderia entregar o KC-390 já em 2021.  Creio que a FAP preferiu um financiamento maior a loooongo prazo, e ai o preço aumenta, obviamente. Não temos um FMS então infelizmente as taxas ficam a critério dos bancos envolvidos na negociação.

Sobre as capacidades da aeronave a Embraer criou um site próprio:

https://defense.embraer.com/global/en/kc-390

Ali podem analizar.

O vosso ministro avaliou a aeronave de teste, obviamente incompleta há alguns anos. o PT-ZNG (ou Zangão como chamam na Embraer) foi completo após Paris Air Show. Todos os sistemas embarcados e etc.


Apesar da má qualidade do vídeo dá pra se ter uma ideia da configuração final.


Grande Abraço!


Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 05:33:17 pm

O KC-390 nunca poderá reabastecer outro KC.
E EH-101's para já não pode porque só está homologado para reabastecer aviões de pequeno porte como caças com o sistema probe and drogue.
Aviões reabastecedores a jacto com stall-speed's muito próximo da velocidade máxima dos helicópteros é muito complicado. O A400M e o KC-130J podem reabastecer helis. O KC tenho as as minhas dúvidas.


O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP, excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta.

O KC-390 poderá reabastecer outro KC-390.

Deixa de dizer mal só porque sim ou porque tens outros interesses.

OI661114,

O que queres dizer com : O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

Contra- rotação ????

Aguardo a tua clarificação.

Cumprimentos
 
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 05:35:15 pm
Não deixa de ser curioso q isto é anunciado depois de ser conhecida a decisão de vender mais f16s. Espero q não tenham a infeliz ideia de financiar o KC com os Fs vendidos. Mas como há negociata já vale tudo

Bem visto... pode não ser coincidência, e se de facto o dinheiro da venda dos Fs for usada para pagar ou até "manipular" o preço dos KC, é uma situação muito triste, vender do lado para comprar do outro...

Tanto quanto percebi os F-16 a serem vendidos será para cobrir o resto da verba que falta na LPM para manutenção/"modernização" do resto a frota de F-16.

Vergonhoso é o que é !!!!

Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 05:36:17 pm
Rezemos...(https://img-s-msn-com.akamaized.net/tenant/amp/entityid/BBSnuBU.img?h=531&w=799&m=6&q=60&o=f&l=f&x=2083&y=701)

Somos dois, tenho de ir a Fátima .

Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: diogo13350 em Julho 12, 2019, 05:37:50 pm

O KC-390 nunca poderá reabastecer outro KC.
E EH-101's para já não pode porque só está homologado para reabastecer aviões de pequeno porte como caças com o sistema probe and drogue.
Aviões reabastecedores a jacto com stall-speed's muito próximo da velocidade máxima dos helicópteros é muito complicado. O A400M e o KC-130J podem reabastecer helis. O KC tenho as as minhas dúvidas.


O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP, excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta.

O KC-390 poderá reabastecer outro KC-390.

Deixa de dizer mal só porque sim ou porque tens outros interesses.

OI661114,

O que queres dizer com : O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

Contra- rotação ????

Aguardo a tua clarificação.

Cumprimentos
Tenente,
Acho que tal como eu percebeste o que ele quis dizer(2 hélices rodam para um lado e as outras 2 para outro suponho),mas pareces querer uma explicação mais detalhada,
Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: LM em Julho 12, 2019, 05:39:47 pm
Julgo que havia questões sobre o uso do KC-390 em pista "não preparadas" - encontrei em um fórum (que tinha retirado de uma publicação da EMBRAER, já não online): ".. In terms of airfield roughness level, the KC-390 is capable of operating from the maximum (worst) semi-prepared runway defined by MIL-A-008866B and, for soft field operations, perform10 passes at a CBR 4 airfield (loose fine sand or soft clay) ...".
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 05:46:14 pm

O KC-390 nunca poderá reabastecer outro KC.
E EH-101's para já não pode porque só está homologado para reabastecer aviões de pequeno porte como caças com o sistema probe and drogue.
Aviões reabastecedores a jacto com stall-speed's muito próximo da velocidade máxima dos helicópteros é muito complicado. O A400M e o KC-130J podem reabastecer helis. O KC tenho as as minhas dúvidas.


O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP, excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta.

O KC-390 poderá reabastecer outro KC-390.

Deixa de dizer mal só porque sim ou porque tens outros interesses.

OI661114,

O que queres dizer com : O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

Contra- rotação ????

Aguardo a tua clarificação.

Cumprimentos
Tenente,
Acho que tal como eu percebeste o que ele quis dizer(2 hélices rodam para um lado e as outras 2 para outro suponho),mas pareces querer uma explicação mais detalhada,
Abraços

quero que ele me explique tão só isso pois já vi o 400 reabastecer helis em pleno voo, se calhar estava a sonhar.
mais se o contra rotações impede o AAR a Helis então como é possível os paras saltarem da aeronave pelas portas laterais ???

Favor ver o vídeo abaixo com largada paras linha estática, porta lateral, reabastecimento de um caracal e voo ferry com 01 turbina cortada, será que o 390 consegue executar um voo ferry apenas com uma turbina ???
Há por aqui gente que até diz que uma aeronave com dois motores é o mesmo que uma com quatro motores !
Espectáculo, temos alguns especialistas iluminados neste fórum !!



Há pessoal aqui neste fórum que fala de tudo só por falar saber não sabe !!!


Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: asalves em Julho 12, 2019, 05:50:34 pm
Citar
O vosso ministro avaliou a aeronave de teste, obviamente incompleta há alguns anos. o PT-ZNG (ou Zangão como chamam na Embraer) foi completo após Paris Air Show. Todos os sistemas embarcados e etc.

É normal estar do outro lado do oceano e não ter noção de como as coisas funcionam cá, mas cá na tugalandia duvido que haja algum político quer perceba alguma coisa de defesa.

Ele foi lá ver as coisas e tirar uma selfie, e diz aquilo que vem nos folhetos.
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 06:00:15 pm
Citar
O vosso ministro avaliou a aeronave de teste, obviamente incompleta há alguns anos. o PT-ZNG (ou Zangão como chamam na Embraer) foi completo após Paris Air Show. Todos os sistemas embarcados e etc.

É normal estar do outro lado do oceano e não ter noção de como as coisas funcionam cá, mas cá na tugalandia duvido que haja algum político quer perceba alguma coisa de defesa.

Ele foi lá ver as coisas e tirar uma selfie, e diz aquilo que vem nos folhetos.

Mas o que é que o PM sabe de aeronaves, ele diz o que ouve e o que lhe dizem para dizer.
O que ele devia ter avaliado era as condições da aeronave e ter perguntado então mas este avião é para ficar assim como está ??
A resposta é que devia ser avaliada agora  botar faladura porque sim !!!

Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 06:06:43 pm
Pela EMBRAER:


Portugal anuncia pedido firme para aviões multimissão KC-390


São Paulo – SP, 11 de julho de 2019 – O Governo de Portugal anunciou hoje um pedido firme para cinco aviões de transporte aéreo multimissão KC-390 da Embraer como parte do processo de modernização das capacidades da Força Aérea Portuguesa para apoiar as operações das Forças Armadas de Portugal e aumentar a prontidão em missões de interesse público. As entregas estão programadas para começar em 2023.

O KC-390 foi desenvolvido para estabelecer novos padrões de eficiência e produtividade na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. A aeronave cumpre os requisitos da Força Aérea Portuguesa sendo capaz de realizar diversas missões militares e civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, busca e salvamento e combate a incêndios florestais e acrescenta capacidades superiores de transporte e lançamento de carga e tropas, e reabastecimento em voo.

 
“Hoje é um dia histórico para o Programa KC-390 e quero agradecer àqueles que contribuíram para o projeto. É um passo muito relevante para consolidar a aeronave no mercado e acreditamos que se tornará outro sucesso da Embraer. O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo”, afirmou Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “A parceria industrial entre Portugal e a Embraer contribui para o desenvolvimento da engenharia e da indústria aeronáutica portuguesas, representando mais de 300 milhões de euros em exportações por ano e milhares de empregos altamente qualificados.”

Portugal é o maior parceiro internacional do Programa KC-390 e a sua participação no desenvolvimento e na produção da aeronave é reconhecida como tendo tido um impacto económico positivo na geração de empregos, novos investimentos, aumento de exportações e avanços tecnológicos.

O KC-390 recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil em 2018 e está em plena produção em série. A entrada em serviço da aeronave está prevista para o terceiro trimestre de 2019 com a Força Aérea Brasileira (FAB), com mais entregas esperadas no decorrer do ano.

[...]
https://www.aereo.jor.br/2019/07/11/portugal-anuncia-pedido-firme-para-avioes-multimissao-kc-390/

A parte que me chamou mais a atenção foi esta:
Citar
O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo.

Ou seja a Embraer em conjunto com a FAP vai permitir que o avião comunique com os outros sistemas de comunicações NATO, algo que provavelmente para a FAB não é preciso e não estava desenvolvido.

A FAP aqui vai ter uma papel fundamentar e quase único, o que secalhar isto em parte justifica a marcha atrás em relação ao preço final.  Pois vão ter todo o know-how da FAP para fazerem a integração dos diferentes sistemas.

Justamente. Encaixar o KC-390 no link Otan será todo um desafio. Mas creio que a questão de preço vai além disso. A Embraer disse para a FAP que se quisesse poderia entregar o KC-390 já em 2021.  Creio que a FAP preferiu um financiamento maior a loooongo prazo, e ai o preço aumenta, obviamente. Não temos um FMS então infelizmente as taxas ficam a critério dos bancos envolvidos na negociação.

Sobre as capacidades da aeronave a Embraer criou um site próprio:

https://defense.embraer.com/global/en/kc-390

Ali podem analizar.

O vosso ministro avaliou a aeronave de teste, obviamente incompleta há alguns anos. o PT-ZNG (ou Zangão como chamam na Embraer) foi completo após Paris Air Show. Todos os sistemas embarcados e etc.


Apesar da má qualidade do vídeo dá pra se ter uma ideia da configuração final.


Grande Abraço!

O nosso ministro avaliou a aeronave de testes ????
Ele avaliar ????
deve ser verdade deve, se calhar também deve perceber das vindimas e avalia quando deverão acontecer !!!

Tikuna ele apenas foi ver a aeronave e se lhe pedissem um report do que viu ele nem sabia como começar nem apontar os pontos fortes e fracos da mesma.

Ele avaliar a aeronave essa é boa, para isso existem os especialistas da FAP agora um primeiro ministro !!!

Cumprimentos
Título: Re: KC-390
Enviado por: Tikuna em Julho 12, 2019, 06:18:01 pm
Citar
O vosso ministro avaliou a aeronave de teste, obviamente incompleta há alguns anos. o PT-ZNG (ou Zangão como chamam na Embraer) foi completo após Paris Air Show. Todos os sistemas embarcados e etc.

É normal estar do outro lado do oceano e não ter noção de como as coisas funcionam cá, mas cá na tugalandia duvido que haja algum político quer perceba alguma coisa de defesa.

Ele foi lá ver as coisas e tirar uma selfie, e diz aquilo que vem nos folhetos.


Meu amigo, em minha pos grad morei meio ano em Portugal. Sei bem como as coisas acontecem alem dos folhetos e selfies. Em meu doutorado 1 mês passei.

Aqui é a mesma coisa, relaxe, temos um capitão que recebe aposentadoria das forças armadas e do congresso, era eleito pelo rio de janeiro por 27 anos (e veja a bost. que está aquele estado) , e hoje é Presidente da República.

Um capitão, que disse que iria deixar nossas Forças armada Ímpar com nosso PIB?

Perdemos em FA pra vocês com pouco 3 mi de habitantes


Abvraços







Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 06:19:23 pm

O KC-390 nunca poderá reabastecer outro KC.
E EH-101's para já não pode porque só está homologado para reabastecer aviões de pequeno porte como caças com o sistema probe and drogue.
Aviões reabastecedores a jacto com stall-speed's muito próximo da velocidade máxima dos helicópteros é muito complicado. O A400M e o KC-130J podem reabastecer helis. O KC tenho as as minhas dúvidas.




O A400 não pode reabastecer helicópteros por causa da turbulência criada pela contra-rotação das hélices, por isso é que vários utilizadores têm vindo a comprar outros aviões para o fazer.

O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP, excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta.

O KC-390 poderá reabastecer outro KC-390.

Deixa de dizer mal só porque sim ou porque tens outros interesses.

(https://www.flightglobal.com/assets/getasset.aspx?itemid=49856)
(https://i.pinimg.com/originals/ef/da/36/efda36f62c70a0e6bcbfa5294b4e4b76.jpg)

Não seja ridículo e nem faça figura de otário.
O A400M vai poder efectuar reabastecimento a helis.

Para você conseguir ter o atrevimento de dizer que o KC-390 pode reabastecer em vôo outro KC-390. Atesta logo o seu grau de ignorância e que você só falar por falar.
Explique lá como?

Isto da forma que escreveu atesta igualmente o seu grau de analfabetismo funcional. Analisemos a frase que escreveu:
O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP, excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta.

"O KC-390 pode abastecer qualquer avião da FAP..." - pode abastecer o P-3, o C-130H, o C-295M, o Falcon 50, o TB-30?????? (qualquer avião)
"(...) excepto o F-16, caso adquiram o equipamento em falta." - qual equipamento??? Explique lá que "equipamento" é esse que instalado no F-16, passa a ser possível o F-16 ser reabastecido por hose and drogue.

Mas quem é que diz mal? Explique lá bem isso. E os "interesses" que eu tenho. Como dizem os brasileiros: não diga bobagens.

Major Alvega, a verdade é que com os CARTS, os F's podem ser reabastecidos pelos 390, J's, A400 e afins,

CJ penso que é a estes F16 que te referes

The F-16 gets a Conformal Aerial Refueling Tank System (CARTS)

August 2, 2010 (by Lieven Dewitte) - Although the F-16 has been exported worldwide for 35 years now it can only be refueled in air by the handful of air forces that fly boom-equipped tankers.


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/HyqUKF.jpg) (https://imageshack.com/i/plHyqUKFj)
F-16s Conformal Aerial Refueling Tank System (CARTS) introduced at Farnborough in 2010. [Photo by David Drais]

Now that hose and drogue refueling is mandatory for India's Medium Multi-Role Combat Aircraft contest, four companies teamed up to develop the Conformal Air Refueling Tanker/System (CARTS). The CARTS development, led by the Lockheed Martin Skunk Works, has been in the works since July 2007.

Lockheed Martin is responsible for overall system engineering, integration, aircraft modification, and project leadership; Hindustan Aeronautics Limited (India) is responsible for CARTS tank design and probe integration; Flight Refueling Limited (UK) is responsible for the telescoping fuel probe design and integration; and Israeli Aerospace Industries Limited (Israel) is responsible for technical consulting associated with the tank design.

CARTS is an F-16 refueling probe which telescopically extends and retracts from a purpose-built right-side forward Conformal Fuel Tank. The right aft section and complete left-side conformal fuel tanks require no change. The mechanically driven probe quickly extends the nozzle to its fully extended position just in front of the front pilot’s eye position.

The probe’s prototype has been demonstrated and showcased at the Farnborough Air Show and it can be used on Block 50/52 and block 60 variants.

The production model will be available in 2012 and HAL is expected to sell the product to other vendors even if the F-16 is not chosen for the MMRCA.

A similar concept (ART/S®) has been developed before by Sargent Fletcher. They modified a 370-Gallon wing tank to accept a retractable probe that permitted an F-16 aircraft to receive fuel from a Probe/Drogue-equipped tanker.

Tests were conducted with the ART/S® installed on the specially configured F-16 Variable Stability In-flight Simulator Test Aircraft (VISTA). These test flights confirmed that the ART/S® was compatible with various aircraft computer programs.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/BoJkcM.jpg) (https://imageshack.com/i/pnBoJkcMj)

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/ZSMyxK.jpg) (https://imageshack.com/i/pnZSMyxKj)

http://www.f-16.net/f-16-news-article4163.html

https://pt.wikipedia.org/wiki/General_Dynamics_F-16

FAP e o Peace Atlantis II

Em 1996 foi efectuado um pedido adicional de 21 F-16A e 4 F-16B. Este segundo lote de F-16 em segunda mão, destinavam-se à substituição directa do A-7P na função de ataque ao solo e seriam capacitados para ataque diurno e nocturno pela actualização MLU. A 20 de Novembro de 1997 o Departamento de Defesa dos Estados Unidos anuncia a disponibilidade de 25 F-16A/B Block 15 usados a custo zero, sendo Portugal responsável pelo seu transporte. A carta de intenções é assinada a 30 de Novembro de 1998 e inclui as 25 aeronaves usadas a custo zero, novos motores F100-PW-220E, transporte, apoio logístico e vinte kits de modernização MLU, pelo valor de 268 milhões de dólares (preços de 1998) pagos em prestações até ao ano de 2004. A este programa foi dado o nome código Peace Atlantis II.

Todas as aeronaves operam na Base Aérea nº5 em Monte Real, divididas por duas Esquadras:
•   Esquadra 201 - Falcões - constituída pelos aviões fornecidos pelo programa Peace Atlantis I.
•   Esquadra 301 - Jaguares - constituída pelos aviões fornecidos pelo programa Peace Atlantis II.

Actualização MLU
com a vinda do segundo lote de F-16, foram adquiridos também 20 Kits MLU para a respectiva actualização (cinco das aeronaves foram armazenadas para peças de substituição), mais tarde foram adquiridos mais 18 Kits, elevando para 38 as unidades actualizadas ou em fase de actualização, ou seja a totalidade dos F-16 operacionais. Os Kits comprados inicialmente eram modelo 2, entretanto estão já actualizados ao nível do F-16C/D Block 50/52, equiparando-os aos dos restantes parceiros Europeus da NATO. Se os prazos forem cumpridos todo o programa de actualização estará cumprido no final de 2011, ao ritmo de um avião por cada dois meses. Os aviões já actualizados são oficialmente designados F-16AM/BM.

Pelo que li, os nossos F16, quando promovidos a ViperZões, podem ser equipados com o sistema CARTS.


Abraços
tirando este ponto estou 1000% contigo, o Tikuna está filiado na Embraer só pode !!

Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: Tikuna em Julho 12, 2019, 06:22:49 pm
O nosso ministro avaliou a aeronave de testes ????
Ele avaliar ????
deve ser verdade deve, se calhar também deve perceber das vindimas e avalia quando deverão acontecer !!!

Tikuna ele apenas foi ver a aeronave e se lhe pedissem um report do que viu ele nem sabia como começar nem apontar os pontos fortes e fracos da mesma.

Ele avaliar a aeronave essa é boa, para isso existem os especialistas da FAP agora um primeiro ministro !!!

Cumprimentos

Tenho certeza disso meu caro! Não te tiro a razão em nada.
Título: Re: KC-390
Enviado por: NVF em Julho 12, 2019, 06:26:17 pm
O CARTS não passa de um protótipo e não é claro que os Block 15, apesar de todos os upgrades, possam receber CFT — ou variações destes.
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 06:54:39 pm
KC-390 sales take off with Portuguese contract

12 July, 2019 SOURCE: FlightGlobal.com BY: Craig Hoyle London
Portugal has become Embraer’s first confirmed export customer for the KC-390 tactical transport/tanker, having signed a contract to buy five of the type.

Announcing the development on 11 July, Embraer said Lisbon’s acquisition is intended to “modernise Portuguese air force capacities to support national armed forces operations and increase readiness in missions of public interest.”

Portugal’s defence ministry says the procurement also includes a simulator, plus personnel training and logistics support. It values the deal at €827 million ($932 million). A first delivery will be made to the NATO member nation in February 2023, with the remaining examples to follow at a rate of one per year until February 2027.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/B4ZePn.jpg) (https://imageshack.com/i/plB4ZePnj)
Brazilian air force

“The Portuguese KC-390 will meet new interoperability requirements, in the areas of secure navigation, data and voice transmission, that will allow the KC-390 to integrate joint operations in multinational alliances in which Portugal is integrated,” says Jackson Schneider, chief executive of Embraer Defense & Security. “These requirements, developed in partnership with the Portuguese air force, will enable the KC-390 to meet the needs of many other nations around the world,” he adds.

Embraer says the International Aero Engines V2500-engined KC-390 will provide the Portuguese air force with “superior cargo and troop transport, aerial delivery and aerial refuelling capabilities”.

"It is an aircraft with two engines but with capabilities that only four-engined aircraft can achieve," says Portuguese defence minister Joao Gomes Cravinho.

Cirium’s Fleets Analyzer records the service as currently operating four Lockheed Martin C-130H tactical transports, ranging between 27 and 41 years in age. It also employs 12 examples of Airbus Defence & Space’s C295 medium airlifter, including five twin-turboprops configured as maritime patrol aircraft.

Schneider notes that Embraer already supports “thousands of highly skilled jobs” in Portugal, with its Ogma subsidiary in Evora producing aerostructures for products including the KC-390.

Portugal’s commitment adds to the 28 aircraft already on order for launch customer the Brazilian air force. The service will take delivery of its first aircraft during the third quarter of this year, with Embraer having displayed its lead example at last month’s Paris air show.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=103&page=6


Epá tanta prosápia com a potência dos motores dos 390 que não são mais que os motores dos primeiros 320, este modelo já existe há quase 30 anos !

V2500-A1
First entered service with Adria Airways.
V2533-A5

A fourth booster stage was introduced into the engine basic configuration to increase core flow. This, together with a fan diameter and airflow increase, helped to increase the thrust to 33,000 lbf (147 kN) thrust, to meet the requirements of the larger Airbus A321-200.[7] The vast majority of V2500s are A5. The maintenance, repair, and operations market for V2500 is close to US$3 billion as of 2015.[8]

Derated versions
A number of derated, Stage 4 noise compliant engines have been produced from the -A5 configuration, including:
•   The 23,500 lbf (105 kN) thrust V2524-A5 for the Airbus A319
•   The 27,000 lbf (120 kN) thrust V2527-A5 for the Airbus A320
•   The 25,000 lbf (110 kN) thrust V2525-D5 for the McDonnell Douglas MD-90-30. Engine Turbine and Accessory on the side instead of bottom to accommodate lateral mounting. Also has an option in the cockpit to add 3,000 pounds (13 kN) additional thrust for "hot and high" conditions
•   The 33,000 lbf (150 kN) thrust V2533-A5 for the Airbus A321
•   The 31,330 lbf (139.4 kN) thrust V2531-E5 for the Embraer KC-390

V2500SelectOne
On October 10, 2005, IAE announced the launch of the V2500Select—later called V2500SelectOne—with a sale to IndiGo Airlines to power 100 A320 series aircraft. The V2500SelectOne is a combination performance improvement package and aftermarket agreement. In February 2009, Pratt & Whitney upgraded the first V2500-A5 to the SelectOne Retrofit standard; the engine was owned by US Airways and had been in use since 1998.

V2500SelectTwo
On March 15, 2011, IAE announced an upgrade option of V2500 SelectOne Engines to the SelectTwo Program.[9] It offers reduced fuel consumption due to a software-upgrade and Reduced Ground Idle (RGI),[10] and is available since 2014 for the V2500-A5 variants.

https://en.wikipedia.org/wiki/IAE_V2500#V2500-A1

Engines[edit]


Acft model Certification date Engines

A318-111 23 May 2003 CFM56-5B8/P 
A318-112 23 May 2003 CFM56-5B9/P 
A318-121 21 December 2005 PW6122A 
A318-122 21 December 2005 PW6124A 
A319-111 10 April 1996 CFM56-5B5 or 5B5/P 
A319-112 10 April 1996 CFM56-5B6 or 5B6/P or 5B6/2P 
A319-113 31 May 1996 CFM56-5A4 or 5A4/F 
A319-114 31 May 1996 CFM56-5A5 or 5A5/F 
A319-115 30 July 1999 CFM56-5B7 or 5B7/P 
A319-131 18 December 1996 IAE Model V2522-A5 
A319-132 18 December 1996 IAE Model V2524-A5 
A319-133 30 July 1999 IAE Model V2527M-A5 
A320-111 26 February 1988 CFM56-5A1 or 5A1/F 
A320-211 8 November 1988 CFM56-5A1 or 5A1/F 
A320-212 20 November 1990 CFM56-5A3 
A320-214 10 March 1995 CFM56-5B4 or 5B4/P or 5B4/2P 
A320-215 22 June 2006 CFM56-5B5 
A320-216 14 June 2006 CFM56-5B6 
A320-231 20 April 1989 IAE Model V2500-A1 
A320-232 28 September 1993 IAE Model V2527-A5 
A320-233 12 June 1996 IAE Model V2527E-A5 
A321-111 27 May 1995 CFM56-5B1 or 5B1/P or 5B1/2P 
A321-112 15 February 1995 CFM56-5B2 or 5B2/P 
A321-131 17 December 1993 IAE Model V2530-A5 
A321-211 20 March 1997 CFM56-5B3 or 5B3/P or 5B3/2P 
A321-212 31 August 2001 CFM56-5B1 or 5B1/P or 5B1/2P 
A321-213 31 August 2001 CFM56-5B2 or 5B2/P 
A321-231 20 March 1997 IAE Model V2533-A5 
A321-232 31 August 2001 IAE Model V2530-A5 

https://en.wikipedia.org/wiki/Airbus_A320_family


Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: Tikuna em Julho 12, 2019, 07:20:03 pm
Citar a compressão do propulsor?
Desculpem-me mas é mais que obvio que os motores de nova geração tenham menos potência e alcancem o mesmo desempenho. A versão do motor do 390 é uma modernização muito grande do A320.

Grande Abraço
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 12, 2019, 07:24:04 pm
Citar a compressão do propulsor?
Desculpem-me mas é mais que obvio que os motores de nova geração tenham menos potência e alcancem o mesmo desempenho. A versão do motor do 390 é uma modernização muito grande do A320.

Grande Abraço

Uma modernização ainda vá que não vá agora grande modernização ????
o que dizes então dos motores neo dos 320 ??

A number of derated, Stage 4 noise compliant engines have been produced from the -A5 configuration, including:
•   The 23,500 lbf (105 kN) thrust V2524-A5 for the Airbus A319
•   The 27,000 lbf (120 kN) thrust V2527-A5 for the Airbus A320
•   The 25,000 lbf (110 kN) thrust V2525-D5 for the McDonnell Douglas MD-90-30. Engine Turbine and Accessory on the side instead of bottom to accommodate lateral mounting. Also has an option in the cockpit to add 3,000 pounds (13 kN) additional thrust for "hot and high" conditions
•   The 33,000 lbf (150 kN) thrust V2533-A5 for the Airbus A321
•   The 31,330 lbf (139.4 kN) thrust V2531-E5 for the Embraer KC-390

PMD dos 390, 87 tons o PMD dos 320, 78 tons, as turbinas dos 320 tem 27000lbs cada e dos 390 tem 31330lbs cada e dizes ....  é mais que obvio que os motores de nova geração tenham menos potência e alcancem o mesmo desempenho......???

Tikuna, para > PMD > Potência, se assim não for, vamos ter problemas e dos graves .

Abraços
Título: Re: KC-390
Enviado por: Red Baron em Julho 12, 2019, 07:51:55 pm
Pela EMBRAER:


Portugal anuncia pedido firme para aviões multimissão KC-390


São Paulo – SP, 11 de julho de 2019 – O Governo de Portugal anunciou hoje um pedido firme para cinco aviões de transporte aéreo multimissão KC-390 da Embraer como parte do processo de modernização das capacidades da Força Aérea Portuguesa para apoiar as operações das Forças Armadas de Portugal e aumentar a prontidão em missões de interesse público. As entregas estão programadas para começar em 2023.

O KC-390 foi desenvolvido para estabelecer novos padrões de eficiência e produtividade na sua categoria, apresentando ao mesmo tempo o menor custo do ciclo de vida do mercado. A aeronave cumpre os requisitos da Força Aérea Portuguesa sendo capaz de realizar diversas missões militares e civis, incluindo apoio humanitário, evacuação médica, busca e salvamento e combate a incêndios florestais e acrescenta capacidades superiores de transporte e lançamento de carga e tropas, e reabastecimento em voo.

 
“Hoje é um dia histórico para o Programa KC-390 e quero agradecer àqueles que contribuíram para o projeto. É um passo muito relevante para consolidar a aeronave no mercado e acreditamos que se tornará outro sucesso da Embraer. O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo”, afirmou Jackson Schneider, Presidente e CEO da Embraer Defesa & Segurança. “A parceria industrial entre Portugal e a Embraer contribui para o desenvolvimento da engenharia e da indústria aeronáutica portuguesas, representando mais de 300 milhões de euros em exportações por ano e milhares de empregos altamente qualificados.”

Portugal é o maior parceiro internacional do Programa KC-390 e a sua participação no desenvolvimento e na produção da aeronave é reconhecida como tendo tido um impacto económico positivo na geração de empregos, novos investimentos, aumento de exportações e avanços tecnológicos.

O KC-390 recebeu o Certificado de Tipo da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) do Brasil em 2018 e está em plena produção em série. A entrada em serviço da aeronave está prevista para o terceiro trimestre de 2019 com a Força Aérea Brasileira (FAB), com mais entregas esperadas no decorrer do ano.

[...]
https://www.aereo.jor.br/2019/07/11/portugal-anuncia-pedido-firme-para-avioes-multimissao-kc-390/

A parte que me chamou mais a atenção foi esta:
Citar
O KC-390 de Portugal atenderá a novos requisitos de interoperabilidade nas áreas de navegação segura, transmissão de dados e voz que permitirão ao KC-390 integrar operações conjuntas em alianças multinacionais nas quais Portugal está integrado. Estes requisitos, desenvolvidos em parceria com a Força Aérea Portuguesa, permitirão ao KC-390 atender às necessidades de muitas outras nações em todo o mundo.

Ou seja a Embraer em conjunto com a FAP vai permitir que o avião comunique com os outros sistemas de comunicações NATO, algo que provavelmente para a FAB não é preciso e não estava desenvolvido.

A FAP aqui vai ter uma papel fundamentar e quase único, o que secalhar isto em parte justifica a marcha atrás em relação ao preço final.  Pois vão ter todo o know-how da FAP para fazerem a integração dos diferentes sistemas.

Ou seja,  para alem do que pagamos pelo avião ainda vamos pagar a OGMA para instalar um Link 16 no KC-390. :o
Título: Re: KC-390
Enviado por: Tikuna em Julho 12, 2019, 11:19:24 pm
Citar a compressão do propulsor?
Desculpem-me mas é mais que obvio que os motores de nova geração tenham menos potência e alcancem o mesmo desempenho. A versão do motor do 390 é uma modernização muito grande do A320.

Grande Abraço

Uma modernização ainda vá que não vá agora grande modernização ????
o que dizes então dos motores neo dos 320 ??

A number of derated, Stage 4 noise compliant engines have been produced from the -A5 configuration, including:
•   The 23,500 lbf (105 kN) thrust V2524-A5 for the Airbus A319
•   The 27,000 lbf (120 kN) thrust V2527-A5 for the Airbus A320
•   The 25,000 lbf (110 kN) thrust V2525-D5 for the McDonnell Douglas MD-90-30. Engine Turbine and Accessory on the side instead of bottom to accommodate lateral mounting. Also has an option in the cockpit to add 3,000 pounds (13 kN) additional thrust for "hot and high" conditions
•   The 33,000 lbf (150 kN) thrust V2533-A5 for the Airbus A321
•   The 31,330 lbf (139.4 kN) thrust V2531-E5 for the Embraer KC-390

PMD dos 390, 87 tons o PMD dos 320, 78 tons, as turbinas dos 320 tem 27000lbs cada e dos 390 tem 31330lbs cada e dizes ....  é mais que obvio que os motores de nova geração tenham menos potência e alcancem o mesmo desempenho......???

Tikuna, para > PMD > Potência, se assim não for, vamos ter problemas e dos graves .

Abraços

Longe de mim querer questionar a grande frota desse motor. pelo contrário, quero é que vingue.
O que quero dizer é que o Bypass no afamado V2531-E5 melhorou e muito nessas novas versões.

Mas não entendi, perdoe-me qual é o problema da potência do cargueiro em relação ao seu par da aviação civil?
Título: Re: KC-390
Enviado por: NVF em Julho 13, 2019, 03:58:19 am
Thrust-to-weight ratio (lbf/lb):

KC-390 — 0.326
A321 — 0.32
A320 — 0.314
A319 — 0.283

Acho que era isto que o tenente queria destacar. Mas os números até são favoráveis ao Ká-Cê, quando comparados com os A320. No entanto, se as turbinas tivessem o mesmo empuxo do A321, o rácio seria ainda melhor: 0.344.
Título: Re: KC-390
Enviado por: tenente em Julho 13, 2019, 07:42:38 am
Citar a compressão do propulsor?
Desculpem-me mas é mais que obvio que os motores de nova geração tenham menos potência e alcancem o mesmo desempenho. A versão do motor do 390 é uma modernização muito grande do A320.

Grande Abraço

Uma modernização ainda vá que não vá agora grande modernização ????
o que dizes então dos motores neo dos 320 ??

A number of derated, Stage 4 noise compliant engines have been produced from the -A5 configuration, including:
•   The 23,500 lbf (105 kN) thrust V2524-A5 for the Airbus A319
•   The 27,000 lbf (120 kN) thrust V2527-A5 for the Airbus A320
•   The 25,000 lbf (110 kN) thrust V2525-D5 for the McDonnell Douglas MD-90-30. Engine Turbine and Accessory on the side instead of bottom to accommodate lateral mounting. Also has an option in the cockpit to add 3,000 pounds (13 kN) additional thrust for "hot and high" conditions
•   The 33,000 lbf (150 kN) thrust V2533-A5 for the Airbus A321
•   The 31,330 lbf (139.4 kN) thrust V2531-E5 for the Embraer KC-390

PMD dos 390, 87 tons o PMD dos 320, 78 tons, as turbinas dos 320 tem 27000lbs cada e dos 390 tem 31330lbs cada e dizes ....  é mais que obvio que os motores de nova geração tenham menos potência e alcancem o mesmo desempenho......???

Tikuna, para > PMD > Potência, se assim não for, vamos ter problemas e dos graves .

Abraços

Longe de mim querer questionar a grande frota desse motor. pelo contrário, quero é que vingue.
O que quero dizer é que o Bypass no afamado V2531-E5 melhorou e muito nessas novas versões.

Mas não entendi, perdoe-me qual é o problema da potência do cargueiro em relação ao seu par da aviação civil?

Tikuna não há que eu saiba, nenhum problema com a potência das turbinas do Cargueiro Brasileiro, deduzo que não leste os meus posts, foram apenas respostas a três afirmações aqui colocadas as duas primeiras do MDN Português/Embraer quando afirmaram :

KC-390 sales take off with Portuguese contract

12 July, 2019 SOURCE: FlightGlobal.com BY: Craig Hoyle London
Portugal has become Embraer’s first confirmed export customer for the KC-390 tactical transport/tanker, having signed a contract to buy five of the type.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/B4ZePn.jpg) (https://imageshack.com/i/plB4ZePnj)
Brazilian air force

.........Embraer says the International Aero Engines V2500-engined KC-390 will provide the Portuguese air force with “superior cargo and troop transport, aerial delivery and aerial refuelling capabilities”.

"It is an aircraft with two engines but with capabilities that only four-engined aircraft can achieve," says Portuguese defence minister Joao Gomes Cravinho.

http://www.thefifthcolumn.xyz/Forum/viewthread.php?tid=103&page=6
Epá tanta prosápia com a potência dos motores dos 390 que não são mais que os motores dos primeiros 320, este modelo já existe há quase 30 anos !

V2500-A1
First entered service with Adria Airways.
V2533-A5

A fourth booster stage was introduced into the engine basic configuration to increase core flow. This, together with a fan diameter and airflow increase, helped to increase the thrust to 33,000 lbf (147 kN) thrust, to meet the requirements of the larger Airbus A321-200.[7] The vast majority of V2500s are A5. The maintenance, repair, and operations market for V2500 is close to US$3 billion as of 2015.[8]

Derated versions
A number of derated, Stage 4 noise compliant engines have been produced from the -A5 configuration, including:
•   The 23,500 lbf (105 kN) thrust V2524-A5 for the Airbus A319
•   The 27,000 lbf (120 kN) thrust V2527-A5 for the Airbus A320
•   The 25,000 lbf (110 kN) thrust V2525-D5 for the McDonnell Douglas MD-90-30. Engine Turbine and Accessory on the side instead of bottom to accommodate lateral mounting. Also has an option in the cockpit to add 3,000 pounds (13 kN) additional thrust for "hot and high" conditions
•   The 33,000 lbf (150 kN) thrust V2533-A5 for the Airbus A321
•   The 31,330 lbf (139.4 kN) thrust V2531-E5 for the Embraer KC-390

V2500SelectOne
On October 10, 2005, IAE announced the launch of the V2500Select—later called V2500SelectOne—with a sale to IndiGo Airlines to power 100 A320 series aircraft. The V2500SelectOne is a combination performance improvement package and aftermarket agreement. In February 2009, Pratt & Whitney upgraded the first V2500-A5 to the SelectOne Retrofit standard; the engine was owned by US Airways and had been in use since 1998.

V2500SelectTwo
On March 15, 2011, IAE announced an upgrade option of V2500 SelectOne Engines to the SelectTwo Program.[9] It offers reduced fuel consumption due to a software-upgrade and Reduced Ground Idle (RGI),[10] and is available since 2014 for the V2500-A5 variants.

https://en.wikipedia.org/wiki/IAE_V2500#V2500-A1

Engines

Acft model Certification date Engines

A318-111 23 May 2003 CFM56-5B8/P 
A318-112 23 May 2003 CFM56-5B9/P 
A318-121 21 December 2005 PW6122A 
A318-122 21 December 2005 PW6124A 
A319-111 10 April 1996 CFM56-5B5 or 5B5/P 
A319-112 10 April 1996 CFM56-5B6 or 5B6/P or 5B6/2P 
A319-113 31 May 1996 CFM56-5A4 or 5A4/F 
A319-114 31 May 1996 CFM56-5A5 or 5A5/F 
A319-115 30 July 1999 CFM56-5B7 or 5B7/P 
A319-131 18 December 1996 IAE Model V2522-A5 
A319-132 18 December 1996 IAE Model V2524-A5 
A319-133 30 July 1999 IAE Model V2527M-A5 
A320-111 26 February 1988 CFM56-5A1 or 5A1/F 
A320-211 8 November 1988 CFM56-5A1 or 5A1/F 
A320-212 20 November 1990 CFM56-5A3 
A320-214 10 March 1995 CFM56-5B4 or 5B4/P or 5B4/2P 
A320-215 22 June 2006 CFM56-5B5 
A320-216 14 June 2006 CFM56-5B6 
A320-231 20 April 1989 IAE Model V2500-A1
A320-232 28 September 1993 IAE Model V2527-A5 
A320-233 12 June 1996 IAE Model V2527E-A5 
A321-111 27 May 1995 CFM56-5B1 or 5B1/P or 5B1/2P 
A321-112 15 February 1995 CFM56-5B2 or 5B2/P 
A321-131 17 December 1993 IAE Model V2530-A5 
A321-211 20 March 1997 CFM56-5B3 or 5B3/P or 5B3/2P 
A321-212 31 August 2001 CFM56-5B1 or 5B1/P or 5B1/2P 
A321-213 31 August 2001 CFM56-5B2 or 5B2/P 
A321-231 20 March 1997 IAE Model V2533-A5 
A321-232 31 August 2001 IAE Model V2530-A5 

https://en.wikipedia.org/wiki/Airbus_A320_family

Abraços

a terceira afirmação, foi a tua quando escreveste :

Citar a compressão do propulsor?
Desculpem-me mas é mais que obvio que os motores de nova geração tenham menos potência e alcancem o mesmo desempenho. A versão do motor do 390 é uma modernização muito grande do A320.
Grande Abraço

Por isso eu ter colocado a  " tabela " com as potencias dos diversos modelos dos V2500 e onde vemos que as turbinas dos 390 são mais potentes que as dos 320, e não como afirmaste terem menos potência o que seria ilógico pois se a aeronave tem um PMD superior como poderia ser equipada com turbinas de menor potência ????

Em altura alguma eu referi que havia qq problema com as turbinas dos 390 !
Apenas demonstrei que são modelos que existem há mais de 25 anos, e foram modernizados, olha o mesmo acontece com os C130J, são modelos modernizados dos H's !

" Tabela"
Derated versions
A number of derated, Stage 4 noise compliant engines have been produced from the -A5 configuration, including:
•   The 23,500 lbf (105 kN) thrust V2524-A5 for the Airbus A319
•   The 27,000 lbf (120 kN) thrust V2527-A5 for the Airbus A320
•   The 25,000 lbf (110 kN) thrust V2525-D5 for the McDonnell Douglas MD-90-30. Engine Turbine and Accessory on the side instead of bottom to accommodate lateral mounting. Also has an option in the cockpit to add 3,000 pounds (13 kN) additional thrust for "hot and high" conditions
•   The 33,000 lbf (150 kN) thrust V2533-A5 for the Airbus A321
•   The 31,330 lbf (139.4 kN) thrust V2531-E5 for the Embraer KC-390

Cumprimentos

Título: Re: KC-390
Enviado por: Major Alvega em Julho 13, 2019, 05:54:26 pm
O CARTS não passa de um protótipo e não é claro que os Block 15, apesar de todos os upgrades, possam receber CFT — ou variações destes.

Além dos EAU a titulo experimental, ninguém usa isso.
Título: Re: KC-390
Enviado por: Red Baron em Julho 13, 2019, 07:51:07 pm
Já que vamos pagar a integração de equipamento de comunicação NATO, será que também vamos implementar o sistema FITS no KC390?
Título: Re: KC-390
Enviado por: NVF em Julho 13, 2019, 11:36:54 pm
E no fim vão ficar com a certificação FODEIVOS, com o carinho especial do Brasil.  :mrgreen:
Título: KC-390 na FAP
Enviado por: typhonman em Julho 16, 2019, 11:52:48 pm
Boa noite,


Está mais que visto, que o futuro será este, por isso...


-Qual será a base de operação ( BA6 ou Ovar) ?;


-Qual a cor?


-Quais os aspetos doutrinários?


Cumprimentos,
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Major Alvega em Julho 17, 2019, 02:16:44 am
 Até assinarem o contrato, o "Ká-Cê" é apenas uma situação provável. E aqui no tugal, contratos de aquisição de aeronaves mesmo assinados ou Letter's of Intent, valem o mesmo que papel de jornal enrolado para meter as castanhas assadas.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: P44 em Julho 17, 2019, 10:27:08 am
Até assinarem o contrato, o "Ká-Cê" é apenas uma situação provável. E aqui no tugal, contratos de aquisição de aeronaves mesmo assinados ou Letter's of Intent, valem o mesmo que papel de jornal enrolado para meter as castanhas assadas.

NH-90 e A400M puseram Like
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 17, 2019, 11:32:28 am
Até assinarem o contrato, o "Ká-Cê" é apenas uma situação provável. E aqui no tugal, contratos de aquisição de aeronaves mesmo assinados ou Letter's of Intent, valem o mesmo que papel de jornal enrolado para meter as castanhas assadas.

Espero bem que não valha mesmo mais que isso, mas a meu ver esta aquisição vai mesmo para a frente, implica muitos milhões e vai dar muitos milhões a ganhar a algumas personalidades !!

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 17, 2019, 11:36:32 am
Não seria melhor juntar o tópico do " aparato "KC390 a este e evitar a multiplicação por este fórum fora, de uma aeronave, que ainda por cima a FAP não possui ?

http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=13056.0

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: HSMW em Julho 17, 2019, 12:49:07 pm
Não seria melhor juntar o tópico do " aparato "KC390 a este e evitar a multiplicação por este fórum fora, de uma aeronave, que ainda por cima a FAP não possui ?

http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=13056.0

Abraços

Feito
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Charlie Jaguar em Julho 17, 2019, 02:19:54 pm
Até assinarem o contrato, o "Ká-Cê" é apenas uma situação provável. E aqui no tugal, contratos de aquisição de aeronaves mesmo assinados ou Letter's of Intent, valem o mesmo que papel de jornal enrolado para meter as castanhas assadas.

Pelo que sei este é mesmo para avançar, apesar do horizonte temporal da entrega da primeira aeronave de Fevereiro de 2023. A não ser que seja 30 ou 31 de Fevereiro de 2023, claro... :mrgreen:
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 17, 2019, 04:51:00 pm
Não seria melhor juntar o tópico do " aparato "KC390 a este e evitar a multiplicação por este fórum fora, de uma aeronave, que ainda por cima a FAP não possui ?

http://www.forumdefesa.com/forum/index.php?topic=13056.0

Abraços

Feito

HMSW, em nome do AparatoKC390, os meus agradecimentos.

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lusitaniae em Julho 17, 2019, 05:20:22 pm
O Programa TechTrês  da RTP3 a mostrar a OGMA e a CEIIA e o KC 390

https://www.rtp.pt/play/p6032/e418242/tech-3 (https://www.rtp.pt/play/p6032/e418242/tech-3)

(https://cdn1.imggmi.com/uploads/2019/7/17/704b8e8cd0b30d4cace5c6b8df77ca2f-full.png) (https:///) upload (https://imggmi.com)

Aqui está a razão da minha preferência por este avião! Outras parcerias que venham!!
Mais uns karmas negativos, se faz favor, já agora quero chegar aos 100!!  ;)
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Julho 17, 2019, 10:37:23 pm
Então também deves gostar do A400M...

http://www.caetanoaeronautic.pt/pt/clientes/ (http://www.caetanoaeronautic.pt/pt/clientes/)
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Major Alvega em Julho 17, 2019, 11:00:49 pm
O Programa TechTrês  da RTP3 a mostrar a OGMA e a CEIIA e o KC 390

https://www.rtp.pt/play/p6032/e418242/tech-3 (https://www.rtp.pt/play/p6032/e418242/tech-3)

(https://cdn1.imggmi.com/uploads/2019/7/17/704b8e8cd0b30d4cace5c6b8df77ca2f-full.png) (https:///) upload (https://imggmi.com)

Aqui está a razão da minha preferência por este avião! Outras parcerias que venham!!
Mais uns karmas negativos, se faz favor, já agora quero chegar aos 100!!  ;)

Santa ingenuidade. Meu Deus.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Julho 17, 2019, 11:13:41 pm
O 737 MAX é o exemplo máximo do conservadorismo da aviação comercial. Design antigo, equipamentos modernos que não se adequam ao design e programadores indianos a ganhar 9 dólares à hora.  :mrgreen:

Esta peça parece aqueles documentários manhosos que passavam antes dos filmes quando um gajo era puto. A música foi actualizada, a qualidade nem por isso.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Major Alvega em Julho 17, 2019, 11:35:48 pm
A Argentina através da FADeA e a Rep. Checa através da Aero Vodochny também tiveram uma participação tão significativa como a OGMA (Embraer) no projecto do KC-390. E pelo menos os checos não se atiraram logo de cabeça. Os argentinos não se atiram porque estão falidos e mesmo que não estivessem, duvido que se atirassem já.
Tal como apontou e bem o NVF, vamos já encomendar também o A400M que tem também uma grande significativa participação portuguesa no projecto. Através da Caetano Aeronautics que "desenvolveu" o projecto do A400M Atlas conjuntamente com a Airbus.

Ao CEiA foi-lhes sub-contratado um trabalho por parte da Embraer para testar vários componentes sob premissas previamente fornecidas e definidas pelo fabricante brasileiro. Não houve qualquer desenvolvimento português. Isso é conversa da treta e de Relações Públicas que o parolo do tuga aproveitou logo para se meter logo em bico de pés e inchar (como é hábito), pensando que somos assim de repente uma potência da indústria aeronautica.
O CEiA é uma das boas empresas nacionais que hoje foi sub-contratada pela Embraer, como amanhã pode ser contratada pela Bombardier, pela Airbus ou outro construtor aeronautico qualquer para o mesmo efeito. Para testar ou conceber alguns componentes sob especificação. O que é muito diferente de participação, desenvolvimento e construção.

Os tabliers dos Porsche Panamera e Cayenne são fabricados por uma empresa do Barreiro. E os sistemas de navegação pela Bosch em Braga.
Embora dizer que Portugal participou activamente no desenvolvimento do Cayenne e do Panamera e que têm tecnologia portuguesa?
E o Estado agora tem de comprar Porsches?

Foi como há alguns anos no tempo do Sócrates, anunciava-se nas TV's que Portugal estava na linha da frente no desenvolvimento da tecnologias das eólicas. E o tuga vaidoso que acredita em tudo o que ouve, vá de inchar a ouvir aquilo. No final era a Martifer que fabricava as torres e as estruturas metálicas. As hélices, os transformadores, os motores e transmissões era tudo importado e instalado por empresas dinamarquesas, holandesas e francesas.
Fabricávamos apenas aquilo que não incorporava valor e tecnologia mas a propaganda do Sócrates dizia que éramos dos melhores do mundo nesta área. E esta patranha do KC-390 "nacional" é quase isto.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Julho 18, 2019, 08:13:29 am
A outra grande invenção nacional (do Sócrates) foi o Magalhães, na altura, o computador portátil mais avançado do mundo.  :mrgreen:
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Major Alvega em Julho 21, 2019, 02:33:49 am

Não compreendo como Portugal que participa activamente no projecto do PC-12 que tem tecnologia portuguesa, isto se seguirmos o mesmo critério considerado como argumento de opção pelo KC-390.

Como é que o governo não encomendou meia-dúzia destas aeronaves que têm uma enorme eficiência operacional e um desempenho geral espectacular. Aterram e descolam em pistas curtas com piso degradado. Podem fazer evacuações médicas, ISR, Transporte VIP, carga etc. Um autêntico canivete suiço.

Se calhar a Pilatus não apresenta muitos "argumentos" de venda como a Embraer. E aqui o ser parcialmente "made in Portugal" (mais que o "ká-cê" que é 2 ou 3 painéis) já não é assim tão relevante.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 21, 2019, 07:09:10 am
Pelo que sei, de camaradas meus das OGMA, a nossa participação no PC12 não tem nada a ver, é muitíssimo superior, á que temos no 390.
Seria uma excelente aquisição para Medevacs e não só, pois é uma excelente aeronave.

https://www.pilatus-aircraft.com/en/fly/pc-12

E se se aproveitasse a embalagem também e, uns PC21 para a FAP ?
Era outra excelente escolha.

https://www.pilatus-aircraft.com/en/fly/pc-21

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lightning em Julho 21, 2019, 12:22:24 pm
Se houver imposição política para se comprar esse aparelho é uma coisa.

Porque senão é porque a FAP acha que não precisa dele, que consegue cumprir todas as suas missões com os meios que já possui.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: mafets em Julho 22, 2019, 02:40:15 pm
Pelo que sei, de camaradas meus das OGMA, a nossa participação no PC12 não tem nada a ver, é muitíssimo superior, á que temos no 390.
Seria uma excelente aquisição para Medevacs e não só, pois é uma excelente aeronave.

https://www.pilatus-aircraft.com/en/fly/pc-12

E se se aproveitasse a embalagem também e, uns PC21 para a FAP ?
Era outra excelente escolha.

https://www.pilatus-aircraft.com/en/fly/pc-21

Abraços

Entretanto no Afeganistão...

https://www.khaama.com/us-to-deliver-5-pc-12-surveillance-aircraft-to-afghan-special-forces-9943/ (https://www.khaama.com/us-to-deliver-5-pc-12-surveillance-aircraft-to-afghan-special-forces-9943/)

Citar
The United States will deliver five more Pilatus PC-12 surveillance aircraft to Afghan National Army (ANA) special forces.

The Ministry of Defense (MoD) officials said the planes will be delivered in the near future and based on a contract concluded in 2012.

Gen. Dawlat Waziri said the Afghan special forces have already receivved 13 Pilatus PC-12 aircraft and are in service with the 777 unit of the Afghan army special forces.

(https://www.khaama.com/wp-content/uploads/2015/03/Afghan-commandos-PC-12.jpg)

(https://www.militaryfactory.com/cockpits/imgs/pilatus-pc12-utility-aircraft-cockpit.jpg)

Saudações
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Stalker79 em Julho 22, 2019, 05:20:29 pm
O PC 12 não sei, mas o PC 24 para substituir os Falcon 50 já era bom!
 ;)
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 22, 2019, 05:37:29 pm
Stalker,

Na minha opinião era melhor adquirirmos duas aeronaves um pouco maiores tipo EMB145 ou até EMB170, sempre davam para transportarem maior numero de pax/carga caso necessário, o PC24 apenas tem capacidade para 10 Pax, praticamente o mesmo do DA50 .

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Stalker79 em Julho 22, 2019, 06:00:59 pm
Stalker,

Na minha opinião era melhor adquirirmos duas aeronaves um pouco maiores tipo EMB145 ou até EMB170, sempre davam para transportarem maior numero de pax/carga caso necessário, o PC24 apenas tem capacidade para 10 Pax, praticamente o mesmo do DA50 .

Abraços


Não serão um bocadito grandes para treino bimotor, MEDEVAC e o ocasional deslocamento de VIp´s!?
Era só por uma questão de polivalencia e basicamente trocar modelos quase identicos mas o PC com um custo de operação muito menor.
Não tenho nada contra aeronaves maiores, mas não me parece que seja algo prioritário. Se forem muitos que vão na TAP!
 :-P
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 22, 2019, 06:13:06 pm
Stalker,

Na minha opinião era melhor adquirirmos duas aeronaves um pouco maiores tipo EMB145 ou até EMB170, sempre davam para transportarem maior numero de pax/carga caso necessário, o PC24 apenas tem capacidade para 10 Pax, praticamente o mesmo do DA50 .

Abraços




Não serão um bocadito grandes para treino bimotor, MEDEVAC e o ocasional deslocamento de VIp´s!?
Era só por uma questão de polivalencia e basicamente trocar modelos quase identicos mas o PC com um custo de operação muito menor.
Não tenho nada contra aeronaves maiores, mas não me parece que seja algo prioritário. Se forem muitos que vão na TAP!
 :-P

Eu não me estava a referir aos Politicos, para mim até iam era a pé, para a trampa que fazem, mais valia até nem os termos por cá ! Estava a referir-me aos nossos militares quando temos que enviar umas dezenas e não precisamos de enviar ou um 295 ou um C'.

Imagina a Medevac do Cmd ferido na RCA, se fosse necessário enviar uma tonelada ou duas de equipamento para a FND, aproveitava-se a aeronave e o voo de regresso era feito o Medevac.

Um 145/170 é muito mais rápido que um 295 e em termos de payload, consegue carregar muito mais que um DA50 consegue !

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: PereiraMarques em Julho 29, 2019, 10:30:51 am
Resolução do Conselho de Ministros n.º 120/2019 - Diário da República n.º 143/2019, Série I de 2019-07-29123545115
PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS
Autoriza a realização da despesa para a aquisição de cinco aeronaves KC-390 e de um simulador de voo ao consórcio constituído pela Embraer, S. A., e Embraer Portugal, S. A.

https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/123545115/details/maximized

[...]

1 - Autorizar a despesa com:

a) A aquisição de cinco aeronaves KC-390, com a calendarização de entrega prevista no anexo i da presente resolução e que dela faz parte integrante, e de um simulador de voo, ao consórcio constituído por Embraer, S. A., e Embraer Portugal, S. A., até ao montante máximo de (euro) 606.158.571,00, a que acresce imposto sobre o valor acrescentado (IVA) à taxa legal em vigor;

b) A contratação dos serviços de sustentação logística das aeronaves e do simulador de voo, ao consórcio constituído por Embraer, S. A., e Embraer Netherlands B. V., até ao montante máximo de (euro) 109.817.204,00, a que acresce IVA à taxa legal em vigor;

c) A aquisição dos equipamentos de guerra eletrónica (EW Suite) para as aeronaves KC-390, à Elbit Systems EW and Sigint - Elisra, até ao montante máximo de (euro) 44.969.053,00, a que acresce IVA à taxa legal em vigor.

2 - Autorizar a realização de despesas, não incluídas no número anterior, necessárias à plena concretização do programa de aquisição e sustentação das aeronaves KC-390, até ao montante máximo de (euro) 66.388.172,00, a que acresce IVA à taxa legal em vigor, nomeadamente:

a) A aquisição à International Aero Engines AG (IAE) dos serviços de sustentação logística dos motores;

b) A aquisição ao Governo dos Estados Unidos da América (EUA) dos equipamentos a fornecer pelo Estado Português à Embraer para instalação nas aeronaves (Government Furnished Equipment - GFE);

c) A aquisição dos equipamentos de apoio no solo (Ground Support Equipment - GSE) e demais equipamentos específicos não incluídos nos contratos a que se refere o n.º 1, necessários à execução dos vários elementos de missão;

d) A aquisição da infraestrutura SI/TIC para suportar os sistemas de treino e apoio à missão;

e) A construção e ou adaptação das infraestruturas necessárias à sua operação a partir da Base Aérea n.º 6; e

f) As demais despesas indispensáveis ao acompanhamento e fiscalização do programa.

[...]
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: oi661114 em Julho 29, 2019, 11:19:47 am
Resolução do Conselho de Ministros n.º 120/2019 - Diário da República n.º 143/2019, Série I de 2019-07-29123545115
PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS
Autoriza a realização da despesa para a aquisição de cinco aeronaves KC-390 e de um simulador de voo ao consórcio constituído pela Embraer, S. A., e Embraer Portugal, S. A.

https://dre.pt/web/guest/home/-/dre/123545115/details/maximized

[...]

1 - Autorizar a despesa com:

a) A aquisição de cinco aeronaves KC-390, com a calendarização de entrega prevista no anexo i da presente resolução e que dela faz parte integrante, e de um simulador de voo, ao consórcio constituído por Embraer, S. A., e Embraer Portugal, S. A., até ao montante máximo de (euro) 606.158.571,00, a que acresce imposto sobre o valor acrescentado (IVA) à taxa legal em vigor;

b) A contratação dos serviços de sustentação logística das aeronaves e do simulador de voo, ao consórcio constituído por Embraer, S. A., e Embraer Netherlands B. V., até ao montante máximo de (euro) 109.817.204,00, a que acresce IVA à taxa legal em vigor;

c) A aquisição dos equipamentos de guerra eletrónica (EW Suite) para as aeronaves KC-390, à Elbit Systems EW and Sigint - Elisra, até ao montante máximo de (euro) 44.969.053,00, a que acresce IVA à taxa legal em vigor.

2 - Autorizar a realização de despesas, não incluídas no número anterior, necessárias à plena concretização do programa de aquisição e sustentação das aeronaves KC-390, até ao montante máximo de (euro) 66.388.172,00, a que acresce IVA à taxa legal em vigor, nomeadamente:

a) A aquisição à International Aero Engines AG (IAE) dos serviços de sustentação logística dos motores;

b) A aquisição ao Governo dos Estados Unidos da América (EUA) dos equipamentos a fornecer pelo Estado Português à Embraer para instalação nas aeronaves (Government Furnished Equipment - GFE);

c) A aquisição dos equipamentos de apoio no solo (Ground Support Equipment - GSE) e demais equipamentos específicos não incluídos nos contratos a que se refere o n.º 1, necessários à execução dos vários elementos de missão;

d) A aquisição da infraestrutura SI/TIC para suportar os sistemas de treino e apoio à missão;

e) A construção e ou adaptação das infraestruturas necessárias à sua operação a partir da Base Aérea n.º 6; e

f) As demais despesas indispensáveis ao acompanhamento e fiscalização do programa.

[...]

Se o simulador andar nos 130 milhões (como o que custou o dos C-130J da Alemanha/França), sai cada avião a perto dos 105 milhões, o que comparado com os 140 milhões/un que os alemães/franceses vão pagar por cada um dos J (970 m€- 130 m€), mas resta saber se este preço inclui as parte da guerra electrónica (mesmo que não inclua, são cerca de 11 m€/un) , ainda assim cada J fica a cerca de 130 milhões com 3 anos de assistência, contra os 12 anos do KC.

Não é um mau preço pelos KC-390.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Red Baron em Julho 29, 2019, 11:23:22 am
Boas noticias, vem com EW self-protection israelita e com sistemas de comunicações americano. Tudo isto está incluído no contrato.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: P44 em Julho 29, 2019, 01:07:25 pm
Citar
e) A construção e ou adaptação das infraestruturas necessárias à sua operação a partir da Base Aérea n.º 6;

Vai operar a partir do novo aeroporto de Lisboa?  ??? ::)
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: PereiraMarques em Julho 29, 2019, 02:03:02 pm
Nunca esteve prevista a saída total da FAP do Montijo.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: zawevo em Julho 29, 2019, 04:52:12 pm
Com papas e bolos se enganam os tolos.
Título de primeira página do jornal de negócios

Aviões KC-390 comprados à Embraer vão combater incêndios

Deixa-me rir :))
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 29, 2019, 05:23:59 pm
Com papas e bolos se enganam os tolos.
Título de primeira página do jornal de negócios

Aviões KC-390 comprados à Embraer vão combater incêndios

Deixa-me rir :))

tal qual como os C's, Já somos dois !!!!

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: mafets em Julho 29, 2019, 09:21:22 pm
Virtualmente ainda nem voavam e já combatiam...  :mrgreen: :mrgreen:

(https://fireaviation.com/wp-content/uploads/2014/10/Embraer-KC-390-dropping.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lusitaniae em Julho 29, 2019, 09:58:08 pm
Agora, já podemos começar a fazer contas mais precisas, com os dados que vão saindo.
Afinal o KC não vai ficar pelo preço de unidade tão caro como parecia á primeira vista, pois o valor de 832 Milhões está incluído custos que não são relativos ao preço unitário.

Fazendo as contas e incluindo o equipamento de guerra eletrónico cada unidade fica em 125 milhões. Não vale incluir custos de 66 milhões constantes no ponto 2. Isto dando um custo de 25 milhões para o simulador.

Agora comparando com o que sabemos do contrato dos J para a Alemanha, o preço do KC fica bem mais em conta. No contrato eles têm um adicional de 110 milhões de custo de simulador e infraestruturas.

Grande aquisição para a FAP, parabéns e estou contente com o contrato, desta vez os meus parabéns aos negociadores, agora vamos lá ver se vem tudo certinho.

Edit: Ora bem se bem me lembro os valores do contrato dos 6 J para a Alemanha falava-se em 900 milhões de Euros, mas agora ao pesquisar dou de caras com isto :

...the Government of Germany has requested to buy three (3) C-130J-30 aircraft with four (4) each Rolls Royce AE-2100D turboprop engines (installed); three (3) KC-130J aircraft with four (4) each Rolls Royce AE-2100D turboprop engines (installed); four (4) Rolls Royce AE 2100D turboprop engines (spares); and eight (8) Link-16 MIDS Terminals (one (1) per aircraft, plus two (2) spares).  Also included are eight (8) AN/ALE 47 Electronic Countermeasure Dispensers (1 per aircraft, plus 2 spares); eight (8) AN/AAR-47A(V)2 Missile Warning Systems (1 per aircraft, plus spares); eight (8) AN/ALR-56M Radar Warning Receivers (1 per aircraft, plus 2 spares); eight (8) MX-20 Electro-Optical/Infrared Imaging Systems (1 per aircraft, plus 2 spares); AN/APX-114/119 Identification Friend or Foe (IFF) Mode 5; Joint Mission Planning System (JMPS); secure communications; precision navigation and cryptographic equipment; night vision devices; support and test equipment; publications and technical documentation; personnel training and training equipment; U.S. Government and contractor engineering; technical and logistics support services; and other related elements of logistical and program support.  The total estimated value is $1.40 billion.....

Isto são outros valores e não se pode comparar os contratos do KC e do J, pois o contrato dos alemães tem muitos "spares" e os valores upa, upa, 1260 milhões é outro campeonato.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Julho 30, 2019, 12:58:01 am
Mas isso é típico de todos os contratos de aquisição de material militar. O pessoal é que gosta muito de fazer contas de merceeiro e tentar chegar ao preço unitário. Nalguns países até se calcula o custo total do programa ao longo de toda a sua vida útil — daí os 50 mil milhões de dólares australianos pelos 12 submarinos da RAN, ou 70 mil milhões de dólares canadianos pelas 15 Type 26 para a RCN.

Mas no caso do Ká-Cê, o que me deixa intrigado é o programa de aquisição português custar 3.800 milhões de reais por 05 aeronaves e restantes itens, enquanto o programa brasileiro vai custar 7.200 milhões de reais por 28 aeronaves e restantes itens. Ou alguém está a fazer um grande negócio, ou alguém está a ser comido.

Para rematar, convém não esquecer que o custo unitário do Ká-Cê era suposto ser 50 milhões de USD, mas o Zé povinho vai pagar pelo menos o dobro.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: nelson38899 em Julho 30, 2019, 09:03:53 am
Mas isso é típico de todos os contratos de aquisição de material militar. O pessoal é que gosta muito de fazer contas de merceeiro e tentar chegar ao preço unitário. Nalguns países até se calcula o custo total do programa ao longo de toda a sua vida útil — daí os 50 mil milhões de dólares australianos pelos 12 submarinos da RAN, ou 70 mil milhões de dólares canadianos pelas 15 Type 26 para a RCN.

Mas no caso do Ká-Cê, o que me deixa intrigado é o programa de aquisição português custar 3.800 milhões de reais por 05 aeronaves e restantes itens, enquanto o programa brasileiro vai custar 7.200 milhões de reais por 28 aeronaves e restantes itens. Ou alguém está a fazer um grande negócio, ou alguém está a ser comido.

Para rematar, convém não esquecer que o custo unitário do Ká-Cê era suposto ser 50 milhões de USD, mas o Zé povinho vai pagar pelo menos o dobro.

Basicamente o estado está a subsidiar as empresas que a embraer tem cá em Portugal
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Julho 30, 2019, 10:12:55 am
Em que consiste na realidade este EW Suit (Elbit Systems EW and Sigint - Elisra)?
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Red Baron em Julho 30, 2019, 10:19:08 am
Em que consiste na realidade este EW Suit (Elbit Systems EW and Sigint - Elisra)?
Isso é a marca, o produto em si não sabemos.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: P44 em Julho 30, 2019, 10:22:41 am
Com papas e bolos se enganam os tolos.
Título de primeira página do jornal de negócios

Aviões KC-390 comprados à Embraer vão combater incêndios

Deixa-me rir :))

É para agradar à populaça, não se esqueçam que atualmente TUDO tem de ser "politicamente correto"

Ainda são capazes de dizer que também salvam gatos em árvores
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Red Baron em Julho 30, 2019, 10:49:55 am
Parece que vem com um sistema anti MANPADS o J-MUSIC. O mesmo equipa os MRTT e os A400M da Alemanha.

J-MUSIC is an advanced DIRCM system that is optimized to protect large aircraft, including transports, tankers, special mission platforms, VIP jets and others. J-MUSIC is lightweight, compact, and easily installed on a broad range of aircraft types, in single or multi-turret configurations. This system provides rapid response and enables superior defense against multiple and simultaneous missile threats.

Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 30, 2019, 12:18:01 pm
Mas isso é típico de todos os contratos de aquisição de material militar. O pessoal é que gosta muito de fazer contas de merceeiro e tentar chegar ao preço unitário. Nalguns países até se calcula o custo total do programa ao longo de toda a sua vida útil — daí os 50 mil milhões de dólares australianos pelos 12 submarinos da RAN, ou 70 mil milhões de dólares canadianos pelas 15 Type 26 para a RCN.

Mas no caso do Ká-Cê, o que me deixa intrigado é o programa de aquisição português custar 3.800 milhões de reais por 05 aeronaves e restantes itens, enquanto o programa brasileiro vai custar 7.200 milhões de reais por 28 aeronaves e restantes itens. Ou alguém está a fazer um grande negócio, ou alguém está a ser comido.

Para rematar, convém não esquecer que o custo unitário do Ká-Cê era suposto ser 50 milhões de USD, mas o Zé povinho vai pagar pelo menos o dobro.

NVF, não te esqueças de um pormenor, o plano da MNT é válido para, apenas, um período de doze anos !!

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: PMFM em Julho 30, 2019, 01:29:23 pm
A Resolução do Conselho de Ministros não refere a duração dos contratos de manutenção, apesar de algumas notícias referirem os 12 anos.
O que está previsto é pagar até 2030 quase 110 milhões € pela manutenção das aeronaves e do simulador. Mas as aeronaves só começam a chegar em 2023 e a última em 2027, por isso duvido que sejam mesmo 12 anos.
Espero é que já tenham negociado os valores para a próxima LPM para depois não acontecer como nos contratos dos EH-101...

Vejam a tabela do Anexo II :
https://dre.pt/application/conteudo/123545115
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lusitaniae em Julho 30, 2019, 04:03:15 pm
É complicado estar a elaborar um valor unitário neste tipo de contratos e aquisições, pois o pacote engloba muitos fatores.
Mas podemos comparar com outros contratos mais recentes similares ao do nosso no caso do KC 390.

O valor global do contrato fica em 827 milhões com todo o suporte e demais infraestruturas o que vai dar um custo unitário de 165 milhões e se compararmos com a aquisição e os valores do contrato dos Alemães em que está em fontes oficiais dos EUA o valor global do contrato na compra de 6 J de 1400 milhoes de USD o que dá cerca de 1170 milhões ao câmbio de 1.20 (agora o valor está mais baixo e pior para quem paga, pois paga mais) https://www.dsca.mil/sites/default/files/mas/germany_18-13.pdf
Mas este contrato engloba a parceria com os Franceses na construção de infraestruturas no valor de 220 milhões (110 milhoes cada) então veremos que por exemplo o valor global que os Alemães vão despender  fica em torno a 1280 milhoes, o que dá 213 milhões por unidade contra os 165 milhões no caso dos KC390.
https://www.ainonline.com/aviation-news/defense/2018-05-09/franco-german-c-130j-squadron-now-reality

Agora, na questão dos 12 anos de manutenção e que não vem referido aqui https://dre.pt/application/conteudo/123545115, eu julgo que esses anos se referem a cada avião após data de entrega, pois se recebemos um em 2023 e outro em 2027, o de 2023 tem os 12 anos até 3035 e o recebido em 2027 até 3039.
Simples matematica, se assim não for é comprar gato por lebre.

Não vale a pena se estar a comparar estes contratos com o que se dizia antes deles serem tornado publicos.

Eu quando comecei a seguir este forum, confesso que foi em parte devido a este assunto do KC 390 e dos NPO, devido á participação empresarial portuguesa, e o meu karma aqui foi completamente arrasado devido a estar sempre ao lado deste processo.

Fiquem bem e até ao meu próximo post, se é que vai haver outro!
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 30, 2019, 06:22:41 pm
É complicado estar a elaborar um valor unitário neste tipo de contratos e aquisições, pois o pacote engloba muitos fatores.
Mas podemos comparar com outros contratos mais recentes similares ao do nosso no caso do KC 390.

O valor global do contrato fica em 827 milhões com todo o suporte e demais infraestruturas o que vai dar um custo unitário de 165 milhões e se compararmos com a aquisição e os valores do contrato dos Alemães em que está em fontes oficiais dos EUA o valor global do contrato na compra de 6 J de 1400 milhoes de USD o que dá cerca de 1170 milhões ao câmbio de 1.20 (agora o valor está mais baixo e melhor para quem paga, pois paga menos) https://www.dsca.mil/sites/default/files/mas/germany_18-13.pdf
Mas este contrato engloba a parceria com os Franceses na construção de infraestruturas no valor de 220 milhões (110 milhoes cada) então veremos que por exemplo o valor global que os Alemães vão despender  fica em torno a 1280 milhoes, o que dá 213 milhões por unidade contra os 165 milhões no caso dos KC390.
https://www.ainonline.com/aviation-news/defense/2018-05-09/franco-german-c-130j-squadron-now-reality

Agora, na questão dos 12 anos de manutenção e que não vem referido aqui https://dre.pt/application/conteudo/123545115, eu julgo que esses anos se referem a cada avião após data de entrega, pois se recebemos um em 2023 e outro em 2027, o de 2023 tem os 12 anos até 3035 e o recebido em 2027 até 3039.
Simples matematica, se assim não for é comprar gato por lebre.

Não vale a pena se estar a comparar estes contratos com o que se dizia antes deles serem tornado publicos.

Eu quando comecei a seguir este forum, confesso que foi em parte devido a este assunto do KC 390 e dos NPO, devido á participação empresarial portuguesa, e o meu karma aqui foi completamente arrasado devido a estar sempre ao lado deste processo.

Fiquem bem e até ao meu próximo post, se é que vai haver outro!

Mas ainda ligas ao Karma ????
Caga nisso !!

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lightning em Julho 30, 2019, 07:33:32 pm
Ainda são capazes de dizer que também salvam gatos em árvores

Calma que a Força Aérea não quer roubar o trabalho à Marinha :mrgreen:.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lightning em Julho 30, 2019, 07:38:20 pm
Em que consiste na realidade este EW Suit (Elbit Systems EW and Sigint - Elisra)?

No site da Elbit tem vários equipamentos.
https://elbitsystems.com/pdf-category/company-brochures/ew-and-sigint/airborne-ew/
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lusitaniae em Julho 30, 2019, 07:51:42 pm
Em que consiste na realidade este EW Suit (Elbit Systems EW and Sigint - Elisra)?

No site da Elbit tem vários equipamentos.
https://elbitsystems.com/pdf-category/company-brochures/ew-and-sigint/airborne-ew/


Elisra Unveils Unique EW Integrated Self-Protection Suite for Helos

Elisra, a world leader in EW, intelligence and communications solutions, introduces its active and passive self-protection suite for helicopters and transport aircraft. The new system constitutes a new stage in the evolution of self-protection and survival systems for airborne platforms. With this solution Elisra presents a new type of system, offering a complete and comprehensive RF-Laser-EO protection shell for Helicopters and transport aircraft. The suite combines RWR, LWR, IR-PAWS, RF Jammer, laser DIRCM and Chaff/Flare dispensing functions, thus providing quick reaction time and effective responses to all types of threats. With seamless interoperability of all of its components, the system searches and detects threats, provides warning and provides jamming against airborne and ground-based EO, RF and laser threats presented by all types of air defense systems, including missiles, MANPADS, ground-based fire, RPGs and others. Elisra's new system provides a level of performance that far exceeds the sum total of its parts. The system's seamless integration of its myriad components ensures optimized performance of each, with a new level of effectiveness, all based on years of operational experience. Able to confront and defeat even the most advanced threats in any environment, this battle-proven lightweight modular system, advances airframe survivability and mission success. The new system offers a host of additional capabilities including pinpoint geolocation of threats from platform protection to protecting an entire mission, while providing comprehensive mission support. Taken together, the systems' capabilities are unique among competing systems, offering not only survivability but actual support for completing a mission and maintaining air superiority. Itzchak Gat, Elisra's CEO said, "The new protection suite offers helicopters and transport planes a range of capabilities that improve protection. The suite's components work in concert to enhance a helicopters' role on a mission. Additionally, the suite enhances the helicopter's attack capability. The operational success of the components comprising the system is well established. In the new suite they combine to perform well beyond the individual capabilities of each."

http://www.asdnews.com/news-33455/elisra_unveils_unique_ew_integrated_self-protection_suite_for_helos.htm
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 30, 2019, 10:02:39 pm
Cá estão eles com uma pintura de duplo uso, ou melhor, triplo uso !!

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/fMKBYS.png) (https://imageshack.com/i/pofMKBYSp)

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Julho 30, 2019, 10:06:10 pm
Ok, já percebi como os Ká-Cês vão apagar fogos. Afinal também são helicópteros.  :mrgreen:
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 30, 2019, 10:23:49 pm
Ok, já percebi como os Ká-Cês vão apagar fogos. Afinal também são helicópteros.  :mrgreen:
   

acho que uns quantos pintados em tricolor verde/amarelo/vermelho, tipo esta figura do CL415 Luso vinham a calhar !!

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/tjP8mQ.jpg) (https://imageshack.com/i/pltjP8mQj)

Só falta mesmo é um par de kualitas em tricolor para ficar o ramalhete completo !!!

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: P44 em Julho 31, 2019, 10:13:16 am
Vão ter sonda para reabastecimento ou é só "wishfull thinking" do desenhador?
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Julho 31, 2019, 02:49:17 pm
Sonda ou os Pods?

Penso que a sonda não sai, mas conhecendo cá o burgo não é de fiar.
Os pods não vi referido em parte nenhuma, e como apenas os EH101 os podem usar e penso que nenhum tem a sonda montada, deve ser para esquecer também.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Julho 31, 2019, 02:52:25 pm
Os pods não digo, mas uns tanques auxiliares nas asas eram capazes de ser interessantes.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Julho 31, 2019, 03:00:44 pm
Os pods não digo, mas uns tanques auxiliares nas asas eram capazes de ser interessantes.

Foi das primeiras coisas que pensei quando vi a autonomia do KC, mas ainda não vi nenhuns instalados ou em testes.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 31, 2019, 05:48:11 pm
Os pods não digo, mas uns tanques auxiliares nas asas eram capazes de ser interessantes.

Foi das primeiras coisas que pensei quando vi a autonomia do KC, mas ainda não vi nenhuns instalados ou em testes.

E tú achas que a aeronave precisa de tanques suplementares ????
ao KaCê  só falta mesmo é falar, ele é Cargueiro, Reabastecedor, aeronave ambulância, transporte de pessoal e paraquedistas, SAR, aerotanque para os FF,  faz de tudo, é uma aeronave dos sete ofícios, e não sou eu que o digo, agora ter tanques suplementares, para quê ??  :mrgreen: 

https://defense.embraer.com/br/pt/kc-390

O KC-390 é a aeronave de transporte multimissão de nova geração que combina uma plataforma altamente flexível com o menor custo de ciclo de vida do mercado de transporte médio. O KC-390 é capaz de transportar e lançar cargas e tropas, além de uma ampla gama de missões: evacuação aeromédica, busca e resgate, combate a incêndios, reabastecimento aéreo e auxílio humanitário.

Moderno sistema de manuseio, que acomoda cargas de grandes dimensões: pallets, veículos, helicópteros, tropas, paraquedistas, macas para evacuação aeromédica e configurações mistas.

O KC-390 possui pilotagem facilitada por um sistema aviônico integrado e comando de voo fly-by-wire e pode ser equipado com sistema de autodefesa e proteção balística que aumenta a capacidade de operações em ambientes hostis.


https://defense.embraer.com/br/pt/noticias?slug=1206619-portugal-anuncia-pedido-firme-para-avioes-multimissao-kc-390

Nem sei como, até aos dias de hoje, as aeronaves de transporte táctico, assim tipo C130H ou J, ou mesmo C160, conseguiram cumprir eficazmente, todas estas missões usando apenas um modelo de Aeronave.
Só pode mesmo ter sido só por sorte dos fabricantes dos Hercules e dos Transall , pois em termos de conhecimentos aeronáuticos, a sabedoria foi toda para a Embraer, pena é que só agora, mais de cinquenta anos depois dos 1º C's terem nascido,   tenha a Embraer aparecido no mercado com um modelo, mas que ainda não provou nada, em situações reais de combate !!!

Abraços

Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Julho 31, 2019, 05:54:52 pm
Vão ter sonda para reabastecimento ou é só "wishfull thinking" do desenhador?

então não vai ????

E eles eram meninos para se esquecer das sondas, e das especiais de corrida que até hoje ninguém tinha inventado !! :mrgreen:

Sondaram-nos tão bem que até nos indrominaram ao ponto dos nossos (IR)responsáveis políticos  caírem, se é que caíram, na conversa deles, que nem uns patinhos, bem, os políticos aqueles que tudo entendem em termos de equipamentos de defesa lá saberão porque foi este modelo o escolhido, eu também não sei, mas calculo, porque foi o escolhido, essa é que é a verdade, mas cá estaremos, para daqui a uns anos falarmos das valências, da resistência e da enorme versatilidade dos 390, cá estaremos !!! :bang:

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: nelson38899 em Agosto 01, 2019, 10:08:30 am
Citar
O Governo vai criar uma “missão de acompanhamento” para fiscalizar o programa e contratos de aquisição das aeronaves KC-390, cuja despesa ascende a 827 milhões de euros até 2030, segundo foi esta segunda-feira publicado em Diário da República.

De acordo com a resolução do Conselho de Ministros publicada, caberá ao ministro da Defesa a competência para constituir uma “Missão de Acompanhamento e Fiscalização do Programa KC-390”, que será “responsável por todos os contratos que venham a ser celebrados”.
https://observador.pt/2019/07/29/governo-vai-criar-missao-de-acompanhamento-para-fiscalizar-contratos-dos-avioes-kc-390/?fbclid=IwAR3WFVyhPiuDdYMVRhE5ywaRgK83htGcXv-NBw59uyuT34buK0RUX6u-cEA
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: P44 em Agosto 01, 2019, 10:12:30 am
Citar
O Governo vai criar uma “missão de acompanhamento” para fiscalizar o programa e contratos de aquisição das aeronaves KC-390, cuja despesa ascende a 827 milhões de euros até 2030, segundo foi esta segunda-feira publicado em Diário da República.

De acordo com a resolução do Conselho de Ministros publicada, caberá ao ministro da Defesa a competência para constituir uma “Missão de Acompanhamento e Fiscalização do Programa KC-390”, que será “responsável por todos os contratos que venham a ser celebrados”.
https://observador.pt/2019/07/29/governo-vai-criar-missao-de-acompanhamento-para-fiscalizar-contratos-dos-avioes-kc-390/?fbclid=IwAR3WFVyhPiuDdYMVRhE5ywaRgK83htGcXv-NBw59uyuT34buK0RUX6u-cEA

Tradução:

"Saiem mais uns tachos para os primos"
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Pedro Monteiro em Agosto 01, 2019, 09:43:53 pm
Tradução:

"Saiem mais uns tachos para os primos"
Incorrecto. As chamadas MAF são comuns e ajudam a cumprir contratos e garantias como se viu na Pandur. Muitas viaturas foram - e bem - rejeitadas nos testes porque as modificações ou desempenho não eram o acordado. Que a constituição de uma MAF seja notícia, isso é que se estranha...

Cumprimentos,
Pedro Monteiro
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Joaoferriva em Agosto 05, 2019, 07:25:00 pm
When does Portugal intend to purchase the CL-515 and Air Tractors?, it seems to be an interesting addition to fleet!  :G-bigun:
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Stalker79 em Agosto 05, 2019, 08:23:27 pm
When does Portugal intend to purchase the CL-515 and Air Tractors?, it seems to be an interesting addition to fleet!  :G-bigun:


The way things are going i´d say the 31´st of February of an undisclosed year...
There are too many people profiting from the rental of aerial firefighting for the government to buy means of its own.
 :(
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lusitaniae em Agosto 14, 2019, 02:11:02 am
Vai acontecer em Dezembro em Lisboa uma conferência onde o KC390 vai entre outros assuntos ser tema de debate.

https://www.pr.com/press-release/791451

Neste link pode-se algo como isto

“As ever, the areas of airlift and AAR are still high on the wish list of the Air Forces Airlift because we’re in the middle of an aircraft generation change from C130/C160 to A400M/KC390, which at the same time implies the needs for smaller airlifters too. AAR because even with the acquisition of new A330 MRTTs in Europe, the AAR shortfall remains. Hence, solutions must be found to fill the gaps.”
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Red Baron em Agosto 15, 2019, 04:47:14 pm
Citar
Brazilian aerospace and defence manufacturer Embraer published results from the second quarter of its 2019 financial year on 14 August. The company generated revenue of USD1,389 million in the period, an increase of 10% year on year, in part due to a large rise in sales in its Defence & Security segment.

The company once again registered a net loss of USD13.9 million in the second quarter compared with USD0.4 million in the same period in 2018, although this was down markedly from 2019’s first quarter loss of USD61.8 million.

Defence & Security revenue rose to almost six times its quarter two 2018 value, reaching USD195.7 million, or 14.2% of the company’s total.

Grande Costa ;D
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Agosto 15, 2019, 05:08:27 pm
Deve ser mais Trump, porque com o Centeno é mais às mijinhas.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 20, 2019, 04:31:35 pm
Recebi o meu KC390 bem antes da FAP, isto é que é saber negociar  :mrgreen:
Mas o meu é 1/100, tem apenas 35 cm de comprimento !

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Agosto 20, 2019, 05:16:41 pm
Queremos fotos!!  :mrgreen:
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 20, 2019, 06:13:07 pm
Matra, cá estão as fotos do 390 a 1/100.
Na última foto compara o tamanho do 390 ao pé de um Bae ATP da SATA a 1/150


(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/bHagDD.jpg) (https://imageshack.com/i/plbHagDDj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/t5AQoQ.jpg) (https://imageshack.com/i/pnt5AQoQj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/zVHIXq.jpg) (https://imageshack.com/i/plzVHIXqj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/53WO7A.jpg) (https://imageshack.com/i/pn53WO7Aj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/13hAhZ.jpg) (https://imageshack.com/i/pl13hAhZj)

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: sivispacem em Agosto 21, 2019, 03:46:24 am
Boas!!

Apesar de já ter visto o tema mencionado uma ou outra vez nunca vi uma resposta conclusiva sobre a possibilidade de o KC ser equipado com tanques suplementares nas asas.

Nem que fosse na posição das nacelles dos pods da versão de reabastecimento, digo eu na minha ignorância. Mas não me parece que o assunto seja tecnicamente insuperável e seria uma forma de reduzir a fraca autonomia do KC....
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 21, 2019, 07:05:39 am
Boas!!

Apesar de já ter visto o tema mencionado uma ou outra vez nunca vi uma resposta conclusiva sobre a possibilidade de o KC ser equipado com tanques suplementares nas asas.

Nem que fosse na posição das nacelles dos pods da versão de reabastecimento, digo eu na minha ignorância. Mas não me parece que o assunto seja tecnicamente insuperável e seria uma forma de reduzir a fraca autonomia do KC....

Sivispacem, onde estão os pods de reabastecimento a aeronave não pode transportar os tanques auxiliares pelo simples motivo que, estruturalmente as asas não suportam esse peso extra nessas posições. A carregar tanques extra, se é que foi desenhado para tal transporte, penso que sim, terão que ser colocados mais perto das turbinas, mesmo, muito mais perto.

Mas, de acordo com a foto abaixo o 390 tem os tanques auxiliares na fuselagem, junto aos trens principais, um local não muito habitual, mas tem-nos,
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/oOogGf.jpg) (https://imageshack.com/i/pmoOogGfj)

e como quando transportamos extra Tanks with fuel, é o primeiro a ser consumido, não representa perigo nas operações de aterragem, mas, como a manobra mais perigosa de uma aeronave no solo, é a descolagem, a não ser que durante uma corrida para a descolagem aconteça o que abaixo aconteceu, e se o 390 tivesse extra tanks full of fuel basta imaginar o que poderia ter acontecido….
(https://pbs.twimg.com/media/Dc2mrdHXcAMgDZM.jpg)

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Agosto 21, 2019, 10:04:59 am
Vão ser internos. Externos penso que não vai ter mesmo.

(https://i.imgur.com/aLZkwHx.jpg)
(https://i.imgur.com/DwFCYEL.jpg)
(https://i.imgur.com/WBd2dRw.jpg)

@tenente, muito catita o modelo! :)

Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: sivispacem em Agosto 21, 2019, 01:56:28 pm
Pois…. eu, que de técnico de aeronáutica não tenho nada, não acredito na viabilidade de nenhuma das hipóteses por vós apresentada.

A do Tenente pelos motivos apresentados pelo próprio; e a dos tanques externos por isso só ter interesse para voos de ferry ou pouco mais, quando o que se pretenderia seria o aumento do raio de acção na execução de missões 'normais', com carga e/ou passageiros.

Porque é que a FAP não apresenta essa solicitação? Não deve ser tecnicamente um obstáculo por aí além, se é que ainda não foi considerada….
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Agosto 21, 2019, 03:22:13 pm
Penso que a FAP, além do óbvio Link da NATO, pouco ou nada pode alterar no KC390 com as especificações da FAB, até são bem capazes é de tirar coisas, mas vamos ver a versão final como sai.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 21, 2019, 04:00:27 pm
Pois…. eu, que de técnico de aeronáutica não tenho nada, não acredito na viabilidade de nenhuma das hipóteses por vós apresentada.

A do Tenente pelos motivos apresentados pelo próprio; e a dos tanques externos por isso só ter interesse para voos de ferry ou pouco mais, quando o que se pretenderia seria o aumento do raio de acção na execução de missões 'normais', com carga e/ou passageiros.

Porque é que a FAP não apresenta essa solicitação? Não deve ser tecnicamente um obstáculo por aí além, se é que ainda não foi considerada….

Epá, tens razão quando dizes que , de técnico de aeronáutica não tenho nada, pois quando afirmas "  a dos tanques externos por isso só ter interesse para voos de ferry ou pouco mais, quando o que se pretenderia seria o aumento do raio de acção na execução de missões 'normais', com carga e/ou passageiros", estás completamente baralhado ou terei entendido mal o que escreveste ?
Sabes as implicações no uso de internal aux fuel tanks VS external aux fuel tanks ?

(https://i.imgur.com/aLZkwHx.jpg)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/ybHYFx.jpg) (https://imageshack.com/i/poybHYFxj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/1ZHj3e.jpg) (https://imageshack.com/i/po1ZHj3ej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/5pWpRS.jpg) (https://imageshack.com/i/pn5pWpRSj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/v5K6QU.jpg) (https://imageshack.com/i/pnv5K6QUj)

Então os tanques auxiliares externos só são utilizados para voos Ferry e pouco mais ???
Mas porque afirmas isso ?
Clarifica lá aqui p'ro pessoal.

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 21, 2019, 04:19:43 pm
Vão ser internos. Externos penso que não vai ter mesmo.

(https://i.imgur.com/aLZkwHx.jpg)
(https://i.imgur.com/DwFCYEL.jpg)
(https://i.imgur.com/WBd2dRw.jpg)

@tenente, muito catita o modelo! :)

Se tal for verdade, o que eu não acredito, é uma limitação muito grave e penalizará e muito, este cargueiro militar !!
Não posso acreditar que a Embraer com a experiencia que possui na construção aeronáutica, não tenha previsto, nas capacidades desta aeronave, projectada para o transporte Militar, a opção de adicionar tanques externos de combustível.

As fotos que colocaste só podem ser quando a aeronave está a efectuar AAR, e transporta o combustível para as aeronaves a reabastecer em voo, eu nem quero acreditar no que estou a ler, quanto ao aumento do raio de acção.

Mas o que é mais grave se a colocação de tanques externos não estiver prevista para esta aeronave, então que raio andaram os nossos especialistas da FAP a fazer quando alguém, que só pode ser Irresponsável, a escolheu para substituir os C's ??

https://www.airforce-technology.com/news/newsembraer-orders-kc-390-auxiliary-fuselage-fuel-tank-from-cobham/



Se tal for verdade, mas que grande argolada foi cometida por quem decidiu !!!

Abraços 
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Agosto 21, 2019, 05:04:09 pm
Pois também acho, como falado um pouco mais atrás com o NVF, eu sempre procurei por informação sobre isso, mas nunca encontrei :(

A acreditar que a imagem abaixo do ASW seja baseada em informação da Embraer, acredito que seja possível mais junto do motor um "pilon" com um tanque, mas não acredito que algo do género esteja pensado para estas versões iniciais da FAB (e FAP?) pelo menos.

(http://www.planobrazil.com/wp-content/uploads/2016/11/p-390.jpg)

Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Agosto 21, 2019, 05:21:00 pm
O grande problema desta aeronave, para nós, é que foi concebida de acordo com os requisitos da FAB. Destina-se a operar num país imenso, mas onde não há grande escassez de pistas; operações intercontinentais não foram tidas em grande consideração. Presumo que mesmo nas operações antárticas, o Hercules continuará a ser utilizado por muitos anos. Ou seja, devíamos ter optado por um modelo de aeronave que os nossos aliados da NATO já tivessem escolhido anteriormente, porque 1) eles têm requisitos semelhantes aos nossos, 2) mantinha-se homogeneidade com os aliados e 3) facilitava-se a logística em operações conjuntas. Mas como é habitual neste país, segui-se a filosofia do que se lixe.

Quem sabe um dia, a FAB ou a Embraer abrem os olhos e desenvolvem um KC-390-30, com maior capacidade e autonomia.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 21, 2019, 07:03:01 pm
O grande problema desta aeronave, para nós, é que foi concebida de acordo com os requisitos da FAB. Destina-se a operar num país imenso, mas onde não há grande escassez de pistas; operações intercontinentais não foram tidas em grande consideração. Presumo que mesmo nas operações antárticas, o Hercules continuará a ser utilizado por muitos anos. Ou seja, devíamos ter optado por um modelo de aeronave que os nossos aliados da NATO já tivessem escolhido anteriormente, porque 1) eles têm requisitos semelhantes aos nossos, 2) mantinha-se homogeneidade com os aliados e 3) facilitava-se a logística em operações conjuntas. Mas como é habitual neste país, segui-se a filosofia do que se lixe.

Quem sabe um dia, a FAB ou a Embraer abrem os olhos e desenvolvem um KC-390-30, com maior capacidade e autonomia.

concordo a 1000% contigo NVF, mas o que é grave é quando a aeronave foi concebida, não ter sido previsto a colocação de tanques externos para fuel.

Não passa pela cabeça de ninguém, nos dias de hoje, um cargueiro Militar não ter essa valência, e os nossos iluminados, não avaliaram devidamente a aeronave em todas as vertentes ??
Nem o nosso PM viu esta limitação durante a sua " avaliação " do 390 ??

Mas o que interessa é que vamos comprar, por 827£ milhões :

1) uma Aeronave de transporte táctico, apenas bimotor;

2) uma Aeronave equipada com turbofans, sem a capacidade de operar em pistas não preparadas;

3) uma Aeronave que não pode carregar tanques externos !

Esta terceira limitação/incapacidade, além das duas já referidas, e não me venham os especialistas dizer isto ou aquilo a favor, porque esta, na minha opinião, coloca este aparelho ainda mais aquém, do que já estava, em relação aos J's.

Terá sido este factor que fez com que a Nova Zelândia pendesse para os J's ??

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: sivispacem em Agosto 21, 2019, 07:43:06 pm
Pois…. eu, que de técnico de aeronáutica não tenho nada, não acredito na viabilidade de nenhuma das hipóteses por vós apresentada.

A do Tenente pelos motivos apresentados pelo próprio; e a dos tanques externos por isso só ter interesse para voos de ferry ou pouco mais, quando o que se pretenderia seria o aumento do raio de acção na execução de missões 'normais', com carga e/ou passageiros.

Porque é que a FAP não apresenta essa solicitação? Não deve ser tecnicamente um obstáculo por aí além, se é que ainda não foi considerada….

Epá, tens razão quando dizes que , de técnico de aeronáutica não tenho nada, pois quando afirmas "  a dos tanques externos por isso só ter interesse para voos de ferry ou pouco mais, quando o que se pretenderia seria o aumento do raio de acção na execução de missões 'normais', com carga e/ou passageiros", estás completamente baralhado ou terei entendido mal o que escreveste ?
Sabes as implicações no uso de internal aux fuel tanks VS external aux fuel tanks ?

(https://i.imgur.com/aLZkwHx.jpg)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/ybHYFx.jpg) (https://imageshack.com/i/poybHYFxj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/1ZHj3e.jpg) (https://imageshack.com/i/po1ZHj3ej)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/5pWpRS.jpg) (https://imageshack.com/i/pn5pWpRSj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/v5K6QU.jpg) (https://imageshack.com/i/pnv5K6QUj)

Então os tanques auxiliares externos só são utilizados para voos Ferry e pouco mais ???
Mas porque afirmas isso ?
Clarifica lá aqui p'ro pessoal.

Abraços

Como penso ser óbvio, lendo o que escrevi, trata-se de um lapso meu, pois queria referir-me ao tanques internos..... senão nem a minha pergunta e argumentação faria sentido....
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: sivispacem em Agosto 21, 2019, 07:55:15 pm
O grande problema desta aeronave, para nós, é que foi concebida de acordo com os requisitos da FAB. Destina-se a operar num país imenso, mas onde não há grande escassez de pistas; operações intercontinentais não foram tidas em grande consideração. Presumo que mesmo nas operações antárticas, o Hercules continuará a ser utilizado por muitos anos. Ou seja, devíamos ter optado por um modelo de aeronave que os nossos aliados da NATO já tivessem escolhido anteriormente, porque 1) eles têm requisitos semelhantes aos nossos, 2) mantinha-se homogeneidade com os aliados e 3) facilitava-se a logística em operações conjuntas. Mas como é habitual neste país, segui-se a filosofia do que se lixe.

Quem sabe um dia, a FAB ou a Embraer abrem os olhos e desenvolvem um KC-390-30, com maior capacidade e autonomia.

concordo a 1000% contigo NVF, mas o que é grave é quando a aeronave foi concebida, não ter sido previsto a colocação de tanques externos para fuel.

Não passa pela cabeça de ninguém, nos dias de hoje, um cargueiro Militar não ter essa valência, e os nossos iluminados, não avaliaram devidamente a aeronave em todas as vertentes ??
Nem o nosso PM viu esta limitação durante a sua " avaliação " do 390 ??

Mas o que interessa é que vamos comprar, por 827£ milhões :

1) uma Aeronave de transporte táctico, apenas bimotor;

2) uma Aeronave equipada com turbofans, sem a capacidade de operar em pistas não preparadas;

3) uma Aeronave que não pode carregar tanques externos !

Esta terceira limitação/incapacidade, além das duas já referidas, e não me venham os especialistas dizer isto ou aquilo a favor, porque esta, na minha opinião, coloca este aparelho ainda mais aquém, do que já estava, em relação aos J's.

Terá sido este factor que fez com que a Nova Zelândia pendesse para os J's ??

Abraços

Bom, o C-2 também é bireactor e turbofan e não é por isso que deixa de ser um bom avião.

Mas de facto a impossibilidade de adicionar tanques extra (aposto simples contra dobrado, pois nunca vi referências a tal facto ou ao aumento do seu raio de acção quando da sua utilização, por exemplo) é um factor extremamente limitador para o KC.

E nem deveria ser algo de muito complicado, bastaria a criação de um ponto/estação externa ao lado do motor e as tugagens e alterações ao sistema de combustível que se revelasse necessarias. E aos tanques de combustível das asas também, muito provavelmente....
Como ainda estão a desenvolver e testar o KC e só os começaremos a receber em 2021 (ou era 2022?) se calhar havia tempo, assim existisse vontade.... (e euros!)
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Camuflage em Agosto 21, 2019, 08:11:42 pm
Há aqui uma coisa que não foi discutida: quem foram as pessoas por detrás da escolha do KC? Porque não são conhecidos os seus rostos? Essas pessoas reuniram-se com que empresas, quem e quando? Como foi feita a selecção e com base no quê?
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 21, 2019, 08:24:33 pm
O grande problema desta aeronave, para nós, é que foi concebida de acordo com os requisitos da FAB. Destina-se a operar num país imenso, mas onde não há grande escassez de pistas; operações intercontinentais não foram tidas em grande consideração. Presumo que mesmo nas operações antárticas, o Hercules continuará a ser utilizado por muitos anos. Ou seja, devíamos ter optado por um modelo de aeronave que os nossos aliados da NATO já tivessem escolhido anteriormente, porque 1) eles têm requisitos semelhantes aos nossos, 2) mantinha-se homogeneidade com os aliados e 3) facilitava-se a logística em operações conjuntas. Mas como é habitual neste país, segui-se a filosofia do que se lixe.

Quem sabe um dia, a FAB ou a Embraer abrem os olhos e desenvolvem um KC-390-30, com maior capacidade e autonomia.

concordo a 1000% contigo NVF, mas o que é grave é quando a aeronave foi concebida, não ter sido previsto a colocação de tanques externos para fuel.

Não passa pela cabeça de ninguém, nos dias de hoje, um cargueiro Militar não ter essa valência, e os nossos iluminados, não avaliaram devidamente a aeronave em todas as vertentes ??
Nem o nosso PM viu esta limitação durante a sua " avaliação " do 390 ??

Mas o que interessa é que vamos comprar, por 827£ milhões :

1) uma Aeronave de transporte táctico, apenas bimotor;

2) uma Aeronave equipada com turbofans, sem a capacidade de operar em pistas não preparadas;

3) uma Aeronave que não pode carregar tanques externos !

Esta terceira limitação/incapacidade, além das duas já referidas, e não me venham os especialistas dizer isto ou aquilo a favor, porque esta, na minha opinião, coloca este aparelho ainda mais aquém, do que já estava, em relação aos J's.

Terá sido este factor que fez com que a Nova Zelândia pendesse para os J's ??

Abraços

Bom, o C-2 também é bireactor e turbofan e não é por isso que deixa de ser um bom avião.

Mas de facto a impossibilidade de adicionar tanques extra (aposto simples contra dobrado, pois nunca vi referências a tal facto ou ao aumento do seu raio de acção quando da sua utilização, por exemplo) é um factor extremamente limitador para o KC.

E nem deveria ser algo de muito complicado, bastaria a criação de um ponto/estação externa ao lado do motor e as tugagens e alterações ao sistema de combustível que se revelasse necessarias. E aos tanques de combustível das asas também, muito provavelmente....
Como ainda estão a desenvolver e testar o KC e só os começaremos a receber em 2021 (ou era 2022?) se calhar havia tempo, assim existisse vontade.... (e euros!)

tomáramos nós que em vez de ser o 390, fosse o C2 o adquirido.
O C2 já pertence a outro campeonato apesar de ser um Bimotor de transporte Táctico. carrega até 36Tons, mais 14 tons que o 390 e o seu PMD é de 138 Tons, contra 80 Tons do 390.

O C2 está já ao nível do A400 em termos de capacidade de transporte e de raio de acção, consegue voar cerca de 9500 Kms ferry, e 5700 kms com 30 Tons, mete o 390 num bolso !!!

https://en.wikipedia.org/wiki/Kawasaki_C-2

https://www.mod.go.jp/atla/en/research/C-2.html

Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: oi661114 em Agosto 21, 2019, 10:13:40 pm
Vão ser internos. Externos penso que não vai ter mesmo.

(https://i.imgur.com/aLZkwHx.jpg)
(https://i.imgur.com/DwFCYEL.jpg)
(https://i.imgur.com/WBd2dRw.jpg)

@tenente, muito catita o modelo! :)

A confusão que para aqui vai!

Esses tanques internos não são para ser usados para uso próprio do avião, mas sim para a usa-lo como reabastecedor de outros aviões, em conjunto com os pod's da Cobham.

 ::)
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: oi661114 em Agosto 21, 2019, 10:21:00 pm
Amanhã:


ASSINATURA DE CONTRATO DOS KC-390 PARA A FAP [M2053 - 40/2019]

quarta-feira, 21 de agosto de 2019 às 22:17
22:17 Paulo Mata No comments


Amanhã quinta-feira 22 de Agosto de 2019, será realizada a cerimónia de assinatura do contrato do programa KC-390 para equipar a Força Aérea Portuguesa.

A cerimónia terá lugar a partir das 15 horas, nas instalações da Embraer em Évora, onde alguns dos componentes do avião são fabricados. Contará com a presença do primeiro-ministro António Costa e do ministro da Defesa João Cravinho, que irão assinar em representação do Estado Português, a documentação relativa à aquisição de cinco aeronaves, bem como um simulador de voo e sustentação logística para os primeiros anos de operação das aeronaves.

Os KC-390 destinam-se a substituir a frota C-130H Hercules em operação na Força Aérea Portuguesa desde 1977, nas missões de transporte aéreo táctico e estratégico, acrescentando capacidades secundárias de reabastecimento aéreo e combate a incêndios.

http://www.passarodeferro.com/2019/08/assinatura-de-contrato-dos-kc-390-para.html?fbclid=IwAR1gnlC29cysvujKeLb5gnKUgq86mPiNqr635vh2NicN7B7zjFntcWgUG98 (http://www.passarodeferro.com/2019/08/assinatura-de-contrato-dos-kc-390-para.html?fbclid=IwAR1gnlC29cysvujKeLb5gnKUgq86mPiNqr635vh2NicN7B7zjFntcWgUG98)
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 21, 2019, 10:46:50 pm
Vão ser internos. Externos penso que não vai ter mesmo.

(https://i.imgur.com/aLZkwHx.jpg)
(https://i.imgur.com/DwFCYEL.jpg)
(https://i.imgur.com/WBd2dRw.jpg)

@tenente, muito catita o modelo! :)

A confusão que para aqui vai!

Esses tanques internos não são para ser usados para uso próprio do avião, mas sim para a usa-lo como reabastecedor de outros aviões, em conjunto com os pod's da Cobham.

 ::)

e, por acaso não foi isso que eu escrevi ????
Mas para evitar mais  " confusões " oi661114, a frase " maximazes fuel offload for air to air refuelling " quer dizer o quê, ?? 
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 21, 2019, 10:48:35 pm
para que a confusão seja menor  :mrgreen:

Vão ser internos. Externos penso que não vai ter mesmo.

(https://i.imgur.com/aLZkwHx.jpg)
(https://i.imgur.com/DwFCYEL.jpg)
(https://i.imgur.com/WBd2dRw.jpg)

@tenente, muito catita o modelo! :)

Se tal for verdade, o que eu não acredito, é uma limitação muito grave e penalizará e muito, este cargueiro militar !!
Não posso acreditar que a Embraer com a experiencia que possui na construção aeronáutica, não tenha previsto, nas capacidades desta aeronave, projectada para o transporte Militar, a opção de adicionar tanques externos de combustível.

As fotos que colocaste só podem ser quando a aeronave está a efectuar AAR, e transporta o combustível para as aeronaves a reabastecer em voo, eu nem quero acreditar no que estou a ler, quanto ao aumento do raio de acção.

Mas o que é mais grave se a colocação de tanques externos não estiver prevista para esta aeronave, então que raio andaram os nossos especialistas da FAP a fazer quando alguém, que só pode ser Irresponsável, a escolheu para substituir os C's ??

https://www.airforce-technology.com/news/newsembraer-orders-kc-390-auxiliary-fuselage-fuel-tank-from-cobham/



Se tal for verdade, mas que grande argolada foi cometida por quem decidiu !!!

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Agosto 22, 2019, 12:05:16 am
Quem sabe quando a Embraer desenvolver um modo FBW para tanques nas asas estes sejam instalados.  :mrgreen:
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: oi661114 em Agosto 22, 2019, 12:14:41 am
Tenente, não estava a referir-me a si.

Quanto a tanques externos nas asas, quanto é que pesa cada pod de reabastecimento? No mínimo deve dar para por tanques externos nos locais dos pod.

Segundo a folha do fabricante pesam cerca de 510 kg cada.

https://www.cobham.com/mission-systems/air-to-air-refuelling/hose-and-drogue-systems/wing-air-refuelling-pods/kc-390-datasheet/docview/ (https://www.cobham.com/mission-systems/air-to-air-refuelling/hose-and-drogue-systems/wing-air-refuelling-pods/kc-390-datasheet/docview/)

E como só vamos receber os nossos daqui a 4 anos e já vão ter modificações (pelo menos ao nível de equipamento de comunicação), pode ser que ainda existam mais alterações e de certeza vão existir melhorias ao projecto inicial, além que segundo o que li o contrato refere que os aviões irão ser fornecidos segundo as configurações e especificações técnicas, operacionais e logísticas  definidas pela FAP (vale o que vale...)
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Agosto 22, 2019, 09:58:41 am
Vão ser internos. Externos penso que não vai ter mesmo.

(https://i.imgur.com/aLZkwHx.jpg)
(https://i.imgur.com/DwFCYEL.jpg)
(https://i.imgur.com/WBd2dRw.jpg)

@tenente, muito catita o modelo! :)

A confusão que para aqui vai!

Esses tanques internos não são para ser usados para uso próprio do avião, mas sim para a usa-lo como reabastecedor de outros aviões, em conjunto com os pod's da Cobham.

 ::)

A informação da própria Cobham "Increases Range for Search and Rescue operation" indica que o avião pode usar "para consumo próprio" este combustível. É óbvio que não será numa base de operação diária, mas sim quando a missão ou situação assim o exigir.

Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: Lightning em Agosto 22, 2019, 10:55:27 am
Sim, teoricamente, esse tipo de depósitos internos podem ser colocados para aumentar a autonomia do avião em missões que não sejam de transporte, pois esse depósito vai ocupar boa parte do compartimento de carga.

Por exemplo, no tempo dos Pumas e Aviocar, os que estavam colocados nos Açores, usavam esse tipo de depósito para poderem chegar a Portugal continental, quando tinham que ir às OGMA fazer grandes inspeções.

Mas o Aviocar não fazia buscas com esse depósito, pois o avião não fazia apenas isso, o avião podia ir fazer buscas de manhã, e uma evacuação médica à tarde, então a configuração standard era de MEDEVAC.

No caso de Portugal não sei se vamos por o KC390 a fazer SAR, sei que o C-130 já fez no passado, mas actualmente é feito pelo C295 e pelo P3. Também temos que ter em conta que, ou o avião tem sempre o depósito instalado, ou ainda demora algum tempo a instalar e fazer os testes necessários, talvez horas, para uma missão urgente que nunca se sabe quando será, pode não ser prático.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: MATRA em Agosto 22, 2019, 11:23:16 am
Sim, teoricamente, esse tipo de depósitos internos podem ser colocados para aumentar a autonomia do avião em missões que não sejam de transporte, pois esse depósito vai ocupar boa parte do compartimento de carga.

Por exemplo, no tempo dos Pumas e Aviocar, os que estavam colocados nos Açores, usavam esse tipo de depósito para poderem chegar a Portugal continental, quando tinham que ir às OGMA fazer grandes inspeções.

Mas o Aviocar não fazia buscas com esse depósito, pois o avião não fazia apenas isso, o avião podia ir fazer buscas de manhã, e uma evacuação médica à tarde, então a configuração standard era de MEDEVAC.

No caso de Portugal não sei se vamos por o KC390 a fazer SAR, sei que o C-130 já fez no passado, mas actualmente é feito pelo C295 e pelo P3. Também temos que ter em conta que, ou o avião tem sempre o depósito instalado, ou ainda demora algum tempo a instalar e fazer os testes necessários, talvez horas, para uma missão urgente que nunca se sabe quando será, pode não ser prático.

Exacto, até penso que a FAP muito dificilmente irá adquirir os Refuel Pods e estes tanques... talvez... mais tarde... para o F35  :mrgreen:
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 22, 2019, 11:37:57 am
Tenente, não estava a referir-me a si.

Quanto a tanques externos nas asas, quanto é que pesa cada pod de reabastecimento? No mínimo deve dar para por tanques externos nos locais dos pod.

Segundo a folha do fabricante pesam cerca de 510 kg cada.

https://www.cobham.com/mission-systems/air-to-air-refuelling/hose-and-drogue-systems/wing-air-refuelling-pods/kc-390-datasheet/docview/ (https://www.cobham.com/mission-systems/air-to-air-refuelling/hose-and-drogue-systems/wing-air-refuelling-pods/kc-390-datasheet/docview/)

E como só vamos receber os nossos daqui a 4 anos e já vão ter modificações (pelo menos ao nível de equipamento de comunicação), pode ser que ainda existam mais alterações e de certeza vão existir melhorias ao projecto inicial, além que segundo o que li o contrato refere que os aviões irão ser fornecidos segundo as configurações e especificações técnicas, operacionais e logísticas  definidas pela FAP (vale o que vale...)

Vamos lá ver se nos entendemos quanto aos tanques externos de fuel.

Nos locais dos pods não se podem instalar os depósitos externos suplementares pelo simples motivo que pesam muito mais que os pods !
Colocar muito peso nas extremidades das asas de uma aeronave é proibitivo estruturalmente como em termos de voo.
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/924/xZdkFC.jpg) (https://imageshack.com/i/poxZdkFCj)
nesta imagem podemos ver a parte inferior do plano de asa direita, na minha opinião onde estão as letras PT será a zona mais indicada para a instalação do tanque suplementar exterior direito.

Os tanques estruturais de combustível de uma aeronave, os internos, aqueles que estão nas asas, e nalgumas aeronaves também em tanques centrais,  não os apelidados pelo construtor EMB de auxiliares internos que mais não são que tanques de combustível usados para o AAR, mas dizia eu os tanques de combustivel alares, possuem tubagens que comunicam entre si para não só serem atestados como e principalmente, quando em voo o combustivel que é vai ficando nos tanques ser repartido por estes durante o dito voo para que a aeronave permaneça centrada, dentro de limites,
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/eBHMYx.jpg) (https://imageshack.com/i/pmeBHMYxj)
Na foto de cima e na imagem mais pequena do 390, podem-se ver, a rosa, os cinco tanques de combustível do 390.

Ora bem, se os tanques alares tem de ter tubagens que comunicam entre si, e o 390 até tem previsto na sua versão AAW pontos de fixação para sistemas de armas, muito facilmente se colocam nessas zonas das asas as tubagens provenientes dos tanques mais próximos de modo a que sejam colocados os tanques auxiliares externos, tanques esses que também permitiriam transportar fuel para a missão AAR.

Se forem usados tanques auxiliares externos, numa aeronave deste tipo, caso o MTOW o permita, o porão/main deck da aeronave, permanece liberto para poder transportar mais, pessoal, equipamento, viaturas etc.

Quando uma aeronave desta necessita de colocar tanques internos para efectuar o AAR, mesmo que o ATOW seja muito inferior ao MTOW, a ocupação do main deck pelos tais tanques impede que seja possível transportar mais equipamento, limitando as capacidades de transporte da aeronave.
Esta é a principal diferença quando se utiliza tanques internos em vez dos tanques externos.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/hWLH99.jpg) (https://imageshack.com/i/pnhWLH99j)

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: zawevo em Agosto 22, 2019, 03:53:02 pm
https://tribunaalentejo.pt/artigos/conheca-aviao-antonio-costa-vem-comprar-evora?fbclid=IwAR2ONJSz-VRpwSSehUzc2DGAUo3ZsawL6B5TmtqZpzv0SJsC_3MjsNgNle0

"Portugal é o primeiro país europeu a adquirir esta aeronave, que, entre outras características tem “alcance intercontinental, dotada de verdadeiras capacidades multimissão e capaz de executar operações estratégicas e táticas, civis e militares, sem limitações, desde o transporte de tropas, veículos e cargas paletizadas, lançamento de paraquedistas e carga, evacuações sanitárias, missões de busca e salvamento, reabastecimento aéreo e combate a incêndios florestais”.

Os depósitos externos, a serem postos, terão que ser montados o mais próximo da raiz da asa devido ao efeito alavanca. Quanto mais afastados maior é o esforço na asa junto à fuselagem. Colocar os depósitos externos na posição que o Tenente diz, quanto a mim, irá ser necessário reforçar estruturalmente a asa na parte junto à raiz.

Em resumo a compra é m erro porque o projecto ainda não está "maduro". Há muitas arestas a limar.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: NVF em Agosto 22, 2019, 04:27:58 pm
Alcance intercontinental = Montijo - Rabat.
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: tenente em Agosto 22, 2019, 05:17:03 pm
Se os pods estão na posiçao quase extrema das asas e pesam 500+ Kgs, então junto ás turbinas, no lado oposto á fuselagem, é possível colocar colocar um tanque que transporte 1000+ kgs, sem a necessidade de qq reforço na estrutura alar.

Zawevo, não é necessário efectuar qq reforço á estrutura alar porque, se está previsto dotar o 390 nas missões AAW com quatro estações  para outros tantos sistemas de armas, quanto pesam os ditos sistemas ??

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/f5c2Pu.jpg) (https://imageshack.com/i/plf5c2Puj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/jlCZ8a.jpg) (https://imageshack.com/i/pmjlCZ8aj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/hqZA3m.jpg) (https://imageshack.com/i/pmhqZA3mj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/SfSHWH.jpg) (https://imageshack.com/i/pnSfSHWHj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/deQFkJ.jpg) (https://imageshack.com/i/pmdeQFkJj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/wWGO6D.jpg) (https://imageshack.com/i/pmwWGO6Dj)

Abraços
Título: Re: KC-390 na FAP
Enviado por: oi661114 em Agosto 22, 2019, 05:20:52 pm
Se os pods estão na posiç
ao quase extrema das asas e pesam 500+ Kgs, então junto ás turbinas, no lado oposto á fuselagem, é possível colocar colocar um tanque que transporte 1000+ kgs, sem a necessidade de qq reforço na estrutura alar.

(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/921/f5c2Pu.jpg) (https://imageshack.com/i/plf5c2Puj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/jlCZ8a.jpg) (https://imageshack.com/i/pmjlCZ8aj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/922/hqZA3m.jpg) (https://imageshack.com/i/pmhqZA3mj)
(https://imagizer.imageshack.com/v2/xq90/923/SfSHWH.jpg) (https://imageshack.com/i/pnSfSHWHj)

Abraços

Pode ser uma das alterações técnicas que a FAP poderá pedir.