Pandur II

  • 1926 Respostas
  • 445742 Visualizações
*

Jorge Pereira

  • Administrador
  • *****
  • 2215
  • Recebeu: 42 vez(es)
  • Enviou: 108 vez(es)
  • +9/-0
    • http://forumdefesa.com
(sem assunto)
« Responder #75 em: Maio 05, 2006, 06:08:50 pm »
Esperemos que não apareçam “limalhas” misteriosas nos motores que atrasem o processo :roll: .

Se não surgir nenhum problema acho uma excelente notícia.
Um dos primeiros erros do mundo moderno é presumir, profunda e tacitamente, que as coisas passadas se tornaram impossíveis.

Gilbert Chesterton, in 'O Que Há de Errado com o Mundo'






Cumprimentos
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +3/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #76 em: Maio 05, 2006, 08:14:16 pm »
Eu confesso que não estou a ver é nenhum país dos PALOP comprador de veículos PANDUR-II, pelo menos com intenções de pagar  :shock:

A Guiné e São Tomé, estão falidos.

Moçambique, falido está, e está noutra onda, mais voltado para a Comonwealth, de onde de qualquer forma, até hoje não veio grande coisa.

A única possibilidade que vejo é Angola.

Mas não sei se os Angolanos estarão interessados em comprar PANDUR, quando ainda têm bastantes BMP e BTR's (embora velhos).
No entanto, se com a venda de PANDUR-II vendessemos a manutenção, criando em Angola um polo para a manutenção dessas viaturas, isso seria eventualmente interessantes.

Os BTR estão velhos, e as BMP estragam o asfalto. Se Angola quer ter veículos de rodas será para poder ter uma força de grande mobilidade que possa ser deslocada com facilidade para vários pontos do país.

Creio que o interesse de Angola em termos militares está voltado para os NPO's ou para os NPC's.

Neste momento, não têm praticamente navios armados. As lanchas de fabrico russo, estão todas podres a acreditar nas ultimas informações.

É sempre bom ver que as coisas vão andando ainda que devagar.

No entanto, no que respeita aos MLU, as coisas estão a andar de uma forma desesperante. Quase que não andam.

Cumprimentos
 

*

antoninho

  • Perito
  • **
  • 584
  • Recebeu: 8 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #77 em: Maio 05, 2006, 11:21:31 pm »
 

*

luis filipe silva

  • Investigador
  • *****
  • 2138
  • Recebeu: 4 vez(es)
  • +1/-0
(sem assunto)
« Responder #78 em: Maio 07, 2006, 02:26:00 pm »
Noticia do CM de 7-5-2006

 http://www.correiomanha.pt/pesquisa.asp ... &bt_ok.y=4

Curiosamente a foto que acompanha a legenda do Chaimite,
é de dois Condor da Policia Aérea.
-----------------------------
saudações:
Luis Filipe Silva
 

*

Rui Elias

  • Investigador
  • *****
  • 1813
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #79 em: Maio 08, 2006, 10:32:19 am »
Eu acho que Angola é de facto o único país com dinheiro para os pagar e com uma politica externa e ambições regionais para ambicionar ter uma força terrestre de grande mobilidade.

Se bem que a Guiné-Bissau, mau grado a falta de verbas também precisasse de umas FA's mais modernas, a fim de tentar dissuadir as tradicionais tentações senegalesas.

________________

Sobre os PandurII e as peças de 105 mm.


Aguém estará em condições de confirmar se se fala na eventualidade do Exército poder ter viaturas de rodas com peça de 105 mm, Centauro, em vez dos PandurII?
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +3/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #80 em: Maio 08, 2006, 12:22:31 pm »
A partir do momento em que o exército afirma que não acredita que a Steyr seja capaz de produzir um 8x8 com peça de 105mm em condições, é natural que se olhe para o mercado, e se procurem opções.

O exército não abandonou a ideia do blindado sobre rodas com peça de 105mm, portanto a opção masis próxima é a de comprar uns vinte Centauro, em vez dos trinta Pandur-II-105mm.

A outra possibilidade sería o Rooikat da África do Sul.

estes são os dois carros 8x8 com canhão de 105mm com provas dadas.

O resto, são aplicações não provadas, como o Stryker (que com um recuo tal  que desfaz as soldaduras da plataforma em poucos anos) e há agora uma nova torre inglesa, que os fabricantes (who else) afirmam ter uma capacidade idêntica á dos canhões de 120mm.
Embora isso normalmente seja conseguido por um binómio peça+munição, sendo que a munição é normalmente cara...

Cumpts.
 

*

Miguel

  • Investigador
  • *****
  • 2498
  • Recebeu: 21 vez(es)
  • Enviou: 6 vez(es)
  • +2/-4
(sem assunto)
« Responder #81 em: Maio 08, 2006, 01:16:59 pm »
Bem

Eu creio que o nosso futuro, Grupo AutoMetrelhadoras da Brigada Intervenção devera ser equipado apenas com os Pandur com peça de 25mm, um pouco como os grupo cavalaria de espanha com VEC25.

Portanto creio que é provavél que não venha para Portugal nenhum blindado sobre rodas com peça de 105 nos proximos anos.
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1498
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #82 em: Maio 08, 2006, 07:13:07 pm »
Eu acho que Portugal e a steyer deveriam fazer um Carro blindado melhor que o centauro porque os pandurs nao sao os melhores e porque Portugal deveria entrar nesta industria militar.
Um exemplo e a Eslovaquia.
Cumprimentos :lol:
 

*

Pedro Monteiro

  • Analista
  • ***
  • 837
  • Recebeu: 63 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +4/-0
    • http://www.pedro-monteiro.com
(sem assunto)
« Responder #83 em: Maio 08, 2006, 11:48:31 pm »
Citação de: "pedro"
Eu acho que Portugal e a steyer deveriam fazer um Carro blindado melhor que o centauro porque os pandurs nao sao os melhores e porque Portugal deveria entrar nesta industria militar.
Um exemplo e a Eslovaquia.
Cumprimentos :roll:
Cumprimentos,
Pedro Monteiro
 

*

Pedro Monteiro

  • Analista
  • ***
  • 837
  • Recebeu: 63 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +4/-0
    • http://www.pedro-monteiro.com
(sem assunto)
« Responder #84 em: Maio 08, 2006, 11:51:06 pm »
Citação de: "Miguel"
Bem

Eu creio que o nosso futuro, Grupo AutoMetrelhadoras da Brigada Intervenção devera ser equipado apenas com os Pandur com peça de 25mm, um pouco como os grupo cavalaria de espanha com VEC25.

Portanto creio que é provavél que não venha para Portugal nenhum blindado sobre rodas com peça de 105 nos proximos anos.


A designação do Exército para as VBR Pandur II com peça de 105mm seria auto-metralhadora (estranho, de facto). Várias fontes indicam que serão essas viaturas a constituir, em princípio, a referida unidade com base no RC6 (Brig Int).
Cumprimentos,
Pedro Monteiro
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1498
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #85 em: Maio 09, 2006, 02:13:30 pm »
Entao produziamos o pandur 3 mas versao portuguesa :lol:
 

*

Pedro Monteiro

  • Analista
  • ***
  • 837
  • Recebeu: 63 vez(es)
  • Enviou: 8 vez(es)
  • +4/-0
    • http://www.pedro-monteiro.com
(sem assunto)
« Responder #86 em: Maio 09, 2006, 02:40:51 pm »
Citação de: "pedro"
Entao produziamos o pandur 3 mas versao portuguesa :lol:


A Pandur II ainda agora saiu no mercado... já basta dizer que à Steyr tal projecto não interessava. Dificilmente seria viável para Portugal desenvolver um projecto isolado e com um número reduzido de encomendas. Não é praticável. Mas como sonhar não custa...
Cumprimentos,
Pedro Monteiro
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1498
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #87 em: Maio 09, 2006, 02:43:16 pm »
E entao porque que a Eslovaquia sim fez um carro blindado em parceria com a steyr?
Cumprimentos :lol:
 

*

papatango

  • Investigador
  • *****
  • 5580
  • Recebeu: 9 vez(es)
  • +3/-0
    • http://www.areamilitar.net
(sem assunto)
« Responder #88 em: Maio 09, 2006, 02:50:34 pm »
Não seria viável do ponto de vista economico desenhar e conceber carros de combate especificamente para as nossas necessidades de um veículo 8x8 105mm.

O Pandur-II parece ser um equipamento edequado para as nossas necessidade, e corresponder às necessidades de resistência/robustês.

Para um carro equipado com uma torre de 105mm, havendo necessidade dele, então faz todo o sentido adquirir algo que já esteja pronto e provado.

Se houvesse mercado, aí já seria diferente.
Mas mesmo para vender os 50 Pandur-II para a África, eu não estou exactamente a ver quem é que os vai comprar sem ser Angola.
Mas que um veículo como o Pandur-II daría uma imagem diferente às F.A. de Angola, que têm uma imagem de força soviética, disso não há dúvida.

O que a GOM eventualmente poderá fazer, é, com o apoio da STEYR, estudar outras versões que inicialmente não tenham sido consideradas, como por exemplo o veículo de defesa anti-aérea.

Cumprimentos
 

*

pedro

  • Investigador
  • *****
  • 1498
  • +0/-0
(sem assunto)
« Responder #89 em: Maio 09, 2006, 04:04:15 pm »
Tem razao o que eu quero e que Portugal faca algo.
Cumprimentos :lol:
 

 

Impressão subjectiva sobre o Pandur...

Iniciado por UNIversal MOtor GeratQuadro Exército Português no ForumDefesa.com

Respostas: 22
Visualizações: 5222
Última mensagem Junho 22, 2009, 01:34:42 am
por UNIversal MOtor Gerat
Pandur II na Eurosatory 2006

Iniciado por Pedro MonteiroQuadro Exércitos/Sistemas de Armas

Respostas: 12
Visualizações: 6664
Última mensagem Maio 03, 2008, 09:19:00 pm
por antoninho
Pandur II (Marinha Portuguesa)

Iniciado por n0iz3dQuadro Marinha no ForumDefesa.com

Respostas: 23
Visualizações: 6460
Última mensagem Dezembro 31, 2009, 07:22:01 pm
por SSK