E.U.A. versus Coreia do Norte

  • 182 Respostas
  • 33421 Visualizações
*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4014
  • Recebeu: 607 vez(es)
  • Enviou: 456 vez(es)
  • +25/-8
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #165 em: Maio 21, 2017, 01:48:56 pm »
Por falar em Coreia do Norte.  :P ;)
Citar
The second most important force in North Korea are the Korean People Army Air Force (KPAAF). A significant force in paper but not in a real evaluation, because most of the aircraft are from 60's and 70's. Like the Russian doutrine is the ground control with huge radar bases that made the orientation to atack and interception. No AEW, an interrogation about if there's EW, few satellites and a very limited number of systems with some level of sofistication, what means that against the South Korea air force and United States air force, in a open air arena was a matter of hours, days or maybe weeks t'ill the North desapear.  In a case of the North Korea atack first, number have some chance specially in a army support but the chance of sucess is very limited with the South Korea alert to give important minutes to react. Again, only there's a few chance of part of Korean People Army Air Force escape for a seccond atack. If the South atack first best chance was KPAAF stay in bunkers with a limited number in use like Iraq in 1991. True that AA guns and missiles are much more that in Gulf War, but less modern, in a old structure and witj no soviet or frech personel, what means that in hours or days, AA menace could ended. Modern  against old had no chance in a conventional war.

http://mimilitary.blogspot.pt/2014/04/the-air-power-of-north-korea.html



Saudações

"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7897
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +12/-3
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #166 em: Agosto 09, 2017, 02:50:20 pm »
 

*

Viajante

  • Analista
  • ***
  • 806
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +22/-5
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #167 em: Agosto 12, 2017, 09:03:06 pm »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7897
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +12/-3
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #168 em: Agosto 20, 2017, 03:00:09 pm »
 

*

Viajante

  • Analista
  • ***
  • 806
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +22/-5
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #169 em: Agosto 29, 2017, 12:23:11 pm »
Coreia do Norte arrisca mais do que nunca e lança míssil que sobrevoa o Japão

Nunca a Coreia do Norte tinha arriscado tanto. Vai haver reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU. Coreia do Sul reagiu com exercício militar. Pyongyang diz que agiu em "legítima defesa".



A Coreia do Norte lançou um míssil que chegou a sobrevoar o norte do Japão, naquilo que é um novo e perigoso passo na escalada de tensões naquela região, motivando a convocatória de uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas para esta terça-feira. As forças armadas japonesas confirmaram que foi enviado um “projétil não identificado” por volta das 5h58 locais (21h58 de Lisboa) e referiram que o míssil caiu no mar às 6h12 locais (22h12 de Lisboa).

O ministro de Estado Yoshihide Suga confirmou entretanto em conferência de imprensa que o míssil caiu no mar, a cerca de 1000 km do cabo Erimo, na ilha de Hokkaido. Suga considerou o lançamento do míssil “uma ameaça grave e séria à segurança do Japão”. O míssil partiu-se em três partes e terá percorrido uma distância de 2700 quilómetros no ar, a uma altura de 550 quilómetros.

Não houve relatos de estragos em solo japonês, nem em aeronaves ou embarcações. As forças armadas japonesas não atingiram o míssil por acharem, à altura, que este não representava um perigo para o país.

Numa declaração aos media, em que não falou diretamente do lançamento do míssil nesta segunda-feira, o embaixador da Coreia do Norte nas Nações Unidas disse que o seu país está agir em “legítima defesa”. “Agora que os EUA declarara abertamente a sua intenção hostil perante a República Popular Democrática da Coreia [nome oficial da Coreia do Norte], ao fazerem exercícios militares conjuntos apesar de repetidos avisos (…) o meu país tem todas as razões para reagir com medidas para exercer o seu direito à legítima defesa”, disse Han Tae Song.

Shinzo Abe quer mais “pressão” contra Coreia do Norte, Trump está “100% de acordo”

O primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, esteve numa reunião de emergência pouco depois das primeiras notícias, dizendo à entrada que seriam feitos “todos os esforços para proteger firmemente as vidas das pessoas”.

À saída, referiu que havia um “acordo total” para “aumentar a pressão [contra a Coreia do Norte”. Uma das formas de aumentar essa pressão será a convocatória de uma reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU. A reunião já foi agendada para esta terça-feira à tarde, hora de Lisboa. “O Governo vai colaborar com a comunidade internacional nas Nações Unidas para fortalecer a pressão contra a Coreia do Norte”, garantiu Shinzo Abe. “Vai haver uma cooperação entre o Japão, os EUA e a Coreia do Sul. Também vamos abordar a China, a Rússia e a comunidade internacional para exercer pressão para a Coreia do Norte mudar de política.”

Em declarações à agência RIA Novosti, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros russo, Sergei Riabkov, diz que o Kremlin está “extremamente preocupado” perante “uma tendência para uma escalada” da tensão naquela região.

Entre a comunidade internacional referida por Shinzo Abe, há um país que se destaca: os EUA. Segundo o próprio afirmou na conferência de imprensa, o primeiro-ministro japonês esteve 40 minutos ao telefone com o Presidente dos EUA, Donald Trump.

De acordo com Shinzo Abe, da conversa resultou que os dois países estão “100% de acordo” em relação ao que deve ser a resposta à Coreia do Norte: “Ambos concordamos totalmente que deve sr aumenada a pressão contra a Coreia do Norte ao convocar uma reunião de emegência cdo Conselho de Segurança da ONU”. Além disso, de acordo com Shinzo Abe, Donald Trump terá dito que “os EUA estão 100% ao lado do Japão” e sublinhou o “forte compromisso” de Washington D.C. com a defesa dos EUA.

O Japão e os EUA têm em vigor desde 1960 um acordo de defesa mútua. O tratado define que os EUA devem defender o Japão caso este seja atacado. Em troca, os EUA podem usar bases militares em território japonês.

Coreia do Sul faz exercício militar horas depois de míssil norte-coreano

A Coreia do Sul também reagiu ao gesto da Coreia do Norte, com um comunicado. “Condenamos fortemente mais uma provação do Norte apesar da mensagem da Resolução 2371 [aprovada no Conselho de Segurança da ONU a 5 de agosto e que impôs sanções à Coreia do Norte] pela comunidade internacional após as suas repetidas provocações estratégicas”, lê-se nesse comunicado. “O Norte deve entrar no caminho das conversações o mais cedo possível e reconhecer que o desarmamento nuclear é a única via para a segurança e para o desenvolvimento económico, em vez de provocações imprudentes.”

Porém, ainda mais substancial do que as palavras da Coreia do Sul são as suas ações. Poucas horas depois do lançamento do míssil norte-coreana, a força aérea da Coreia do Sul levou a cabo exercícios militares para reagir a um ataque. “O exercício confirmou que a Força Aérea da Coreia do Sul tem capacidades para destruir a liderança do inimigo em caso de emergência”, disse um membro do Ministério da Defesa sul-coreano à CNN.

Segundo a Yonhap, agência noticiosa da Coreia do Sul, o exercício militar foi uma ordem direta do Presidente, Moon Jae-in, que quis demonstrar o poder de resposta do seu país em caso de agressão ou de escalada ainda maior da tensão na região. “A demonstração de força esmagadora incluiu o lançamento de oito bombas MK84 [de fabrico norte-americano] a partir de quatro caças F15K perto da fronteira inter-coreana em Taebaek”, disse o porta-voz do Presidente sul-coreano.

Pentágono está a “avaliar este lançamento”

O Pentágono confirmou entretanto o lançamento do míssil. “Estamos no processo de avaliar este lançamento”, declarou o porta-voz da organização norte-americana, o coronel Rob Manning.

Uma fonte dos serviços de informação norte-americanos confirmou à NBC que, a confirmar-se, este será o primeiro míssil de teste a sobrevoar o Japão com uma trajetória de grande altitude. Em 1998 e em 2009, Pyongyang disparou rockets que sobrevoaram o espaço aéreo japonês, de acordo com o The New York Times.

Para já, além da conversa que Donald Trump teve com Shinzo Abe, ainda não houve nenhuma reação direta por parte da Casa Branca.

A 8 de agosto, depois de a Coreia do Norte ter ameaçado que podia bombardear Guam (uma ilha no Pacífico onde vivem 160 mil pessoas e que pertence aos EUA), Donald Trump deixou uma mensagem a Pyongyang: “É bom que a Coreia do Norte não faça mais ameaças contra os EUA. Eles vão receber fogo e fúria como o mundo nunca viu”.

Na ausência de novos lançamentos de mísseis norte-coreanos, 15 dias depois, a 23 de agosto, Donald Trump discursava em Phoenix, no Arizona, dando sinal de um aparente volte-face norte-coreano. “Eu respeito o facto de ele [Kim Jong-un] começar a respeitar-nos”, disse, tendo em conta as suas declarações feitas uma quinzena antes. “E talvez — provavelmente não, mas talvez — algo positivo possa resultar daí”, acrescentou.

Os últimos desenvolvimentos demonstram que o líder norte-coreano não se terá deixado inibir pelas promessas de “fogo e fúria” dos EUA.

Numa entrevista transmitida pela Fox News no domingo, sensivelmente 24 horas antes do lançamento do míssil norte-coreano desta segunda-feira, o secretário de Estado dos EUA, Rex Tillerson, referiu que a Coreia do Norte “não estava pronta para recuar totalmente na sua posição”. “Ainda assim, vamos continuar a manter a nossa campanha de pressão pacífica, trabalhando com aliados, também com a China, para ver se conseguimos trazer o regime de Pyongyang à mesa de negociações.”
Governo enviou SMS de alerta: “Refugie-se em edifícios seguros”

O governo japonês aconselhou a população do norte do Japão a refugiar-se em edifícios sólidos ou abrigos subterrâneo, acrescentando que o míssil norte-coreano terá passado perto da região de Tohoku, no norte do país, tendo sobrevoado o território japonês.

De acordo com a AFP, as autoridades japonesas enviaram SMS com alertas e conselhos para a população. “Míssil em trajetória. Míssil em trajetória”; “Há poucos momentos, um míssil terá passado sobre esta zona”; “Se encontra algum objeto suspeito, por favor não se aproxime e chame imediatamente a polícia ou os bombeiros”; “Refugie-se em edifícios seguros ou em zonas subterrâneas”; foram algumas das mensagens enviadas.

Nas redes sociais começaram a surgir os primeiros vídeos onde se podem ouvir as sirenes que recomendam a população a procurar abrigo.

De acordo com relatos dos media japoneses, o míssil ter-se-á partido em três partes. Ao que tudo indica, as autoridades japonesas não terão tentado abatê-lo. O projétil terá percorrido uma distância de cerca de 2700 kms no ar, a uma altura de 550 kms.

http://observador.pt/2017/08/28/coreia-do-norte-lanca-missil-em-direcao-ao-norte-do-japao/#comment-post-2238576-1649872
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7897
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +12/-3
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #170 em: Agosto 29, 2017, 01:46:05 pm »
Coreia do Norte arrisca mais do que nunca e lança míssil que sobrevoa o Japão

Nunca a Coreia do Norte tinha arriscado tanto. Vai haver reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU. Coreia do Sul reagiu com exercício militar. Pyongyang diz que agiu em "legítima defesa".




http://observador.pt/2017/08/28/coreia-do-norte-lanca-missil-em-direcao-ao-norte-do-japao/#comment-post-2238576-1649872


Foi para festejar o nascimento do filho ...  :Cavaleria1: :Cavaleria1:
 

*

Viajante

  • Analista
  • ***
  • 806
  • Recebeu: 187 vez(es)
  • Enviou: 117 vez(es)
  • +22/-5
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #171 em: Agosto 29, 2017, 02:17:06 pm »
Coreia do Norte arrisca mais do que nunca e lança míssil que sobrevoa o Japão

Nunca a Coreia do Norte tinha arriscado tanto. Vai haver reunião de emergência do Conselho de Segurança da ONU. Coreia do Sul reagiu com exercício militar. Pyongyang diz que agiu em "legítima defesa".




http://observador.pt/2017/08/28/coreia-do-norte-lanca-missil-em-direcao-ao-norte-do-japao/#comment-post-2238576-1649872


Foi para festejar o nascimento do filho ...  :Cavaleria1: :Cavaleria1:

Esta atitude..... e a cobertura que é dada principalmente pela China.....
Será que vai atrever-se a fazer testes balísticos em direcção a Guam? E se o fizer o Trump vai estar quieto?
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7897
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +12/-3
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #172 em: Setembro 05, 2017, 11:06:26 am »
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4014
  • Recebeu: 607 vez(es)
  • Enviou: 456 vez(es)
  • +25/-8
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #173 em: Setembro 18, 2017, 10:36:01 am »
https://theaviationist.com/?p=42811
Citar
Wanna Know If A New North Korean Missile Test Is About To Take Place? Look For This U.S. Aircraft Online…
Leia mais em https://theaviationist.com/2017/07/04/wanna-know-if-a-new-north-korean-missile-test-is-about-to-take-place-look-for-this-u-s-aircraft-online/#pmJzwLEeXXZzVMaZ.99

By David Cenciotti
You can monitor online the U.S. RC-135S Cobra Ball aircraft used to track ballistic missiles reentry vehicles and warheads during the final phase of flight.
Early in the morning on Jul. 4, North Korea successfully tested an intercontinental ballistic missile (ICBM) for the first time.

The ICBM, referred to as Hwasong-14, reached a height of 2,802 kilometers, according to the state-run Korea Central Television (KCTV). The missile was launched from Panghyon, in North Pyongan province, and flew into waters east of the Korean Peninsula after traveling for about 930 kilometers.

The latest missile launch, as well as the previous ones, was almost certainly monitored by the U.S. Forces deployed to the region, using a variety of aerial, ground-based, sea-going assets.

The U.S. Air Force relies on its small contingent of RC-135S Cobra Ball missile tracking aircraft. Based at Offutt Air Force Base, outside Omaha, Nebraska, and  flown by the 45th Reconnaissance Squadron, these intelligence gathering aircraft are often deployed where needed to track ballistic missiles reentry vehicles and warheads during the final phase of flight. The aircraft is equipped with a powerful radar array on the starboard side of the fuselage, just aft of the cockpit. Several optical quality windows are mounted on the starboard side as well, allowing infrared and visible spectrum cameras to record the warheads during their final moments of flight. A distinctive feature of the Cobra Ball is the black low-glare paint used on the starboard wing, to improve image quality and prevent glare during photography.


Leia mais em https://theaviationist.com/2017/07/04/wanna-know-if-a-new-north-korean-missile-test-is-about-to-take-place-look-for-this-u-s-aircraft-online/#pmJzwLEeXXZzVMaZ.99



Saudações
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7897
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +12/-3
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #174 em: Outubro 05, 2017, 03:50:31 pm »
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4014
  • Recebeu: 607 vez(es)
  • Enviou: 456 vez(es)
  • +25/-8
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #175 em: Outubro 19, 2017, 11:51:04 am »
Já os estou a ver fumegantes a entrar pela Coreia do Sul a dentro. Enfim...  ::) ???

http://china-defense.blogspot.pt/2013/11/north-koreas-wood-burning-military.html

Citar
History
The first wood gasifier was apparently built by Bischof in 1839. The first vehicle powered by wood gas was built by Thomas Hugh Parker in 1901.[1] Around 1900, many cities delivered syngas (centrally produced, typically from coal) to residences. Natural gas began to be used only in 1930.
Wood gas vehicles were used during World War II, as a consequence of the rationing of fossil fuels. In Germany alone, around 500,000 "producer gas" vehicles were in use at the end of the war. Trucks, buses, tractors, motorcycles, ships and trains were equipped with a wood gasification unit. In 1942 (when wood gas had not yet reached the height of its popularity), there were about 73,000 wood gas vehicles in Sweden,[2] 65,000 in France, 10,000 in Denmark, and almost 8,000 in Switzerland. In 1944, Finland had 43,000 "woodmobiles", of which 30,000 were buses and trucks, 7,000 private vehicles, 4,000 tractors and 600 boats.[3]

Wood gasifiers are still manufactured in China and Russia for automobiles and as power generators for industrial applications. Trucks retrofitted with wood gasifiers are used in North Korea in rural areas, particularly on the roads of the east coast.





Cumprimentos
"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7897
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +12/-3
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #176 em: Outubro 19, 2017, 12:30:17 pm »
Por isso apostaram no armamento nuclear, eles sabem que a maior parte do material das suas forças armadas é Sucata  :N-icon-Axe:
 

*

mafets

  • Investigador
  • *****
  • 4014
  • Recebeu: 607 vez(es)
  • Enviou: 456 vez(es)
  • +25/-8
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #177 em: Outubro 19, 2017, 02:18:05 pm »
Qual armamento Nuclear? Até agora ouve um único teste com uma potência digna desse nome, em Setembro de 2017 e já têm armas nucleares em catadupa? Andam com camiões a lenha mas em 1 mês já produziram um arsenal para atacar os States...  :P ::)
https://www.publico.pt/2017/09/03/mundo/noticia/ao-minuto-coreia-do-norte-realiza-novo-teste-nuclear-1784245
Citar
Ao minuto Última actualização a 03 Setembro 2017 - 15:25 ... Trump critica chineses e sul-coreanos na reacção a Pyongyang ... Coreia do Norte faz sexto teste nuclear, agora com bomba de hidrogénio que pode ser carregada num míssil



Cumprimentos

"Nunca, no campo dos conflitos humanos, tantos deveram tanto a tão poucos." W.Churchil

http://mimilitary.blogspot.pt/
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7897
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +12/-3
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #178 em: Novembro 02, 2017, 02:11:36 pm »


« Última modificação: Novembro 04, 2017, 08:10:02 pm por Lusitano89 »
 

*

Lusitano89

  • Investigador
  • *****
  • 7897
  • Recebeu: 253 vez(es)
  • Enviou: 175 vez(es)
  • +12/-3
Re: E.U.A. versus Coreia do Norte
« Responder #179 em: Novembro 29, 2017, 10:43:49 am »


« Última modificação: Novembro 29, 2017, 04:16:06 pm por Lusitano89 »
 

 

Mediterrâneo Sul vs Mediterrâneo Norte

Iniciado por R65Quadro Conflitos do Futuro

Respostas: 10
Visualizações: 2538
Última mensagem Julho 20, 2012, 12:19:11 pm
por Luso
OGMA vão fazer upgrades em oito C130 norte-americanos

Iniciado por Tiger22Quadro Indústrias de Defesa

Respostas: 1
Visualizações: 1292
Última mensagem Março 26, 2004, 10:32:48 pm
por Ricardo Nunes
Asilo político: Norte-americano que quer ficar em Portugal

Iniciado por comancheQuadro Serviços de Informações e Inteligência

Respostas: 4
Visualizações: 3813
Última mensagem Abril 16, 2011, 09:46:12 pm
por Camuflage
Pólo Norte pode ficar sem gelo no próximo verão

Iniciado por P44Quadro Área Livre-Outras Temáticas de Defesa

Respostas: 14
Visualizações: 2769
Última mensagem Julho 04, 2008, 11:33:15 am
por P44
Norte de Portugal é a região mais pobre da velha UE

Iniciado por MarauderQuadro Portugal

Respostas: 6
Visualizações: 1478
Última mensagem Maio 30, 2006, 05:05:30 pm
por Marauder