ForumDefesa.com

Forças Armadas e Sistemas de Armas => Exército Português no ForumDefesa.com => Tópico iniciado por: Crypter em Junho 29, 2017, 12:03:32 pm

Título: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Crypter em Junho 29, 2017, 12:03:32 pm
A vergonha continua...

Citar
Granadas de mão e munições roubadas em Tancos

Um dos paióis foi arrombado e desapareceu um número indeterminado de granadas.

Foram roubadas granadas de mão ofensivas e munições de calibre 9 milímetros dos Paióis Nacionais de Tancos. Segundo apurou a Renascença, o incidente foi detectado ao final da tarde de quarta-feira.

O desaparecimento foi detectado durante uma patrulha de rotina, refere fonte do Exército.

Em comunicado, o Exército confirma que foi detectada “a violação dos perímetros de segurança dos Paióis Nacionais de Tancos e o arrombamento de dois ‘paiolins’”.

Um dos paióis foi arrombado e foi daqui que foi roubado um número indeterminado de granadas – que o Exército estima em perto de uma centena.

No local está a Polícia Judiciária e o incidente já foi comunicado ao Ministério Público.

“O Chefe de Estado-Maior do Exército, General Rovisco Duarte, informou SExa o Ministro da Defesa que acompanha o desenrolar das investigações”, refere ainda o comunicado.
http://rr.sapo.pt/noticia/87497/granadas_de_mao_roubadas_em_tancos?utm_source=rss
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 29, 2017, 12:08:26 pm
http://www.base.gov.pt/base2/rest/documentos/232647

http://www.base.gov.pt/base2/rest/documentos/232713

Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Lightning em Junho 29, 2017, 01:42:12 pm
A vergonha continua...

Já se sabe que com o fim do SMO não há tanta gente como antigamente para a segurança, instalem um sistema CCTV, não é preciso inventar a roda.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Get_It em Junho 29, 2017, 06:34:49 pm
instalem um sistema CCTV, não é preciso inventar a roda.
Não dá jeito. Não perguntem porquê, mas não dá jeito.

Cumprimentos,
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Camuflage em Junho 30, 2017, 04:02:05 am
Algo me diz que o próximo alvo serão as OE? Comandos, Fuzileiros e agora paraquedistas, o trilho aponta todo para o mesmo.

Não saberemos nada, as granadas serão usadas em ataques terroristas na europa e nada será divulgado, país de terceiro mundo.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Lightning em Junho 30, 2017, 09:25:32 am
Só espero que um dia não se lembrem de ir à Força Aérea roubar um F-16 ;D.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Lightning em Junho 30, 2017, 09:36:46 am
Afinal em Tancos até tem um sistema de videovigilância mas...

http://www.dn.pt/portugal/interior/roubo-de-granadas-videovigilancia-avariada-ha-dois-anos-em-tancos-8601622.html
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: raphael em Junho 30, 2017, 12:50:47 pm
Só espero que um dia não se lembrem de ir à Força Aérea roubar um F-16 ;D.

Mas roubaram algum tanque/carro de combate ou navio??? Tens de ver a proporcionalidade da coisa.

Até à data (bater na madeira) na Força Aérea ainda não houve problemas de desaparecimento de armas ligeiras/lotes de munições...mas é sempre até um dia!
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: raphael em Junho 30, 2017, 12:57:33 pm
Algo me diz que o próximo alvo serão as OE? Comandos, Fuzileiros e agora paraquedistas, o trilho aponta todo para o mesmo.

Não saberemos nada, as granadas serão usadas em ataques terroristas na europa e nada será divulgado, país de terceiro mundo.

Lamego fica fora de mão...além de que o sistema nos OE's está bem mais apertado.
Em Tancos sabiam perfeitamente qual o paiol mais aptecível e as fragilidades existentes, não foi de todo complicado.

Comandos e Fuzileiros ainda andamos a aguardar o desenrolar da coisa...espero que neste caso sejam mais céleres, pelo menos em relação às granadas, porque as munições diluem-se facilmente no mercado doméstico.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Lightning em Junho 30, 2017, 02:19:14 pm
Mas roubaram algum tanque/carro de combate ou navio??? Tens de ver a proporcionalidade da coisa.

Amigo Raphael exagerei de propósito ;D. (Hipérbole)
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Cabeça de Martelo em Junho 30, 2017, 02:52:38 pm
Algo me diz que o próximo alvo serão as OE? Comandos, Fuzileiros e agora paraquedistas, o trilho aponta todo para o mesmo.

Não saberemos nada, as granadas serão usadas em ataques terroristas na europa e nada será divulgado, país de terceiro mundo.

Paraquedistas?! Como sabes que quem estava a tomar conta dos paióis eram Páras? Aquilo é tomado conta por todas as unidades do Polígono Militar de Tancos.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Get_It em Junho 30, 2017, 06:19:00 pm
Só espero que um dia não se lembrem de ir à Força Aérea roubar um F-16 ;D.
Mas roubaram algum tanque/carro de combate ou navio??? Tens de ver a proporcionalidade da coisa.

Amigo Raphael exagerei de propósito ;D. (Hipérbole)

Olhem que não sei... Se até em Israel já roubaram motores de F-16...

Voltando mais especificamente ao assunto, já estava na hora de ver uma real reacção a estas situações. Isto já passou dos limites. Devia ser feito a nível nacional uma verificação do inventário, transferir armamento e munições de bases que não têm condições de segurança e começar a mandar embora algumas chefias e afastar alguns políticos a ver se a coisa vai ao sítio. E obviamente... o óbvio, avançar com uma investigação como deve ser e apurar responsabilidades para a culpa não morrer solteira e nem se arranjar nenhum bode expiatório.

Cumprimentos,
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: raphael em Junho 30, 2017, 06:48:14 pm
Algo me diz que o próximo alvo serão as OE? Comandos, Fuzileiros e agora paraquedistas, o trilho aponta todo para o mesmo.

Não saberemos nada, as granadas serão usadas em ataques terroristas na europa e nada será divulgado, país de terceiro mundo.

Paraquedistas?! Como sabes que quem estava a tomar conta dos paióis eram Páras? Aquilo é tomado conta por todas as unidades do Polígono Militar de Tancos.

Acho que ninguém está a apontar o dedo a ninguém...simplesmente porque se associa Tancos aos páras, mas também anda por lá a BRR.
Mais que dizer se eram páras ou malta da boina castanha...o real e efetivo é que a instalação não estava segura e também não é com a nova vedação que fica muito melhor.
Qualquer paiol que guarde material sensível deve ter vigilância e mais que as patrulhas móveis que têm desenrascado desde que o CCTV foi à vida há 2 anos todos os paióis deveriam ter alarme de contato nas portas e alarme volumétrico interior, porque mesmo com câmaras o Praça de serviço não está sempre a olhar para as ditas....

A ocasião faz o ladrão.

Talvez se fossem páras a fazer a segurança fosse melhor, talvez fosse a mesma coisa, porque quem lá foi conhecia bem a vulnerabilidades da área e o conteúdo efetivo dos referidos paióis.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Edu em Julho 01, 2017, 02:43:12 am
Sempre fui um acérrimo defensor das forças armadas num país onde uma larga porção da população as vê como inúteis. Como eu, a maioria ou totalidade de quem escreve neste fórum.

Este acontecimento não faz das forças armadas inúteis, faz pior, faz delas um perigo público. O estado, que somos todos nos, confiamos às forças armadas equipamento perigoso e caro do qual precisamos para nossa defesa colectiva. Equipamento este que deveria servir para nossa protecção mas que quando nas mãos erradas pode vir a ser responsável por muitas mortes de inocentes.

As nossas forças armadas têm mostrado não ter qualquer capacidade de olhar por este equipamento. Isto é grave demais, quantos atentados, assaltos, perdas de vidas humanas não poderão vir a ser responsabilidade desta falha do exercito português?

Isto é grave demais, e se não houver uma responsabilização efectiva que quem tinha a cargo este material e uma consequente mudança de praticas e métodos as forças armadas portuguesas correm o risco de se tornar uma verdadeira ameaça para a segurança nacional.

Não compreendo também como, dada a seriedade do assunto, não se terem fechado fronteiras e mobilizado um dispositivo em larga escala para se encontrarem as armas em causa. 
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: FoxTroop em Julho 01, 2017, 10:38:54 am
Sempre fui um acérrimo defensor das forças armadas num país onde uma larga porção da população as vê como inúteis. Como eu, a maioria ou totalidade de quem escreve neste fórum.

Este acontecimento não faz das forças armadas inúteis, faz pior, faz delas um perigo público. 

Concordo em absoluto.

Tenho é que isto escapa ao roubo típico, se é que podemos chamar-lhe isso, da G3 ou da Walther. Enquanto o roubo de armas nos Comandos e na Armada (não tenho conhecimento que tenha sido nos Fuzileiros mas sim que eram armas de tatical display iguais ás que existem no Corpo de Fuzileiros) encaixa no perfil do zé-grumete ou zé-soldado que tem uma ocasião para sacar uns "ferros", quer para seu uso e ter em casa, quer para vender aos amigos do gang e ganhar uns €€€, este caso é bem diferente.
É armamento e munições que não encaixa naquilo que o gang de rua quer e procura, e não é algo que me pareça coisa de zé-raso.

O historial é grave e este "desaparecimento" é tão ou mais grave que as centenas (milhares?!!) de armas desaparecidas dos antigos depósitos na zona da "Expo" aquando a sua desactivação.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: mafets em Julho 01, 2017, 11:27:34 am
Só espero que um dia não se lembrem de ir à Força Aérea roubar um F-16 ;D.

Na Venezuela roubam helis e dos mesmos atiram granadas. Esperemos que a moda não pegue por cá...  ;D

http://www.dn.pt/mundo/interior/venezuela-tiros-contra-ministerio-e-granadas-contra-supremo-tribunal-a-partir-de-helicoptero-8596575.html (http://www.dn.pt/mundo/interior/venezuela-tiros-contra-ministerio-e-granadas-contra-supremo-tribunal-a-partir-de-helicoptero-8596575.html)
Citar
O Governo da Venezuela afirmou que foram disparados 15 tiros contra o Ministério do Interior e lançadas quatro granadas contra o Supremo Tribunal durante um ataque, na terça-feira, a partir de um helicóptero tomado por um polícia.
(https://s01.video.glbimg.com/x216/5970020.jpg)
Só por curiosidade. Nos casos anteriores alguém foi responsabilizado ou tomaram-se medidas? E relativamente aos assaltos a carrinhas de valor, com material de guerra (será desta que se investigam a sério junto com o trafico de armas, ou o alarido é só ate a poeira assentar como das outras vezes...)  ::)

http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/militares/armas-desaparecem-de-quartel-em-sintra (http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/militares/armas-desaparecem-de-quartel-em-sintra)
Citar
O exército está a investigar o desaparecimento de armamento do quartel da Carregueira, em Sintra, que alberga um batalhão de 200 comandos e outras unidades de elite, num total de 350 militares. Em causa está o desaparecimento de dez armas de guerra entre as quais, segundo sabe a TVI duas G3, duas HK MP5 e outras seis metralhadoras e pistolas

https://www.publico.pt/2017/02/16/sociedade/noticia/psp-desaparecimento-de-50-armas-leva-a-abertura-de-inquerito-1762292 (https://www.publico.pt/2017/02/16/sociedade/noticia/psp-desaparecimento-de-50-armas-leva-a-abertura-de-inquerito-1762292)
Citar
O Ministério Público, através do Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa, está a investigar o desaparecimento de um lote de 50 armas Glock que estavam numa arrecadação da Direcção Nacional da PSP, em Lisboa. A polícia só notou que as armas tinham desaparecido quando uma Glock da PSP foi apreendida no Porto, a 25 de Janeiro. Estava no Bairro da Pasteleira com um estudante de 21 anos, suspeito de tráfico de droga.

http://expresso.sapo.pt/actualidade/marinha-seis-armas-desaparecem-da-base-do-alfeite-video=f668044 (http://expresso.sapo.pt/actualidade/marinha-seis-armas-desaparecem-da-base-do-alfeite-video=f668044)
Citar
Seis armas desapareceram hoje da base da Marinha no Alfeite, em Almada, disse à agência Lusa fonte oficial da Marinha, acrescentando que as munições são iguais às usadas pelo corpo de fuzileiros.

O furto foi detetado durante uma "ronda de vigilância ao final da tarde" de ontem, afirmou à Lusa o comandante Santos Fernandes, relações públicas da Marinha.

Desapareceram do local "duas espingardas, duas pistolas metralhadoras e duas pistolas", de acordo com a mesma fonte.

https://www.publico.pt/portugal/jornal/carrinha-de-valores-roubada-com-explosivos-num-golpe-raro-em-portugal-273164 (https://www.publico.pt/portugal/jornal/carrinha-de-valores-roubada-com-explosivos-num-golpe-raro-em-portugal-273164)
Citar
Cinco homens munidos de armas automáticas e explosivos rebentaram, na madrugada de ontem, uma carrinha de transporte de valores. Em plena A2, junto à saída para Canhestros (Ferreira do Alentejo, distrito de Beja), o grupo apoderou-se de uma quantia não divulgada mas que deverá ascender, no mínimo, a 100 mil euros. O dinheiro, transportado pela Prosegur, destinava-se a abastecer bancos, supermercados e outros estabelecimentos do distrito de Faro. Um dos dois ocupantes do veículo assaltante sofreu ferimentos ligeiros.

http://www.dn.pt/portugal/sul/interior/armas-militares-usadas-em-assalto-escondidas-na-capela-1822598.html (http://www.dn.pt/portugal/sul/interior/armas-militares-usadas-em-assalto-escondidas-na-capela-1822598.html)
Citar
No sótão da capela em Portugal foram encontradas, dissimuladas em sacos, cinco granadas, uma arma anti-tanque de calibre 64 mm, duas espingardas de assalto Kalashnikov, de calibre 7,62 mm e uma espingarda "shotgun" de calibre 12, duas pistolas de calibre 9 mm. No mesmo local encontraram ainda quatro barras de "alto teor explosivo" PEP 500, detonadores eléctricos, dispositivos com ventosa e carga explosiva para corte linear, 200 munições de calibre 9 mm e 7,62 mm, cinco coletes à prova de bala, dois coletes táticos, dois gorros e fatos específicos para manuseamento de explosivos. Uma das armas automáticas apreendidas foi a utilizada na rajada disparada sobre a carrinha no final de assalto, segundo análises efectuadas no Laboratório de Polícia Científica, da PJ.

Cumprimentos
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 01, 2017, 03:11:11 pm
Algo me diz que o próximo alvo serão as OE? Comandos, Fuzileiros e agora paraquedistas, o trilho aponta todo para o mesmo.

Não saberemos nada, as granadas serão usadas em ataques terroristas na europa e nada será divulgado, país de terceiro mundo.

Paraquedistas?! Como sabes que quem estava a tomar conta dos paióis eram Páras? Aquilo é tomado conta por todas as unidades do Polígono Militar de Tancos.

Acho que ninguém está a apontar o dedo a ninguém...simplesmente porque se associa Tancos aos páras, mas também anda por lá a BRR.
Mais que dizer se eram páras ou malta da boina castanha...o real e efetivo é que a instalação não estava segura e também não é com a nova vedação que fica muito melhor.
Qualquer paiol que guarde material sensível deve ter vigilância e mais que as patrulhas móveis que têm desenrascado desde que o CCTV foi à vida há 2 anos todos os paióis deveriam ter alarme de contato nas portas e alarme volumétrico interior, porque mesmo com câmaras o Praça de serviço não está sempre a olhar para as ditas....

A ocasião faz o ladrão.

Talvez se fossem páras a fazer a segurança fosse melhor, talvez fosse a mesma coisa, porque quem lá foi conhecia bem a vulnerabilidades da área e o conteúdo efetivo dos referidos paióis.

Os problemas são variados e estão perfeitamente identificados. Temos três unidades militares em ponto de ruptura com a falta de efectivos, de tal forma que as torres foram desactivadas e a vigilância permanente foi substituída por patrulhas aleatórias, tens um sistema de segurança inoperacional, tens vedações e infraestruturas em perfeita decadência e tens carradas de pessoal que sabe a situação em que aquilo se encontra.

Junta tudo e tens uma situação impossível e que é um convite ao desastre.

O pior de tudo já foi apontado pelo FoxTroop, isto não é o típico roubo da G3 para mostrar aos amigos/família ou a recordação da tropa. Isto cheira a mais, a algo organizado e planeado.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Lightning em Julho 01, 2017, 10:30:27 pm
Já rolaram cabeças no caso do roubo de armas em Tancos, comandantes do Regimento de Pára-quedistas, Regimento de Engenharia 1, Regimento de Infantaria 15, Unidade de Apoio da BrigRR e da Unidade de Apoio Geral de Material do Exército foram exonerados.

A UAGME é a unidade responsável pelos paióis e as outras 4 unidades seriam as responsáveis pela segurança num sistema de rotatividade.
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: ARIES em Julho 02, 2017, 06:58:01 pm
Jornal espanhol divulga lista de todo o material roubado dos paióis de Tancos
http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/jornal-espanhol-divulga-lista-de-todo-o-material-roubado-dos-paiois-de-tancos
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Jorge Pereira em Julho 02, 2017, 07:06:43 pm
http://www.elespanol.com/espana/20170701/227977692_0.html

Olho para esta lista e fico mesmo preocupado...
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: ARIES em Julho 02, 2017, 07:29:31 pm
Uma em três.
https://blasfemias.net/
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: P44 em Julho 03, 2017, 11:10:37 am
Citar
retirado da associação de oficiais do exército

Coronel António Feijó - "DEIXEMO-NOS DE FANTASIAS"

O que aconteceu com o paiol de Tancos foi realizado por quem sabe e tem capacidade para o fazer, não olhando a meios, incluindo, muito provavelmente, a eliminação de quem, eventualmente, se lhes opusesse.
Poder-se-á aventar a hipótese que, se por acaso, a ronda militar apanhasse em flagrante este grupo, muito provavelmente seria neutralizada ou até eliminada. E sabem porquê? É que as sentinelas nos nossos quartéis andam sem carregadores municiados nas armas e apenas dispõem de um outro, nas cartucheiras, com poucos cartuchos e lacrado.
Em resumo: NÃO PODEM DEFENDER AS INSTALAÇÕES QUE LHES SÃO CONFIADAS, MESMO QUE O QUEIRAM: retirar o carregador vazio, deslacrar o que levam na cartucheira, colocá-lo na arma e disparar é uma impossibilidade, porque antes - já foram desta para melhor.

E isto a que é devido? A uma directiva política que proíbe os militares de defenderem o que é da sua responsabilidade. Não têm cobertura legal e, por conseguinte, há uma ausência de regras de empenhamento conformes que lhes dêem a capacidade de serem oportunos no cumprimento da a sua missão com eficiência e eficácia. Assim, actualmente, se uma sentinela, no exercício da sua missão, disparar a sua arma em defesa do pessoal, das instalações ou do material que lhe estão confiados, uma coisa é certa: está metido numa encrencada que pode resultar na sua prisão e pagar grossa indemnização ao(s) "coitado(s)" de um ou mais assaltantes.

Continuando: o Exército está a cumprir com grande dificuldade as suas missões - que lhes são cometidas pelo poder político -como deve ser - à custa de enormes sacrifícios dos seus militares - que os fazem devido ao seu inexcedível profissionalismo, ao espírito do Dever e, principalmente, ao seu amor à Pátria.
Este Ramo das FFAA está a trabalhar aquém dos mínimos em pessoal. Segundo consta, tem menos de uma dezena de milhar de homens nos quadros orgânicos aprovados.
Mesmo assim, não regateia esforços e, exemplo disso, é a sua presença na Colômbia, no Mali, no Afeganistão, Iraque e em outras partes do Mundo.
Por cá, encontramo-lo nos treinos operacionais para render os seus militares nos Teatro de Operações onde estão empenhados, apoiar as populações desprotegidas e a combater incêndios com grande eficiência e descrição.
A descredibilização da Defesa e a Segurança do País tem sido uma constante dos agentes políticos que têm exercido o poder, sejam de que partido forem. Olham para a estrutura do Estado, como uma sua quinta para colocarem os seus boys na manjedoura do orçamento. E se dúvidas houver, basta olhar para a Protecção Civil e SIRESP. Choram lágrimas de crocodilo. Já é tempo de dizer BASTA!
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Julho 03, 2017, 11:20:07 am
Movido para tópico próprio devido à gravidade do assunto em questão.

P44. Ia agora mesmo postar esse texto!! Vou sublinhar as partes que considero de extrema relevância.
 :G-beer2:
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Turlu em Julho 03, 2017, 12:00:09 pm
Citar
retirado da associação de oficiais do exército

Coronel António Feijó - "DEIXEMO-NOS DE FANTASIAS"

É que as sentinelas nos nossos quartéis andam sem carregadores municiados nas armas e apenas dispõem de um outro, nas cartucheiras, com poucos cartuchos e lacrado. [/u]
Em resumo: NÃO PODEM DEFENDER AS INSTALAÇÕES QUE LHES SÃO CONFIADAS, MESMO QUE O QUEIRAM: retirar o carregador vazio, deslacrar o que levam na cartucheira, colocá-lo na arma e disparar é uma impossibilidade, porque antes - já foram desta para melhor.
!

Isto agora é mesmo assim?  :N-icon-Axe:
Fui militar dos QP's na Marinha entre 1988 e 1995. Fiz bastantes guardas e reforços em terra e serviços à prancha a bordo de navios e nessa altura tínhamos as armas municiadas, as G3 tinham 1 dezena de munições (durante o CFT!) e a pistola estava com o carregador devidamente completo.
Cumprimentos,

Turlu
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Julho 03, 2017, 12:24:24 pm
Não sou nenhum especialista em segurança, mas estas regras tem que mudar, para o português comum, civil, que nunca foi militar, isto é algo ilógico, gastasse milhões em sistemas de combate, mas estamos à 2 anos para ter autorização para gastar alguns milhares para reparar uma vedação e o sistema de video-vigilância, eu até posso querer ir de férias para o Algarve, mas se tiver a porta de casa destruída, não vou sem ter uma porta nova em casa, os procedimentos para estas coisas, em infraestruturas críticas, tem que se prioridade, sempre.

Isto devia ser à filme americano, mais vale errar por exagero que por defeito, à primeira intrusão (nestes locais críticos pelo menos) devia cair logo no local uma força militar em alta prontidão e da GNR ou PSP consoante a área.

Outro assunto é, quais as regras de empenhamento para os militares, em território nacional.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Julho 03, 2017, 12:59:02 pm
Só vos digo isto, quem executou este golpe de mão sabia o que fazia e estava preparado para o pior !!

Abraços
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Julho 03, 2017, 02:12:16 pm
  Embora este tipo de episódios de roubo de armas ocorridos em instalações militares portuguesas não seja um acontecimento raro, vem só demonstrar aquilo que venho aqui repetidamente a dizer sempre. As FA's que existem é só para manter as aparências perante o exterior e não têm actualmente objectivamente qualquer valor táctico ou militar, estando cingidas a um ou dois pequenos contigentes simbólicos sofrivelmente equipados para poderem participar em missões internacionais ou em exercícios pontuais da NATO.

 Tudo o resto é indigente, incipiente e para além de terceiro-mundista. A imagem de uma vedação antiga toda ferrugenta com as torres de vigia já sem nenhuma tinta, tapada por uma marquise de alumínio com as vidraças todas partidas é o espelho exacto das nossas FA's. Com um sistema de CCTV barato sem sistema de visão noturna e que estava sem manutenção há anos devido aos cortes criminosos e desvio sistemático de verbas para a oligarquia corrupta que orbitam em torno do regime saído do golpe de Lisboa de 74. Levou o país a este estado em que somos encarados com os indigentes da Europa.
No outro dia um chefe operacional da Unidade Militar de Emergência de Espanha sobre Pedrogão dizia à RTP que estavam sempre prontos a auxiliar mas os países têm de ter meios próprios para fazer face a estes desastres. As verbas que o regime disponibiliza para a Defesa é só para pagar vencimentos. Para manutenção, capacidade e equipamento é ZERO. Para quê adquirir viaturas logisticas para o Exército que circulam com 40 anos (e muitas delas abatidas noutros países e doadas) se por exemplo podemos sacar mais uns votos construindo umas rotundas, um multiusos, fontanários ou organizar festas com artistas convidados lá na terra?

E como toda esta situação indecorosa tem passado em branco e entre os pingos da chuva ao longo destes anos? Porque o estratagema dos políticos do regime é pagar altas folhas de vencimentos ás chefias de topo e dar-lhes grandes regalias para estarem com o bico calado e não levantarem muitas ondas e tentar esconder a degradação completa a que chegaram as nossas FA's e as instituições fundamentais do país. Vimos no último 10 de Junho no desfile da sucata os seus representantes a falarem a tentarem com todos os eufemismos e embaraçadamente disfarçarem o vergonhoso estado de vetustez do material que desfilava perante os écrans.

Quem tiver o mínimo de inteligência e capacidade de análise,  tudo isto que aconteceu ultimamente em que os cidadãos pagam impostos confiscatórios ao regime mas depois este não tem meios e capacidade para o socorrer e deixa-o entregue a si próprio. E a tropa fandanga que faz vigias a pontos sensíveis de 20 em 20 horas etc. É o estado de absoluta podridão que o Estado chegou. Em 74 no regime de Marcello Caetano, o Estado por muitos defeitos que tivesse, entre os quais ser autocrático estava nos antípodas desta incompetência, degradação, desorganização e medíocridade que este apresenta à vista desarmada.

Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Julho 03, 2017, 02:57:05 pm
Só vos digo isto, quem executou este golpe de mão sabia o que fazia e estava preparado para o pior !!

Abraços

Foi o que disse o Hernani Carvalho na SIC, se calhar até foi bom não se ter feito nenhum ronda nesse espaço temporal (ou até foi de propósito), senão terias esses militares da ronda mortos, os procedimentos dos militares na ronda não ajudam, como ter as munições reais num carregador à parte, selado, para quem tem que agir em segundos é mortal.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Julho 03, 2017, 04:03:03 pm
Só vos digo isto, quem executou este golpe de mão sabia o que fazia e estava preparado para o pior !!

Abraços

Foi o que disse o Hernani Carvalho na SIC, se calhar até foi bom não se ter feito nenhum ronda nesse espaço temporal (ou até foi de propósito), senão terias esses militares da ronda mortos, os procedimentos dos militares na ronda não ajudam, como ter as munições reais num carregador à parte, selado, para quem tem que agir em segundos é mortal.

Nas décadas de 70 e 80 os paióis, nas unidades onde estive, eram guarnecidos com pelo menos uma secção de atiradores, três vezes por dia recebiam as refeições, pelo menos, duas vezes por dia eram efectuadas rondas (a), além de serem rendidos diariamente, uma área tão sensível como os paióis a tais medidas obrigava, portanto, em termos de segurança a diferença para o que hoje em dia acontece, é abismal !!!

(a) quando eu estava de oficial de dia por vezes determinava maior número de rondas aos ditos paióis. Eram prerrogativas que na altura os OD disponham e que agora, penso não terem poder para tal !
Os paióis eram " visitados " pela unidade pelo menos seis vezes diariamente.

Abraços
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Julho 03, 2017, 04:21:10 pm
A diferença de efectivos dessa altura para agora é que é abismal!!!
Tal como é abismal a evolução tecnológica nos sistemas de vigilância e detecção e que são mais eficientes que uma secção de atiradores.

E existe uma projecto de vídeo-vigilância dentro do Exército na DCSI, que depois está entregue a duas ou três pessoas que também têm outras funções para além disso...
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Clausewitz em Julho 03, 2017, 05:20:36 pm
Esta é das maiores falhas do Estado de que me lembro e isso já é dizer muito. É tão grave quanto inacreditável.

No mundo em que vivemos, com a internacionalização de redes criminosas e com a situação de terrorismo em plena Europa, com os precedentes que já havia, nomeadamente o roubo de armas dos Comandos, que no mínimo deveria ter servido como sinal de alarme para este tipo de possibilidade, é inconcebível este laxismo, amadorismo e irresponsabilidade.
O Ministro da Defesa realça o profissionalismo e a sofisticação do assalto. Realmente assaltar um armazém no meio de um descampado, cercado por uma vedação de escola que na maior parte aguardava reparação, sem nenhum tipo de vigilância humana ou electrónica, com intervalos de ronda de 20 horas... Só pode ter sido feito por SEALs ou SAS...
Qualquer evento em Portugal que fuja do mais corriqueiro quotidiano é apresentado como uma situação extraordinária, imprevisível, dificilima. Seja ao nível da proteção civil, da segurança interna, da economia, o ponto comum é as calcinhas estarem sempre abaixo do joelho quando as dificuldades acontecem. Isso é particularmente inquitante, tendo em conta a vulnerabildiade de Portugal a riscos diversos.

E lá vem a história da falta de meios. É sempre a mesma conversa, qualquer falha ou problema que acontece em Portugal em qualquer nível ou esfera, pública e não só e sempre uma questão de falta de meios e de financiamento. Nunca é por excesso de improviso ou falta de responsabilidade, de facto não recebemos lições de ninguém no capitulo da desresponsabilização. Não me $%&@#! O Exército tem meios para fazer muitissimo mais na segurança deste tipo de material. Isto é o básico do básico do básico, os mínimos dos mínimos indispensáveis. Se não há meios para isto não podem haver aquisições de material de nenhum tipo (aliás, para acabar nas mãos de terroristas ou traficantes de armas é mais seguro e barato não comprar mesmo), não podem haver muitas outras coisas que o Exército tem e faz. Isto não é discurso populista, é o minimo do realismo exigivel.

A Europa gasta uma imensidão de recursos na segurança e contra-terrorismo, impõe limitações à venda de certos componentes químicos que podem ser usados no fabrico de bombas, mas no fim de contas temos explosivos e armamento ao deus-dará. É tão simples e básico que até dói. Isto nem é comparável aos roubos anteriores nem é comparável a roubos recentes em países da NATO, até porque não nos podemos escudar nas falhas que outros possam ter.
Não precisamos de inimigos, sozinhos conseguimos dar cabo de qualquer credibilidade que o país possa ter no exterior e junto dos seus próprios cidadãos.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Clausewitz em Julho 03, 2017, 06:42:45 pm
Só vos digo isto, quem executou este golpe de mão sabia o que fazia e estava preparado para o pior !!

Abraços

Isso não é o fundamental no caso nem diminui em nada a (ir)responsabilidade da situação. É evidente que um assalto destes é feito com planeamento e propósito mas a segurança de uma instalação destas tem que contar precisamente com isso. A segurança não pode estar limitada a evitar que os putos vão para ali jogar à bola ou que o Beto Mãozinhas vá arrombar aquilo com o pé-de-cabra para vender material na feira da ladra. Trata-se de uma instalação militar sensível com material apetecível para o contexto de conflito em que vivemos. Nos inúmeros cenários de ameaça e terrorismo que são estudados, será que nunca ocorreu a quem de direito que isto é um risco bem real? Inclusive a parte de existir algum tipo de colaboração a partir do interior.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Julho 03, 2017, 06:51:28 pm
Só vos digo isto, quem executou este golpe de mão sabia o que fazia e estava preparado para o pior !!

Abraços

Isso não é o fundamental no caso nem diminui em nada a (ir)responsabilidade da situação. É evidente que um assalto destes é feito com planeamento e propósito mas a segurança de uma instalação destas tem que contar precisamente com isso. A segurança não pode estar limitada a evitar que os putos vão para ali jogar à bola ou que o Beto Mãozinhas vá arrombar aquilo com o pé-de-cabra para vender material na feira da ladra. Trata-se de uma instalação militar sensível com material apetecível para o contexto de conflito em que vivemos. Nos inúmeros cenários de ameaça e terrorismo que são estudados, será que nunca ocorreu a quem de direito que isto é um risco bem real? Inclusive a parte de existir algum tipo de colaboração a partir do interior.

Por acaso escrevi que era fundamental ou não ???
Fundamental era haver maior nível de segurança nesse tipo de instalações Militares !!!
O que reafirmo é que o que escrevi e nada mais herr Clausewitz, golpe de mão muito bem executado, apenas detectado horas depois de efectuado.

Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Julho 03, 2017, 06:55:46 pm
A diferença de efectivos dessa altura para agora é que é abismal!!!
Tal como é abismal a evolução tecnológica nos sistemas de vigilância e detecção e que são mais eficientes que uma secção de atiradores.

E existe uma projecto de vídeo-vigilância dentro do Exército na DCSI, que depois está entregue a duas ou três pessoas que também têm outras funções para além disso...

Como também é abismal o numero de paióis que existiam nas décadas de 70 e 80 para os que agora existem .
De nada vale avanço tecnológico dos sistemas de viligância se não houver efectivos prontos a actuar em caso de emergência detectada atempadamente.

Abraços
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Clausewitz em Julho 03, 2017, 07:44:29 pm
Só vos digo isto, quem executou este golpe de mão sabia o que fazia e estava preparado para o pior !!

Abraços

Isso não é o fundamental no caso nem diminui em nada a (ir)responsabilidade da situação. É evidente que um assalto destes é feito com planeamento e propósito mas a segurança de uma instalação destas tem que contar precisamente com isso. A segurança não pode estar limitada a evitar que os putos vão para ali jogar à bola ou que o Beto Mãozinhas vá arrombar aquilo com o pé-de-cabra para vender material na feira da ladra. Trata-se de uma instalação militar sensível com material apetecível para o contexto de conflito em que vivemos. Nos inúmeros cenários de ameaça e terrorismo que são estudados, será que nunca ocorreu a quem de direito que isto é um risco bem real? Inclusive a parte de existir algum tipo de colaboração a partir do interior.

Por acaso escrevi que era fundamental ou não ???
Fundamental era haver maior nível de segurança nesse tipo de instalações Militares !!!
O que reafirmo é que o que escrevi e nada mais herr Clausewitz, golpe de mão muito bem executado, apenas detectado horas depois de efectuado.

Citei o seu comentário porque é um aspecto que vejo muito gente realçar. Foi um golpe de mão bem executado? Sim, dado que foi bem sucedido. Foi feito com profissionalismo, por quem estava preparado para o pior? Provavelmente, mas a verdade é que todo o ambiente estava tão facilitado que nem dá para atribuir grande relevo a isso. O roubo apenas foi detectado várias horas depois do ocorrido? Sim, mas mais uma vez isso deve-se mais à fraca segurança do que à mestria dos assaltantes. Se quiser uma metáfora futebolística, perdemos por falta de comparencia, por isso nem vale a pena falar na qualidade do adversário.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Julho 03, 2017, 09:29:12 pm
  Embora este tipo de episódios de roubo de armas ocorridos em instalações militares portuguesas não seja um acontecimento raro, vem só demonstrar aquilo que venho aqui repetidamente a dizer sempre. As FA's que existem é só para manter as aparências perante o exterior e não têm actualmente objectivamente qualquer valor táctico ou militar, estando cingidas a um ou dois pequenos contigentes simbólicos sofrivelmente equipados para poderem participar em missões internacionais ou em exercícios pontuais da NATO.

 Tudo o resto é indigente, incipiente e para além de terceiro-mundista. A imagem de uma vedação antiga toda ferrugenta com as torres de vigia já sem nenhuma tinta, tapada por uma marquise de alumínio com as vidraças todas partidas é o espelho exacto das nossas FA's. Com um sistema de CCTV barato sem sistema de visão noturna e que estava sem manutenção há anos devido aos cortes criminosos e desvio sistemático de verbas para a oligarquia corrupta que orbitam em torno do regime saído do golpe de Lisboa de 74. Levou o país a este estado em que somos encarados com os indigentes da Europa.
No outro dia um chefe operacional da Unidade Militar de Emergência de Espanha sobre Pedrogão dizia à RTP que estavam sempre prontos a auxiliar mas os países têm de ter meios próprios para fazer face a estes desastres. As verbas que o regime disponibiliza para a Defesa é só para pagar vencimentos. Para manutenção, capacidade e equipamento é ZERO. Para quê adquirir viaturas logisticas para o Exército que circulam com 40 anos (e muitas delas abatidas noutros países e doadas) se por exemplo podemos sacar mais uns votos construindo umas rotundas, um multiusos, fontanários ou organizar festas com artistas convidados lá na terra?

E como toda esta situação indecorosa tem passado em branco e entre os pingos da chuva ao longo destes anos? Porque o estratagema dos políticos do regime é pagar altas folhas de vencimentos ás chefias de topo e dar-lhes grandes regalias para estarem com o bico calado e não levantarem muitas ondas e tentar esconder a degradação completa a que chegaram as nossas FA's e as instituições fundamentais do país. Vimos no último 10 de Junho no desfile da sucata os seus representantes a falarem a tentarem com todos os eufemismos e embaraçadamente disfarçarem o vergonhoso estado de vetustez do material que desfilava perante os écrans.

Quem tiver o mínimo de inteligência e capacidade de análise,  tudo isto que aconteceu ultimamente em que os cidadãos pagam impostos confiscatórios ao regime mas depois este não tem meios e capacidade para o socorrer e deixa-o entregue a si próprio. E a tropa fandanga que faz vigias a pontos sensíveis de 20 em 20 horas etc. É o estado de absoluta podridão que o Estado chegou. Em 74 no regime de Marcello Caetano, o Estado por muitos defeitos que tivesse, entre os quais ser autocrático estava nos antípodas desta incompetência, degradação, desorganização e medíocridade que este apresenta à vista desarmada.

Concordo com quase tudo, caro major, mas discordo totalmente da conclusão final. Basta lembrar as cheias de 67, com o regime incapaz de prestar auxilio às populações e, simultaneamente, a tentar ocultar o número real de vítimas. Recordo que grande parte da ajuda foi providenciada por estudantes e organizações religiosas.

Basicamente, temos o mesmo Estado que tínhamos há 50 anos, com menos recursos humanos, mais e melhores recursos materiais, mas ainda assim insuficientes para responder em situações de emergência extrema. Porquê? Porque, como disse, o Estado é o mesmo, os actores são outros, mas a cultura de indigência e, mais importante, de indiferença pela plebe mantém-se inalterável entre as elites, sejam estes ministros, deputados, generais ou juízes.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Julho 03, 2017, 09:50:51 pm
http://www.dailymail.co.uk/news/article-2074455/300-guns-lost-stolen-Army-bases-just-years-39-found.html
Aos britânicos já roubaram mais de 300 armas desde 2006

https://wearechange.org/us-army-investigating-missing-guns-stolen-base-germany/
Armas americanas roubadas numa base na Alemanha. 2016

http://mobile.reuters.com/article/idUSKCN0PH16220150707
Explosivos, detonadores e granadas roubadas numa unidade do exército francês. 2015
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Jorge Pereira em Julho 03, 2017, 11:30:49 pm
Citação de: Tenente-Coronel Vitor Paiva Duarte
Mas quando o cidadão regozija e não percebe que o sacrifício dos comandantes não resolve o problema e serve apenas para mostrar que a ética também é um valor a defender. Quando o cidadão manifesta o seu contentamento pelos cortes no orçamento da Defesa, ou quando se manifesta contra a compra de viaturas Pandur, contra os gastos em submarinos ou quando abana a cabeça a dar razão às opiniões estúpidas e ignorantes vomitadas pelo cidadão Miguel Sousa Tavares sobre a tropa, ou quando o cidadão que sempre viveu em paz não é capaz de ler o mundo perigoso em que atualmente vive ou quando julga na praça pública os instrutores do Curso de Comandos sem lhes dar o mínimo benéfico da dúvida. O cidadão que regozija com o fim do serviço militar obrigatório apenas porque não quer contribuir para defesa da pátria nem para a segurança da nação é o mesmo cidadão que vem agora com piadinhas parvas sobre o roubo deste equipamento militar.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Julho 04, 2017, 12:34:58 am
Acredito que não existem sistemas infalíveis, quem quiser mesmo entrar num sítio, entra, mas também não temos que facilitar. Quem quer que tenha feito este assalto sabia das debilidades da segurança, não atacaram um paiol com a segurança correcta, atacam este, que era o elo mais fraco, o que dava menos risco aos assaltantes.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Julho 04, 2017, 02:24:54 am
  Embora este tipo de episódios de roubo de armas ocorridos em instalações militares portuguesas não seja um acontecimento raro, vem só demonstrar aquilo que venho aqui repetidamente a dizer sempre. As FA's que existem é só para manter as aparências perante o exterior e não têm actualmente objectivamente qualquer valor táctico ou militar, estando cingidas a um ou dois pequenos contigentes simbólicos sofrivelmente equipados para poderem participar em missões internacionais ou em exercícios pontuais da NATO.

 Tudo o resto é indigente, incipiente e para além de terceiro-mundista. A imagem de uma vedação antiga toda ferrugenta com as torres de vigia já sem nenhuma tinta, tapada por uma marquise de alumínio com as vidraças todas partidas é o espelho exacto das nossas FA's. Com um sistema de CCTV barato sem sistema de visão noturna e que estava sem manutenção há anos devido aos cortes criminosos e desvio sistemático de verbas para a oligarquia corrupta que orbitam em torno do regime saído do golpe de Lisboa de 74. Levou o país a este estado em que somos encarados com os indigentes da Europa.
No outro dia um chefe operacional da Unidade Militar de Emergência de Espanha sobre Pedrogão dizia à RTP que estavam sempre prontos a auxiliar mas os países têm de ter meios próprios para fazer face a estes desastres. As verbas que o regime disponibiliza para a Defesa é só para pagar vencimentos. Para manutenção, capacidade e equipamento é ZERO. Para quê adquirir viaturas logisticas para o Exército que circulam com 40 anos (e muitas delas abatidas noutros países e doadas) se por exemplo podemos sacar mais uns votos construindo umas rotundas, um multiusos, fontanários ou organizar festas com artistas convidados lá na terra?

E como toda esta situação indecorosa tem passado em branco e entre os pingos da chuva ao longo destes anos? Porque o estratagema dos políticos do regime é pagar altas folhas de vencimentos ás chefias de topo e dar-lhes grandes regalias para estarem com o bico calado e não levantarem muitas ondas e tentar esconder a degradação completa a que chegaram as nossas FA's e as instituições fundamentais do país. Vimos no último 10 de Junho no desfile da sucata os seus representantes a falarem a tentarem com todos os eufemismos e embaraçadamente disfarçarem o vergonhoso estado de vetustez do material que desfilava perante os écrans.

Quem tiver o mínimo de inteligência e capacidade de análise,  tudo isto que aconteceu ultimamente em que os cidadãos pagam impostos confiscatórios ao regime mas depois este não tem meios e capacidade para o socorrer e deixa-o entregue a si próprio. E a tropa fandanga que faz vigias a pontos sensíveis de 20 em 20 horas etc. É o estado de absoluta podridão que o Estado chegou. Em 74 no regime de Marcello Caetano, o Estado por muitos defeitos que tivesse, entre os quais ser autocrático estava nos antípodas desta incompetência, degradação, desorganização e medíocridade que este apresenta à vista desarmada.

Concordo com quase tudo, caro major, mas discordo totalmente da conclusão final. Basta lembrar as cheias de 67, com o regime incapaz de prestar auxilio às populações e, simultaneamente, a tentar ocultar o número real de vítimas. Recordo que grande parte da ajuda foi providenciada por estudantes e organizações religiosas.

Basicamente, temos o mesmo Estado que tínhamos há 50 anos, com menos recursos humanos, mais e melhores recursos materiais, mas ainda assim insuficientes para responder em situações de emergência extrema. Porquê? Porque, como disse, o Estado é o mesmo, os actores são outros, mas a cultura de indigência e, mais importante, de indiferença pela plebe mantém-se inalterável entre as elites, sejam estes ministros, deputados, generais ou juízes.

Já vi que o meu amigo andou a fazer a catequese numa madrassa abrileira qualquer do regime ou senão contaram-lhe mal a história, acredito mais na segunda, mas nunca se sabe.
Agora não me venha contar estórias da carochinha ou fazer o exercício de comparar este regime com o anterior ao nível dos pontos que objectivamente apontei acima, porque não tem qualquer discussão.
E o argumento rebuscado que foi buscar das cheias de 67 com uma falta de rigor absoluta pelo meio de que não houve socorro para as pessoas. Comparando uma catástofre natural com uma falta de negligência grosseira e descoordenação completa como foi o episódio trágico de Pedrógão é no minimo absurdo e pouco sério. Faz lembrar o argumento estúpido que a oligarquia usou hoje para se tentar limpar da porcaria. De que já houve roubos de armas noutros países da Nato para tentar relativizar e disfarçar o estado de podridão a que esta choldra chegou. Enfim.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 04, 2017, 10:10:38 am
Uma consequência positiva que sai disto tudo:

Segurança nos paióis do Exército vai regressar aos anos 1980

http://www.dn.pt/portugal/interior/seguranca-nos-paiois-do-exercito-vai-regressar-aos-anos-1980-8610950.html

Uma consequência nada positiva para o governo e CEME:

https://www.publico.pt/2017/07/03/politica/noticia/tancos-associacao-de-oficiais-demarcase-de-protesto-1777846
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 04, 2017, 10:11:20 am
Acabei de lembrar-me disto!

http://observador.pt/2016/04/06/pj-detem-12-suspeitos-trafico-armas-posse-material-guerra/

Será que há ligação?
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Julho 04, 2017, 10:14:31 am
Acabo por dar total razão do Major Alvega, que considero o Medina Carreira do Fórum (não leve a mal, refiro apenas por colocar o dedo na ferida no que vai mal...... bem antes de acontecerem estes casos)!

O que salta à vista é a incompetência do governo (é verdade que nunca fui simpatizante deste governo e desta geringonça), mas depois de ver o que se passou com as nomeações para a CGD (deixaram o homem a arder em lume brando, quando é mais que evidente que acordaram com ele condições que desconheciam que podiam dar, apesar de o considerarem o Mourinho das Finanças e eu próprio já o citei em 2 artigos científicos quando ele era técnico do Banco de Portugal, mas Centeno foi incompetente!), quando vejo o que se passou em Pedrógão Grande e nenhuma consequência política foi ainda tirada (o SIRESP falha muito é verdade, mas ficou lá registado que o alerta geral foi dado já muito tarde e já tinha inclusive morrido muita gente), agora o caso de Tancos e também não vejo consequências políticas. Vi sim 5 exonerações no exército e aí têem razão para estar zangados, então neste caso afasta-se 5 chefias para não atrapalharem o inquérito, mas em Pedrógão Grande não foi ninguém afastado e pasme-se, culpam-se uns aos outros!!!!!!

E o que faz o nosso PM? Vai de férias! Mais incompetência acho que nunca assistimos e espero não ver um recorde mais negativo ainda!
Por cúmulo só falta o Presidente e a comitiva governamental ir distribuir afectos a Tancos e está tudo bem!
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 04, 2017, 01:51:01 pm
Citar
Tenente-Coronel CMD Vítor Paiva Duarte (Vogal do Conselho Nacional da AOFA)

No Exército há consequências, ao contrário do resto das instituições do país, no Exército há comandantes exonerados!
Mas quando o cidadão regozija e não percebe que o sacrifício dos comandantes não resolve o problema e serve apenas para mostrar que a ética também é um valor a defender!
Quando o cidadão manifesta o seu contentamento pelos cortes no orçamento da Defesa, ou quando se manifesta contra a compra de viaturas Pandur, contra os gastos em submarinos ou quando abana a cabeça a dar razão às opiniões estúpidas e ignorantes vomitadas pelo cidadão Miguel Sousa Tavares sobre a tropa, ou quando o cidadão que sempre viveu em paz não é capaz de ler o mundo perigoso em que atualmente vive .... ou quando julga na praça pública os instrutores do Curso de Comandos sem lhes dar o mínimo benéfico da dúvida!!
O cidadão que regozija com o fim do serviço militar obrigatório apenas porque não quer contribuir para defesa da pátria nem para a segurança da nação é o mesmo cidadão que vem agora com piadinhas parvas sobre o roubo deste equipamento militar!
Quando cidadão anestesiado pela vertigem da vida fácil e em segurança não percebe a gravidade da situação, então esse cidadão também é responsável pelo roubo do material militar em Tancos. Não há milagres! Quando o cidadão mostra não perceber que o material perigoso que existia para o defender, foi roubado e se transformou numa ameaça, então a ameaça é muito maior!!
Em democracia quem manda é o cidadão, mas isso também faz dele responsável !!
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 04, 2017, 01:51:39 pm
Major-General Bargão dos Santos

CALMA, ( para não perder a razão), LUCIDEZ ( para perceber) E ESPÍRITO DE CORPO ( para salvarmos a Instituição).
Dentro de relativamente pouco tempo o Exército particularmente, vai ter de estar preparado para o resultado judicial sobre os acontecimentos relativos à “ instrução de Comandos”. (questão muito, mas muito importante, acredite-se).

Por outro lado (e ainda que parecendo sem grande propósito), poderá não ser descabido que não só o Exército, mas as próprias Forças Armadas venham a admitir a necessidade de ver o País discutir o regresso do SMO ( ainda que adaptado à actual realidade).

Quanto ao momento actual, a modalidade ( aliás nunca vista) de exonerar cinco Comandantes de Unidade, pelo General CEME, mesmo considerando as razões evocadas para o efeito, é aparentemente uma decisão:
Que dá “cobertura” ao poder político.
Que atenua responsabilidades do Exército ao nível da Chefia
Que se constitui em si mesmo, como uma forma (desnecessária) de desprestigiar e minorar a dignidade de Comando a militares de carreira.
De facto, o roubo de armamento em Tancos, poderia ter acontecido, (ainda que com maior dificuldade naturalmente), mesmo dispondo de todas as videovigilancias e de todos os recursos humanos e equipamentos, sobretudo se quem o leva a efeito, tiver cumplicidade no seio da Instituição e o faz com tempo e o executa de forma cirúrgica.
No caso concreto, há quem faça referência à diminuição de efectivos , à inexistência de tecnologia apropriada, a um apoio financeiro insuficiente por tão dividido, para que quase tudo possa parecer uma inevitabilidade previsível.
O que quiserem. Mas de facto o que aconteceu não desresponsabiliza quem quer que seja e a todos os níveis e não deixa de fora necessariamente o poder político.

Bargão dos Santos, 02/07/17
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 04, 2017, 01:52:21 pm
Tenente-Coronel Cmd Pedro Tinoco de Faria - "MANIFESTO DO PAIOL e da HONRA"

Cá venho eu de novo a ferver, mas assim é a vida, chegamos a uma altura em que não fazemos fretes e acima de tudo não há tempo para conversa da treta.

Engraçado ver como os militares se têm movido nos ultimos anos, ha uns que se juntam em Lobies do PSD e do PS...e conheço bem estes grupos desde que era tenente e os observava: um grupo de distintos oficiais ligados ao PSD a serem escolhidos quando este era eleito, todos sorridentes e garbosos nas suas fardetas de comissarios politicos ostentavam ao peito as medalhas do declinio da essência das forças armadas e degladiavam-se pela miséria doirada da subserviência do estrelato.....e assim começou a queda do Império.

Depois de Ramalho Eanes, foi um nunca mais parar a queda, todos, eles, todos os politicos sem excepção fizeram bem o seu mister...enfraquecer a essência militar, para poder dominar, com argumento da contenção economica e as compra de viaturas ministriais de outras mordomias no entanto não parou e que não dispensam ainda hoje... o exemplo puro de " SERVIÇO PUBLICO"

Não se virem contra os politicos, têm feito o seu trabalho no mundo da luxuria, da corrupção, da falta de sobriedade e de desrespeito pela ética e pela moral e de nos submeterem `sob a ditadura da democracia.

Têm feito bem o seu trabalho porque nomeiam os seus delfins para o comando das tropas e aqueles que se lhes opõem são demitidos com o rebanho em silêncio, abandonados.
Olhem para dentro da instituição, para o perpetuar de um rebanho que se deixa conduzir obedientemente.

Onde chegámos? temos pelotões de Oficiais Superiores a Comandar secções de soldados, ,temos até comentadores militares que alimentam uma maquina sem moral de comunicação social, indo dar umas bocas que perpetuam a verdade da mentira, e querem segurança nos paiois?

Engraçado quando vejo camaradas a comentar incêndios, jihad, mortes nos Comandos, Daesh, paiois , e morreu um militar a defender uma Patria eunuca e não é assunto...não vende, não dá protagonismo.....

Morreu um militar, tem uma viuva e dois filhos de tenra idade, irá receber uma miseravel pensão de preço de sangue derramado por nós militares....e andamos virados para fora, para o superfulo, para o protagonismo, para o daesh, e a jihad e os incendios e o cacete. Esquecemo-nos de nós, e damos tiros nos pés.


Estive dia 29 de junho nos Comandos, cruzei-me como o meu camarada de curso Coronel Dores Moreira,,um excelente Oficial, meio calado, nunca o vi na televisão não ser para defender os seus homens, não tem muito protagonismo, mas é um Oficial do meu curso. Que vou fazer quando ele for preso? que irei dizer? a que me obriga a conduta militar, a que me obriga a camaradagem..a estar ao lado dele sempre.

Cruzei-me com supostos criminosos, ele o Comandante e os seus homens, apelidados de sadicos por procuradores e juizes da nomenclatura, tambem eles delfins desta corja politica e hoje indiciados com processo crime e sujeitos a penas até 16 anos de prisão

Quando eles forem presos com prisão efectiva por estarem a cumprir o seu dever o que fazem os Deuses da guerra?
Que vão dizer os comentadores todos garbosos a alimentar esta maquina podre da comunicação social?

" ESTEJAM ATENTOS QUE VOU FALAR NA SIC..TVI..RTP"
CACETE

o que fazem os Chefes?

O que vamos fazer?

Temos excelentes soldados nas nossas forças Armadas, trabalhei com Fuzileiros, Paras, Comandos, Comandantes de Navios de Guerra, Policias, GNR, Pilotos, Generais, Oficiais, Sargentos e Praças, do melhor que há no mundo e não tenho duvidas disso...e é crime de lesa Pátria ver perder algo que somos e é um património inestimável de moral e de sentido do dever.

É preciso falar, pensar, o que queremos e deixarem-se de andar a lamber as badanas dos politicos à procura de algo que nunca nos vão ensinar a ter...HONRA."

Significado de Honra:

Sentimento do dever, da dignidade e da justiça.
Conjunto de .ações e qualidades que fazem com que alguém seja respeitado. = DIGNIDADE, HONRADEZ, PROBIDADE, .RETIDÃO

Distinção que resulta de .ações ou qualidades que nobilitam.
Pessoa que ilustra uma classe, um país
Qualidade de quem tem comportamento prudente, recatado ou considerado moralmente certo. = DECÊNCIA, DECORO, RECATO, SERIEDADE

Não falem dos politicos, tudo mais do mesmo, boys...+ boys e lobies... com raras excepções de gente que é honesta.

Quem já foi apresentar condolências e oferecer apoio á mulher e filhos do nosso camarada que foi morto? Esta esquecido..fodeu-se...talvez os filhos se venham a questionar como já me questionei um dia : que puta de Patria é esta?

Queremos PAIOIS ou HONRA? Sem honra, sem moral, sem formação dura e exigente, sem tropa, sem honrarem os nossos mortos e protegerem os nossos orfãos, não há paiois que resistam.

Para defendermos os nossos Paiois temos de exigir que nos honrem.

Sinto me enojado.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Julho 04, 2017, 02:57:26 pm
Oh major, um gajo até tenta levá-lo a sério, mas chegámos ao ponto em que já não basta concordar parcialmente consigo: ou se está com o major, ou contra o major; não há meio termo, é o fundamentalismo absoluto. Os disparates não param: ele é madrassas, ele é catequeses, enfim...  Curiosamente, as referências religiosas aplicadas a opiniões que você entende serem de esquerda (presumo que seja esse o significado de 'abrileiras') não deixam de ser irónicas — talvez um lapso freudiano? Eu não sou muito de dar conselhos, mas acho que era mais saudável se o caro major embarcasse no seu Spitfire imaginário e fosse abater uns Stukas ou uns 109, em vez de destilar ódio e tentar abater todos os que têm uma opinião diferente da sua.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: typhonman em Julho 04, 2017, 08:21:41 pm
Viram os comentários do vitorino e do santana lopes na sic ?

Basicamente ( mais o vitorino), disseram que apesar dos cortes, sim senhor o objetivo básico que seria defender as unidades militares foi posto em causa ( basicamente a dar a entender que o fraco investimento nao justifica estes episodios)...

Continuem com os cortes..

Espero que para a próxima levem uns TOW e uns Stinger.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Julho 04, 2017, 08:38:49 pm
Viram os comentários do vitorino e do santana lopes na sic ?

Basicamente ( mais o vitorino), disseram que apesar dos cortes, sim senhor o objetivo básico que seria defender as unidades militares foi posto em causa ( basicamente a dar a entender que o fraco investimento nao justifica estes episodios)...

Continuem com os cortes..

Espero que para a próxima levem uns TOW e uns Stinger.

Mas o que é que esses dois andarilhos sabem para andarem agora a mandar papos ????
Estamos mesmo no meio da Merda é o que é, os politicozecos de pacotilha o que souberam fazer estes anos a fio foi cortar e cortas nos orçamentos das FFA e não só esta merda do que aconteceu em Pedrógão também é disso espelho é o que eu acho !

Por exemplo .......
Ao fim de quantas horas de pois do inicio dos incêndios é que tivemos o primeiro Canadair no TO ????
Alguèm sabe dizer ??
Então se não fazem falta e não são úteis porque carga de agua foram os aparelhos enviados pelos outros Países ??
Eles devem ser Burros e nós os Espertos ???

Com os cortes nas FFAA é a mesma cantiga estamos de tanga somos mesmo um País do terceiro Mundo é o que eu acho andamos sempre a pedinchar e nem dinheiro temos para colocar em funcionamento um sistema de vídeo vigilância ???
As torres de vigia de Tancos estão um Caos, em lastimoso estado de conservação, uma vergonha !!!!
E depois temos mais uns espertos de uns gajos da FAP a gamarem para se encherem............. mas que juramento esses tipos fizeram ????
Os dos tachos e panelas só pode !!!!
Um Oficial General metido ao barulho nessa chafurdice !!!!
Ora foda-se para isto é o que eu acho !!!!

Abraço e desculpem o discurso mas estou mesmo fodido com estas vergonhas todas este país está mesmo uma Lástima !!!
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Julho 04, 2017, 10:06:29 pm
Oh major, um gajo até tenta levá-lo a sério, mas chegámos ao ponto em que já não basta concordar parcialmente consigo: ou se está com o major, ou contra o major; não há meio termo, é o fundamentalismo absoluto. Os disparates não param: ele é madrassas, ele é catequeses, enfim...  Curiosamente, as referências religiosas aplicadas a opiniões que você entende serem de esquerda (presumo que seja esse o significado de 'abrileiras') não deixam de ser irónicas — talvez um lapso freudiano? Eu não sou muito de dar conselhos, mas acho que era mais saudável se o caro major embarcasse no seu Spitfire imaginário e fosse abater uns Stukas ou uns 109, em vez de destilar ódio e tentar abater todos os que têm uma opinião diferente da sua.

Levar a sério o quê? Um gajo que vem para aqui fazer a apologia de um regime que está podre. Dizendo aldrabices tipo daquelas das cheias de 67. Eu não venho para aqui para ter as pessoas comigo e também não quero isso, fique descansado. Estou aqui para dizer aquilo que penso. Oh caro amigo não há aqui ódio nenhum, escusa de desconversar para tentar diminuir-me.
Com essa conversa ridícula de abrileiro é caso para lhe dizer, pegue é no seu chaimite imaginário da tropa fandanga a tresandar a carrascão por dentro e vá abater "fassistas".
Deixe-me dizer-lhe que você demonstra claramente aqui que é um bocadinho intelectualmente desonesto.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Julho 04, 2017, 10:18:35 pm
https://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html (ftp://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html)
El exercito da Señorira Pepis
El polvorín de Portugal robado: garitas vacías y soldados sin munición

Este regime levou-nos a ser a chacota da Europa tal como o artigo do El País. Está claro que o NVF vai dizer que é tudo "ódio" e que os espanhóis são maldicientes.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Julho 05, 2017, 12:25:25 am
Ah e tal abrileiro, depois já não é abrileiro, aldrabices, não há ódio, desconversar, 'fassistas' e, para culminar, bota link de jornal socialista. Nem vou perder tempo a tentar explicar-lhe o que toda a gente já entendeu: o que nos separa é que você acha que isto tudo é resultado do 25/4, enquanto eu acho que é a continuação do que sempre foi. Mas deixe estar, fique lá na sua, continue com as saudades do império e do Salazar que a vida continua. Eu, por mim, não vou contrariá-lo mais, primeiro porque é inconsequente e segundo porque me ia pesar na consciência se você tivesse um chilique à minha custa.

Saudações cívicas e democráticas! 
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Julho 05, 2017, 02:03:19 am
Ah e tal abrileiro, depois já não é abrileiro, aldrabices, não há ódio, desconversar, 'fassistas' e, para culminar, bota link de jornal socialista. Nem vou perder tempo a tentar explicar-lhe o que toda a gente já entendeu: o que nos separa é que você acha que isto tudo é resultado do 25/4, enquanto eu acho que é a continuação do que sempre foi. Mas deixe estar, fique lá na sua, continue com as saudades do império e do Salazar que a vida continua. Eu, por mim, não vou contrariá-lo mais, primeiro porque é inconsequente e segundo porque me ia pesar na consciência se você tivesse um chilique à minha custa.

Saudações cívicas e democráticas!

Não seja ridículo!
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 05, 2017, 10:57:13 am
https://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html (ftp://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html)
El exercito da Señorira Pepis
El polvorín de Portugal robado: garitas vacías y soldados sin munición

Este regime levou-nos a ser a chacota da Europa tal como o artigo do El País. Está claro que o NVF vai dizer que é tudo "ódio" e que os espanhóis são maldicientes.

Este artigo é de tal forma corrosivo que só pode ter sido encomendado. Nem num jornal controlado pela oposição em Portugal via-se um ataque tão cerrado. Podiamos ser a chacota se o mesmo não tivesse acontecido vezes e vezes sem conta por esta Europa fora.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 05, 2017, 10:57:45 am
Memoria curta, possivelmente... ::) http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html (http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html)
Citar
Madrid, March 1 (IANS/EFE) Rifles and handguns have been stolen from an army base in Spain's southwestern city of Badajoz, military officials said. The robbery took place after midnight Sunday at the General Menacho Base arsenal. The sounding of an alarm brought security personnel rushing to the scene, where they discovered that weapons were missing. No one was, however, found inside the facility. Officials said the evidence indicates organised-crime groups were behind the robbery.

Read more at: http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html

Uma situação que acontece todos os anos, mas que agora vem a lume (só o caso dos malfadados Tejo é flagrante). Mas mais vale tarde que nunca...  ::) ::) http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defesa-e-administracao-interna-deixaram-302-milhoes-na-gaveta?ref=HP_DestaquesPrincipais (http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defesa-e-administracao-interna-deixaram-302-milhoes-na-gaveta?ref=HP_DestaquesPrincipais)
Citar
Defesa e Administração Interna deixaram 302 milhões na gaveta
Pedrogão e Tancos trouxeram para a ordem do dia críticas renovadas dos aliados do Governo à falta de aposta nos serviços do Estado. Números das Finanças mostram que em 2016 Azeredo Lopes e Urbano de Sousa gastaram menos do que podiam.
(http://cdn.jornaldenegocios.pt/images/2017-07/img_817x460$2017_07_04_19_56_46_312979.jpg)

Saudações
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Julho 05, 2017, 11:17:34 am
Memoria curta, possivelmente... ::) http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html (http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html)
Citar
Madrid, March 1 (IANS/EFE) Rifles and handguns have been stolen from an army base in Spain's southwestern city of Badajoz, military officials said. The robbery took place after midnight Sunday at the General Menacho Base arsenal. The sounding of an alarm brought security personnel rushing to the scene, where they discovered that weapons were missing. No one was, however, found inside the facility. Officials said the evidence indicates organised-crime groups were behind the robbery.

Read more at: http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html

Uma situação que acontece todos os anos, mas que agora vem a lume (só o caso dos malfadados Tejo é flagrante). Mas mais vale tarde que nunca...  ::) ::) http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defesa-e-administracao-interna-deixaram-302-milhoes-na-gaveta?ref=HP_DestaquesPrincipais (http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defesa-e-administracao-interna-deixaram-302-milhoes-na-gaveta?ref=HP_DestaquesPrincipais)
Citar
Defesa e Administração Interna deixaram 302 milhões na gaveta
Pedrogão e Tancos trouxeram para a ordem do dia críticas renovadas dos aliados do Governo à falta de aposta nos serviços do Estado. Números das Finanças mostram que em 2016 Azeredo Lopes e Urbano de Sousa gastaram menos do que podiam.
(http://cdn.jornaldenegocios.pt/images/2017-07/img_817x460$2017_07_04_19_56_46_312979.jpg)

Saudações

O Problema chama-se cativações :)
No papel o orçamento da defesa até era maior que no tempo da troika, mas na prática o Ronaldo das Finanças não permitiu que fosse esgotado o orçamento!
Ora se 70% do orçamento de defesa é para pagar salários e nos restantes 30% ainda leva com as cativações.......
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: CanivetePort em Julho 05, 2017, 11:18:32 am
Bom dia,

Podem vir com visitas de PR's, PM's e toda essa corja, podem vir com conversas de honras e orgulhos feridos e podem vir com exonerações e demissões. Para mim são tudo conversas da treta, tanto dos políticos como dos militares.

A verdade é que, há mais de 25 anos, a segurança nas unidades militares portuguesas é uma verdadeira anedota. E, durante todo este tempo, ninguém fez rigorosamente nada para corrigir.

A coisa tem é corrido +/- bem, até que correu francamente mal.

Penso que toda a segurança das unidade do exército deveria ser feita pela PE, devidamente treinados e armados.

Cumprimentos
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Julho 05, 2017, 11:19:07 am
https://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html (ftp://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html)
El exercito da Señorira Pepis
El polvorín de Portugal robado: garitas vacías y soldados sin munición

Este regime levou-nos a ser a chacota da Europa tal como o artigo do El País. Está claro que o NVF vai dizer que é tudo "ódio" e que os espanhóis são maldicientes.

Este artigo é de tal forma corrosivo que só pode ter sido encomendado. Nem num jornal controlado pela oposição em Portugal via-se um ataque tão cerrado. Podiamos ser a chacota se o mesmo não tivesse acontecido vezes e vezes sem conta por esta Europa fora.

É sem dúvida para rebaixar-nos! Já o tinham feito nos incêndios, apesar de que nos incêndios houve muito mais moderação!
Só temos de não nos por a jeito!
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Charlie Jaguar em Julho 05, 2017, 11:25:01 am
Cativações vulgo contenção na despesa o que, mais tarde ou mais cedo, iria dar m**** como agora se está a ver. A não reversão das medidas de austeridade nas Forças Armadas do Executivo anterior e a perpetuação das mesmas neste Governo só poderia dar nisto. E pelo que se lê há situações tão ou mais flagrantes que o passado em Tancos um pouco por todo o lado.

Verdade seja dita: com 28 mil efectivos, um número ridículo e muito, mas muito abaixo do que aquilo que é necessário, talvez o mais coerente seja em breve se referendar se o país quer continuar ou não a ter Forças Armadas.  ::)

Memoria curta, possivelmente... ::) http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html (http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html)
Citar
Madrid, March 1 (IANS/EFE) Rifles and handguns have been stolen from an army base in Spain's southwestern city of Badajoz, military officials said. The robbery took place after midnight Sunday at the General Menacho Base arsenal. The sounding of an alarm brought security personnel rushing to the scene, where they discovered that weapons were missing. No one was, however, found inside the facility. Officials said the evidence indicates organised-crime groups were behind the robbery.

Read more at: http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html

Uma situação que acontece todos os anos, mas que agora vem a lume (só o caso dos malfadados Tejo é flagrante). Mas mais vale tarde que nunca...  ::) ::) http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defesa-e-administracao-interna-deixaram-302-milhoes-na-gaveta?ref=HP_DestaquesPrincipais (http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defesa-e-administracao-interna-deixaram-302-milhoes-na-gaveta?ref=HP_DestaquesPrincipais)
Citar
Defesa e Administração Interna deixaram 302 milhões na gaveta
Pedrogão e Tancos trouxeram para a ordem do dia críticas renovadas dos aliados do Governo à falta de aposta nos serviços do Estado. Números das Finanças mostram que em 2016 Azeredo Lopes e Urbano de Sousa gastaram menos do que podiam.
(http://cdn.jornaldenegocios.pt/images/2017-07/img_817x460$2017_07_04_19_56_46_312979.jpg)

Saudações

Citar
O Estado poderia ter gasto mais. É o que indicam os números da Conta Geral do Estado (CGE) de 2016, publicada pela Direcção-Geral do Orçamento esta semana. As contas concluem que, de um total de 4220 milhões de euros autorizados pelo Parlamento, Azeredo Lopes e Constança Urbano de Sousa investiram apenas 3900 milhões, noticia o Jornal de Negócios. As despesas do Ministério da Economia e da Administração Interna ficaram, por isso, 302 milhões de euros abaixo do previsto. As despesas na pasta da Defesa subiram 10,1 % até Maio de 2017, face ao ano transacto. Contudo, o programa de 2016 gerido por José Azeredo Lopes atingiu uma poupança de 240 milhões de euros.

O relatório da CGE constata “que a execução ficou abaixo da previsão”, especialmente no que diz respeito “à Lei de Infra-estruturas Militares”. Num outro relatório, relativo à Execução dos programas Orçamentais, enviado pelo Ministério das Finanças para a Assembleia, há três meses, concluiu-se ainda que, em 2016, existiam 28.951 militares “abaixo do limiar que foi considerado na reforma da Defesa 2020”.

https://www.publico.pt/2017/07/05/economia/noticia/estado-poupou-302-milhoes-de-euros-na-defesa-e-administracao-interna-1778013
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 05, 2017, 11:26:35 am
Memoria curta, possivelmente... ::) http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html (http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html)
Citar
Madrid, March 1 (IANS/EFE) Rifles and handguns have been stolen from an army base in Spain's southwestern city of Badajoz, military officials said. The robbery took place after midnight Sunday at the General Menacho Base arsenal. The sounding of an alarm brought security personnel rushing to the scene, where they discovered that weapons were missing. No one was, however, found inside the facility. Officials said the evidence indicates organised-crime groups were behind the robbery.

Read more at: http://www.sify.com/news/guns-stolen-from-spanish-army-base-news-international-ldbiucbgeffsi.html

Uma situação que acontece todos os anos, mas que agora vem a lume (só o caso dos malfadados Tejo é flagrante). Mas mais vale tarde que nunca...  ::) ::) http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defesa-e-administracao-interna-deixaram-302-milhoes-na-gaveta?ref=HP_DestaquesPrincipais (http://www.jornaldenegocios.pt/economia/detalhe/defesa-e-administracao-interna-deixaram-302-milhoes-na-gaveta?ref=HP_DestaquesPrincipais)
Citar
Defesa e Administração Interna deixaram 302 milhões na gaveta
Pedrogão e Tancos trouxeram para a ordem do dia críticas renovadas dos aliados do Governo à falta de aposta nos serviços do Estado. Números das Finanças mostram que em 2016 Azeredo Lopes e Urbano de Sousa gastaram menos do que podiam.
(http://cdn.jornaldenegocios.pt/images/2017-07/img_817x460$2017_07_04_19_56_46_312979.jpg)

Saudações

O Problema chama-se cativações :)
No papel o orçamento da defesa até era maior que no tempo da troika, mas na prática o Ronaldo das Finanças não permitiu que fosse esgotado o orçamento!
Ora se 70% do orçamento de defesa é para pagar salários e nos restantes 30% ainda leva com as cativações.......
Passa-se todos os anos com todos os Governos. E neste o "Ronaldo das Finanças" ainda avançou com a aquisição dos 4x4 e AA para o exercito, além dos Helis ligeiros da FAP (isto para não falar noutros casos e nos Upgrade ao diverso material). Porque no anterior foram 5 Tejo em segunda mão e o início da construção dos dois NPO (e não venham com a Troika que os Gregos foram autorizados a manter o orçamento de defesa com muito menos cortes que outras áreas). ;)

http://www.globalsecurity.org/military/world/europe/gr-budget.htm (http://www.globalsecurity.org/military/world/europe/gr-budget.htm)

Cumprimentos
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Julho 05, 2017, 11:47:13 am
Certo Mafets, mas na realidade os orçamentos da Defesa Nacional foram superiores em 2013, 14 e 15 e no de 2016 baixou (despesa efectuada)!

http://observador.pt/2017/07/04/defesa-tem-deixado-por-gastar-em-media-200-milhoes-de-euros-por-ano/#comment-post-2164769-1583823
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Julho 05, 2017, 12:09:13 pm
https://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html (ftp://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html)
El exercito da Señorira Pepis
El polvorín de Portugal robado: garitas vacías y soldados sin munición

Este regime levou-nos a ser a chacota da Europa tal como o artigo do El País. Está claro que o NVF vai dizer que é tudo "ódio" e que os espanhóis são maldicientes.

Este artigo é de tal forma corrosivo que só pode ter sido encomendado. Nem num jornal controlado pela oposição em Portugal via-se um ataque tão cerrado. Podiamos ser a chacota se o mesmo não tivesse acontecido vezes e vezes sem conta por esta Europa fora.
Encomendado por quem? Teorias da conspiração a esta hora? É mentira o que lá está? Ainda por cima um jornal que está fortemente ligado ao PSOE.

Sempre o argumento patético do "inimigo externo" que alguém quer mal a isto. E também o outro argumento infantil do "já aconteceu lá fora", por isso já não há problema, já não somos os únicos. É como aquele filho que chega a casa e diz aos pais que chumbou no ano lectivo. Mas que não foi o único porque lá na escola também chumbaram outros meninos.

Esta choldra não tem remédio.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Julho 05, 2017, 12:50:15 pm
https://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html (ftp://internacional.elpais.com/internacional/2017/07/04/mundo_global/1499167363_489248.html)
El exercito da Señorira Pepis
El polvorín de Portugal robado: garitas vacías y soldados sin munición

Este regime levou-nos a ser a chacota da Europa tal como o artigo do El País. Está claro que o NVF vai dizer que é tudo "ódio" e que os espanhóis são maldicientes.

Este artigo é de tal forma corrosivo que só pode ter sido encomendado. Nem num jornal controlado pela oposição em Portugal via-se um ataque tão cerrado. Podiamos ser a chacota se o mesmo não tivesse acontecido vezes e vezes sem conta por esta Europa fora.
Encomendado por quem? Teorias da conspiração a esta hora? É mentira o que lá está? Ainda por cima um jornal que está fortemente ligado ao PSOE.

Sempre o argumento patético do "inimigo externo" que alguém quer mal a isto.

De certeza? Tal como a lista de material desaparecido foi enviada para todos os aliados da NATO com a classificação de segurança de SECRETO ou MUITO SECRETO e tinha de ser logo em Espanha que a informação tinha de passar para um jornal! Ela até acabaria por ser divulgada ao publico mas não logo no dia.

Falta de verba, de efectivos, de investimento e um Exército que quiseram transformar numa corporação de bombeiros amadores.
Isto é pior que a Rússia no fim da União Soviética.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Julho 05, 2017, 02:28:27 pm


Isto também são notícias "encomendadas" pelos espanhóis:

https://www.publico.pt/2017/07/05/politica/noticia/forcas-armadas-contratam-seguranca-privada-por-ausencia-de-recursos-proprios-1777913 (ftp://www.publico.pt/2017/07/05/politica/noticia/forcas-armadas-contratam-seguranca-privada-por-ausencia-de-recursos-proprios-1777913)
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Julho 05, 2017, 03:03:46 pm
Outro "noticia" de ocasião.

Qual é a novidade que muitas chafaricas e institutos com verba própria, contratam empresas de segurança para fazer serviço de portaria.
Sistemas de alarme, vídeo-vigilância e dados biométricos também são por vezes comprados a empresas civis.
Se servem para guardar o Banco de Portugal e os aeroportos...     

Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 05, 2017, 03:25:04 pm
Graças a deus que a UALE à 20 anos em Tancos nunca teve helicópteros (se calhar nunca estiveram reunidas as "condições de segurança"   ;)  ) . Imagino se tivessem levado um EC635 ou um NH90 "às costas", o que diriam (na volta iludidos pelo bonito painel de azulejo à entrada da base ou os assaltantes enganaram-se ou ainda alguém se engana ...) ...  ;D :jok:
(http://www.operacional.pt/wp-content/uploads/2010/03/porta-de-armas-brr.jpg)

Saudações  ;) :P
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Julho 05, 2017, 03:26:56 pm
Outro "noticia" de ocasião.

Qual é a novidade que muitas chafaricas e institutos com verba própria, contratam empresas de segurança para fazer serviço de portaria.
Sistemas de alarme, vídeo-vigilância e dados biométricos também são por vezes comprados a empresas civis.
Se servem para guardar o Banco de Portugal e os aeroportos...     

Meu caro, deixe-me dizer-lhe que você (sem querer) até consegue ter alguma piada.
Vou deixar-lhe aqui para você se entreter um bocadinho um vídeo da señorita Pepis, que com essa converseta toda, gosta de certeza.

Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Julho 05, 2017, 03:31:13 pm
Bom argumento... sem duvida...
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Clausewitz em Julho 05, 2017, 03:46:38 pm
Peço desculpa mas neste caso concreto esconder-se atrás da falta de recursos não cola e cai muito mal. O Exército não tem recursos para manter dezenas de quartéis espalhados pelo país e respectivos gastos em pessoal, manutenção e serviços, não tem material adequado e suficiente para se envolver nas diversas operações internacionais em que tem estado presente, não tem recursos para muitas coisas que vai fazendo e mantendo. Mas para isto? Isto é o mínimo dos mínimos, se não há para isto não há para rigorosamente mais nada.

Outra coisa é a responsabilidade política neste tipo de casos. Os políticos têm imensas responsabilidades em várias coisas que acontecem no país e a Defesa não é excepção. Mas caramba, o Estado não começa nem acaba nos políticos. A cada caso lá vem o passa culpas entre os envolvidos, o papel que faltava, a assinatura, o alegado desconhecimento. Temos milhares de dirigentes na administração pública, com salários bem acima da média devido à alegada complexidade e responsabilidade dos cargos, mas parece que no fim das contas é sempre o Ministro de turno que tinha a responsabilidade de fazer tudo, de mandar tudo, de controlar tudo. É suposto que o Estado consiga funcionar minimamente independentemente dos políticos, principalmente as Forças Armadas e de Segurança. O Exército tem 25 Generais para quê?

E a situação é menos grave por ter havido roubos de armas em outros países? A sério? A maior parte dos outros roubos foi de menor gravidade do que este, considerando o material roubado e as condições em que foi feito o roubo. E com o mal dos outros podemos nós bem, vamos relativizar o sucedido e as condições de insegurança do paiol? Estamos nesse nível de falta de exigência e de aceitação da mediocridade e irresponsabilidade?

Estou lixado com isto! E juntando o processo das messes da Força Aérea, pior ainda fico.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Julho 05, 2017, 04:24:06 pm
É de facto uma situação confrangedora e que não abona nada a nosso favor.

Mas também há alguns motivos para rirmo-nos dos espanhóis. Não sou da área, mas eles não estão a construir 4 submarinos que não emergem? :)
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Julho 05, 2017, 04:31:06 pm
Sim é o mínimo garantir a segurança da própria unidade! Armamento, munições e matérias classificadas. E a responsabilidade de tudo o que acontece dentro das unidades é dos respectivos comandantes!

Agora este aproveitamento politico que se está a fazer, onde até o parasita do Santana Lopes que percebe nada de coisa alguma aparece a comentar, mete-me nojo!

Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Julho 05, 2017, 05:17:23 pm
De facto, não há comparação possível! Aliás, o pessoal aqui do Fórum nem costuma comparar doutrinas, equipamento e organização das forças nacionais com as suas congéneres de outros países, em particular países NATO. Nem quando se trata de Forças de Segurança ou de Fogos Florestais, nunca! Deve ser por isso que quando os problemas acontecem noutros países nem vale a pena perder tempo com análises e outras mariquices — possivelmente as nossas chefias militares seguem o mesmo racional e não implementam medidas adequadas... porque tá-se bem, isto até é um país pacato. E quando os outros lá fora contratam serviços de segurança privados para guardar instalações militares e, ao que parece, até o governo desta República já fazia o mesmo em 2014 e agora se anuncia (recicla?) a mesmíssima coisa, então está mesmo o caldo entornado, ai Jesus!

É graças a atitudes destas que não se chega a lado nenhum. Uns tentam minimizar, os outros tentam exagerar, precisamente quando manter a mona fria seria o mais produtivo.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 05, 2017, 09:05:47 pm
Vá, vamos todos fazer de conta que o Adelino Amaro da Costa morreu num "acidente" de aviação e que a sua morte nada teve a ver com a investigação ao tráfico de armas, as quais jamais viriam dos paiois das forças armadas. Com um historial destes ao longo dos anos, nomeadamente relativo ao que não se corrige, investiga e condena neste campo é um milagre não roubarem muito mais... ::) :P


Mas também há alguns motivos para rirmo-nos dos espanhóis. Não sou da área, mas eles não estão a construir 4 submarinos que não emergem? :)
O faz de conta é jogado por muitos povos. Sabe que as armas da Eta vinham todas dos assaltos a paiois franceses e não espanhois. E a eta que tinha pouquíssimas armas e explosivos, os mais de 800 mortos foram todos com explosivos, granadas e metralhadoras... dos outros. ::)  :P
 
Cumprimentos
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Julho 06, 2017, 10:59:47 am
Tancos: Fábrica de notas no Carregado pode estar na mira dos assaltantes

http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/tancos-fabrica-de-notas-no-carregado-pode-estar-na-mira-dos-assaltantes-180514
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Julho 06, 2017, 03:23:00 pm
PGR foi avisada há meses sobre risco de assalto a instalações militares

http://www.dn.pt/portugal/interior/pgr-foi-avisada-ha-meses-sobre-risco-de-assalto-8617411.html

É claro que o assalto podia nunca ter acontecido, uma denuncia não quer dizer nada, e podia ter sido num qualquer outro paiol ou data, mas isto bem feito e tinha-se apanhado os gajos com a boca na botija.
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 07, 2017, 03:30:27 pm
http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/tancos-havia-misseis-nos-paiois-roubados-diz-exercito-181415 (http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/tancos-havia-misseis-nos-paiois-roubados-diz-exercito-181415)

(http://oje-50ea.kxcdn.com/wp-content/uploads/2017/07/arame-quartel-925x578.jpg)

Saudações
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: diogo13350 em Julho 08, 2017, 12:41:37 am
http://expresso.sapo.pt/sociedade/2017-07-07-Mercenarios-portugueses-suspeitos-do-golpe-de-Tancos
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Julho 08, 2017, 01:05:49 pm
http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/tancos-havia-misseis-nos-paiois-roubados-diz-exercito-181415 (http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/tancos-havia-misseis-nos-paiois-roubados-diz-exercito-181415)

(http://oje-50ea.kxcdn.com/wp-content/uploads/2017/07/arame-quartel-925x578.jpg)

Saudações

Exactamente como o CEME respondeu, não foram surripiados pois os pesos dos dois equipamentos excedem em muito, os ultraleves LAW, se não, também marchavam........

Abraços
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Julho 08, 2017, 05:18:47 pm
Os LAW é só levar, os Milan e os Tow precisas de ter lançador!...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Julho 08, 2017, 07:16:16 pm
Os LAW é só levar, os Milan e os Tow precisas de ter lançador!...

Podem não ter o alcance e poder destrutivo mas foram bem escolhidos, podem ser escondidos numa mala de viagem, pouco peso, basta um único elemento para utilizar. etc.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Julho 08, 2017, 07:53:37 pm
Do que tem saído a público, e com a exoneração dos Coronéis e agora a passagem à reserva destes 2 generais em contradição com o CEME, acho o seguinte.

O CEME devia ter dito que iria fazer uma inspecção rigorosa e punir quem tivesse falhado os seus deveres militares, por exemplo, praças e sargentos baldados às rondas, oficiais de serviço ou comandantes de unidade que se desleixaram em reportar as más condições de segurança dos paióis, etc, do soldado ao comandante da unidade todos investigados, mas não colocar logo a cabeça deles no cepo. Se este pessoal que fazia segurança fez tudo correcto, conforme definido superiormente, então é falha da estrutura superior do Exército na definição da segurança que este tipo de estruturas sensíveis deve ter (alguém teve que decidir aquela ideia de ter 4 unidades a fazer segurança aos paióis à vez, por exemplo) e ai também deve ter um responsável.

Em segundo, o Exército falhou, ele é o comandante do Exército, logo, ele como comandante também falhou, por isso devia colocar a posição dele à disposição, e o poder politico que decidisse se o queria manter ou não.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 08, 2017, 11:27:39 pm
Do que tem saído a público, e com a exoneração dos Coronéis e agora a passagem à reserva destes 2 generais em contradição com o CEME, acho o seguinte.

O CEME devia ter dito que iria fazer uma inspecção rigorosa e punir quem tivesse falhado os seus deveres militares, por exemplo, praças e sargentos baldados às rondas, oficiais de serviço ou comandantes de unidade que se desleixaram em reportar as más condições de segurança dos paióis, etc, do soldado ao comandante da unidade todos investigados, mas não colocar logo a cabeça deles no cepo. Se este pessoal que fazia segurança fez tudo correcto, conforme definido superiormente, então é falha da estrutura superior do Exército na definição da segurança que este tipo de estruturas sensíveis deve ter (alguém teve que decidir aquela ideia de ter 4 unidades a fazer segurança aos paióis à vez, por exemplo) e ai também deve ter um responsável.

Em segundo, o Exército falhou, ele é o comandante do Exército, logo, ele como comandante também falhou, por isso devia colocar a posição dele à disposição, e o poder politico que decidisse se o queria manter ou não.
Todos falharam, inclusive o poder político. E não é de agora pois armas a desaparecer dos quarteis, ui ui, mas como sempre todos se descartam enquanto que outros que foram "apanhados" não devem ter tido hipótese. Volto a dizer, em tantos anos a desaparecer material foi realmente feito o que,  nomeadamente para evitar Tancos?

Saudações
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Julho 08, 2017, 11:33:37 pm
em tantos anos a desaparecer material foi realmente feito o que,  nomeadamente para evitar Tancos?

Completamente de acordo, mas quando roubavam uma ou duas G-3 ou MP-5, ninguém no exército se importou muito, mesmo as 50 Glock da PSP não serviu de abre olhos, só serviu para dizerem que afinal também acontece a outros. Só agora é que acordaram.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 08, 2017, 11:44:31 pm
em tantos anos a desaparecer material foi realmente feito o que,  nomeadamente para evitar Tancos?

Completamente de acordo, mas quando roubavam uma ou duas G-3 ou MP-5, ninguém no exército se importou muito, mesmo as 50 Glock da PSP não serviu de abre olhos, só serviu para dizerem que afinal também acontece a outros. Só agora é que acordaram.
Esse caso então é de bradar aos céus, pois nem tão pouco sabem quando foram roubadas. E não fosse um tipo ser apanhado num assalto com uma, se calhar ainda não sabiam... ::)

Saudações
Título: Re: Roubo de Munições em Tancos
Enviado por: Barlovento em Julho 29, 2017, 12:56:06 pm
É de facto uma situação confrangedora e que não abona nada a nosso favor.

Mas também há alguns motivos para rirmo-nos dos espanhóis. Não sou da área, mas eles não estão a construir 4 submarinos que não emergem? :)

Para construir submarinos que no emergen, primero hay que atreverse a construirlos. Pocos países en el mundo lo hacen. Fabricando solamente toallas de algodón dificilmente va a haber problemas.

En mi país sucede lo mismo, siempre culpamos de todos los males a nuestros vecinos de Argentina y Brasil y miramos poco a lo que hacemos mal.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Julho 29, 2017, 08:13:01 pm
De facto, não conheço mais nenhum país que construa submarinos desenhados para não emergirem, ou em linguagem mais mundana, desenhados para se afundarem. Trata-se de um caso único, até porque o desenho original francês parece ser estável. Como se diz por aqui: o algodão não engana.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 29, 2017, 09:40:32 pm
De facto, não conheço mais nenhum país que construa submarinos desenhados para não emergirem, ou em linguagem mais mundana, desenhados para se afundarem. Trata-se de um caso único, até porque o desenho original francês parece ser estável. Como se diz por aqui: o algodão não engana.
Por acaso até nem é. Os Franceses até inauguraram a contenda.  ;D ;) http://www.defencetalk.com/malaysia-first-submarine-unable-to-dive-24168/ (http://www.defencetalk.com/malaysia-first-submarine-unable-to-dive-24168/)
Citar
Kuala Lumpur: Malaysia’s first submarine, a European-made Scorpene delivered last September, has developed problems that make it unfit for diving, the defence minister said Thursday.

The KD Tunku Abdul Rahman sailed into a grand reception last year as the first of two commissioned from French contractor DCNS and Spain’s Navantia for a total of 3.4 billion ringgit (961 million dollars).

Named after the country’s first prime minister, it was hailed as an important acquisition despite opposition allegations of corruption in the deal.

“The submarine can still dive but when we detected the defects, we were advised that it should not dive,” Defence Minister Ahmad Zahid Hamidi told reporters.

“The (parts found with) defects are still under warranty so the supplier and contractor are repairing them,” he added.

Navy chief Abdul Aziz Jaafar said a problem first emerged in the submarine’s cooling system last December. After being fixed, another defect was identified in a different system last month.

“We hope it can dive again after February 18 so we can carry out the tropical water trials,” Abdul Aziz told reporters.

The navy chief said the second submarine, the KD Tun Razak which is named after the nation’s second premier, is expected to arrive from France on May 31. It was originally scheduled for delivery in late 2009.

The two submarines have attracted controversy since the deal was signed in 2002.

Malaysia’s opposition claims that a 540-million-ringgit commission was paid to a close associate of Prime Minister Najib Razak in brokering the contract.

Najib has denied there was any corruption in the deal, which was made when he was defence minister.
(http://www.financetwitter.com/wp-content/uploads/2012/03/Najib-Scorpene-Submarine-Cant-Dive.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Julho 29, 2017, 10:37:07 pm
Deve ter sido depois dos espanhóis terem entrado no programa  :mrgreen:
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Agosto 02, 2017, 03:00:18 am

O UMM das rondas estava avariado há 11 dias.

http://observador.pt/2017/07/31/tancos-militares-estiveram-11-dias-sem-jipe-para-as-rondas/ (ftp://observador.pt/2017/07/31/tancos-militares-estiveram-11-dias-sem-jipe-para-as-rondas/)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Agosto 03, 2017, 12:51:08 am

O UMM das rondas estava avariado há 11 dias.

http://observador.pt/2017/07/31/tancos-militares-estiveram-11-dias-sem-jipe-para-as-rondas/ (http://observador.pt/2017/07/31/tancos-militares-estiveram-11-dias-sem-jipe-para-as-rondas/)

Agora que vão fechar aquilo já não vale a pena arranja-lo. Poupa-se para mais uns cobres para exaustores, os quais já eram prioritários mesmo com as câmaras de vigilancia avariadas à mais de 2 anos. Parece aquele filme "perfect storm"... >:( ;D

Cumprimentos

Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Agosto 03, 2017, 10:19:23 pm
Eu acho que na realidade a verdade é que o quartel de Tancos é dotado de uma força de especial tetraplégicos, a falta de meios locomotores funcionais foi o problema.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Agosto 04, 2017, 01:54:30 am
O mais espantoso no meio de isto tudo é que ainda existem UMMs 'operacionais'.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Agosto 04, 2017, 11:36:59 am
O mais espantoso no meio de isto tudo é que ainda existem UMMs 'operacionais'.

Nada espantoso...em mau piso conseguem aguentar-se melhor que os patrol teto alto made in spain...e porque o exército tem um manacial de sobressalentes que até impressiona.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 04, 2017, 02:44:00 pm
Eu acho que na realidade a verdade é que o quartel de Tancos é dotado de uma força de especial tetraplégicos, a falta de meios locomotores funcionais foi o problema.

Qual deles?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Agosto 04, 2017, 07:00:11 pm
O mais espantoso no meio de isto tudo é que ainda existem UMMs 'operacionais'.

Nada espantoso...em mau piso conseguem aguentar-se melhor que os patrol teto alto made in spain...e porque o exército tem um manacial de sobressalentes que até impressiona.

O que é impressionante é que nem uma pequena parte desse manancial de sobresselentes tenha chegado a Tancos em menos de 11 dias. Se calhar é porque os sobresselentes são tantos que têm dificuldade em localizar atempadamente as peças certas. Ou então os bacanos de engenharia não se ajeitam com reparações. :mrgreen:

Estou a entrar contigo, caro raphael  :G-beer2:
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Agosto 05, 2017, 03:25:12 pm
O mais espantoso no meio de isto tudo é que ainda existem UMMs 'operacionais'.

Nada espantoso...em mau piso conseguem aguentar-se melhor que os patrol teto alto made in spain...e porque o exército tem um manacial de sobressalentes que até impressiona.

O que é impressionante é que nem uma pequena parte desse manancial de sobresselentes tenha chegado a Tancos em menos de 11 dias. Se calhar é porque os sobresselentes são tantos que têm dificuldade em localizar atempadamente as peças certas. Ou então os bacanos de engenharia não se ajeitam com reparações. :mrgreen:

Estou a entrar contigo, caro raphael  :G-beer2:

As peças e um dos Comandantes exonerados e entretanto reintegrado...estão fisicamente em Alcochete, na Unidade que o Exército tem por lá...além dessas peças muitos veículos em hibernação, alguns 0km em operação.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: saojorgexercito em Agosto 05, 2017, 10:39:14 pm
Só uma goelada:
A cultura de segurança no exército é uma merda. A falta de recursos só justifica parcialmente o ocorrido. O problema é essencialmente das chefias que limpam a peidola à segurança nas suas diversas vertentes: do pessoal, dos meios e da informação.
Tenho dito.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Agosto 06, 2017, 07:03:54 pm
Faz-me uma campanha de angarição de fundos, tipo liga contra o cancro, para arranjar dinheiro para uns chassos (no mínimo umas biclas se a rapaziada não se importar de pedalar), de forma a não desaparecer mais nada enquanto não fecham aquilo. Depois assistia-se a este carnaval todo outra vez o que era uma chatisse. ::)

Cumprimentos
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Agosto 07, 2017, 12:14:28 pm
Faz-me uma campanha de angarição de fundos, tipo liga contra o cancro, para arranjar dinheiro para uns chassos (no mínimo umas biclas se a rapaziada não se importar de pedalar), de forma a não desaparecer mais nada enquanto não fecham aquilo. Depois assistia-se a este carnaval todo outra vez o que era uma chatisse. ::)

Cumprimentos

Também podiam reforçar a área com meios cinotécnicos...tudo é falível mas era mais uma coisa para afiambrar os incautos que se aventuram em áreas de acesso restrito.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 08, 2017, 10:49:29 am
Faz-me uma campanha de angarição de fundos, tipo liga contra o cancro, para arranjar dinheiro para uns chassos (no mínimo umas biclas se a rapaziada não se importar de pedalar), de forma a não desaparecer mais nada enquanto não fecham aquilo. Depois assistia-se a este carnaval todo outra vez o que era uma chatisse. ::)

Cumprimentos

Também podiam reforçar a área com meios cinotécnicos...tudo é falível mas era mais uma coisa para afiambrar os incautos que se aventuram em áreas de acesso restrito.

Isso era feito na ETAT quando lá andava. Deixavam lá um canito e ninguém atrevia-se a ir lá dentro...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Agosto 08, 2017, 11:19:50 am
Quase todas as unidades tinham cães. Em Santarém quando lá cheguei até achei estranho tanto cão, dois pastores alemães da PE, um Boxer e a cadela Fani com alguns 15 anos!
Claro que também fez comichão ao comandante que veio e mandou desaparecer com eles. E com a troika os cães tornaram-se uma despesa.

Fiz muitas rondas com um simples rafeiro. Para além de fazer companhia dava logo sinal das pessoas. Principalmente das que estavam à civil!

 
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Stalker79 em Agosto 08, 2017, 04:09:16 pm
Quase todas as unidades tinham cães. Em Santarém quando lá cheguei até achei estranho tanto cão, dois pastores alemães da PE, um Boxer e a cadela Fani com alguns 15 anos!
Claro que também fez comichão ao comandante que veio e mandou desaparecer com eles. E com a troika os cães tornaram-se uma despesa.

Fiz muitas rondas com um simples rafeiro. Para além de fazer companhia dava logo sinal das pessoas. Principalmente das que estavam à civil!

EPC? Bons tempos....
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 08, 2017, 05:58:39 pm
Bandalhos! Só se vê isto no Exército... britânico?!

https://ukdefencejournal.org.uk/british-army-lose-18454-worth-ammunition-ak-47-rifle-thefts/
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Agosto 10, 2017, 02:03:52 pm
Fazer rondas nos paióis de Tancos "era para descansar"
http://www.dn.pt/portugal/interior/fazer-rondas-nos-paiois-de-tancos-do-exercito-era-para-descansar-8693101.html
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Agosto 10, 2017, 04:14:50 pm
Finalmente um artigo que aborda assuntos pertinentes!


Citar
O modelo de rondas aos paióis do Exército em Tancos tinha "vulnerabilidades muito grandes", as quais continuariam a existir mesmo com o dobro dos soldados ou mais viaturas,
Citar
O espaço onde estão sediadas as duas dezenas de paióis e paiolins tem um perímetro aproximado de 2500 metros e uma área próxima dos 350 mil metros quadrados, para o qual era destacada "uma seção mais" (uma dezena de militares) em vez do efetivo para o qual foi construído: um pelotão (cerca de 30 soldados)
Mais uma vez a falta de pessoal leva a isto, a estrutura do Exército ainda está pensada para viver da tropa obrigatória.

Citar
Os militares para ali enviados "não tinham a mínima noção" do que é fazer segurança a locais sensíveis - desde logo por falta de treino específico para essa missão
E lá se iam desenrascando. Incompetência das chefias que nunca se preocuparam dar formação adequada.  E que prontamente se descartam de responsabilidades se acontecer alguma coisa!

Citar
o facto de não haver qualquer acompanhamento ou controlo dos trabalhadores civis que tinham estado a substituir parte das vedações dos paióis - que "não são suspeitos, mas se quisessem tinham levado" o que lhes apetecesse sem que alguém notasse.
Citar
outra fonte evocou o exemplo da Força Aérea: todas as bases do ramo estão a cargo dos militares de uma mesma especialidade, a Polícia Aérea, e não dos que estão destacados em cada uma dessas infraestruturas (e com outras especialidades).
O exemplo daquele que para mim é o melhor ramo das FA.

Citar
Acresce que, em Tancos, "mesmo com jipes as rondas eram mínimas porque o serviço era feito da mesma forma e qualquer que fosse a unidade" encarregada de o fazer, entre as cinco que partilhavam essa responsabilidade: as unidades de Apoio da Brigada de Reação Rápida (BRR) e de Apoio Geral de Material do Exército (Benavente), os regimentos de Paraquedistas, de Infantaria n.º 15 (Tomar) e de Engenharia n.º 1.
Páras incluídos.

Citar
Falta de jipe é uma falsa questão
Aliás, o facto de não haver uma viatura para fazer rondas motorizadas nos dias que antecederam a descoberta do furto - que as fontes do DN estimam ter ocorrido entre a noite de dia 26 e a tarde do dia 28, quando se viram os cortes na vedação - também foi qualificado como uma falsa questão.
Tretas. O que não falta são viaturas. Os comandantes também têm uma viatura ("jipe") atribuida para uso quando necessário.
Podiam cede-la para o serviço se estivem preocupados.

Citar
Ou a responsabilização hierárquica ficará ao nível dos sargentos da guarda, como admitiu uma das fontes? Outra dúvida diz respeito às regras de empenhamento dos militares destacados para as rondas: estavam autorizados a disparar e em que condições?
Ora aí está... Daqui a pouco é do cão que não ladrou...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Agosto 10, 2017, 07:52:22 pm
O exemplo daquele que para mim é o melhor ramo das FA.

Eu acho que seja complicado o Exército ir imitar a Força Aérea com a Policia Aérea, e estar a colocar PE nas unidades todas, cada ramo tem as suas especificidades, o Exército tem muitas mais unidades do que a Força Aérea, e muitas dessas unidades tem pessoal de combate, ao contrário da FAP que é mais pessoal técnico, acho que não seria muito justo num quartel estarem centenas de militares de infantaria/cavalaria à espera dos exercícios e a segurança a ser feita por PE, mas os procedimentos correctos existem e qualquer um, desde que devidamente treinado, o consegue fazer, talvez a PE ficar com os locais mais sensíveis?

O HSMW deve saber melhor que eu, mas a ideia que eu tenho da segurança no exército é, numa unidade que tenha um grande efectivo (tipo batalhão), cada militar tem uma função diária atribuída, mas a segurança vai passando por toda a gente, mas isso faz com que demore muito a rodar, pode demorar semanas até um militar fazer dois serviços 24h, isso faz com que nunca ganhe grande experiência, interesse, preocupação nessas tarefas, se calhar muitos nas rondas, nem sabem bem o que estão a guardar. O que eu propunha seria seleccionarem um Pelotão dessa unidade, esse pelotão durante um certo tempo (por exemplo 6 meses) seria o responsável pela segurança da unidade, esse Pelotão teria um treino especifico para essa missão, essa formação poderia ser dada pela PE. Nas unidades com poucos efectivos, tipo RI1 em Beja, deve ter um Pelotão de Guarnição, esse pessoal também deve ter essa formação, mas esse Pelotão tem essas funções de forma permanente, aqui sim tipo PA.

A frase Force Protection, até está tão na moda ;).

Na Força Aérea é impensável alguma empresa civil andar dentro de uma base sem na entrada serem controlados pela PA e durante a sua estadia no interior da unidade estão sempre acompanhados, por um lado serve de ligação a qualquer coisa que os civis precisem como também se está de olho ao que eles fazem.

O part-time aqui, não é boa politica.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Agosto 10, 2017, 09:29:36 pm
O quadro orgânico dos Regimentos já contempla um Pelotão de Guarnição e Segurança.
Mas que só existe no papel...
A escala da segurança roda por quase todos dependendo das funções (mecânicos, transmissões e alimentação por exemplo fazem serviço a locais específicos) e raros são os militares que só desempenham uma única função.

No Exército o part-time é a regra.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Agosto 10, 2017, 09:32:39 pm
Mas porque é que não é a PE a fazer as rondas de áreas sensíveis?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Agosto 11, 2017, 12:29:49 am
E faz a muitas mas não a esta de Tancos que pertence a várias unidades operacionais com as mesmas ou melhores capacidades que a PE.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Agosto 11, 2017, 07:16:56 pm
E faz a muitas mas não a esta de Tancos que pertence a várias unidades operacionais com as mesmas ou melhores capacidades que a PE.

O relatório diz que as unidades que estão em Tancos nâo estão preparadas para efectuar missões de vigilância deste tipo de instalações. Quem o fez suponho que tenha sido com a colaboração de militares, em que ficamos?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Agosto 11, 2017, 08:19:12 pm
Penso que o HSMW quer dizer que as unidades em Tancos tem mais meios humanos e materiais do que a PE para fornecer às patrulhas aos paióis.

O que eu penso, é que, ninguém ali dava a real importância, aos paióis, por falta de conhecimento talvez, para muitos, se em volta aos paióis tiver um muro ou rede e se fizer umas rondas de vez em quando, está bem, acredito que se lhes perguntarem, que tipo de sítios devem ter video-vigilância tanto são capazes de dizer o paiol como a cozinha.

O drama aqui também é, os paióis não eram de "ninguém" dos que lá andavam (eu sei que eram da UAGME), os militares que lá faziam rondas eram "emprestados" (RE1, RParas, RI15, etc), e um militar identifica-se como pertencendo a uma unidade, sou do Regimento x ou y, por isso, para eles, aquilo nem era "deles", era do Exército sim, mas não da unidade a que eles pertenciam, um erro foi não se dar a real importância ao que se estava ali a guardar, se o fizessem, até o pessoal se sentiria "especial" e estaria mais empenhado, pois estariam a guardar algo importante para todo o Exército, para o PAÍS!!!, isto para motivar o pessoal não faz mal exagerar-se um bocado ;D., mas a realidade era o oposto, aos paióis não era dado importância nenhuma, e essa importância era reflectida no empenho dos militares que lá faziam segurança... :(
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Agosto 11, 2017, 10:53:36 pm
Patrulhamento nos paióis de Tancos foi reforçado
https://www.rtp.pt/noticias/pais/patrulhamento-nos-paiois-de-tancos-foi-reforcado_v1020433

A gente a falar nos part-time e sai este vídeo, nem de propósito lol.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 11, 2017, 10:53:54 pm
Já agora, não sei se sabem mas há PE em Tancos...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Agosto 12, 2017, 02:27:08 pm
Há mas só deve fazer Porta de Armas ao QG da BRR.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Agosto 12, 2017, 05:05:49 pm
Há mas só deve fazer Porta de Armas ao QG da BRR.

Das poucas vezes que entrei na dita unidade pela porta de armas nunca os vi lá, mas sim Páras, ou no máximo dos máximos pessoal daquela unidade que não deve ser pronunciada.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Agosto 12, 2017, 07:34:52 pm
Talvez estejam dentro da unidade mesmo à porta do Comando da Brigada...?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Clausewitz em Agosto 21, 2017, 12:59:56 am
Não tem directamente a ver com Tancos, mas envolve militares no tráfico de armas:

http://www.sabado.pt/portugal/detalhe/o-militar-traficante-de-armas

Um Sargento, um armeiro, um Major, diverso material militar... E isto é apenas um caso, quantos mais existem/existiram? A Justiça deveria ser especialmente severa para militares, principalmente do quadro permanente, envolvidos ou coniventes com estes crimes. Desparasitar sem dó nem piedade.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Setembro 05, 2017, 09:36:18 pm
Não deixa de reflectir uma triste realidade, ouçam até ao fim: https://www.rtp.pt/play/p2818/mata-bicho
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Setembro 06, 2017, 02:15:32 pm
Um artigo do jornal expresso dá mais detalhes sobre para onde vai o armamento que existe nos paióis de Tancos, o Exército por razões de segurança não dá detalhes sobre para onde vai esse material, só diz que vão ser utilizados outros paióis existentes no país que ainda tenham espaço, o jornal expresso sabe que serão os paióis da Força Aérea no Campo de Tiro em Alcochete.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Setembro 06, 2017, 02:49:03 pm
Alcochete, Santa Margarida e restante Regimentos de Infantaria possuem paióis de grande capacidade. 
Santarém tinha 3 semi-subterrâneos.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Get_It em Setembro 06, 2017, 06:35:33 pm
Portanto, paióis não faltam. Continua é a faltar efectivos para garantir a segurança das instalações militares.

Cumprimentos,
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Setembro 06, 2017, 09:28:57 pm
A policia militar que os guarde.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: ricardonunes em Setembro 10, 2017, 10:17:56 am
"Não sei se alguém entrou em Tancos. No limite, pode não ter havido furto"

(http://static.globalnoticias.pt/dn/image.aspx?brand=DN&type=generate&name=original&id=8759607&w=579&h=371&t=20170910003500)

http://www.dn.pt/portugal/interior/azeredo-lopes-nao-sei-se-alguem-entrou-em-tancos-no-limite-pode-nao-ter-havido-furto-8759607.html (http://www.dn.pt/portugal/interior/azeredo-lopes-nao-sei-se-alguem-entrou-em-tancos-no-limite-pode-nao-ter-havido-furto-8759607.html)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: jpthiran em Setembro 10, 2017, 01:24:56 pm
...enfim, promessas de aquisição há...
...se as cativações não atingirem a Lei de Programação Militar já será algo de muito bom...
...a ver vamos!...
...parece bom de mais para ser verdadeiro!...
...mas nunca se sabe!...
...até pode ser que seja assim!...
...quanto ao combate aos incêndios!...
...não se pode dizer que seja uma coisa boa!...
...quanto ao ministro, não vou comentar!...
...não vale a pena!...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Setembro 11, 2017, 01:08:33 pm
"Não sei se alguém entrou em Tancos. No limite, pode não ter havido furto"

(http://static.globalnoticias.pt/dn/image.aspx?brand=DN&type=generate&name=original&id=8759607&w=579&h=371&t=20170910003500)

http://www.dn.pt/portugal/interior/azeredo-lopes-nao-sei-se-alguem-entrou-em-tancos-no-limite-pode-nao-ter-havido-furto-8759607.html (http://www.dn.pt/portugal/interior/azeredo-lopes-nao-sei-se-alguem-entrou-em-tancos-no-limite-pode-nao-ter-havido-furto-8759607.html)

Ainda vão dizer que culpa foi do mordomo (palhaçada à portuguesa em episódios) ...  ;D :jok:

Cumprimentos
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Setembro 11, 2017, 05:53:24 pm
No limite este ministro é um palhaço! (mas isso é no limite).

Quando num pretenso Estado não se sabe ou tem a certeza se houve material de guerra roubado num paiol que devia estar guardado e monitorizado. Remete-nos para dizer que isto no limite é uma choldra. Só que isto seguramente já ultrapassou claramente esse limite.

Houve alguém que foi mandado na frente (enquanto os mandantes se escondiam cobardemente para no caso o golpe falhasse) para executar um golpe de estado, referiu "ao estado a que isto chegou". Pois o regime que esse militar voluntarioso criticava, com os seus problemas inerentes, nunca chegou a este estado.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Luso em Setembro 11, 2017, 09:27:16 pm
No limite este ministro é um palhaço! (mas isso é no limite).

Quando num pretenso Estado não se sabe ou tem a certeza se houve material de guerra roubado num paiol que devia estar guardado e monitorizado. Remete-nos para dizer que isto no limite é uma choldra. Só que isto seguramente já ultrapassou claramente esse limite.

Houve alguém que foi mandado na frente (enquanto os mandantes se escondiam cobardemente para no caso o golpe falhasse) para executar um golpe de estado, referiu "ao estado a que isto chegou". Pois o regime que esse militar voluntarioso criticava, com os seus problemas inerentes, nunca chegou a este estado.

Nem mais.
Acrescento - ou repito - que parece estar a decorrer a tentativa de dar ao roubo uma roubo uma roupagem de chico-espertice administrativa, fenómeno que eles tão bem conhecem. E que ao meu ver é tão grave porque considera a possibilidade das chefias militares considerarem a encenação de um embuste para "regularizar" o inventário. Passo a vida a dizer que o Estado hoje é hoje uma mera fachada, e em processo de ruína. Mas enquanto houver Benfica...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: perdadetempo em Setembro 11, 2017, 10:42:02 pm
E continuando a novela...

Citar

Mais de dois meses depois do desaparecimento de material militar dos paióis de Tancos, o ministro da Defesa Nacional levantou este fim de semana a hipótese de não ter sido roubo. A hipótese aumentou as dúvidas sobre o que afinal aconteceu e, da esquerda à direita, levou a muita indignação.

Não é comum, mas PCP, Bloco de Esquerda, PSD e CDS-PP concordaram. Todos pedem esclarecimentos sobre o que aconteceu em Tancos, com Pedro Passos Coelho a acusar o Governo de “desnorte” na defesa. Em entrevista à TSF e ao Diário de Notícias, Azeredo Lopes disse que “no limite, pode não ter havido furto nenhum”.

As declarações foram recebidas com surpresa, levando a oposição a pedir a demissão de Azeredo Lopes. O líder social-democrata, Pedro Passos Coelho afirmou que o PSD tem por “tradição” não pedir a demissão de membros do Governo, mas considerou que há membros que “acusam um desgaste político muito grande”, remetendo para o primeiro-ministro a “competência exclusiva” de decidir sobre uma possível substituição, em declarações à Lusa.

Segundo o social-democrata, o Governo tem evidenciado “um enorme desnorte” na área da defesa e acusou ainda o Executivo de António Costa de manter um “silêncio ensurdecedor e incompreensível”. “Não é uma questão menor, é uma questão de Estado, que tem que ver com as opções que deverão ser feitas ao nível da União Europeia quanto a um processo de cooperação reforçada no domínio da Defesa”, acrescentou.

Da mesma forma, a líder do CDS-PP, Assunção Cristas, acredita que a postura de Azeredo Lopes “não é admissível” e pediu a demissão do responsável pela pasta da Defesa.

“O senhor ministro da Defesa Nacional mais uma vez veio mostrar que não tem a mínima noção do que é exercer o cargo que ocupa, que não tem estatura para o exercer, vem fazer perguntas, levantar dúvidas, quando aliás coloca a questão de que se calhar nem sequer há um furto. Dúvidas que só depreciam a instituição militar e que o colocam quase como um comum cidadão, como se nada soubesse e nada devesse saber”, disse este domingo.

Dos partidos à esquerda, não houve pedidos de demissão, mas houve críticas. Tanto o PCP como BE querem ouvir Azeredo Lopes no Parlamento. Em entrevista à Antena 1, a bloquista Catarina Martins afirmou que “não podemos ter o Governo a dizer que não sabe se existiu ou não roubo em Tancos”, sublinhando que “os esclarecimentos são essenciais neste momento”

Já o deputado do PCP, António Filipe, defendeu que o ministro vá ao parlamento falar sobre o desaparecimento das armas dos Paióis de Tancos, mas “só se tiverem novidade”, considerando irrelevantes as “suposições” do governante sobre o que aconteceu.

O Bloco de Esquerda (BE) mostrou-se favorável a novos esclarecimentos do ministro da Defesa sobre o desaparecimento de armas dos paióis de Tancos, considerando que o Governo não pode dizer que “não sabe se existiu ou não roubo”.
 Azeredo Lopes fez entretanto saber, através de fonte oficial do gabinete contactada pela agência Lusa, que está disponível para prestar esclarecimentos. “O ministro, tal como os deputados, é membro de um órgão de soberania. Tendo este facto sempre presente, naturalmente que o ministro da Defesa Nacional irá ao parlamento se vier a ser convidado para tal”.

Questionado esta segunda-feira sobre o assunto, o Presidente da República não quis comentar as dúvidas sobre se foi ou não roubo. No entanto, Marcelo Rebelo de Sousa disse esperar “que haja, o mais cedo possível, com a celeridade possível, porque o tempo é importante para o prestígio da instituição e para o próprio funcionamento dos mecanismos internos, o apuramento de factos e de responsabilidades nessa matéria”, citado pela Lusa.

http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/da-esquerda-a-direita-tancos-poe-ministro-da-defesa-debaixo-de-fogo-207714 (http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/da-esquerda-a-direita-tancos-poe-ministro-da-defesa-debaixo-de-fogo-207714)

Cumprimentos,
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Setembro 13, 2017, 10:44:55 am
Avaliação da segurança das instalações militares aponta para mais formação e treino de pessoal
http://observador.pt/2017/09/12/avaliacao-da-seguranca-das-instalacoes-militares-aponta-para-mais-formacao-e-treino-de-pessoal/
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Setembro 18, 2017, 10:11:34 am
Vem aí a mega-operação de transporte de munições...  8) 8)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Setembro 22, 2017, 03:38:35 pm
Militares têm 60 dias para elaborar normas de transporte de material de guerra
http://www.tvi24.iol.pt/sociedade/armas/tancos-militares-tem-60-dias-para-elaborar-normas-de-transporte-de-material-de-guerra
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Setembro 23, 2017, 10:47:19 pm
Vamos imaginar por alguns momentos que em plena guerra colonial, as nossas tropas no terreno eram dirigidas pelas criaturas que presentemente as chefiam.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 27, 2017, 10:30:22 am
Vamos imaginar por alguns momentos que em plena guerra colonial, as nossas tropas no terreno eram dirigidas pelas criaturas que presentemente as chefiam.

Qual a diferença intrínseca entre as criaturas de então e as de agora?! Vêm todos do mesmo sitio.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: FoxTroop em Setembro 27, 2017, 10:38:55 am
Vamos imaginar por alguns momentos que em plena guerra colonial, as nossas tropas no terreno eram dirigidas pelas criaturas que presentemente as chefiam.

Temo bem que desconheça muito da rebaldaria que se passou nessa "era dourada". E sim, passou-se coisas bem piores mas com uma diferença gritante. Ficava tudo bem abafadinho, que os jornaleiros não piavam como piam agora e o que não se conhece.... não existe, não aconteceu.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Setembro 28, 2017, 11:01:38 am
Durante a guerra colonial houve de tudo! Roubos, crimes de guerra, fratricídio...
O que não havia era a "publicidade" de agora. 
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Setembro 28, 2017, 06:59:14 pm
 Ui! Parece que está aqui COPCON em peso!

 Ó Foxtrop parece que lhe contaram muitas estórias quando era pequenino na madrassa estalinista onde deve ter sido doutrinado.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Setembro 28, 2017, 07:51:00 pm
Pelos vistos os amigos do major do Boavista ainda 'andem' aí.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 29, 2017, 10:19:26 am
Ui! Parece que está aqui COPCON em peso!

 Ó Foxtrop parece que lhe contaram muitas estórias quando era pequenino na madrassa estalinista onde deve ter sido doutrinado.

Eu não sou o Fox, mas ouvi muita história contada pelos próprios na casa do meu avô...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: FoxTroop em Setembro 29, 2017, 11:26:47 am
Ui! Parece que está aqui COPCON em peso!

 Ó Foxtrop parece que lhe contaram muitas estórias quando era pequenino na madrassa estalinista onde deve ter sido doutrinado.

Eu não sou o Fox, mas ouvi muita história contada pelos próprios na casa do meu avô...

Estalinista!!! :jok:   ;D
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lusitan em Setembro 29, 2017, 12:09:54 pm
Há coisas do caneco!!! :o

Parece que a única coisa que liga os extremos em Portugal é o amor incondicional a Putin!  ;D ;D ;D
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 29, 2017, 12:14:55 pm
Ui! Parece que está aqui COPCON em peso!

 Ó Foxtrop parece que lhe contaram muitas estórias quando era pequenino na madrassa estalinista onde deve ter sido doutrinado.

Eu não sou o Fox, mas ouvi muita história contada pelos próprios na casa do meu avô...

Estalinista!!! :jok:   ;D

Na verdade ele é Socialista... à antiga. Já eu sou... espera aí aqui eu comuna e no DB eu sou Facho, certo?! Tenho que ir ver lá para trás os ataques pessoas à minha pessoa para ver se é mesmo assim.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Luso em Setembro 29, 2017, 04:47:16 pm
Ui! Parece que está aqui COPCON em peso!

 Ó Foxtrop parece que lhe contaram muitas estórias quando era pequenino na madrassa estalinista onde deve ter sido doutrinado.

Fosga-se!
Queres ver que eu também sou comuna? :toto:

http://www.indiaportuguesa.com/o-fim-da-iacutendia-portuguesa.html

"Até à tarde do dia 17 de Dezembro, vários dos comandos ainda discordavam sobre se o Plano Sentinela estava em vigor.

É também nessa tarde de 17 de Dezembro (já decorriam combates), que chega de Portugal via Carachi, um carregamento de munições anti-carro «Instalaza» que tinha sido pedido, utilizando-se o nome de código «chouriços». Quando a carga é inspeccionada, conclui-se que foram enviados chouriços de carne, e não munições. O erro nunca foi devidamente esclarecido."


"A artilharia era constituída por peças de campanha de 87.6mm (25 libras) que curiosamente também eram utilizadas pelo exército indiano. Aparentemente, também tinham sido distribuídas algumas peças anti-tanque de 57mm, embora não houvesse munição para elas."

"Em Damão, encontravam-se duas companhias de caçadores e uma bateria de artilharia. O armamento das forças era idêntico ao que se encontrava nos restantes territórios. Relativamente antigo e com munição insuficiente ou fora do prazo de validade, o que levava a que muitas vezes as granadas não explodissem."

"02:00 – A bateria de artilharia portuguesa recebe ordem para fazer fogo com as peças de 87.6mm e com morteiros, sobre a área das salinas para aliviar a pressão. O ataque português obriga as forças indianas a retroceder para as suas posições iniciais. Notou-se no entanto, que as armas foram carregadas várias vezes, sem que tenha sido possível disparar por causa de a munição já não se encontrar em condições."

Estes são alguns exemplos que demonstram um carreirismo abjecto, cancro esse que se mantém, e que já deve vir da Monarquia Maçón... Constitucional.

Creio que no blog "Barco à Vista" há um relato patético de um comandante de navio absolutamente incompetente para o comandar. Mas que deveria ter a "confiança política" dos seus superiores...

Em qualquer sistema existem e existirão carreiristas mas num país como o nosso tal "tropa" deve ser combatida com todas as forças. Aliás, são esses os verdadeiros "canhões" contra os quais devemos marchar.

Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: FoxTroop em Outubro 01, 2017, 07:24:21 pm
Oh Luso, lá estás a estragar o mundo cor-de-rosa com essas coisas aborrecidas. Factos não casam bem com idiologices e um banho de realidade pode causar uma congestão cerebral em tão delicadas sensibilidades.  ;D  :G-beer2:
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 02, 2017, 09:12:58 am
Madrassa estalinista....
Oh que cara...... :o :o ;D ;D
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Outubro 02, 2017, 06:18:50 pm
Ui! Parece que está aqui COPCON em peso!

 Ó Foxtrop parece que lhe contaram muitas estórias quando era pequenino na madrassa estalinista onde deve ter sido doutrinado.

Fosga-se!
Queres ver que eu também sou comuna? :toto:

http://www.indiaportuguesa.com/o-fim-da-iacutendia-portuguesa.html

"Até à tarde do dia 17 de Dezembro, vários dos comandos ainda discordavam sobre se o Plano Sentinela estava em vigor.

É também nessa tarde de 17 de Dezembro (já decorriam combates), que chega de Portugal via Carachi, um carregamento de munições anti-carro «Instalaza» que tinha sido pedido, utilizando-se o nome de código «chouriços». Quando a carga é inspeccionada, conclui-se que foram enviados chouriços de carne, e não munições. O erro nunca foi devidamente esclarecido."


"A artilharia era constituída por peças de campanha de 87.6mm (25 libras) que curiosamente também eram utilizadas pelo exército indiano. Aparentemente, também tinham sido distribuídas algumas peças anti-tanque de 57mm, embora não houvesse munição para elas."

"Em Damão, encontravam-se duas companhias de caçadores e uma bateria de artilharia. O armamento das forças era idêntico ao que se encontrava nos restantes territórios. Relativamente antigo e com munição insuficiente ou fora do prazo de validade, o que levava a que muitas vezes as granadas não explodissem."

"02:00 – A bateria de artilharia portuguesa recebe ordem para fazer fogo com as peças de 87.6mm e com morteiros, sobre a área das salinas para aliviar a pressão. O ataque português obriga as forças indianas a retroceder para as suas posições iniciais. Notou-se no entanto, que as armas foram carregadas várias vezes, sem que tenha sido possível disparar por causa de a munição já não se encontrar em condições."

Estes são alguns exemplos que demonstram um carreirismo abjecto, cancro esse que se mantém, e que já deve vir da Monarquia Maçón... Constitucional.

Creio que no blog "Barco à Vista" há um relato patético de um comandante de navio absolutamente incompetente para o comandar. Mas que deveria ter a "confiança política" dos seus superiores...

Em qualquer sistema existem e existirão carreiristas mas num país como o nosso tal "tropa" deve ser combatida com todas as forças. Aliás, são esses os verdadeiros "canhões" contra os quais devemos marchar.

Fala-se da guerra colonial e o meu amigo vai buscar algo completamente diferente.
Referi-me à outra "alminha" por causa da "madrassa estalinista" porque aquilo que ele "argumentou" (nada) foi precisamente aquela narrativa que os comunistas indígenas usam amiúde no seu discurso que é: "no outro tempo era pior só que tudo era abafado".

Eu solicitei uma reflexão, mas nenhum dos "fofinhos" do costume me respondeu directamente à questão. E tu foste buscar um episódio que nada tem a ver também directamente com a guerra do Ultramar.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Major Alvega em Outubro 02, 2017, 06:21:14 pm
Madrassa estalinista....
Oh que cara...... :o :o ;D ;D

Se calhar também andaste lá... ;D ;D ;D
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Luso em Outubro 02, 2017, 09:49:11 pm
Eu solicitei uma reflexão, mas nenhum dos "fofinhos" do costume me respondeu directamente à questão. E tu foste buscar um episódio que nada tem a ver também directamente com a guerra do Ultramar.

A Índia Portuguesa não era Ultramar? :o
O regime não era o mesmo?
A estrutura do "edifício militar" não era a mesma?

Mas se não serve que tal... os fdp dos oficiais mais papistas que o papa que quando chega a Abrilada ficam todos mais revolucionários que o Lenine?
E destroem o trabalho de séculos por oportunismo e meia dúzia de larachadas, vaidade moral ou por ordens da Loja?
Isso não serve? Para mim serve e muito.

O mistério - para mim - é este: que estrutura se criou e manteve que permitiu o ingresso nas fileiras de uma canalha de traidores e carreiristas que se destruíram o Império?
Não será a mesma que continua a formar a chicalhada oportunista que se compraz em dizer que cumpre as suas "missões" com sucata e que depois vem dizer a verdade quando se reforma?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Outubro 03, 2017, 12:09:34 pm
A esta hora já devem estar na Somália, mas por cá ainda não se sabe se houve roubo ou não...  ;D ::)

Saudações

P.S. Dos últimos roubos, já se recuperou alguma coisa ou também foi "erro de contabilidade". É que salvo erro tirando algumas da PSP, o resto ficou esquecido...  8) :P
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Outubro 03, 2017, 02:38:44 pm
Madrassa de peixe.

https://www.priberam.pt/dlpo/madra%C3%A7a (https://www.priberam.pt/dlpo/madra%C3%A7a)

Antes do 25/4 é que era educação a sério. A malta aprendia coisas úteis na escola e não dava erros gramaticais crassos.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 03, 2017, 03:10:16 pm
Madrassa estalinista....
Oh que cara...... :o :o ;D ;D

Se calhar também andaste lá... ;D ;D ;D

Logo eu... É que nem clube de futebol tenho...  ;)
Título: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: mafets em Outubro 18, 2017, 11:34:54 am
Como o tópico parece estar encerrado coloco aqui. Ainda olhei várias vezes para o dicionário a ver se não era 1 de Abril (Afinal foi mesmo roubado...)...  ;D :jok:

https://www.rtp.pt/noticias/pais/pj-militar-recuperou-material-roubado-da-base-militar-de-tancos_n1034601 (https://www.rtp.pt/noticias/pais/pj-militar-recuperou-material-roubado-da-base-militar-de-tancos_n1034601)
Citar
O material foi interceptado na região da Chamusca esta madrugada após uma denúncia anónima. Foram recuperadas 44 armas de guerra, granadas e explosivos. A PJ militar só não terá conseguido interceptar as munições.
(https://cdn-images.rtp.pt/icm/noticias/images/be/bea6630c899a3bb61faa0db815733d07?860&rect=0,0,1499,822&w=860)

Saudações
Título: Re: Re: Notícias do Exército Português
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 18, 2017, 11:58:38 am
Isto mais parece uma comédia... mas fico contente que tenham recuperado o material.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Get_It em Outubro 18, 2017, 05:22:55 pm
Denúncia anónima. :-\ :o ::) ??? Está bem.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Outubro 18, 2017, 05:52:30 pm
Mais estranho ainda esta notícia ter vindo a público no exacto momento que o governo está debaixo de fogo e já com a Ministra demissionária!!!!!

Recuperaram quase tudo e não prenderam ninguém? Espectáculo!
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lusitano89 em Outubro 18, 2017, 09:00:04 pm
Tristeza o Circo em que o nosso país se transformou  :N-icon-Axe: :N-icon-Axe: :sil: :sil:
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Outubro 18, 2017, 09:54:38 pm
Denúncia anónima. :-\ :o ::) ??? Está bem.

Ao que parece as armas roubadas estavam numa valeta ao pé da estrada. Não me admiro que alguém tivesse lá ido passear e tenha encontrado as armas. Para não ter muitas chatices fez uma chamada anónima. Senão era depoimentos e afins
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lusitan em Outubro 19, 2017, 10:39:08 am
Denúncia anónima. :-\ :o ::) ??? Está bem.

Denúncia anónima para a Polícia Militar? Conheces muitos populares com o número da Polícia Militar?
Normalmente um popular se encontra uma quantidade de armas liga para a GNR ou PSP. Talvez para o 112... não liga para a Policia Militar.
Isto cheira-me a pulhice política que não surtiu o efeito pretendido e portanto o material já não tem interesse.

https://sol.sapo.pt/artigo/585219
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Outubro 19, 2017, 02:30:13 pm
Denúncia anónima. :-\ :o ::) ??? Está bem.

Denúncia anónima para a Polícia Militar? Conheces muitos populares com o número da Polícia Militar?
Normalmente um popular se encontra uma quantidade de armas liga para a GNR ou PSP. Talvez para o 112... não liga para a Policia Militar.
Isto cheira-me a pulhice política que não surtiu o efeito pretendido e portanto o material já não tem interesse.

https://sol.sapo.pt/artigo/585219

Ao que li e no artigo que vou por o link a seguir a denuncia foi feita a GNR Loulé (Algarve), o que também parece-me estranho mas ...

Entretanto "Além de Tancos, Santa Margarida. Peças furtadas de carro de combate encontradas na sucata"
http://observador.pt/2017/10/19/nao-mexer-pecas-roubadas-de-tanque-de-guerra-de-santa-margarida-encontradas-na-sucata/
Citar
A GNR recuperou cinco toneladas de peças furtadas de um carro de combate do Campo Militar de Santa Margarida. As peças foram descobertas numa sucata na Chamusca pouco mais de um mês antes do desaparecimento de armamento militar do Paiol Nacional de Tancos. Foi também na Chamusca que a Polícia Judiciária Militar encontrou, esta quarta-feira, o material de guerra que estava desaparecido.

Segundo fonte da GNR ao Observador, o material terá sido furtado de Santa Margarida em “várias visitas” às instalações militares. Visitas estas feitas pelo suspeito (ou suspeitos) de carro — como perceberam as autoridades no local. “Dificilmente levariam tudo de uma vez”, acrescentou a mesma fonte. Para se ter uma ideia, um carro de combate destes (vulgarmente conhecido por tanque de guerra) pode pesar 20 toneladas. Os carros de combate estariam em Santa Margarida ao ar livre.
(...)

Pela noticia parece-me que eram os ferros velhos que servem de tiro ao alvo. (será?)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Outubro 19, 2017, 02:52:49 pm
Recolha de armas abre guerra entre MP e militares
https://www.dn.pt/portugal/interior/recolha-de-armas-abre-guerra-entre-mp-e-militares-8855625.html

Li num jornal, não me lembro qual, que dizia que a denuncia anónima tinha sido feita a partir de uma cabine publica na margem sul.

E foi digo algo do tipo "As armas estão no sitio tal, acreditem, estão lá."
Não me parece conversa de uma pessoa que encontrou as armas por acaso, parece conversa é de quem se quer livrar delas.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Outubro 19, 2017, 03:01:46 pm
Recolha de armas abre guerra entre MP e militares
https://www.dn.pt/portugal/interior/recolha-de-armas-abre-guerra-entre-mp-e-militares-8855625.html

Li num jornal, não me lembro qual, que dizia que a denuncia anónima tinha sido feita a partir de uma cabine publica na margem sul.

E foi digo algo do tipo "As armas estão no sitio tal, acreditem, estão lá."
Não me parece conversa de uma pessoa que encontrou as armas por acaso, parece conversa é de quem se quer livrar delas.
A malta da margem sul é tramada (ou manda a Mamadona para a Margem Sul ou não esquecem o deserto)...  ;D :jok:
(http://www.mytop.fm/wp-content/uploads/2017/06/madonna-vai-viver-para-a-margem-758x426.jpg)
(https://blasfemias.files.wordpress.com/2017/02/513_jpeg.jpg)

Cumprimentos  :rir: :nice:
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 19, 2017, 06:34:46 pm
Já viram aquela de que as armas foram removidas do local pela PJM sem esperar pela PJ?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: ricardonunes em Outubro 21, 2017, 02:50:12 pm
Já viram aquela de que as armas foram removidas do local pela PJM sem esperar pela PJ?

Citar
Dois militares, um dos quais pertence ao Regimento de Engenharia 1, são suspeitos do assalto ao paiol de Tancos. As investigações prosseguem, mas Polícia Judiciária, que comanda a investigação, foi ultrapassada pela Polícia Judiciária Militar na recolha do material. Quando a PJ foi chamada ao local, já as armas tinham saído. O mau estar cresceu e a Procuradoria Geral da República pediu explicações

http://expresso.sapo.pt/politica/2017-10-21-Tancos-ha-guerra-entre-policias-e-dois-militares-sao-suspeitos (http://expresso.sapo.pt/politica/2017-10-21-Tancos-ha-guerra-entre-policias-e-dois-militares-sao-suspeitos)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Luso em Outubro 21, 2017, 03:09:47 pm
Já viram aquela de que as armas foram removidas do local pela PJM sem esperar pela PJ?

Citar
Dois militares, um dos quais pertence ao Regimento de Engenharia 1, são suspeitos do assalto ao paiol de Tancos. As investigações prosseguem, mas Polícia Judiciária, que comanda a investigação, foi ultrapassada pela Polícia Judiciária Militar na recolha do material. Quando a PJ foi chamada ao local, já as armas tinham saído. O mau estar cresceu e a Procuradoria Geral da República pediu explicações

http://expresso.sapo.pt/politica/2017-10-21-Tancos-ha-guerra-entre-policias-e-dois-militares-sao-suspeitos (http://expresso.sapo.pt/politica/2017-10-21-Tancos-ha-guerra-entre-policias-e-dois-militares-sao-suspeitos)

Olha quem é ele!
Julgávamos que tinhas morrido, pá!  :D
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: antoninho em Outubro 21, 2017, 08:13:41 pm
Já agora, o senhor que afirmou que ''em ultimo caso as armas não foram roubadas'' também não o mandam de férias???
Pelos  vistos quando o Senhor Presidente regressar do norte, agradeço que o mande de férias vitalícias....
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Outubro 31, 2017, 02:38:03 pm
Operação Troia

Exército concluiu hoje esvaziamento dos paióis de Tancos.
Em cima da mesa está a reconversão do local em campo militar

http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/exercito-concluiu-hoje-esvaziamento-dos-paiois-de-tancos-em-cima-da-mesa-esta-a-reconversao-do-local-em-campo-militar

"Estou extremamente satisfeito com o esvaziamento dos paióis de Tancos"
diz chefe do Estado Maior do Exército
(VIDEO)
https://www.rtp.pt/noticias/pais/estou-extremamente-satisfeito-com-o-esvaziamento-dos-paiois-de-tancos-diz-chefe-do-estado-maior-do-exercito_v1037473

Esta também é engraçada

Tancos: assaltantes devolveram uma caixa a mais
http://expresso.sapo.pt/politica/2017-10-31-Tancos-assaltantes-devolveram-uma-caixa-a-mais
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Outubro 31, 2017, 03:44:08 pm
Operação Troia

Exército concluiu hoje esvaziamento dos paióis de Tancos.
Em cima da mesa está a reconversão do local em campo militar

http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/exercito-concluiu-hoje-esvaziamento-dos-paiois-de-tancos-em-cima-da-mesa-esta-a-reconversao-do-local-em-campo-militar

"Estou extremamente satisfeito com o esvaziamento dos paióis de Tancos"
diz chefe do Estado Maior do Exército
(VIDEO)
https://www.rtp.pt/noticias/pais/estou-extremamente-satisfeito-com-o-esvaziamento-dos-paiois-de-tancos-diz-chefe-do-estado-maior-do-exercito_v1037473

Esta também é engraçada

Tancos: assaltantes devolveram uma caixa a mais
http://expresso.sapo.pt/politica/2017-10-31-Tancos-assaltantes-devolveram-uma-caixa-a-mais

Ladrões honestos, devolvem tudo e com juros!!!!!!
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: ricardonunes em Outubro 31, 2017, 06:00:49 pm
Roça o ridículo, so pela amostra na noticia se pode deduzir que uma quantidade de material militar foi subtraída dos paiois  e que ninguem sabe  o que na realidade existia.
OU, alguem andou a fazer carregamentos e levou o que nao interessava, amadores.
 Ninguem rompeu vedaçoes, conheço o local, e arredores, e nao e possivel fazer o transporte do que quer que seja a mao e caminhar dos paiois ate ao dito furo na rede.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lusitano89 em Novembro 01, 2017, 04:23:17 pm
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Novembro 01, 2017, 04:51:46 pm
Esse também é outro que já só diz mer**...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 06, 2018, 11:44:12 am
Caixa a mais no material recuperado em Tancos dá origem a processo disciplinar

O aparecimento de uma caixa de petardos a mais no material militar recuperado pela Polícia Judiciária Militar depois do furto em Tancos deu origem a um processo disciplinar a um militar, disse à Lusa fonte do Exército.

(http://thumbs.web.sapo.io/?epic=YTI3LEwKuvjT2NkfVC0hhon/i4NWPDBJ8NWo5u/xQddLg8DtU1CPqBJUiSDzlSqnm43UZDB/977ywdSosvwMo5W/fJoQeB68D/UXlx9DRNiFmqo=&W=800&H=0&delay_optim=1)

O processo disciplinar foi instaurado pelo comando do Regimento de Engenharia 1, Tancos, ao militar responsável pelo controlo de entradas e saídas das cargas dos paióis e paiolins de Tancos, decorrendo os prazos de reclamação e recurso, disse à Lusa o porta-voz do ramo.

A 18 de outubro, a Polícia Judiciária Militar recuperou quase todo o material militar que tinha sido furtado da base de Tancos no final de junho, à exceção das munições de 9 milímetros.

Contudo, entre o material encontrado, num campo aberto na Chamusca, num local a 21 quilómetros da base de Tancos, havia uma caixa com cem explosivos pequenos, de 200 gramas, que não constava da relação inicial do que tinha sido roubado.

A revelação da discrepância foi feita no passado dia 31 de outubro pelo chefe do Estado-Maior do Exército, Rovisco Duarte, que solicitou ao comando do Regimento de Engenharia 1 que averiguasse o motivo da falta daquele item na relação do material furtado.

O porta-voz do Exército, tenente-coronel Vicente Pereira, disse que o militar em causa já foi notificado da pena atribuída mas não quis adiantar qual foi a punição por decorrerem ainda os prazos legais de reclamação e recurso.

Questionado sobre os outros três processos disciplinares abertos no mesmo Regimento na sequência do furto do material, em Tancos, o porta-voz do Exército adiantou que um dos militares, uma praça, já cumpriu a pena, seis dias de proibição de saída.

Os outros dois militares já foram notificados da punição no início de dezembro, e os prazos de reclamação e recurso já terminaram mas, devido a ter coincidido com os feriados da quadra natalícia, o comando do Exército decidiu aguardar mais uns dias para confirmar a receção ou não de alguma reclamação ou recurso.

O aparecimento de uma caixa de material que não constava da relação inicial do material roubado na base de Tancos suscitou polémica, com o CDS-PP a exigir explicações do general Rovisco Duarte no parlamento.

À porta fechada, o general disse que a discrepância pode ser "compreensível" mas é "inaceitável", segundo fontes presentes na reunião ouvidas na altura pela Lusa, e prestou ainda esclarecimentos sobre o plano para o reforço da segurança das instalações militares.

A violação dos perímetros de segurança dos Paióis Nacionais de Tancos e o arrombamento de dois 'paiolins', e o desaparecimento de granadas de mão ofensivas e munições de calibre nove milímetros foram divulgados pelo Exército no dia 29 de junho.

A 31 de outubro, o Exército deu por concluído o o esvaziamento dos paióis de Tancos e a transferência do material para outras instalações do ramo e também da Força Aérea e da Marinha.

Quanto à base de Tancos, poderá ser reconvertida num campo militar à semelhança do de Santa Margarida.

http://24.sapo.pt/atualidade/artigos/caixa-a-mais-no-material-recuperado-em-tancos-da-origem-a-processo-disciplinar
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 06, 2018, 11:47:48 am
Citar
Quanto à base de Tancos, poderá ser reconvertida num campo militar à semelhança do de Santa Margarida.

Ainda vão ter que explicar-me o que isso significa. Se é para usar o terreno como zona de treino comum às três unidades... porreiro. Mete-se umas carreiras de tiro em condições (coisa que não existe em Tancos, uma zona de treino de combate em áreas edificadas, outro para os Sapadores e está bem bom.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Janeiro 06, 2018, 03:53:52 pm
Citar
Quanto à base de Tancos, poderá ser reconvertida num campo militar à semelhança do de Santa Margarida.

Ainda vão ter que explicar-me o que isso significa. Se é para usar o terreno como zona de treino comum às três unidades... porreiro. Mete-se umas carreiras de tiro em condições (coisa que não existe em Tancos, uma zona de treino de combate em áreas edificadas, outro para os Sapadores e está bem bom.

Então mas a base de Tancos não vai voltar para a Força Aérea? Eh eh eh
Se calhar estão a falar na área do paiol de Tancos.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 06, 2018, 04:06:30 pm
Citar
Quanto à base de Tancos, poderá ser reconvertida num campo militar à semelhança do de Santa Margarida.

Ainda vão ter que explicar-me o que isso significa. Se é para usar o terreno como zona de treino comum às três unidades... porreiro. Mete-se umas carreiras de tiro em condições (coisa que não existe em Tancos, uma zona de treino de combate em áreas edificadas, outro para os Sapadores e está bem bom.

Então mas a base de Tancos não vai voltar para a Força Aérea? Eh eh eh
Se calhar estão a falar na área do paiol de Tancos.

Sim, eles estão a falar dos paióis de Tancos e não na antiga BA3. No Polígono Militar de Tancos há três unidades distintas: Regimento de Engenharia n.1, o Regimento Paraquedista e a antiga BA3 onde fica o Estado Maior da BrigRR, Companhia de Transmissões e Agrupamento Sanitário.

Regimento de Engenharia N.º 1:
(HTTP://ASSETS.EXERCITO.PT/SITEASSETS/RE1/ENTRADA_1.JPG)

RPara:
(HTTP://ASSETS.EXERCITO.PT/SITEASSETS/RPARAS/BANNER.JPG)
            
UnAp:
(http://assets.exercito.pt/SiteAssets/UnAp_BrigRR/Portal%20UnAp%20BrigRR/Vista%20Aerea_717x457.jpg)

Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Janeiro 06, 2018, 05:42:17 pm
Sim, eles estão a falar dos paióis de Tancos e não na antiga BA3. No Polígono Militar de Tancos há três unidades distintas: Regimento de Engenharia n.1, o Regimento Paraquedista e a antiga BA3 onde fica o Estado Maior da BrigRR, Companhia de Transmissões e Agrupamento Sanitário.

Eu sei, mas será que os jornalistas sabem?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Janeiro 09, 2018, 10:36:41 am
Sim, eles estão a falar dos paióis de Tancos e não na antiga BA3. No Polígono Militar de Tancos há três unidades distintas: Regimento de Engenharia n.1, o Regimento Paraquedista e a antiga BA3 onde fica o Estado Maior da BrigRR, Companhia de Transmissões e Agrupamento Sanitário.

Eu sei, mas será que os jornalistas sabem?

Estás a pedir muito!... :(
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Janeiro 17, 2018, 06:00:23 pm
Governo pondera autorizar uso de "força letal" na guarda de material militar

https://www.tsf.pt/sociedade/seguranca/interior/tancosarmas-governo-reve-regras-para-o-uso-de-forca-na-guarda-de-material-militar-9052915.html
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Janeiro 18, 2018, 09:43:42 pm
Governo pondera autorizar uso de "força letal" na guarda de material militar

https://www.tsf.pt/sociedade/seguranca/interior/tancosarmas-governo-reve-regras-para-o-uso-de-forca-na-guarda-de-material-militar-9052915.html

Estão a gozar só pode...não tinham sistemas passivos a funcionar, mas caramba não houve contato direto com a força de segurança à área...agora em 2018 é que vão dizer ao militar que pode fazer uso da arma que tem no coldre?
Estão definitivamente a ridicularizar a tropa....
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Charlie Jaguar em Janeiro 26, 2018, 05:37:22 pm
É melhor. Não vá aparecer mais armamento noutro descampado ali à volta além daquele que se supunha ter sido roubado.  ;D

Citar
Tancos. Exército não revela “mais nenhuma informação” sobre assalto

http://observador.pt/2018/01/25/tancos-exercito-nao-revela-mais-nenhuma-informacao-sobre-assalto/

Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Março 22, 2018, 02:24:48 pm
Nunca foi atingido quadro de efetivos para a segurança
https://www.jn.pt/lusa/interior/tancosarmas-nunca-foi-atingido-quadro-de-efetivos-para-a-seguranca---relatorio-9205488.html

Relatório descreve portas e fechaduras sem segurança e vedação degradada
https://www.jn.pt/lusa/interior/tancosarmas-relatorio-descreve-portas-e-fechaduras-sem-seguranca-e-vedacao-degradada-9205347.html

“Falhas e omissões relevantes” existiam “há quase duas décadas"
https://observador.pt/2018/03/21/tancos-falhas-e-omissoes-relevantes-existiam-ha-quase-duas-decadas/

Paióis de Tancos estavam sem segurança há vários anos
https://www.publico.pt/2018/03/21/sociedade/noticia/paiois-de-tancos-sem-seguranca-ha-varios-anos-1807585
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Julho 14, 2018, 09:10:59 am
pelo que li parece que ainda há material de guerra furtado á solta !!

https://www.noticiasaominuto.com/pais/1048611/tancos-material-furtado-era-mais-do-que-pensava-e-ainda-anda-por-ai

Abraços
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Julho 14, 2018, 11:01:20 pm
A questão é, o ministro enquanto político pode mentir, mas o exército não pode mentir nem ocultar informações ao comandante supremo das forças armadas, (PR). Pela nota de imprensa o nosso querido líder não sabia de nada. Logo ou não perguntou ou enganaram, isto não dá direito a rolar cabeças?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Julho 15, 2018, 12:11:01 pm
Só por curiosidade e citando alguns exemplos: As Glock da PSP e as armas que desapareceram dos fuzos já apareceram? É que a nível político só se fala em Tancos e no caso da PSP até desapareceram 50 armas...  ::) ???

https://www.dn.pt/portugal/interior/desapareceram-mais-de-50-pistolas-glockda-direcao-nacional-da-psp-5671654.html (https://www.dn.pt/portugal/interior/desapareceram-mais-de-50-pistolas-glockda-direcao-nacional-da-psp-5671654.html)
Citar
A investigação foi primeiro desencadeada internamente, pela própria PSP, quando no início do mês uma destas pistola foi apreendida a criminosos, no âmbito de uma operação policial no Porto. Rapidamente foi constatado que a Glock pertencia a um lote especial que estava armazenado na Direção Nacional da PSP, a sede da Penha de França. Na verificação dos registos concluiu-se que havia, pelo menos, mais de meia centena de outras destas pistolas que não estavam no armeiro.

A Direção Nacional comunicou de imediato o caso ao Ministério Público (MP) que delegou na própria PSP a investigação.

(https://static.globalnoticias.pt/dn/image.aspx?brand=DN&type=generate&name=big&id=5671654&source=ng8297273.jpg&t=20170216180600)

https://sol.sapo.pt/artigo/26440/pj-investiga-armas-roubadas-em-base-da-marinha (https://sol.sapo.pt/artigo/26440/pj-investiga-armas-roubadas-em-base-da-marinha)
Citar
PJ investiga armas roubadas em base da Marinha
Seis armas foram ontem roubadas da base da Marinha no Alfeite, em Almada, disse à agência Lusa fonte oficial da Marinha, acrescentando que o armamento é igual ao usado pelo corpo de fuzileiros.

(https://sol.sapo.pt/fotosNG/2011/8/15/big/ng1121766_435x190.png)

Saudações
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Julho 15, 2018, 02:03:21 pm
As da PSP, Comandos e Fuzileiros nunca apareceram, nem há investigação jornalística para se saber disso, mandaram abafar o assunto.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Get_It em Julho 15, 2018, 04:05:09 pm
Ano passado surgiram notícias que a polícia espanhola já tinha apreendido algumas pistolas da PSP.

Cumprimentos,
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: ricardonunes em Julho 15, 2018, 05:22:18 pm
PJM apanhou PJ a pôr-lhe um localizador no carro

Episódio é só mais um exemplo do conflito que estalou entre as duas polícias que deviam colaborar na investigação ao assalto a Tancos. PJ pediu acesso a lista de chamadas feitas por dois telemóveis da PJ militar


O incidente é contado por duas fontes diferentes e próximas da investigação ao assalto a Tancos: um militar da PJM voltava para o carro que conduzia quando surpreendeu um inspetor da PJ a pôr-lhe um localizador na viatura. O episódio ocorreu no Porto e foi só mais um na guerra mais ao menos surda travada entre a PJ e a PJM, as duas polícias que chegaram a investigar juntas o misterioso assalto a Tancos que, um ano depois, está longe de estar resolvido.

O mal estar descambou em rotura quando parte das armas roubadas dos paióis foi abandonada num terreno da Chamusca. Às três da manhã, alguém ligou para o telemóvel do piquete da PJM e avisou que havia umas granadas largadas num terreno. "Levem isto a sério", avisava o cidadão anónimo.

A PJM deslocou-se ao local, levou as armas para Santa Margarida e só sete horas depois, às 10h00 do dia 18 de outubro de 2017, avisou a PJ. Quando se deslocaram ao local, os operacionais da PJ ainda tiveram de esperar cinco horas para conseguir entrar nas instalações militares. O caldo entornou de vez e a PJM acabou por ser afastada da investigação.

Já depois deste incidente, a PJ pediu ao juiz de instrução do processo, Ivo Rosa, que autorizasse o acesso à lista de chamadas feitas e recebidas pelos dois telemóveis de serviço da PJM naquela madrugada de 18 de outubro. O magistrado recusou, alegando que nada "para além do mal-estar entre as duas polícias" justificava o pedido algo inusitado. Mas o Ministério Público insistiu, recorreu para a Relação, argumentou que era preciso apurar que telefonemas foram exatamente feitos naquela noite e os desembargadores concordaram. Descobriu-se que a chamada tinha sido feita de uma cabine pública.

A PJ nunca pediu à PJM que cedesse os registos, nem a informou de que iria recorrer aos meios judiciais para conseguir a lista.

Afinal, soube-se agora, as armas não foram todas devolvidas e ainda estão por encontrar granadas e explosivos suficientes para, segundo o MP, cometer atentados terroristas ou assaltos violentos e "pôr em causa a segurança nacional"

Expresso.pt
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Setembro 20, 2018, 03:36:57 pm
Parlamento manda para a PGR nova denúncia sobre Tancos
https://observador.pt/2018/09/20/parlamento-manda-para-a-pgr-nova-denuncia-sobre-tancos/ (https://observador.pt/2018/09/20/parlamento-manda-para-a-pgr-nova-denuncia-sobre-tancos/)
Citar
Os deputados da comissão de Defesa Nacional receberam na semana passada, em cima da audição ao ministro Azeredo Lopes, uma denúncia sobre uma transferência de material de guerra para os Paióis Nacionais de Tancos. De acordo com a informação que chegou ao Parlamento, a transferência terá sido realizada 15 meses depois do assalto àquelas instalações e quase um ano após a ordem do Chefe do Estado-Maior do Exército para que o espaço fosse desativado. O documento não passa, neste momento, de uma denúncia anónima que ainda não foi analisada pelas autoridades judiciais, mas foi preventivamente enviado para a Procuradoria-geral da República (PGR) e poderá ser anexado ao inquérito sobre o furto de junho de 2017.

Num folha única, sem assinatura, e escrita apenas de um dos lados, o autor faz uma breve introdução para defender a “descoberta da verdade” sobre o maior assalto de sempre a instalações militares em Portugal. Depois, passa ao concreto: nove pontos (um dos quais, o sexto, deixado em branco) que denunciam, entre outras questões, o que diz ser um “total descontrolo” na gestão do material de guerra no Exército.

O ponto central do documento é aquele em que se relata uma operação de “trasladação” de explosivos, munições e projéteis para os Paióis Nacionais de Tancos no início deste verão.

    No dia 7 de julho (sexta-feira à tarde), mais de uma tonelada de material pirotécnico foram transportados [sic] do Regimento de Engenharia 1 (RE1) para os Paióis Nacionais de Tancos”, refere o texto a que o Observador teve acesso.

Esses materiais “estavam no RE1 de forma ilícita, com o conhecimento do comando da unidade”, sendo que “tal qualidade e quantidade de material só poderia e deveria estar num sítio: armazenada em segurança nos PNT”, considera o autor da carta.

No início da semana, a denúncia chegou às mãos do presidente, o deputado Marco António Costa (PSD), foi distribuída aos coordenadores de cada um dos partidos com um pedido de “reserva” e, por iniciativa do social-democrata, enviada para a PGR. Não é, de resto, a primeira vez que cartas como esta chegam ao Parlamento — algumas são endereçadas à comissão de Defesa, outras aos grupos parlamentares e nalguns casos chegam diretamente aos coordenadores desses grupos.

O documento não foi sequer matéria de discussão entre os deputados da comissão de Defesa. Mas, na audição parlamentar do ministro da Defesa a propósito do furto de junho de 2017, no dia 12 de setembro, e sem fazer referências explícitas à carta, o Bloco de Esquerda rondou o assunto em duas das perguntas que colocou a Azeredo Lopes.

O deputado João Vasconcelos pediu ao ministro um ponto de situação sobre os paióis de Tancos e pediu garantias de que as instalações estavam, de facto, de portas fechadas. O bloquista também quis saber se haveria material de guerra disperso por unidades militares além de Marco do Grilo, do Campo de Tiro de Alcochete e do Campo Militar de Santa Margarida.

Sobre a situação dos PNT, Azeredo Lopes remeteu Vasconcelos para o relatório que o Ministério da Defesa tornou público em março deste ano. Aí, faz-se referência a um comunicado do Exército, de 30 de outubro de 2017, onde o ramo se disponibiliza para explicar todo o processo de transporte de transferência de material de guerra para os novos destinos, depois de ter concretizada a decisão de “desativar os Paióis de Tancos”.

O ministro disse ainda que “o material à disposição das Forças Armadas não pode estar concentrado em dois ou três lugares no país”, porque várias unidades — como é o caso do Regimento de Engenharia 1 — recorrem com frequência a material de guerra para as instruções que realizam nas próprias instalações. A preferência, admitiu depois Azeredo Lopes, é a de que haja uma “relativa concentração do material”.
Denúncia enviada para investigação judicial

Na audição do ministro, o assunto não voltou a ser referido. O timing em que a carta chegou ao Parlamento motivou reservas de alguns deputados, mas ainda antes de Azeredo Lopes se sentar na sala já o documento estava a caminho da PGR para, eventualmente, poder ser anexado ao inquérito sobre o furto a Tancos que corre no Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP).

Na leitura de alguns dos deputados, apurou o Observador junto de outra fonte parlamentar, o documento revela o desnorte que se vive no Exército relativamente à gestão que continua a ser feita deste tipo de material. É, aliás, isso que o documento assinala, nomeadamente quando aponta o “total descontrolo de material explosivo” que acabou por ser retirado do RE1 a 7 de julho.

A carta anónima — o envelope aponta o próprio “Regimento de Engenharia 1” como remetente mas esse dado foi encarado como uma estratégia para despistar a origem do texto — refere que a transferência do material foi supervisionada pelo comandante do grupo de equipas de inativação de explosivos (a EOD — Explosive Ordenance Disposal) e também conta que, num primeiro momento, houve “intenção de destruir este material no Campo Militar de Santa Margarida”. Essa proposta não foi autorizada e terá entrado em marcha o plano B: Paióis Nacionais de Tancos.

A versão provocou estranheza junto de outros militares. Uma alta patente ouvida pelo Observador lembrou — e confirmou — que os PNT foram efetivamente desativados no final do ano passado. Os mais de 20 armazéns que ocupam uma extensa área de terreno junto ao Regimento de Engenharia 1 e ao Regimento de Paraquedistas (RPara) são, neste momento, guardados por um efetivo bastante reduzido, que se limita a garantir que o espaço não é deixado ao total abandono.

Aquilo que é referido na carta como tratando-se dos PNT pode, na verdade, referir-se aos paiolins construídos na sequência do “caso de Tancos”. São dois armazéns construídos junto ao RE1 para guardar material explosivo a que os militares recorrem com frequência e que, logisticamente, não faria sentido transportar para qualquer dos três locais apontados pelo Exército como sendo preferenciais para colocar explosivos, munições e outro material sensível. Uma versão que colhe apoio na resposta que Azeredo Lopes deu ao deputado João Vasconcelos na audição de quarta-feira.

O Observador tentou confirmar, junto do Exército, a situação em que se encontram os PNT, se teve conhecimento da transferência de material relatada na denúncia e se foram instaurados inquéritos internos para apurar os contornos da operação. Não houve qualquer resposta até ao momento.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Setembro 25, 2018, 12:14:26 pm
Director da Polícia Judiciária Militar foi detido, há buscas em curso

Operação da PJ está relacionada com o misterioso aparecimento das armas furtadas em Tancos. Entre os detidos há elementos da PJM, militares da GNR e um civil.

(https://bordalo.observador.pt/800x,q85/https://s3.observador.pt/wp-content/uploads/2018/09/25122319/23394310_770x433_acf_cropped.jpg)

O diretor da Policia Judiciária Militar, coronel Luís Augusto Vieira, foi detido na sede da PJ Militar, no Restelo, em Lisboa, ao final da manhã desta segunda-feira. Com ele foram detidos outros elementos da PJ Militar e três elementos do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Loulé, como já confirmaram o Ministério Público e a Polícia Judiciária em comunicado.

Ao Observador, uma fonte da PJ confirmou que foram emitidos oito mandados de detenção e que a operação — apelidada por Húbris (o grego para arrogância, presunção ou excesso) — está relacionada com o “achamento” das armas, ou seja com a recuperação do material de guerra de Tancos, a 18 de outubro de 2017, na região da Chamusca, de material de guerra furtado em Tancos. Esses mandados dizem respeito a quatro elementos da PJ Militar, incluindo o diretor, um civil e três elementos da GNR, que já foram detidos, entre eles o chefe do Núcleo de Investigação Criminal. Não se sabe ainda se todos os oito mandados já foram cumpridos.

A propósito da operação, o Presidente da República já veio, entretanto, lembrar que “insistiu desde o primeiro dia no esclarecimento integral do caso de Tancos e na importância da investigação criminal”. Na mesma nota, publicada na página da Presidência da República na Internet, Marcelo Rebelo de Sousa sublinha que “ainda recentemente, a 10 de setembro, reiterou que esperava desenvolvimentos nessa investigação”.

No mesmo sentido, também PSD já reagiu às detenções. No twitter, o partido escreveu que já a 1 de setembro, na Universidade de Verão, “Rui Rio apontou ausências de respostas sobre Tancos, referindo-se a “uma guerra gravíssima entre a Polícia Judiciária Militar e a própria Polícia Judiciária”.

A operação está a ser conduzida pelo Ministério Público (MP) e pela Unidade Nacional de Contraterrorismo (UNCT). Nas diligências estão presentes os superiores hierárquicos da PJ Militar e da GNR, conforme determinam os Estatuto dos Militares das Forças Armadas: a detenção de militares no ativo, fora de flagrante delito, “é requisitada aos seus superiores hierárquicos pelas autoridades judiciárias”. “Procedimento que foi seguido”, avança o comunicado conjunto enviado pelo Ministério Público e pela Polícia Judiciária. A Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal, e o diretor do Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP), Amadeu Guerra, não estiveram no local, ao contrário do que chegou a ser avançado.

Foram também realizadas buscas em vários locais nas zonas da Grande Lisboa, Algarve, Porto e Santarém. Fonte da GNR confirmou buscas nos locais de trabalho dos militares detidos, em Loulé, e os inspetores terão estado também nas casas de todos os suspeitos.

Em causa estão factos suscetíveis de integrarem crimes de associação criminosa, denegação de justiça, prevaricação, falsificação de documentos, tráfico de influência, favorecimento pessoal praticado por funcionário, abuso de poder, recetação, detenção de arma proibida e tráfico de armas.

Na operação participaram cinco magistrados do Ministério Público e cerca de uma centena de investigadores e peritos da Polícia Judiciária. O inquérito está a cargo do DCIAP, coadjuvado pela UNCT da Polícia Judiciária, a qual contou com a colaboração de diversas unidades da PJ, nomeadamente o Laboratório de Polícia Científica.

Recorde-se que o material furtado do Paiol Nacional de Tancos apareceu misteriosamente na zona da Chamusca. Na altura as autoridades disseram que a descoberta se deveu a uma queixa anónima, por isso não havia arguidos. As diligências que se seguiram abriram uma guerra entre as polícias. Antes de avisar a PJ, que investigava o desaparecimento das armas, a Polícia Judiciária Militar envolveu a GNR de Loulé na apreensão, o que causou estranheza por não ser o posto daquela área territorial e o distrito de Santarém também ter Núcleo de Investigação Criminal. Aliás, os postos da GNR locais nem sequer foram informados da descoberta, apurou o Observador. A operação foi feita secretamente e foram recuperadas granadas ofensivas e lança-granadas foguete LAW.

Os detidos serão presentes ao Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa para aplicação das medidas de coação

https://observador.pt/2018/09/25/diretor-da-policia-judiciaria-militar-foi-detido-ha-buscas-em-curso/
(notícia actualizada)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Setembro 26, 2018, 11:39:59 am
Então mas a polícia em vez de andar atrás das armas que desapareceram e ainda não apareceram andam atrás uns dos outros.  ;D :P Isto é um país do caraças... :jok: :jaja2:

Já agora, a do CM...  :P 8)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/alerta-cm--diretor-da-policia-judiciaria-militar-detido-em-lisboa (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/alerta-cm--diretor-da-policia-judiciaria-militar-detido-em-lisboa)

Citar
Detidos diretor da PJ militar e comandante da GNR de Loulé Realizadas buscas na região da Grande Lisboa, Algarve, Porto e Santarém. MP pediu detenção de militar português na República Centro Africana.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/alerta-cm--diretor-da-policia-judiciaria-militar-detido-em-lisboa

O diretor da Policia Judiciária Militar – Coronel Luís Augusto Vieira – e o comandante da GNR de Loulé foram detidos na sede da PJ Militar, no Restelo, em Lisboa, por volta das 11h00 desta terça-feira. Estão a ser realizadas buscas na região da Grande Lisboa, Algarve, Porto e Santarém. Esta detenção ocorreu no âmbito da Operação "Húbris", que está relacionada com o desaparecimento das armas de Tancos, e que resultou na detenção de outros cinco suspeitos. Segundo o comunicado da PGR, entre os detidos estão militares da GNR, investigadores da PJ Militar e um civil que poderá ter estado envolvido no próprio roubo das armas. O CM sabe que os militares da GNR detidos estão colocados na região do Algarve.

O Ministério Público já pediu a detenção de um militar do Exército em missão na República Centro Africana. O pedido, que visa um militar do Exército, foi feito pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) junto do Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas.


Cumprimentos
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Viajante em Setembro 26, 2018, 11:51:42 am
Então mas a polícia em vez de andar atrás das armas que desapareceram e ainda não apareceram andam atrás uns dos outros.  ;D :P Isto é um país do caraças... :jok: :jaja2:

Já agora, a do CM...  :P 8)

https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/alerta-cm--diretor-da-policia-judiciaria-militar-detido-em-lisboa (https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/alerta-cm--diretor-da-policia-judiciaria-militar-detido-em-lisboa)

Citar
Detidos diretor da PJ militar e comandante da GNR de Loulé Realizadas buscas na região da Grande Lisboa, Algarve, Porto e Santarém. MP pediu detenção de militar português na República Centro Africana.

Ler mais em: https://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/alerta-cm--diretor-da-policia-judiciaria-militar-detido-em-lisboa

O diretor da Policia Judiciária Militar – Coronel Luís Augusto Vieira – e o comandante da GNR de Loulé foram detidos na sede da PJ Militar, no Restelo, em Lisboa, por volta das 11h00 desta terça-feira. Estão a ser realizadas buscas na região da Grande Lisboa, Algarve, Porto e Santarém. Esta detenção ocorreu no âmbito da Operação "Húbris", que está relacionada com o desaparecimento das armas de Tancos, e que resultou na detenção de outros cinco suspeitos. Segundo o comunicado da PGR, entre os detidos estão militares da GNR, investigadores da PJ Militar e um civil que poderá ter estado envolvido no próprio roubo das armas. O CM sabe que os militares da GNR detidos estão colocados na região do Algarve.

O Ministério Público já pediu a detenção de um militar do Exército em missão na República Centro Africana. O pedido, que visa um militar do Exército, foi feito pelo Departamento Central de Investigação e Ação Penal (DCIAP) junto do Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas.


Cumprimentos

A PJ não apreciou nada a falta de cooperação da PJM e pior ficaram quando aparecem as armas na Chamusca/Santarém e estas são recolhidas por militares da GNR de..... Loulé?!?!? E só informam a PJ mais tarde, quando as armas já estavam na posse da PJM. Tudo demasiado estranho e surreal!
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Setembro 26, 2018, 12:26:42 pm
A teoria que existe atualmente é que os responsáveis do roubo ficaram com remorsos/medo e quiseram entregar as armas, um dos responsáveis do roubo é um ex-militar e ex-colega do comandante da GNR de Loulé, que por sua vez conhecia o director da PJM. Então arranjaram uma maneira de agradar a todos, as armas eram devolvidas anonimamente sem os responsáveis do roubo serem apanhados, e a PJM ficava bem vista por ter sido ela a descobrir as armas. contudo as coisas foram feitas como amadores e foram todos apanhados.

Tancos. Como o diretor da PJ Militar terá protegido assaltante e encenado operação para passar à frente da PJ
https://observador.pt/especiais/tancos-como-o-diretor-da-pj-militar-tera-protegido-assaltante-e-encenado-operacao-para-passar-a-frente-da-pj/ (https://observador.pt/especiais/tancos-como-o-diretor-da-pj-militar-tera-protegido-assaltante-e-encenado-operacao-para-passar-a-frente-da-pj/)
Citar
PJ acredita que não houve denúncia anónima: o local onde as armas foram encontradas foi combinado entre assaltante e elementos da PJM, escondendo a identidade do suspeito. Tudo por uma luta de poder.
Abram o link que a noticia é demasiado extensa para postar aqui, vale a pena
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Setembro 26, 2018, 01:38:16 pm
 :rir: :rir: :rir: :rir:

(https://scontent.flis5-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/42476420_2780919865267479_6838180649308782592_n.jpg?_nc_cat=102&oh=89043fc786244eb1ed08343cd600ab38&oe=5C253934)

Cumprimentos  8) :P
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Setembro 26, 2018, 02:08:42 pm
Acho que o mistério do desaparecimento também é fácil, o ladrão terá sido militar contratado, por sua vez conhecia outros militares que lhe disseram quais os pontos fracos da segurança dos paióis, que por sinal eram bem fracos, vedações degradadas, sistema de vídeo-vigilância avariado e patrulhas humanas pouco regulares, uma ou duas vezes por dia, sem pessoal permanente.

O que fico admirado é a GNR e PJM fazerem a vontade ao senhor ladrão por inveja sobre a PJ, então um gajo que está referenciado por tráfico de droga e de armas, vem com esta conversa e todos acham bem!!!

O que me deixa triste é que ainda à pouco tempo quando faziam aquelas sondagens nos jornais sobre que instituições do governo os portugueses mais confiavam, as Forças Armadas estavam sempre no top 3, mas com as ultimas situações isso vai mudar, Tancos, as messes da Força Aérea, as mortes nos Comandos, têm abalado a imagem dos militares. :'(
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Setembro 26, 2018, 03:11:11 pm
Acho que o mistério do desaparecimento também é fácil, o ladrão terá sido militar contratado, por sua vez conhecia outros militares que lhe disseram quais os pontos fracos da segurança dos paióis, que por sinal eram bem fracos, vedações degradadas, sistema de vídeo-vigilância avariado e patrulhas humanas pouco regulares, uma ou duas vezes por dia, sem pessoal permanente.

O que fico admirado é a GNR e PJM fazerem a vontade ao senhor ladrão por inveja sobre a PJ, então um gajo que está referenciado por tráfico de droga e de armas, vem com esta conversa e todos acham bem!!!

O que me deixa triste é que ainda à pouco tempo quando faziam aquelas sondagens nos jornais sobre que instituições do governo os portugueses mais confiavam, as Forças Armadas estavam sempre no top 3, mas com as ultimas situações isso vai mudar, Tancos, as messes da Força Aérea, as mortes nos Comandos, têm abalado a imagem dos militares. :'(

Não me parece que seja tão fácil assim. Vejamos só alguns exemplos: A PJM aparentemente sabia que ia haver roubo e nada fez, (resta saber porquê), sendo avisada pela PJ a qual limitou-se a avisar (porque alguém a avisou ou suspeitava, mas também ficou-se por aqui), além de que o tal civil e ex militar o qual é o único sem farda detido, com certeza não fez o roubo sozinho. Entretanto ao que parece, isto foi um rogobofe de denúncias e chamadas anónimas, que mesmo com a tal teoria portuguesa das capelinhas não explica tudo aos tropeções e a puxarem o tapete uns aos outros, já para não falar na inactividade das instituições em questão. Para dourar mais a pílula, o tal ladrão traficante de droga e armas, roubou primeiro e fez os contactos depois para tentar vender (tanto que só vendeu as munições de 9 mm e consta que foi do género de roubar os explosivos e deixar os detonadores  ;D ). Posso estar enganado, mas parece-me amadorismo quase anedótico, relativo à maior parte dos envolvidos.  :o ::)

De resto concordo, pois quem sofre é a imagem das Forças Armadas Portuguesas, mas com o desinvestimento que tem sido apanágio nos sucessivos governos (ver como estava Tancos, desde a falta de pessoal, à rede, passando pelo sistema de vigilância avariado à 2 anos, só para citar alguns exemplos) e com os roubos, que não são apenas este mas sim vários, sou da opinião que essa confiança vem a deteriorar-se desde à algum tempo atrás, com os culpados mais que conhecidos.

Saudações
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Setembro 26, 2018, 05:44:53 pm
A teoria que existe atualmente é que os responsáveis do roubo ficaram com remorsos/medo e quiseram entregar as armas, um dos responsáveis do roubo é um ex-militar e ex-colega do comandante da GNR de Loulé, que por sua vez conhecia o director da PJM. Então arranjaram uma maneira de agradar a todos, as armas eram devolvidas anonimamente sem os responsáveis do roubo serem apanhados, e a PJM ficava bem vista por ter sido ela a descobrir as armas. contudo as coisas foram feitas como amadores e foram todos apanhados.

Tancos. Como o diretor da PJ Militar terá protegido assaltante e encenado operação para passar à frente da PJ
https://observador.pt/especiais/tancos-como-o-diretor-da-pj-militar-tera-protegido-assaltante-e-encenado-operacao-para-passar-a-frente-da-pj/ (https://observador.pt/especiais/tancos-como-o-diretor-da-pj-militar-tera-protegido-assaltante-e-encenado-operacao-para-passar-a-frente-da-pj/)
Citar
PJ acredita que não houve denúncia anónima: o local onde as armas foram encontradas foi combinado entre assaltante e elementos da PJM, escondendo a identidade do suspeito. Tudo por uma luta de poder.
Abram o link que a noticia é demasiado extensa para postar aqui, vale a pena

E queriam fazer as coisas como na tropa. Lixa-se o mais pequeno e está resolvido. Neste caso o Sargento e restante pessoal de serviço.
Felizmente a PJ está habituada a pescar peixes bem maiores que estes. 
Espero bem que que não fique por aqui!!
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Setembro 26, 2018, 05:51:35 pm
(https://scontent.flis9-1.fna.fbcdn.net/v/t1.0-9/42585791_272306143409438_1138677593462013952_n.jpg?_nc_cat=109&oh=6646506bb4c6398d287bacdd0662276e&oe=5C223053)
Está resolvido o mistério!  ;D
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Setembro 26, 2018, 08:34:32 pm
O que a mim me espanta é que mais uma vez fica demonstrada a criminalidade e impunidade da mesma no seio das FA's e o pessoal continua em Tancos acatar ordens de incompetentes ou potenciais criminosos.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Setembro 27, 2018, 07:48:52 pm
Parece que a existência da PJM incomoda...

https://observador.pt/especiais/investigacao-a-tancos-uma-guerra-entre-duas-policias/

https://rr.sapo.pt/noticia/125763/policia-judiciaria-militar-um-alvo-a-abater

http://observador.pt/2018/09/27/tancos-advogado-fala-em-pressao-politica-sobre-a-pj
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: oi661114 em Setembro 27, 2018, 09:04:22 pm
Parece que a existência da PJM incomoda...

https://observador.pt/especiais/investigacao-a-tancos-uma-guerra-entre-duas-policias/

https://rr.sapo.pt/noticia/125763/policia-judiciaria-militar-um-alvo-a-abater

http://observador.pt/2018/09/27/tancos-advogado-fala-em-pressao-politica-sobre-a-pj

Está tudo dito... então o 1º artigo do Observador põe as coisas em pratos limpos.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Setembro 27, 2018, 10:38:09 pm
Parece que a existência da PJM incomoda...

https://observador.pt/especiais/investigacao-a-tancos-uma-guerra-entre-duas-policias/

https://rr.sapo.pt/noticia/125763/policia-judiciaria-militar-um-alvo-a-abater

http://observador.pt/2018/09/27/tancos-advogado-fala-em-pressao-politica-sobre-a-pj

Está tudo dito... então o 1º artigo do Observador põe as coisas em pratos limpos.

E vós acreditais?
Basta comparar as noticias de então com as de agora, para perceber que esse grupo de noticias foi cozinhado a pedido.
No que toca ao roubo de armas dos Fuzileiros e Comandos, nunca a PJM veio a público dizer nada, portanto tudo leva a crer que há muita toupeira e porcos dentro dessa força.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Setembro 28, 2018, 09:50:49 am
Parece que a existência da PJM incomoda...

https://observador.pt/especiais/investigacao-a-tancos-uma-guerra-entre-duas-policias/

https://rr.sapo.pt/noticia/125763/policia-judiciaria-militar-um-alvo-a-abater

http://observador.pt/2018/09/27/tancos-advogado-fala-em-pressao-politica-sobre-a-pj

Está tudo dito... então o 1º artigo do Observador põe as coisas em pratos limpos.

E vós acreditais?
Basta comparar as noticias de então com as de agora, para perceber que esse grupo de noticias foi cozinhado a pedido.
No que toca ao roubo de armas dos Fuzileiros e Comandos, nunca a PJM veio a público dizer nada, portanto tudo leva a crer que há muita toupeira e porcos dentro dessa força.

O problema a meu ver da PJM é que é feita por militares que preferem sempre abafar do que fazer justiça, e se para uns casos compreendo para outros ninguém percebe.

No caso dos comandos acho que a PJ e MP estão a exagerar um pouco e a alucinar, e a prova disso talvez seja falta de conhecimento do meio, ai a PJM podia fazer diferença agora em TANCOS tanto quanto se sabe a PJM meteu a pata na argola. Esquecendo o resto, e só pensando no facto de recolherem as armas sem peritagem do local revela ou uma incompetência extrema ou como se suspeita colaboração.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: PereiraMarques em Setembro 28, 2018, 10:26:54 am
And Now for Something Completely Different... :P

https://www.jn.pt/nacional/interior/caixa-com-mil-municoes-caiu-a-estrada-durante-transporte-no-barreiro-9918900.html
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Setembro 28, 2018, 10:39:30 am
And Now for Something Completely Different... :P

https://www.jn.pt/nacional/interior/caixa-com-mil-municoes-caiu-a-estrada-durante-transporte-no-barreiro-9918900.html

Tal & qual...tiveram sorte ..ou azar, sorte porque foi um bom samaritano e devolveu a caixa que encontrou às autoridades, azar porque se fosse um mitra que desse uso ao material ou o revendesse, quando chegassem a vale do zebro com menos essa caixa, iria provavelmente ficar diluida em acertos de carga de armazém e era como se não a tivessem perdido.

Se a caixa "caiu" podia estar mal acomodada e a viatura que usaram para o transporte das munições, quase de certeza que não cumpre o disposto para veiculos que transportem matérias perigosas, onde se incluem as munições...independentemente da quantidade. De qualquer modo creio que transportassem à vontade bem mais de 10x o que foi encontrado.
Normalmente quando material sensível é transportado, aquando da descarga é feita imediatamente uma contagem, para evitar dissabores, destes por exemplo.

É melhor a Força Aérea precaver-se antes que surja algo do género...já só faltam eles....
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Setembro 28, 2018, 11:37:45 am
E a GNR lol, pois a PSP também já perdeu 50 e tal Glocks.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Setembro 28, 2018, 12:20:19 pm
And Now for Something Completely Different... :P

https://www.jn.pt/nacional/interior/caixa-com-mil-municoes-caiu-a-estrada-durante-transporte-no-barreiro-9918900.html

Tal & qual...tiveram sorte ..ou azar, sorte porque foi um bom samaritano e devolveu a caixa que encontrou às autoridades, azar porque se fosse um mitra que desse uso ao material ou o revendesse, quando chegassem a vale do zebro com menos essa caixa, iria provavelmente ficar diluida em acertos de carga de armazém e era como se não a tivessem perdido.

Se a caixa "caiu" podia estar mal acomodada e a viatura que usaram para o transporte das munições, quase de certeza que não cumpre o disposto para veiculos que transportem matérias perigosas, onde se incluem as munições...independentemente da quantidade. De qualquer modo creio que transportassem à vontade bem mais de 10x o que foi encontrado.
Normalmente quando material sensível é transportado, aquando da descarga é feita imediatamente uma contagem, para evitar dissabores, destes por exemplo.

É melhor a Força Aérea precaver-se antes que surja algo do género...já só faltam eles....

Os espanhóis já perderam um míssil, por isso não era nada de inovador na FAP. lol
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Setembro 28, 2018, 02:34:21 pm
And Now for Something Completely Different... :P

https://www.jn.pt/nacional/interior/caixa-com-mil-municoes-caiu-a-estrada-durante-transporte-no-barreiro-9918900.html

Tal & qual...tiveram sorte ..ou azar, sorte porque foi um bom samaritano e devolveu a caixa que encontrou às autoridades, azar porque se fosse um mitra que desse uso ao material ou o revendesse, quando chegassem a vale do zebro com menos essa caixa, iria provavelmente ficar diluida em acertos de carga de armazém e era como se não a tivessem perdido.

Se a caixa "caiu" podia estar mal acomodada e a viatura que usaram para o transporte das munições, quase de certeza que não cumpre o disposto para veiculos que transportem matérias perigosas, onde se incluem as munições...independentemente da quantidade. De qualquer modo creio que transportassem à vontade bem mais de 10x o que foi encontrado.
Normalmente quando material sensível é transportado, aquando da descarga é feita imediatamente uma contagem, para evitar dissabores, destes por exemplo.

É melhor a Força Aérea precaver-se antes que surja algo do género...já só faltam eles....

Os espanhóis já perderam um míssil, por isso não era nada de inovador na FAP. lol

A Força Aérea a única coisa que perdeu relevante há uns anos foi uma hélice de C-130H em voo sobre o norte de África...mas também com 3 motores continua a voar na perfeição...

asalves seria sem dúvida inovador na FAP pois nunca perderam nenhum missil nem tão pouco dispararam nenhum míssil por engano como os espanhóis com um Typhoon no policiamento aéreo dos Bálticos...como o Ejército del Aire...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Setembro 28, 2018, 03:26:11 pm
And Now for Something Completely Different... :P

https://www.jn.pt/nacional/interior/caixa-com-mil-municoes-caiu-a-estrada-durante-transporte-no-barreiro-9918900.html

Tal & qual...tiveram sorte ..ou azar, sorte porque foi um bom samaritano e devolveu a caixa que encontrou às autoridades, azar porque se fosse um mitra que desse uso ao material ou o revendesse, quando chegassem a vale do zebro com menos essa caixa, iria provavelmente ficar diluida em acertos de carga de armazém e era como se não a tivessem perdido.

Se a caixa "caiu" podia estar mal acomodada e a viatura que usaram para o transporte das munições, quase de certeza que não cumpre o disposto para veiculos que transportem matérias perigosas, onde se incluem as munições...independentemente da quantidade. De qualquer modo creio que transportassem à vontade bem mais de 10x o que foi encontrado.
Normalmente quando material sensível é transportado, aquando da descarga é feita imediatamente uma contagem, para evitar dissabores, destes por exemplo.

É melhor a Força Aérea precaver-se antes que surja algo do género...já só faltam eles....

Os espanhóis já perderam um míssil, por isso não era nada de inovador na FAP. lol

Os Nuestros Hermanos comparados com os Russos são uns meninos  ;D




Cumprimentos  ;)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Setembro 28, 2018, 03:45:16 pm
And Now for Something Completely Different... :P

https://www.jn.pt/nacional/interior/caixa-com-mil-municoes-caiu-a-estrada-durante-transporte-no-barreiro-9918900.html

Tal & qual...tiveram sorte ..ou azar, sorte porque foi um bom samaritano e devolveu a caixa que encontrou às autoridades, azar porque se fosse um mitra que desse uso ao material ou o revendesse, quando chegassem a vale do zebro com menos essa caixa, iria provavelmente ficar diluida em acertos de carga de armazém e era como se não a tivessem perdido.

Se a caixa "caiu" podia estar mal acomodada e a viatura que usaram para o transporte das munições, quase de certeza que não cumpre o disposto para veiculos que transportem matérias perigosas, onde se incluem as munições...independentemente da quantidade. De qualquer modo creio que transportassem à vontade bem mais de 10x o que foi encontrado.
Normalmente quando material sensível é transportado, aquando da descarga é feita imediatamente uma contagem, para evitar dissabores, destes por exemplo.

É melhor a Força Aérea precaver-se antes que surja algo do género...já só faltam eles....

Os espanhóis já perderam um míssil, por isso não era nada de inovador na FAP. lol

A Força Aérea a única coisa que perdeu relevante há uns anos foi uma hélice de C-130H em voo sobre o norte de África...mas também com 3 motores continua a voar na perfeição...

asalves seria sem dúvida inovador na FAP pois nunca perderam nenhum missil nem tão pouco dispararam nenhum míssil por engano como os espanhóis com um Typhoon no policiamento aéreo dos Bálticos...como o Ejército del Aire...

Raphael, o F/E o/b nessa aeronave é um amigo meu, que posteriormente voou como F/E da DHL Express nos B723 e B752 durante uns vinte anos e contava essa história da perda do hélice em pleno voo e o que não causou mais estragos foi o facto de ser do motor nº 4 pois se fosse dos nº1 ou nº2 .......


Abraços
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Setembro 28, 2018, 03:55:03 pm
Tem-nos válido a Nossa Senhora do Ar  :D
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Setembro 28, 2018, 04:39:58 pm
Tem-nos válido a Nossa Senhora do Ar  :D

Podes crer !!!!

Abraços
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Setembro 28, 2018, 08:28:27 pm
Mais uma, depois a culpa é dos politicos:

Viatura da Marinha deixa cair caixa de munições. Caso está a ser investigado com "caráter de urgência" https://rr.sapo.pt/noticia/125851/viatura-da-marinha-deixa-cair-caixa-de-municoes-caso-esta-a-ser-investigado-com-carater-de-urgencia (https://rr.sapo.pt/noticia/125851/viatura-da-marinha-deixa-cair-caixa-de-municoes-caso-esta-a-ser-investigado-com-carater-de-urgencia)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Setembro 29, 2018, 11:25:31 am
Marinha conclui análise preliminar ao incidente ocorrido com a caixa de munições

Na sequência do incidente ocorrido no dia 26 de setembro, com a queda na via pública de uma caixa com munições, a Marinha abriu um processo de averiguações para determinar as causas e eventuais responsabilidades deste incidente.
28 DE SETEMBRO DE 2018, 22:00

Após a análise preliminar dos acontecimentos, a Marinha apurou:


1.   As cinco toneladas de material militar (explosivos e munições) proveniente da Lituânia foi conferido no período da tarde do dia 26 até ao final do dia 27 de setembro.

2.   Enquanto decorria o processo de conferência do material, foi recebida, no dia 27 de setembro, pelas 12h30, uma comunicação por parte da Direção-Geral de Recursos da Defesa Nacional, de que haveria uma caixa com 1000 munições de 9 mm, à guarda da Polícia de Segurança Pública de Setúbal.

3.   Foi de imediato verificada a existência de 41 caixas, apurando-se existir uma caixa em falta. Foi posteriormente recebida uma nova comunicação da PSP de Setúbal, com a inclusão de fotografias, que permitiu confirmar que o lote das munições da caixa à guarda da PSP pertencia ao material que retraiu da missão realizada na Lituânia.

4.   Apurou-se ainda que a queda inadvertida da caixa na via pública ocorreu durante o trânsito entre o Alfeite e Vale de Zebro, na zona do Seixal.

5.   O material militar que retraiu da Lituânia encontra-se todo conferido e acondicionado nos respetivos paióis na Escola de Fuzileiros, com a exceção da referida caixa de munições que se encontra à guarda da PSP de Setúbal.

 

A Marinha enaltece o apurado sentido e exemplo de cidadania de quem entregou a caixa de munições às autoridades policiais, o que permitiu manter este material em segurança

https://www.marinha.pt/pt/media-center/Noticias/Paginas/Marinha-conclui-analise-preliminar-ao-incidente-ocorrido-com-a-caixa-de-municoes.aspx
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: FoxTroop em Setembro 29, 2018, 01:48:58 pm
Não entendo. Isto era algo praticamente impossível de acontecer pois a viatura que levasse o material seria sempre seguida por outra de escolta. Qualquer coisa que caísse, e isso também é estranho pois diz muito sobre o acondicionamento da carga, seria logo detectada pela viatura da escolta. Não sei o que mais me preocupa, se é a falta de acondicionamento deste tipo de carga e a sua queda para a via publica, ou se o facto de andarem por aí com toneladas de material sensível sem as respectivas escoltas.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Setembro 29, 2018, 02:16:51 pm
A partir do momento que vi na A3 2 Pandur a circular sem qualquer escolta ou sinalização, já não me admiro de nada.

O relatório de incidentes foi apresentado, então e a consequência onde está?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Setembro 29, 2018, 02:18:46 pm
Parece que a existência da PJM incomoda...

https://observador.pt/especiais/investigacao-a-tancos-uma-guerra-entre-duas-policias/

https://rr.sapo.pt/noticia/125763/policia-judiciaria-militar-um-alvo-a-abater

http://observador.pt/2018/09/27/tancos-advogado-fala-em-pressao-politica-sobre-a-pj

Está tudo dito... então o 1º artigo do Observador põe as coisas em pratos limpos.

Para quem ainda é crente:

Tancos. Diretor da PJM confessa que aparecimento das armas foi encenado - https://expresso.sapo.pt/fb-instant-articles/2018-09-29-Tancos.-Diretor-da-PJM-confessa-que-aparecimento-das-armas-foi-encenado#gs.QJes26E
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: FoxTroop em Setembro 29, 2018, 04:12:43 pm
Camuflage, é aterrador verificar a cada dia que passa o nível de podridão moral e total falta do mínimo sentido de dever e missão da maioria dos detentores de cargos da esfera da soberania. Desde a Politica à Justica, passando pela Segurança e Defesa, tudo é jogado na teia de interesses imediatos e mesquinhos, em jogadas de vantagens pessoais onde o superior interesse das Instituições e Nação é apenas uma rodapé.

Depois temos uma guerra de informação e desinformação, com pasquins ranhosos do calibre o Observador, a jogar todo o tipo de palha e lama ao ar a ver o que pega e para distrair, no meio do ruido de fundo, daquilo que importa saber. Sujando tudo com mentiras e suspeições ao ponto de já ninguém acreditar em nada e irmos andando anestesiados de escândalo em escândalo. Basta lembrar a pouca vergonha da foto do jantar do Sócrates que nada tinha a ver com a nova procuradora e os imbecis foram todos atrás a colocar a indignação de capados impotentes nas redes sociais sem sequer olhar para a foto….


Militares exigem respeito, os juízes exigem respeito, os policias exigem respeito, mas nenhum deles se dá ao respeito, com a conivência cobarde deste povo.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Setembro 29, 2018, 04:44:04 pm
https://www.publico.pt/2018/09/28/sociedade/noticia/tancos-director-da-pj-militar-confessou-encenacao-mas-invocou-interesse-nacional-1845674

Outro jornal com o artigo da confissão.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Setembro 29, 2018, 08:13:43 pm
GNR e Polícia Militar foram buscar armas a casa da avó do assaltante: https://sicnoticias.sapo.pt/especiais/assalto-em-tancos/2018-09-29-GNR-e-Policia-Militar-foram-buscar-armas-a-casa-da-avo-do-assaltante

A mim não me resta dúvidas que o traficante é um menino filho de algum oficial militar/juiz/politico e quiseram safa-lo de ser punido com uma pena elevada por se tratar de um crime grave. Tinha as costas bem quentes.
O director da PJM dá a mão à palmatória por não ter como fugir, exclui os outros e alguém vai ter que fazer algo por ele, pois eu garanto-vos que não vai preso na altura do julgamento (daqui por uns anos como já se sabe).
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 03, 2018, 10:48:58 am
Major da PJM titular da investigação de Tancos: "Isto ainda vai acabar com eles a prenderem-nos"

Vasco Brazão, que esta terça-feira, 2, começou a ser ouvido pelo juiz de instrução do caso das armas roubadas em Tancos, é dono de segredos incómodos. E já previa tudo o que aconteceu há uma semana

uando saía de algum local e se dirigia ao seu carro, a começar logo de manhã antes do percurso casa-trabalho, o major Vasco Brazão, titular, na Polícia Judiciária Militar (PJM), das investigações ao roubo de armas nos paióis de Tancos, em 29 de junho de 2017, inspecionava o veículo "de alto a baixo", relatam à VISÃO testemunhas oculares. Mesmo após essa certificação, contam aquelas fontes, guiava com espreitadelas frequentes ao espelho retrovisor e, de repente, acelerava e guinava numa curva à direita e, depois, à esquerda. "Lá vêm os tipos a perseguir-me", dizia o militar, que trajava sempre à civil. Os "tipos", ao que explicava, eram inspetores da Unidade Nacional de Contra-Terrorismo (UNCT), da PJ, que também investigavam o assalto em Tancos.

Vasco Brazão afirmava suspeitar de que elementos da UNCT colocavam à socapa localizadores nos automóveis descaracterizados da equipa que liderava na PJM. "Houve depois incidentes que o convenceram de que estava certo", dizem as fontes citadas. Por exemplo, em diligências de vigilância relacionadas com as investigações ao roubo de Tancos, os militares, ao chegarem aos locais, "eram surpreendidos pela presença de equipas da UNCT". Mas o primeiro conflito aconteceu logo a seguir ao assalto: a PJM queria fazer buscas a vários suspeitos, intenção que a UNCT, então chefiada por Luís Neves (que entretanto ascendeu a diretor nacional da PJ), considerou "extemporânea".

Muito provavelmente, estes são alguns dos "equívocos" que, segundo o advogado Ricardo Sá Fernandes, defensor de Vasco Brazão, o major "pretende esclarecer" junto do juiz de instrução que acompanha o inquérito da "Operação Húbris", centrada no aparecimento forjado pela Judiciária Militar, na madrugada de 18 de outubro do ano passado, na Chamusca, numa valeta rodeada de canaviais, de material bélico roubado em Tancos, e que já resultou na prisão preventiva do à época diretor-geral da PJM, coronel Luís Augusto Vieira, e de João Paulino, ex-fuzileiro de 32 anos, tido como o líder do grupo que assaltou os paióis. Vasco Brazão encontrava-se agora numa missão na República Centro-Africana. Chegou a Lisboa ao fim do dia desta segunda-feira, 1, e, já sob detenção, passou a noite na cadeia de Tomar. Ao princípio da tarde desta terça-feira, 2, começou a ser ouvido pelo juiz de instrução.

Asseguram as fontes consultadas pela VISÃO que outro dos "equívocos" que o major deverá referir ao magistrado relaciona-se com um informador confidencial da PJ, que a PJM considerava uma peça-chave na investigação ao roubo de Tancos. Numa escuta telefónica, no início de 2017, esse indivíduo, residente no Algarve e conhecido no mundo do crime pela capacidade de abrir todo o tipo de fechaduras, foi apanhado pela PJ a dizer, numa conversa, que estava a ser preparado um assalto a uma instalação militar na zona de Leiria. Por razões que ainda se encontram por esclarecer, a PJ não deu conta dessa informação à chefia das Forças Armadas e, cerca de seis meses depois, aconteceu o assalto em Tancos. Ao Presidente da República, chegou de forma veemente o protesto dos militares, que teriam subido o nível de alerta caso lhes fosse transmitida a existência das suspeitas de um assalto a um quartel.

Na interceção telefónica referida, o indivíduo em causa dizia que tinha sido convidado a participar no roubo, mas que iria declinar. A PJM, porém, sempre acreditou que este suspeito interveio mesmo no assalto. Sem consequências. Em privado, dirigentes da Judiciária Militar desabafavam que o "craque" das fechaduras era para a PJ uma "espécie de intocável", um informador que a Judiciária civil "protegia desmedidamente" - insuflando as suspeitas de alegados "negócios escuros" para a resolução de crimes.

UNHA COM CARNE

Para a PJM, o DCIAP (Departamento Central de Investigação e Ação Penal), do Ministério Público, e a PJ tardavam em atuar. As reuniões de Vasco Brazão com os procuradores do DCIAP Vítor Magalhães e João Melo, titulares do processo, e elementos da UNCT, da PJ, eram "conversas de surdos", queixava-se o major junto da sua equipa. "Não lhe davam informação nenhuma e bombardeavam-no com perguntas", sustentam as fontes próximas do militar. E depois ocorriam humilhações, alegam essas fontes, como a de a PJ não facultar à PJM dados sobre os telefones usados na área na altura do roubo em Tancos.

Cabe aqui sublinhar que a admiração de Vasco Brazão pelo seu diretor-geral se consolidou muito por ocasião do "processo dos Comandos". Oficial Comando, o coronel Luís Vieira deu carta branca ao major e à sua equipa na investigação das mortes, em setembro de 2016, dos recrutas Hugo Abreu e Dylan da Silva, na sequência de "golpes de calor" e desidratação extrema, na "Prova Zero" do curso nº 127 daquela força especial. Apenas um mês após as mortes dos dois instruendos, a procuradora Cândida Vilar, do DIAP (Departamento de Investigação e Ação Penal) de Lisboa, recebeu da PJM um relatório intercalar, já com propostas de constituição de arguidos.


A magistrada acolheu essas sugestões e, com o desenrolar das averiguações, exarou, em junho de 2017, um despacho de acusação em que atribui a 19 arguidos, oficiais, sargentos e praças, o crime de abuso de autoridade por ofensa à integridade física (em graus diferentes), que o Código de Justiça Militar pune com prisão de oito a 16 anos. Isabel Sesifredo, juíza de instrução criminal, aprovou na íntegra o libelo acusatório do MP e emitiu o respetivo despacho de pronúncia. O início do julgamento esteve marcado para o passado dia 27, mas o arranque foi adiado por 30 dias devido a questões processuais ainda por dirimir.

Por altura das investigações do "processo dos Comandos", em novembro de 2016, a PJM já registara um assinalável êxito, em colaboração com a Unidade Nacional de Combate à Corrupção, da PJ (neste caso, a interação entre as duas polícias correu sobre rodas): a "Operação Zeus" desmantelou uma rede de corrupção e sobrefaturação que se estendia por 12 messes da Força Aérea, de Norte a Sul do País. As averiguações culminaram num mega despacho de acusação do MP com 86 arguidos (40 militares e 46 empresários).

A cumplicidade profissional e pessoal entre o diretor-geral da PJM, coronel Luís Vieira, e Vasco Brazão foi-se cimentando. Às tantas, o major já acumulava as funções de coordenador de investigação criminal com as de porta-voz da Judiciária Militar. Eram unha com carne e manobravam ambos nos bastidores políticos, judiciais e militares no sentido de reverter a decisão da procuradora-geral da República, Joana Marques Vidal, que, introduzindo no assalto a Tancos a suspeita de terrorismo, atribuiu as investigações à UNCT da PJ, colocando a PJM como "coadjuvante". Pela letra da lei, porém, o roubo era um "crime estritamente militar" e, por isso, de "investigação exclusiva" da PJM.

Para convencer os interlocutores, os dirigentes da Judiciária Militar apresentavam um parecer que informalmente tinham pedido ao jurista Rui Pereira, ex-ministro da Administração Interna, que aceitou analisar "a questão da conexão entre crimes previstos no Código Penal e na Lei de Combate ao Terrorismo ou outra qualquer legislação avulsa e os crimes previstos no Código de Justiça Militar". Com data de 4 de agosto de 2017, o parecer de Rui Pereira, a que a VISÃO teve acesso, dava razão aos argumentos da direção da PJM. "O artigo 113º do Código de Justiça Militar é, inequivocamente, uma norma especial quanto às normas do Código Penal, visto que regula especificamente a questão do concurso entre crimes militares e não militares, estabelecendo que 'a conexão não opera entre processos que sejam e processos que não sejam de natureza estritamente militar'. Assim, nestes casos, nunca é admitida a conexão de processos", lê-se no documento assinado pelo jurista e ex-governante.

Mas das discretas pressões nada resultou. O processo atravessou estagnado todo o verão de 2017, até que o coronel Luís Vieira e o major Vasco Brazão resolveram aproveitar uma oportunidade única para encenar o reaparecimento do material militar roubado em Tancos - decisão que o ex-diretor-geral da PJM justificou agora ao juiz de instrução com o "interesse nacional". Resumindo, para encurtar razões: em pânico com o impacto mediático do roubo, o alegado líder do grupo que assaltou os paióis de Tancos, o ex-fuzileiro João Paulino, contactou e encontrou-se com um amigo de infância, o ex-paraquedista Bruno Ataíde, que ingressara na GNR e trabalhava no Núcleo de Investigação Criminal do Destacamento de Loulé. Paulino disse a Ataíde que talvez pudesse saber do paradeiro das armas, mas antes do que viesse a ser feito tinham de lhe assegurar que nada lhe aconteceria. O antigo paraquedista passou a informação ao seu superior, o sargento-ajudante Lima Santos, o qual transmitiu-a a um contacto que tinha na PJM. E o embuste começou a ser cuidadosamente preparado, com total autorização e encobrimento do diretor-geral, coronel Luís Vieira, o qual garantiu a imunidade a João Paulino.

E às três da manhã de 18 de outubro de 2017, uma quarta-feira, o titular da investigação da PJM, major Vasco Brazão, que por acaso estava de piquete nessa semana, foi acordado por uma chamada anónima a alertar para a presença de material de guerra abandonado num local ermo na Chamusca. Só a meio da manhã desse dia, quando 264 unidades de explosivo plástico e mais de 200 granadas, incluindo granadas-foguete antitanque, já tinham sido transportadas para o campo militar de Santa Margarida, com a colaboração de elementos da GNR de Loulé, é que a PJM informou os procuradores do DCIAP titulares do processo e a UNCT da PJ do aparecimento de material militar roubado em Tancos. Faltavam, no entanto, 1 500 munições de 9mm, que a Judiciária Militar dizia acreditar que eram o objetivo do assalto. Na altura em Bruxelas, o primeiro-ministro, António Costa, felicitou a PJM e a GNR pela descoberta do arsenal.

Contudo, no mês seguinte, novembro, o major Vasco Brazão mostrava-se particularmente agitado - a ponto de confidenciar o inimaginável aos seus próximos: "Isto ainda vai acabar com eles a prenderem-nos." Acertou em cheio. Há precisamente uma semana, foi desencadeada a "Operação Húbris", designação que deriva de um conceito grego que se aplica a tudo o que ultrapassa os limites. Cinco procuradores do DCIAP e uma centena de inspetores e peritos da PJ fizeram buscas em vários locais nas zonas da Grande Lisboa, Algarve, Porto e Santarém, e detiveram oito pessoas - o então diretor-geral da Judiciária Militar, coronel Luís Vieira, três responsáveis da PJM, três elementos do Núcleo de Investigação do Destacamento de Loulé da GNR, e o suspeito civil, João Paulino. O juiz de instrução decretou a prisão preventiva do coronel e de Paulino, e os restantes seis arguidos ficaram em liberdade, embora sujeitos, além do termo de identidade e residência, à suspensão do exercício de funções, proibição de contacto com os coarguidos e com quaisquer militares das Forças Armadas, da GNR e elementos da PJM.

No momento em que estas linhas são escritas, desconhece-se a medida de coação aplicada pelo juiz a Vasco Brazão. Mas ainda na República Centro-Africana, o major elogiou na sua página do Facebook a "integridade" e a "coragem moral" do seu ex-superior, coronel Luís Vieira. Quanto a si próprio, confessou-se "arrependido, mas de consciência tranquila". Uma contradição nos termos muito adequada a toda esta trapalhada.

http://visao.sapo.pt/actualidade/sociedade/2018-10-03-Major-da-PJM-titular-da-investigacao-de-Tancos-Isto-ainda-vai-acabar-com-eles-a-prenderem-nos
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Outubro 03, 2018, 03:30:27 pm
https://www.dn.pt/poder/interior/almirante-diz-que-investigadores-da-pj-militar-nao-sabem-o-que-e-ser-policia-9943359.html

Acho que uma boa opção, fosse manter a PJM mas constituída por militares da GNR, outra coisa também poderia ser mudar o nome à Força, Polícia Judiciária Militar acho demasiado parecido com Polícia Judiciária e faz logo as pessoas pensarem que uma é uma cópia da outra, devia ser algo tipo departamento de investigação do MdN, qualquer coisa desse género.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Outubro 04, 2018, 12:20:42 pm
Tancos. Investigador da PJM garante que ministro sabia da encenação
https://observador.pt/2018/10/04/tancos-investigador-da-pjm-garante-que-ministro-sabia-da-encenacao/
Citar
O investigador da PJ Militar garantiu em tribunal que o ministro da Defesa e o seu chefe de gabinete souberam do encobrimento do roubo um mês depois da recuperação das armas. Azeredo Lopes nega.

O investigador da Polícia Judiciária (PJ) Militar, major Vasco Brazão, garantiu ao juiz de instrução do caso do assalto a Tancos ter dado conhecimento ao gabinete do ministro Azeredo Lopes da encenação montada na Chamusca mais de um mês após a recuperação do arsenal, avança o Expresso. O jornal já confrontou o ministro da Defesa com as informações que as contestou, negando ter tido qualquer conhecimento.

As declarações foram feitas durante o interrogatório de oito horas, esta terça-feira, dia 2, no Campus de Justiça. Na ocasião, o investigador assegurou ao juiz que tanto ele como o diretor da PJ Militar, o coronel Luís Vieira, terão dado conhecimento ao ministro da Defesa da encenação montada na Chamusca em conjunto com a GNR de Loulé em torno da recuperação das armas furtadas nos paióis de Tancos. Essa comunicação terá sido feita por escrito, no final do ano passado e já depois das armas desaparecidas terem sido recuperadas, num memorando que descrevia todo o esquema montado, avança o Expresso. O jornal conta que esse memorando foi entregue ao chefe de gabinete de Azeredo Lopes que terá contactado telefonicamente o ministro, momento que terá ainda sido testemunhado por dois militares da PJM.

Declarações que o ministro não comenta ao abrigo do segredo da Justiça, tendo apenas respondido à pergunta sobre se teve conhecimento da encenação feita à volta do roubo do arsenal de Tancos: um categórico “não”, tanto antes da operação em outubro como depois dela, no final de 2017.


Recorde-se que, em outubro do ano passado um grupo de cinco militares da PJM e três da GNR de Loulé combinaram com um dos presumíveis autores do furto a entrega das armas, comprometendo-se em contrapartida a não informar a PJ e o Ministério Público daquela operação. Para isso, montaram uma operação de encobrimento, transportando as armas do terreno onde estavam escondidas, na propriedade de familiares do suspeito, para um baldio na Chamusca. A recuperação do arsenal foi divulgada em comunicado a 18 de outubro.
Ministro reconhece “embaraço” pelo envolvimento de militares em Tancos

Azeredo Lopes reconheceu esta quinta-feira que preferiria “mil vezes” que se pudesse olhar para Tancos como “uma questão bem resolvida”, e assumiu o embaraço causado pelo envolvimento de militares numa investigação criminal.

    Se me pergunta se é agradável todo o conjunto de situações que tem vindo a lume, não, não é. Estaria a mentir. Preferia mil vezes que tudo isto não tivesse ocorrido, preferia mil vezes que a investigação já pudesse estar concluída, preferia mil vezes que pudéssemos olhar para Tancos como uma questão bem resolvida”, declarou aos jornalistas em Bruxelas.

Questionado sobre se a detenção do o major Vasco Brazão, que estava na República Centro-Africana em serviço com o contingente português da força das Nações Unidas, foi motivo de embaraço durante o encontro dos ministros da Defesa da NATO, o governante argumentou que esta causou apenas “o embaraço e o lado desagradável de qualquer militar que esteja envolvido numa investigação criminal”.

    É o único embaraço que essa situação causa. Agora, repito, respeito muito duas coisas: primeiro, aquilo que está sob segredo de Justiça, segundo a presunção de inocência. O aspeto que é menos bom é qualquer militar ver-se envolvido em qualquer investigação criminal”, completou.

Na segunda-feira chegou a Portugal e foi detido o major Vasco Brazão, que também foi porta-voz da Polícia Judiciária Militar. Segundo o Ministério Público, em causa estão “factos suscetíveis de integrarem crimes de associação criminosa, denegação de justiça, prevaricação, falsificação de documentos, tráfico de influência, favorecimento pessoal praticado por funcionário, abuso de poder, recetação, detenção de arma proibida e tráfico de armas”.

A Polícia Judiciária deteve, em 25 de setembro, no âmbito da Operação Húbris, que investiga o caso da recuperação das armas furtadas em Tancos, o diretor e outros três responsáveis da Polícia Judiciária Militar, um civil e três elementos do Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Loulé. Na sexta-feira, o Tribunal de Instrução Criminal de Lisboa decretou prisão preventiva para o diretor da Polícia Judiciária Militar, Luís Vieira, e para o civil. O furto de material militar dos paióis de Tancos – instalação entretanto desativada – foi revelado no final de junho de 2017. Entre o material furtado estavam granadas, incluindo antitanque, explosivos de plástico e uma grande quantidade de munições.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Outubro 04, 2018, 01:30:00 pm
Pode ser que seja desta que o mister Magoo vá com os porcos...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Outubro 05, 2018, 07:09:15 am
Pode ser que seja desta que o mister Magoo vá com os porcos...

Se vai o mister 20 milhões aparece um novo mister mas, desta vez, um mister quinze milhões, ou até menos, andamos mesmo na merda com esta gentalha que não tem sentido nenhum de responsabilidade daí eu lhes chamar os IrResponsáveis politicos  :rir:
Até dá vontade de choras estamos mesmo entregues aos " Porcos ", sem ofensa para os ditos !!

Abraços
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: PereiraMarques em Outubro 05, 2018, 10:09:59 pm
Não conheço o sr. Major mas dou-lhe um louvor e uma medalha...

https://dre.pt/home/-/dre/108068719/details/maximized?serie=II&dreId=108068708/en
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Outubro 08, 2018, 10:53:45 am
Coincidências... ::) ::)

https://www.dn.pt/edicao-do-dia/08-out-2018/interior/general-que-se-demitiu-por-causa-de-tancos-em-reuniao-do-cds-9964806.html (https://www.dn.pt/edicao-do-dia/08-out-2018/interior/general-que-se-demitiu-por-causa-de-tancos-em-reuniao-do-cds-9964806.html)

Citar
General que se demitiu por causa de Tancos em reunião do CDS
Os centristas divulgaram ontem o programa da sua próxima Escola de Quadros. A reunião decorrerá nas vésperas da entrega do OE 2019 na Assembleia da República.

Em julho de 2017, o general Faria de Meneses demitiu-se do cargo de comandante das Forças Terrestres por discordar da decisão do chefe do Exército, general Rovisco Duarte, de exonerar cinco comandantes, no caso do assalto a Tancos. No próximo dia 12 de Outubro, o general, desde então na reserva, será o principal orador numa conferência do CDS sobre "os desafios da Defesa Nacional".

A conferência decorrerá num hotel de Peniche, no segundo dia da Escola de Quadros que o CDS ali organizará de 11 a 14 de Outubro. Com cem jovens participantes previstos, a Escola de Quadros dos centristas terá nas questões da Defesa Nacional um dos seus temas principais.

A questão de Tancos tem sido uma das principais bandeiras do CDS - foi o partido que propôs no Parlamento uma comissão parlamentar de inquérito ao caso. Os centristas também há muito que dizem que nem o ministro da Defesa, Azeredo Lopes, nem o chefe do Exército, general Rovisco Duarte, têm condições para se manterem em funções.

O tema principal será, porém, a questão europeia. "Futuro da Europa", "Portugal na Europa", "Que direita para a Europa". Estes são alguns dos temas dos debates da Escola de Quadros do CDS.

A aproximação das eleições europeias (junho de 2019) e o facto de o CDS ser por ora o único partido parlamentar com um cabeça-de-lista escolhido (o eurodeputado Nuno Melo) ditaram a opção do partido, segundo disse ao DN Diogo Feio, principal organizador da Escola de Quadros.


(https://cdn.cmjornal.pt/images/2017-07/img_757x498$2017_07_11_12_14_25_647280.jpg)

Cumprimentos
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 08, 2018, 08:47:05 pm
Não conheço o sr. Major mas dou-lhe um louvor e uma medalha...

https://dre.pt/home/-/dre/108068719/details/maximized?serie=II&dreId=108068708/en

Diz que não sabe de nada do que se passa mas no louvor até parece que é ele que faz tudo...

É o normal nas chefias das FA...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Outubro 09, 2018, 10:07:02 pm
Uns meninos estes gajos de Tancos pá. Sub - alugavam umas casitas a turistas como outros fazem e se calhar "safavam-se com uma repreensão escrita"  ;D ;)

https://zap.aeiou.pt/militares-subalugam-casas-estado-221559 (https://zap.aeiou.pt/militares-subalugam-casas-estado-221559)

Citar
Segundo revela esta terça-feira o Diário de Notícias, casas do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA) alugadas a militares têm sido usadas como alojamento local para turistas estrangeiros.

Na sua edição desta terça-feira, o Diário de Notícias avança que casas do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA) alugadas a militares, em Lisboa, têm sido usadas como alojamento local para turistas estrangeiros.

Um dirigente do IASFA afirmou que “já chegou ao nosso conhecimento e é preocupante, até porque tem a ver com o património da Ação Social Complementar”. Além disso, a preocupação inerente prende-se também com o momento gravidade que o IASFA vive neste momento. O diigente preferiu o anonimato por não estar autorizado a falar sobre o caso.

Confrontado, o Ministério da defesa desconhece a situação. Fonte oficial do gabinete de Azeredo Lopes disse ao Diário de Notícias que não é o ministério, mas sim o IASFA que tem de responder sobre esta matéria.

(https://zap.aeiou.pt/wp-content/uploads/2018/10/4d18db80e353e526ad6d42a62aaa29be-783x450.jpg)

Cumprimentos  :P 8)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Lightning em Outubro 10, 2018, 12:26:16 am
Anda sempre meio mundo a tentar enganar o outro meio, infelizmente em Portugal somos assim... :(
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Outubro 10, 2018, 07:17:30 am
Uns meninos estes gajos de Tancos pá. Sub - alugavam umas casitas a turistas como outros fazem e se calhar "safavam-se com uma repreensão escrita"  ;D ;)

https://zap.aeiou.pt/militares-subalugam-casas-estado-221559 (https://zap.aeiou.pt/militares-subalugam-casas-estado-221559)

Citar
Segundo revela esta terça-feira o Diário de Notícias, casas do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA) alugadas a militares têm sido usadas como alojamento local para turistas estrangeiros.

Na sua edição desta terça-feira, o Diário de Notícias avança que casas do Instituto de Ação Social das Forças Armadas (IASFA) alugadas a militares, em Lisboa, têm sido usadas como alojamento local para turistas estrangeiros.

Um dirigente do IASFA afirmou que “já chegou ao nosso conhecimento e é preocupante, até porque tem a ver com o património da Ação Social Complementar”. Além disso, a preocupação inerente prende-se também com o momento gravidade que o IASFA vive neste momento. O diigente preferiu o anonimato por não estar autorizado a falar sobre o caso.

Confrontado, o Ministério da defesa desconhece a situação. Fonte oficial do gabinete de Azeredo Lopes disse ao Diário de Notícias que não é o ministério, mas sim o IASFA que tem de responder sobre esta matéria.

(https://zap.aeiou.pt/wp-content/uploads/2018/10/4d18db80e353e526ad6d42a62aaa29be-783x450.jpg)

Cumprimentos  :P 8)

Esta é outra situação que o Ministro nada sabe... mas vai indagar !
O que é que este sr Ministro anda a fazer, para nunca saber nada de nada ????
Se for figura de corpo presente a dele até é um pouquito fraca, será por isso que ninguém dá por ele, e, como tal, não lhe contam nada, só pode .  :N-icon-Axe:

Mas que é um BOM ACTIVO do LÁ ISSO É, haja quem o afirme !!
Mas, se este Ministro é um BOM ACTIVO, como serão os que não são BONS ACTIVOS ????
Nem quero pensar .

Abraços
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Outubro 10, 2018, 09:16:21 am

(https://zap.aeiou.pt/wp-content/uploads/2018/10/4d18db80e353e526ad6d42a62aaa29be-783x450.jpg)

Ai estão eles o Costa Maverick  :2gunsfiring: e o Azeredo Goose Lopes  :G-bigun:
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 10, 2018, 11:22:29 am
“Azerelho” Lopes: uma vergonha para Portugal e uma afronta para os militares portugueses

A última revelação sobre a trama do roubo de material militar de Tancos é gravíssima. Afinal, o ministro da Defesa terá (alegadamente) participado na encenação da recuperação do material, cirurgicamente colocado na Chamusca. Para quê? Para que o assunto ficasse encerrado, não deixando prolongar a discussão política em seu torno com o consequente desgaste político para o PS

1. Escrevemos no nosso último artigo aqui no i que os jornalistas e políticos portugueses são sempre deveras audazes na formulação de lições de cidadania e de decência política aos povos estrangeiros – esquecendo-se, no entanto, de praticar tal doutrina entre nós. Se exigem que os jornalistas brasileiros sejam especialmente implacáveis no escrutínio das posições políticas de Jair Bolsonaro, já preferem que a incompetência de António Costa seja tratada com especial reverência; se exigem uma revolta dos jornalistas americanos contra o presidente Donald Trump, já optam por manter um estilo de pura propaganda em benefício da geringonça cá no burgo. É o ancestral problema das elites portuguesas – falam muito, doutrinam demais; fazem muito pouco (ou mesmo nada). Esta realidade ficou (uma vez mais!) bem visível no passado fim de semana: enquanto os portugueses ficavam a saber que, afinal, o caso Tancos ainda pode ser mais tragicamente patético do que já é, os média portugueses divertiam-se a cobrir o convívio envolvendo os ícones do esquerdismo irresponsável europeu, António Costa e Pedro Sánchez.

 

2. Na verdade, temos dúvidas se o caso de Tancos deve ser qualificado como tragicamente patético ou pateticamente trágico. Temos, no entanto, uma certeza: Azeredo Lopes é a personalidade política mais desastrada que o Portugal democrático já conheceu. O Partido Socialista conseguiu bater um novo recorde: comparado com Azeredo Lopes, Mário Lino até se assemelha a algo parecido com um estadista. É assim: em países normais, com um mínimo de sentido de exigência e de rigor políticos, alguém que manipulou uma entidade reguladora (a ERC!) em benefício partidário seria excluído de qualquer cogitação para ocupar cargos públicos, muito menos de natureza ministerial. Pois bem, em Portugal, graças à cultura de impunidade e de prepotência que grassa no PS, Azeredo Lopes fez fretes a militantes socialistas e protegeu o PS, absolvendo-o de verdadeiros ataques ao Estado de direito democrático – logo, o PS só poderia agraciar tal personagem. Agora conhecemos a explicação para as inexplicáveis decisões da ERC, liderada por Azeredo, nos casos que envolveram a perseguição que o ex-primeiro-ministro José Sócrates moveu contra jornais e jornalistas livres (com destaque para o “Sol”): Azeredo Lopes queria ser ministro. E, aquando do regresso dos socialistas ao poder, a fatura política foi paga.

 

3. E que fatura! O PS – e o homem que nunca deixa de utilizar a máquina do Estado para agraciar amigos, frequentemente com estatutos jurídicos dúbios, António Costa – presenteou Azeredo Lopes com a liderança de uma pasta que se encontra no âmago da autoridade do Estado. Se há ministério que exige uma personalidade de respeito, com competência reconhecida e um passado imaculado, esse é o Ministério da Defesa – e isso é tudo aquilo que o atual ministro não tem. Aliás, Azeredo Lopes já é conhecido, nas esferas militares e do Estado, como o “Azarelho” Lopes: porque, de facto, o senhor é excessivamente azarado. Por onde passa, só acontecem tragédias. Efetivamente, Azeredo Lopes faz-nos lembrar aquelas pessoas que passam por um incêndio e julgam que nada está acontecendo – ou que se trata apenas de um barbecue mais animado. Azeredo Lopes tem uma capacidade singular para ignorar o óbvio – e permanecer na óbvia ignorância sobre tudo. E este senhor trata da proteção do território nacional contra ameaças externas – está tudo dito sobre a decadência política nacional em tempos de geringonça. Na nossa opinião, Azeredo é sobretudo um “Azerelho” Lopes – como dizia a minha avó, é um verdadeiro aselha. É a personificação da mais pura da aselhice política (não cuidaremos aqui de tratar dessa questão magna que tem dividido linguistas sobre saber se se escreve “aselhice” ou “azelhice” – por nós, nos tempos que correm, é claramente com “z”… de Azeredo).

 

4. Ora, a última revelação sobre a trama do roubo de material militar de Tancos é gravíssima. Afinal, o ministro da Defesa terá (alegadamente) participado na encenação da recuperação do material, cirurgicamente colocado na Chamusca. Para quê? Para que o assunto ficasse encerrado, não deixando prolongar a discussão política em seu torno com o consequente desgaste político para o PS. Estamos, pois, perante um novo nível de sofisticação de propaganda política: um ministro que tutela uma pasta crucial para a afirmação da autoridade do Estado aceita branquear um ato criminoso para evitar o ruído negativo para a imagem do Partido Socialista. Isto demonstra exemplarmente o modo de atuação do governo socialista: tudo se resume à gestão da sua imagem, à difusão da sua propaganda – e ao controlo absoluto da máquina do Estado. Um projeto de desenvolvimento sustentável para o nosso país? Absolutamente irrelevante para o PS. Para os socialistas, só interessa conquistar, manter e controlar o poder. E os privilégios próprios que só o poder proporciona.

 

5. Exige-se, de imediato, a demissão de Azeredo Lopes, sob pena de descrédito completo do Estado português. Como é que este senhor vai representar Portugal nas reuniões da NATO e mostrar que o nosso país é um parceiro confiável, competente e sério – quando este é o mesmo ministro que terá participado numa ação de encobrimento de roubo de material militar? Em vez de repor a autoridade, Azeredo Lopes agravou a desautoridade. Este episódio já circula nos meios diplomáticos internacionais e tornou Portugal uma paródia internacional. De aliado de confiança passámos a aliado da desconfiança (e da comédia!). Sempre que Azeredo abrir a boca em reuniões internacionais será tão cómico quanto ouvir George Costanza (a icónica personagem da série “Seinfeld”) discorrer sobre geoestratégia política e segurança.

 

6. No dia 5 de outubro, os jornalistas poderiam ter exigido uma explicação de António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa, como seria expetável numa democracia saudável e com vitalidade. Ao invés, quedámo- -nos pelas doutas apreciações do chefe de Estado (e comandante supremo das Forças Armadas) e do chefe de governo sobre um assunto central para a afirmação da autoridade do Estado e da sua competência funcional: a alegada violação de Cristiano Ronaldo em Las Vegas! Enfim, parece que os nossos políticos persistem é em violar, diariamente, a (pouca) decência que ainda resta à República Portuguesa… Os portugueses terão de decidir: ou querem uma República a sério, ou tornar Portugal uma República socialista, liderada pelos “Azerelhos” Lopes desta vida…

 

joaolemosesteves@gmail.com

https://ionline.sapo.pt/artigo/629129/-azerelho-lopes-uma-vergonha-para-portugal-e-uma-afronta-para-os-militares-portugueses-?seccao=Opiniao_i
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: zawevo em Outubro 10, 2018, 06:40:02 pm
Sem comentários
http://www.cmjornal.pt/portugal/detalhe/militares-poem-casas-do-estado-a-render?v=cb
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 10, 2018, 07:21:06 pm
E qual a novidade sobre a utilização das casas do IASFA?!! Agora é a turistas e durante anos era a estudantes! Mais os oficiais superiores que vivem nessas casas sem ter qualquer necessidade especial!!

Mas é só para desconversar!! Qual a razão de isto agora ser notícia? Por ser quem é? É que digo já mais uns quantos que fazem o mesmo e pior!
Ou será porque vai dar com a língua nos dentes e tem de ser descredibilizado expondo-lhe os podres?!

Isto tem aqui muito cão grande metido!!!!!!!
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: diogo13350 em Outubro 12, 2018, 05:33:42 pm
https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se  (https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se)

Ministro da Defesa demite-se
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Stalker79 em Outubro 12, 2018, 05:55:07 pm
https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se  (https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se)

Ministro da Defesa demite-se


 O Mister Magoo foi de vela. Espero é que venha alguem com mais capacidade pro posto, mas duvido muito.....
 :P
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Outubro 12, 2018, 06:03:04 pm
https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se  (https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se)

Ministro da Defesa demite-se




 O Mister Magoo foi de vela. Espero é que venha alguem com mais capacidade pro posto, mas duvido muito.....
 :P

Assim de repente pode promover o Marcos Perestrelo...já foi 2x Secretário Estado da Defesa e Assuntos do Mar...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: tenente em Outubro 12, 2018, 06:12:00 pm
https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se  (https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se)

Ministro da Defesa demite-se


 O Mister Magoo foi de vela. Espero é que venha alguem com mais capacidade pro posto, mas duvido muito.....
 :P

e quanto a mim já vai tarde !!
A ver vamos quem o Mister Costa vai escolher como MDN.

Abraços
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: P44 em Outubro 12, 2018, 07:32:53 pm
Na volta o homem foi roubado e pensam que se demitiu  :-\
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: mafets em Outubro 12, 2018, 08:13:03 pm
Na volta o homem foi roubado e pensam que se demitiu  :-\

Terá se demitido por chamada ou carta anónima, para ir no espírito de Tancos?  ;D :jok:

Cumprimentos

P.s. Será que a Doutora Joana Marques Vidal está disponível para MdN? Tem jeito para as investigações e isso do "segredo de justiça" é secundário na área militar, já que de onde desaparece umas armazitas e caem munições, isso é como o outro diz "penauts"  8) :P
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: NVF em Outubro 12, 2018, 09:05:53 pm
Já devia ter ido há um ano, juntamente com o CEME.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 13, 2018, 12:36:23 pm
https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se  (https://sicnoticias.sapo.pt/pais/2018-10-12-Ministro-da-Defesa-demite-se)

Ministro da Defesa demite-se




 O Mister Magoo foi de vela. Espero é que venha alguem com mais capacidade pro posto, mas duvido muito.....
 :P

Assim de repente pode promover o Marcos Perestrelo...já foi 2x Secretário Estado da Defesa e Assuntos do Mar...

Por acaso era mesmo nele que eu estava a pensar, especialmente porque ele tem andado particularmente activo ( ou então é só a minha imaginação).
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 17, 2018, 04:36:16 pm
Já devia ter ido há um ano, juntamente com o CEME.

Calma... Já está!
https://rr.sapo.pt/noticia/127790/chefe-de-estado-maior-do-exercito-apresenta-demissao
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Outubro 17, 2018, 05:12:57 pm
Era tão bom que as Marias se zangassem mais ainda e contassem tudo o que sabem. Para mim se o Ministro sabia, o PM e todas as altas chefias sabiam. E mesmo o Marcelo ...

Ah e de referir que mesmo sabendo da trafulhice houve um condecoração.  :(
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Outubro 17, 2018, 05:15:15 pm
Já devia ter ido há um ano, juntamente com o CEME.

Calma... Já está!
https://rr.sapo.pt/noticia/127790/chefe-de-estado-maior-do-exercito-apresenta-demissao

Será que a demissão foi antes ou depois de : Carlos César espera consequências nas Forças Armadas depois da demissão do ministro
https://www.tsf.pt/economia/interior/carlos-cesar-espera-consequencias-nas-forcas-armadas-depois-da-demissao-do-ministro-10016099.html (https://www.tsf.pt/economia/interior/carlos-cesar-espera-consequencias-nas-forcas-armadas-depois-da-demissao-do-ministro-10016099.html)
Citar
Carlos César acredita que a demissão do ministro da Defesa "traz um novo fôlego e uma nova autoridade" que deve ter também "consequências do ponto de vista das Forças Armadas, em particular, do exército". O presidente do PS indicia uma eventual saída do Chefe do Estado-Maior do Exército.
(...)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Outubro 17, 2018, 05:19:30 pm
Já devia ter ido há um ano, juntamente com o CEME.

Calma... Já está!
https://rr.sapo.pt/noticia/127790/chefe-de-estado-maior-do-exercito-apresenta-demissao

Será que a demissão foi antes ou depois de : Carlos César espera consequências nas Forças Armadas depois da demissão do ministro
https://www.tsf.pt/economia/interior/carlos-cesar-espera-consequencias-nas-forcas-armadas-depois-da-demissao-do-ministro-10016099.html (https://www.tsf.pt/economia/interior/carlos-cesar-espera-consequencias-nas-forcas-armadas-depois-da-demissao-do-ministro-10016099.html)
Citar
Carlos César acredita que a demissão do ministro da Defesa "traz um novo fôlego e uma nova autoridade" que deve ter também "consequências do ponto de vista das Forças Armadas, em particular, do exército". O presidente do PS indicia uma eventual saída do Chefe do Estado-Maior do Exército.
(...)

respondendo à minha duvida:
https://observador.pt/2018/10/17/demitiu-se-rovisco-duarte-chefe-de-estado-maior-do-exercito/ (https://observador.pt/2018/10/17/demitiu-se-rovisco-duarte-chefe-de-estado-maior-do-exercito/)
Novo ministro impôs demissão de Rovisco Duarte de Chefe de Estado Maior do Exército
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 17, 2018, 06:16:57 pm
Já se esperava que o novo ministro corresse com o CEME.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Cabeça de Martelo em Outubro 19, 2018, 10:03:11 am
AS DEMISSÕES IRÃO CONTINUAR…

http://www.aofa.pt/artigos/TGEN_Formeiro_Monteiro_As_demissoes_irao_continuar.pdf
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Camuflage em Outubro 19, 2018, 07:17:38 pm
Já estão a demorar muito é demitir-se, não falta gente a viver à pala do Estado.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Outubro 19, 2018, 09:33:15 pm
Já estão a demorar muito é demitir-se, não falta gente a viver à pala do Estado.

Espero que tenha a noção que quando um General se demite...demite-se pois a vaga que ocupa depende do cargo/função para o qual foi nomeado.
E a demissão é a passagem à Reserva...situação em que fica durante 5 anos até à passagem à Reforma.
E nesses 5 anos recebe  os aumentos que forem dados ao pessoal no ativo e caso surja algum convite pode voltar à efetividade de serviço noutra função fora da esfera do Ramo mas dentro da estrutura do MDN...

Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 19, 2018, 09:41:25 pm
Pode voltar... se a proposta for aceite pelo CEME...
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: raphael em Outubro 19, 2018, 10:11:01 pm
Pode voltar... se a proposta for aceite pelo CEME...

Ou então vai para consultor de uma empresa ligada à àrea...não é dificil.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Outubro 25, 2018, 09:40:40 am
Ex-chefe de gabinete diz que informou Azeredo Lopes do memorando de Tancos
https://observador.pt/2018/10/25/ex-chefe-de-gabinete-diz-que-informou-azeredo-lopes-do-memorando-de-tancos/

E sobe mais um degrau  :D :D

Só uma questão na noticia vem a referencia que o ex-chefe usa o whatsapp para comunicar com o ministro, e referem que é uma aplicação encriptada. Questão? será esta uma aplicação comum usada entre membros do governo para troca de informações diárias ou foi propositada pelo tema em questão?

É que apesar da aplicação ser encriptada não é nada segura, e se usam isto para tentar fugir à espionagem, ... lol
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Luso em Outubro 25, 2018, 10:01:03 am
Ex-chefe de gabinete diz que informou Azeredo Lopes do memorando de Tancos
https://observador.pt/2018/10/25/ex-chefe-de-gabinete-diz-que-informou-azeredo-lopes-do-memorando-de-tancos/

E sobe mais um degrau  :D :D

Só uma questão na noticia vem a referencia que o ex-chefe usa o whatsapp para comunicar com o ministro, e referem que é uma aplicação encriptada. Questão? será esta uma aplicação comum usada entre membros do governo para troca de informações diárias ou foi propositada pelo tema em questão?

É que apesar da aplicação ser encriptada não é nada segura, e se usam isto para tentar fugir à espionagem, ... lol
(https://4.bp.blogspot.com/-7qyqyveWuyE/ViFgtqIGd3I/AAAAAAAAS38/IEht3MF0Cco/s1600/arnaldoMatos2015.jpg)
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: Trafaria em Outubro 25, 2018, 04:30:34 pm
Isto é que é segurança: nem ministro nem sua sombra, o chefe de gabinete, confiam na rede do ministério. Quem confiará?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: HSMW em Outubro 25, 2018, 07:58:37 pm
Ex-chefe de gabinete diz que informou Azeredo Lopes do memorando de Tancos
https://observador.pt/2018/10/25/ex-chefe-de-gabinete-diz-que-informou-azeredo-lopes-do-memorando-de-tancos/

E sobe mais um degrau  :D :D

Só uma questão na noticia vem a referencia que o ex-chefe usa o whatsapp para comunicar com o ministro, e referem que é uma aplicação encriptada. Questão? será esta uma aplicação comum usada entre membros do governo para troca de informações diárias ou foi propositada pelo tema em questão?

É que apesar da aplicação ser encriptada não é nada segura, e se usam isto para tentar fugir à espionagem, ... lol
Anda tudo a usar isso em todo o lado.. :o
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: FoxTroop em Outubro 27, 2018, 02:11:21 pm
Creio que isto tudo que agora está a ser destapado é o culminar de uma guerra surda mas, se o Exercito e a PJM querem mesmo levar esta "vingança" até ao fim, devem saber que a corda parte no ponto mais fraco e, se o PS sair reforçado nas próximas eleições, muito boa gente vai de vela.
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: asalves em Novembro 06, 2018, 11:34:36 am
Alguém ouviu o discurso do PR sobre o assalto a tancos no desfile militar?

E o "Para já" do PR e o "Até ver" de Rui Rio, de um "simples" assalto temos estamos a caminhar para um caso de conspiração. O PR a levantar suspeitas de manipulação das FAs (parece que voltamos a 75), apunhaladas pelas costas entre instituições políticas, todo um descrédito total entre instituições. Até já se fala que a novela da descoberta do material ainda foi mais maquilhada do que se pensava (parte do material que se diz ter recuperado não tinha sido roubado e foi adicionado para fazer numero).

Onde é que isto acaba? e espero que acabe em algum sitio, pois pode ser que as coisas comecem a andar direitas. Até onde acham que estava todo o encobrimento? PM, PR? Ministério da justiça, ministério do interior?
Título: Re: Furto de Munições em Tancos
Enviado por: PereiraMarques em Novembro 07, 2018, 04:35:30 pm
Documentação: https://www.defesa.pt/Documents/20180329_Tancos%202017%20-%20Factos%20e%20Documentos%20-%20Anexos.pdf